Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Claudia Barros Monteiro Vitorello

Ciências Agrárias

Agronomia
  • construção de redes biológicas para desvendar componentes bióticos e abióticos que interagem em patossistemas de cana-de-açúcar
  • A cana-de-açúcar é a cultura mais importante para a produção de biocombustíveis e a terceira commodity mais comercializada no mundo. A severidade de pragas e doenças ameaçam a produtividade que pode ser intensificada pelas mudanças climáticas e as novas práticas de colheita verde, alterando a dinâmica populacional e a incidência de patógenos. Assim, o desenvolvimento de novas práticas de manejo e de genótipos resistentes são fundamentais para proteger a cultura de maneira sustentável. Esta proposta utiliza a doença carvão da cana para avaliar como a interação planta-patógeno pode ser influenciada por diferenças relacionadas ao ambiente e ao recrutamento de um microbioma específico valendo-se de teoria de grafos e de inteligência artificial de integração de dados em redes biológicas. Resultados preliminares demonstraram que plantas coletadas após cultivo em diferentes tipos de solos, quando inoculadas em condições de casa de vegetação alteram o crescimento do fungo e o desenvolvimento dos sintomas da doença. Para validar a hipótese do projeto serão realizados experimentos integrados com plantas resistentes e suscetíveis cultivadas em dois locais contrastantes. O microbioma das amostras de campo será identificado (ITS) no solo, rizosfera, raiz e colmos antes da condução do experimento com o patógeno. Amostras coletadas após a inoculação serão analisadas quanto: 1) aos perfis de transcrição e metabólico durante a interação; 2) identificação do microbioma com métodos preditivos de reconstrução metabólica; e 3) avaliação do crescimento do fungo e identificação do sintoma da doença. Todas as informações serão integradas em uma rede biológica com duas camadas (metabólica e proteica) direcionada a RGA (resistance gene analogs) previamente estabelecida (Rody et al., 2019 e 2021), onde foram identificados genes diferencialmente expressos associados ao metabolismo primário ligados à expressão de RGAs, conectando o sistema imunológico da cana.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Claudia Berlim de Mello

Ciências Humanas

Psicologia
  • desenvolvimento de uma bateria informatizada multidimensional e ecológica de avaliação de cognição social para adultos
  • Cognição Social (CS) diz respeito a um conjunto de processos cognitivos como Teoria da Mente (ToM) e reconhecimento de emoções em faces, essenciais para a organização do comportamento no contexto das interações. Sua investigação por meio de avaliação neuropsicológica tem papel crucial no diagnóstico de condições clínicas como o Transtorno do Espectro do Autismo, Esquizofrenia, Transtorno de Personalidade Bipolar, Transtorno de Déficit de Atenção-Hiperatividade, abuso de substâncias e nas demências. A maior parte dos testes neuropsicológicos disponíveis, entretanto, são dirigidos à população infantil. Este projeto tem como objetivo principal desenvolver uma bateria informatizada de avaliação neuropsicológica de cognição social para adultos, com tarefas ecológicas de natureza open access. Serão desenvolvidas tarefas para cada um dos domínios de cognição social, como atribuição de estado mental, reconhecimento de pista emocionais, compreensão de normas sociais implícitas e empatia. As tarefas serão disponibilizadas por meio de um site e simultaneamente, de forma sincronizada, serão monitorados os sinais de rastreamento ocular por meio da webcam e sinais fisiológicos, como frequência cardíaca e atividade eletrodérmica, monitorados a partir de sensores vestíveis para verificar a associação entre medidas autonômicas, medidas qualitativas e quantitativas. O monitoramento do rastreamento ocular por meio de webcam e a utilização de sensores vestíveis permitirá que os indivíduos possam participar do experimento em sua própria casa, sem contato com os experimentadores, o que torna as condições de segurança mais adequadas no contexto da pandemia. Outro aspecto importante é que o teste neuropsicológico online com eye tracking poderá ser aplicado para participantes de todo o país, já um um computador com webcam. A bateria poderá contribuir assim tanto para pesquisas quanto para a prática clínica.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 23/05/2022-31/05/2025
Foto de perfil

Cláudia Bueno dos Reis Martinez

Ciências Biológicas

Ecologia
  • nanobiopesticidas e saúde ambiental: bases para uma agricultura mais sustentável
  • Nanopesticidas à base de materiais naturais representam uma alternativa viável para o controle de pragas e doenças, com menor risco ao ambiente, contribuindo assim para uma agricultura mais sustentável. Entretanto, é necessário compreender os efeitos destes sistemas carreadores para organismos não-alvos. Para tanto, pretende-se sintetizar nanobiopesticidas à base de polímeros naturais e contendo fungicidas de origem botânica, otimizar o seu preparo por meio da análise de ciclo de vida dos processos de síntese, avaliar sua eficiência e sua toxicidade, pela análise de múltiplos biomarcadores em organismos de diferentes grupos e compartimentos ambientais. Serão realizados ensaios para avaliar os possíveis efeitos destes nanobiopesticidas: i) na germinação e sanidade de sementes e no crescimento inicial de espécies agrícolas; ii) na taxa de sobrevivência, desenvolvimento, reprodução e análise de expressão gênica no nematoide Caenorhabditis elegans; iii) em múltiplos biomarcadores (genotóxicos, bioquímicos, fisiológicos e histológicos) de espécies nativas de bivalves, peixes e anuros (girinos); iv) na taxa de sobrevivência, morfologia, defesas antioxidantes e comportamento de operárias campeiras de abelhas sem ferrão. Os resultados obtidos devem adicionar elementos importantes para o uso ambientalmente seguro de nanobiopesticidas, contribuindo diretamente para o avanço da nanotecnologia e de suas repercussões na agricultura. Deste modo, trata-se de uma proposta que deve promover a preservação ambiental com a redução dos impactos de agrotóxicos em polinizadores e organismos aquáticos e do solo, bem como colaborar para o desenvolvimento científico e tecnológico de forma sustentável e com potencial para trazer benefícios à sociedade. Destaca-se ainda sua forte aderência a diferentes áreas prioritárias reconhecidas pelo MCTI para apoio à pesquisa e desenvolvimento e sua consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável almejados pela ONU.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Claudia Costa Bonecker

Ciências Biológicas

Ecologia
  • a planície de inundação do alto rio paraná
  • Estudos ecológicos de longa duração permitem o entendimento da complexidade dos processos ecológicos e são imprescindíveis para promover a conservação e gestão dos recursos naturais, além de permitirem a análise das tendências, perspectivas e cenários presentes e futuros. Na bacia do rio Paraná, estão localizados os maiores centros urbanos e industriais do Brasil, com severos impactos sobre a qualidade e quantidade da água e a pesca comercial. Este projeto será desenvolvido em parte desta bacia, na planície de inundação do alto rio Paraná (sítio PIAP), que está localizada no último trecho do rio Paraná livre de barramento. Os estudos sobre as populações e comunidades biológicas, nesse ecossistema, e a socialização do conhecimento adquirido iniciaram em 1986, mas se intensificaram com as amostragens sistematizadas a partir de 2000, com o início do PELD. As principais perguntas que serão respondidas pelas populações e comunidades biológicas, e apontadas pela variação das condições ambientais, com a continuidade dos estudos de longa duração, são: (i) o papel dos distúrbios naturais (pulso de inundação, El Niño) e antrópicos (operação dos reservatórios); (ii) a efeito das barragens e a oligotrofização; (iii) o processo de invasão e os impactos das espécies não nativas; (iv) o papel das unidades de conservação para a preservação da biodiversidade. Todas essas repostas serão traduzidas para uma linguagem acessível e lúdica para a comunidade, em geral, da região, além de gestores ambientais e políticos. Os resultados obtidos (2021-2024) serão agregados à série temporal já existente (2000-2020). Pretende-se implementar abordagens analíticas de população, comunidade e sistemas, e avaliar a série temporal dos dados, contemplando 24 anos de amostragem na área do PIAP. A partir destas abordagens empírica e de modelagem, espera-se apresentar uma visão integrada das informações sobre as populações e as comunidades biológicas, e as condições ambientais que as cercam, incluindo as relações entre esses dois compartimentos do ecossistema, ao longo do tempo, a fim de elucidar e predizer processos que possam descrever padrões. Para análise dos dados, serão utilizadas abordagens analíticas simples, univariada e multivariada, dependendo da hipótese a ser testada e das variáveis respostas e explanatórias analisadas. Em todas essas análises, serão controladas as escalas espaciais e temporais para inferência sobre os objetivos propostos. A amostragem de dados abióticos e bióticos seguirá o protocolo estipulado desde 2000 e a coleta de dados sobre a atividade pesqueiras será realizada por meio de questionários e com perguntas abertas. Todas as atividades do projeto terão a participação de alunos de graduação e pós-graduação, pesquisadores e técnicos da UEM. Mapas temáticos, tabelas e figuras deverão mostrar um cenário mais atual da variação das condições ambientais na planície de inundação, bem como da estrutura e dinâmica das populações e comunidades biológicas, ao longo do espaço e do tempo. Modelos conceituais, matemáticos e gráficos também mostrarão as relações entre os componentes abióticos e bióticos. O componente de socialização do conhecimento consistirá em atividades de integração entre os participantes do projeto e a comunidade do município de Porto Rico e região, a fim de entender e aprimorar a percepção desses atores sobre a planície de inundação. Dentre essas atividades, será dada continuidade as Mostras Cientificas, serão oferecidos cursos de capacitação aos profissionais locais, educação ambiental para os turistas, palestras e discussões com gestores e políticos, organização de atividades nas escolas municipais, entre outras. Em relação a formação de recursos humanos, espera-se formar profissionais capacitados a atuar no ensino fundamental, médio, graduação e pós graduação capazes de transferir os conceitos ecológicos, tanto em uma linguagem formal como acessível e lúdica. Na UEM, espera-se a (i) conclusão de monografias de curso de graduação, dissertações e teses de dois programas de pós graduação, envolvidos no projeto; (ii) publicação de artigos científicos em periódicos nacionais e internacionais; (iii) divulgação dos resultados em congressos e encontros científicos nacionais e internacionais; (iv) ampliação do conhecimento dos pesquisadores e técnicos do Nupélia em conservação e manejo dos recursos naturais; (v) elaboração de relatórios e documentos a serem encaminhados aos órgãos ambientais, quando solicitado. Dois cursos de pós-graduação da UEM (área de biodiversidade da CAPES) farão parte da proposta. O projeto conta com pesquisadores nacionais e internacionais de outras Instituições e de outros sítios do PELD. Esse intercâmbio já resultou na publicação de artigos científicos e a co-orientação de alunos de pós-graduação.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 13/01/2021-31/01/2025
Foto de perfil

Claudia Coutinho Nóbrega

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • sustentabilidade de sistemas de gerenciamento de resíduos sólidos orgânicos integrados a bioeconomia na cidade de joão pessoa/paraíba - brasil
  • A gestão de resíduos sólidos urbanos, sobretudo os resíduos orgânicos, é um dos maiores desafios da sociedade. O descarte inadequado e as altas taxas de geração têm provocado graves impactos ao meio ambiente, a economia e a saúde pública. No Brasil, mais da metade dos resíduos gerados nas cidades são de origem orgânica, e apesar do seu potencial bioeconômico, estes resíduos, em sua maioria vem sendo destinados a aterros sanitários, lixões e outros. A decomposição desses resíduos nestes locais, libera gases para a atmosfera como o CO2 e o CH4 que são considerados gases do efeito estufa que contribuem para a intensificação do aquecimento global que é uma preocupação mundial nos últimos anos. Isso intensifica a busca por modelos de gerenciamento que protejam e preservem o meio ambiente e os recursos naturais, além de promover um cenário socioeconômico mais justo e sustentável, conservando ao máximo os fluxos de matéria e energia. A Avaliação de Ciclo de Vida é uma das ferramentas usadas para análises de aspectos e impactos ambientais nesse tipo de contexto, possibilitando avaliação de desempenho e contribuindo na tomada de decisão. A partir dela foram desenvolvidos o Custo do Ciclo de Vida, com ênfase nos custos econômicos, e a Avaliação do Ciclo de Vida Social, focada nas consequências sociais. As três metodologias resultam na Análise de Sustentabilidade do Ciclo de Vida (ASCV), técnica esta que permeará o objetivo principal do estudo para avaliar o gerenciamento dos resíduos sólidos orgânicos, no município de João Pessoa - PB, sob a perspectiva do ciclo de vida e da economia circular. Espera-se obter informações a respeito dos impactos que os resíduos orgânicos vêm causando e propor alternativas viáveis e sustentáveis para que integrem a proteção do meio ambiente com o bem estar dos atores envolvidos, além de fortalecer as práticas positivas já existentes e maior sustentabilidade do sistema, alcançando os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, sobretudo o 17.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Claudia Cristina Paro de Paz

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • identificação de biomarcadores para resistência a carrapato em bovinos caracu
  • Caracu (Bos taurus) é uma raça crioula que mantém as características de qualidade de carne observada nos bovinos taurinos, combinada com a habilidade de se desenvolver eficientemente em qualquer região do Brasil. A raça foi formada a partir de cruzamentos entre raças bovinas europeias introduzidas no Brasil em 1534. Os animais foram submetidos a intenso processo de seleção natural devido às adversidades do clima tropical, além da escassa alimentação e a presença de parasitas. Desse modo, a raça Caracu apresenta um excelente material genético para auxiliar na elucidação dos mecanismos que controlam características complexas. Os efeitos causados pelos carrapatos e as doenças transmitidas por eles têm impacto na saúde, economia e no ambiente. A resistência dos bovinos aos carrapatos é afetada por fatores biológicos que controlam a resistência genética do hospedeiro (variações entre e dentro de raças). O projeto proposto tem como objetivo identificar potenciais biomarcadores para resistência ao carrapato Rhipicephalus (Boophilus) microplus por meio da análise do transcriptoma integrado de sangue periférico e proteínas plasmáticas. As amostras de RNA serão obtidas a partir de sangue periférico e bibliotecas de RNA total e de miRNA serão construídas e sequenciadas via NextSeq (Illumina). As análises proteômica serão realizadas por eletroforese em gel (SDS-PAGE) e espectrometria de massa (LC–MS/MS). Os genes mais significantes serão validados por PCR em tempo real. A elucidação dos mecanismos biológicos responsáveis pelas interações vetor-hospedeiro contribuirá para o desenvolvimento de estratégias inovadoras relacionadas a essas características. Este projeto é pioneiro na descrição do transcriptoma integrado e proteoma da raça Caracu, a partir do qual serão identificados genes, novos alelos, RNAs funcionais, transcritos alternativos, polimorfismos, proteínas e novas isoformas que contribuem para as diferenças fenotípicas observadas entre animais resistentes e susceptíveis
  • Instituto de Zootecnia do Governo do Estado de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cláudia da Silva Pereira

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • laboratório de culturas midiáticas das juventudes (labjux)
  • O objetivo é promover a interlocução e trocas acadêmicas que envolvam o ambiente universitário e ações lideradas por jovens ativistas atuantes nas seguintes cidades: Rio de Janeiro (RJ), Petrópolis (RJ), Juiz de Fora (MG) e Blumenau (SC). Para tanto, será montado e equipado, nas instalações da PUC-Rio, o Laboratório de Culturas Midiáticas das Juventudes - LabJuX, que envolverá alunos de graduação, de pós-graduação (mestrado e doutorado), pesquisadoras e pesquisadores com título de Doutorado de cinco IES diferentes e jovens, moradores e líderes de projetos sociais, coletivos e associações, preferencialmente residentes em comunidades periféricas. Como perspectiva teórica, este projeto sustenta-se em três eixos: na sociologia da juventude, na tradição dos estudos culturais e nas teorias das representações sociais. No LabJuX serão promovidas atividades acadêmicas voltadas para a discussão sobre a construção social das juventudes a partir das representações midiáticas de suas culturas urbanas, buscando compreender o que se toma como valor positivo e o que se silencia no processo de elaboração de tais formas representacionais. Metodologicamente, serão desenvolvidas imersões etnográficas tradicionais e online, análise interpretativa de conteúdo midiático, particularmente publicitário, e pesquisas exploratórias de natureza qualitativa. Entre os resultados esperados do LabJuX, destacam-se as palestras e oficinas voltadas para jovens moradores de comunidades periféricas e a produção audiovisual relacionada a ações de projetos sociais e cultura urbana. Como desdobramento de todas essas atividades, algumas possíveis direções para políticas públicas relacionadas às juventudes.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Claudia de Souza Lopes

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • determinantes socioambientais e comportamentais de saúde mental no período anterior e atual da pandemia de covid-19 em coorte de adultos do rio de janeiro
  • Os longos períodos de distanciamento social impostos pela pandemia de Covid-19 tiveram um impacto importante no estilo de vida das pessoas como comportamentos sedentários, consumo de álcool e tabaco, consumo alimentar inadequado, entre outros. No Brasil, e no Rio de Janeiro, em particular, se aprofundaram adversidades sociais, econômicas e ambientais, que constituem condições multifatoriais que podem contribuir para o aumento da incidência e da persistência de transtornos mentais na população durante a pandemia. O objetivo deste estudo é avaliar a incidência e os determinantes socioambientais e comportamentais do transtorno de compulsão alimentar, depressão e ansiedade generalizada, e do acesso aos serviços de saúde, após 02 anos da pandemia de Covid-19. A presente proposta consiste no acompanhamento de 2.324 adultos que participaram do estudo CAL-Rio, um inquérito de base populacional, representativo da população do município do Rio de Janeiro, cujo objetivo principal foi estimar a prevalência do transtorno de compulsão alimentar e correlatos. A coleta de dados foi concluída no início de 2020, no período pré-pandemia. Neste estudo, serão aferidas informações socioeconômicas, demográficas, de estilo de vida, morbidade física e desfechos individuais da pandemia de Covid-19. Os transtornos mentais serão avaliados pelos questionários validados e utilizados na primeira fase. As características socioambientais serão determinadas por georreferenciamento dos endereços dos participantes do estudo e das características ambientais do entorno da residência, obtidas do último censo, imagens de satélites e outras fontes disponíveis. O estudo fornecerá dados recentes sobre a situação de saúde mental e comportamento alimentar da população adulta do Rio de Janeiro antes e na pandemia e avaliará o papel de fatores contextuais e proximais relacionados às mudanças do estilo de vida ocorridas na pandemia de Covid-19. Este é o primeiro estudo desta natureza conduzido nessa população.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 23/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Claudia do Ó Pessoa

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • planejamento racional de uma nova molécula antimitótica não tubulínica com potencial anticâncer: abordagem baseada em biologia estrutural e dinâmica molecular
  • A avaliação de ligantes seletivos para alvos biológicos específicos é crucial no desenvolvimento de alternativas para o tratamento do câncer. Mostramos que o (+/-)-2, 3,9-trimetoxipterocarpano natural [(+/-)-PTC] induz a parada do ciclo celular na fase G2/M, seguida por desorganização do citoesqueleto e catástrofe mitótica. Ensaios in vitro e in silico demonstraram que o alvo desse pterocarpano não é a tubulina, como os antimitóticos antineoplásicos clássicos, e sim a inibição da proteína motora cinesina Eg5, cuja expressão foi reduzida após tratamento de linhagem de adenocarcinoma de ovário e próstata com este composto. A cinesina Eg5 atua na formação e manutenção do fuso mitótico, uma estrutura temporária imprescindível para a separação adequada das cromátides irmãs. Inibidores de cinesina Eg5 são promissores, pois apresentam mecanismo de ação inovador e mais restrito a células altamente proliferativas. A ação do (+)-PTC assemelha-se à de drogas antimitóticas de segunda geração (SGAs), foco de ensaios de associação , visando melhorar os efeitos, diminuir a toxicidade e resistência causados pela monoterapia, a exemplo dos inibidores de Plk1 e aurora quinases. Este projeto propõe a análise bioquímica quântica da interação entre o sítio de ligação da cinesina Eg5 com novos análogos do (+)-PTC sintéticos (otimização estrutural) obtidos através de rota de síntese verde e escalonável. A validação do alvo baseada na expressão recombinante da cinesina Eg5 servirá para seleção dos compostos de maior afinidade através de análises biofísicas de interação proteína:ligante. Tais compostos serão co-cristalizados para análise estrutural de alta resolução. A proposta validará de maneira inequívoca o alvo do (+)-PTC, oriundo da biodiversidade brasileira, e seus derivados. Entre os mais ativos, aqueles com melhor perfil de fármaco (drugability) serão avaliados quanto à estabilidade química, plasmática, farmacocinética, e em futuros estudos de validação da eficácia.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Claudia Fortes Ferreira

Ciências Humanas

Educação
  • validação de genes para tolerância ao déficit hídrico e produção de ativos biotecnológicos no desenvolvimento de variedade de bananeira com uso eficiente de água
  • Vide projeto anexo
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - BA - Brasil
  • 29/11/2019-30/11/2023