Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sebastiao de Campos Valadares Filho

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • inct de ciência animal
  • A criação do INCT-CA em 2009 permitiu a estruturação das instituições participantes e a melhoria na formação de recursos humanos, na qualidade das pesquisas produzidas e na transferência de tecnologia para a sociedade, além de forte internacionalização da pesquisa. O INCT-CA foi proposto com 7 Instituições de pesquisa, sendo ao final acrescidas mais 3, cujos detalhes podem ser visualizados em www.inctca.ufv.br. As atividades de pesquisa foram conduzidas em cinco redes: Rede 1 - Pesquisa em Avaliação de Alimentos; Rede 2 - Nutrição e Produção de Ruminantes Rede 3 – Nutrição e Produção de Monogástricos; Rede 4 - Avaliação Genética Quantitativa e Molecular em Animais de Produção, e Rede 5 – Avaliação e Redução de Gases de Efeito Estufa na Pecuária, destacando-se que esta rede foi a última criada, não sendo possível sua conclusão. Ao final dessa chamada, todas as principais metas foram concluídas. A continuidade do Instituto aumentará a interação de grupos de pesquisa no Brasil uma vez que a nova proposta apresenta a formação de um grupo muito maior, constituído de 24 Instituições de todas as regiões do país (norte a sul), com aproximadamente 100 pesquisadores, demonstrando o grande sucesso do primeiro INCT-CA. Tal fato demonstra ainda que a condução de pesquisa em rede é um processo excelente e que deve ser adotado para todas as áreas do conhecimento, uma vez que estimula a cooperação científica e o uso compartilhado de laboratórios e equipamentos, e permite gerar produtos de alta qualidade e de amplo acesso para a sociedade brasileira. As Instituições envolvidas são EMBRAPA; EPAMIG; UESB; UESC; UFBA; UFC; UFGD; UFLA; UFMG; UFMT-CUIABÁ; UFMT-SINOP; UFPB; UFPI; UFRA; UFRB; UFRPE; UFSJ; UFV; UFVJM; UNESP-BOT.; UNESP-JAB.; UNIMONTES; UNIOESTE; USP-PIR. Assim, o INCT-CA propõe nova estrutura em 7 redes que serão resumidamente destacadas abaixo. Rede 1: Desenvolvimento, otimização e normatização de métodos para avaliação de alimentos e desempenho animal, coordenada por Edenio Detmann – UFV; Produto Principal: Manual de analises de alimento (versão 2.0) em português e inglês e um Manual de procedimentos experimentais. Rede 2: Avaliação de Exigências Nutricionais de animais de produção, coordenada por Sebastião C. Valadares Filho – UFV; Produtos: Publicar a 3a edição do BR-CORTE e atualizar o software BR-Corte 2.0. Publicar a 1a edição do BR-LEITE e desenvolver o Sistema Brasileiro de Exigências Nutricionais de Pequenos Ruminantes. Rede 3: Estudo da biologia muscular e qualidade de carne em sistemas tropicais, coordenada por Simone Eliza Facioni Guimarães – UFV. Produtos: Agregação de valor na qualidade da carne de suínos, aves e ruminantes em sistemas tropicais de produção para atender as demandas da indústria e do mercado consumidor interno e externo e estruturação de laboratório multiusuário de proteômica e biologia estrutural. Rede 4: Avaliação e redução do impacto ambiental pela atividade pecuária nos trópicos, coordenada por Telma Teresinha Berchielli–UNESP/Jaboticabal. Produtos: Estabelecimento de métricas para pegada de carbono em propriedades e leite e corte e Publicação do inventário de gases do efeito estufa em sistemas pecuários no Brasil. Rede 5: Realização de estudos sobre microbiologia zootécnica,coordenada por Odilon Gomes Pereira – UFV. Produtos: Elaboração do manual de práticas de manejo de silagem e desenvolver cepas para aplicação biotecnologica em diferentes processos fermentativos. Rede 6: Avaliação de Alimentos funcionais e aditivos melhoradores de desempenho animal,coordenada por Paulo Borges Rodrigues – UFLA. Produto: Manual de uso de aditivos para alimentação de animais ruminantes e não-ruminantes. Rede 7: Avaliação e seleção de bovinos leiteiros nos trópicos, coordenada por Cláudio Nápolis Costa – EMBRAPA/Gado de leite. Produtos: Sumários de Touros com resultados das avaliações genéticas nas raças Gir Leiteiro, Guzerá, Girolando e Holandesa; Painel customizado para target sequencing de genes reguladores do metabolismo de lipídios na glândula mamária; e Identificação de marcadores moleculares para a resistência ao carrapato e à mastite para utilização nos programas de melhoramento genético das raças zebuínas e Girolando. Além dos produtos citados acima, espera-se a conclusão da orientação de aproximadamente 300 dissertações/teses, a orientação de centenas de bolsistas de iniciação científica e de apoio técnico e a publicação de centenas de artigos científicos em periódicos de elevado fator de impacto. Como contribuição geral, espera-se que os resultados obtidos dentro de cada uma destas redes possam gerar padronização de análises de alimentos, desenvolver novos métodos de pesquisa científica; publicar tabelas de exigências nutricionais para gado de corte, gado de leite e caprinos e ovinos que devem auxiliar todo o setor produtivo nacional. Além disso pretende-se entender o desenvolvimento muscular e qualidade de carne em bovinos, suínos e aves para atender demandas da agroindústria por carne de qualidade; reduzir o impacto ambiental pela atividade pecuária nos trópicos, apresentando estratégias de mitigação de metano entérico e estratégias de suplementação e manejo de pastagens em sistemas integrados para aumentar o estoque de carbono no solo. Também serão feitas prospecção de microrganismos e avaliação de silagens em condições tropicais e avaliação funcional do bioma de ruminantes com a finalidade de obter novos inoculantes e entender o crescimento microbiano ruminal; estudar alimentos funcionais e aditivos melhoradores de desempenho animal e melhorar a avaliação e seleção de bovinos leiteiros nos trópicos.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 28/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Sebastião Elielton da Silva Ferreira

Outra

Divulgação Científica
  • semana estadual de ciencia e tecnolgia do acre 2020
  • A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Acre tem sido fundamental para consolidar um ambiente de interação das instituições de C&T, ao longo das últimas edições nota-se um gradativo aumento de parceiros que demonstra um cenário propício ao crescimento e interiorização das atividades. Ao longo dos anos o Governo do Estado do Acre segue avançando progressivamente excedendo as metas anualmente estabelecidas. No Acre, a rede de Parceiros vem se consolidando nos últimos três anos e isso tem sido fundamental para que estes resultados tenham sido alcançados. O objetivo principal do projeto foi da necessidade de suprir as demandas da sociedade relativas ao conhecimento científico, através da divulgação e popularização da ciência, para isso, unem-se forças com a Secretaria de Estado de Educação, Universidade Federal do Acre, Instituto Federal de Ciência, Tecnologia e Inovação do Acre, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, União Educacional do Norte, Faculdade Meta, Faculdade da Amazônia Ocidental, Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas e demais entidades governamentais, para promover a Semana Estadual de Ciência e Tecnologia. Há que se destacar que estes eventos só puderam ser efetivados através do aporte de recursos financeiros do CNPq, tendo em vista que esta Secretaria não dispunha de contrapartida para a execução da feira, exceto a de recursos humanos, relativas à equipe técnica da Comissão de Organização do Evento. Se tornando o elemento integrador e viabilizador de ciência e tecnologia do Estado do Acre por meio da promoção e articulação de atividades de P&D&I com uso intensivo de conhecimento, alavancando a interação entre instituições de ensino e pesquisa. Tornando em mais um ano, a consolidação do núcleo gerador de soluções tecnológicas e inovadoras voltadas para a construção de um futuro com sustentabilidade e justo para toda a sociedade. A Snct segue avançando progressivamente excedendo as metas anualmente estabelecidas. A rede de Parceiros vem se consolidando nos últimos três anos e isso tem sido fundamental para que estes resultados tenham sido alcançados. Há que destacar que o Estado possui cerca de 54.919 estudantes em cursos de graduação matriculados (MEC/INEP/DEAES 2018), a atenção dedicada sob seus aspectos educacionais deixam em evidência o grande impacto social e a indiscutível atuação direta em cada indivíduo, promovendo a integração de eventos que geralmente são individualmente organizados por cada instituição, unificando em um mesmo ambiente um grande número de trabalhos científicos. Dessa forma, a Semana Estadual de Ciência e Tecnologia é o vínculo que agrega todos estes atores em um mesmo cenário, trazendo a comunidade para dentro da academia, promovendo a transferência de conhecimentos científicos, promovendo a interação e a inclusão social.
  • Governo do Estado do Acre - AC - Brasil
  • 22/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Sebastião Elviro de Araújo Neto

Ciências Agrárias

Agronomia
  • (re)construção de teorias e práticas agroecológicas na agricultura familiar do baixo rio acre
  • Esta proposta tem como finalidade a aproximação da comunidade acadêmica (5 docentes e 13 discentes) com a comunidade de trabalhadores rurais em diferentes localidades, esta aproximação de diferentes realidades possibilita a construção de conhecimento na educação dos discentes da UFAC, indissociado da pesquisa e extensão. A metodologia participativa adotada pelo projeto, aplicando a teoria da dialogicidade de Paulo Freire, permitirá a construção do conhecimento nas comunidades de trabalhadores rurais e da equipe acadêmica, que irá alimentar a problemática de pesquisa nos campos agronômicos, sociais e econômicos, com base em princípios da agroecologia. Esta é a proposta do NEA/UFAC que tem como princípio pedagógico a construção do conhecimento agroecológico a partir do conhecimento dos agricultores num processo de problematização com a realidade, incentivando-os a serem experimentadores para que possa fortalecer a agricultura de base ecológica e aumentar a oferta de agricultores experimentadores para realização de intercâmbios. Este projeto irá dar continuidade de assistência e extensão rural aos agricultores familiares que iniciaram o processo de conversão os agricultores do grupo “Horta Nativa” do P.A. Zaquel Machado no Município de Capixaba e as agricultoras do Movimento de Mulheres Camponesas (MMC), dos assentamentos: P.A. Espinhara (Vila Tomé) km52, da BR364, Ramal Bujarí; P.A. Walter Acer – Ramal Bujarí; P.A. Dom Moacir – km 35 da BR364; P.A. Antônio de Olanda, km 35 da BR364. Está previsto a assistência ao povo indígena Runicuim no Município de Plácido de Castro a 110 km de Rio Branco. E continuaram sendo assistidos os agricultores ecológicos do P.A. Humaitá (GAEH), Pólo Agroflorestal Benfica e Pólo Agroflorestal Wilson Pinheiro. As atividades de ensino, pesquisa e extensão serão desenvolvidas em quatro eixos. Primeiro Eixo – Ação de formação Treinar o pessoal do projeto, professores, técnicos e alunos: a) Nivelamento sobre produção agroecológica e legislação de produção orgânica. b) Definir as diferenças entre agricultura familiar capitalista e agricultura familiar camponesa, assim como as diferentes formas de abordagem nessas duas classes levando em consideração a trajetória histórico-cultural dos agricultores; c) Treinar a equipe com relação a pesquisa-ação (com os agricultores). Segundo eixo – Ação de campo Para o processo pesquisa-extensão, será adotado o modelo de “Agricultor para Agricultor” definido por Peraci (2004), modificado para a região. Criando a figura do Agricultor promotor em cada localidade, que pode ter mais de um agricultor promotor. Este deve ser escolhido entre aqueles com maior engajamento com a pesquisa e liderança na comunidade. Já foram identificados na ação anterior, dois agricultores experimentadores no P.A. Humaitá e dois possível Agricultores/Experimentadores no P.A. Zaquel Machado, Não serão programados cursos para os agricultores a não ser que seja demanda natural das comunidades, as ações de extensão serão realizadas por meio de visitas técnicas, dias de campo e intercâmbio entre grupos de agricultores. Nessas visitas o conhecimento será problematizado com os agricultores. O tema será definido pelos agricultores. Assim, se os agricultores escolherem controle de pragas e doenças, o NAE levará para a visita técnica, demonstrações práticas de confecção de caldas, extratos, biocontroles, armadilhas e outros métodos de controle e será aberto o espaço para a problematização do conhecimento, buscando alternativas que os agricultores possam conhecer e estimulando a pesquisa com produtos regionais que possam servir de iscas, repelentes ou inseticidas naturais. O NAE acredita que a discussão dos problemas econômicos e sociais devem ser discutidos com os agricultores. E deve estimular esta discussão como elemento preparatório para a construção de feiras locais com venda direta de produtos orgânicos para a população local. A teoria-prática testada nas pesquisas será desenvolvida com os agricultores a partir de demanda de cada agricultor, de forma que a equipe técnica irá apoiar e acompanhar os agricultores nas atividades, tornando-os protagonistas da pesquisa. Serão instaladas cinco estufas e cinco viveiros de produção de mudas com arquitetura local em cada comunidade assistida. Terceiro eixo - Assistência técnica Serão distribuídos produtos biológicos para o controle de pragas (Trichoderma spp., Metarhizium anisopliae, Bacillus thuringienses e Beauveria bassiana), óleo de nin, enxofre, biofertilizante, cal e plantas inseticidas, cravo de defunto e citronela, na tentativa de estimular o uso alternativo deste materiais e buscar a eliminação de agroquímicos nas propriedades, além de estimular a busca por novidades para o controle de pragas. Serão estimulados a diversificação com espécies frutíferas, instalando cinco espaldeiras de maracujá e viveiro para produção de mudas enxertadas de tomate e pimentão nas comunidades assistidas. Quarto eixo - Pesquisa aplicada O NEA possui diversas pesquisas em campo, que geram conhecimentos que podem ser adotados ou adaptados pelos agricultores. Outros projetos de pesquisa podem surgir a partir de demandas dos agricultores durante a assistência aos mesmos. Alguns projetos de pesquisa em campo: a) Plantio de maracujá e mamoeiro com raiz profunda: Este projeto visa aumentar a adaptação das plantas durante o período de estiagem na região. b) Teste de substratos e recipientes para produção de mudas orgânicas; c) Uso de produtos naturais no controle de pragas e doenças em plantas; d) Métodos de manejo da vegetação espontânea; e) Itinerário técnico para espécies nativas ou exóticas pouco cultivadas, como jambú, ora pra nobis, chicória do Pará, vinagreira dentre outras.
  • Universidade Federal do Acre - AC - Brasil
  • 01/12/2017-31/10/2020
Foto de perfil

Sebastiao Ferreira Palmeira Junior

Outra

Divulgação Científica
  • feira de ciência do estado de alagoas - feceal
  • O projeto de Feira de Ciências do Estado de Alagoas - FECEAL é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Educação de Alagoas - SEDUC, com apoio de instituições parceiras: Instituto Federal de Alagoas - IFAL, Instituto do Meio Ambiente - IMA e Universidade Federal de Alagoas - UFAL, com o objetivo de estimular o interesse e a produção científica dos estudantes alagoanos do ensino fundamental e médio e consiste no processo de mediação de educação e cultura científica que culmina em dois dias de atividades integradas envolvendo todas as escolas públicas e privadas. Levando em consideração que a Organização das Nações Unidas (ONU) proclamou 2019 como o Ano Internacional da Tabela periódica durante a 74º Reunião Plenária, realizada em 20 de dezembro de 2017, a FECEAL incentivará trabalhos voltados para os desafios da educação e o desenvolvimento sustentável, ressaltando a química como uma ciência provedora de soluções para geração e consumo de energia, produção de alimentos e saúde. Outro tema relevante, também definido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) é que 2019 será também, o ano Internacional das Línguas Indígenas. Nesse contexto, o projeto buscará envolver todas estas questões colocadas acima nas diversas áreas do conhecimento, onde serão desenvolvidas pesquisas científicas pelos professores e estudantes das escolas da Educação Básica de Alagoas. A execução do projeto inicia-se com a articulação dos parceiros e terá prosseguimento nas diversas atividades operacionais. A culminância será a exposição competitiva de 80 trabalhos selecionados dos níveis fundamental e médio, exposições, visitas programadas e atividades artísticas e culturais. De acordo com critérios estabelecidos no regimento do evento, a comissão julgadora classificará os melhores trabalhos, cujos estudantes autores serão premiados com bolsas de iniciação científica júnior (ICJ), por um período de doze meses. Haverá ainda, como premiação, o credenciamento para evento científico similar ou de maior porte, para a melhor pesquisa cientifica apresentada.
  • Governo do Estado de Alagoas - AL - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Sebastiao Jose Nascimento de Padua

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • informação quântica e circuitos fotônicos
  • O desenvolvimento de aplicações com sistemas quânticos é o grande desafio da área de informação quântica. Fonte de fótons correlacionados em diferentes graus de liberdade têm sido estudadas visando o seu uso em comunicação ótica, metrologia quântica, processamento de informação quântica e computação quântica. Várias aplicações de portas lógicas quânticas e outros circuitos quânticos foram demonstrados em montagens interferométricas sobre mesas óticas. No entanto, essas demonstrações não são escaláveis e os interferômetros óticos sofrem com instabilidades térmicas e mecânicas. A produção de circuitos fotônicos possuem várias vantagens: escalabilidade com a possibilidade de muitos interferômetros desenhados no mesmo dispositivo, estabilidade mecânica e possível integração no futuro da fonte, interferômetros e detectores O objetivo principal deste projeto, é desenvolver uma infraestrutura para realizar testes com fontes quânticas de luz (pares de fótons gerados pela conversão paramétrica descendente) em circuitos integrados fotônicos. Iniciamos recentemente esse tópico de pesquisa em colaboração com Prof. Cleber Renato Mendonça do IFSC-USP que coordenará a fabricação dos circuitos fotônicos em vidros pela técnica de escrita direta de laser de femtosegundo e Prof. Filippo Ghiglieno, da UFSCAR que auxiliará no design dos circuitos fotônicos. As propriedades quânticas serão caracterizadas no laboratório de óptica quântica da UFMG, em Belo Horizonte. Fibras óticas e acopladores de fibras conectados a estágios de translação com altíssima resolução e boa estabilidade mecânica serão utilizados para acoplar a luz da conversão paramétrica descendente nos circuitos fotônicos para posterior caracterização dos dispositivos quânticos via detecção de fótons únicos com diodos de avalanche, câmera para contagem de fótons e técnica de contagem em coincidência. Circuito fotônico com guias de onda e um acoplador direcional será inicialmente testado. Em seguida, circuitos mais complexos serão fabricados visando: a) montagem de uma fonte de dois fótons em estado de dois qudits n x m (n  m guias de ondas) ; b) circuito para realização de tomografia de um qudit c) circuito para demonstração de medidas sequenciais.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 01/08/2017-31/10/2020
Foto de perfil

Sebastiao Mardonio Pereira de Lucena

Engenharias

Engenharia Química
  • estruturas metalorgânicas como nanocarreadores de fármacos para tratamento de cancer
  • O tratamento de doenças oncológicas através de quimioterapia apesar de eficientes, sofrem de baixa especificidade e elevada toxidade para as células saudáveis. Uma possivel estratégia para lidar com este problema consiste no uso de partículas manométricas com capacidade de reter a droga (nanocarreadores), atravessar os tecidos saudáveis, acumulando-se no tecido afetado. Recentemente, foi comprovado que estruturas metalorgânicas (MOFs) são capazes de armazenar e liberar de forma controlada varias classes de fármacos. Os MOFs são materiais híbridos formados a partir da combinação de clusters inorgânicos e ligantes orgânicos. Devido à grande disponibilidade de diferentes clusters metálicos e ligantes orgânicos, uma quantidade crescente de MOFs vem sendo sintetizada e testada para uso em nanomedicina. Apesar do número consistente de exemplos bem sucedidos, o mecanismo de retenção e liberação nesta peneiras ainda é desconhecido. Esta proposta tem como objetivo investigar através de simulação molecular a interação fármaco-MOF de forma viabilizar a aplicação desta nanotecnologia em medicina. Serão aplicadas técnicas de Monte Carlo, dinâmica molecular e quânticas (DFT) para caracterização em larga escala de fármacos em estruturas de MOFs biocompatíveis quanto a sua capacidade de retenção/liberação. Reavaliações experimentais de quantidade retida serão implementada quando necessário. Os sistemas fármaco/MOF mais promissores serão examinados para identificação de sítios de adsorção, calores de adsorção e deslocamento quadrático médio. Para este estudo serão desenvolvidos novos conjuntos de campos de força para MOFs e um algoritmo de busca em larga escala das interações fármacos-MOF. Os MOFs possuem muitos graus de liberdade quanto a escolha de ligantes orgânicos e cluster metálicos, assim a elucidação do mecanismo de interação das moléculas de fármacos nas estruturas MOFs é fundamental para orientar a síntese. Estes desenvolvimentos contarão com a colaboração do Prof. Guillaume Maurin da Universidade de Montpellier que mantêm cooperação com o Instituto Lavoisier (França).
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Segundo Sacramento Urquiaga Caballero

Ciências Agrárias

Agronomia
  • nova estratégia agrícola para o norte fluminense: avaliação de genótipos de soja nas condições edafoclimáticas da região norte e noroeste do estado do rio de janeiro
  • A cultura da soja vem sendo apontada como uma alternativa para preencher a lacuna deixada com a drástica redução da atividade canavieira fluminense. Pesquisas nas décadas de 80 e 90, coordenadas pela PESAGRO-Rio com a cultura, obtiveram variedades com rendimentos de grãos próximos a 4000 kg ha-1, bem acima da média nacional na atualidade. Fatores diversos, em especial a dificuldade do escoamento da produção, acabaram impedindo o desenvolvimento comercial da cultura. Atualmente, com a estruturação do porto de Açu como terminal de exportação de grãos, especialmente vindos de Minas Gerais, abriu-se uma nova e importante possibilidade de escoamento da soja através da venda para o mercado externo. Com esse projeto, pretende-se retomar as pesquisas com a cultura da soja no Estado no intuito de gerar informações técnicas que subsidiem produtores no cultivo comercial da cultura nas regiões Norte e Noroeste. Sendo assim, o objetivo geral deste projeto é avaliar o potencial e adaptação de 20 genótipos de soja, cultivados em duas épocas de semeadura diferentes e em 3 propriedades, áreas situadas nos municípios de Campos dos Goytacazes-RJ, Macaé-RJ e Itaocara-RJ nas safras 2019/2020, 2020/2021 e 2021/2022. Já os objetivos específicos são: 1) Avaliar o valor de cultivo e uso (VCU), indicadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que são: cor flor, cor pubescência, data flor, altura de plantas em R2 e R8, e altura da 1ª vagem dos 20 genótipos de soja nas diferentes épocas de semeadura e áreas experimentais. 2) Avaliar o ciclo, estande final, altura de inserção da 1ª vagem (cm), altura das plantas (cm), peso de 100 sementes (g), acamamento, produtividade (kg ha-1), teor de proteína e óleo dos 20 genótipos de soja. 3) Quantificar a contribuição da fixação biológica de nitrogênio (FBN) dos genótipos de soja, através da avaliação da produção de biomassa aérea e determinação do teor de N total e abundância natural de 15N. 4) Estimar os custos de produção e lucratividade da lavoura de soja para a região de estudo.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Selma Giorgio

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • leishmanioses de importância médica no brasil: avaliação de candidatos vacinais contra leishmania infantum e estudo funcional de isolados clínicos de l. infantum e l. braziliensis
  • As leishmanioses são zoonoses tropicais negligenciadas e a quimioterapia apresenta efeitos colateraisbe casos de resistência. Apesar de não existir vacinas para uso em humanos, há vacinas veterinárias. No primeiro subprojeto avaliaremos se a imunização de camundongos com parasitas suicidas (parasitas transfectados com plasmideos que expressam genes da amastina e proteínas tóxicas e que morrem após diferenciação para amastigotas) confere proteção contra a infecção com L. infantum. Diferentes parâmetros parasitológicos e imunológicos serão estudados com o objetivo de avaliar a proteção adquirida. Com os resultados desse estudo podemos desenvolver um modelo vacinal para a leishmaniose. No segundo subprojeto, considerando-se a importância de preservar e estudar os isolados clínicos de parasitas, pois essas populações sofrem pressões seletivas distintas gerando diferentes fenótipos, serão realizadas análises do fenótipo de virulência e infectividade, comportamento em cultura axênica, susceptibilidade aos fármacos e identificação molecular de isolados clínicos de pacientes e cães com leishmanioses visceral, cutanêa e mucocutanêa da região de Campinas, São Paulo.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Selma Maria Bezerra Jeronimo

Ciências da Saúde

Medicina
  • história natural da infecção pelo vírus zika e suas complicações
  • O Brasil, em especial a região nordeste, está sofrendo uma epidemia de microcefalia, de Síndrome de Guillain-Barré e encefalites desde meados de 2015. Essas epidemias ocorreram concomitante à introdução dos vírus Zika (ZIKV) e Chikungunya (CHIKV). O presente projeto tem como objetivos identificar os determinantes epidemiológicos e os fatores moleculares envolvidos com a patogênese da Síndrome de Guillain-Barré, encefalites e microcefalia. Serão identificadas pessoas com microcefalia, Síndrome de Guillain-Barré, encefalites, além de pessoas assintomáticas ZIKV assintomáticas oriundas do Estado do Rio Grande do Norte, entre janeiro de 2015 a dezembro de 2018, já foram foram avaliadas grupos em cada fenótipo. O recrutamento dessas pessoas permitirá realizar os seguintes objetivos: 1. Determinar a história natural da infecção pelo vírus Zika oriundas de uma área geográfica do Rio Grande do Norte com relatos de casos de Guillain-Barré e de microcefalia; 2. Caracterizar o fenótipo neural e genotípico de crianças com microcefalia nascidas entre janeiro de 2013 a dezembro de 2017; 3. Determinar o perfil imunológico de gestantes com gravidez microcefálica; 4. Determinar a assinatura gênica de pessoas infectadas pelo vírus Zika com Síndrome de Guillain-Barré e assintomáticos; 5. Determinar a Natureza e seletividade da interação entre proteínas do envelope do vírus Zika e glicoconjugados de superfície celular: implicações para infectividade. Esse conjunto de estudos permitirá trazer dados sobre a história natural e, eventualmente, contribuir com formas de combate a epidemias de flavivirus, como também meios de bloquear a progressão das complicações advindas de ZIKV ou devido a outros influenciadores ainda não conhecidos. -Objetivo geral: Formar um grupo de trabalho, com formação multidisciplinar, incluindo pesquisadores brasileiros e estrangeiros (Universidade de Iowa, Universidade da Virginia, Cambridge/Western Australia), com o objetivo de implementar uma ação coordenada e concentrada de investigação científica com foco específico em desvendar os fatores causais das epidemias de microcefalia e síndrome de Guillain-Barré documentadas no Brasil em 2015. Essas epidemias têm como fator causal presuntivo a infecção pelo vírus Zika. A área selecionada para o estudo tem casos de microcefalia, Síndrome de Guillain-Barré, e encefalites. Nós já estamos trabalhando nas áreas de risco para exposição, com centenas de pessoas já identificadas infectadas pelo vírus Zika, diagnosticadas por RT-qPCR, confirmando nossa capacidade de realizar os estudos propostos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 01/11/2016-31/10/2020
Foto de perfil

Selma Suely Baçal de Oliveira

Outra

Divulgação Científica
  • consolidação dos programas de pós-graduação da universidade federal do amazonas através da mobilidade nacional.
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 21/02/2020-20/02/2025
Foto de perfil

Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas

Ciências da Saúde

Odontologia
  • caracterização mecânica, termodinâmica e química dos fios cuniti 35°c comerciais: um estudo clínico em longo prazo
  • Introdução: Os fios Copper Ni-Ti (CuNiTi) possuem indicações de uso clínico específicas, permanecendo no ambiente oral por um longo período. Por esse motivo suas características mecânicas, termodinâmicas e estruturais deveriam ser preservadas durante todo o período de uso desses materiais para que seja obtida a melhor performance clínica possível. Objetivos: Determinar se existe alterações na composição química e morfologia superficial, histerese mecânica e térmica dos fios CuNiTi 35°C de diferentes fabricantes durante a sua permanência em ambiente oral por 120 dias. Materiais e Métodos: A amostra será constituída de arcos pré-contornados 0.016”, termodinâmicos com adição de cobre, com temperatura Af de 35°C, de 5 fabricantes, American Orthodontics® (AO), Eurodonto® (EUR), Morelli® (MOR), Ormco® (ORM) e Orthometric® (ORT). A amostra para cada marca comercial será composta por seis (06) pacientes e doze (12) arcos por grupo, resultando em um total de trinta (30) pacientes e sessenta (60) arcos pré-contornados. Os fios serão submetidos a um teste de padronização das suas dimensões, MEV-EDS, ensaios de tração, e ensaio de calorimetria diferencial (DSC). Devido à pequena variabilidade inerente aos testes mecânicos com fios, serão utilizados testes paramétricos (ANOVA OneWay e pós teste de Tukey), considerando o nível de significância de 5%. Os testes da pesquisa serão triplo-cego.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sergio Antonio Fernandes

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • segunda geração de calix[n]arenos como organocatalisadores para a síntese de heterociclos
  • Organocatalisadores consistem em moléculas orgânicas que em quantidades subestequiométricas aceleram reações químicas, sem a necessidade da presença de qualquer traço de metal. O interesse pela organocatálise deve-se principalmente a algumas vantagens, tais como: baixa toxicidade dos produtos químicos empregados, baixa sensibilidade dos catalisadores à presença de oxigênio atmosférico e simplicidade operacional. Além disso, os produtos oriundos de reações catalisadas por substâncias orgânicas, por não apresentarem contaminação por metal, despertam o interesse da indústria farmacêutica, de perfumaria e fragrâncias, biorrefinaria e da indústria química em geral. Uma classe de compostos que vem despertando grande interesse nas últimas décadas são os calix[n]arenos que tem sido aplicado com sucesso em diferentes transformações químicas como organocatalisadores. Neste projeto, estamos interessados no desenvolvimento da segunda geração de calix[n]arenos como organocatalisadores e avaliação dos mesmo em reações multicomponentes e em transformações de biomassa tendo em mente os conceitos da Química Verde e Economia de Átomos.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sérgio Britto Garcia

Ciências da Saúde

Medicina
  • efeitos da detoxificação tecidual e sistema imune sobre a carcinogenese de cólon: modulações da iniciação/promoção como determinantes da manifestação tumoral
  • Os mecanismos de detoxificação tecidual e o sistema imune modulam o processo neoplásico colônico, porém as interações entre estes elementos não estão claras. As etapas iniciais do processo oncogênico são determinantes para a aquisição de um fenótipo maligno no tecido, o que determinaria a sua progressão até a fase tumoral. Assim, entender de que maneira esses componentes atuam durante as modificações pré-neoplásicas torna-se essencial para a busca de novos alvos terapêuticos. Diante disso, objetiva-se investigar essas interações através de modelos experimentais de carcinogênese química em camundongos, normais e imunossuprimidos. O material coletado será analisado para quantificações de lesões pré-neoplásicas, mastócitos, detoxificação tecidual, dano de DNA, e dosagens de citocinas pró- e anti-inflamatórias.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sérgio Carvalho Benício de Mello

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • economia colaborativa: entendendo a uberização da vida cotidiana e os desafios ao estado brasileiro
  • O caso Uber versus Taxis nos inspira a refletir sobre a nossa atual realidade, na qual serviços baseados em aplicativos passam a reconfigurar a vida em sociedade, modificando práticas sociais e políticas, possivelmente, gerando conflitos de interesses. O que já estava sedimentado na tradição agora passa a ser agitado pelos fluxos digitais, movimentando uma nova economia que ainda tenta ser significada. Os avanços tecnológicos que culminaram nos aplicativos receberam impulso de forças globalizantes e sinalizam um progresso da vida cotidiana, sob a forma de um determinismo tecnológico do qual não se pode escapar tampouco retornar ao estágio anterior. A nova economia acessada e alimentada a partir das telas digitais, principalmente de smartphones, tablets e TVs inteligentes, tem se mostrado bastante promissora tanto em termos de potencial de geração de negócios, emprego e renda – alternativa para momentos de crise – quanto em termos de geração de conflitos. Por ser um fato social novo, a exemplo dos serviços de transporte urbano demandados por aplicativos, a falta de entendimento normativo passa a causar certa dificuldade em, a partir da mentalidade de Estado Regulador, encontrar formas de garantir a harmonia entre profissionais já regulamentados e aqueles ainda na contramão da legalidade. Regulamentações, então, são demandadas como forma de solucionar conflitos, proteger mercados e direitos.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sérgio Cirelli Angulo

Engenharias

Engenharia Civil
  • reciclagem das fases sintéticas do cimento hidratado, por técnicas de des(re)idratação
  • Os materiais cimentícios são consumidos em larga escala mundialmente e, devido às emissões de gás carbônico e seus efeitos esperados em termos de mudança climática, se faz necessário o desenvolvimento de cimentos com baixa pegada de carbono. Os finos obtidos a partir de resíduos cimentícios tem potencial para desenvolver um novo tipo de ligante, obtido apenas por desidratação. Os compostos cimentícios desidratados podem se reidratar; porém, pouco se conhece sobre suas propriedades no estado fresco e endurecido. Assim, o objetivo desta pesquisa é investigar, de forma isolada, os mecanismos da desidratação e reidratação das principais fases hidratadas do cimento (C-S-H / C-A-H e os sulfoaluminatos), obtidas por síntese mecanoquímica. Com os resultados para as fases puras, pretende-se explicar os processos de endurecimento (consolidação) e evolução de resistência mecânica de cimentos reidratados (constituídos pelas misturas de diferentes fases cimentícias).
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sergio Costa Oliveira

Ciências Biológicas

Imunologia
  • avaliação do papel dos sensores citosólicos sting e cgas e do ifn do tipo i na indução da unfolded protein response e autofagia durante a infecção pela bactéria intracelular brucella abortus
  • A brucelose é uma das zoonoses mais frequentes no mundo, com mais de 500 mil novas infecções humanas a cada ano. Sensores citosólicos de DNA, como STING e cGAS, possuem uma importância crucial na resposta imune inata durante infecções bacterianas por seu papel em reconhecer o DNA de patógenos em diversas infecções e doenças inflamatórias crônicas. Nosso grupo demonstrou recentemente que camundongos STING KO são mais susceptíveis à infecção pela Brucella abortus, sugerindo que a sinalização de interferon (IFN) do tipo I é também extremamente importante na sobrevivência e proliferação dessa bactéria no hospedeiro. Adicionalmente, a infecção por Brucella induz o estresse do retículo e ativa a Unfolded Protein Response (UPR), outra via determinante na persistência bacteriana e na resposta imune inata gerada durante a infecção por esse patógeno. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é determinar o papel dos receptores citosólicos STING e cGAS e o papel do IFN do tipo I na indução da UPR e autofagia durante a infecção pela bactéria B. abortus; assim como, avaliar as consequências da modulação da UPR por essas vias no controle do crescimento bacteriano. Brucella spp. é um dos poucos patógenos bacterianos que utilizam o retículo endoplasmático (RE) como nicho replicativo. Tendo em vista essa característica e o fato de STING estar localizado no RE, é possível hipotetizar que esses sensores citosólicos, assim como o interferon do tipo I, podem ser necessários para a iniciação de uma resposta ao estresse no retículo e a consequente resposta imune a esse patógeno. Nesse sentido, essa abordagem ajudará na elucidação da influência do reconhecimento do DNA bacteriano citosólico na indução da UPR e autofagia em infecções por B. abortus, contribuindo para o desenvolvimento de possíveis estratégias para o controle da infecção.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sergio Crovella

Ciências Biológicas

Imunologia
  • fatores genéticos e moleculares envolvidos na patogênese da infecção por vírus zika em gestantes
  • No começo de 2015, um surto do vírus zika foi identificado no nordeste do Brasil, uma área onde o vírus da dengue também circulava. Relatos de um aumento do número de crianças nascidas com microcefalia em áreas afetadas pelo ZIKV começaram a surgir, e o RNA do vírus foi identificado no líquido amniótico de mulheres cujos fetos tinham sido diagnosticados com microcefalia durante o pré-natal. Além da microcefalia, neonatos e fetos com suspeita de infeccão congênita por ZIKV têm tido também outras malformações, especialmente de origem neurológica. O virus zika (ZIKV) é um Flavivirus filogeneticamente relacionado com o vírus da dengue (DENV) e, assim como ele, é considerado uma arbovirose emergente transmitida, primariamente, por mosquitos do gênero Aedes. O virus da dengue se apresenta em quatro diferentes sorotipos: DENV- 1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4. A infecção por um sorotipo do vírus resulta em imunidade efetiva específica pra aquele sorotipo. Porém, uma seqüência de infecções secundárias por um segundo sorotipo é fator de risco para o desenvolvimento das formas graves da doença, devido à mecanismos de facilitação da penetração viral por anticorpos (antibody dependent enhancement – ADE). Portanto, indivíduos que já tiveram contato com outros sorotipos do vírus ou, mesmo, outros flavivírus, podem alterar o perfil da resposta imune. Desta forma, tomando como base a semelhança filogenética entre os vírus, este estudo busca investigar se indivíduos que apresentam soropositividade para os diferentes sorotipos da dengue podem apresentar fenômeno de facilitação por anticorpos na infecção por vírus zika, e, consequentemente, apresentar maior penetração viral e exacerbada resposta imunológica, o que provocaria dano tecidual neurológico, bem como analisar fatores genéticos dos hospedeiros envolvidos tanto na susceptibilidade à infecção pelo ZIKV quanto no desenvolvimento de desordens neurológicas e microcefalia. Assim, estudos que elucidem essas questões são imprescindíveis para que sejam tomadas medidas de saúde pública apropriadas e para o desenvolvimento de formas de profilaxia e tratamento contra essa arbovirose emergente.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/10/2016-31/10/2020
Foto de perfil

Sergio Crovella

Ciências Biológicas

Genética
  • análise biomolecular para medicina personalizada em pacientes com hidradenite supurativa
  • A Hidradenite Supurativa (HS) é uma doença inflamatória crônica, subdiagnosticada no Brasil, que envolvendo folículos pilosos que impõe uma grande carga física e psicológica aos pacientes. Variantes genéticas que afetam diferentes vias resultam em um espectro extremamente amplo de fenótipos HS. Portanto, decifrar a patogênese do HS e rastrear variantes genéticas é essencial para projetar tratamentos personalizados. A proposta visa reunir dados médicos, genéticos, experimentais e de estilo de vida para construir um modelo verdadeiramente personalizado de cada paciente e para adaptar tratamentos específicos com base em suas características pessoais. Isso gerará informações úteis com impacto translacional imediato na estratificação do paciente e nas opções terapêuticas, além de fornecer uma visão geral em larga escala de marcadores de risco previamente identificados e novos. Graças à colaboração existente com o Prof. Michele Boniotto (Universidade de Paris Est, França), o DNA estará disponível a partir de casos de HS familiares de 5 locais diferentes na Europa (França, Itália, Alemanha, Áustria e Eslovênia). A equipe francesa executará o sequenciamento de exoma e assinaturas transcriptômicas das lesões. Informações genômicas serão fundidas com avaliações clínicas e dados de estilo de vida coletados pelo médico (prof. Angelo Marzano da Universidade de Milão, Itália). No final do projeto, graças ao apoio e colaboração de dois parceiros da União Europeia (Prof. Boniotto e Prof. Marzano), pretendemos: (1) identificar variantes genéticas associadas à suscetibilidade, gravidade e tratamento da HS; (2) Projeto in vivo e modelos para investigações sobre as principais vias biológicas afetadas pela HS e teste do impacto de variantes genéticas na biologia celular cutânea; (3) desenvolver uma nova abordagem integrada para pacientes com HS combinando dados sobre o bem-estar físico e psicológico dos pacientes, hábitos alimentares e tabagismo com dados clínicos e genéticos, a fim de propor novos métodos de estratificação que os médicos possam usar para avaliar a gravidade, escolher a terapia e seguir o desfecho.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sergio de Azevedo

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • as metrópoles e o direito à cidade: conhecimento, inovação e ação para o desenvolvimento urbano – programa de pesquisa da rede observatório das metrópoles 2015-2020
  • A presente proposta de trabalho tem como foco responder às seguintes perguntas? Que tipo de sociedade urbana seremos capazes de construir no futuro aproveitando os impactos positivos decorrentes do período de inflexão econômica e urbana que o Brasil atravessamos nos últimos 20 anos? Que obstáculos societários, ambientais e políticos devemos enfrentar para transformar as nossas metrópoles em ativos fundamentais para assegurar o nosso desenvolvimento como nação próspera, democrática, justa e sustentável? Que desafios devemos conhecer para aproveitarmos as oportunidades criadas com o crescimento econômico e diminuição das desigualdades, com a consolidação democrática e a transição urbana para superarmos o modelo excludente, segregador social e espacialmente e dilapidador da natureza? Talvez a questão metropolitana atualize o desafio fundamental identificado por um dos mais importantes pensadores brasileiros. Em meio milênio de história, partindo de uma constelação de feitorias, de populações indígenas desgarradas, de escravos transplantados de outro continente, de aventureiros europeus e asiáticos em busca de um destino melhor, chegamos a um povo de extraordinária polivalência cultural, um país sem paralelo pela vastidão territorial e homogeneidade linguística e religiosa. Mas nos falta a experiência de provas cruciais, como as que conheceram outros povos, cuja sobrevivência chegou a estar ameaçada. E nos falta também um verdadeiro conhecimento de nossas possibilidades, e principalmente de nossas debilidades. Mas não ignoramos que o tempo histórico se acelera, e que a contagem desse tempo se faz contra nós. Trata-se de saber se temos um futuro como nação que conta na construção do devenir humano. Ou se prevalecerão as forças que se empenham em interromper o nosso processo histórico de formação de um Estado-Nação. (Furtado, 1992: 35) O Observatório das Metrópoles é um grupo que funciona em rede, reunindo instituições e pesquisadores dos campos universitário, governamental e não-governamental. A equipe constituída no Observatório vem trabalhando há 20 anos, envolvendo atualmente cerca de 100 pesquisadores e 60 instituições de forma sistemática e articulada sobre os desafios metropolitanos colocados ao desenvolvimento nacional, tendo como referência a compreensão das mudanças das relações entre sociedade, economia, Estado e os territórios conformados pelas grandes aglomerações urbanas brasileiras. O Observatório das Metrópoles tem como uma das suas principais características reunir Programas de Pós-graduação em estágios distintos de consolidação, o que tem permitido virtuosa prática de cooperação e intercâmbio científico através da ampla circulação de práticas e experiências acadêmicas. Por outro lado, o Observatório das Metrópoles procura aliar suas atividades de pesquisa e ensino com a realização de atividades que contribuam para a atuação dos atores governamentais e da sociedade civil no campo das políticas públicas voltadas para esta área. Neste momento, o Observatório das Metrópoles integra o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia - INCTdo CNPq e, nos próximos 5 anos, terá como objetivo dar continuidade e desdobramentos às suas atividades de pesquisa, formação de recursos humanos, extensão e transferência de resultados para a sociedade e para os governos envolvidos com a questão metropolitana. Por envolver grupos de pesquisas distribuídos em todas as cinco Grandes Regiões do país (Norte, Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste e Sul), as atividades de pesquisa que desenvolvemos permitem aprofundar o conhecimento da diversidade da realidade metropolitana do país e suas relações com as desigualdades regionais. Nesse contexto, o presente projeto tem como objetivos principais: (i) Contribuir para colocar a questão do desenvolvimento urbano no centro do debate sobre desenvolvimento nacional reconhecendo a importância da dinâmica urbana-metropolitana como elemento crucial para pensar o passado, o presente e o futuro da nação brasileira; (ii) identificar mecanismos produtores de bloqueios e avanços no bem-estar urbano, na sustentabilidade ambiental e na superação das desigualdades sociais; (iii) desenvolver uma teoria na escala metropolitana, mobilizando conhecimentos disciplinares particulares, e metodologias de pesquisa visando contribuir para a constituição de uma plataforma de conhecimento sobre o tema urbano-metropolitano; e produzir subsídios visando contribuir com a formação de políticas públicas e novos padrões de governança metropolitana fundadas na justiça social e na democracia A proposta que submetemos ao presente edital, levou em consideração a experiência acumulada pelo Observatório na produção de subsídios à elaboração da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano para o Ministério das Cidades e aos estudos prévios que fundamentaram o PPA (2008-2011) do governo federal, sob a coordenação do Ministério do Planejamento.
  • Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - RJ - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Sérgio de Faria Lopes

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • o papel dos fatores antrópicos locais na montagem de comunidades vegetais da caatinga
  • A dinâmica das comunidades vegetais da Caatinga é um complexo resultante da interação de fatores abióticos juntamente com a influência dos seres humanos que tem atuado com agentes ecológicos capazes de influenciar o funcionamento do ecossistema. Corte seletivo de madeira, a extração de lenha e superpastoreio tem sido registrado como as principais ameaças a biodiversidade dessa região. Assim, o presente trabalho tem como objetivo, determinar de que maneira os distúrbios antrópicos locais afetam a dinâmica da Caatinga ao longo de um gradiente pluviométrico. Dessa forma, este estudo contribuirá para a solidificação do entendimento dos principais fatores determinísticos dos padrões funcionais e compará-los com os estudos em florestas tropicais. A equipe envolvida nesta proposta de pesquisa selecionará áreas sobre diferentes regimes pluviométricos (de 350 à 700 mm/ano). Ao todo serão distribuídas 24 parcelas aleatória e independentes de 20 x 50 metros, totalizando 2,4 ha. Dentro de cada parcela serão plotadas subparcelas de 2 x 2 m, onde será realizado o levantamento da vegetação regenerante. Em cada parcela será realizado o levantamento da vegetação adulta e regenerante, a coleta de variáveis ambientais, mensurado os traços funcionais das espécies arbustiva-arbóreas e a caracterização dos distúrbios ambientais, além do levantamento de dados etnobôtanicos por comunidade locais próximas, os quais posteriormente serão identificados os traços funcionais das plantas utilizadas por essas comunidades locais. Dessa forma, buscamos elucidar as espécies preferenciais para cada tipo de categoria de uso pelas populações humanas presentes nessas áreas, bem como analisar a influência de cada categoria de uso sobre a estrutura funcional e filogenética de comunidades vegetais da Caatinga ao longo de um gradiente pluviométrico, além disso, esperamos que a baixa disponibilidade hídrica que atua como um filtro ambiental associado ao uso intensivo de algumas espécies para finalidades especificas terão efeitos mais severos na riqueza taxonômica e funcional devido a baixa capacidade de resiliência do ecossistema. Os recursos financeiros aqui solicitados serão, portanto, utilizados para realizar as campanhas de campo nas diferentes áreas, triagem e análises de campo, além de realização de eventos de discussão e análise crítica dos resultados obtidos. A realização deste projeto será uma inovação no entendimento dos processos dinâmicos e estruturantes da vegetação da Caatinga, além de subsidiar valores reais para a conservação deste ecossistema já tão ameaçado por intervenções antrópicas.
  • Universidade Estadual da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022