Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ana Elisa Spaolonzi Queiroz Assis

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • examinando a pobreza multidimensional em municípios da rmc utilizando a abordagem consensual
  • Pobreza e desigualdade são problemas que estão profundamente enraizados no país, o qual também se encontra em uma encruzilhada política sendo necessárias mudanças para direcionamento de políticas públicas sociais. Nesse contexto, compreender a extrema pobreza no Brasil, como ela pode ser melhor medida e se diferentes grupos sociais compartilham de um entendimento comum sobre pobreza, é essencial. Os dados sobre pobreza no Brasil são definidos de forma bastante restrita, com estimativas oficiais baseadas, em sua grande maioria, em informações sobre renda e gastos familiares. Entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável está o objetivo 1, “Erradicação da Pobreza”, exigindo que os Estados erradiquem a pobreza extrema, devendo até 2030, reduzir pelo menos à metade a proporção de homens, mulheres e crianças, de todas as idades, que vivem na pobreza, em suas diversas dimensões. Isso requer métodos novos e inovadores para a coleta de dados. A Abordagem Consensual é considerada um dos poucos métodos eficazes para avaliação da pobreza multidimensional. Desenvolvida no Reino Unido, e reforçada como “boa prática” pelo Grupo de Especialistas das Nações Unidas sobre Estatísticas de Pobreza (Rio Group), tem como premissa a ideia de que os indicadores de padrão de vida (e de pobreza) devem incorporar os pontos de vista dos membros daquela sociedade. Assim, o problema norteador da pesquisa é: Como diferentes grupos sociais em dois municípios díspares da RMC compreendem a natureza e as causas da pobreza e da privação? A pesquisa trabalha com a hipótese geral de que, independente da cultura, do grupo social e da região, há um consenso sobre o que as pessoas creem ser um padrão de vida minimamente aceitável, por exemplo, que as necessidades básicas das pessoas devem ser atendidas. A plausibilidade do problema de pesquisa e da hipótese restam nos estudos já desenvolvidos entre os anos de 2019 e 2021, no Brasil com resultados publicados.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Elisa Toscano Meneses da Silva Castro

Ciências da Saúde

Nutrição
  • desnutrição perinatal, plasticidade fenotípica e fator de crescimento fibloblástico 19 : uma abordagem experimental promissora para a terapia da paralisia cerebral
  • Após permanecer praticamente inalterada durante cinco anos, a prevalência de desnutrição aumentou 1,5% em 2020. A desnutrição associada à Paralisia Cerebral (PC) apresenta alta incidência na infância (46 a 90%). Ademais, crianças com PC apresentam dificuldades na alimentação, levando a um quadro de desnutrição. No Brasil, sete a cada 1.000 crianças nascidas vivas são portadoras de PC. O Brasil também reúne condições favoráveis para a má-nutrição, agravando o quadro dos indivíduos acometidos pela PC. A PC ocorre durante um período crítico do desenvolvimento neuromuscular, onde pode ocorrer os mecanismos inerentes à plasticidade fenotípica. Em parceria com colaboradores mexicanos observamos que atrofia muscular compromete a atividade locomotora e é agravada pela desnutrição perinatal na PC. Colaboradores franceses desse projeto publicaram na revista Nature Medicine que o tratamento com o fator de crescimento fibroblático 19(FGF19) causou hipertrofia do músculo esquelético em camundongos, e em humanos aumentou substancialmente o tamanho dos miotubos in vitro. Nós postulamos que o FGF19 reverte a atrofia do músculo já instalada, protegendo o indivíduo com PC associada ou não à desnutrição perinatal, assim podemos observar a resposta adaptativa imediata ao FGF19. Portanto, em ratos submetidos paralisia cerebral experimental associada à desnutrição perinatal analisaremos a maturação somática e reflexa, a ingestão alimentar, a calorimetria indireta, a atividade locomotora, características da marcha, a força muscular, a coordenação motora, a mobilidade articular, a atividade enzimática e tipos de fibras musculares, além da análise molecular das vias de síntese e degradação proteica muscular, a morfologia óssea e cerebral e a proliferação de células neurais precursoras e perfil das micróglias. Esse projeto inovador favorecerá a formação de recursos humanos, a produção científica e o intercâmbio acadêmico e científico.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Estela Haddad

Ciências da Saúde

Odontologia
  • abordagens inovadoras na implantação da teletriagem: estudo comparado entre rede de atenção à saúde bucal e serviços isolados de alta vulnerabilidade social.
  • A teletriagem é definida como a avaliação de sintomas realizada virtualmente, capaz de direcionar o paciente à especialidade ou definir o melhor momento para o atendimento presencial. É capaz de diminuir as filas de atendimento e os riscos de contaminação. Em regiões de vazios assistenciais , situações de urgência são críticas. Outra lacuna é a ausência de um protocolo de classificação de risco nas UBS. Diante da pandemia de COVID-19, locais como o Instituto para cegos Benjamin Constant (IBC) tiveram as atividades clínicas paralisadas devido ao risco de contaminação, somado às especificidades da população com deficiência visual. Faltam protocolos e estudos que comprovem a eficácia e os limites da Teleodontologia em diferentes situações clínicas. A hipótese desse estudo é que a teletriagem de urgência possa favorecer o correto manejo do paciente, a orientação e planejamento do atendimento presencial mais resolutivo. Espera-se identificar nós críticos na implementação da Teletriagem em diferentes modelos de serviços de atenção à saúde bucal. Trata-se de um estudo de implementação da teletriagem em três serviços distintos: nas Unidades Básicas de Saúde do município de Carangola/MG, no Barco Hospital Papa Francisco – que atende populações ribeirinhas no estado do Pará, vinculado ao SUS – e no Instituto Benjamin Constant (RJ), sob coordenação do Núcleo de Telessaúde e Teleodontologia FOUSP-SAITE (NuTes FOUSP-SAITE). Serão incluídas crianças entre 03 e 13 anos, todos os participantes serão avaliados por teleconsulta utilizando um questionário validado, classificados e alocados em dois grupos, acompanhados por dois anos: G1: TRATAMENTO DE URGÊNCIA e G2: TRATAMENTO ELETIVO (critérios da ADA e CFO). Serão mensurados dados de qualidade de vida, dor e desconforto e satisfação. Análise de Regressão de Poisson poderá ser utilizada para avaliar a influência de algumas variáveis.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ana Fabrícia Braga Magalhães

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • modelos de equações estruturais aplicados à avaliação genética de duas linhagens de codornas de corte
  • A codorna é considerada um animal experimental, por ser uma espécie facilmente observada em ambientes de laboratório e de campo, além de ser um animal de porte pequeno, com boas habilidades de postura e facilidade de reprodução. Os programas de melhoramento genético de outras espécies tem buscado a redução do intervalo de geração, enquanto nas codornas podemos encontrar isso naturalmente, uma vez que pode ser obtida cerca de quatro gerações em um ano. No entanto, existem poucos grupos de pesquisas no Brasil que trabalham com o melhoramento de codornas, e esses poucos tem concentrado os estudos apenas em características de crescimento e reprodutivas, tendo em vista que a coleta de dados de qualidade da carne é mais onerosa, por isso o objetivo desse projeto é realizar a coleta de dados de qualidade da carne em codornas e investigar o relacionamento delas com características de crescimento e reprodutivas utilizando modelos de equações estruturais. As codornas que serão utilizadas nesse estudo são provenientes do Setor de Coturnicultura, do Departamento de Zootecnia da UFVJM, localizada em Diamantina-MG (DZO). Atualmente, o Programa de Melhoramento de Aves da UFVJM possui duas linhagens (LF1 e LF2) de codornas de corte, com coleta de dados em todas as gerações de características de crescimento e reprodutivas. Será incluído nesse estudo o peso ao nascer, aos 7, 14, 21, 28, 35 e 42 dias de idade. Enquanto as reprodutivas serão: idade ao primeiro ovo, peso da matriz ao primeiro ovo, mortalidade. Serão abatidos 1.000 animais com 42 dias de idade na sala de abate do DZO e serão analisadas no Setor de Ciências e Tecnologia dos Produtos de Origem Animal, do DZO para: rendimento de carcaça quente e resfriada, peso e rendimento do peito, peso e rendimento das pernas, pH, capacidade de retenção de água, perda de peso por cozimento, coloração e maciez. Será utilizado modelos de equações estruturais investigar o relacionamento entre entre as diversas características coletadas.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ana Gisele da Costa Neves Ferreira

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • mapeamento estrutural de complexos toxina-antitoxina em busca de novas terapêuticas antiofídicas
  • Em 2017, a Organização Mundial de Saúde classificou o envenenamento por serpentes como doença tropical negligenciada de máxima prioridade. Na América do Sul, o maior desafio no tratamento destes acidentes são os graves danos teciduais, que levam a altas taxas de morbidade. O objetivo deste projeto é gerar conhecimento necessário ao desenvolvimento de inibidores eficazes contra toxinas com ação local [metaloendopeptidases (SVMPs) e fosfolipases A2 (PLA2s)]. Nossa busca por novas alternativas terapêuticas baseia-se em milhares de anos de coevolução entre animais peçonhentos e aqueles resistentes ao envenenamento. O fenômeno de resistência pode ser explicado pela presença de inibidores séricos glicoproteicos capazes de formar complexos inativos com várias toxinas homólogas, impedindo sua ação deletéria. Neste projeto, a estratégia de Biologia Estrutural Integrativa será usada na compreensão estrutural dos complexos não-covalentes de alta afinidade formados entre os inibidores DM43 e DM64 (respectivamente, proteínas anti-hemorrágica e antimiotóxica do soro do gambá Didelphis aurita) e diferentes SVMPs e PLA2s de venenos de serpentes. A espectrometria de massas (MS) de alta resolução combinada com cross-linking químico (XL-MS) será nossa principal ferramenta analítica. As restrições de distância determinadas por MS serão integradas em pipelines de modelagem e docking moleculares. Pretendemos também testar novas estratégias para a geração de dados estruturais complementares, utilizando cristalografia de raios X. As análises estruturais, juntamente com a expressão de domínios heterólogos e a síntese de peptídeos das antitoxinas, deverão permitir o mapeamento dos determinantes estruturais mínimos dos inibidores envolvidos na interação com as suas toxinas-alvo. Os resultados serão fundamentais para o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas, visando o desenho racional de fármacos peptídicos capazes de mitigar o problema da toxicidade local causada por SVMPs e PLA2s.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025