Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sandra Maria Campos Alves

Ciências Agrárias

Agronomia
  • práticas agroecológicas na produção de artesato de palha da carnaúba: revegetação e reaproveitamento sustentável em comunidade quilombola
  • A proposta tem como objeto a construção de tecnologias sociais na produção agroecológica, visando a inovação no manejo e produção sustentável, através das oficinas de Agroecologia. Intencionamos a ampliação da produção do artesanato da palha da carnaúba, como foco principal da proposta para a melhoria da qualidade de vida e erradicação da pobreza. Essa tecnologia é pioneira, inovadora para a condição do semiárido nordestino. Representa uma possibilidade sustentável e de rentabilidade dentro da comunidade para os jovens e mulheres.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 01/12/2018-30/05/2021
Foto de perfil

Sandra Patussi Brammer

Ciências Agrárias

Agronomia
  • estratégias bioquímicas, cito-moleculares e de bioinformática funcional para compreensão da resistência genética de trigo à ferrugem da folha
  • Fatores ambientais e estresses bióticos, como é o caso da ferrugem da folha do trigo, causada pelo fungo Puccinia triticina, têm afetado, com frequência, a produtividade e a qualidade do produto final do trigo. A ocorrência de epidemias de ferrugem da folha na região do Cone Sul da América do Sul, também afeta drasticamente a competitividade da cultura. No Brasil, a ferrugem da folha possui adaptação ao clima sul-brasileiro e o fungo possui elevada taxa de especialização fisiológica. Em decorrência disso, é observado em até três novas raças fisiológicas do patógeno por ano. Portanto, no caso das ferrugens, o uso de cultivares de trigo resistentes é considerado o método mais efetivo e econômico. Toropi, cultivar brasileira de trigo, lançada em 1965, é um exemplo de cultivar com resistência de planta adulta (RPA),em que sob elevada pressão de inóculo, vem mantendo esta resistência por mais de 50 anos. Por este motivo, vários estudos estão sendo realizados por parte da equipe de pesquisadores integrantes desta proposta. Entretanto, muito ainda deva ser pesquisado, pois diferentes abordagens são necessárias quando se trabalha com trigo, uma vez que apresenta constituição genômica complexa. Neste contexto, a proposta visa avançar no entendimento dos mecanismos de resistência genética à ferrugem da folha em trigo, por meio de estratégias bioquímicas, cito-moleculares e de bioinformática funcional. Serão utilizadas sementes geneticamente puras dos parentais Toropi (resistente), IAC 13-Lorena (suscetível) e das três linhas mais resistentes advindas do cruzamento de Toropi x IAC 13-Lorena. Toda a população foi previamente fenotipada para RPA na Embrapa Trigo e confirmada a resistência, via genotipagem molecular, no National Institute Agriculture Botany (NIAB). As atividades serão coordenadas nos seguintes Planos de Ação: 1) Gestão; 2) Histoquímica e Microscopia (de varredura, ótica e de fluorescência); 3) Fisiologia e Bioquímica (atividades enzimáticas e proteicas) e 4) Bioinformática Funcional. A equipe executora é referência nacional nestas áreas e apresenta forte integração e parcerias consolidadas. O projeto contribuirá com novos resultados na identificação dos mecanismos e rotas bioquímicas básicas envolvidas durante o processo de infecção do fungo P. triticina em trigo, além da relação com os principais compostos histoquímicos e estruturas celulares associados aos genes expressos na interação patógeno-hospedeiro.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 01/06/2017-28/02/2021
Foto de perfil

Sandra Raquew dos Santos Azevêdo

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • interface comunicão-saúde no combate à pandemia do covid-19: gestão de conteúdo nas mídias sociais, combate à fake news e agendamento midiático
  • Esse projeto visa promover uma análise das estratégias adotadas por instituições como a Fundação Oswaldo Cruz e Secretaria Estadual de Saúde da Paraíba, no intuito de enfrentar a disseminação de informações falsas, no contexto da pandemia do COVID-19. Estudaremos ainda as estratégias de relacionamento com a imprensa, por meio das mídias sociais como Instagram e Whatsapp, observando a gestão de conteúdo nesses ambientes virtuais, com vistas o gerenciamento da crise causada pela pandemia e a consolidação de estratégias de prevenção, tendo por base uma política de informação segura no campo da saúde. É nosso objetivo ainda observar a presença destas instituições enquanto fontes especializadas e a presença de seu discurso no agendamento midiático enquanto fontes primárias de informação sobre a pandemia do Coronavírus.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 16/07/2020-15/08/2022