Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Pedro Gregório Vieira Aquino

Ciências Agrárias

Agronomia
  • obtenção e avaliação da atividade antimicrobiana de extratos brutos e frações quimicamente diversas de plantas medicinais contra fitobactérias
  • Produtos Naturais são considerados como a primeira fonte de substâncias para uso terapêutico e tem mantido uma presença marcante nos esforços para a descoberta de novos fármacos. Diversas técnicas podem ser empregadas para a obtenção das substâncias produzidas na natureza. No caso das plantas medicinais, o processo começa com a extração das substâncias presentes no material vegetal com a utilização de um solvente alcoólico que permita o rompimento das células vegetais para a liberação de compostos intracelulares, seguido do fracionamento deste primeiro extrato separando as substâncias de polaridades similares e culminando com sucessivas purificações cromatográficas para obtenção de compostos puros, todos estes processos acompanhados por ensaios biológicos que permitam guiar o fracionamento. Finalmente, estes compostos isolados podem ser caracterizados através de técnicas como espectrometria de massas, espectroscopia de infravermelho e ressonância magnética nuclear. As fitobactérias constituem-se em importantes agentes etiológicos de doenças em diversas espécies botânicas, normalmente doenças de alta severidade devido a dificuldade de manejo e rápida colonização. O manejo ideal de muitas doenças é baseado na utilização de produtos químicos e variedades resistentes. No entanto, no caso das fitobacterioses, até mesmo o controle químico é dificultado, tendo poucos ou nenhum produto registrado pelo Ministério da Agricultura, além disso, a alta variabilidade patogênica de muitos dos agentes causais, expressa por um grande número de raças, dificulta a obtenção de variedades com resistência durável e desta forma, para alguns patossistemas, a medida de controle indicada é a erradicação, através da eliminação de plantas sintomáticas para evitar a disseminação da doença, o que gera grandes perdas. As próprias plantas, de uma forma geral constituem importantes bancos de substâncias ativas que podem apresentar atividades biológicas funcionais no manejo de muitas doenças e partindo-se do pressuposto que o Brasil é um país com uma imensa biodiversidade, tem-se, portanto, grande potencial de exploração deste material vegetal como fonte de compostos bioativos. Assim, o interesse pela elucidação dos constituintes do metabolismo secundário das plantas tem aumentado a cada dia e estimulado a busca nos vegetais, de novos compostos com atividades biológicas e desta maneira, a fitoquímica ganha espaço aliada a outros ramos da ciência, colaborando para o conhecimento da constituição química dos vegetais e suas respectivas propriedades e funções. Na agricultura, com a identificação e purificação de moléculas com potencial de ativação de mecanismos de defesa em plantas e, ou, a inibição do desenvolvimento de fitopatógenos, tornar-se-á possível a geração de novos produtos com baixo risco de contaminação do homem, da cultura principal e do meio ambiente, além de possibilitar a geração de patentes e reduzir os custos com o controle de doenças. Tendo em vista a utilização popular de plantas medicinais como antimicrobianos e a necessidade de valorização do conhecimento popular, propomos aqui um estudo de composição química e de atividade antimicrobiana frente fitopatógenos de uma seleção plantas medicinais de uso popular.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Pedro Guilherme Lemes Alves

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • seletividade, biologia e comportamento do predador atopozelus opsimus (hemiptera: reduviidae)
  • Atopozelus opsimus (Hemiptera: Reduviidae) é um percevejo predador encontrado em várias regiões brasileiras e já foi relatado predando importantes pragas exóticas e nativas em plantios florestais. Essa espécie é um potencial agente de controle que poderá ser criado em laboratório e liberado em programas de controle biológico. A tecnologia de criação, aplicação e uso desse predador, sozinho ou integrado com outras técnicas, devem ser avaliados. O objetivo desse trabalho será estudar aspectos bioecológicos e comportamentais de A. opsimus, e sua seletividade a pesticidas e extratos botânicos, visando gerar o conhecimento necessário para sua utilização no controle biológico em programas de manejo integrado de pragas em plantios florestais no Brasil. Esses percevejos predadores serão criados em laboratório, onde serão avaliados aspectos biológicos, reprodutivos, morfológicos, comportamentos como predação e canibalismo, hospedeiros alternativos, efeito da fitofogagia e de inseticidas sintéticos e naturais sobre eles. Esse inseto pode ter condições de ser produzido massalmente e ser utilizado com outras técnicas de controle de pragas, sendo uma opção sustentável no manejo de várias pragas agrícolas e florestais brasileiras.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Pedro Guilherme Ribeiro Piccoli

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • análise da sustentabilidade financeira das cooperativas agroindustriais brasileiras
  • O setor do agronegócio brasileiro vem passando por acentuada expansão em suas vendas nos últimos anos, contribuindo de maneira cada vez mais significativa para a composição da balança comercial brasileira. Uma vez que, em função de características desse setor, as respectivas empresas apresentam demandam capital de giro para suas operações, o crescimento nas vendas é acompanhamento pelo aumento da necessidade de financiar a ampliação em seu giro. Neste cenário, caso as operações da empresa não gerem resultados suficientes para cobrir esse aumento do capital de giro, ela deverá financiá-lo, em um primeiro momento, com recursos próprios e, posteriormente, com níveis crescentes de capital de terceiros, aumentando seu risco. Neste contexto, a ampliação das vendas da empresa poderá conduzir à deterioração de sua situação financeira, configurando-se em um crescimento dito não sustentável. No caso das cooperativas agroindustriais, também protagonistas desse processo, tal fenômeno é particularmente delicado, pois em função do duplo papel exercido por seus associados que, além de donos, são clientes e/ou fornecedores, essas organizações apresentam margens de lucro mais estreitas, visto que distribuem benefícios a seus cooperados também por meio da estrutura de preços, reduzindo sua capacidade de gerar resultado líquido a partir de suas operações. Assim, a necessidade de financiamento de suas atividades com o uso de fontes externas de capital mostra-se mais agudo, o que pode comprometer sua sustentabilidade financeira de longo prazo, no advento de uma crise financeira na qual as fontes de crédito se tornam mais escassas. O objetivo desse projeto é realizar uma análise da sustentabilidade financeira das cooperativas agroindustriais brasileiras por meio de modelos de crescimento sustentável existentes na literatura financeira, bem como pelo uso de modelos estatísticos de exposição a risco sistêmicos e idiossincráticos utilizando-se de técnicas de simulação de Monte Carlo e de previsão de insolvência. Os resultados almejados pela presente proposta auxiliarão na gestão financeira sustentável dessas organizações, bem como permitirão aos órgãos de monitoramento dessas entidades uma análise mais rica e modelos mais atualizados para esse exercício de acompanhamento, em linha com alguns dos objetivos estratégicos de tais órgãos.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Pedro Gutemberg de Alcântara Segundinho

Engenharias

Engenharia Civil
  • avaliação numérica e experimental de vigas madeira laminada colada (mlc) produzidas de eucalipto
  • A Madeira Laminada Colada (MLC) é um material produzido a partir de lâminas de dimensões relativamente reduzidas se comparadas às dimensões final da peça. As lâminas, unidas por colagem, ficam em uma disposição de tal maneira que as suas fibras estejam paralelas entre si. Não há dúvida que o controle da qualidade é fundamental no processo de fabricação de MLC e esse pode ser feito por meio da classificação visual e mecânica das lâminas, avaliação não destrutiva do módulo de elasticidade, por testes de resistência ao cisalhameno da linha de cola e delaminação. No âmbito da avaliação teórica da MLC com a finalidade de atesta a qualidade da mesma, pode ser utilizada a simulação numérica como uma ferramenta capaz de produzir resultados satisfatórios que indique um ponto de partida, sem que ocorra inicialmente uma grande empreitada experimental com altos custos econômicos e mão de obra. O objetivo geral desse trabalho consiste em comparar os resultados experimentais obtidos de vigas de Madeira Laminada Colada (MLC) produzidas a partir da madeira de eucalipto de um híbrido clonal de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis em relação aos resultados numéricos obtidos por meio da modelagem numérica utilizando o método dos elementos finitos pro meio do programa de simulação numérica COMSOL Multiphysics®. No total serão produzidas 45 vigas de MLC de madeira de eucalipto coladas com adesivos de aplicação estrutural, sendo 15 coladas com o adesivo à base de Resorcina Fenol Formaldeído (RFF), 15 coladas com o adesivo à base de Poliuretano (PUR) e 15 coladas com adesivo à base de Melamina Uréia Formaldeído (MUF). Para a manufatura das vigas de MLC serão realizados os ensaios de classificação visual das peças de madeira em classes de qualidade, caracterização das propriedades físicas e mecânicas da madeira de eucalipto, vibração transversal livre, vibração longitudinal, flexão estática nas peças de madeira de eucalipto para obtenção do módulo de elasticidade. Os ensaio de caracterização dos adesivos serão pH, viscosidade, teor de sólido e densidade. Os ensaios de caracterização das vigas de MLC serão vibração transversal livre, vibração longitudinal, flexão estática, propriedades físico-mecânicas e delaminação. As peças de madeira e as vigas de MLC serão simuladas numericamente a partir do método dos elementos finitos utilizando o programa COMSOL Multiphysics® e a posterior calibração desses por meio dos resultados obtidos na avaliação experimental. Os resultados experimentais das vigas de MLC da madeira de eucalipto serão comparados com os resultados obtidos a partir da simulação numérica dos modelos. Logo, espera-se que a qualidade das vigas de MLC de madeira de eucalipto seja adequada para produção de elementos estruturais para aplicação na construção civil e que a simulação numérica realizada por meio do MEF utilizando o respectivo programa seja capaz de apresentar resultados equivalentes aos experimentais.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Pedro Heitor Barros Geraldo

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • a decisão em ação: o raciocínio jurídico prático nas formas de administração dos conflitos nas instituições jurídicas
  • Este projeto busca identificar, descrever e analisar as formas de raciocínio prático dos juristas nas práticas de administração de conflitos nas instituições jurídicas nos Estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, a partir de uma abordagem praxeológica do trabalho cotidiano dos operadores do direito. O objetivo é descrever e compreender como estes operadores orientam a sua tomada de decisão a partir de regras práticas que conformam suas rotinas internas e interinstitucionais. Embora pertencentes ao mesmo sistema de justiça, estas instituições, além de vinculações doutrinárias diversas, possuem constrangimentos normativo-procedimentais distintos que também orientam as práticas de administração de conflitos, conformando lógicas-em-uso divergentes. Os diferentes tipos de conflitos podem sugerir que as formas de sua administração sejam também distintas e mesmo desiguais. No entanto, as regras práticas de tomada de decisão se orientam por um padrão local e contextual. Assim, essa perspectiva permite compreender como os operadores do direito se orientam por contingências institucionais que explicitam o caráter hierárquico, excludente e sigiloso das instituições.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Pedro Henrique Cavendish Schimmelpfeng

Ciências Humanas

Educação
  • vida de inseto: o uso da gamificação para o ensino de insetos e sua importância ecológica
  • A partir de 1990, com a popularização da internet e computadores pessoais, novas tecnologias floresceram, sendo uma delas a Inteligência Artificial. Nela, o potencial de um computador é utilizado para, basicamente, analisar grandes volumes de dados, extrair significado e, assim, tomar decisões. Esse processo, quando bem executado, é capaz de apresentar índices de sucesso iguais ou maiores do que quando comparado com decisões humanas. O sucesso dessa tecnologia nos últimos trinta anos projetou um crescimento e uso exponencial de suas potencialidades. Assim, como em outros episódios da história humana, a tecnologia ocupa o espaço de atividades repetitivas desempenhadas em outrora por seres humanos, agora, com menos erros e custos mais baixos. Uma das potencialidades da Inteligência Artificial é a Aprendizagem Profunda (do inglês, Deep Learning). Nela, um algoritmo é utilizado para fazer o reconhecimento de objetos em imagens, que podem ser dos mais variados, como, por exemplo, insetos. Os insetos correspondem ao grupo taxonômico mais rico de nosso planeta e um dos mais abundantes. Para ilustrar essa afirmação, atualmente, mais de um milhão de espécies estão descritas neste grupo. O segundo lugar, entre todos os seres vivos conhecidos, fica com as angiospermas, plantas superiores e produtoras de flores e frutos e que possuem cerca de duzentas e vinte mil espécies descritas. Já em relação à biomassa, os insetos correspondem à metade de toda biomassa animal de nosso planeta. Nós, seres humanos, correspondemos apenas a 3% deste total. A entomologia é a ciência responsável pelo estudo desses animais e ela pode atuar em campos econômicos (enquanto alguns insetos são pragas outros são grandes protagonistas no Controle Biológico, por exemplo) e no desenho de políticas públicas, como no controle de vetores de doenças, que é o caso do mosquito (dengue, zika, febre amarela e chikungunya) e barbeiro (doença de chagas). Não apenas isso, mas a entomologia pode contribuir no processo de ensino e aprendizagem, despertando a curiosidade e interesse daqueles que se envolvem na área. Apesar de todas essas potencialidades, a entomologia enfrenta alguns desafios, pois muitos insetos são pequenos e difíceis de serem identificados. Além disso, não há mão de obra qualificada suficiente em nosso planeta para coletar e identificar esses animais de maneira sistematizada e robusta. A participação da população em prol desses animais ou a favor de políticas públicas que os envolva, geralmente, é baixa. Assim, o uso de tecnologias oriundas da Inteligência Artificial, aliadas ao engajamento da comunidade, poderão minimizar os desafios mencionados no parágrafo anterior e maximizar os efeitos benéficos desta área de estudo. Esse engajamento, refletido em ações que promovem práticas sustentáveis junto ao meio ambiente, fazem parte do conceito de comportamento ecológico. Nesse cenário, o projeto Vida de Inseto (www.vidadeinseto.com.br) tem como objetivo conscientizar a população sobre a riqueza dos insetos no meio ambiente e os diferentes serviços ecológicos prestados por eles. O projeto nasceu no início de 2019 e foi responsável pela criação de um aplicativo que faz uso da Inteligência Artificial a fim de engajar seus usuários em uma rede social que fomenta o desenvolvimento do comportamento ecológico. Alguns exemplos do potencial desta ferramenta são o mapeamento de insetos capazes de causar prejuízos econômicos e à saúde humana, como os mosquitos e barbeiros. Além disso, há o potencial de contribuir para o aumento da população de insetos que sejam benéficos à manutenção de importante serviços ecológicos prestados aos seres humanos, como controle biológico e drenagem de água da chuva. No entanto, apenas com a participação da população e na sua consequente mudança de hábitos e ações pró-ambientais esses resultados poderão ser alcançados. Assim, o projeto busca, não apenas uma grande quantidade de dados sobre a entomofauna brasileira, mas, também, a contribuição da população e, consequentemente, seu aprendizado. Os dados obtidos contribuirão na criação de políticas públicas, novas tecnologias e, por fim, colocar o cidadão como protagonista dessa mudança. Os recursos oriundos desta chamada serão fundamentais para, além de expor o projeto na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2020 (SNCT 2020), inserir novas funcionalidades em seu aplicativo e portal. Essas novas funcionalidades serão responsáveis por tornar essas ferramentas mais atrativas e, também, criar relatórios de dados mais robustos, que serão entregues gratuitamente à população e os órgãos competentes. A metodologia proposta deverá aliar o uso da Inteligência Artificial à obtenção de dados do interesse público e contribuir para a formação de cidadãos mais conscientes e atuantes em relação às causas ambientais. Por fim, destaca-se que o produto gerado deverá ficar à disposição de toda a população brasileira por tempo indeterminado através do uso de qualquer smartphone que utilizem os sistemas operacionais Android e IOS.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 22/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Pedro Henrique Coelho Rapozo

Ciências Humanas

Sociologia
  • cartografias da violência e das resistências: os conflitos socioambientais na tríplice fronteira amazônica brasil, colômbia e peru.
  • Marcadas pela sociodiversidade das formas de apropriação dos bens naturais, as sociedades rurais amazônicas compreendem uma dinâmica territorial, econômica e política singular na Pan-Amazônia. Nesta região, tais usos se intensificam por interesses de Estado e mercados, permitindo-nos evidenciar inúmeros conflitos socioambientais decorrentes das relações de acesso as terras, águas e florestas. Este estudo propõe uma tipificação dos conflitos socioambientais envolvendo terras tradicionalmente ocupadas por indígenas, ribeirinhos e comunidades agroextrativistas no Estado do Amazonas na condição de tríplice fronteira. A abordagem metodológica utilizada será baseada na pesquisa qualitativa e quantitativa com a utilização das cartografias sociais junto aos agentes interlocutores da pesquisa. No Estado do Amazonas, na microrregião do Alto Solimões, onde se localiza a tríplice fronteira amazônica Brasil, Colômbia e Peru, os conflitos pela apropriação dos bens naturais são marcados historicamente pelo narcotráfico, pela intensificação da ação ilegal de madeireiros, garimpeiros, e pescadores comerciais em territórios sociais de uso comum. Estes conflitos têm impossibilitado a garantia dos direitos territoriais e da gestão dos recursos naturais de que dispõem as sociedades rurais, marcadas pela violência política dos atos de Estado e pelos ilegalismos das atividades econômicas transfronteiriças. Por outro lado, ao enfrentarem as incertezas de uma ausência-presente do Estado, as sociedades rurais locais vêm acionando diversos mecanismos de resistência, dentre eles identitários e territoriais, que se configuram contra o avanço da violência, conivência e desrespeito ao uso tradicional de suas terras historicamente ocupadas.
  • Universidade do Estado do Amazonas - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Pedro Henrique Del Bianco Hokama

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • algoritmos para o problema integrado de dimensionamento de lote, estoque e roteirização com restrições de empacotamento
  • Este projeto de pesquisa visa propor algoritmos para o problema integrado de dimensionamento de lote, estoque e roteirização com restrições de empacotamento. Esse problema é encontrado quando um fornecedor precisa atender as demandas de produtos em seus clientes espalhados em diferentes localidades. Para tanto é necessário decidir quando fazer as entregas, quais rotas os veículos devem seguir e ainda fazer o planejamento da produção dos produtos a serem entregues. Além disso é necessário planejar como serão arranjados os produtos dentro dos contêineres dos veículos. O problema se trata de uma combinação de conhecidos problemas NP-Difíceis; o problema de empacotamento bidimensional, o problema do roteamento de veículos, o problema do estoque e roteirização e finalmente o problema de dimensionamento de lote. Esses problemas podem ser abordados por heurísticas, algoritmos de aproximação, programação linear inteira, programação por restrições etc. Além do forte apelo teórico existe também um apelo prático visto que esses problemas aparecem com frequência no mundo real. Por se tratar de um problema bastante complexo muitos estudos podem ser derivados dele, sendo um bom ponto de partida para futuras orientações.
  • Universidade Federal de Itajubá - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Pedro Henrique Ferri

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • padrão temporal multivariado nos óleos essenciais e no conteúdo fenólico de frutos do cerrado
  • As árvores frutíferas do Cerrado constituem um mercado potencial e crescente, embora pouco explorado, cujo aproveitamento dos frutos tem sido feito de forma extrativista. Dentre as frutíferas usadas em sistemas tradicionais de produção agrícola, derivados da jabuticabeira (Myrciaria cauliflora Berg., Myrtaceae) têm aumentado em número e quantidade, incentivando os produtores na melhoria da qualidade de geléias, sorvetes e, principalmente, sucos e vinhos. As características dos vinhos de jabuticaba, como acidez, açúcares, cinzas e compostos voláteis presentes são estabelecidos pela legislação brasileira, os quais são influenciados pelas etapas da colheita do fruto até a etapa final da bebida. Além de cumprir com os requisitos mínimos de qualidade, a aparência, o sabor e o aroma da bebida são importantes para cativar consumidores e depende do equilíbrio delicado entre o teor fenólico, compostos voláteis e ácidos orgânicos, boa parte oriunda dos frutos. O sabor também é influenciado pela quantidade de ácidos orgânicos, provenientes da fruta ou podem ser formados durante a fermentação. Portanto, a qualidade dos vinhos depende tanto da composição química dos frutos quanto do processo de vinificação e envelhecimento. Para um produto de alta qualidade faz-se necessário um controle minucioso da matéria prima e do produto acabado. Neste caso é imprescindível uma avaliação dos compostos fenólicos, voláteis e dos ácidos orgânicos do fruto, do mosto em suas diversas etapas e do vinho, ou seja, um acompanhamento de todas as etapas, do fruto ao vinho. Outros frutos de importância econômica regional, como o araçá do cerrado (Psidium firmum Berg., Myrtaceae) e marolo (Annona crassiflora Mart., Annonaceae) foram pouco investigados, apesar da imensa potencialidade de exploração dessas frutíferas. O araçá do cerrado é consumido fresco ou na forma de sucos, polpas de frutas congeladas, sorvetes, compotas, licores, doces e outros produtos. Já o marolo tem atraído a atenção devido às características sensoriais, como cor, aroma e sabor, além de qualidades nutricionais, antioxidantes e antimutagênicas. Esses frutos são comuns na região de Cerrado e os seus óleos essenciais permanecem desconhecidos. Uma alternativa para a comercialização desses frutos é o processamento mínimo, com a disposição dos frutos descascados em bandejas embaladas em filmes plásticos e sob refrigeração, ou em polpas refrigeradas em redes de distribuição locais e regionais. O armazenamento refrigerado retarda o metabolismo, diminuindo a taxa respiratória e a atividade enzimática e evita ou minimiza alterações no aroma, sabor, textura, cor e demais atributos de qualidade do material. Para os frutos e derivados supracitados, existe uma complexa influência do tempo sobre os fatores que governam as transformações químicas nos óleos essenciais e teores de compostos fenólicos. Uma abordagem multivariada para lidar com a complexidade da dependência temporal e de uma forma facilmente entendível constitui-se na aplicação da Curva de Resposta Principal (PRC). A PRC se baseia na análise de redundância canônica, a forma condicionada de uma análise de componentes principais, especialmente aplicada na área de ecotoxicologia, com algumas incursões na ecologia de solo. O método pode analisar as diferenças na composição química entre amostragens sob um gradiente temporal. Uma vantagem sobre as técnicas multivariadas clássicas é que qualquer mudança temporal no controle ou referência é condicionada a uma linha horizontal em um gráfico bidimensional. Isto permite uma representação de fácil compreensão das mudanças temporais em amostras. Uma vantagem adicional é que a técnica avalia os efeitos ao nível das amostras, por meio de pesos amostrais, permitindo avaliar a afinidade de uma amostra ao padrão de resposta do conjunto de dados, além de estimar a abundância relativa das variáveis em comparação ao controle. Nesta proposta, o solicitante pretende aplicar a PRC para avaliar o padrão de variabilidade química temporal, até o momento não utilizado na área de Química de Produtos Naturais. Como modelos experimentais serão utilizados os frutos e derivados de frutos do Cerrado de grande interesse regional e inseridos no programa de Domesticação de Plantas do Cerrado e sua Incorporação ao Sistema Produtivo Regional/UFG. No primeiro deles, serão estudadas as alterações químicas nos teores de fenóis, açúcares e ácidos carboxílicos, em adição aos constituintes voláteis durante os seis meses de fermentação dos frutos de jabuticabeira. Em uma segunda aplicação, as variações nos constituintes químicos dos óleos essenciais das polpas de araçá do cerrado e marolo e de sua mistura serão investigados ao longo de 12 meses de armazenamento, sob refrigeração. Esta proposta complementará os estudos anteriores, permitindo um melhor aproveitamento agroindustrial dos frutos de jabuticabeira por meio do delineamento das condições de cultivo, visando à obtenção de vinhos de melhor qualidade. Pretende-se, ainda, avaliar as alterações no aroma das polpas de araçá do cerrado e marolo ao longo de um período de um ano de armazenamento refrigerado, visando ao controle de qualidade desses produtos, os quais poderão constituir novas opções de exploração sustentável para comunidades familiares extrativistas. O uso de marcadores químicos como óleos essenciais e substâncias fenólicas pode conduzir a maior valorização de frutas e contribuir para a exploração econômica de espécies frutíferas nativas dessa região. Espera-se conhecer e correlacionar as substâncias que influenciam no sabor, aroma e na coloração de frutos, matéria-prima para a produção de derivados de interesse econômico crescente. Outro ponto importante seria contribuir na adequação dos produtos para o mercado externo, realçando os sabores e aromas dos frutos nativos dessa região e tornando o produto mais exótico e tipicamente brasileiro.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Pedro Henrique Gonzalez de Cademartori

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • reaproveitamento do bio-óleo de pirólise rápida e incorporação de bentonita para desenvolvimento de um produto preservante de madeira
  • A substituição de combustíveis fósseis e produtos com alta toxicidade por meio do desenvolvimento de novos produtos com alto valor agregado são tópicos amplamente solicitados durante a implementação dos conceitos de biorefinaria. Nesse contexto, a presente proposta tem como objetivo o desenvolvimento de novas aplicações para o bio-óleo, principal produto da pirólise rápida de biomassa florestal, com ênfase em um produto de alto valor agregado. O bio-óleo será incorporado com bentonita nanoestruturada para o desenvolvimento de um produto preservante que resulte em uma madeira impregnada com alta resistência biológica e propriedades físicas e mecânicas relevantes. Além disso, a fração aquosa do bio-óleo será separada para investigar sua potencial ação comparada ao bio-óleo in natura. Os melhores desempenhos de incorporação tanto do bio-óleo in natura como da sua fração aquosa serão utilizados para a impregnação da madeira e posterior avaliação do potencial de utilização como preservante, barreira física e para aumentar as propriedades mecânicas do material. Além disso, investigar-se-á o efeito da incorporação da bentonita em questões possivelmente limitantes do uso do bio-óleo como agente preservante, tais como lixiviação quando em contato com água e exsudação quando a madeira impregnada for exposta ao ambiente.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Pedro Henrique Hermes de Araujo

Engenharias

Engenharia Química
  • nanoestruturas poliméricas para o tratamento de infecções microbianas
  • O mundo está enfrentando uma crescente crise de infecções microbianas, onde a prevalência contínua de bactérias resistentes a infecções representa um desafio e uma questão de saúde eminente para a sociedade atual. Para combater esta situação precária, abordagens inovadoras devem ser desenvolvidas rapidamente, que não só aumentam o acúmulo de drogas e a eficácia em relação aos micróbios patogênicos, ao mesmo tempo que reduzem os efeitos colaterais, mas também reduzem a propensão ao desenvolvimento de resistência. A equipe chinesa preparará nanoestruturas uniformes semelhantes a fibras contendo núcleo de oligo(p-fenileno vinileno) (OPV) e corona antimicrobiana de comprimento e composição variável controlados por auto-montagem acionada por cristalização viva. As propriedades biológicas dessas micelas semelhantes a fibras serão investigadas por ensaios de inibição do crescimento microbiano contra bactérias Gram-positivas e Gram-negativas clinicamente relevantes, fungos e hemólise, para melhor compreensão da relação propriedade-estrutura (atividade antimicrobiana) desta nova nanoestrutura anti-bacteriana para a prevenção e tratamento de infecções patogênicas resistentes a múltiplos fármacos. A equipe brasileira realizará o encapsulamento in-situ de medicamentos por polimerização direta em miniemulsão e por fotopolimerização tiol-eno de dispersões de água-óleo-água em miniemulsão. Esta última estratégia também abre a possibilidade de encapsulamento simultâneo in-situ de drogas hidrofílicas e hidrofóbicas na mesma partícula, o que pode fornecer um efeito sinérgico contra microorganismos. A polimerização tiol-eno permite a formação de polímeros biocompatíveis e biodegradáveis contendo ligações ester na cadeia principal obtidos a partir de monômeros derivados de fontes renováveis e permite grande flexibilidade para sintonizar as propriedades das partículas poliméricas pela incorporação de diferentes moléculas na superfície da partícula durante a etapa de polimerização que incluem as fibras antimicrobianas fornecida pela equipe chinesa. As drogas antiparasitárias a serem encapsuladas incluem buparvaquona e dietilditiocarbamato e o efeito de diferentes morfologia e composição em bactérias Gram-positivas e Gram-negativas e infecção parasitária como leishmaniose serão avaliados. A equipe indiana desenvolverá sistemas nano-portadores de drogas anti-parasitárias, juntamente com o uso de estratégias de complexação com ciclodextrina. A formulação desenvolvida será sistematicamente examinada quanto à sua farmacocinética e toxicologia para substanciar sua segurança e eficiência. Este complexo de ciclodextrina baseado em nanopartículas irá esconder as propriedades indesejáveis do fármaco e levar a um efeito sinérgico ou aditivo. Os sistemas desenvolvidos serão testados contra a Leishmaniose, Theileria e outras infecções parasitárias. Além disso, a influência do comprimento das micelas e do tipo de nanopartículas de poli(tioeter-éster) nos tempos de circulação no sangue e na eficiência das micelas e das nanopartículas de polimero que entram nas células será sistematicamente examinada pela equipe indiana. Além disso, após a conclusão bem-sucedida dos estudos preliminares, o composto selecionado também será utilizado para testar animais de grande porte, especialmente o gado, para acessar seus potenciais de aplicação.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 08/08/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Pedro Henrique Hermes de Araujo

Engenharias

Engenharia Química
  • síntese de monômeros derivados de recursos renováveis e nanopartículas poliméricas biocompatíveis
  • Matérias primas oriundas de fontes renováveis são consideradas uma alternativa limpa e ambientalmente amigável para substituir parcialmente, ou mesmo totalmente, monômeros baseados em petróleo. Neste projeto, propõem-se a síntese de monômeros diênicos a partir de óleos vegetais, açúcares e seus derivados e a posterior polimerização destes via reação tiol-eno e aza-Michael em miniemulsão, visando à produção de nanopartículas poliméricas com características diferenciadas e estrutura bem definida. Mais especificamente, o projeto busca sintetizar novos monômeros diênicos a partir de derivados de açúcares (ácido itacônico, isossorbídeo) e derivados de óleo de mamona (ácido undecenóico) e a posterior obtenção de nanopartículas poliméricas com propriedades específicas que possam viabilizá-las para aplicações biomédicas. Por se tratarem de novos materiais poliméricos, testes específicos relativos à aplicação desejada são necessários, como por exemplo: hemocompatibilidade, perfil de liberação de fármacos, nutracêuticos, degradabilidade e citotoxicidade.. Vale ressaltar que ainda são poucos os trabalhos publicados que reportem polimerização em miniemulsão via reações tiol-eno e adição de Michael, portanto uma grande contribuição para essa área ainda pode ser realizada. Há um grande potencial de que as nanopartículas poliméricas geradas neste projeto possam vir a serem utilizadas em aplicações biomédicas
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Pedro Henrique Rodrigues Pereira

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • estabilidade térmica e comportamento mecânico de ligas de alumínio nanoestruturadas
  • O processamento por deformação plástica severa (SPD) tem sido utilizado na produção de ligas de alumínio com grãos ultrafinos (<1 µm). No entanto, a alta energia interna acumulada na forma de defeitos cristalinos, torna estes materiais suscetíveis à recristalização prematura. Em virtude desta instabilidade microestrutural, ligas Al-Mg-Sc foram desenvolvidas a fim de dificultar a migração de contornos de grão pela formação de nanoprecipitados Al3Sc. Estas partículas mostraram-se efetivas em retardar a cinética de recristalização em relação a outras ligas de alumínio processadas por SPD, entretanto, seu efeito foi insuficiente para permitir a conformação superplástica após processamento por Torção sob Elevada Pressão (HPT) na temperatura ambiente. O presente projeto visa buscar estratégias para a melhoria da estabilidade térmica após o HPT pela condução desta técnica na liga Al-3Mg-0,2Sc em temperaturas de processamento elevadas. Desta forma, será possível a fabricação de ligas Al-Mg-Sc com alto valor agregado que apresentem boa ductilidade e resistência mecânica superior aos materiais produzidos por processos de conformação convencionais. A cinética de envelhecimento da liga Al-Mg-Sc processada por HPT também será analisada objetivando encontrar as condições de tratamentos térmicos adequadas para produção de metais com melhor estabilidade térmica.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Pedro Henrique Simonard Santos

Ciências Humanas

Antropologia
  • a reprodutibilidade sociocultural em uma comunidade remanescente de quilombos no estado de alagoas
  • Este projeto busca investigar as condições de reprodutibilidade do território quilombola comunidade Ribeiras (localizada no município de Jacaré dos Homens), no Estado de Alagoas, certificado pela Fundação Cultural Palmares (FCP) em fevereiro de 2011. Busca-se verificar como e de que maneira a certificação e o reconhecimento enquanto comunidade remanescente de quilombos interferem, modificam, favorecem ou dificultam a vida das famílias que vivem neste território, numa área onde a questão fundiária e a pobreza são problemas muito presentes.
  • Instituto de Tecnologia e Pesquisa - SE - Brasil
  • 01/06/2017-30/06/2021
Foto de perfil

Pedro Henrique Triguis Schimit

Engenharias

Engenharia de Produção
  • modelagem espacial da dengue usando autômatos celulares e jogos evolucionários
  • A proposta desse projeto tem como objetivo atualizar e fornecer mais uma ferramenta para a simulação de sistemas populacionais do "Laboratório de Dinâmicas Populacionais", criado em projeto financiado pela Fapesp (#2017/12671-8) e Chamada Universal do CNPq (#402874/2016-1) do proponente. O laboratório contém uma infraestrutura para simulação de problemas baseados em populações e sistemas multiagentes, com placa de cálculo da NVIDIA para processamento paralelo e otimização do tempo computacional. A demanda do laboratório vem crescendo com o andamento dos projetos dos alunos e é possível usar a infraestrutura da Amazon Web Services como ferramenta flexível para que o laboratório possa comportar a demanda do grupo de pesquisa. Da parte acadêmica, propõe-se modelos populacionais para representar sistemas dinâmicos complexos evolutivos. Estes sistemas são definidos por agentes com dinâmica própria conectados por uma rede aleatória não trivial e o comportamento dos agentes é influenciado pelas interações com seus vizinhos, pela história do sistema e pelo seu estado atual, formalizados pela teoria de jogos evolucionários, pois esses agentes agem de modo racional e buscam maximizar sua recompensa. As aplicações desse tipo de sistema serão propostas nas áreas de epidemiologia matemática, e jogos evolucionários, sendo que as simulações serão feitas de maneira analítica e numérica. Assim, espera-se determinar medidas de controle de doenças propagadas por vetores, contendo o estudo da inclusão da bactéria wolbachia nos mosquitos Aedes aegypti para diminuir a taxa de novas infecções, olhando para o sistema como um sistema evolutivo.
  • Universidade Nove de Julho - SP - Brasil
  • 18/08/2020-31/08/2022
Foto de perfil

Pedro Henrique Triguis Schimit

Engenharias

Engenharia de Produção
  • estudo da dinâmica espacial na propagação de doenças com uso de autômatos celulares, redes complexas e teoria de jogos.
  • O espalhamento de doenças pode ser modelado por diversas ferramentas matemáticas, como autômatos celulares, sistemas multi-agentes, redes complexas, equações diferenciais ordinárias, entre outras. Ainda que autômatos celulares sejam usados quando se precisa de uma modelagem espacial, premissas como "indivíduos igualmente espalhados no reticulado" ou "indivíduos em diferentes estágios da doença homogeneamente misturados" normalmente são feitas em trabalhos, o que não corresponde à realidade na maioria dos casos. Doenças atuais, como as três transmitidas pelo mosquito aedes aegypti, tem sua dinâmica bastante influenciada pela distribuição espacial dos focos do mosquito e da população à sua volta. Dada essa situação, esta proposta tem como objetivo explorar a influência do espaço na propagação de uma doença usando: autômatos celulares para modelar um terreno e como a população se distribui nesse espaço; redes complexas, para relacionar parâmetros topológicos à dinâmica espacial do espalhamento da doença; teoria de jogos, para levar em consideração conflitos de escolha dos indivíduos que precisam decidir se vacinam seus filhos, ou se obedecem a políticas públicas de combate à doença, e; equações diferenciais ordinárias, para que seja possível comparar os resultados com outros trabalhos da área e verificar até quando as premissas de espalhamento homogêneo são válidas. Por fim, espera-se aplicar esses modelos a grandes populações (com mais de 1.000.000 de indivíduos), e também a modelos de terrenos e população reais.
  • Universidade Nove de Julho - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2022
Foto de perfil

Pedro Ivo da Silva Maia

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • estudo de potenciais metalofármacos para tratamento de doenças tropicais negligenciadas: design, preparação, liberação controlada e mecanismo de ação
  • Doenças tropicais negligenciadas (DTNs) são infecções tropicais que afligem as populações pobres e marginalizadas de países em desenvolvimento e, portanto, sem incentive suficiente para a descoberta de novos fármacos devido às baixas projeções de mercado. Logo, a quimioterapia para tais doenças é antiga e ineficiente. Baseado neste fato, no presente projeto queremos responder a seguinte pergunta: “Como fornecer uma quimioterapia mais eficiente para duas DTNs causadas por parasitos protozoários encontradas na América Latina: a Leishmaniose e a Doença de Chagas?”. Nossa resposta é: “desenvolver novos agentes terapêuticos com múltiplos mecanismos de ação’’. Para atingir este objetivo, moléculas orgânicas com duas ou mais unidades farmacofóricas têm sido sintetizadas e coordenadas à íons metálicos de modo a se obter novos metalofármacos com potencial para apresentar múltiplos mecanismos de ação uma vez que, além da atividade relativa ao composto orgânico bioativo, os íons metálicos podem inibir a atividade de enzimas essenciais aos parasitas bem como interagir com o seu DNA. Tais moléculas podem trazer benefícios como a diminuição da toxicidade, redução da dose terapêutica, atividade na fase crônica, prevenção de resistência adquirida e, consequentemente, decréscimo do período de tratamento e dos custos. Da mesma forma, o encapsulamento de tais compostos em sistemas de liberação biocompatíveis irá fornecer melhor absorção e biodistribuição dos metalofármacos em experimentos envolvendo modelos animais. Além disso, o estudo do mecanismo de ação de tais compostos pode ser usado como ferramenta para ajudar no design de fármacos mais potentes e melhor entender os efeitos de cada grupo farmacofórico na molécula bem como do centro metálico. Desta forma, espera-se que este estudo possa oferecer a base para o desenvolvimento de novas formulações para tratamento da leishmaniose e/ou da doença de Chagas. Finalmente, é importante mencionar que o suporte para o desenvolvimento de novos fármacos antiparasitários deve ser uma prioridade do governo brasileiro uma vez que DTNs afligem as populações carentes do nosso país que não possuem a atenção das grandes indústrias farmacêuticas, portanto, a produção de um “fármaco antiparasitário brasileiro”, além de um sonho, deve ser uma meta.
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Pedro James Frias Hemsley

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • teoria de contratos recursivos e desenvolvimento econômico: análise dos mercados de trabalho e crédito
  • Propõe-se estudar os mercados de trabalho e de crédito, com particular atenção para características institucionais de países em desenvolvimento, a partir do instrumental teórico da Teoria de Contratos Recursivos. Serão consideradas fricções que afetam ambos os mercados: informação assimétrica, e imperfeição do sistema jurídico. O estudo conjunto de trabalho e crédito tem dois motivos. Primeiro, a teoria de contratos vem sendo usada de forma bem-sucedida, há mais de quarenta anos, para estudar ambos: há problemas comuns à contratação de um empregado ou de um empréstimo, e as técnicas desenvolvidas para responder a um tipo de questão frequentemente são úteis para entender o outro. Segundo, a literatura recente indica que diversos problemas no mercado de crédito estão relacionados à forma de contratar alguém para executar uma tarefa – problema típico de economia do trabalho –, e ao mesmo tempo uma relação trabalhista pode ser afetada pelo acesso do empregado ao mercado financeiro. A contribuição da pesquisa diz respeito à análise da interação entre informação assimétrica e imperfeição do sistema jurídico, que não se resume à agregação dos impactos individuais de cada um deles. O objetivo final é obter recomendações de política econômica sobre concorrência e regulação nos mercados de crédito e de trabalho no Brasil.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Pedro Jorge Caldas Magalhães

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • avaliação farmacológica dos efeitos gastrintestinais da β-feniletilamina e das aminas sintéticas 1-(4-metilfenil)etilamina e beta-metilfeniletilamina em ratos
  • Compostos sintéticos derivados da beta-feniletilamina (beta-PEA) têm sido largamente introduzidos em suplementos alimentares com o intuito de redução da gordura corporal, alguns conhecidos popularmente como “termogênicos”. Alguns desses suplementos são comercializados como se fossem produtos de origem natural. Contudo, a adição de substâncias relacionadas às anfetaminas não é relatada na composição desses suplementos, fato que coloca em risco a saúde dos seus consumidores, uma vez que a utilização desses compostos não é regulamentada. Um desses compostos sintéticos é a beta-metilfeniletilamina, uma amina sintética. Assim, por serem estruturalmente semelhantes às anfetaminas, parecem ser potencialmente capazes de também gerar elevação da pressão arterial sistólica e diastólica, induzir arritmia cardíaca, diminuição do apetite, insônia. Já foi demonstrado que a amina endógena beta-PEA apresentou efeitos estimulantes na motilidade intestinal, além de alterar o fluxo sanguíneo do vaso que irriga o intestino, a artéria mesentérica. Ademais, estudos acerca dos efeitos farmacológicos de vários destes compostos sintéticos derivados da beta-PEA ainda são escassos na literatura, apesar de serem inadvertidamente consumidas em quantidades farmacológicas em produtos adulterados. Portanto, o objetivo do presente projeto é determinar os efeitos farmacológicos da beta-PEA e das aminas sintéticas beta-metilfeniletilamina e 1-4 metilfeniletilamina em trato gastrintestinal de ratos, com ênfase no mecanismo pelo qual podem agir. Para tanto, serão utilizados ratos Wistar, machos, pesando de 240 - 280 gramas, provenientes do Biotério Central da Universidade Federal do Ceará (UFC). Todos os procedimentos realizados serão submetidos à aprovação na Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA) da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC). Para estudar os efeitos farmacológicos dessas aminas sintéticas na contratilidade de tecidos gastrintestinais, assim como de vasos sanguíneos do leito mesentérico será utilizado sistema de banho para órgãos isolado acoplado a transdutor de força e sistema de aquisição de dados. A avaliação de parâmetros elétricos de barreiras epiteliais gastrintestinais será realizada através de sistema de câmaras de Ussing. A verificação dos efeitos das aminas sintéticas no esvaziamento gástrico de líquidos, assim como no trânsito intestinal serão realizadas mediante a técnica de diluição de vermelho fenol como corante. A análise da transcrição gênica de receptores associados às aminas traço (TAAR) nos segmentos gastrointestinais será realizada pela Reação de Polimerase em Cadeia em Tempo Real (qPCR). Já a expressão proteica dos TAAR será obtida por Western blotting. Material educacional sobre o tema também está previsto nesse projeto.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Pedro José Rolim Neto

Ciências da Saúde

Farmácia
  • alternativas terapêuticas aplicadas no desenvolvimento de medicamento fitoterápico à base de momordica charantia l. no combate à geo-helmintíases
  • As geo-helmintoses, comumente chamada de verminoses, são doenças parasitárias intestinais que acometem homem e crianças, e são causadas principalmente pelos parasitas: Ascaris lumbricoides, Trichuris trichiuria, Ancylostoma duodenale e Necator americanos. A maioria dos portadores dessas verminoses não apresentam sintomas, ou seja, de forma assintomática. Entretanto, altas cargas parasitárias e poliparasitismo podem desencadear manifestações clínicas como: febre, suores, fraqueza, palidez, náuseas, tosse, desconforto abdominal, cólicas intermitentes, perda de apetite, diarreia, dores musculares, anemia de diversos graus, barriga inchada e sangramentos intestinais. Quando o quadro clínico evolui, pode gerar complicações mais severas como obstrução e perfuração intestinal, insuficiência cardíaca e hemorragias levando o indivíduo à morte. A Organização Mundial da Saúde estima que mais de 1,5 bilhão de pessoas, ou 24% da população mundial, estão infectadas com helmintos transmitidos pelo solo em todo o mundo. As infecções são amplamente distribuídas em áreas tropicais e subtropicais, como no Brasil. Em regiões endêmicas, no período de 2008 a 2013 foram diagnosticados em média 195.516 casos positivos para A. lumbricoides, 106.615 para Ancylostoma spp. e 74.312 para T. trichiuria. As maiores taxas encontradas na região Norte foram no Pará, Tocantins e Amazonas, na região Nordeste, os estados com maior positividade foram Maranhão, Sergipe, Paraíba e Bahia. É estimado que mais de 267 milhões de crianças em idade pré-escolar vivem em áreas onde esses parasitas são intensivamente transmitidos e o tratamento periódico é necessário para prevenir a morbidade associada. No Brasil, a prevalência é estimada entre 2% a 36% da população, podendo a atingir 70% na população escolar, principalmente nos municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano Municipal– IDH-M. O controle dessas verminoses gastrointestinais se baseia principalmente na utilização de fármacos anti-helmínticos químicos, mas estes agentes químicos são geralmente caros, e demonstram ter muitos efeitos colaterais. Além disso, a resistência dos parasitas à quimioterapia existentes está aumentando, em virtude do acesso limitado aos medicamentos modernos, a maioria da população mundial depende em maior medida dos remédios tradicionais. Na finalidade de ampliar a profilaxia e o tratamento da geo-helmintíase, as alternativas terapêuticas são uma necessidade, tendo com destaque a medicina alternativa, através do uso de plantas medicinais amplamente utilizadas de uso popular. Esses possíveis medicamentos naturais, denominados de fitoterápicos, podem apresentar um mecanismo de ação diferente dos fármacos tradicionais utilizados atualmente. Portanto, podem ser capazes de eliminar uma ou mais espécies helmínticas, sendo um potencial medicamento, uma vez que, não existe nenhum anti-helmíntico à base de plantas ainda comercialmente disponível. Momordica charantia L., uma espécie popularmente conhecida como melão-de-são-caetano, pertencente à família das cucurbitáceas. É de clima tropical e subtropical. Seu fruto é usado como alimento há milhares de anos, além de ser usada na medicina popular em diversos países do mundo. Possui importante valor econômico no Brasil, com ampla distribuição do sul até o nordeste, e em alguns estados do norte, sendo encontrada em abundância na região nordeste. Pesquisas demonstram que os componentes ativos de M. charantia possuem alto potencial vermífugo, o que apoia o uso de suas folhas para o desenvolvimento de fitoterápicos com atividade anti-helmíntica. Destaca-se que a fitoterapia, além de resgatar a cultura tradicional do uso das plantas medicinais pela população, possibilita a ampliação do seu acesso, para a prevenção de agravos e a promoção, manutenção e recuperação da saúde, contribuindo para o fortalecimento dos princípios fundamentais do SUS. Entretanto, existe o consenso da insuficiência de estudos científicos acerca do uso de fitoterápicos. Na perspectiva de colaborar para o desenvolvimento de novas alternativas terapêuticas no combate da geo-helmintíase, a proposta deste projeto é obter formulações farmacêuticas inovadoras, como: comprimidos, cápsulas, xarope e pó obtido por esferonização para preparação extemporânea à base de M. charantia, com qualidade, segurança e eficácia, ampliando as opções terapêuticas contra as verminoses aos usuários do SUS, podendo ser utilizadas como estratégias profiláticas e/ou de tratamento, tanto de adultos, como de crianças, através de formas farmacêuticas viáveis para uso pediátrico. A execução deste Projeto permitirá e irá favorecer o Uso Racional de Medicamentos Fitoterápicos, reduzindo os custos do Ministério da Saúde, e promover o uso sustentável da biodiversidade, o desenvolvimento da cadeia produtiva e da indústria nacional. Nesta direção, está previsto a qualificação dos fornecedores das Regiões Norte e Nordeste, com o objetivo de fomentar o desenvolvimento comercial de toda a cadeia de produtores da droga vegetal (Plantadores/Cultivadores de agricultura familiar, Mateiros, Raizeiros, vendedores de Mercados Públicos e Distribuidores, com os quais temos inúmeros trabalhos com diferentes espécies de plantas de interesse farmacêutico).
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 02/01/2019-31/01/2022