Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Samuel de Assis Silva

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • desempenho de conjuntos mecanizados e uso de sensoriamento remoto aéreo e proximal em lavoura cafeeira micro-terraceada
  • O estado do Espírito Santo é o terceiro maior produtor de café arábica do Brasil, sendo as lavouras dessa espécie cultivadas em regiões montanhosas onde as características de relevo limitam o uso de sistemas mecanizados. Nesse sentido, nos últimos anos tem crescido a utilização de micro-terraceamento, visando oferecer condições para o tráfego de máquinas e, consequentemente a mecanização de inúmeras etapas de manejo. Com esse trabalho se objetiva: estudar o efeito do micro-terraceamento sobre o sistema de produção de café arábica, sobre as características químicas e físicas do solo e sobre a produtividade dos cafeeiros; avaliar o desempenho operacional e os custos das operações agrícolas mecanizadas e o impacto do tráfego de máquinas sobre a sustentabilidade dos solos dos micro-terraços; monitorar o desenvolvimento vegetativo dos cafeeiros ao longo dos ciclos de cultivo utilizando sensores óticos ativos e imagens multiespectrais obtidas com sensor embarcado em veículo aéreo não tripulado (VANT). O estudo será realizado, durante três anos, em uma lavoura comercial de café arábica localizada na Microrregião do Caparaó, no Estado do Espírito Santo. O experimento será conduzido em uma área inclinada onde foi realizado o nivelamento das entrelinhas de plantio de café. Para atendimento aos objetivos propostos será montado na lavoura uma grade amostral irregular contendo 100 pontos amostrais, onde serão avaliados, o estado nutricional das plantas, a fertilidade do solo e a produtividade dos cafeeiros. Ao longo do tempo de execução da pesquisa, serão determinadas variáveis indicadoras de qualidade do solo, visando identificar o efeito dos terraços e do tráfego de máquinas sobre essas características. Serão realizadas avaliações nas linhas de cultivo e nas entrelinhas (micro-terraços). Para determinar a eficiência de conjuntos mecanizados em diferentes etapas de manejo durante o ano agrícola, serão realizados estudos de tempos e movimentos e análises de custos fixos e operacionais. O efeito dos micro-terraços sobre a capacidade operacional e o rendimento da derriça semimecanizada será estabelecido através da utilização e teste de diferentes modelos de derriçadoras portáteis, comparando-as com a colheita manual. O comportamento espectral das plantas de café será avaliado utilizando sensores óticos ativos e imagens digitais obtidas com sensor multiespectral embarcado em veículo aéreo não tripulado (VANT). As avaliações utilizando sensor ótico ativo serão realizadas ao longo da linha de cultivo, avaliando o terço superior, médio e inferior da copa dos cafeeiros. As imagens aéreas serão obtidas utilizando uma câmera multiespectral embarcando em um VANT. A partir dos dados de sensoriamento remoto serão calculados diferentes índices de vegetação, os quais serão relacionados com todas as variáveis medidas em campo. Serão realizadas análises geoestatísticas para avaliar o comportamento espacial dos atributos químicos e físicos do solo, da produtividade da cultura e dos resultados da avaliação de desempenho das operações mecanizadas. Análises de correlação serão realizadas buscando-se estabelecer relações entre: as variáveis mensuradas no campo e os índices de vegetação obtidos com os sensores óticos ativos; as variáveis mensuradas no campo e os índices de vegetação obtidos utilizando o mapeamento aéreo com VANT; os índices de vegetação obtidos com os sensores óticos ativos e aqueles obtidos utilizando o mapeamento aéreo com VANT. Serão geradas equações para estimativa de produtividade e do estado nutricional das plantas a partir dos índices de vegetação calculados com os diferentes sensores. A obtenção de informações acerca de um sistema que tem crescido em utilização, mas que ainda carece de estudos para identificação das interações com o ambiente natural e produtivo representam grande impacto para a sociedade em geral, mas principalmente para os agentes envolvidos no agronegócio. Nesse sentido, esse trabalho tem grande potencial para geração de informações e tecnologias que auxiliarão tanto a comunidade científica quanto a produtiva no entendimento do complexo sistema de micro-terraceamento de lavouras de café.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samuel de Souza Neto

Ciências Humanas

Educação
  • por uma pedagogia do estágio supervisionado: da proposta de formação de professores de educação física ao acolhimento e acompanhamento da prática de ensino na escola
  • Este estudo tem como foco a perspectiva de uma Pedagogia do Estágio Supervisionado na Formação de Professores de Educação Física. Assim, ele toma como ponto de partida as transformações que estão na base do movimento da profissionalização docente ao considerar a prática profissional como um lócus de produção, e também de formação nos saberes. Esta compreensão acabou envolvendo a aproximação de pesquisadores, de âmbito nacional, envolvendo UNESP/Rio Claro, Universidade Federal de São Carlos, Universidade Federal de Goiás, Universidade Federal de Rondonia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Universidade Federal de Rondonia, Centro Universitário Catolico de Quixadá - Ceara, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade Estadual de Londrina, Universidade do Estado de Santa Catarina, e, de âmbito internacional, Universidade de Montreal (CRIFPE), Universidade de Caldas (CO), Universidade de Louisville (EUA), Universidade do Porto (Portugal). No presente dá-se continuidade a este diálogo na forma de uma pesquisa coletiva, propondo como objetivo geral compreender nas propostas de formação e práticas de acolhimento e acompanhamento de estágio a perspectiva de uma pedagogia do estágio supervisionado. Especificamente busca (a) identificar e analisar, nas propostas de formação de professores, o projeto de estágio, a especificidade da docencia no profissional a ser formado e as formas de desenvolvimento do estágio supervisionado; (b) apontar e analisar, no desenvolvimento do estágio, como que o acolhimento e o acompanhamento do estagiário são realizados na escola; (c) identificar e analisar, na realidade das universidades estudadas a parceria universidade-escola e; (d) averiguar e analisar, nos dispositivos de formação, os agentes, os saberes e as modalidades de orientação, supervisão e colaboração pedagógica que estariam contribuindo para a formação de uma pedagogia do estágio supervisionado. Neste contexto, opta-se por uma metodologia de pesquisa qualitativa, construtivismo social, tendo como técnicas: fonte documental, observação, entrevista semi-estruturada, análise de conteúdo. Nesta pesquisa, os participantes serão em torno de 48 sujeitos: sendo por instituição (12 IES) um professor-supervisor universitário, um professor-colaborador de escola e dois estagiários. Porém, este número de participantes poderá ser ampliado se houver necessidade. Portanto, o que se busca na experiencia brasileira é: (1) fazer uma reflexão sobre os elementos que compõem o estágio supervisionado; (2) apresentar um mapeamento das idades do estágio supervisionado em diferentes regiões do Brasil e; (3) traçar diretrizes para uma pedagogia do estágio supervisionado no que se refere a organização do estágio e o acolhimento e acompanhamento do estagiário na escola. Da experiencia internacional o que se busca são contribuições relativas: (1) organização do estágio; (2) modelo de formação profissional (idades do estágio supervisionado) e (3) diretrizes vinculadas a relação universidade-escola e o acolhimento e o acompanhamento do estagiário na escola. A Formação Prática no século XXI se tornou uma realidade, como demonstram as proposições do PIBID e da Residencia Pedagógica, mas eles precisam ser fundamentadas cientificamente para que a prática sem a teoria não se torne vazia.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samuel Goldenberg

Ciências Biológicas

Genética
  • uso de crispr/cas para a determinação da função e papel de proteínas de ligação a rna (rbps) na regulação da expressão gênica em trypanosoma cruzi
  • A regulação da expressão gênica em Trypanosoma cruzi ocorre essencialmente ao nível pós-transcricional. Os transcritos policistrônicos são processados no núcleo e transportados para o citoplasma para a tradução em proteínas. Todavia, considerando que os mRNAs no transcrito policistronico não são relacionados nem em função, nem em expressão diferencial durante o ciclo de vida do parasita, deve haver mecanismos de seleção dos mRNAs que serão traduzidos, estocados ou degradados. Esta sinalização do destino dos mRNAs é feita pelas proteínas de ligação a RNA (RNA binding proteins ou RBPs). Nosso trabalho ao longo dos últimos anos permitiu evidenciar diferentes RBPs em T.cruzi e os resultados indicam o papel inequívoco das mesmas na seleção dos alvos (mRNAs) associados a uma dada RBP, de acordo com mudanças fisiológicas (estresse) a que o parasita é submetido. Recentemente estabelecemos a metodologia de CRISPR/CAS para o T.cruzi, facilitando o uso de ferramentas genéticas para o estudo do papel de diferentes genes na diferenciação do T.cruzi. Nesta proposta almejamos investigar o papel de diferentes RBPs na regulação da expressão gênica no parasita, tendo como foco inicial o estudo de RBPs com domínio de dedo de zinco, na constituição de mRNPs de T.cruzi, bem como na modulação da expressão gênica e diferenciação do parasita. Usando a metodologia de CRISPR/CAS, determinaremos o papel das RBPs na biologia do T.cruzi e a alteração nos respectivos complexos mRNP.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 05/12/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Samuel Goldenberg

Ciências Biológicas

Genética
  • uso de crispr/cas para a geração de para a determinação da função e papel de proteínas de ligação a rna (rbps) na regulação da expressão gênica em trypanosoma cruzi
  • A regulação da expressão gênica em Trypanosoma cruzi ocorre essencialmente ao nível pós-transcricional. Os transcritos policistrônicos são processados no núcleo e transportados para o citoplasma para a tradução em proteínas. Todavia, considerando que os mRNAs no transcrito policistronico não são relacionados nem em função, nem em expressão diferencial durante o ciclo de vida do parasita, deve haver mecanismos de seleção dos mRNAs que serão traduzidos, estocados ou degradados. Esta sinalização do destino dos mRNAs é feita pelas proteínas de ligação a RNA (RNA binding proteins ou RBPs). Nosso trabalho ao longo dos últimos anos permitiu evidenciar diferentes RBPs em T.cruzi e os resultados indicam o papel inequívoco das mesmas na seleção dos alvos (mRNAs) associados a uma dada RBP, de acordo com mudanças fisiológicas (estresse) a que o parasita é submetido. Recentemente estabelecemos a metodologia de CRISPR/CAS para o T.cruzi, facilitando o uso de ferramentas genéticas para o estudo do papel de diferentes genes na diferenciação do T.cruzi. Nesta proposta almejamos investigar o papel de diferentes RBPs na regulação da expressão gênica no parasita, tendo como foco inicial o estudo de RBPs com domínio de dedo de zinco, na constituição de mRNPs de T.cruzi, bem como na modulação da expressão gênica e diferenciação do parasita. Usando a metodologia de CRISPR/CAS, determinaremos o papel das RBPs na biologia do T.cruzi e a alteração nos respectivos complexos mRNP.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samuel Laudelino da Silva

Ciências Agrárias

Agronomia
  • centro vocacional tecnológico em agroecologia e produção orgânica do pantanal matogrossense - cvt-pantanal
  • Essa proposta contempla a criação do Centro Vocacional de Tecnologia em Agroecologia e Produção Orgânica do Pantanal Matogrossense (CVT-Pantanal), construída ao longo dos últimos quatro anos por professores-pesquisadores e extensionistas da UNEMAT e das instituições parceiras: IFMT, UFMT, EMPAER, EMBRAPA, CTA além da valiosa contribuição de técnicos extensionistas, de prefeituras municipais e de entidades civis. As discussões que antecederam a elaboração desse projeto tiveram por base a importância política para o Território da Grande Cáceres possuir um Centro Vocacional Tecnológico dedicado as questões da Agroecologia e da Produção Orgânica o que se traduzirá em enormes benefícios para toda a população do sudoeste de Mato Grosso. Com esse pensamento definido, decidiu-se participar desse certame e galgar uma nova estrutura que permita maiores avanços inclusive na validação de tecnologias aplicáveis aos Agricultores Familiares. Para consecução desse objetivo, o Núcleo de Formação, Pesquisa e Extensão em Agroecologia (NATER), criado na Universidade do Estado de Mato Grosso em 13 de dezembro de 2009 dará lugar a nova estrutura denominada de CVT-Pantanal, o qual receberá diversos outros núcleos inclusive o próprio NATER. O grupo formado por pesquisadores e colaboradores (extensionistas, acadêmicos, agricultores familiares, associações e sindicatos), realiza sempre que possui recursos aprovados, eventos, oficinas, dias de socialização, cursos e palestras. Estas atividades são destinadas a agricultores familiares, agentes e técnicos de ATER da EMPAER, de prefeituras municipais, de entidades privadas, de ONG’s e a atores sociais indígenas. Estas ações carecem de maior incentivo para se perenizar. O projeto CVT-Pantanal foi idealizado por muitos cientistas que se engajam da causa das questões da Agroecologia e da Produção Orgânica, não só do Centro-Oeste, mas de outras regiões de nosso território. A partir de conversas e discussões iniciadas em 2010, em eventos, se concebeu o nascimento da presente proposta, pois é um anseio antigo, uma expectativa de termos a continuidade das ações e das obras em Agroecologia e da Produção Orgânica no Território da Grande Cáceres/MT, uma das cidades entre as 100 mais pobres do país. Acreditamos que a exemplo de outras realidades, onde ações de projetos, e depois de Núcleos de Estudos em Agroecologia e, mais recentemente de CVT’s conseguiram continuar a modificar o pensamento e as paisagens, acreditamos também que podemos continuar a empoderar Agricultores Familiares a produzirem de forma limpa conforme os preceitos da Agroecologia e da Produção Orgânica. Dessa forma, o CVT-Pantanal vem agregar em muito para a região do Pantanal Matogrossense, pelas suas especificidades locais, tanto da natureza quanto do homem que aqui labora desde sempre, pois o nativo pantaneiro, continua sempre um personagem rico de conhecimentos que precisam ser melhor aproveitados, lapidado, permitindo um olhar mais apurado sobre os processos de seu cotidiano. Por outro lado, temos milhares de famílias de assentados que pouco sabem o que e como fazer com a terra para conseguirem sobreviver dignamente. Esse é o grande desfio do CVT-Pantanal, otimizar ideias – produzir resultados!
  • Universidade do Estado de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 01/12/2017-31/10/2020
Foto de perfil

Samuel Penna Wanner

Ciências da Saúde

Educação Física
  • efeitos da associação entre a aclimatação ao calor e a suplementação com glutamina sobre o desempenho aeróbico e sobre respostas fisiológicas e perceptivas induzidas pelo exercício físico em ambiente quente e úmido
  • O projeto de pesquisa propõe o estudo de duas intervenções que podem influenciar o desempenho aeróbico e as respostas fisiológicas de indivíduos submetidos a um exercício prolongado em ambiente quente e úmido. Um dos focos do projeto será investigar a suplementação com glutamina, um aminoácido que tem sido frequentemente utilizado por atletas e praticantes de atividade física como suposto recurso ergogênico. Existem evidências que a suplementação com glutamina reduz as respostas inflamatórias e contribui para a manutenção da integridade da barreira gastrointestinal durante o exercício realizado sob estresse térmico ambiental. O outro foco do projeto será investigar a aclimatação ao calor, um procedimento comumente utilizado por atletas durante períodos de preparação para competições em ambientes quentes. Estudos anteriores indicam que a aclimatação ao calor melhora o desempenho físico, atenua os aumentos das respostas termorregulatórias e inflamatórias, e ajuda a manter a integridade da barreira gastrointestinal durante o exercício realizado nas condições ambientais descritas acima. No entanto, nenhum estudo investigou se a associação entre as duas intervenções produz efeitos somados, ou seja, benefícios superiores àqueles promovidos por apenas uma das intervenções. Este projeto possui um caráter translacional, pois possibilitará verificar se resultados previamente obtidos em camundongos de laboratório podem ser reproduzidos em seres humanos. Estudo desenvolvido no Laboratório de Fisiologia do Exercício da UFMG mostrou que camundongos suplementados com glutamina e expostos a 40ºC durante 2 h apresentaram atenuação dos aumentos da temperatura corporal interna e da permeabilidade intestinal [Soares et al. British Journal of Nutrition v.112 (n.10): p.1601-1610, 2014]. Tendo como base os achados do referido estudo com camundongos, os pesquisadores consideram importante investigar se a suplementação com glutamina também pode modificar as respostas termorregulatórias e a permeabilidade gastrointestinal de seres humanos saudáveis submetidos ao exercício em ambiente quente e úmido. O presente projeto também dará sequência a estudos que foram desenvolvidos no nosso laboratório e que avaliaram a efetividade de intervenções voltadas para a melhora do desempenho físico e para reverter possíveis prejuízos nas respostas fisiológicas durante o exercício sob estresse térmico ambiental. Um desses estudos demonstrou que indivíduos aclimatados ao calor apresentam respostas fisiológicas atenuadas durante o exercício em ambiente quente e úmido, conforme evidenciado pelos menores valores de frequência cardíaca e temperatura corporal interna [Magalhães et al. J Physiol Anthropol v.29 (n.1): p.1-12, 2010], e maior termotolerância celular, conforme evidenciado pela maior expressão de heat shock proteins (HSP) [Magalhães et al. Cell Stress Chaperones v.15 (n.6): p.885-895, 2010]. Os voluntários, de ambos os sexos, saudáveis e fisicamente ativos, serão divididos, aleatoriamente, em um dos quatro grupos experimentais a seguir: 1- não aclimatados e tratados com placebo (PLA); 2- não aclimatados e suplementados com glutamina (GLN); 3- aclimatados e tratados com placebo (HA + PLA); 4- aclimatados e suplementados com glutamina (HA + GLN). Cada voluntário dos grupos HA + PLA e HA + GLN comparecerá ao laboratório dez vezes, sendo que entre as quatro primeiras visitas, será dado um intervalo de, no mínimo, 48 h. Na primeira visita, será feita uma avaliação física e o de teste de VO2pico. Após a primeira visita, os voluntários retornarão ao laboratório para que seja realizada a familiarização aos procedimentos das sessões experimentais. Já na terceira visita, será realizado o teste físico juntamente com a coleta de dados. Da quarta a nona visita, serão realizados os protocolos de aclimatação ao calor e de suplementação, sendo que o protocolo de aclimatação ao calor terá duração de seis dias consecutivos, enquanto a suplementação terá duração de sete dias consecutivos. Após a nona visita ao laboratório, será dado mais um intervalo de 48 h e, em seguida, serão realizados novamente o teste físico e coleta de dados. Os voluntários dos grupos PLA e GLN farão apenas quatro visitas ao laboratório (teste de VO2pico, familiarização e duas corridas de 10 km). A aclimatação ao calor consistirá de seis sessões de corrida em esteira rolante, em temperatura seca de 40C e umidade relativa do ar de 70%, condições controladas por uma câmara ambiental. A aclimatação ao calor será induzida por protocolo de hipertermia controlada, caracterizada pela elevação da temperatura interna (retal) em 1,5C durante os 45 min iniciais de corrida a 8 km/h; em seguida, a temperatura interna será mantida neste patamar elevado por mais 15 min, com o voluntário caminhando a 6 km/h (a inclinação será sempre mantida em 1%). A suplementação com glutamina consistirá da ingestão de 0,15 g por kg de massa corporal, administrada em cápsulas, duas vezes ao dia, durante sete dias; o placebo utilizado será composto por celulose microcristalina, administrada de forma semelhante à glutamina. As suplementações serão realizadas de forma duplo-velada. O teste físico corresponderá a uma corrida de 10 km em temperatura seca de 33C e umidade relativa do ar de 70%; os voluntários deverão correr esta distância no menor tempo possível. Esta corrida será realizada com intensidade autorregulada, o que assegura semelhança com as características dos esforços físicos realizados em eventos esportivos. A cada km de corrida, serão coletados dados de tempo parcial de corrida, frequência cardíaca, temperatura interna e da pele, percepção subjetiva do esforço, sensação térmica, conforto térmico e sudorese local. Antes e após a corrida de 10 km, serão realizadas coletas sanguíneas para posterior análise da expressão intracelular das HSP72 e das concentrações sanguíneas de citocinas inflamatórias e marcadores de dano tecidual (intestino).
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samuel Vandresen Filho

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • avaliação da participação do processo neuroinflamatório na depressão associada à abstinência ao etanol
  • O alcoolismo é considerado um problema de saúde pública pela Organização Mundial da Saúde e está entre os cincos principais fatores de risco para doenças, deficiências e mortes no mundo. Segundo dados do Relatório Brasileiro Sobre Drogas, dentre os diagnósticos de transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de drogas, o álcool foi o que mais esteve associado a afastamentos do trabalho, 56,7%, seguido pela cocaína 20,1%. Já com relação a mortes associadas ao uso de drogas, lícitas e ilícitas, o álcool correspondeu a 90%. A Fundação Oswaldo Cruz estima um impacto financeiro de US$ 8,2 milhões por ano para tratar as doenças associadas ao alcoolismo pelo Sistema Único de Saúde. O tratamento do alcoolismo tem como objetivo final estabilizar a abstinência pela prevenção da recaída após o período de destoxificação. Um dos fatores que dificultam a manutenção da abstinência é a alta incidência de comorbidades psiquiátricas, como a depressão, durante esse período. Evidências clínicas indicam que a manifestação de sintomas depressivos durante a abstinência ao etanol aumenta a probabilidade de recaída e indica um prognóstico ruim em termos do resultado do tratamento. A utilização de drogas antidepressivas apresentam efeitos positivos no tratamento do alcoolismo, reduzindo os sintomas depressivos e diminuindo a vulnerabilidade às recaídas. No entanto, a eficácia das medicações para dependência ao etanol e da depressão ainda é modesta. Nesse sentido, a compreensão dos mecanismos envolvidos na depressão durante a abstinência ao etanol é de fundamental importância para a descoberta de novos alvos moleculares e, assim, o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas. Assim, apesar da depressão ser uma doença de etiologia heterogênea, a hipótese inflamatória da depressão tem despertado grande interesse. Nesta hipótese inflamatória, as citocinas pró-inflamatórias representam um fator chave na mediação central das características comportamentais, neuroendócrinas e neuroquímicas dos transtornos depressivos. A depressão associada à ativação do sistema imunológico é caracterizada pelo aumento das concentrações de citocinas pró-inflamatórias. Em estudos em pacientes com depressão foi demonstrado o aumento de citocinas pró-inflamatórias: as interleucinas IL-1β e IL-6, o Fator de Necrose Tumoral Alfa (TNF-α) e a ativação do Fator Nuclear kappa B (NF-κB). O TNF-α é um dos indutores fisiológicos mais eficazes da transcrição do NF-κB. Eles se influenciam mutuamente, e a indução de alguns genes responsivos ao TNF-α de relevância imunológica e inflamatória é mediada, pelo menos em parte, pela ativação do NF-κB. Essas mediações do NF-κB se fazem, através da regulação da óxido nítrico sintase (NOS) e da ciclo-oxigenase-2 (COX-2). A COX-2 também está associada a doenças relacionadas à depressão e resultados semelhantes foram demonstrados em modelos animais que exibiram comportamento depressivo, com alta expressão de mediadores inflamatórios e aumento da iNOS no córtex pré-frontal e hipocampo. Foi demonstrado que drogas antidepressivas podem inibir a produção de citocinas pró-inflamatórias e estimular a produção de citocinas anti-inflamatórias levando a normalização nas concentrações ao longo do tratamento. As citocinas anti-inflamatórias regulam a intensidade e a duração do comportamento tipo depressivo, provavelmente pela inibição da produção e pela atenuação da sinalização de citocinas pró-inflamatórias. Em particular, administração central de IL-10 ou do fator de crescimento semelhante à insulina tipo I (IGF-I), um fator de crescimento que se comporta como uma citocina anti-inflamatória no cérebro, atenua o comportamento tipo depressivo induzido por Lipopolissacarídeo (LPS), um ativador do sistema imune. Os antidepressivos também são conhecidos por aumentar a IL-10 sérica em camundongos tratados com LPS, sugerindo que a inibição da inflamação nesses estudos pré-clínicos estaria envolvida com a regulação positiva desta interleucina. Ademais, o comportamento do tipo depressivo induzido por LPS foi relacionado ao aumento do nível de TNF-α e diminuição do nível do Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro (BDNF) no hipocampo de camundongos. Os fatores neurotróficos desempenham um papel importante na regulação de um amplo espectro de processos cerebrais, e o equilíbrio entre neuroregeneração e neurodegeneração é amplamente dependente da disponibilidade e atividade de fatores de crescimento específicos como o BDNF e o IGF-I. O BDNF desempenha um papel central na neurogênese e plasticidade sináptica, e o comprometimento na sinalização desta neurotrofina tem sido associado à depressão. Estudos sugerem que o BDNF está diminuído em pacientes com depressão e que o tratamento com antidepressivos restaura as suas concentrações. O IGF-1 aumenta a síntese e a atividade do BDNF, e ambos os fatores são necessários para melhorar a sobrevivência neuronal e a plasticidade no cérebro. Além disso, em estudo realizado com humanos em abstinência ao álcool as concentrações plasmáticas de BDNF e IGF-1 estavam diminuídas. Isso indica que a normalização dos níveis de BDNF e IGF-1 pode ser importante alvo terapêutico na terapia da depressão associada à abstinência ao etanol. Assim, evidências clínicas e pré-clínicas indicam forte relação entre níveis elevados de marcadores inflamatórios e os sintomas da depressão. No entanto, não há estudos sobre o papel do processo inflamatório no SNC e a sua associação com a depressão em indivíduos abstinentes ao etanol. Nesse sentido, o presente projeto visa avaliar o envolvimento do processo neuroinflamatório na depressão induzida pela abstinência ao etanol em camundongos.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Samuellson Lopes Cabral

Engenharias

Engenharia Civil
  • sistema de alerta hidrológico em tempo real para gerenciamento de bacias hidrográficas
  • As aplicações da tecnologia computacional para análise do processo chuva-vazão e do processo hidrológico expandiu-se grandemente nos últimos anos. O Centro de Engenharia Hidrológica do exército norte americano (Hydrologic Engineering Center - HEC) desenvolveu uma gama de software amplamente utilizada por engenheiros e pesquisadores internacionais de centros de previsão de risco hidrológico. O programa Real Time Simulation (HEC-RTS) é um produto recentemente disponibilizado para gerar informações de apoio à decisão por meio de previsões hidrológicas derivadas da integração e execução em cascata de modelos hidrológicos, hidráulicos e de análise de impacto com assimilação de dados e simulação em tempo real. Este estudo propõe o uso desta ferramenta na bacia hidrográfica do rio Mundaú no nordeste brasileiro. Serão utilizadas técnicas de previsão por conjuntos do WRF para alimentar o modelo hidrológico e hidráulico. Para analise da eficiência das vazões simuladas será usado o coeficiente de Nash-Sutcliffe e para a calibração das manchas de inundação será utilizadas as marcas de cheias dos eventos ocorridos nas áreas urbanas dos municípios afetados. Sendo assim esse projeto tem o objetivo de avaliar um sistema de suporte a decisão de alerta de risco de inundações em uma bacia do nordeste brasileiro. Essa informação torna-se necessária, para que os órgãos gestores disponham de tempo de antecedência para agir em caso de eminente inundação, com planos preventivos sobre a população residente nas áreas de risco.
  • Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sanclayton Geraldo Carneiro Moreira

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • produção e caracterização (por espectroscopia óptica e raman) de filmes poliméricos (polivinil carbazol) finos nanoestruturadas com micro e nano partículas de beta-caroteno ou óleo de buriti
  • A Amazônia com a sua exuberante biodiversidade oferece uma fonte muito especial de novos materiais para pesquisa científica. Neste projeto vamos inserir o óleo de buriti (rico em beta-caroteno), oriundo da planta Mauritia Flexuosa da floresta Amazônica, num polímero, para produzir o novo material. A proposta consiste em modifica o polímero PVK pela inserção de micro e/ou nano estrutura de beta-caroteno e óleo de Buriti. Isto será feito em 3 momentos diferentes: primeiro somente o beta-caroteno será inserido, em seguida apenas o óleo e finalmente os dois serão inseridos juntos numa mesma matriz de PVK. Os primeiros ensaios mostram o aparecimento de deformações nas bandas e no GAP de energia tanto do PVK como o do Beta-caroteno o que possibilita a aplicações no campo de dispositivos como: célula solar, LEDs, etc. As bandas características (de emissão) do PVK podem ser reduzidas e até eliminadas pela presença do beta-caroteno, dependendo da concentração. O ponto forte e inovador desta pesquisa é a inclusão de óleo de Buriti (abundante na Amazônia), dentro da matriz polimérica. Na matriz do polímero o BC não degrada e, constitui um novo material com possíveis aplicações, em dispositivos ópticos/eletrônicos. O projeto também prevê a monitoração nas bandas do espectro Raman tanto do PVK como dos dopantes em função: da espessura do filme e da concentração dos aditivos.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandoval Nonato Gomes Santos

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • metodologia de ensino de língua portuguesa como disciplina curricular da formação docente: incursões em uma biblioteca de manuais pedagógicos
  • Este Projeto de Pesquisa objetiva caracterizar o estatuto da Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa como disciplina ou componente curricular integrante da formação acadêmica do professor de língua portuguesa. Para tanto, propõe recorrer à descrição e análise de um corpus de manuais pedagógicos particularmente voltados para a Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa publicados em um intervalo de quase meio século, entre o fim dos anos 1940 e meados dos anos 1990, no Brasil. Do ponto de vista metodológico, a seleção do corpus baseia-se em pesquisa documental, e sua abordagem implica análise textual focada na configuração de determinados tópicos temáticos, das estratégias de formulação textual e dos modos de posicionamento enunciativo do autor, na materialidade dos manuais pedagógicos. A descrição e análise dessa configuração textual sob uma perspectiva histórica e com base na contribuição de aportes teóricos dos estudos em educação e dos estudos da linguagem (estudos em história das disciplinas escolares e das ideias linguísticas e pedagógicas, em epistemologia e didática das disciplinas escolares e em linguística aplicada), entre outros, podem auxiliar a compreensão dos processos de institucionalização da Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa; em outros termos, os modos com que ela se investe no estatuto de disciplina de formação profissional.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandra Cristina Gomes

Ciências Humanas

Ciência Política
  • escolhas políticas e implementação de políticas educacionais: promoção da equidade ou reprodução das desigualdades?
  • Este projeto de pesquisa discute as escolhas de políticas educacionais e seus efeitos na promoção da igualdade de oportunidades (equidade) e na diminuição das desigualdades assim como de seus efeitos contrários, isto é, aqueles indutores ou reprodutores das desigualdades existentes. Dois focos analíticos foram selecionados para observar os impactos gerados sobre a equidade ou a desigualdade: 1) os fatores políticos que explicam a tomada de decisão sobre políticas educacionais e 2) como estas são implementadas na prática. O projeto é composto por diferentes planos de trabalhos interligados que procuram explorar como a desigualdade é problematizada e tratada tanto no momento da formulação (escolhas de modelos educacionais) quanto na implementação de políticas educacionais. Fatores explicativos como a origem social do alunado, o papel da escola, a distribuição de condições de ensino e aprendizagem no interior das redes de ensino, modos de implementação de programas educacionais, relações entre comunidades, atores e educação, relação entre instituições políticas e escolha de modelos educacionais são alguns dos elementos analíticos que embasam o diálogo com teorias dessa área de discussão. Empiricamente, o projeto parte de 1) uma análise quantitativa da situação escolar geral para 2) uma seleção de estudos de caso em profundidade em escolas do Rio Grande do Norte e 3) análises comparativas de construção de modelos educacionais em outros países. Espera-se que o conjunto de estudos produzido possa colaborar tanto com a discussão teórica e acadêmica sobre políticas educacionais e desigualdades quanto subsidiar decisões na gestão pública.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandra de Aguiar Soares

Engenharias

Engenharia Civil
  • síntese de aditivos a partir de fontes renováveis para misturas asfálticas mornas: estimativa do efeito dos aditivos na trabalhabilidade dos ligantes asfálticos por tribologia.
  • Neste projeto, propõe -se a síntese e desenvolvimento de materiais de origem vegetal para a produção de misturas asfálticas mornas (MAM). Os aditivos propostos para MAM serão desenhados com características específicas para atuarem como: (a) redutores da viscosidade do ligante e (b) surfactantes melhoradores da adesividade ligante-agregado. Para avaliar o potencial dos materiais, propõe-se o uso de uma tecnologia recentemente desenvolvida – a ciência da tribologia, que busca relacionar a melhoria do mecanismo envolvido na densificação de misturas betuminosas às características de “lubricidade” dos ligantes asfálticos, usando um dispositivo especialmente desenvolvido no reômetro de cisalhamento dinâmico (DSR). Estudos recentes têm demonstrado que a redução da viscosidade não é o mecanismo primário das MAM e que as características de “lubricidade” dos ligantes asfálticos podem ser o mecanismo que permite a redução das temperaturas de processamento na pavimentação asfáltica. Pretende-se, com os resultados dessa pesquisa, contribuir para dar subsídios para a validação de um método que permita concluir sobre a real contribuição dos aditivos para reduzir a níveis desejáveis as temperaturas de processamento dos ligantes. O objetivo é alcançar ganhos do ponto de vista econômico, ambiental e técnico no que diz respeito ao desenvolvimento de novos materiais - potencialmente úteis para melhorar a qualidade das vias pavimentadas no país. Nesse trabalho, serão desenvolvidas outras atividades na área de ligantes com foco em ensaios reológicos – relacionados à avaliação da deformação permanente (MSCR) e fadiga, além de atividades na área de misturas asfálticas, incluindo o estudo da viabilidade dos óleos e/ou seus derivados como agentes rejuvenescedores de misturas asfálticas recicladas de material fresado (RAP). A proposta se encontra alinhada a três das áreas temáticas do Projeto INCT-Infra: Química dos Materiais; Misturas Asfálticas e Compósitos Avançados, cumprindo uma estratégia que prioriza novas tecnologias, desenvolvimento urbano e formação de pessoal. Mais especificamente, a proposta possui estreita relação com o subprojeto do INCT-Infra-UFC intitulado “PC 01 - Desenvolvimento de materiais sintetizados a partir de fontes renováveis, subprodutos ou resíduos industriais para aplicação no campo da engenharia”.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandra Eli Sartoreto de Oliveira Martins

Ciências Humanas

Educação
  • acessibilidade e inclusão em contextos universitários diferenciados
  • Modificar para acolher, ressignificar para incluir: premissas fundamentais no mundo contemporâneo. Movimentos que nos levam a reordenar os paradigmas sociais e a repensar os caminhos para a construção de uma sociedade inclusiva. Defender tal princípio implica, por conseguinte, compreender o papel da educação nesse processo e, em especial, reconhecer o direito da participação de pessoas com deficiência na Educação Superior. Diante dessas premissas, esta pesquisa tem por finalidade traçar um panorama das culturas, políticas e práticas educacionais inclusivas direcionadas a estudantes com deficiência, em três universidades públicas de países da América Latina – Brasil, Argentina e Uruguai. Esta pesquisa deriva das ações da Rede de Pesquisa “Acessibilidade no ensino superior” (OBEDUC/CAPES) e conta com a participação de pesquisadores que atuam no Comitê Acadêmico de Discapacidad y Accesibilidad/Associação do Grupo de Universidades de Montevideo (CAAyD AUGM) e na Red Interuniversitaria Latinoamericana y del Caribe sobre Discapacidad y Directos Humanos/UNPL – Argentina. Assim, constituem objetivos específicos desta pesquisa: a) delinear o perfil de estudantes com deficiência matriculados em cursos de graduação nos contextos investigados e b) identificar e analisar as barreiras de acessibilidade nas universidades públicas sob o ponto de vista de graduandos com deficiência. Constitui-se lócus de desenvolvimento da pesquisa três universidades públicas localizadas, em contextos internacionais distintos. O trabalho será desenvolvido em quatro etapas. A primeira refere-se ao processo de caracterização do perfil dos estudantes com deficiência por intermédio de dados censitários disponíveis no sistema de matricula das instituições pesquisadas - IES. A segunda e a terceira etapas compreenderão a adaptação e aplicação de questões norteadoras presentes no Índice de Inclusão para o Ensino Superior – INES. Trata- se um instrumento que tem por finalidade auxiliar na identificação de barreiras de acessibilidade no Ensino Superior que se desenvolverá dois momentos distintos a saber: a) envio dos INES para tradução de profissionais da área educação especial; b) adaptação do Questionário e das questões norteadoras do INES pelo grupo de coordenadores das IES e c) aplicação do Questionário (QIIESA) a amostra do estudo. A quarta e última refere-se ao tratamento e análise dos dados recolhidos que qualificam o perfil e as condições de acessibilidade sob o ponto de vista de universitários com deficiência matriculados nos cursos de graduação. O tratamento de dados do Questionário (QIIESA) se efetivará pelo o uso da técnica de distribuição dos valores atribuídos para mensuração na escala tipo Likert, sendo submetida a tratamento descritivo de correspondência múltipla. Espera-se que os resultados alcançados contribuam para alargar os conhecimentos produzidos sobre a formulação de culturas, políticas e práticas inclusivas na Educação Superior, em contextos internacionais diferenciados.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandra Garrido de Barros

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • o campo da saúde suplementar no brasil e suas relações com o sistema único de saúde (2003-2018)
  • Estudo qualitativo com abordagem socio-histórica, utilizando o referencial da sociologia reflexiva de Bourdieu, com objetivo de analisar a estrutura, dinâmica e principais transformações no campo da saúde suplementar no Brasil no período de 2003 a 2018, bem como a regulação e o financiamento públicos do campo da saúde suplementar e suas implicações para o SUS; o subespaço dos prestadores privados de serviços de assistência à saúde; bem como o espaço das empresas de produtos de saúde. Esta proposta faz parte de um Programa Integrado de Pesquisas na área de análise de políticas de saúde, estando relacionado ao Projeto “Transformações nos Espaços da Saúde no Brasil e suas implicações para o Sistema Único de Saúde (1988-2018)”, coordenado pela Profa. Ligia Maria Vieira da Silva. O período de estudo relaciona-se à data posterior à criação da Agência Nacional de Saúde Suplementar e ao contexto específico da saúde em 2018 com o início da vigência da Emenda Constitucional n° 95/2016, que fixou limites para as despesas primárias, inclusive na saúde. Para fins de análise, serão considerados dois momentos: a) o período denominado de “conservação-mudança” (2003-2015), e, b) o momento de fortalecimento de propostas que comprometem os princípios e concepções do SUS (2016-2018). Nos dois momentos serão mapeadas as principais questões em jogo no campo e suas relações com o SUS. A análise da estrutura, dinâmica e principais transformações do campo será realizada a partir de análise documental (legislação específica sobre o tema, notícias veiculadas na imprensa e em endereços eletrônicos de entidades relacionadas ao campo, estudos e pesquisas sobre o tema), tendo como ponto de partida a estrutura do campo da saúde suplementar identificada por Vilarinho (2003) na constituição do campo. Será utilizada também a estratégia da bola de neve. Serão entrevistados agentes do espaço das operadoras de planos privados de saúde, do espaço de prestadores de serviços, privados de saúde, do espaço dos consumidores, e do campo burocrático e do espaço da indústria de equipamentos. As trajetórias dos agentes serão analisadas a partir das entrevistas. No caso de pessoas já falecidas, serão reconstruídas por meio de biografias, currículos, sites da internet e também dos seus textos publicados (artigos e livros). A análise seguirá roteiro testado anteriormente, adaptando-o para cada entrevistado. A análise das espécies de capital será feita por meio dos critérios adaptados para cada conjuntura. A regulação e financiamento públicos da Saúde Suplementar serão investigadas a partir de estudo retrospectivo da regulação dos planos privados e da análise da série histórica do financiamento do setor, através de renúncias fiscais (através dos Demonstrativos de Gastos Tributários de 1989 a 2018), bem como do não ressarcimento ao SUS (por meio do índice de efetivo pagamento e ressarcimento ao SUS de 2004 a 2018). Todos os valores serão corrigidos pelo IPCA para que sejam comparáveis entre si. Para aferir as relações entre as posições e as diferentes tomadas de posição, será realizada uma análise múltipla de correspondências entre as posições, aferidas principalmente por meio dos capitais dos agentes e principais tomadas de posição em relação a natureza e características do Sistema Nacional de Saúde e às polêmicas em relação a sua relação com o campo da saúde suplementar. As entrevistas serão transcritas, editadas e analisadas à medida da sua realização. Será utilizado o programa NVivo 11 para análise das informações obtidas. O tamanho da amostra intencional será definido por saturação. As condições históricas que tornaram possíveis as diferentes configurações do espaço da saúde e mais especificamente do campo da saúde suplementar porventura encontradas serão analisadas por meio de fontes bibliográficas e documentais. O projeto foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa do Instituto de Saúde Coletiva (CEP/ISC).
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandra Gesteira Coelho

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • efeito do estresse térmico pelo frio em bezerros leiteiros, durante a fase neonatal, sobre comportamento alimentar, consumo, digestibilidade, partição de energia, desempenho e resposta imune
  • Nas regiões sul, sudeste e centro oeste, regiões de maior produção de leite no Brasil, nos meses de maio a setembro as temperaturas mínimas atingem valores fora da Zona Termoneutra (ZTN 15 a 26º C) dos bezerros durante a noite e madrugada, e em muitas localidades também durante o dia, o que leva os bezerros a enfrentar o estresse pelo frio tornando-os mais susceptíveis a doenças. No entanto pouca atenção tem sido dada cientificamente aos efeitos do estresse pelo frio. Os conhecimentos sobre os efeitos do estresse pelo frio foram gerados na década de 70 e 80 não sendo possível mensurar adequadamente seu custo energético e impactos sobre desempenho e sistema imune. Desta forma objetiva-se avaliar o efeito do estresse térmico pelo frio, em câmara climática e respirométrica, nos parâmetros de comportamento alimentar, consumo, digestibilidade, partição de energia, desempenho, saúde e resposta imune, em bezerros durante a fase neonatal. O experimento será realizado na Escola de Veterinária da UFMG, localizado em Belo Horizonte, MG. Serão utilizados 36 bezerros Holandês do nascimento a 40 dias de idade. Após o nascimento os bezerros serão identificados, separados das mães, terão o umbigo curado, receberão colostro (de alta qualidade de banco previamente preparado), pesados e transportados a Escola de Veterinária UFMG, onde serão alojados em gaiolas metabólicas dentro de câmara climática e durante avaliações de respirometria em câmara respirométrica com temperatura controlada. Os animais serão distribuídos em dois tratamentos com 18 animais cada: Controle: temperatura dentro da zona termoneutra - os animais serão alojados em câmara climática e respirométrica com temperatura e umidade controlada - ITU 66,1 20º C e 65% UR (24h/d) ; tratamento Estresse pelo frio: simulação de situação de estresse pelo frio durante noite e madrugada - os animais serão alojados em câmara climática e ou respirométrica com temperatura e umidade controlada (12 h 8º C e 50% UR; 12 h 18º C e 50% UR. Os animais receberão seis litros de sucedâneo por dia (12,5% matéria seca), distribuídos em duas refeições, água e concentrado à vontade. Serão avaliados: comportamento alimentar, consumo diário de alimentos, ganho de peso, digestibilidade de alimentos, partição energética da dieta, concentrações de glicose, insulina, betahidroxibutirato,hemograma semanal; frequência e severidade de desordens na saúde e status e resposta imune. O delineamento será inteiramente casualizado. Os modelos serão ajustados no software SAS (versão 9.4; SAS Institute Inc., Cary, NC), utilizando-se do procedimento MIXED. Os resultados dos exames físicos e escore fecal serão avaliados por meio de testes não paramétricos. Espera-se ao final do projeto conhecer os efeitos do estresse pelo frio sobre desempenho e resposta imune e que seja possível traçar estratégias de mitigação do estresse pelo frio na criação de bezerras leiteiras.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandra Imaculada Maintinguer

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • reaproveitamento de residuos lácteos provenientes do desenvase de embalagens cartonadas em processos biológicos de geração de biogás
  • O Brasil ocupa o quarto lugar como maior produtor leiteiro do mundo, alcançando a produção de 24,12 bilhões de litros em 2017; entretanto a indústria de laticínios é considerada uma das principais fontes de geração de efluentes, além disso diversos produtos derivados do leite são descartados devido a sua alta perecibilidade. Uma alternativa promissora para redução desse resíduo seria sua utilização em processos biológicos anaeróbios visando à produção de biogás, hidrogênio e metano, que são biocombustíveis com elevada capacidade calorífica, 144,0 KJ g-1 e 50,02 KJ g-1, respectivamente. Contudo, a eficiência no processo de produção do biogás pode ser aumentada por meio da codigestão anaeróbia, aliando outros resíduos orgânicos de fácil digestão a fim de diluí-lo e assim amenizar o efeito nocivo de seus contaminantes. Nesse cenário, o esgoto sanitário se apresenta como outro resíduo promissor, em virtude de conter Nitrogênio e Fósforo que são nutrientes essenciais nos processos biológicos de geração de biogás. Biossistemas em dois estágios, fermentação seguida da metanogênese, também podem ser aplicados para se obter melhores resultados em estabilidade e eficiência do sistema, levando consequentemente à maior produção de biogás e a recuperação elevada de energia. Nesse sentido, esse projeto de pesquisa testará a codigestão de resíduos lácteos vencidos provenientes do processo de desenvase de embalagens cartonadas com esgoto sanitário, em reatores anaeróbios em batelada, a partir de sistemas sequenciais em dois estágios. No primeiro estágio, os reatores anaeróbios serão projetados para a geração de gás hidrogênio, ao mesmo tempo em que serão produzidos ácidos graxos voláteis e álcoois como efluente. No segundo estágio, tais efluentes serão adicionados em reatores metanogênicos visando à remoção completa da matéria orgânica com consequente geração de metano.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandra Lauton Santos

Ciências Biológicas

Biofísica
  • avaliação da atividade protetora da diosmina na cardiotoxicidade induzida por doxorrubicina em animais com câncer
  • Introdução: O câncer é um conjunto de doenças de origem celular, responsáveis por uma das maiores causas de morte no mundo, com estimativa de novos casos e de mortalidade crescente. Concomitante com a ascensão da doença, o quantitativo de pessoas submetidas a tratamentos quimioterápicos também aumenta. E dentre os tratamentos quimioterápicos, um dos antineoplásicos mais utilizados é a doxorrubicina (DOX). No entanto, a utilização clínica a longo prazo desses medicamentos é limitada, por gerar cardiotoxicidade dose-dependente ocasionada possivelmente por estresse oxidativo, inflamação e apoptose. Nesse contexto, foi observado que compostos naturais com atividades biológicas múltiplas como o flavonoide diosmina, possuem justamente atividade antioxidante, anti-inflamatória e anti-apoptótica. Objetivo: O presente estudo tem por objetivo investigar o efeito protetor da diosmina na cardiotoxicidade induzida por DOX em animais com câncer. Metodologia: Inicialmente, será avaliado a possível interferência da diosmina sobre o crescimento tumoral experimental in vivo. Em seguida, os camundongos serão transplantados com tumor Sarcoma 180 e, 24 horas após implantação, será realizado a indução da cardiotoxicidade utilizando DOX 2 mg/kg/dia (i.p.) e concomitantemente o tratamento com a diosmina, será administrado por via oral durante 10 dias consecutivos. Nos dias posteriores ao fim tratamento será realizada a avaliação dos parâmetros elétricos e contráteis por meio de ecodopplercardiograma, eletrocardiograma e aferição da pressão intraventricular esquerda. Em seguida, serão avaliados parâmetros toxicológicos através de marcadores bioquímicos de lesão cardíaca (LHD, CK, CK-MB, Troponina T e AST), determinação de massa e análise histomorfológica cardíaca e tumoral. Posteriormente, será realizada a detecção de células em apoptose pela técnica de TUNEL. Subsequentemente será determinado parâmetros de estresse oxidativo através da peroxidação lipídica em tecido cardíaco e avaliação da atividade enzimática (superóxido dismutase, catalase, glutationa peroxidase e glutationa reductase). E por fim, avaliação do possível efeito anti-inflamatório da diomsina mensurado através de parâmetros leucocitários (leucócitos totais e diferencial), da expressão proteica da iNOS, COX-2 e NF-κB, além da concentração sérica do fator de necrose tumoral (TNF-α) e interleucina 2 (IL-2).
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandra Lucia Correia Lima Fortes

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • o cuidado ao uso problemático de álcool na atenção primária à saúde: da implementação de triagem e tratamento breve à analise da adoção e sustentabilidade
  • Introdução: A prevalência de transtornos de uso nocivo e dependência ao álcool atingem cerca de 10% da população adulta brasileira porém a lacuna de de álcool atinge mais de 70% destes pacientes. O cuidado em saúde mental pela atenção primária é apontado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como fundamental para garantir acesso e tratamento de qualidade. Porém estudos apontam que as equipes da atenção primária (APS) tem dificuldades no cuidado a estes usuários com baixa detecção e acompanhamento destes pacientes pelas equipes no seu território. Dada a importância deste problema, o Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa em Atenção Primaria a Saúde ( LIPAPS) /UERJ em conjunto com a Graduate School of Public Health da City University of New York iniciou um projeto para implementação do cuidado a estes pacientes na APS no município do Rio de Janeiro através de uma intervenção piloto de capacitação das equipes da APS, incluindo matriciadores, a ser avaliada e aperfeiçoada após o estudo inicial. Objetivos: GERAL: Avaliar a adoção, sustentabilidade e impacto na saúde dos pacientes de uma intervenção de capacitação para detecção e tratamento do uso problemático do álcool na APS ESPECIFICOS: - Testar a efetividade de uma capacitação para o cuidado a pacientes com uso problemático de álcool (incluindo triagem, tratamento medicamentoso e intervenção breve) na APS. - Avaliar se houve diferença nos efeitos do aprimoramento da capacitação na melhoria do cuidado aos pacientes com uso problemático de álcool. - Avaliar o grau de adoção e a sustentabilidade do cuidado ao uso nocivo de álcool em médio prazo (um ano) pelas equipes da APS após a capacitação de seus profissionais. - Analisar o efeito da capacitação da atenção primária para o cuidado ao uso problemático de álcool na estruturação do cuidado integrado em rede através da Rede de atenção psicossocial (RAPS). Metodologia: Trata-se de um projeto híbrido de modelo híbrido quasi-experimental II (qualitativo+quantitativo) sobre a implementação de cuidados interdisciplinares para pacientes com uso problemático de álcool por equipes de atenção primária (APS) em um sistema nacional de saúde. Metade (n = 200) de todos os profissionais de nível superior (médicos e enfermeiros) nas áreas programáticas (PA) 1.0 e 2.2 da cidade do Rio de Janeiro terão sido treinados no projeto piloto. A outra metade servirá como controle e será treinada no primeiro ano desta pesquisa. Os materiais de treinamento serão desenvolvidos a partir do Guia de Intervenção da Organização Mundial da Saúde para o Gap da Saúde Mental 2.0, do Manual de Intervenção Respiratória do Álcool e do guia de treinamento do AUDIT C. Os efeitos da intervenção serão analisados por meio de: A) Previamente à intervenção-piloto: foi realizado um estudo quantitativo da disponibilidade para implementação desse cuidado com profissionais por meio de instrumentos específicos. B) Pós-avaliação: Dois tipos diferentes de avaliação serão realizados três a quatro meses após o treinamento. Uma re-administração quantitativa dos instrumentos aos profissionais e uma avaliação direta do impacto da assistência implementada através dos registros da base de dados da ESF (serão analisadas as seguintes variáveis: número de pacientes detectados, tratamentos realizados na atenção básica e encaminhados para unidades) e em uma amostra de registros de pacientes de cada equipe treinada. Um qualitativo, baseado em entrevistas com profissionais treinados para entender suas dificuldades e facilidades na implementação do cuidado. Após este estudo, a intervenção de treinamento será aprimorada e as equipes de controle serão capacitadas e posteriormente avaliadas com a mesma metodologia. Nesta segunda onda de entrevistas com profissionais dos dois grupos, as unidades de saúde mental especializadas serão incluídas para avaliar a adesão e a sustentabilidade dos cuidados primários de saúde mental para o uso problemático de álcool e seu efeito na estruturação de uma rede de cuidados integrada (Rede de Atenção Psicossocial). Produtos Esperados Como Resultado Serão obtidos os seguintes produtos: 1) Aprimoramento e avaliação de uma intervenção de capacitação para servir de modelo para a ampliação em larga escala da detecção e tratamento de qualidade do uso abusivo de álcool na APS em todo território nacional. 2) Capacitação de mais 200 profissionais de saúde da APS 3) Ampliação da detecção do uso nocivo de álcool e a implementação de tratamentos corretos para uma amostra a população atendida pelas equipes de saúde capacitadas (população de referencia de cerca de 120000 adultos, com uma prevalência comunitária de uso problemático de álcool .de 10% (12000) pessoas) 4) Dissertação mestrado-Instituto medicina social-UERJ 5) Redação de 4 artigos –6) Apresentações em 2 congressos nacionais e 2 internacionais.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandra Marcia Muxel

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • regulação pós-transcricional via micrornas e impacto no metaboloma de macrófagos infectados por leishmania amazparticipação dos micrornas na regulação pós-transcricional e o impacto no metaboloma de macrófagos infectados por leishmania amazonensis
  • A infecção por Leishmania leva a um conjunto de manifestações clínicas caracterizadas por lesões tegumentares e/ou viscerais. A leishmaniose é uma doença tropical negligenciada endêmica em 88 países, com incidência anual de 1,5 milhões de casos com manifestações cutâneas e 300 mil com manifestações viscerais. No Brasil, a doença é considerada um importante problema de saúde pública, com incidência estimada de 100.000 casos/ano. A Leishmania é um protozoário parasita que alterna seu ciclo de vida entre os hospedeiros invertebrado (flebótomo) e mamífero. Formas promastigotas metacíclicas são encontradas encontradas na probóscide do inseto vetor e ao serem transmitidas se diferenciam para formas amastigotas no interior de células fagocíticas, entre elas os macrófagos, de hospedeiros mamíferos. As enzimas arginase de L. amazonensis (La-ARG) e arginase 1 (ARG1) do macrófago convertem a L-arginina em ureia e ornitina, este último atua como precursor da via de poliaminas, moléculas essenciais para a proliferação do parasita. Por outro lado, a competição pelo substrato L-arginina pela enzima óxido nítrico sintase 2 (NOS2) pode regular a produção de óxido nítrico (NO) em macrófagos infectados, que leva à morte do parasita. Contudo, a disponibilidade de L-arginina e regulação de seu metabolismo em macrófagos infectados, bem como a disponibilidade de poliaminas para as formas amastigotas do parasita ainda não é compreendida. O projeto pretende investigar o metaboloma em macrófagos murinos e humanos infectados com L. amazonensis, focando na interação parasita-hospedeiro e como a expressão de micro(mi)RNAs/mRNAs interferem na infectividade. Os objetivos do estudo estão focados na função dos miRNAs no metabolismo de poliaminas e na geração da resposta imunológica durante a infecção por L. amazonensis. A descrição desses componentes da resposta imunológica relacionados à disponibilidade e metabolismo de L-arginina na produção de NO versus poliaminas, são importantes para a descoberta de alvos para o diagnóstico e prognóstico da leishmaniose, bem como para o desenvolvimento de drogas para o tratamento. O projeto fará parte da colaboração entre a Universidade de São Paulo e a Universidad de San Pablo-CEU (Madri, Espanha), com o envolvimento de alunos e colaboradores.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sandra Raquew dos Santos Azevêdo

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • interface comunicão-saúde no combate à pandemia do covid-19: gestão de conteúdo nas mídias sociais, combate à fake news e agendamento midiático
  • Esse projeto visa promover uma análise das estratégias adotadas por instituições como a Fundação Oswaldo Cruz e Secretaria Estadual de Saúde da Paraíba, no intuito de enfrentar a disseminação de informações falsas, no contexto da pandemia do COVID-19. Estudaremos ainda as estratégias de relacionamento com a imprensa, por meio das mídias sociais como Instagram e Whatsapp, observando a gestão de conteúdo nesses ambientes virtuais, com vistas o gerenciamento da crise causada pela pandemia e a consolidação de estratégias de prevenção, tendo por base uma política de informação segura no campo da saúde. É nosso objetivo ainda observar a presença destas instituições enquanto fontes especializadas e a presença de seu discurso no agendamento midiático enquanto fontes primárias de informação sobre a pandemia do Coronavírus.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 16/07/2020-15/08/2022