Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Mauricio Cardoso de Souza

Engenharias

Engenharia de Produção
  • fluxos em redes e sequenciamento em hospitais: abordagens determinísticas e estocásticas
  • O projeto está estruturado sobre dois temas de pesquisa: (i) fluxos em redes, e (ii) sequenciamento em hospitais. Os dois temas abrangem problemas específicos importantes e de grande aplicabilidade, mas porém de difícil resolução. Em ambos os temas abordamos problemas sujeitos a incertezas, principalmente no tema (ii) devido ao caráter intrínsico das incertezas. No primeiro tema, abordamos o problema de roteamento de multi-fluxos para síntese de redes que consiste em decidir em quantos e quais arcos instalar capacidades de modo que demandas entre pares de nós da rede sejam atendidas ao menor custo possível. Nos propomos também a estudar a tomada de decisões de roteamento em situações em a rede está sujeita a efeitos de congestionamento, gerando assim custos operacionais e atrasos devido às incertezas. Modelos de fluxos também vêm sendo empregados em modelos de coleta, com potencial em aplicações logísticas, como no problema do caixeiro viajante com coleta seletiva de prêmios. No segundo tema, são tratados problemas encontrados no sequenciamento de cirurgias e no agendamento de tratamentos de quimioterapia. Pretendemos desenvolver modelos que proporcionem uma visão global do bloco cirúrgico, equacionando demandas de diferentes clínicas de forma acoplada resultando no uso mais eficiente de recursos compartilhados entre cirurgias eletivas ou de emergência e de urgência. Os problemas neste tema, todos fortemente impactados pela presença de incertezas, e apresentam aspecto dinâmico. Cabe notar aqui que este tema foi discutido com o Hospital das Clínicas (HC) da UFMG, hospital de grande porte em Belo Horizonte, e que a Direção do HC manifestou interesse se predispondo a disponibilizar dados para a realização de estudos de caso.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mauricio de Almeida Gomes

Ciências Biológicas

Ecologia
  • a influência de padrões espaciais sobre populações de pequenos mamíferos em uma área naturalmente fragmentada no pantanal do mato grosso do sul, brasil
  • A conversão de ambientes naturais em áreas antropizadas tem aumentado a importância de entender como as características da paisagem e das espécies podem influenciar nas taxas de extinção, colonização e ocupação em áreas fragmentadas. Alguns estudos têm mostrado que os processos ecológicos em paisagens fragmentadas são melhor compreendidos quando a heterogeneidade da matriz é levada em consideração. A matriz pode funcionar como um filtro seletivo, determinando quais espécies são capazes de dispersar entre as manchas de recursos e persistir em paisagens fragmentadas. O objetivo desse projeto é entender como a estrutura da paisagem afeta as dinâmicas populacionais de espécies de pequenos mamíferos em uma paisagem naturalmente fragmentada na região do Pantanal, Estado do Mato Grosso do Sul, Brasil. Para isso, nós selecionaremos as três espécies de pequenos mamíferos mais comuns na região. Avaliaremos (i) a influência de variáveis locais e na escala da paisagem sobre os padrões de ocupação de espécies de pequenos mamíferos em fragmentos florestais imersos em diferentes tipos de matriz; (ii) se a área de uso das espécies é determinada pelo tamanho da mancha e pelo uso do solo no entorno; (iii) se as espécies mais comuns em fragmentos pequenos formam uma metapopulação; e (iv) se a dinâmica populacional de cada espécie é similar em manchas mais próximas.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mauricio Ehrlich

Engenharias

Engenharia Civil
  • modelagem física de muros de solo reforçado e aterros estruturados
  • O uso de geossintéticos em obras de engenharia civil vem ganhando grande aplicabilidade em obras de engenharia civil ao longo das últimas décadas. No campo da geotecnia esses elementos são utilizados em obras de contenção, barragens de rejeitos, aterros sobre solos moles, estabilização de solos, proteção ambiental etc. Em estruturas de contenção e aterros sobre solos moles são comumente utilizadas geogrelhas (geossintético com função de resistência à tração) com a finalidade de aumentar a estabilidade dessas estruturas. A influência da inserção desse tipo de reforço no comportamento global da estrutura vem sendo estudada ao longo das últimas décadas, entretanto alguns aspectos inerentes ao tipo de reforço, tais como: fluência, linearidade do comportamento tensão versus deformação, efeito da compactação e tipo de sobrecarga externa, por exemplo, ainda são poucos conhecidos. A presente pesquisa tem como objetivo avaliar o comportamento de muros de solo reforçado com geogrelhas e aterros estruturados a partir de ensaios em laboratório utilizando modelos físicos em escala próxima da real, e complementados com modelos numéricos. Serão executados em laboratório sob condições controladas modelos físicos com diferentes configurações e materiais. Os resultados a serem obtidos permitirão um melhor entendimento do comportamento desse tipo de estrutura.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mauricio Henrique Benedetti

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • a influência do ambiente da pós-graduação das universidades para a criação de novos negócios
  • A integração de áreas do conhecimento, tanto no ensino quanto na pesquisa está se tornando cada vez mais exigida para aumentar a contribuição das universidades com as demandas da sociedade. Atualmente, o objetivo das universidades vai além de preparar jovens para o mercado de trabalho e sua missão passou a incluir o desenvolvimento social e econômico. O empreendedorismo tem sido bastante estudado no Brasil, sendo crescente o número de trabalhos científicos apresentados e publicados sobre o assunto, incluindo relatórios que procuram identificar a propensão de estudantes universitários em terem seus próprios negócios. Assim sendo, o foco dado aos cursos de pós-graduação neste projeto de pesquisa justifica-se por ser bastante comum que sejam os profissionais que já atuam no mercado de trabalho que frequentem esses cursos. O objetivo central proposto neste projeto de pesquisa é verificar a influência do ambiente da pós-graduação sobre a criação de novos negócios. Para atingir tal objetivo, assim como os objetivos específicos, realizar-se-á uma pesquisa descritiva quantitativa com aporte qualitativo. Espera-se que com as publicações geradas a partir desse projeto de pesquisa gestores das universidades sejam estimulados a criarem e implementarem ações e políticas direcionadas ao ambiente da pós-graduação com objetivo de contribuírem para o desenvolvimento de novos negócios com potencial de diferenciação e crescimento, agregando valor a clientes e a cadeias produtivas em que estiverem inseridos.
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Maurício Jeomar Piotrowski

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudo computacional da interação de moléculas e nanoestruturas com nanoclusters via teoria do funcional da densidade
  • Os agregados atômicos de tamanho nanométrico, que apresentam em sua constituição de poucas unidades a milhares de componentes, têm recebido grande destaque nos últimos anos, tanto em ciência básica quanto em uma variedade de aplicações tecnológicas. Denominados como nanoclusters, esses sistemas são importantes tanto no que diz respeito à interação com sistemas moleculares quanto com nanoestruturas, envolvendo inúmeras reações químicas e processos físicos de grande relevância para aplicações de caráter tecnológico, especialmente no campo da catálise. Esses sistemas nanométricos possuem a vantagem de possuírem um grande número de átomos disponíveis na região de superfície, o que os torna propícios para interagirem com o ambiente, além da possibilidade de novas propriedades em relação aos seus respectivos sistemas cristalinos (bulks). Nos últimos anos, um crescente número de estudos teóricos e experimentais tem sugerido que nanoclusters metálicos, em especial os de metais de transição, podem contribuir de forma significativa para o surgimento de catalisadores eficientes, dada a alta reatividade observada em comparação aos sistemas macroscópicos. A possibilidade de empregar nanoclusters unários ou binários (combinando dois elementos químicos diferentes na mesma partícula) contribui diretamente para reduzir o custo dos catalisadores e para aumentar a capacidade catalítica, já que, no caso dos sistemas binários, efeitos sinergéticos podem decorrer desta combinação. Nesse sentido, o entendimento da adsorção molecular passa a ser importante, sendo promissora a utilização de nanoclusters mono e bimetálicos como substratos para a interação com moléculas di e triatômicas, bem como, o estudo de nanoclusters interagindo com nanoestruturas, além do próprio estudo de novas famílias de nanoclusters. Dentre as possibilidades, faz-se de grande interesse a adsorção de moléculas como: H2, N2, O2, CO, NO e CO2 sobre nanoclusters, as quais estão relacionadas a importantes reações químicas como, por exemplo, a redução de CO2. Estudos atomísticos são necessários a fim de resolver questões em aberto como, por exemplo, o entendimento da adsorção molecular em relação à variação do tamanho (número de átomos) ou composição dos nanoclusters; os mecanismos que determinam a estabilidade do sistema adsorvido; a magnitude das alterações na reatividade dos nanoclusters devido à adsorção molecular; e os efeitos da adsorção molecular no que diz respeito à mudança de ambiente químico dos nanoclusters (considerando ligantes e surfactantes). De igual importância são os tópicos relacionados à interação de nanoclusters com nanoestruturas, especificamente, o que diz respeito à combinação de nanoclusters com nanotubos de carbono, evidenciando a combinação (colaborativa) de propriedades de ambos os sistemas. Para tanto, far-se-á uso de cálculos de primeiros princípios, através da Teoria do Funcional da Densidade, fazendo uso de funcionais de troca e correlação semi-locais e não-locais (funcionais híbridos), bem como de correções de van der Waals e correções relativísticas. Espera-se, assim, através do estudo da interação de moléculas e nanoestruturas com nanoclusters, contribuir para a área de física de nanoclusters.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mauricio Luiz Sens

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • valorização e destinação final dos resíduos produzidos na dessalinização de água por membranas filtrantes
  • A aplicação de dessalinização por membranas filtrantes tem como problemática a geração de um resíduo do processo, com alta concentração de sais. Esse resíduo é um poluente ambiental, principalmente quando a dessalinização é executada longe do mar. É responsável pela salinização da água de rios e dos solos e consequente diminuição da produtividade do solo, limitando o crescimento de plantas. Nesse contexto, esta pesquisa tem como objetivo propor e estudar alternativas para a destinação ecologicamente correta, por descarte ou valorização, de resíduos produzidos pelo tratamento de água salobra por membranas em unidades compactas. O projeto de pesquisa ocorrerá basicamente em duas etapas, que são: reconhecimento da problemática, em um momento inicial; e em um momento secundário, o desenvolvimento do sistema piloto e experimento. O sistema piloto será o tratamento de água salobra por membranas de Osmose Inversa (OI), cujo rejeito produzido será reaproveitado em diversas frentes de estudo. Os resultados obtidos poderão incentivar a aplicação de uma tecnologia simples e social. Assim, a partir da valorização e destinação final dos resíduos produzidos na dessalinização de água por membranas de filtração, não mais existirá a problemática inerente à deposição destes na natureza.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mauricio Magalhães Mata

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • processos de ventilação oceânica e ciclo do carbono no norte da península antártica (provoccar)
  • A NAP é, caracteristicamente, uma zona de transição entre os ambientes polares, mais ao sul, e a zona subantártica, mais ao norte, e tem se mostrado como um hotspot climático e laboratório natural que pode auxiliar na identificação e estudo inicial de alterações ambientais, variabilidade e vulnerabilidade de ecossistemas marinhos de vital importância para sustentação de rede trófica da Antártica e do Oceano Austral. Alterações nestes ecossistemas, por sua vez, estão ligadas às propriedades físico-químicas das águas da região, padrões e aspectos dinâmicos da circulação oceânica, os quais, na área Norte da Península Antártica-NAP, sofrem a influência combinada de ambientes fundamentalmente distintos do ponto de vista oceanográfico presentes nos setores Pacífico (Mar de Bellingshausen) e Atlântico (Mar de Weddell) da Península Antártica. Desta forma, a NAP se constitui em uma região-chave para o significativo aumento de entendimento sobre os processos causadores das alterações ambientais observadas nestas áreas e, de forma mais ampla, em diversos outros ambientes marinhos no entorno do continente Antártico, sejam estes processos de origem natural ou antrópica. As atividades de campo do Projeto PROVOCCAR ocorrerão nas seguintes regiões: (i) noroeste do mar de Weddell, (ii) Estreito de Bransfield, (iii) porção sul do Estreito de Drake e mar de Scotia e (iv) Estreito de Gerlache e imediações. Estações oceanográficas serão realizadas nestas regiões com o objetivo de responder aos objetivos científicos definidos acima e incrementar as séries históricas ocupadas pelo GOAL. Estas atividades serão auxiliadas através da utilização de veículos subaquáticos autônomos (Seagliders) para monitorar áreas específicas da região de estudo. Além disso, de forma inédita, será lançado um fundeio de armadilha de sedimentos (Sediment trap) na região do Estreito de Gerlache o que destaca o caráter inovador do GOAL em suas atividades de campo – em conseguinte à realização das atividades de fundeios oceanográficos em águas polares, monitoramento do deslocamento de icebergs e lançamentos de seagliders, atividades estas executadas com pioneirismo pelo GOAL na região em projetos anteriores. Do ponto de vista científico, com a execução desta proposta espera-se elucidar sobre o papel das forçantes associadas às alterações recentemente observadas nos ambientes marinhos da NAP. Desta forma, aspectos da dinâmica da ventilação e a propagação destes sinais para o oceano profundo, inclusive de variáveis do sistema carbonato, poderão ser melhor elucidados e estudados nas suas causas e efeitos em abordagens complementares tanto observacionais quanto modeladas. As estimativas da influência das intrusões de Água Profunda Circumpolar-CDW e do aporte de degelo glacial são inéditas e devem trazer ganhos significativos (i) para o entendimento da oceanografia regional e (ii) para as questões em aberto sobre os processos reguladores dos fluxos líquidos de CO2 na interface ar-mar e sobre o armazenamento de carbono nos oceanos. Ainda neste contexto, o conhecimento da quantidade, variedade e a variabilidade das propriedades da água densas produzidas e transformadas na região da NAP são fundamentais para entendimento das recentes alterações recentemente observadas nas camadas profundas e de fundo dos oceanos e, portanto, do próprio papel do Oceano Austral no clima.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 25/12/2018-31/12/2022
Foto de perfil

Mauricio Maia

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação da vitrectomia via pars plana precoce em quadros de endoftalmite aguda
  • Endoftalmite é uma doença rara, porém uma forma severa de inflamação ocular, secundária à infecção da cavidade intra-ocular, podendo levar a danos visuais irreversíveis, caso não seja tratada da forma correta e em tempo hábil. O estudo EVS (1995) foi o grande responsável por definir diretrizes e condutas frente aos casos de endoftalmite pós-operatória. Concluiu-se que a Vitrectomia Via Pars Plana (VVPP) precoce seria o tratamento de escolha, nos casos em que a acuidade visual inicial fosse de Percepção Luminosa (PL); enquanto a antibioticoterapia intra-vítrea estaria indicada em olhos com uma acuidade visual melhor que PL. Com o advento da Vitrectomia com Microincisões, nos anos 2000, os instrumentos tornaram-se menores, o que pôde promover, além do menor tempo de cirurgia, menor trauma cirúrgico e, consequentemente, menor inflamação intra-ocular. O objetivo do estudo é avaliar a Vitrectomia Via Pars Plana Precoce em quadros de Endoftalmite Aguda, visando provar que a abordagem cirúrgica precoce seria benéfica, independente da acuidade visual inicial.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mauricio Marques Pinto da Silva

Engenharias

Engenharia Química
  • vi mostra científica para o ensino médio da universidade católica de santosvi
  • A VI Mostra Científica da Universidade Católica de Santos será organizada de forma a enquadrar-se na categoria municipal, tendo como público alvo estudantes, professores e gestores do Ensino Médio das escolas públicas e privadas do Município de Santos e Região Metropolitana da Baixada Santista e será organizado como VI Mostra Científica para o Ensino Médio da Universidade Católica de Santos. A VI Mostra Científica da Universidade Católica de Santos terá como princípio norteador a inclusão social pela ciência e tecnologia, a qual já é praticada em nossa instituição por meio dos Programas de Educação Científica para o Ensino Médio, que incluem o Programa denominado Expedição Científica, o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio, os Seminários do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (IPECI) e a Mostra Científica para o Ensino Médio (1a Edição em 2016, 2a Edição em 2017, 3ª edição em 2018, 4ª edição em 2019, 5ª edição em 2020. A data de ocorrência da VI Mostra será definida pelo Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão (CEPE) da Universidade Católica de Santos e constará de Encontro Temático na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do MCTIC em 2021, inserida no Mês Nacional de Ciência e Tecnologia, constando de exposição de painéis inscritos (presencial e/ou ambiente virtual) e oficinas, além de encontros multiplicadores de repetição das Oficinas propostas junto ao Programa Expedição Científica, com reapresentação dos painéis nas escolas de origem, ao longo dos anos de 2021 e 2022. Como atividade específica pertencente à VI Mostra, serão realizadas como atividades dentro da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia as oficinas do Projeto Expedição Científica e, como evento principal, serão expostos, apresentados e avaliados painéis vindos das inscrições dos estudantes das escolas do Município e Região Metropolitana da Baixada Santista. Para garantir a cota mínima de 40 trabalhos, os participantes do Ciclo de Iniciação Científica para o Ensino Médio 2021-2022; assim como os trabalhos referentes às propostas do Ciclo 2020-2021 (33 estudantes bolsistas, sendo 19 bolsas CNPq/PIBIC Jr e 14 bolsas da Universidade Católica de Santos), apresentarão seus trabalhos. Como atividades multiplicadoras, os painéis depois de apresentados serão disponibilizados em ambiente virtual para divulgação dos mesmos para as comunidades escolares, garantindo a divulgação do trabalho em si e das iniciativas envolvendo Ciência, Tecnologia e Inovação, com foco no público alvo professores, coordenadores e diretores de escolas de Ensino Médio interessados em firmar novas parcerias para que se possa replicá-las, aproximando a Universidade do cotidiano escolar, de suas necessidades e seus anseios no tocante à Ciência e Tecnologia. Em resumo, frente à concepção apresentada, o evento terá caráter triplo: primeiro, trata-se de uma Feira de Ciências focada na aproximação e desenvolvimento de novos talentos do Ensino Médio e Técnico da Investigação Científica. A feira pretende catalisar e promover o interesse pelo desenvolvimento do pensamento sistemático e racional em diversas áreas do saber, servindo como um multiplicador. Para tanto, oferece-se a oportunidade a todas as Unidades de Ensino básico da região inscreverem trabalhos científicos no evento. O segundo caráter da Mostra Científica é o de conclusão dos trabalhos realizados nos Programas de Educação Científica (Expedição Científica) e de Iniciação Científica para o Ensino Médio desenvolvidos pela Universidade Católica de Santos junto às instituições parceiras nos moldes acima mencionados. O terceiro caráter da Mostra é a realização de Oficinas integrados ao Programa Expedição Científica, que também acontecem ao longo do ano e não somente na data da Mostra, dando continuidade ao ciclo dos programas como forma de concretizar a inclusão social pela ciência e tecnologia. A organização será realizada pelo Comitê Institucional de Iniciação Científica, em conjunto com o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas da Universidade Católica de Santos.
  • Universidade Católica de Santos - SP - Brasil
  • 05/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Mauricio Marques Pinto da Silva

Outra

Divulgação Científica
  • semana nacional de ciência e tecnologia - inteligência artificial: a nova fronteira da ciência brasileira / universidade católica de santos
  • A SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA - Inteligência artificial: a nova fronteira da ciência brasileira / Universidade Católica de Santos – será organizada de forma a enquadrar-se na Linha B – Eventos de Abrangência Intermunicipal, tendo como público alvo estudantes, professores e gestores do Ensino Médio das escolas públicas e privadas da Região Metropolitana da Baixada Santista e estudantes de Graduação e Pós-Graduação da Universidade, A SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA da Universidade Católica de Santos terá como princípio norteador a inclusão social pela ciência e tecnologia, a qual já é praticada em nossa instituição por meio dos Programas de Educação Científica para o Ensino Médio e para a Graduação, que incluem os Subprogramas denominados Expedição Científica e Expresso Científico, o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio, o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para Graduação e o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação para Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, além de Seminários do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (IPECI) e a Mostra Científica para o Ensino Médio (desde 2016). Como atividades específicas pertencentes à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, prevê-se a promoção de mesas-redondas e palestras relacionadas a temáticas propostas pelo presente edital, a saber: Tecnologias Convergentes e Habilitadoras, nas áreas de Nanotecnologia, Materiais Avançados e Tecnologias para a Manufatura Avançada. Em resumo, frente à concepção apresentada, o evento terá caráter duplo: primeiro, trata-se de uma Feira de Ciências focada na aproximação e envolvimento de novos talentos do Ensino Médio e Técnico da Investigação Científica, através do inter-relacionamento e vivências com estudantes de Graduação e Pós-Graduação. Pretende-se catalisar e promover o interesse pelo desenvolvimento do pensamento sistemático e racional em diversas áreas do saber, servindo como um multiplicador. O segundo caráter da SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA da Universidade Católica de Santos é a realização de Oficinas integradas aos Subprogramas Expedição Científica e Expresso Científico, que também acontecerão ao longo do ano e não somente na Semana, dando continuidade ao ciclo dos programas como forma de concretizar a inclusão social pela ciência e tecnologia. Com o objetivo de divulgar as ações realizadas na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, será desenvolvido um Plano de Comunicação com a previsão de utilização e/ou criação de perfis nas plataformas de redes sociais (Instagram, Twitter, Facebook e Youtube), de maneira que as atividades desenvolvidas também sejam veiculadas e promovidas na Internet por meio de tais instrumentos de divulgação e interação. Tais ações já são desenvolvidas pela Universidade Católica de Santos, por meio do Comitê Institucional de Iniciação Científica, em conjunto com o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas, que serão os responsáveis pela organização dos eventos citados.
  • Universidade Católica de Santos - SP - Brasil
  • 20/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Mauricio Marques Pinto da Silva

Tecnologias

Desenvolvimento Tecnológico e Industrial
  • mostra científica para o ensino médio da universidade católica de santos
  • A V Mostra Científica da Universidade Católica de Santos será organizada de forma a enquadrar-se na categoria municipal, tendo como público alvo estudantes, professores e gestores do Ensino Médio das escolas públicas e privadas do Município de Santos e será organizado como V Mostra Científica para o Ensino Médio da Universidade Católica de Santos. A V Mostra Científica da Universidade Católica de Santos terá como princípio norteador a inclusão social pela ciência e tecnologia, a qual já é praticada em nossa instituição por meio dos Programas de Educação Científica para o Ensino Médio, que incluem o Programa denominado Expedição Científica, o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio, os Seminários do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (IPECI) e a Mostra Científica para o Ensino Médio (1a Edição em 2016, 2a Edição em 2017, 3ª edição em 2018, 4ª edição em 2019, 5ª edição em 2020. A data de ocorrência da V Mostra será definida pelo Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão (CEPE) da Universidade Católica de Santos e constará de Encontro Temático na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do MCTIC em 2020, constando de exposição de painéis inscritos e oficinas, além de encontros multiplicadores de repetição das Oficinas propostas junto ao Programa Expedição Científica e reapresentação dos painéis nas escolas de origem, ao longo do ano de 2020. Como atividade específica pertencente à V Mostra, serão realizadas como atividades dentro da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia as oficinas do Projeto Expedição Científica e, como evento principal, serão expostos, apresentados e avaliados panéis vindos das inscrições dos estudantes das escolas do Município; para garantir a cota mínima de 40 trabalhos, os participantes do Ciclo de Iniciação Científica para o Ensino Médio 2020-2021; assim como os trabalhos referentes às propostas do Ciclo 2019-2020 (100 estudantes bolsistas, sendo 16 bolsas CNPq/PIBIC Jr e 84 bolsas da Universidade Católica de Santos, apresentarão seus trabalhos. Como atividades multiplicadoras, os painéis depois de expostos serão recolhidos e doados aos seus autores para fixação dos mesmos em seu ambiente escolar, para garantir a divulgação do trabalho em si e das iniciativas envolvendo Ciência, Tecnologia e Inovação, com foco no público alvo professores, coordenadores e diretores de escolas de Ensino Médio interessados em firmar novas parcerias para que se possa replicá-las, aproximando a Universidade do cotidiano escolar, de suas necessidades e seus anseios no tocante à Ciência e Tecnologia. Em resumo, frente à concepção apresentada, o evento terá caráter duplo: primeiro, trata-se de uma Feira de Ciências focada na aproximação e desenvolvimento de novos talentos do Ensino Médio e Técnico da Investigação Científica. A feira pretende catalisar e promover o interesse pelo desenvolvimento do pensamento sistemático e racional em diversas áreas do saber, servindo como um multiplicador. Para tanto, oferece-se a oportunidade a todas as Unidades de Ensino básico da região inscreverem trabalhos científicos no evento. O segundo caráter da Mostra Científica é o de conclusão dos trabalhos realizados nos Programas de Educação Científica (Expedição Científica) e de Iniciação Científica para o Ensino Médio desenvolvidos pela Universidade Católica de Santos junto às instituições parceiras nos moldes acima mencionados. O terceiro caráter da Mostra é a realização de Oficinas integrados ao Programa Expedição Científica, que também acontecem ao longo do ano e não somente na data da Mostra, dando continuidade ao ciclo dos programas como forma de concretizar a inclusão social pela ciência e tecnologia. A organização será realizada pelo Comitê Institucional de Iniciação Científica, em conjunto com o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas da Universidade Católica de Santos.
  • Universidade Católica de Santos - SP - Brasil
  • 31/01/2021-31/01/2022
Foto de perfil

Maurício Martines Sales

Engenharias

Engenharia Civil
  • uso do ensaio pmt na previsão da capacidade de carga de estacas metálicas tubulares com ponta aberta em solo tropical
  • Estacas metálicas tubulares de ponta aberta são um tipo de fundação muito utilizado no mundo devido, entre outros fatores, à facilidade de cravação, menores vibrações transmitidas ao terreno e à possibilidade de utilização de estacas de grande diâmetro. Porém o comportamento desse tipo de estaca em solos tropicais não é muito conhecido, devido à pequena quantidade de estudos. Corrobora com isso os fenômenos específicos que ocorrem nessas estacas, como, por exemplo, o tamponamento. Neste trabalho serão realizadas provas de carga estáticas em estacas tubulares metálicas de ponta aberta instaladas em um solo tropical da região de Goiânia-GO, visando observar seu comportamento. Para avaliar a capacidade preditiva deste comportamento, serão realizados, no mesmo campo experimental, ensaios pressiométricos para avaliar as tensões in situ, deformabilidade e a resistência do solo laterítico do local. Serão ensaiadas 7 estacas, variando-se a espessura da parede e o diâmetro das estacas. A altura da coluna de solo que adentra à estaca será medida continuamente ao longo da instalação. Cada estaca será ensaiada com 2 m e 4 m de profundidade. Os resultados obtidos serão comparados com diferentes teorias de capacidade de carga presentes na literatura, observando-se a sua precisão para o solo do local e podendo-se, se possível, propor fatores de correção.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mauricio Morishi Ogusku

Ciências da Saúde

Medicina
  • diagnóstico diferencial de tuberculose multidroga resistente (tb-mdr) e micobacteriose em pacientes com doença pulmonar em manaus – amazonas
  • O projeto “Diagnóstico diferencial de Tuberculose Multidroga Resistente (TB-MDR) e Micobacteriose em pacientes com doença pulmonar em Manaus - Amazonas” tem por objetivo principal investigar as frequências de Tuberculose resistente às drogas e Micobacteriose em pacientes com doença pulmonar, atendidos em uma policlínica de referência em pneumologia, a “Policlínica Cardoso Fontes”, na cidade de Manaus (AM). Para esta proposta será realizado o isolamento de micobactérias em meio de cultura sólido como método de diagnóstico e controle de tratamento. Pois, diante das limitações da baciloscopia direta e do teste rápido molecular (TRM – GeneXpert MTB/Rif) é imprescindível que a oferta de cultura para micobactérias e teste de sensibilidade aos antibióticos seja maior. Pela cultura de micobactérias será possível identificar a espécie causadora da doença pulmonar, bem como avaliar a sensibilidade aos antibióticos Isoniazida e Rifampicina, os principais utilizados no esquema básico de tratamento da Tuberculose. Como pesquisa científica, este projeto procurará discriminar os casos de TB-MDR e de Micobacteriose pulmonar pela cultura bacteriológica do escarro e PCR em tempo real (qPCR). Assim, diante do exposto, espera-se que o presente projeto possa melhorar o prognóstico dos pacientes e, consequentemente, contribuir para o diagnóstico e controle da Tuberculose e Micobacteriose pulmonar na cidade de Manaus – AM.
  • Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mauricio Pamplona Pires

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • desenvolvimento de células solares nanoestruturadas
  • Uma grande preocupação da humanidade é o futuro energético. Atualmente dependemos muito dos combustíveis fósseis (carvão, gás e petróleo) que são fontes não renováveis de energia e, além disso, poluentes. Uma alternativa barata e quase ilimitada é a energia solar [1, 2]. A energia luminosa irradiada pelo sol pode ser convertida em elétrica por meio de dispositivos semicondutores conhecidos como células solares (CS). A energia elétrica numa CS é produzida através da geração de pares elétron-buraco na região de depleção de uma junção p-n (efeito fotovoltaico), esses pares são criados devido à absorção dos fótons. Logo após sua criação os pares gerados são acelerados em sentidos opostos pelo campo elétrico ε da junção, elétrons no sentido p → n e buracos no sentido n → p, resultando numa corrente elétrica com sentido n → p, que é reverso ao da corrente na junção, podendo alimentar uma circuito externo conectado aos seus terminais. De uma forma geral as CS podem ser divididas em três categorias, denominadas gerações. A primeira geração abrange as CS de silício mono (c − Si) e policristalino (p − Si), sendo produzidas em escala comercial. Apesar de apresentarem uma eficiência razoável (cerca de 20%) apresentam um custo de fabricação elevado, pois requerem uma alta pureza para o silício. Na tentativa de reduzir os custos, as CS de segunda geração se baseiam na tecnologia de filmes finos sobre substratos mais baratos. Os materiais mais comuns utilizados nos filmes são: silício amorfo (a − Si), telureto de cádmio (CdTe), cobre-índio-selênio (CIS) e cobre-índio-gálio- selênio (CIGS). Apesar do custo de produção menor, há também uma redução na eficiência (cerca de 10%). Atualmente estão nos primeiros estágios da escala comercial. Para um fóton ser absorvido e criar um par, ele deve possuir uma energia mínima maior do que a energia de gap (Eg) do semicondutor. Além disso, fótons com energia muito maior que Eg produzem pares que não contribuem para a corrente elétrica. Por esse motivo as CS com um único gap são capazes de aproveitar uma pequena faixa do espectro solar, tendo sua eficiência reduzida. Uma maneira de tornar a faixa de absorção mais ampla, aumentando assim a eficiência, é através de estruturas capazes de absorver fótons com diferentes energias aproveitando ao máximo toda a extensão do espectro solar. É esse o conceito por trás das células solares de terceira geração. Uma das características da terceira geração é a potencialidade em superar o limite Shockley-Queisser [3], que consiste na máxima eficiência teórica para uma célula solar de junção p-n (≈ 30%). Uma das estruturas que se encaixa no conceito da terceira geração é a chamada célula solar tripla (ou tandem). Em células triplas um sistema de multijunções é formado através do “empilhamento”de três junções simples com energias de absorção diferentes entre si. Essa célula apresenta um ganho considerável em termos de aproveitamento do espectro solar. Atualmente é esta célula que detém o recorde de eficiência: 42,4%, que é consideravelmente maior que o limite Shockley-Queisser. Uma das desvantagens da CS tandem é a limitação da corrente, isto é, uma vez que as três junções são conectadas em série, a unidade que produzir a menor corrente limitará a corrente total em toda a estrutura. Além disso, a associação em série requer a presença de junções do tipo túnel entre as unidades. As desvantagens da CS tripla podem ser eliminadas se em uma única junção existirem as três energias. A introdução de uma banda (ou um nível) de energia intermediária entre as bandas de valência e de condução permite a existência de três transições óticas para os elétrons (Fig. 1). CS que se baseiam nesse conceito são denominadas células solares de banda intermediária [4, 5] (IBSC). Nas IBSCs existem dois tipos de absorções que promovem a criação de pares elétron-buraco. O primeiro processo é idêntico ao de uma CS comum através da ab- sorção de um fóton com energia igual ao gap Eg. Existe ainda a transição em duas etapas envolvendo a banda intermediária. Nessa transição um fóton com energia EV I promove um elétron da banda de valência para a intermediária. Um novo fóton de energia EIC é então absorvido promovendo um elétron da banda intermediária para a de condução. Os dois novos fótons absorvidos aumentam a taxa de criação de pares, gerando uma corrente extra [6]. Nesse contexto é necessário que a banda intermediária esteja semi preenchida sendo capaz de receber e ceder elétrons as bandas de valência e condução, respectivamente. Os dois processos, transição simples Eg e transição em sua etapas EV I → EIC, são independentes entre si. Portanto, um não limita a corrente produzida pelo outro. A banda intermediária pode ser produzida através de introdução de pontos quânticos (PQs) na camada ativa, como será visto na metodologia.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mauricio Paulo Rodrigues

Ciências Humanas

Filosofia
  • fecinc - feira de ciências norte capixaba
  • A Fecinc é uma ação de capacitação em ensino e para o trabalho escolar associada a mostras de ciências e tecnologia que têm como objetivo a popularização da ciência através da divulgação de projetos Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática desenvolvidos preferencialmente por alunos do ensino básico. Nesse contexto, são desenvolvidas, além da feira de ciências, atividades como minicursos, mostras de vídeos científicos, palestras e portas abertas. Através de ações sólidas que influenciam a práticas docente e a qualidade do ensino pelo uso do método científico, a Fecinc espera despertar vocações que apresentem significativo impacto na formação de uma sociedade mais consciente de forma política, social e cultural. Estimulando a interação escola-comunidade e fortalecendo as parcerias escola-academia, a Fecinc já promove ações de capacitação de professores e estímulo estudantil em 9 municípios do estado.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 28/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Mauricio Pereira Almerão

Ciências Biológicas

Genética
  • biologia da invasão de hovenia dulcis thumb. (rhamnaceae) no rs: investigação sobre a dinâmica de colonização a partir de marcadores moleculares.
  • Vide projeto anexo.
  • Universidade La Salle - Canoas - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Maurício Roberto Cherubin

Ciências Agrárias

Agronomia
  • remoção de resíduos culturais da cana-de-açúcar e suas implicações nas funções físicas do solo e serviços ecossistêmicos associados
  • A compactação é uma das principais causas da degradação da estrutura e das funções físicas dos solos cultivados com cana-de-açúcar colhida mecanicamente no Brasil. Associado a isso, o crescente interesse do setor sucroenergético em remover e utilizar os resíduos culturais (palha) como matéria-prima para produção de bioenergia (etanol celulósico e/ou bioeletricidade), pode acentuar os efeitos negativos do tráfego de máquinas na qualidade física do solo e serviços ecossistêmicos relacionados. A palha deixa no campo após a colheita, adiciona carbono (C) ao solo, atuando positivamente na agregação do solo e atividade biológica, além de proteger mecanicamente a superfície do solo, dissipando parte da energia de compactação aplicada sobre este solo. Desta forma, a remoção indiscriminada da palha pode comprometer a estrutura do solo e por consequência as funções físicas e os serviços críticos provisionados pelo solo. O objetivo deste projeto será avaliar os impactos da remoção dos resíduos culturais da cana-de-açúcar nas funções físicas do solo e serviços ecossistêmicos associados em um Latossolo argiloso na região sudeste do Brasil. Para tanto, será conduzido um estudo em um experimento de média-longa duração, cujos impactos da remoção da palha de cana-de-açúcar têm sido avaliados desde 2013 em um solo argiloso em Iracemápolis-SP. Amostragens de solo serão realizadas nas camadas 0-5, 5-10, 10-20 e 20-30 cm para determinar os parâmetros físicos do solo em laboratório, incluindo densidade, macro, micro e porosidade total, umidade e estabilidade de agregados. Além disso, os estoques de C do solo também serão determinados. Diretamente no campo, serão avaliados a taxa de infiltração de água e escorrimento superficial, resistência à penetração e a avaliação visual da estrutura do solo utilizando-se o método Visual Evaluation of Soil Structure (VESS). A produtividade da cultura será quantificada durante a colheita. Inicialmente, os dados serão analisados e interpretados individualmente para identificar os impactos do manejo em cada parâmetro. Na sequência, será desenvolvido um Índice de Qualidade Física do Solo (IQFS), tendo como base quatro funções físicas críticas: f(i) sustentar o crescimento das plantas; f(ii) regular os fluxos e o armazenamento de água no solo; f(iii) permitir as trocas de gases entre solo e atmosfera e garantir o suprimento de oxigênio aos processos biológicos; f(iv) habilidade de resistir e recuperar-se (resistência e resiliência) à ação de agentes de degradação. Este IQFS permitirá integrar as informações obtidas no projeto. Espera-se que as informações geradas neste projeto, ainda incipientes na literatura, possam servir de base científica para avaliar as potenciais implicações da remoção da palha de cana-de-açúcar sobre a estrutura do solo, bem como subsidiar a tomada de decisão frente ao manejo de resíduos culturais que tenha o menor impacto sobre as funções físicas do solo e na provisão de serviços ecossistêmicos.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Maurício Roberto Viana Sant'Anna

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • avaliação da atividade inibidora do sistema complemento pelo conteúdo intestinal de aedes aegypti (diptera: culicidae): identificação de novos alvos vacinais para o controle do principal vetor de arboviroses humanas nas américas
  • Dengue, Chikungunya e Zika são arbovírus transmitidos aos seres humanos por mosquitos do gênero Aedes, principalmente o Aedes (Stegomyia) aegypti (Linnaeus, 1762), causando surtos simultâneos com manifestações clínicas semelhantes, representando hoje um desafio no diagnóstico e tratamento dos doentes. Para que artrópodes hematófagos como os culicídeos realizem um repasto sanguíneo satisfatório em hospedeiros vertebrados, os mecanismos responsáveis pela hemostasia (vasoconstricção, agregação plaquetária, coagulação e reações imunes) precisam ser sobrepostos, de modo que o inseto permaneça vivo e seja capaz de transmitir a infecção a diferentes hospedeiros. Além disso, a saliva de artrópodes hematófagos deve conter moléculas que causam imunomodulação nos hospedeiros vertebrados. Neste contexto, as moléculas presentes na saliva ou no conteúdo intestinal destes artrópodes podem ser inibidoras do sistema do complemento (SC), que constitui parte da resposta imune inata a patógenos ou parte complementar da imunidade adquirida devido aos anticorpos ligados aos microorganismos. Os inibidores salivares e intestinais do SC visam proteger as células do tubo digestivo de artrópodes hematófagos contra o ataque do complemento presente no sangue ingerido. Uma outra forma de evadir o SC de hospedeiros vertebrados seria a captação de fator H, também presente no soro. O fator H, uma vez depositado sob a superfície de células, as protegem da ativação do próprio SC ao promover sua inativação pela ação da proteína regulatória chamada Fator I. O presente trabalho tem como objetivo verificar a atividade anti-complemento do conteúdo intestinal de A. aegypti sobre as vias alternativa, clássica e das lectinas do sistema complemento humano. Além disso, investigaremos se o intestino do mosquito é capaz de captar o fator H do soro humano para se proteger contra o ataque do SC. Diante do fato de que inibidores de complemento sejam vitais para a sobrevivência de fêmeas de insetos hematófagos, candidatos vacinais baseados em proteínas e peptídeos de A. aegypti que inibem o complemento humano tem grande potencial em interferir em aspectos relacionados à sobrevivência e à reprodução deste mosquito.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Maurício Rossato

Ciências Agrárias

Agronomia
  • análise patogênica, bioquímica, filogenética e genômica de xanthomonas spp. da teca (tectona grandis) no brasil.
  • As áreas de produção comercial de teca (Tectona grandis) no Brasil estão em expansão, pois a madeira desta espécie combina beleza, resistência e durabilidade, tornando-a uma das mais valiosas do mundo, superando outras espécies nobres, como o mogno. No entanto, doenças como a mancha de bacteriana causada por Xanthomonas spp. têm aumentado a incidência ao longo dos anos, causando graves perdas na fase de viveiro. A teca é uma cultura cujo genoma ainda não foi sequenciado, dificultando o desenvolvimento de estratégias eficientes para o controle/manejo da doença via monitoramento com marcadores moleculares e resistência genética. Levantamentos realizados em 2016 permitiram estimar a incidência de até 15% da mancha bacteriana em viveiros de teca com produção em escala comercial no Brasil. Os principais fatores que afetaram a incidência da doença foram os materiais genéticos empregados (=clones) e as condições de manejo do viveiro. Nenhum método de controle cultural eficiente está disponível para esse patossistema. Neste cenário, o plantio de clones resistentes de teca seria um dos poucos métodos economicamente viáveis para reduzir os danos impostos por essa doença. No entanto, a informação disponível sobre fontes de resistência/tolerância na cultura da teca, que possui uma base genética bem estreita, ainda é muito pequena. Com vistas a conhecer melhor as variantes da bactéria que afeta a teca, informação essencial para a busca de controle estável da doença, no presente projeto está sendo proposto a identificação das espécies de Xanthomonas, assim como verificar a diversidade genética presente dentro delas. Para tal, será feita uma coleção de isolados de Xanthomonas spp. que infectam teca no Brasil visando caracterização inicial por marcadores do tipo BOX-PCR. Após seleção da coleção de trabalho com isolados representativos dessa diversidade, os isolados selecionados serão sequenciados para aquisição da sequência de genoma completo através de um método híbrido, composto por sequenciamento na plataforma MinION (Oxford Nanopore Technologies) e Illumina NovaSeq6000 (Illumina) com montagem no pipeline Unicycler. Anotações dos genomas recém sequenciados, assim como de outros disponíveis no GenBank (NCBI) serão realizados com o software Prokka usando a base de dados montados a partir do RefSeq de Xanthomonas spp. disponíveis também no GenBank. Para identificação das espécies de Xanthomonas que infectam teca, a sequência e genoma completo dos isolados serão analisadas usando Average Nucleotide Identity (ANI), análise de Multi Locus Sequence Analysis (MLSA) e por métodos bioquímicos tradicionais, exigidos para a taxonomia de espécies bacterianas. Análise comparativa entre os genomas dentro de cada espécie identificada como agente causal será feita identificando genes ou regiões únicas. Efetores serão identificados e anotados manualmente no genoma, através de comparações com bases de dados já existentes, comparando os resultados com a análise de predição de efetores com softwares específicos. O efetoma de cada isolado será comparado entre eles visando identificar possíveis efetores associados com a capacidade de infectar a teca. Todos os isolados da coleção serão analisados quanto sua patogenicidade, virulência e gama de hospedeiras, este último de acordo com a lista de hospedeiras relatadas para aquela espécie e patovar de Xanthomonas. Com os resultados do projeto, espera-se conhecer a diversidade de Xanthomonas spp. da teca no Brasil, auxiliando no direcionamento do processo de melhoramento genético dessa cultura e, por consequência, reduzindo perdas pela mancha bacteriana. Neste contexto, a informação gerada no projeto de pesquisa poderá contribuir para um melhor entendimento da diversidade genética e espécies de Xanthomonas que atacam a teca como também na interação molecular do patossistema Xanthomonas–T. grandis, auxiliando no estabelecimento de sistemas de seleção assistida bem como a identificação de novos genes-alvo para uso em transformação genética/edição gênica, com a finalidade de obter clones de teca com níveis elevados de resistência/tolerância à mancha bacteriana.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Mauricio Soares Bugarin

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • desenvolvimentos em teoria econômica com aplicações: assimetria endógena em leilões sequenciais; concessões de infraestrutura; não linearidade e choques estocásticos no modelo de capital vintage
  • (Vide projeto anexo) Este projeto irá analisar dois problemas da teoria econômica / economia matemática. O primeiro é o estudo de leilões sequenciais no qual o leiloeiro é capaz de gerar assimetria entre os participantes com a finalidade de aumentar a sua receita esperada. Isto aplicado a leilões de concessão ou de privatização ou ainda nas licitações de compras governamentais é de extrema importância quando o objetivo é o de maximizar a arrecadação com estas operações ou reduzir seus custos. No segundo estudo iremos analisar a otimalidade da composição de estruturas de capital vintage e do tempo de descarte num modelo de capital vintage que possui tecnologias não lineares, sujeita a choques aleatórios e oferta de mão de obra endógena.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022