Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Paulo Roberto de Araújo Campos

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudo das propriedades de caminhadas evolutivas e a evolução da especialização funcional e divisão de tarefas
  • Este projeto de pesquisa apresenta algumas das linhas que serão desenvolvidas em nosso grupo pelos próximos anos. O projeto está dividido em dois temas, que têm sido foco recente de pesquisas teóricas e experimentais nos mais diversos ramos da ciência, mas principalmente dentro da biologia evolutiva. Área na qual, os conhecimentos adquiridos em técnicas de modelagem matemática e simulação computacional desenvolvidas pelos físicos e matemáticos têm contribuído para um maior entendimento de diversos problemas. A primeira parte do projeto focada tem por objetivo investigar e determinar as condições para o surgimento e estabelecimento da divisão de tarefas (division of labor) e conseqüente especialização das unidades envolvidas. Este tema é de interesse não só no âmbito da biologia evolucionária, como por exemplo, no estudo sobre a emergência da multicelularidade, mas também em um contexto ecológico, e em áreas como sociobiologia, economia, entre outras. No contexto mais biológico ou mesmo em sociobiologia, a unidade de seleção não é apenas a célula, ou o indivíduo, mas o organismo (biológico ou social) como um todo. Em algumas situações o problema é abordado no âmbito da seleção multinível. Em um contexto ecológico, a unidade de seleção é o próprio indivíduo e assim tem-se por objetivo compreender em que situações observa-se o predomínio de estratégias generalistas ou especialistas. Em nosso grupo temos dado bastante ênfase ao estudo de modelos baseados em recursos e propriedades metabólicas dos indivíduos, onde a aquisição de recursos e sua conversão em energia irão determinar a taxa de replicação dos organismos. Esse tipo de modelagem nos permite investigar as consequências de dois tradeoffs bem estabelecidos empiricamente na literatura: o tradeoff entre taxa de captação de recursos e eficiência do processo de conversão desses recursos em energia; e o tradeoff entre taxas de captação, no caso em que mais de um tipo de recurso é assumido. Logicamente que outras abordagens mais gerais podem ser desenvolvidas, e que não levam de forma explícita a existência dos recursos, distinguindo-se, por exemplo, as atividades germinativas e somáticas. A segunda parte do projeto diz respeito aos processos otimização. Problemas de otimização são bastante amplo, com aplicações nos mais diversos campos da ciência, incluindo-se a física, matemática, engenharias, computação e assim por diante. Na otimização evolucionária, a busca por soluções ótimas se dá, dentre outros mecanismos, através do processo de seleção. Sewall Wright criou a metáfora de uma escalada para a evolução Darwiniana. O conceito de relevo de adaptação proposto por Wright é um dos conceitos mais importantes na biologia evolucionária. Neste projeto, queremos dar continuidade a esta linha de pesquisa iniciada recentemente em nosso grupo. Em particular, nosso objetivo é identificar e quantificar o grau de previsibilidade e reprodutibilidade em evolução. Diferentes tipos de relevos deverão ser estudados, e diferentes tipos de sistemas deverão ser considerados. Temos por interesse abordar dinâmicas adaptativas de populações naturais, e estudar as propriedades de suas trajetórias evolutivas, como também temos interesse em sistemas onde o processo de otimização está relacionado ao processo de aprendizado. Investigaremos ainda como as propriedades topográficas dos relevos influenciam as dinâmicas estudadas.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Roberto Garcia Lucareli

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • análise da sinergia muscular, cinemática tridimensional, dor, funcção e fatores biopscicosociais de mulheres com dor femoropatelar.
  • Introdução: A Dor Femoropatelar (DFP) é caracterizada pela dor na região retro e/ou peripatelar associada a atividades que aumentam as forças compressivas na articulação femoropatelar. A DFP tem origem multifatorial e pode estar associada às alterações anatômicas, biomecânicas, sociais, psicológicas e comportamentais. A literatura apresenta divergências quanto à caracterização da biomecânica desses pacientes, a inconsistência entre os achados cinemáticos e neuromusculares dificulta a comparação entre os estudos. Além disso, os estudos que abordam a atividade muscular de pacientes com DFP avaliam os principais músculos do quadril e joelho separadamente, pouco se sabe sobre o comportamento conjunto dos músculos e se os pacientes apresentam alguma alteração quanto aos comandos de ativação muscular ao nível do sistema nervoso central. A partir da sinergia muscular é possível identificar quantos comandos neurais são necessários para se realizar uma tarefa e quanto cada músculo participa em cada uma dessas sinergias, fornecendo informações mais completas sobre as estratégias neurais adotadas por esses pacientes, auxiliando no melhor entendimento da doença. Objetivos: Avaliar e comparar a sinergia muscular e cinemática tridimensional de mulheres com DFP e assintomáticas durante a execução do step down lateral. Métodos: Trata-se de um estudo transversal com uma amostra por conveniência de mulheres que apresentarem sinais de DFP e assintomáticas. Elas serão avaliadas em um único dia por meio de questionários biopsicossociais, de função e de dor, testes clínicos (Foot Posture Index, amplitude de movimento do tornozelo), força muscular através do dinamômetro manual dos seguintes grupos musculares: abdutores, rotadores laterais e extensores de quadril e extensores de joelho e da análise cinemática tridimensional e eletromiografia, para obtenção dos dados sobre a sinergia muscular, durante a execução do step down lateral. Para os dados cinemáticos os grupos serão comparados por meio de uma MANOVA, considerando um p<0.05. A sinergia muscular será calculada através da fatorização da matriz não-negativa dos dados eletromiográficos e os resultados serão analisados através de um teste de correlação.
  • Universidade Nove de Julho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Roberto Pereira Santiago

Engenharias

Engenharia Biomédica
  • esteira ergométrica open source para avaliações do esporte de alto rendimento
  • Para evolução do esporte em seus diversos âmbitos, não basta investir somente na formação dos atletas, também é fundamental desenvolver equipamentos para o treinamento, monitoramento e avaliação. Esteiras ergométricas são utilizadas há muito tempo para o treinamento, avaliação e pesquisa com atletas de várias modalidades esportivas. Tal uso é decorrente de sua praticidade em atividades de baixa, média e alta intensidade em centros de treinamento ou laboratórios. Existem poucas esteiras devidamente instrumentadas e as poucas existentes são de alto custo, superando em alguns casos os US$ 170.000,00. Além do alto custo, suas manutenções são complicadas e muitas vezes inviáveis no aspecto financeiro. Também possuem sistema para leitura dos dados fechado, sendo compatíveis apenas com os softwares do fabricante que, normalmente, não se comunicam com outros sensores ou sistemas de aquisição de dados. Por essas razões, pesquisadores de várias áreas têm dificuldade em adaptar as esteiras atuais às suas necessidades. Isso ocorre até mesmo quando um laboratório possui quantia suficiente de dinheiro para a aquisição de uma esteira importada devidamente instrumentada. Assim, muitas vezes no primeiro defeito, essas ficam inutilizadas por falta de suporte técnico no país. Deste modo, este projeto tem como objetivo projetar e desenvolver uma esteira ergométrica voltada para uso em laboratórios de pesquisa, que seja versátil, adaptável às necessidades dos pesquisadores e em plataforma aberta (Open Source Hardware and software). Todo projeto da esteira ficará disponível em repositórios livres para uso da comunidade científica. A sua automação e instrumentação será em módulos programáveis, fato que permite atualizações e adaptações por qualquer usuário. Além dos recursos convencionais de uma esteira comercial (controle de velocidade e inclinação positiva), o primeiro protótipo da esteira contará com a mensuração da velocidade linear, força de reação do solo, torque no motor, inclinações positiva e negativa, e também será capaz de simular modo de rolagem passiva, com o motor trabalhando apenas para anular as forças de resistência interna da esteira.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Roberto Raposo Alentejano

Ciências Humanas

Geografia
  • uma década de grandes projetos de desenvolvimento e seus impactos sobre o espaço agrário fluminense
  • O estado do Rio de Janeiro está diante de um novo cenário, marcado pela crise do modelo que vigorou nas duas primeiras décadas do século XXI. Modelo esse caracterizado pela crescente presença de grandes empresas nacionais e transnacionais investindo em grandes projetos, com forte apoio institucional e financeiro estatal, articulado nas diferentes esferas de governo e com as principais organizações empresariais atuantes no estado, com destaque para a Firjan. Este cenário permitiu a realização de grandes blocos de investimento mediante a criação de novos pólos de desenvolvimento articulados entre si, envolvendo empreendimentos industriais, agroindustriais e obras de infraestrutura e logística, mas que a partir de 2012 entraram em crise pela queda dos preços das commodities no cenário internacional, a desaceleração do crescimento da China, a crise econômica nacional e os efeitos de desinvestimentos públicos e privados no estado. O presente projeto de pesquisa se propõe a observar e avaliar as consequências de uma década de impactos causados pelos grandes projetos industriais e de infraestrutura que marcaram o modelo de desenvolvimento no estado do Rio de Janeiro no início do século XXI e seus efeitos futuros no contexto de crise, no tocante à dinâmica do espaço agrário fluminense.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Roberto Ribeiro de Jesus

Ciências Agrárias

Agronomia
  • aquisição de tolerância à estresses abióticos: contribuição de genes da família terpeno sintase em ricinus communis
  • Ricinus communis é uma importante cultura vegetal predominantemente cultivada em regiões tropicais e subtropicais do mundo. Esta espécie é capaz de crescer em ambientes secos e quentes onde outras culturas não cresceriam e ainda produzir um bom rendimento, sendo considerada, portanto, tolerante a uma gama diversificada de estresses ambientais. Nosso grupo de pesquisa tem investigado os mecanismos bioquímicos e moleculares envolvidos no processo de germinação e estabelecimento de plântulas de R. communis, especialmente em resposta à altas temperaturas. Observou-se que as sementes de R. communis germinam mais rápido e em maior porcentagem à 35ºC do que a temperaturas mais baixas (20 e 25 ºC), porém à 35ºC foi observado comprometimento do estabelecimento de plântulas saudáveis. Detectou-se ainda que as plântulas são capazes de lidar com altas temperaturas em fases posteriores do desenvolvimento, caso a germinação ocorra em temperaturas mais baixas. Nesse contexto, nosso grupo de pesquisa descreveu pela primeira vez que essa espécie apresenta uma janela termossensível durante a germinação de suas sementes, na qual altas temperaturas comprometem o desenvolvimento de plântulas. Os potenciais genes de resposta aos estresses abióticos foram identificados com base num estudo abrangente em nível transcriptômico (microarranjo) realizado pelo proponente, em que se avaliou a resposta ao estresse térmico das sementes e plântulas da espécie R. communis. Os terpenos compreendem a maior classe de substâncias orgânicas produzidas por plantas, com mais de 40.000 estruturas relatadas até o momento. Esta importante classe de substâncias orgânicas apresenta uma vasta diversidade química e molecular da qual apenas uma fração pequena foi estudada até o momento. Desafios associados à complexidade dos genomas impõe restrições quanto ao estudo das vias biossintéticas para a grande maioria destes compostos. O objetivo da presente proposta é fornecer subsídios para a obtenção de linhagens de Ricinus communis L. com elevada tolerância à estresses abióticos que possam ser utilizadas em programas de melhoramento genético e para a agricultura familiar mediante a caracterização bioquímica e molecular de genes da família terpeno sintase. Pretende-se que os pequenos agricultores sejam favorecidos com o desenvolvimento de variedades ou cultivares mais tolerantes, sendo menos sensíveis aos regimes de chuvas durante plantio e cultivo. O projeto ora proposto apresenta um caráter multidisciplinar e inovador através do qual espera-se fortalecer o cenário da pesquisa em metabolômica, bioquímica e biologia molecular de plantas aplicados ao melhoramento vegetal tanto na Bahia quanto na região Nordeste.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Roberto Ribeiro Fontes

Ciências Humanas

História
  • a queda da "república sindical": ditadura e mundos do trabalho no rio de janeiro (1964-1978)
  • Este projeto de pesquisa tem como objetivo o estudo do movimento sindical carioca e dos mundos do trabalho em geral na cidade do Rio de Janeiro entre o golpe de 1964 e a emergência do chamado “novo sindicalismo” em 1978. Além de contribuir para a análise do sindicalismo e dos movimentos sociais em um período ainda relativamente pouco abordado no campo da história social do trabalho, este projeto visa investigar o universo do trabalho e dos trabalhadores de uma maneira mais ampla procurando compreender aspectos da vida cotidiana, dos impactos da desindustrialização, abordando como o/a trabalhadora/a comum, para além da militância sindical organizada, vivenciaram os anos da ditadura. Procuraremos compreender como a classe trabalhadora vivenciou as ações de repressão (tanto estatal, quanto patronal), enfatizando não apenas os mecanismos de resistência e conflituosidade, mas também as ações de adesão e acomodação. Particular atenção será dada para a percepção de como as ações da ditadura nos mundos do trabalho impactaram mulheres e negros de maneira diferenciada. Igualmente, procuraremos analisar como os emergentes movimentos negro e feminista articularam-se com o movimento sindical e que tipo de tensões, colaborações e desafios foram estabelecidos entre estes movimentos sociais. Adicionalmente, esse projeto de pesquisa pretende ser o esteio da estruturação do Laboratório de Estudos dos Mundos do Trabalho e Movimentos Sociais (LEMT), grupo de pesquisa cadastrado no CNPq, em sua atual fase de transferência do CPDOC da Fundação Getulio Vargas para o Instituto de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ao longo dos último 6 anos, em sua fase no CPDOC/FGV, o LEMT reuniu professores e integrou alunos de graduação, pós-graduação e pós-doutoramento em atividades conjuntos de leituras, discussão de textos e pesquisas em comum, organizando também uma agenda regular de atividades (palestras, mesas-redondas, debates) que tem reunido uma parte expressiva da comunidade carioca interessada nos temas dos mundos do trabalho. Desde sua criação foram 31 eventos, contando e com a participação como palestrantes ou debatedores de cerca de 60 acadêmicos de diversas universidades nacionais e estrangeiras. Neste sentido, o LEMT tornou-se uma referência para os debates desta área na cidade do Rio de Janeiro, com repercussões muitas vezes em âmbito nacional. Todos os participantes da equipe dessa pesquisa são membros e colaboradores do LEMT e os recursos do projeto colaborarão para a estruturação do laboratório na UFRJ.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Roberto Scalco

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • poder de mercado e eficiência na indústria bancária brasileira: uma aplicação dos modelos de fronteira estocástica
  • Este projeto de pesquisa tem como objetivo desenvolver uma nova classe de modelos, baseados nos modelos de análise de fronteira estocástica (SFA), para mensurar o poder de mercado na indústria bancária brasileira. Os modelos SFA são mais flexíveis, requerem menos dados e contornam uma série de críticas relacionadas aos tradicionais métodos empregados na literatura. Os modelos permitirão assumir uma estrutura multiprodutos dos bancos brasileiros e a utilização de uma nova base de dados disponibilizada pelo Banco Central do Brasil e que contém informações sobre 18 modalidades de crédito, individualmente. Além disso, os modelos SFA fornecem, em uma única estrutura, unificada, resultados para uma medida do grau de poder de mercado, elasticidades, índices de (in)eficiência e retornos a escala, permitindo, portanto, investigar os impactos que o aumento de concentração causou à indústria bancária brasileria.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Rogério Faustino Matos

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • ensaios sobre o mercado de crédito no brasil
  • Em suma, este projeto visava modelar aspectos empíricos associados ao crédito destinado às famílias, aos estados, identificando a relevância de ambos no crescimento e na modelagem de apreçamento de ativos. Pretende-se desenvolver cinco artigos ao longo do projeto. No artigo intitulado Análise do efeito da inadimplência na modelagem microfundamentada do prêmio de risco de mercado o intuito é revisitar algumas das principais questões nesta literatura para o Brasil, como a estimação da elasticidade com uso de utilidades como a CRRA, dentre outras, revistando o equity premium puzzle (EPP). Para tal, a inovação está associada à inserção das decisões de crédito e inadimplência, as quais juntamente com as decisões de consumo, poupança e investimento proporcionam um sistema estendido de equações de Euler. No segundo artigo, intitulado Análise da composição do crédito e seu efeito na heterogeneidade de renda nos estados brasileiros, faz-se uso de um modelo a la Barro (1991), em sua versão adaptada por Beck (2012). O intuito é inferir sobre o papel do crédito decomposto, considerando a demanda, ou seja, famílias, firmas e máquina pública. Neste sentido, é possível mensurar em um painel contendo os estados durante o período de 2004 a 2017 a relevância do crédito para cada um desses agentes no crescimento do PIB nos referidos estados. No terceiro artigo, On the forward-looking behavior of Brazilian nonearmarked household credit, a ideia é agregar à discussão sobre o crédito para famílias no Brasil. Pode-se resumir o mercado de crédito doméstico brasileiro como heterogêneo, aparentemente inconseqüente, impulsionado por variáveis de demanda e explosivas. Nesse cenário, estamos convencidos de que vale a pena ampliar essa discussão modelando as decisões de crédito doméstico com base em uma estrutura voltada para o futuro. Este artigo propõe um modelo para melhor entender a variação em algumas das principais variáveis de crédito não-vinculado a famílias: amortização em relação ao PIB, concessão em relação ao PIB, percentual da carteira de crédito com atraso e inadimplência. Utilizamos as séries de expectativas para as variáveis econômicas monitoradas pelo Market Report - Foco do Banco Central do Brasil que refletem a percepção do mercado para o desempenho macroeconômico do país. Ainda sobre este segmento do crédito no Brasil, em Household credit bubble in Brazil: The unbearable lightness of having, sugere-se usar a função de reação fiscal de Bohn (2007), de forma propor pela primeira vez uma abordagem que nos permita inferir sobre a solvência do crédito doméstico brasileiro desagregado por fonte de recursos financeiros: não-vinculado, vinculado e total. Esse arcabouço tem sido amplamente utilizado na literatura empírica das finanças públicas no Brasil. Fornecemos um exercício empírico de abril de 2011 a agosto de 2017 com base em nossa versão estendida inovadora que nos permite medir a causalidade da dívida em relação ao PIB ao superávit entre a amortização e a concessão de crédito como proporção do PIB, além do papel desempenhado por relevantes. proxies de risco de crédito: o percentual da carteira de crédito com atraso, a taxa de inadimplência e o prazo médio de novas operações. Por fim, em On the drivers of BNDES credit to Brazilian state governments, agrega-se ao debate sobre finanças públicas dos estados brasileiros, consistindo em um ponto de partida na discussão específica da concessão de crédito pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) à máquina pública, cujo montante de desembolso de 2009 a 2014 foi de R$ 60,49 bilhões. Visando identificar os determinantes de causalidade desse crédito, propõe-se uma modelagem parcimoniosa e bem especificada do comportamento de equilíbrio da concessão de crédito aos governos estaduais, a ser estimado através de um painel balanceado dinâmico durante o referido período, seguindo a metodologia reportada em Hansen e Sulla (2013) e Matos (2017).
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Rogério Massoni

Outra

Ciências Ambientais
  • avaliação química e toxicológica do material particulado em suspensão atmosférica nos municípios de piracicaba-sp e itapetininga-sp
  • Este trabalho objetiva a análise e avaliação qualitativa e a especiação do material particulado em suspensão atmosférica, bem como a quantitativa, ou seja, a avaliação da concentração de elementos químicos potencialmente tóxicos nele presentes, nos municípios de Piracicaba-SP e Itapetininga-SP. Neste caso, tem-se especial interesse pelo material particulado em sua fração inalável chamada de “grossa” e na fração respirável chamada de “fina” simbolizadas, respectivamente, por PM10-2,5 e PM2,5. A fração inalável tem diâmetro aerodinâmico entre 2,5 e menores que 10 µm. Já a fração respirável, tem diâmetro aerodinâmico menor que 2,5 µm, a qual se tem uma atenção especial, pois ela chega aos alvéolos pulmonares, entrando na corrente sanguínea, podendo causar diversos danos à saúde, que muitas vezes são irreversíveis. Para amostragem, será utilizado um amostrador rotativo, com o conjunto medidor de vazão e de volume e bomba de vácuo, capaz de coletar as frações fina e grossa do PM numa mesma coleta. Isso deverá ocorrer durante várias horas em dias específicos, nas quatro estações, num período de dois anos. As coletas das amostras ocorrerão em intervalos de 30 minutos, e com isso será possível avaliar os perfis temporais, bem como os momentos críticos da concentração de poluentes durante os períodos determinados. Essa amostragem é possível devido ao fato do amostrador rotativo ser automatizado, podendo coletar várias amostras num só filtro e um só impactador, pois ele rotaciona de acordo com a programação temporal e de passo, produzindo faixas de amostras no filtro e no impactador. As amostras coletadas, sobre filtro (fração fina) e sobre impactador (fração grossa), serão analisadas pela técnica de fluorescência de raios X por dispersão de energia (EDXRF – Energy Dispersive X-Ray Fluorescence), para determinação da concentração dos elementos químicos presentes no PM. A excitação das amostras será feita no CENA/USP em Piracicaba com a utilização do equipamento de EDXRF compacto fabricado pela Shimadzu, com tubo de raios X de 50 w de potência, disponibilizado no Laboratório de Instrumentação Nuclear. Com isso será possível determinar a concentração dos elementos químicos de nº atômico 11 ao 90. Além da utilização da técnica de EDXRF, pretende-se fazer especiações pela análise das amostras por XAS pela submissão de projeto no LNLS em Campinas-SP, em sua linha XAFS2, que fornecerá informações sobre o estado de oxidação, geometria de coordenação e número de átomos vizinhos nas amostras de PM. Também será feita a análise da topografia e a granulometria dos particulados finos e grossos, retidos nos filtros e impactores, respectivamente, com a técnica de microscopia de força atômica (AFM, Atomic Force Microscope), o qual já se possui no Campus de Itapetininga do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP-ITP). Os resultados das análises no que tange à forma e a concentração de elementos químicos serão comparados com os parâmetros estabelecidos por agências ambientais nacionais e internacionais e assim poder levantar a necessidade de monitoramento do particulado atmosférico dos locais em questão. Com recursos solicitados no presente projeto, pretende-se adquirir um amostrador rotativo, filtros e impactadores, um medidor de vazão e volume e bomba de vácuo, sondas para o AFM e filmes de polipropileno para o Laboratório de Física o IFSP - campus Itapetininga e para o Laboratório de Instrumentação Nuclear do CENA-USP e apresentar à comunidade, às agências ambientais locais e às autoridades municipais e estaduais os resultados e conclusões a respeito da qualidade do ar, alertando para um monitoramento eficaz principalmente nos momentos críticos de concentração de PM nos municípios de Piracicaba-SP e Itapetininga-SP, bem como levar subsídios para uma fiscalização mais eficiente referente às condições ambientais.
  • Instituto Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-30/06/2021
Foto de perfil

Paulo Rogério Pinto Rodrigues

Engenharias

Engenharia de Energia
  • estudo do efeito sinérgico em células solares sensibilizadas por corantes sintético n719 e naturais do gênero oenocarpus
  • O investimento de setores e governos em fontes renováveis de energia aumentou nas últimas décadas, devido ao alto impacto ambiental gerado pela queima de combustíveis fósseis e da previsão alarmante de esgotamento das fontes de combustíveis fosseis. Buscando solucionar o problema, pesquisas relacionadas a produção de biocombustíveis, desenvolvimento de aero geradores, usinas termoelétricas, células solares, entre outros, foram impulsionadas. O desenvolvimento de tecnologia para o aproveitamento da energia solar no Brasil é muito importante, pois uma grande região do país fica localizada muito próxima a linha do Equador e recebe radiação, praticamente, o ano todo. O desenvolvimento e aprimoramento de tecnologias de aproveitamento de energia solar para geração de energia elétrica teve início em 1839 quando Edmond Becquerel estudava o efeito da luz em células eletrolíticas. No mercado existem células solares de diferentes estruturas e composições variadas que conferem níveis diferentes de conversão de energia. As células solares de silício cristalino são as mais vendidas, mas outras células solares estão ganhando espaço e possuem vantagens interessantes do ponto de vista ambiental e econômico, como as células solares sensibilizadas por corantes (CSSC). O corante mais utilizado atualmente são os complexos metálicos baseados em rutênio, tipo N719, destacando-se por apresentar uma ampla faixa de absorção de energia, além de ser estável e possuir grupos adsorventes que se ligam fortemente o óxido. Entretanto, o valor médio do grama deste tipo de corante, pode chegar a cerca de U$3,000.00 (três mil dólares). Este elevado custo é o principal responsável pela minimização do uso deste tipo dispositivos CSSC em larga escala. Por isso o desenvolvimento e estudos de novos corantes, usados para a geração de energia são extremamente importantes A aplicação de corantes naturais poderiam minimizar o custo deste tipo de CSSC. Uma das espécies com grande potencial econômico e que pode ser incorporada em CSSC, é o resíduo da bacaba (Oenocarpus bacaba). Essa palmeira é naturalmente originária de terras firmes da região Amazônia e seus frutos são muito apreciados pela população local. Uma das partes da bacaba que é utilizada para alimentação é o palmito, retirado da parte estrutural mais nova da planta, restando o resíduo natural. Outra espécie que pertence ao mesmo gênero da bacaba é o patauá (Oenocarpus bataua), também originária da Amazônia, mas com a característica de se desenvolver em terras mais pantanosas, semelhante ao açaí, o patauá é utilizado para fabricação de bebidas muito apreciadas na região amazônica, sendo desprezado seus resíduos naturais.O objetivo principal deste trabalho é associar as diferentes sínteses de obtenção de nano partículas de Nb2O5, TiO2 e Nb2O5/TiO2, gerando uma CSSC empregando-se vidros condutores de FTO (fluor tin oxide) e mistura de concentração dos corantes sintético N719 e dos naturais do gênero Oneocarpus a serem utilizados neste Projeto. As metodologias empregadas serão baseadas em procedimentos e técnicas eletroquímicas e não eletroquímicas, visando se atingir os objetivos e metas propostas neste projeto, e também a geração de produto e processos inovadores (CSSC) na área de energias renováveis.
  • Universidade Estadual do Centro-Oeste - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Romero Martins Maciel

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • modelagem e avaliação da dependabilidade e desempenho de infraestruturas computacionais
  • A evolução dos sistemas computacionais, dos sistemas de comunicação, dos dispositivos móveis e da tecnologia de sensoriamento têm proporcionado o desenvolvimento de sistemas dinâmicos de alta complexidade e valor agregado. Os exemplos estão em nosso entorno, ao nosso alcance e presentes no nosso cotidiano. A ubiquidade desses sistemas, portanto, é um fator que tem induzido a concepção e desenvolvimento de novas aplicações e serviços que permeiam o cotidiano das pessoas na sociedade moderna. As pessoas e as organizações dependem, deste modo, dos serviços proporcionados pelas tecnologia da informação e critérios tais quais eficiência, disponibilidade, confiabilidade, consumo energético e custo são requisitos essenciais para o desenvolvimento adequado das atividades da sociedade atual. A computação em nuvem (cloud computing) concorre neste sentido e impulsiona a ampla difusão do uso e aplicação desses sistemas. Cloud computing é um modelo que propicia o uso dos recursos computacionais de forma muito mais próxima daquelas com as quais as pessoas normalmente estão acostumadas no seu dia-a-dia, como ocorre com o uso de recursos como água e energia elétrica. Com esse modelo, os usuários podem alocar apenas os recursos computacionais que efetivamente venham a utilizar e que adequem a capacidade necessária às demandas específicas do momento. Em função do extraordinário crescimento em número, dimensões e capacidade dos data centers, é também relevante salientar a tendência de crescimento dos custos associados à energia destes sistemas, assim como as preocupações socioambientais decorrentes do uso dos recursos naturais, especialmente aqueles destinados para a geração de energia. Aproximadamente metade da energia consumida por um data center é devida aos sistemas energético e de resfriamento, infraestruturas essenciais para o funcionamento do sistema computacional. A outra parte da energia consumida é devida aos mecanismos de armazenamento, servidores e comunicação. Estudos revelam que 1,5% do consumo energético dos EUA é devido aos data centers e que estes também são responsáveis por cerca de 2% da emissão de gás carbônico. Portanto, mecanismos que permitam quantificar o impacto ambiental, decorrente das diferentes matrizes energéticas utilizadas no suprimento de energia para os data centers, são ferramentas essenciais para o planejamento e gerenciamento desses sistemas. Parte significativa das atividades dos sistemas computacionais é gerida por um conjunto de regras operacionais sujeitas a eventos discretos. Sistemas com estas características, integrantes da classe de sistemas dinâmicos, são classificados com Sistemas de Eventos Discretos (Discrete Event Systems - DES). O estudo dos DES é uma tarefa complexa que envolve conhecimento de controle; modelagem funcional, análise e verificação de propriedades qualitativas; desempenho, dependabilidade e a avaliação conjunta destes, denominada performabilidade (performability). No cenário, a avaliação de desempenho, de dependabilidade e de consumo de energia têm importância central, pois procura propiciar meios de análise, estimativa e previsão para permitir a identificação de gargalos e componentes inadequados. A disponibilização de metodologias, métodos, modelos e ferramental computacional são, deste modo, primordiais para dimensionamento adequado dos sistemas computacionais em geral. O principal objetivo deste projeto de pesquisa é o desenvolvimento e aplicação de conhecimento, modelos, métodos e procedimentos para o estudo de aspectos relacionados ao desempenho, disponibilidade, confiabilidade e consumo energético de sistemas computacionais, com atenção particular às infraestruturas que dão suporte a serviços cloud computing.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Rotella Junior

Engenharias

Engenharia de Produção
  • avaliação e prognóstico das emissões de gases de estufa resultantes da produção agrícola dos estados brasileiros por meio da associação da dea e rna
  • Em 2014 no Brasil, as atividades agropecuárias foram responsáveis por aproximadamente 30% das emissões totais de gases do efeito estufa (GEE). Sabe-se ainda que, em 2015, o governo brasileiro firmou uma proposta para contribuir com a redução das suas emissões de GEE para o período compreendido entre 2020 e 2030. Paralelo a isso, há uma projeção de crescimento de 15% a 40% na demanda por alimentos. Logo, o setor agropecuário deverá produzir mais, porém, ciente da necessidade de redução das emissões de GEE. Como consequência deste cenário, o Brasil depende de políticas públicas que viabilizem um planejamento ordenado de expansão para o agronegócio. E, diante do que foi dito, há a necessidade de se implementar novas tecnologias, instrumentos de avaliação da eficiência e prognóstico para a agricultura brasileira. Tendo em vista a aplicabilidade da Análise Envoltória de Dados (DEA), este método não paramétrico pode ser utilizado para calcular e quantificar a eficiência ambiental dos setores primários dos estados brasileiros, quantificando assim seu impacto positivo ou negativo em uma base nacional. Como resultados, espera-se encontrar as diferenças entre os estados brasileiros, identificando suas taxas de eficiência ambiental. Por fim, as Redes Neurais Artificiais (RNA) serão utilizadas como ferramenta para estimar o desempenho futuro dos setores primários dos estados brasileiros sobre o tema das emissões de GEE como resultado indesejável dos processos de produção agrícola. A combinação destas metodologias fornecerão uma abordagem metodológica para avaliação e prognóstico das políticas públicas, permitindo aos seus formuladores avaliar o nível de impacto e sucesso de suas propostas.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Sergio D'Andrea

Ciências Biológicas

Ecologia
  • integrando dados e modelos de redes eco-evolutivas e socioeconômicas para entender e prever surtos de doenças tropicais negligenciadas
  • As mudanças globais desafiam os cientistas a desenvolver conhecimento transdisciplinar que une teoria, métodos e big data para sustentar o gerenciamento integrador da biodiversidade, serviços ecossistêmicos e bem-estar socioeconômico. Promover esforços multi-institucionais e transdisciplinares para entender e prever surtos de doenças tropicais negligenciadas (DTN) representa uma excelente oportunidade para combinar abordagens de ciências biológicas e sociais a sistemas complexos e promover estruturas científicas para a formulação de políticas e a otimização da gestão da biodiversidade, serviços ecossistêmicos e saúde pública. Propomos aqui uma abordagem de rede adaptativa para investigar a interface entre biodiversidade e saúde pública no Brasil. Ao fazer isso, nosso objetivo é sintetizar os determinantes biológicos e socioeconômicos dos surtos de DTNs com base na (1) síntese dos “big data” existentes para parametrizar modelos de rede adaptativos que abrangem interações entre espécies e dados de redes socioeconômicas que descrevem a estrutura da biodiversidade (que sustentam os serviços ecossistêmicos) e a rede institucional de instituições públicas (que sustentam o bem-estar social) nas escalas local, regional e / ou nacional; (2) integração teórica transdisciplinar construída sobre a abordagem de rede para sistemas complexos e particularmente sobre a extensão da abordagem de rede adaptativa para desenvolver modelos empiricamente informados, prevendo surtos de DTN; e (3) a articulação da base de uma rede multi-institucional que une pesquisas sobre biodiversidade e saúde pública e o planejamento estratégico e integrador de políticas públicas. Nossa proposta é baseada na abordagem integrativa fornecida pelas redes adaptativas, que são uma classe geral de modelos de redes dinâmicas que foram amplamente aplicadas para estudar a estrutura e a dinâmica de sistemas complexos em Biologia, Economia e Ciências Sociais. Recentemente, modelos de rede adaptativos têm sido propostos como o núcleo de uma estrutura integradora destinada a promover a pesquisa cooperativa envolvendo cientistas teóricos e aplicados, interessados ​​em entender, prever e gerenciar serviços de ecossistemas. Pretendemos estender essa abordagem para investigar a dinâmica entrelaçada de redes ecológicas, que retratam ecossistemas nos quais os patógenos são incorporados, e redes sociais, que retratam a estrutura de instalações públicas e outros determinantes da saúde. Portanto, esperamos avançar na construção da teoria transdisciplinar na interface entre biodiversidade e saúde pública, disponibilizando publicamente grandes dados biológicos e socioeconômicos associados a uma estrutura preditiva transdisciplinar que mescla ciência, governança e práticas sociais para fortalecer serviços ecossistêmicos e políticas de saúde .
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 29/11/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Paulo Sergio D'Andrea

Ciências Biológicas

Ecologia
  • pequenos mamíferos silvestres como hospedeiros/reservatórios de agentes zoonóticos
  • A proposta central deste projeto é investigar a participação de mamíferos silvestres como hospedeiros/reservatórios em ciclos de transmissão de agentes infecciosos zoonóticos. Pretende gerar informações sobre a diversidade de pequenos mamíferos brasileiros e seus parasitos, contribuindo na busca de soluções para questões de saúde pública situadas na interface saúde-ambiente. Numa abordagem One Health visa contribuir para a previsão de surtos e na definição dos programas de controle e enfrentamento de doenças infecciosas de origem zoonótica. Propõe-se uma metodologia multidisciplinar abrangendo as áreas da mastozoologia, ecologia e parasitologia. As áreas de estudos compõem um complexo de situações ecológicas e epidemiológicas distintas, com diferentes graus de antropização/conservação e de ocorrência de zoonoses. Serão realizadas expedições de coleta com a remoção não seletiva das espécies de pequenos mamíferos. As armadilhas serão estabelecidas nas diversas feições fitofisiográficas, no peri-domicílio rural, nas áreas agrícolas e de interface rural/silvestre. Todos os espécimes capturados terão seus dados bionômicos e reprodutivos anotados, e amostras de sangue, tecidos e órgãos coletados para diagnóstico sorológico e molecular das infecções por agentes zoonóticos e presença de helmintos. Todos os procedimentos com os animais serão realizados segundo protocolo aprovado pela CEUA/FIOCRUZ. Os espécimes coletados serão taxidermizados e depositados em coleções científicas. A identificação específica será realizada através de sistemática integrativa, considerando dados morfológicos/morfométricos, dados cariotípicos e dados de sequenciamento de DNA. Serão estimados parâmetros populacionais, da ecologia de comunidades e parasitológicos. Espera-se contribuir para o conhecimento das espécies de mamíferos brasileiros, obter bases científicas sobre o papel desses animais como hospedeiros/reservatórios de Hantavirus, Toxoplasma gondii, Leptospira spp, Bartonella spp. e de outras “roboviroses”. Os resultados obtidos poderão ser utilizados pelos serviços públicos de saúde na vigilância eco-epidemiológica, que possibilitem a previsão de áreas com potencial para a emergência ou surtos das zoonoses estudadas. Prevê-se ainda a capacitação e formação de recursos humanos, em diversos níveis, nas áreas temáticas do projeto.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Sergio de Carvalho

Ciências Humanas

Educação
  • a prática docente na fiocruz: os docentes e as perspectivas para sua formação
  • A Fundação Oswaldo Cruz, centenária instituição de ciência e tecnologia em saúde, possui robusta oferta educacional: são mais de 10.000 matrículas anuais, em todos os níveis educacionais, exceto a graduação, com cursos e programas que abrangem amplo espectro das áreas do conhecimento. Tal oferta é realizada por suas unidades técnico-científicas, localizadas no Rio de Janeiro e em outras 10 unidades da federação. Estas atuam com grande autonomia entre si A compreensão sobre as características da prática docente na Fiocruz, e de como se dá a formação desses professores é uma demanda colocada para a instituição. A literatura científica sobre a formação docente para a pós-graduação, afirma a necessidade de se repensar essa formação, à luz das grandes transformações econômicas, sociais, culturais e políticas que trazem implicações importantes para a atuação docente na educação superior. Neste contexto, que exige permanente revisão do papel da pós-graduação e de suas instituições, situa-se a discussão sobre a natureza, o sentido, os desafios e soluções da prática docente em uma instituição como a Fiocruz. A literatura sobre os modelos e políticas da formação docente no ensino superior identifica que o professor domina o conhecimento específico de sua área ou disciplina, mas, não necessariamente sabe ensinar. A realidade na Fiocruz parece acompanhar esta tendência, onde a atividade docente compete com a gestão de projetos, atuação clínica, desenvolvimento tecnológico e científico, dentre tantas outras. Na Fiocruz não há a carreira de professor, podendo se presumir que a atividade docente seja percebida como complemento à atividade de pesquisa e desenvolvimento tecnológico. Cabe indagar quais identidades profissionais orientam as práticas e percepções docentes na instituição. A identidade profissional corresponde à percepção individual e coletiva “do que é ser professor de pós-graduação”, processo contínuo de construção, com base no desenvolvimento social, profissional e organizacional. A partir de 2014, acentuou-se a discussão institucional sobre o tema. Em 2018, levantamento apontou que, dentre as 21 unidades da Fiocruz, somente 7 afirmaram possuir iniciativas voltadas à formação pedagógica de docentes, ainda que de modo isolado. O debate institucional apontou a necessidade de avançar rumo a um programa de desenvolvimento profissional dos docentes, de caráter sistemático, permanente e integrador, considerando, segundo estudos na área, a importância . de abordar os processos da relação ensino-aprendizagem, além de uma reflexão mais humanista sobre os sentidos, necessidades e efeitos da formação ofertada para os diversos campos da prática, científicos e tecnológicos. Podemos supor que os profissionais da Fiocruz vivenciem a educação, sem necessariamente se perceberem como docentes. Como esta atividade surge no espaço institucional, em que medida a Fiocruz se assemelha e se diferencia das demais instituições que fazem parte deste campo? A pesquisa tem como objetivo geral: “compreender as características da prática docente e da formação voltada para esta prática na Fiocruz, de modo a apoiar a melhoria da educação na instituição”. Isto será alcançado pela identificação das modalidades e espaços de práticas docentes na Fiocruz; pelo conhecimento dos perfis docentes, assim como das expectativas e percepções dos professores sobre a educação e a prática docente na Fiocruz. Também será estudado o que leva o servidor a iniciar atuação em docência, e a identificação de suas percepções sobre necessidades de formação. Por fim, a pesquisa buscará levantar e sistematizar as experiências de formação docente já existentes na Fiocruz. Esperamos que o maior entendimento das identidades docentes e dos perfis a elas associados, nos permitam situar a diversidade de lugares, necessidades programáticas, experiências e sentidos da prática docente, como base para apoiar a construção do programa institucional para formação docente. METODOLOGIA: o estudo consiste em pesquisa exploratória e descritiva, de abordagem metodológica quali-quantitativa, com triangulação de métodos de pesquisa. Uma primeira etapa se baseará em análise documental e de dadosinstitucionais neste campo,revisão da produção científica sobre formação docente superior e identidade docente, em português, inglês, francês e espanhol. Uma segunda etapa consistirá na construção dos perfis docentes na Fiocruz a partir da percepção dos sujeitos, por meio do uso de entrevistas (exploratórias semiestruturadas, assim como telefônicas assistidas por computador), questionários autoaplicados, e consequente análise estatística descritiva dos resultados. A terceira etapa concluirá o trabalho pela síntese analítica dos resultados, feita por triangulação entre os dados e sínteses parciais das etapas anteriores e realização de uma oficina com a equipe de pesquisa e o Coletivo de Acompanhamento da Pesquisa (CAP). Este coletivo, previsto no projeto,, estrutura processos de governança e diálogo intrainstitucional, visando promover a participação de representantes da diversidade institucional da educação na Fiocruz para aproveitamento de contribuições, realização de ajustes e facilitação à utilização dos resultados gerados. RESULTADOS - Maior entendimento das características dos docentes da Fiocruz e suas necessidades, de modo a subsidiar o planejamento institucional no que diz respeito às iniciativas de formação docente e à estruturação de um programa de formação docente. Como consequência, outro resultado será a maior qualidade da oferta educacional e a valorização da prática e do saber docente na instituição. Como resultados indiretos, o projeto propiciará o fortalecimento do grupo de pesquisa Educação, Comunicação, Intersetorialidade e Políticas Públicas e de sua capacidade de gerar conhecimento e meta reflexão no campo educacional, assim como o fortalecimento da formação docente e qualificação da oferta educacional da Escola Fiocruz de Governo em Brasília.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 04/07/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Sergio de Sousa Gorayeb

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • petrologia, geocronologia e tectônica das rochas magmáticas do cinturão araguaia, neoproterozoico
  • Este projeto descreve as atividades que serão desenvolvidas em áreas selecionadas onde melhor estão expostas as rochas magmáticas no Cinturão Araguaia, envolvendo mapeamento de semi-detalhe, levantamento de dados estruturais e tectônicos, além de enfoque petrológico, litoquímico e de geocronologia e geoquímica isotópica nas rochas magmáticas do Cinturão Araguaia incluindo suítes granitoides, gabroides, ofiolíticas, sucessões vulcânicas/metavulcânicas máficas, complexos de diques máficos. Tratamento especial será dado às suítes ofiolíticas em áreas de melhor exposição no sudeste do Pará e noroeste do Tocantins, em que novas ocorrências de corpos ofiolíticos foram recém descobertos pelo Grupo de Pesquisa Petrologia e Evolução Crustal (GPEC), liderado pelo Prof. Paulo Gorayeb (PPGG-IG/UFPA). O estudo dessa associação de basaltos almofadados e peridotitos mantélicos, gabros, cherts e BIFs são de grande importância petrológica/tectônica, e a obtenção de dados cartográficos, petrológicos e geocronológicos serão fundamentais para a compreensão da evolução do Cinturão Araguaia no Neoproterozóico da Província Tocantins. Nesse enfoque, por meio de planos de IC, mestrado e doutorado, se buscará melhor caracterização dos processos magmáticos, posicionamento temporal, relativo e absoluto, relacionados aos diferentes estágios de sua evoluçãotectônica, buscando acaracterização da natureza do magmatismo, melhor definição do quadro estratigráfico e evolutivo deste Cinturão Neoproterozóico. Os estudos estarão voltados para a cartografia dos diferentes corpos magmáticos, definição de suas relações temporais com os metassedimentos encaixantes e com a cinemática e metamorfismo, caracterização petrográfica convencional e por microscopia eletrônica de varredura, estudos litogeoquímicos e estudos geocronológicos (Ar-Ar em minerais e rochas, Sm-Nd e U-Pb em zircão). Como uma parte dessas rochas está afetada por metamorfismo, será dada ênfase no metamorfismo. Com esses estudos sistemáticos espera-se avançar no conhecimento dos eventos magmáticos do Cinturão Araguaia e dos processos tectono-metamórficos superpostos, ainda pouco estudados, e assim ter mais elementos para contribuir na discussão da evolução do Cinturão Araguaia no Neoproterozóico.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Paulo Sergio Gonçalves de Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • comunidades de prática para a promoção de inovações no setor de gastronomia
  • O presente projeto de pesquisa tem como objetivo o desenvolvimento de pesquisas de cunho qualitativo-quantitativo na área de gastronomia, mais notadamente em restaurantes de rua e de hotéis, tem como foco principal analisar o uso de comunidades de prática, como fator gerador de inovações e consequente impulsionador de Turismo em Regiões do Brasil, por meio da gastronomia regional. O uso de comunidades de prática nesse projeto se dá pela capacidade desses grupos organizados de forma informal em gerar conhecimentos, baseados na troca de conhecimentos práticos para a resolução de problemas e de desenvolvimento de novos produtos, ou melhoria dos já existentes, por essa característica essas comunidades, são potenciais geradoras de inovação, por meio da melhoria de produtos e processos. Ambiciona-se com esse projeto avançar no conhecimento do uso desse tipo de comunidades, entender o estado atual dentro do setor de gastronomia, em sua primeira fase, sendo essa dividida em duas fases: 1.1 – Entender a estrutura atual das comunidades de prática e propor soluções para a melhoria e ampliação, fase 1.2 entender qual é o conhecimento circundante nesses tipos de comunidade e quais são as categorias mais importantes a serem desenvolvidas, possibilitando a elaboração de proposições e hipótese. A fase 2 possuirá um caráter descritivo, de forma a entender quais os fatores influenciam no surgimento e manutenção dessas comunidades e a fase 3 fará a validação dos fatores existentes, buscando entender a forma como eles se relacionam e quais são antecedentes, portanto devendo ser gerenciados primeiro e quais são subsequentes.
  • Universidade Anhembi Morumbi - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Sérgio Ramos de Araújo

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação de sarcopenia em pessoas vivendo com hiv/aids
  • Os dados sobre prevalência de sarcopenia entre PVHIV são bastante variáveis no Brasil e no mundo. Estudos existentes têm relatado a prevalência de sarcopenia variando de 5 a 24% nas PVHIV, porém esses estudos envolveram um pequeno número de pacientes, em diferentes estágios do HIV e usando definições variáveis de sarcopenia. A falta de uniformidade entre as prevalências nas diversas regiões do Brasil e do mundo pode estar associada ao uso de diferentes critérios diagnósticos, às diferentes características das populações analisadas, ao tratamento ou ao estágio da infecção pelo HIV dificultando a comparação entre os dados e fazendo-se necessária a realização de estudos locais para definir a prevalência de sarcopenia em PVHIV em cada região. Os níveis séricos de interleucina 15 (IL15) encontram-se elevados em PVHIV, em especial, naqueles com carga viral elevada, porém, nos pacientes sem infecção pelo HIV e com o diagnóstico de sarcopenia, essa interleucina, que é fortemente expressada pela musculatura esquelética, tem seus níveis séricos diminuídos. Não há descrição na literatura sobre o comportamente da IL15 nas PVHIV sarcopênicas. É crucial avaliar a presença de sarcopenia e os fatores a ela associados, devido ao risco de quedas e fraturas que pode levar à imobilidade e dependência, aumentando a morbimortalidade. Reconhecer essa patologia no início do seu curso e intervir apropriadamente podem prevenir a perda da independência entre esses indivíduos.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2022
Foto de perfil

Paulo Sergio Salomon

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • cianobactérias bentônicas no sistema recifal do banco dos abrolhos: abundância, diversidade e potencial tóxico e alelopático
  • Cianobactérias são procariontes fotossintetizantes extremamente importantes em ecossistemas marinhos, sendo responsáveis por metade da produção primária nos oceanos. Em sistemas recifais, cianobactérias de forma filamentosa ocupam nichos no substrato, competindo por espaço com outros organismos do compartimento bentônico, como corais e macroalgas. Cianobactérias são conhecidamente produtoras de metabólitos secundários bioativos, incluindo diversas toxinas que afetam outros organismos marinhos e podendo causar efeitos deletérios também em seres humanos. A produção e liberação de compostos com ação tóxica ou alelopática é um mecanismo que confere vantagem na competição por espaço e funciona como refúgio contra predação em cianobactérias bentônicas. Alterações no meio marinho resultantes de mudanças climáticas globais (e.g. aumento da temperatura da água) e pressões antropogênicas (sobrepesca, nutrificação) tem levado a mudanças em ecossistemas recifais que favorecem a proliferação de cianobactérias filamentosas, as quais florescem como tufos macroscópicos com forma de cabeleira aderidos ao substrato recifal. Este fenômeno de florações vem sendo registrado em sistemas recifais em todo o mundo, inclusive no maior sistema recifal do Atlânctico Sul, o Banco dos Abrolhos, localizado em um alargamento da plataforma continental na porção sul do estado da Bahia (16°40’-19°40’S, 39°10’-37°20’O). Neste projeto objetivamos contribuir para o conhecimento acerca da distribuição de abundância de tufos de cianobactérias filamentosas bentônicas no Banco dos Abrolhos, bem como sua diversidade morfológica e genética e seu potencial tóxico e alelopático. O mapeamento da cobertura de tufos de cianobactérias será feito em 3 locais do sistema recifal em um gradiente cross-shelf através da análise de imagens digitais de quadrados fixos no substrato. Cultivos serão estabelecidos através do isolamento de filamentos por micromanipulação e citometria de fluxo. A caracterização taxonômica das cianobactérias que compõe os tufos será feita através de caracteres morfológicos (microscopia de luz e microscopia eletrônica de varredura) e sequenciamento gênico (16S rRNA e ITS) de filamentos coletados em campo e cepas estabelecidas em cultivo. O potencial alelopático será medido pela exposição de endossimbiontes de corais (dinoflagelados do gênero Symbiodinium) a exsudados de cianobactérias do ambiente e de cultivos. A toxicidade de tufos naturais e cianobactérias em cultivo será avaliada através de bioensaios com náuplios do microcrustáceo Artemia salina. A proposta será executada no âmbito das atividades de pesquisa e monitoramento da Rede Abrolhos. Uma equipe multidisciplinar de oceanólogos, biólogos, ecólogos marinhos, especialistas em ecologia de sistemas recifais e ecologia química, bem como em taxonomia de cianobactérias de quatro instituições trabalhará em conjunto para atingir os objetivos. Espera-se produzir informações inéditas que ampliem o conhecimento acerca do funcionamento deste importante sistema recifal no que tange a potencial proliferação de cianobactérias filamentosas em decorrência das correntes mudanças impostas ao ambiente marinho por estressores em escala global e regional.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Paulo Sérgio Soares Guimarães

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • propriedades ópticas de heteroestruturas de dicalcogenetos de metais de transição
  • Materiais bidimensionais, ou seja, materiais que consistem em apenas uma camada atômica têm sido intensamente investigados desde a descoberta das propriedades únicas e dos processos de fabricação simples do grafeno, em 2004. O grafeno já encontrou um grande número de aplicações eletrônicas, porém seu uso em optoeletrônica é restrito, já que ele não é um semicondutor. Os dicalcogenetos de metais de transição, dos quais MoS2, WS2 e WSe2 são exemplos, são materiais que podem ser, assim como o grafeno, obtidos facilmente e com baixo custo na forma de camadas bidimensionais (2D). Além disso, esses materiais são semicondutores, com faixa de energia proibida (``gap") na região correspondente à luz visível. Assim, o potencial para a fabricação de dispositivos optoeletrônicos desses compostos é imenso. Esses materiais vêm sendo intensamente investigados nos últimos anos. Um ponto muito interessante é que amostras desses materiais com duas ou mais camadas moleculares são semicondutores de ``gap” indireto, porém as amostras de monocamada são de ``gap" direto. Isso abre a possibilidade de manipular o número de camadas das estruturas produzidas para modificar as propriedades ópticas dessas, ou seja, temos mais um grau de liberdade para trabalhar. Neste projeto tencionamos estudar estruturas de poucas camadas e também heteroestruturas de dicalcogenetos de metais de transição, fabricadas sobre semicondutores tradicionais como silício (Si) e arseneto de gálio (GaAs), combinando MoS2 e WS2 e WSe2 com nitreto de boro hexagonal, grafeno e outros materiais, visando a aumentar o conhecimento sobre suas propriedades ópticas e de transporte elétrico e sua aplicação para a eventual produção de dispositivos optoeletrônicos. Investigaremos estruturas com diferentes configurações, determinando suas propriedades ópticas e elétricas e caracterizando o desempenho dos dispositivos produzidos. Estudaremos também estruturas que combinam monocamadas desses materiais com regiões de duas ou mais camadas do mesmo material, explorando a variação da estrutura eletrônica com o número de camadas.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022