Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Thiago Henrique Napoleão

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • investigação de proteínas bioativas de origem vegetal quanto à atividade antimicrobiana e efeitos estimuladores sobre células-tronco e imunológicas
  • Lectinas são proteínas que se ligam a carboidratos amplamente encontradas em plantas. A ligação dessas proteínas a glicoconjugados presentes em superfícies celulares resulta em uma gama de propriedades biológicas. Os inibidores de protease são moléculas que atuam inativando ou reduzindo a atividade catalítica. Devido à especificidade e versatilidade dos inibidores de proteases, as ciências médica e farmacêutica têm explorado seu potencial biotecnológico. As lectinas e os inibidores de protease podem se ligar a proteínas de membrana ou intracelulares, gerando diferentes tipos de respostas, as quais podem resultar em prejuízo ou melhora das funções celulares. No presente projeto, serão avaliados os efeitos de lectinas e inibidor de tripsina sobre células patogênicas ao homem (bactérias e leveduras), células-tronco humanas e células imunológicas de camundongos. São objetivos do projeto: determinar a atividade antibacteriana de lectinas e inibidor de tripsina contra espécies de importância médica (isolados não-resistentes e resistentes a antibióticos), inferir mecanismos envolvidos na ação antimicrobiana e avaliar o potencial de sinergismo com antibióticos comerciais; avaliar efeitos citotóxico e proliferativo de lectinas sobre células-tronco mesenquimais (CTMs) de cordão umbilical humano, bem como a capacidade dessas proteínas de induzir a diferenciação das CTMs; avaliar a toxicidade e ação imunomoduladora de lectinas e inibidor de tripsina sobre esplenócitos de camundongos. O projeto tem relevância técnico-científica e de inovação por contribuir para a ampliação do estado-da-arte e preenchimento de lacunas no conhecimento relacionado a proteínas bioativas de origem vegetal, uma vez que tem como metas: ampliar o painel de lectinas com atividades antimicrobiana e imunomoduladora definidas; descrever mecanismos de ação antimicrobiana e imunomoduladora dessas moléculas; indicar lectinas e inibidor de protease como possíveis agentes sinérgicos para uso em conjunto com antibióticos comerciais no combate a microrganismos resistentes; e avaliar a capacidade de indução de proliferação e diferenciação de células-tronco por lectinas. A possibilidade de descoberta de novas moléculas bioativas parta uso no tratamento de infecções microbianas (inclusive contra cepas resistentes), em terapias regenerativas e na modulação do desempenho do sistema imunológico também evidencia a relevância socioeconômica do projeto e a capacidade de difusão em diferentes setores da área biomédica.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago José Arruda de Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • as transformações da base econômica nas regiões produtivas do agronegócio: uma análise espacial
  • Este documento propõe uma série de pesquisas que analisam as Regiões Produtivas do Agronegócio (RPA) utilizando como referência a Teoria da Base Econômica de North (1961a; 1961b; 1966, 1977a e 1977b) e os seus desdobramentos, com destaque para Oliveira; Piffer (2017a e 2017b). Diante disso, adota-se uma concepção da Economia Regional para explicar as diferenciações estruturais existentes entre as RPAs. Para tanto, utiliza-se da estatística e da econometria espacial com o intuito de identificar por meio de ilustrações geográficas as variações no espaço-tempo e os fatores que alimentam essa heterogeneidade. Trata-se, portanto, de uma iniciativa que aumenta a percepção acerca da difusão de novas capacidades produtivas a partir da agropecuária. Ademais, enriquece a produção científica nacional ao abordar temas que se referem à análise espacial e ao processo de formação econômico no interior do País. Para tanto, três artigos científicos apresentados em congressos e submetidos em periódicos com no mínimo B2 na área de Planejamento Urbano-Regional (PUR) se efetivarão. Por fim, no primeiro trabalho, as informações do Censo Agropecuário de 2006 e 2017 e a escala Região Geográfica Imediata, recentemente formulada pelo IBGE, serão utilizadas, a fim de identificar as principais modificações no interior do País ocorridas nos últimos anos.
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago José de Carvalho André

Ciências Biológicas

Genética
  • evolução de atributos funcionais, biogeografia e diversificação de arumãs (ischnosiphon, marantaceae) a partir de sequenciamento genômico de regiões-alvo
  • A presente proposta integra uma abordagem macroevolutiva para o estudo de processos biológicos fundamentais de diversificação, a partir da reconstrução da história de relacionamento entre espécies de Ischnosiphon (Marantaceae, Zingiberales), ervas de sub-bosque neotropicais. Técnicas moleculares recentes de sequenciamento massivo de DNA possibilitarão grande escopo de aplicações aos dados genéticos com potencial de estabelecimento das relações de parentesco neste importante gênero neotropical. A partir daí, seguirão análises do contexto espacial e temporal da diversificação do gênero em relação à evolução de espectros e atributos funcionais, dependentes de uma filogenia resolvida em nível específico. Assim poderemos identificar onde ocorreram as mudanças significativas na taxa de especiação e os principais promotores da diversificação no gênero, por exemplo: especiação alopátrica (como uma mudança significativa na taxa de especiação coincidente espacial e temporalmente ao soerguimento dos Andes); ou ainda, radiação adaptativa associada a evolução de atributos funcionais (como uma mudança significativa na taxa de especiação correlacionada à evolução do aumento na área foliar).
  • Universidade Federal do Oeste do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago Lopes Rocha

Outra

Ciências Ambientais
  • efeitos interativos da co-exposição de nanopartículas inorgânicas e herbicidas a base de glifosato ao longo do desenvolvimento do zebrafish (danio rerio).
  • O crescente desenvolvimento da nanotecnologia tem proporcionado avanço na produção e na utilização de nanomateriais (NMs), especialmente as nanopartículas (NPs), promovendo melhorias na qualidade de vida e crescimento econômico. Os NMs apresentam pelo menos uma dimensão entre 1 – 100 nm e novas propriedades físicas e químicas em relação aos materiais convencionais, tais como ampla área superficial e alta reatividade (EUROPEAN UNION, 2011; CEN, 2016). Os NMs podem ser aplicados em diferentes áreas de inovação tecnológica e industrial, tais como a microeletrônica, nanomedicina, farmácia e ciências biológicas, além do seu potencial uso em remediações ambientais (nanoremediação) (KARN et al., 2009; CORSI et al., 2014). Entretanto, a determinação da concentração dos NMs no ambiente aquático ainda é limitada devido às restrições metodológicas, enquanto seus efeitos ecotoxicológicos e risco ambiental ainda são pouco descritos (BAKER et al., 2014; ROCHA et al., 2015; BUNDSCHUH et al., 2018). A análise de risco ambiental dos NMs deve levar em consideração não somente seus efeitos tóxicos associados às propriedades nano-específicas, mas também incluir seus efeitos interativos com outros contaminantes (CANESI et al., 2015). Isso porque, de acordo com o conceito de “Trojan horse”, os NMs podem interagir e atuar como carreadores de outros poluentes, alterando seu comportamento e destino no ambiente, bem como sua bioacumulação e toxicidade. Contudo, os efeitos interativos da co-exposição dos NMs com outros contaminantes nos organismos aquáticos ainda permanecem desconhecidos. Nos últimos anos, especial atenção tem sido dedicada à pesquisa sobre os efeitos interativos dos NMs com contaminantes tradicionais ou emergentes em vertebrados aquáticos, especialmente os peixes. Efeitos antagônicos nas concentrações de glutationa (GSH) e na peroxidação lipídica (LPO), com diminuição dos níveis intracelulares de espécies reativas de oxigênio (EROs) foram observados nos hepatócitos do zebrafish (Danio rerio) após a co-exposição ao C60 fulereno (1 mg L-1) e o metaloide arsênico (AsIII) (2,5 e 100 µM) por 4 h (AZEVEDO COSTA et al., 2012), enquanto alterações no sistema de detoxificação e baixos níveis de EROs intracelulares foram relatados no zebrafish após a exposição do ao C60 fulereno (1 mg L-1) e o benzo(a)pireno (0,01 – 1 µg L-1) por 4 h (FERREIRA et al., 2014). Além disso, a adsorção do C60 fulereno ao 17α-etinilestradiol reduziu a bioavaliação e a toxicidade desse estrogênio sintético no D. rerio (PARK et al., 2010). A ecotoxicidade de herbicidas baseados em glifosato (HBG) para os peixes foi associada ao estresse oxidativo, danos no DNA, modificações do citoesqueleto, alterações histopatológicas nas brânquias e fígado, e alterações comportamentais (SOUZA-FILHO et al., 2013; ROCHA et al., 2015; SANTOS et al., 2017). Contudo, seus efeitos ecotoxicológicos associados aos poluentes emergentes, como os NMs, ainda precisam ser investigados. Os peixes podem interagir e absorver as NPs principalmente através das brânquias ou sistema digestivo, onde as NPs podem ser transportadas para outros órgãos, tais como fígado, rins e cérebro (MA AND LIN, 2013), e induzirem diferentes efeitos tóxicos, tais como estresse oxidativo, citotoxicidade, genotoxicidade, alterações histopatológicas, danos reprodutivos, efeitos teratogénicos e alterações comportamentais (BAKER et al., 2014; DELLA TORRE et al., 2015; ATES et al., 2016). O teste de embriotoxicidade com o zebrafish (ZET ou "zebrafish embryotoxicity test") é considerado padrão ouro na avaliação da ecotoxicidade de amostras de água e efluentes, bem como classificação da toxicidade de novos químicos e materiais (LAMMER et al., 2009; BEEKHUIJZEN et al., 2015; BABIĆ et al., 2017; WANG et al., 2018). Dentre suas as vantagens, destacam-se o porte reduzido, fácil manutenção em biotério, desenvolvimento embrionário externo, rápido desenvolvimento embrionário (2 a 3 dias até eclosão), alta fecundidade, os embriões do zebrafish são transparentes, e seu material genético é semelhante aos humanos, assegurando uma similaridade entre processos de desenvolvimento, sinalização celular, estrutura celular, anatomia e fisiologia com humanos e outros vertebrados (HILL et al., 2005; HOWE et al., 2013; BAMBINO E CHU et al., 2017). Testes de toxicidade aquática são requeridos para avaliação de risco ambiental, enquanto o teste de toxicidade com embriões de peixe (FET) (OECD 236) foi indicado no contexto regulatório de Registro, Avaliação, Autorização e Restrição de Produtos Químicos (REACH) (BUSQUET et al., 2014). Assim, é essencial determinar os parâmetros para a execução e determinação da nanotoxicidade usando o ZET. Desse modo, a proposta do presente projeto é investigar os efeitos interativos de NPs metálicas com HBGs ao longo da ontogênese do zebrafish durante 144 h de exposição através da avaliação de múltiplos biomarcadores, tal como análise dos efeitos embriotóxicos e teratogênicos, cardiotoxicidade, neurotoxicidade e histopatológicos. Nesse contexto, o presente estudo contribuirá para a caracterização do zebrafish como sistema-modelo adequado para os testes de nanotoxicidade e avaliação do impacto ambiental dos NMs (isolados ou em co-exposição).
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago Luiz de Paula Castro

Ciências Biológicas

Genética
  • a regulação de genes envolvidos na virulência de corynebacterium pseudotuberculosis: análise da atividade promotora por meio da indução diferencial de fluorescência
  • A regulação da expressão gênica está diretamente relacionada ao controle dos mecanismos de virulência e patogenicidade em bactérias como Corynebacterium pseudotuberculosis. Intracelular facultativo, este patógeno é o agente etiológico da Linfadenite Caseosa (LC), doença que acomete cabras e ovelhas no Brasil e no mundo. A LC se manifesta pela ocorrência de necrose caseosa nos linfonodos internos e externos dos animais afetados, prejudicando a produção de carne, couros, lã e leite. A prevalência da LC é elevada devido à inexistência de vacinas e métodos diagnósticos eficazes, tornando-se necessária uma melhor compreensão da fisiologia e do papel da regulação gênica na infecção por C. pseudotuberculosis. O presente projeto pretende identificar e caracterizar os mecanismos de ativação de diferentes fatores de virulência nessa bactéria, avaliando a atividade promotora de genes envolvidos na resistência ao estresse e no estabelecimento dentro do hospedeiro. Para isto, sequências promotoras de genes selecionados serão clonadas a montante da sequência codificadora da proteína verde fluorescente (GFP) no plasmídio promoterless pSM20, desenvolvido para estudos de expressão gênica em corinebactérias. Dentre os alvos selecionados para estudo estão os promotores dos genes que codificam os fatores sigma alternativos da RNA polimerase bacteriana, genes que estão envolvidos nas vias biossintéticas da lipomanose (LM) e da lipoarabinomanose (LAM), e genes relacionados à respiração celular em anaerobiose. Linhagens de C. pseudotuberculosis portadoras dos plasmídeos construídos serão submetidas a diversos estresses ambientais (incluindo os estresses oxidativo e térmico), anaerobiose, e infecção de macrófagos murinos. Por meio da quantificação da proteína GFP utilizando um citômetro de fluxo, avaliaremos a interferência das condições ambientais na atividade promotora e estabeleceremos novas correlações entre a modulação da expressão gênica e a virulência em C. pseudotuberculosis.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago Marconi de Souza Cardoso

Ciências Biológicas

Imunologia
  • reatividade cruzada de anticorpos desenvolvidos após a vacinação com tríplice viral com as proteínas do sars-cov2.
  • Pandemia global declarada, a doença Covid-19 é um enorme dilema. A falta de tratamento efetivo, uma vacina específica contra o vírus SARS-CoV2, bem como alternativas de manejo para a população exposta, provavelmente se tornou o maior desafio para a medicina no século XXI. A homologia entre o antígeno da vacina MMR (sarampo, caxumba e rubéola) e a SARS-CoV2 pode indicar uma potencial imunização cruzada e proteção potencial. Aqui, pretendemos investigar os anticorpos que reagem de maneira cruzada com as proteínas SARS-CoV2 e seu potencial protetor contra infecções em um grupo de profissionais de saúde.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 27/08/2020-26/09/2022
Foto de perfil

Thiago Mielle Brito Ferreira Oliveira

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • biossensores eletroquímicos estruturados com proteínas redox de cogumelos silvestres
  • Em toda a extensão do território brasileiro (8,5 milhões km²), podemos encontrar diferentes zonas climáticas que permitem o desenvolvimento e adaptação de ampla e rica biodiversidade, com um importante destaque para o Bioma Caatinga, por abrigar um conjunto de ecossistemas encontrados unicamente no Brasil. Todavia, somente uma pequena fração das espécies existentes e de suas relações filogenéticas são conhecidas, principalmente quando se refere aos macro- (basidiomicetos, minhocas, lesmas, caracóis, aracnídeos, formigas, etc.) e micro-organismos (microfungos, bactérias, protozoários, algas unicelulares, etc.). Os cogumelos silvestres (uma das principais classes das 140 mil espécies de macrofungos identificadas), por exemplo, apresentam características singulares quanto aos atributos fisiológicos e bioquímicos, sendo importantes fontes de diferentes proteínas redox. Infelizmente, a maioria dos estudos envolvendo estas espécies limitam-se à investigações taxonômicas, deixando de lado outros dados importantes como a composição química e bioatividade dos possíveis metabólitos para ensaios in vivo e in vitro. Na área biotecnológica, uma das aplicações mais fascinantes das células, extratos proteicos e proteínas isoladas desses macrofungos está no desenvolvimento de biossensores eletroquímicos. Estes dispositivos são capazes de fornecer informações analíticas quantitativas e semiquantitativas sobre moléculas-alvo, usando um receptor bioquímico imobilizado sobre transdutores de sinal elétrico. Suas aplicações são bastante versáteis, estendendo-se desde a detecção de micropoluentes ao diagnóstico precoce de diferentes patologias. Metodologias eletroanalíticas desenvolvidas com biossensores eletroquímicos também fornecem medidas mais estáveis, sensíveis, altamente específicas e/ou seletivas, precisas e com custo relativamente baixo, atreladas ao importante efeito eletrocatalítico das proteínas frente ao processo redox dos substratos. Diante do exposto, este projeto tem por objetivo desenvolver protótipos de biossensores eletroquímicos, configurados com proteínas redox de cogumelos silvestres, oriundos das áreas de Caatinga do Nordeste do Brasil, visando a aplicação desses dispositivos na eletroanálise de moléculas de interesse biológico e/ou ambiental.
  • Universidade Federal do Cariri - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago Moreno Lopes e Souza

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • investigação de carreadores à base de quitosana e sistemas de entrega de medicamentos clinicamente aprovados/reposicionados e desinfetantes contra o sars-cov-2
  • O coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave (SARS-CoV-2) já é responsável por muito mais mortes do que os coronavírus patogênicos (CoVs) anteriores, de 2002 e 2012. Atualmente, a resposta mais efetiva à pandemia de SARS-CoV-2 tem sido o distanciamento social, a fim de evitar o contato de pessoas infectadas e não-infectadas e achatar a curva de disseminação do vírus. Apesar de efetivas, essas medidas não reduzem o número absoluto de indivíduos infectados e ainda provocam uma redução considerável na atividade econômica global. A identificação de medicamentos clinicamente aprovados a serem reposicionados para combater a doença de CoV 2019 (COVID-19) permitiria a rápida implementação de procedimentos potencialmente salvadores de vidas. A equipe brasileira proponente do projeto mostrou recentemente que o inibidor de protease do HIV-1, atazanavir (ATV) e dois antivirias de ação direta utilizados para tratamento da hepatite C, daclatasvir (DCV) e sofosbuvir (SFV), inibem a replicação in vitro do SARS-CoV-2. Esses drogas, no entanto, como foram desenvolvidas para alvos diferentes, suas potências podem ser limítrofes aos parâmetros farmacocinéticos para a utilização contra a COVID-19. Esse projeto visa, então, pesquisar e desenvolver carreadores à base de quitosana e sistemas de entrega direcionados para medicamentos clinicamente aprovados/reposicionados e desinfetantes contra o SARS-CoV-2, a fim de melhorar a eficácia e farmacocinética dos candidatos a antivirais assim como a durabilidade da ação dos candidatos a desinfetantes. Essa pesquisa inclui três subprojetos de interação lógica: i) identificar candidato(s) a drogas anti-SARS-CoV-2 por meio de estratégia de reposicionamento de drogas, permitindo uma tradução rápida para estudos clínicos; ii) desenvolver nanofármaco(s) anti-SARS-CoV-2 de direcionamento para os pulmões usando nanotransportadores à base de quitosana; iii) desenvolver desinfetantes antivirais à base de quitosana e avaliar sua aplicação na impregnação de produtos têxteis e filtros de ar. O uso de drogas nanoformuladas combina a possibilidade de desenvolver rapidamente tecnologias inovadoras impregnadas com compostos aprovados. Em um sistema de entrega controlada, pode-se esperar incluir os medicamentos reposicionados mais ativos e catalogar as evidências pré-clínicas de segurança e eficácia para avançar nos ensaios clínicos.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 13/04/2021-30/04/2023
Foto de perfil

Thiago Nilton Alves Pereira

Ciências Biológicas

Zoologia
  • anatomia encefálica comparada de teleostei (osteichthyes: actinopterygii)
  • A infraclasse Teleostei (supercoorte Teleocephala) compreende cerca de 31 mil espécies de peixes formalmente descritas e válidas, sendo esse número elevado de espécies refletindo na ampla variedade de adaptações, sendo as mesmas distribuídas nas águas salgadas e doces do planeta. A classificação formal dos representantes do grupo é baseada quase que estritamente em caracteres osteológicos e poucos caracteres de outras naturezas são utilizados para estabelecer hipóteses filogenéticas no grupo. Dessa maneira, os objetivos gerais do presente Projeto são descrever e ilustrar a anatomia macro encefálica de representantes das ordens de Teleostei viventes, bem como o levantamento de caracteres filogeneticamente informativos relacionados a esse complexo morfológico quase que inexplorado. Serão examinados e dissecados representantes de, pelo menos, 67 ordens de Teleostei viventes. Os padrões evolutivos da macro anatomia encefálica serão descritos e ilustrados, bem como possíveis caracteres oriundos da anatomia encefálica que possam vir a mostrar-se filogeneticamente informativos em uma análise cladística. Após a finalização desse estudo da anatomia comparada dos encéfalos de representantes de Teleostei viventes, espera-se que os padrões resultantes da evolução dessa importante região do corpo dos peixes teleósteos passem a ser melhor conhecidos e compreendidos.
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Thiago Nogueira

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • avaliação dos compostos orgânicos voláteis e material particulado na atmosfera da cidade de são paulo e análise do risco associado à sua exposição
  • Estimativas recentes revelam quantidades alarmantes sobre a contribuição da poluição do ar, sobretudo do material particulado menor do que 10 e 2,5 µm (MP10 ou MP2,5), para as doenças cardiorrespiratórias e mortes prematuras. Neste contexto, este projeto tem como objetivo relatar, pela primeira vez, as características das concentrações de poluentes atmosféricos tais como compostos orgânicos voláteis (COVs) e MP próximas às vias de tráfego na região metropolitana de São Paulo (RMSP), com discussão dos efeitos sobre a saúde pública e mudanças do clima. Os resultados deste trabalho têm ampla implicação para outras regiões urbanas impactadas pelas emissões veiculares. Os resultados esperados configuram um importante avanço para a área de poluição do ar por descrever a concentração de poluentes atmosféricos, suas características espaciais, temporais e sazonais, bem como a avaliação de risco à saúde para diferentes grupos etários. A obtenção dos resultados no projeto possibilitará a melhor estimativa do impacto desses poluentes para a composição química da atmosfera urbana da RMSP. Adicionalmente, os resultados obtidos no projeto também serão importantes em modelos de qualidade do ar, os quais são de grande relevância para uma descrição mais acurada das emissões por fontes urbanas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022