Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Valdir Fernandes

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • cooperativas de crédito: estudo de caso das sociedades garantidoras de crédito no estado do paraná.
  • As sociedades garantidoras de crédito (SGC) são entidades privadas, sem fins lucrativos, semelhantes aos fundos garantidores de crédito (FGC). A diferença entre eles é a origem: enquanto os FGC são constituídos e geridos por instituições financeiras ou de fomento, como o Banco do Brasil e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), as SGC são criadas e dirigidas por meio de um processo de articulação e envolvimento de parceiros locais e associados, normalmente empresários de pequenos negócios. As SGC, assim como os FGC, servem para criar mecanismos de proteção para investidores, instituições financeiras e tomadores, em caso de inadimplência, falência ou liquidação, o que proporciona maior estabilidade e segurança ao sistema financeiro. Estudos do Sebrae apontam o acesso ao crédito como uma das grandes barreiras para o crescimento das micro e pequenas empresas, à frente ainda da inadimplência. As SGC, objeto dessa proposta, são instrumentos capazes de alavancar a economia regional, pois além de fornecer garantias complementares nas operações de crédito para as empresas frente às instituições financeiras, fornecem orientação sobre negócios a seus associados. No Brasil, a tipificação social das SGC, em geral, é de organização da sociedade civil de interesse público. Elas não possuem sistema de contra garantia nem representação sindical em segundo ou terceiro grau regulamentado, como as cooperativas, por exemplo, nem fundo garantidor coletivo. Desta forma, não usufruem dos benefícios deste tipo societário nem da alavancagem e da segurança propiciada por sistemas como o cooperativo. Isto enfraquece o propósito e diminui a ‘potência’ do instrumento sociedade garantidora de crédito. Desta forma, esta pesquisa pretende suscitar novo modelo de criação e de governança corporativa para as atividades de garantia de crédito de segundo grau, que reunirá as sociedades de garantia de crédito, do estado do Paraná. No Brasil, é pesquisa original e, se implementada com êxito, pode contribuir para alavancar o sistema de garantia de crédito brasileiro, criando base firme para torná-lo mais robusto e seguro, beneficiando milhares de empresas nacionais e expandindo suas condições de crédito no Sistema Financeiro Nacional. Além disso, esta pesquisa será de grande valia para o Conselho Monetário Nacional (CMN), para o Banco Central do Brasil (BCB) e para o Sistema Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), na elaboração de regulamentos para a atividade cooperativa aplicada à garantia de crédito em primeiro e segundo graus.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021
Foto de perfil

Valdir Fernandes

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • desafios e condicionantes da transferência de tecnologia no brasil
  • Este projeto tem como temática o papel do desenvolvimento científico e tecnológico (DCT) no contexto de ciência, tecnologia e sociedade (CTS) para o desenvolvimento regional no Brasil. A partir das políticas públicas de ciência, tecnologia e inovação (CT&I), foca na importância da transferência de conhecimento do setor público (especialmente das universidades públicas) para o setor privado que não ocorre de forma efetiva. Nesse contexto, o objetivo é estabelecer um modelo de transferência de tecnologia entre universidades públicas e indústrias que suplante as condicionantes que provocam o seu entrave e que esteja alinhado com o novo marco legal, qual seja, a Lei 13243 de 2016. Para tanto, serão realizadas pesquisa bibliográfica e documental, bem como oficinas para validação do respectivo modelo. Espera-se subsidiar políticas públicas e sensibilizar empresários de forma a facilitar a relação entre Universidade e empresas, bem como em relação aos demais setores da sociedade.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Valdir Guimarães

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • investigação de núcleos exóticos com espalhamento elástico
  • Esse projeto consiste na investigação da estrutura de núcleos radioativos leves ricos em nêutrons ou em prótons através de medidas de espalhamento elástico. Núcleos leves ricos em nêutrons ou prótons tais como os isótopos de boro 8,12,13B, e os isótopos de carbono 10,14,15C, são núcleos radioativos com tempo de vida média em torno de dezenas a centenas de milissegundos. Alguns desses núcleos, como o 8B e 10C e 15C, exibem propriedades exóticas e são chamados núcleos exóticos. Com a possibilidade de se produzir feixes com esses núcleos radioativos podemos agora estudar suas estruturas e propriedades através de medidas de reações diretas tais como espalhamento elástico, inelástico, transferência e quebra (breakup) e fusão. Medidas de reações induzidas por esses feixes podem trazer subsídios para ampliar nosso conhecimento sobre o limite da existência nuclear, do modelo de camadas, dos novos estados quânticos em núcleos exóticos. Medidas de espalhamento elástico são particularmente interessantes para se estudar a estrutura superficial desses núcleos. A descrição da seção de choque de espalhamento elástico é bastante sensível ao potencial de interação entre os núcleos projétil e alvo e a estrutura dos núcleos envolvidos. Assim, várias informações sobre raio, densidade e configuração de cluster, acoplamento com o continuo através do breakup e efeito de decaimento no espalhamento elástico podem ser investigados com medidas de espalhamento elástico. Nesse projeto estamos propondo realizar medidas de espalhamento elástico com feixe radioativo de 12B, 10C e 14C em alvo de 58Ni utilizando o sistema RIBRAS (Radioactive Ion Beams in Brasil) instalado no Instituto de Física da USP. Mediremos distribuições angulares de espalhamento elástico em energias próximas a barreira Coulombiana. Essas medidas farão parte de um estudo sistemático que estamos realizando de espalhamento elástico. Medimos recentemente espalhamento elástico de 7Be, 8B, 10B e 11B em alvo de 58Ni e dados a serem obtidos para o sistema 12B+58Ni serão interessantes para completarmos essa sistemática, e em particular, fazer uma análise comparativa com os dados de 7Be, 8B 11B+58Ni já disponíveis na literatura. Vamos também participar de medidas de fusão para o sistema 10C+58Ni que estão sendo propostas a serem realizadas no laboratório da University of Notre Dame, USA.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/08/2020
Foto de perfil

Valdir Heitor Barzotto

Ciências Humanas

Educação
  • configurações da dimensão política no discurso materializado em dissertações e teses de educação ambiental.
  • O objetivo geral deste trabalho é analisar e compreender as diferentes configurações da dimensão política por meio da recorrência de alguns termos em enunciados nos discursos que configura a pesquisa em educação ambiental. O nosso corpus será constituído com base nos textos reunidos no Banco de Teses e Dissertações do Projeto EArte. Por meio dos trabalhos reunidos nessa base, serão selecionadas palavras e expressões recorrentes no interior dos textos como: sustentabilidade e desenvolvimento sustentável, cidadania, participação, engajamento, emancipação, autonomia, crítica, entre outros que irão surgir no decorrer da pesquisa. Entendemos que essas palavras constituem uma espécie de terminologia específica que é comum e compartilhada nos discursos que configuram a educação ambiental em produções acadêmicas. Ao elaborar uma dissertação ou tese, o estudante procura lançar mão de um discurso pretensamente neutro. Todavia, entendemos que essa pretensa neutralidade é apenas ilusória, pois as produções científicas não são neutras nem imparciais, mas baseadas em escolhas precisas e métodos determinados. Ao empregar em seus enunciados uma terminologia específica e inseri-las no contexto de seu trabalho, o pesquisador mobiliza relações de sentido em seus dizeres que materializam ideologias de discursos preexistentes. Os efeitos ideológicos dos seus dizeres podem ser percebidos na maneira como ele diz algo e também naquilo que não é dito. Dentro da linha e concepção discursiva que adotaremos, os sentidos dos termos serão explicados pelo modo como cada enunciado articula sentidos entre si. As posições sustentadas pelos pesquisadores refletem, de modo consciente ou não, as suas posições ideológicas. Como eixo teórico, o trabalho irá se apoiar em uma abordagem semântica, que considera a enunciação e a análise do discurso como sendo ferramentas indispensáveis para a reflexão sobre o estudo dos objetos semânticos. As nossas análises sobre os sentidos dos termos empregados no conjunto de enunciados das produções acadêmicas tomam o sentido como algo politicamente constituído e determinado pelas posições ideológicas que estão em jogo no processo socio-histórico. Mais do que identificar processos de produção de sentidos, o que nos propomos a fazer por meio dessas análises, é lançar alguma luz sobre questões e incertezas que ainda persistem no campo da Educação Ambiental, possibilitando uma maior reflexão sobre a crescente complexidade desse campo de pesquisa.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Valdir Pignatta e Silva

Engenharias

Engenharia Civil
  • análise numérico-experimental de estruturas de concreto em situação de incêndio
  • As exigências municipais, estaduais e federais sobre segurança contra incêndio, em especial, resistência ao fogo das estruturas ainda encontram dificuldades de serem respeitadas em projetos, por um lado pelo pouco conhecimento de engenheiros sobre o tema, por outro, a falta de um maior número de pesquisadores a procura de soluções ao mesmo tempo seguras e econômicas. O grupo de pesquisa em segurança das estruturas em situação de incêndio (GPESI) do Departamento de Engenharia de Estruturas e Geotécnica da Escola Politécnica da USP, liderado pelo solicitante, é bastante produtivo, inclusive em aspectos não pesquisados nacionalmente e pouco em nível internacional. A pesquisa do GPESI vem de anos. Na fase inicial da pesquisa, dedicou-se a compreender o comportamento de materiais e de sistemas estruturais básicos em situação de incêndio. Atualmente, dedica-se a estudos numéricos avançados sobre estruturas de concreto e aço em situação de incêndio. O solicitante tem mais de 250 publicações em periódicos, livros e anais. O objetivo deste Projeto é prosseguir na análise avançada, em que se considera a determinação do campo térmico, a não linearidade geométrica e dos materiais, em que se incluem a fissuração e a redistribuição de esforços; a restrição à deformação térmica (axial e rotacional) etc., mas também avançar no campo experimental. Os itens a serem pesquisados neste Projeto são: revestimentos com material contra fogo em elementos estruturais de concreto, comportamento das vigas de concreto armado com restrições a deformações térmicas e o efeito da dilatação de vigas em pilares de fachada. Os resultados serão inéditos, contribuindo com o avanço científico da área em nível nacional e internacional.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Valdirene Gasparetto

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • informações contábeis em relações interorganizacionais
  • Este estudo tem por objetivo avaliar o uso de informações contábeis em relações interorganizacionais em que os fornecedores são organizações pequenas e locais, e a influência do uso de informações na percepção de justiça nos relacionamentos. A pesquisa, de natureza qualitativa, será realizada por meio de estudo multicasos, envolvendo uma empresa compradora e seus fornecedores de primeiro nível - organizações pequenas e locais -, que sejam fornecedores estratégicos em termos de volume de operações, itens críticos ou com potencial de crescimento. Inicialmente se irá verificar quais informações são empregadas por cada fornecedor e pelo comprador, na relação; identificação da percepção dos fornecedores quanto ao nível de justiça no relacionamento com o comprador, e do comprador em relação a cada fornecedor; análise das necessidades informacionais de cada relacionamento; proposição de informações contábeis que poderiam ser usadas por cada fornecedor no âmbito da relação com o comprador, e pelo comprador em relação aos fornecedores para apoiar a relação; e avaliação da influência das informações propostas na percepção de justiça nos relacionamentos. Será uma pesquisa-ação, que envolverá observação, análise documental e entrevistas com cada empresa participante. As entrevistas serão elaboradas a partir de referencial teórico. A motivação para a pesquisa deve-se à constatação de que, na dinâmica do mercado mundial atual, organizações normalmente possuem diversos fornecedores e as transações podem ocorrer via mercado ou em relacionamentos interorganizacionais caracterizados por interação contínua entre os envolvidos (Cäker, 2008) e, nesse cenário, a utilização de informações contábeis pode contribuir para aumentar a confiança entre as empresas (Seal et al., 1999) e melhorar a percepção de justiça nos relacionamentos (Jack, Florez-Lopez e Ramon-Jerônimo, 2018), mesmo quando os fornecedores são organizações pequenas e locais, enquanto os comradores são organizações de maior porte e maior poder. Duffy et al. (2013) e Lim e Loosemore (2017) observaram que fornecedores são influenciados pela percepção de justiça nas relações comerciais, particularmente com respeito à distribuição de recompensas e à transparência dos procedimentos e processos de tomada de decisão, e que essa percepção de justiça pode levar a comportamentos positivos, como trabalhar em harmonia, empreender maior esforço, respeitar os outros e colaborar para resolver problemas.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Valdirlei Fernandes Freitas

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • dispositivos fotovoltaicos multiferróicos de perovskitas: estudo, desenvolvimento e aplicações sob campos magnéticos
  • Materiais com estrutura perovskita vêm sendo estudado devido a seu grande potencial para aplicações em conversores de energias fotovoltaicos. Em apenas cinco anos de investigações, a eficiência dos materiais com estrutura perovskita para gerar energia fotovoltaica ultrapassou a das células fotovoltaicas a base de silício, que são atualmente as mais comercializadas. Todavia, a eficiência desses dispositivos tem potencial para ser maior utilizando materiais multifuncionais. Nesse trabalho, novos materiais com estrutura perovskita e matriz de BiFeO3, serão desenvolvidos para aplicações em conversão de energia fotovoltaica e investigados sob campos magnéticos. Para melhorar sua eficiência fotovoltaica, mecanismos multifuncionais, como a orientação de paredes de domínios ferroelétricas e magnéticas por estímulos externos, serão explorados. Neste contexto, materiais nanoparticulados serão produzidos por rotas química e filmes finos, bem como os dispositivos fotovoltaicos, serão produzidos por “dip” e “spin coating”. Os dispositivos multicamadas, como as células solares cuja a matriz de perovskita fica entremeio eletrodos transparentes, substrato e carreadores de cargas, também serão produzidos e investigados. Os mecanismo físicos para a geração de energia fotovoltaica serão investigados por técnicas de espectroscopia e demais caracterizações óticas, estruturais e elétricas sob estímulos magnéticos, tudo visando maximizar a eficiência dos dispositivos.
  • Universidade Estadual do Centro-Oeste - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Valdnéa Casagrande Dalvi

Ciências Biológicas

Botânica
  • estruturas secretoras em espécies de helieae (gentianaceae juss.): implicações taxonômicas e ecológicas
  • A tribo Helieae é exclusivamente neotropical sendo constituída por 23 gêneros e cerca de 220 espécies, de taxonomia complexa e controversa com difícil delimitação das espécies e dos gêneros. No Brasil, a maioria dos gêneros possui distribuição geográfica restrita a áreas montanhosas, como os campos rupestres e campos de altitude, ou à savanas amazônicas. Prepusa destaca-se como um desses gêneros cujas espécies apresentam ocorrência restrita a algumas localidades montanhosas no sudeste do Brasil e Bahia. Por outro lado, espécies como Chelonathus viridiflous, possui ampla distribuição geográfica ocorrendo na maioria das formações vegetacionais brasileiras. Estudos recentes mostraram que a presença ou ausência de estruturas secretoras, dentre elas coléteres e nectários, são relevantes do ponto de visto taxonômico e ecológico para a família Gentianaceae e abriram novas e abrangentes perspectivas de estudos anatômicos. A morfologia, anatomia, posição destas estruturas secretoras e a composição química do secretado são ferramentas importantes tanto para a identificação de táxons como para a compreensão das estratégias adaptativas das espécies em ambientes peculiares como os ambientes montanhosos do sudeste e nordeste do Brasil. Dentro desse escopo, o objetivo deste projeto é investigar a presença de estruturas secretoras em espécies de Helieae através de estudos anatômicos, micromorfológicos e histoquímicos.
  • Instituto Federal Goiano - GO - Brasil
  • 01/06/2017-31/07/2020
Foto de perfil

Valdomiro Severino de Souza Júnior

Ciências Agrárias

Agronomia
  • pedogênese, dinâmica da matéria orgânica, prospecção de perda de carbono e microbiologia em planossolos e luvissolos na região semiárida
  • A região semiárida é reconhecida por apresentar desafios ao estudo do carbono do solo e da ciclagem da matéria orgânica, tornando urgente uma melhor compreenção da matéria orgânica do solo e sua relação com os processos pedogenéticos, especialmente quanto ao seu potencial para sequestrar carbono em profundidade, o que tem sido raramente investigado. Mudanças climáticas projetadas para ocorrer no futuro podem causar impactos significativos na América do Sul no presente século, principalmente nas regiões da Amazônia e do semiárido brasileiro, justificando assim estudos sobre a prospecção de perda de C nesses solos. Planossolos e Luvissolos correspondem a cerca de um terço da superfície da região semiárida no nordeste do Brasil, que em parte dão suporte para importantes cadeias produtivas (ovinocultura/caprinocultura e agricultura irrigada). A despeito de vários estudos já realizados na região semiárida, os fatores que determinam a estabilidade do C do solo em superfície e subsuperfície e sua relação com a formação dos mesmos ainda não são bem compreendidos nesses ambientes. Além disso, os micro-organismos têm papel essencial nos ciclos biogeoquímicos, assim, a atividade microbiana de grupos funcionais ligados ao N, P, Fe e frações do C podem ser importantes para entender a degradação da vegetação de Caatinga sob processo de desertificação, e para inferir sobre processos pedogenéticos que envolvem a participação do elemento ferro. A gênese de Planossolos é geralmente atribuída ao processo de ferrólise, no entanto, outros processos geogênicos, bem como a dinâmica da matéria orgânica na estabilização do horizonte B plânico desses solos merecem atenção. O objetivo do estudo será Caracterizar, morfológica, física, química e mineralogicamente Planossolos e Luvissolos desenvolvidos sobre rochas ácidas e básicas respectivamente, ao longo de uma climossequência, incluindo o Núcleo de desertificação Cabrobó. Avaliar o estoque de C e a dinâmica da matéria orgânica de Planossolos em função do clima e cobertura vegetal, além do seu papel na estabilização e permanência do horizonte B plânico. Além disso, avaliar a presença e diversidade microbiana de grupos funcionais ligados ao N, P e Fe na região semiárida. Os Planossolos e Luvissolos serão avaliados quanto à presença e diversidade microbiana de grupos funcionais ligados ao N, P e Fe por meio das análises microbiológicas (extração do DNA dos solos, reação em cadeia da polimerase em tempo real (qPCR) e análise em gel de eletroforese em gradiente desnaturante (PCR-DGGE). Os Planossolos serão ainda caracterizados micromorfologicamente e será caracterizada a MOS (C orgânico dissolvido, substâncias húmicas, composição isotópica 13C e 15N, C e N da biomassa microbiana, respirometria, espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), calorimetria exploratória diferencial e termogravimetria (DSC-TG) e tratamento com HF (desmineralização)), será realizada também uma prospecção de perda do C ao longo do tempo. Será calculado o estoque de C em profundidade em Planossolos e Luvissolos. Espera-se que o subsolo (abaixo de 20 cm da superfície), o qual tem sido negligenciado quanto a sua reserva de carbono, seja uma importante fonte e/ou sumidouro para o ciclo global de carbono e para a manutenção da qualidade do solo. E que a composição química, estoque e fatores que regulam a estabilização da MOS em superfície e subsuperfície em ambiente semiárido sejam melhor compreendidos. A abordagem proposta, considerando a pedologia, dinâmica da matéria orgânica e a microbiologia do solo contribuirá para o avanço dos estudos de gênese de Planossolos e Luvissolos na região semiárida, especialmente por considerar o papel de micro-organismos especializados na atuação de processos e degradação do solo. O melhor entendimento a respeito do C existente nesses solos e de sua dinâmica contribuirá para integrar as discussões globais sobre estoque e estabilidade de C, especialmente em profundidade, bem como compreender o funcionamento desses solos, tendo em vista o histórico de estiagens dessas áreas, as quais estão expostas a usos indevidos e sujeitas a processos de desertificação. Ao final, pretende-se os seguintes resultados: Buscar-se-á que os resultados contribuam com outros estudos de solos já realizados na região semiárida, promovendo um avanço no atual conhecimento sobre a pedogênese e dinâmica de carbono em solos da região semiárida do Brasil, e assim que possam contribuir para o melhor entendimento dos serviços ecossistêmicos desses solos, e que possam ainda induzir o desenvolvimento de novos estudos aplicados à preservação da Caatinga, com vistas ao seu uso múltiplo sustentado.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Valeria Aoki

Ciências da Saúde

Medicina
  • pênfigo herpetiforme: avaliação da resposta imune adaptativa cutânea, com ênfase na expressão da interleucina-31 (il-31)
  • Pênfigos são dermatoses bolhosas autoimunes, onde autoanticorpos dirigem-se contra componentes da adesão intercelular intraepitelial (desmogleínas e desmoplaquinas). Verifica-se acantólise intraepidérmica observada ao exame histopatológico, e autoanticorpos da classe IgG, e ocasionalmente da classe IgA dirigidos contra antígenos-alvo específicos in situ ou circulantes. Existem dois subtipos clássicos de pênfigo, distintos entre si em virtude da apresentação clínica diversa, do antígeno-alvo envolvido, e nível de clivagem epidérmica. Os principais representantes deste grupo de enfermidades são o pênfigo vulgar (PV) e o pênfigo foliáceo (PF). Formas raras têm sido descritas na literatura, com características clínicas, histopatológicas e imunológicas distintas, e incluem o pênfigo herpetiforme, o pênfigo vegetante, o pênfigo por IgA, o pênfigo paraneoplásico (3) (4, 5) e o pênfigo por IgG/IgA. O pênfigo herpetiforme (PH) é uma mescla entre características clínicas da dermatite herpetiforme e achados imuno-histológicos s de pênfigo. Esta variante pode seguir o curso clínico do PV ou do PF, ou se apresentar como a primeira manifestação clínica dos pênfigos. Ocorre em indivíduos ao redor de 50-60 anos, com raros casos descritos em população pediátrica. Os achados cutâneos do PH consistem em pápulas urticadas em meio a vésico-bolhas, com padrão de distribuição herpetiforme ou anular e predileção por tronco e extremidades proximais. O prurido, sintoma ausente nas formas clássicas de PV ou PF, pode ser marcante no PV. Apresentações não usuais podem retardar o diagnóstico. Em publicação recente, seis pacientes foram diagnosticados como PH, a despeito das lesões de caráter eczematoso, incluindo os subtipos numular, disidrótico e asteatósico. À histologia evidenciam-se pústulas subcórneas e vesículas intraepidérmicas com infiltrado predominantemente eosinofílico e/ou neutrofílico e espongiose. Acantólise é usualmente ausente ou mínima. A imunofluorescência direta (IFD) revela depósitos de IgG e C3 intraepidérmicos intercelulares. Outros recursos auxiliares incluem a imunofluorescência indireta (IFI), o ELISA (Enzyme-linked immunosorbent assay) e o immunoblotting, que possibilitam a detecção de anticorpos circulantes contra componentes epidérmicos. O principal antígeno-alvo detectado é a desmogleína-1 (Dsg1), seguida pela desmogleína-3 (Dsg3). Estudos recentes demonstraram também a participação das desmocolinas -1 e -3 (Dsc1 e Dsc3). Considerando que o PH seja uma variante clínica dos pênfigos, que cursa com prurido importante, sintoma ausente nas formas clássicas destas enfermidades, este estudo tem como justificativa analisar a imunidade adaptativa tecidual envolvida nesta forma atípica. Assim, o perfil de expressão de proteínas tais como IL-31 e seus receptores IL-31RA (IL-31 receptor alpha) e OSMR (oncostatin M receptor beta), assim como o de outras interleucinas envolvidas na resposta inflamatória (IL-4, IFN-gama, TNF-alfa, IL-12, IL-17), será estudado nos pacientes com PH.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022