Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Cristiane Aparecida Menezes de Pádua

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • estratégias para aumentar a testagem para hiv entre homens que fazem sexo com homens e travestis e mulheres trans: uma revisão integrativa
  • A realização periódica do teste para diagnóstico do HIV tem papel de destaque como estratégia de prevenção em resposta à epidemia de HIV/aids, especialmente entre homens que fazem sexo com homens (HSH) e tranvestis e mulheres trans, desproporcionalmente afetadas pela infecção. Estratégias para ampliar a testagem são direcionadas principalmente às populações-chave, que devem ser captadas a partir de locais de sociabilidade e redes de interação sexual, domicílios e organizações não-governamentais. Dessa forma, o teste rápido consiste em tecnologia promissora para ser utilizada por pessoas com maior vulnerabilidade ao risco de contrair HIV. Apesar do crescente número de publicações sobre o emprego de diferentes estratégias de testagem, faz-se necessária a realização de estudos que avaliem de forma crítica e abrangente as evidências disponíveis na literatura, visando selecionar aquelas mais eficazes/efetivas que melhor se adequem à realidade brasileira. Neste contexto, o presente estudo propõe uma revisão integrativa para responder a pergunta “Quais são as estratégias de intervenção mais eficazes/efetivas para aumentar a realização de teste rápido e convencional para HIV entre travestis e mulheres transexuais e entre HSH?”. O evento primário será definido como o aumento do percentual de testagem rápida e/ou convencional para HIV após estratégia(s) de intervenção(s). Serão considerados eventos secundários a regularidade da testagem convencional / rápida; a busca ou retorno aos serviços de saúde para confirmação do diagnóstico (resultado reagente); positividade para o HIV.Serão utilizadas bases de dados relevantes na área e a estratégia de busca será elaborada de forma a permitir uma busca com elevada sensibilidade (combinação de termos livres e indexados, sem restrição de idioma ou período de publicação). Estudos clínicos randomizados, ensaios clínicos controlados não randomizados, estudos quasi-experimentais (do tipo "antes" e "depois") e estudos longitudinais observacionais serão considerados. Instrumentos para coleta de dados serão construídos e previamente testados em estudo piloto. As etapas de seleção dos estudos e extração dos dados dos estudos elegíveis serão realizadas de forma independente por dois pesquisadores treinados e as discordâncias serão avaliadas por um terceiro pesquisador. O grau de concordância entre os dois pesquisadores, será mensurado por meio do Coeficiente Kappa, com intervalo de confiança de 95% e as discordâncias serão resolvidas por consenso. Softwares especializados serão utilizados para o manejo e análise de resultados. Os resultados serão descritos de forma narrativa e compilados em tabelas. Se aplicável, as mensurações dos eventos primário e secundários serão estratificadas de acordo com o desenho dos estudos, a população estudada e o tipo de teste realizado. Espera-se que este estudo deverá trazer importantes contribuições para o planejamento de novas políticas públicas buscando ampliar a testagem rotineira e periódica para o HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis nessas populações. Os produtos do trabalho serão divulgados por meio de publicações em periódicos científicos, apresentações de trabalhos em congressos, combinados a estratégias diversas de difusão de conhecimento, desenvolvidas por meio da parceria entre os membros da equipe.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 02/12/2019-31/12/2022
Foto de perfil

Cristiane Bahi dos Santos

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • a assinatura sedimentar e paleoecologica das variacoes do nivel do mar preservadas na lagoa mirim desde o pleistoceno tardio ao holoceno: estudos multidisciplinares e integradores
  • O entendimento sobre as mudanças do volume oceânico durante os ciclos glaciais e interglaciais são imprescindíveis para diversas áreas da ciência, podendo auxiliar em estudos paleogeográficos, paleoecológicos, paleoclimáticos, paleontológicos e paleoevolutivos de áreas costeiras e marinhas mundiais. Drásticas mudanças ambientais tem sido relacionadas à extensas inundações de áreas costeiras ao redor do mundo, responsáveis pela modificação dos ecossistemas costeiros ao longo do tempo. Estudos recentes apontam que o afogamento da costa sul-brasileira foi iniciada pela inundação marinha no estágio isotópico marinho (MIS 2), que prolongou-se até o Máximo Transgressivo (MIS 1) durante o Holoceno. O preenchimento de sistemas vales e canais incisos servem de base para correlações regionais e globais das unidades estratigráficas relacionadas as mudanças na sedimentação em resposta as oscilações do nível do mar, representando a chave para as analises de estratigrafia de sequencias. Estima-se que a rápida taxa de deposição de sedimentos no interior de sistemas de vales incisos coincidam com os períodos de aceleração do nível do mar, estando relacionados com os maiores períodos de esfriamento global (documentados em idades aproximadas a 8.2 ka, a partir das análises de testemunhos de gelo na Groelândia e outras áreas da América do Norte). Apesar do fato de que o evento 8.2 ka é relativamente bem definido, os impactos de um período de drásticas mudanças ambientais e climáticas são escassas na costa sul-brasileira. Adicionalmente, tendo em vista a excelente oportunidade e disponibilidade de material, bem como a qualidade de informações levantadas na área de estudo, o objetivo desta proposta é o estudo multidisciplinar integrado aplicado na caracterização das associações de diatomáceas marinhas, estuarinas e dulciaquícolas fósseis depositados em sedimentos costeiros do maior complexo reservatório de água da América do Sul, bem como identificar a magnitude e os impactos da aceleração do nível o mar local e global preservados ao longo do sistema lagunar Patos-Mirim. O estudo será baseado em registros sísmicos de alta resolução de acervo e novos, furos de sondagem, análises geoquímicas, geocronológicos e micropaleontológicas para o conhecimento do ecossistema costeiro, bem como refinar os modelos paleoevolutivos existentes, além de fornecer modelos que possibilitem a utilização de microfósseis, especialmente diatomáceas, como ferramentas paleoecológicas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-29/02/2024
Foto de perfil

Cristiane Bani Corrêa

Ciências da Saúde

Medicina
  • caracterização imunofenotípica e funcional de células da resposta imune inata e adaptativa de pacientes com leucemia linfoblástica aguda de células precursoras b
  • A Leucemia Linfoblástica Aguda de células precursoras B (LLAcpB) responde a cerca de 80% das LLAs, afetando principalmente crianças e adolescentes. Em LLA-B, alguns trabalhos mostram uma maior expressão de moléculas de checkpoint imunológico como TIM-3 e PD-1 em linfócitos T de pacientes com recaída. Também são descritas alterações na população neutrofílica, sugerindo possíveis defeitos na funcionalidade de células mieloides. Apesar das altas taxas de sobrevida, as recaídas em LLA-B afetam de 15-20% dos pacientes, com uma sobrevida global após recaída de 40-70%. Resultados promissores têm sido observados utilizando imunoterapias em pacientes LLAcpB refratários ou em recaída. No entanto, muitos pacientes não respondem essas imunoterapias, ficando clara a necessidade de abordagens que ao mesmo tempo direcionem uma resposta imune eficiente e inibam mecanismos de imunossupressão. Nossa hipótese é que a LLAcpB desencadeie alterações em populações imunológicas e no papel funcional de células da resposta imune inata e adaptativa. Tais alterações podem ser utilizadas como fatores de prognóstico para estratificação de risco e estratégias terapêuticas. Os resultados promissores recentemente observados em crianças e adolescentes em tratamento de LLAcpB com imunoterapias, como o Blinatumomab e células CAR-T, sugerem que a hipótese a ser investigada neste projeto seja plausível. Para responder à nossa hipótese serão coletadas amostras de medula óssea e sangue periférico de pacientes com LLAcpB com idade entre 0 a 18 anos, ao diagnóstico, durante e ao final do tratamento, além de amostras de recaída. Por citometria de fluxo será feita a caracterização imunofenotípica e funcional de células T, NK, neutrófilos, avaliando marcadores de exaustão, imunossenescência e ativação no microambiente medular leucêmico e no sangue periférico. Após essa etapa será feita a análise de correlação entre os perfis imunofenotípicos e funcionais com dados clínicos, prognósticos e resposta terapêutica
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cristiane Cardoso de Paula

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • tradução de conhecimentos na produção de tecnologia educativas promotoras de cuidado de crianças em risco de exposição ao hiv
  • Crianças se expõe ao risco da transmissão vertical pelo HIV se for amamentada por uma mulher soropositiva. Assim, há necessidade de profilaxia da transmissão vertical, pois não deve ser amamentada, o que pode gerar insegurança alimentar, especialmente para as populações economicamente mais vulneráveis. Evidenciou-se o problema da insegurança alimentar de crianças com risco de exposição ao HIV (51% n=167) pelo leite materno em estudo empírico já desenvolvido (Universal/2016 e PQ/2017), que apontou a necessidade de os familiares acessarem conhecimentos para garantir uma alimentação adequada. Sendo que os profissionais necessitam de ferramentas de acompanhamento da comunicação do diagnóstico. A hipótese é que tecnologias educativas promoverão a capacidade familiar e profissional para garantir informação qualificada relacionada a segurança alimentar e comunicação do diagnóstico. O conteúdo das tecnologias já desenvolvidas a partir de duas revisões sistemáticas será atualizado e conjugado às diretrizes internacionais e nacionais de manejo do HIV em crianças. A avaliação do uso destas tem sua plausibilidade em instrumentos validados que serão aplicados no estudo quase experimental, considerando os princípios éticos de acesso ao potencial benefício da tecnologia. A estratégia metodológica é ancorada na estratégia de tradução do conhecimento, em três etapas: 1) estudo de terceira geração para criação das tecnologias educativas (sistema móvel no formato de árvore de decisão orientativa disponível em webpage adaptada para tablet/smartphone) com equipe de pesquisadores, representantes de familiares e de profissionais, e técnicos (designer e programador); 2) estudo metodológico para validar internamente o conteúdo e aparência com experts; 3) estudo do tipo antes e depois para avaliar usabilidade e impacto na capacidade de cuidar da família e do profissional. Serão desenvolvidos seminários no serviço de saúde para minimizar barreiras do uso das tecnologias.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cristiane Cominetti

Ciências da Saúde

Nutrição
  • marcadores genéticos amplos e respostas às intervenções nutricionais para controle da hipertensão arterial sistêmica no estudo multicêntrico nupress: ferramentas de bioinformática e inteligência artificial em nutrição de precisão
  • A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é a principal causa de morte prematura no mundo e sofre influência importante de fatores genéticos. A terapia nutricional com modificação de hábitos alimentares constitui abordagem conceituada no controle da HAS. Diversas instituições de saúde preconizam esta abordagem para retardar o uso de medicamentos ou potencializar o efeito destes. Entretanto, observa-se que <20% dos pacientes mantêm os níveis pressóricos ideais. Esse cenário é potencialmente relacionado à influência genética nos mecanismos associados ao controle pressórico, e suscita a necessidade de compreender o papel de marcadores genéticos nas respostas a diferentes abordagens nutricionais, de forma a aumentar as chances de sucesso do tratamento e reduzir os riscos de comorbidades associadas. A hipótese é de que marcadores genéticos exercem influência no sucesso das abordagens nutricionais para controle da pressão arterial instituídas no estudo multicêntrico “Efetividade de uma estratégia NUtricional para controle PRESSórico em pacientes com hipertensão arterial sistêmica usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)” (NUPRESS). Estudos de associação de genoma amplo e de meta-análises já observaram a associação de mais de mil polimorfismos genéticos com ocorrência ou agravamento da HAS, principalmente em populações europeias e asiáticas. Esses marcadores genéticos localizam-se em genes que atuam em diversos sistemas envolvidos no controle da pressão arterial, inclusive na sensibilidade a nutrientes. A avaliação de marcadores genéticos de pacientes do NUPRESS será realizada por meio de um painel de microarray que identifica mais de 800.000 variações genéticas, incluindo aquelas associadas ao perfil metabólico, à resposta à ingestão de nutrientes e a medicamentos, bem como a ancestralidade. Serão realizadas análises de bioinformática e de inteligência artificial para identificar interações complexas entre os marcadores genéticos e as respostas às intervenções nutricionais.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cristiane Cunha Frota

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • estudo de epidemiologia molecular e diversidade genética de isolados de mycobacterium tuberculosis entre pessoas em situação de rua na regional i, fortaleza, ceará
  • A doença tuberculose (TB) infecta cerca de 1,7 bilhões da população mundial. O Brasil encontra-se entre os 30 países com mais casos no mundo. O estado do Ceará, no período de 2015 a 2019, diagnosticou 21.688 casos novos e 2.538 óbitos por TB. Fortaleza, capital do Ceará, apresentou 2.102 casos novos em 2019. A “regional administrativa I” apresenta as maiores frequências de casos de TB, sendo relacionada com edificações precárias, antigas e de grande porte, com alta densidade populacional e de baixo nível socioeconômico, incluindo pessoas em situação de rua. A alta incidência de TB em Fortaleza combinada com baixas taxas de exames nos contatos de casos, altas taxas de abandono do tratamento e baixas taxas de cura, sugerem que a carga da doença na cidade não diminuirá sem melhores estratégias de prevenção e controle. Este estudo tem como principal objetivo entender a dinâmica da transmissão da TB nos casos de pessoas em situação de rua e dos casos na população residente da “regional administrativa I” de Fortaleza o qual é caracterizada por altas taxas de TB. Serão empregadas as seguintes estratégias metodológicas: uso de questionário estruturados, identificação das mutações associadas com resistência aos fármacos rifampicina e isoniazida, genotipagem molecular (incluindo casos de TB em pessoas em situação de rua e na população residente da mesma regional) por MIRU-VNTR, spoligotyping, análise por sequenciamento genômico completo, análise espacial por georreferenciamento e criação de uma rede de transmissão com as informações obtidas. O presente estudo, em coerência com a formação de recursos humanos (doutorando e mestrando), empregará metodologias provenientes de diferentes áreas do conhecimento científico que pretendem responder questões sobre fatores socioeconômico-demográfico-culturais, espaciais e genotípicos associados a dinâmica da transmissão da TB e que possam sugerir propostas para a prevenção da transmissão.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cristiane da Silva Cabral

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • sociabilidade juvenil, práticas sexuais e proteção à saúde: desafios para a prevenção do hiv/aids em jovens da era digital
  • A proposta deste estudo é compreender, após quase quatro décadas da eclosão da epidemia de HIV/Aids, como se dão as formas de sociabilidade juvenil no atual cenário das relações mediadas pelas redes sociais e como elas se associam a momentos de vulnerabilidade dos jovens de 16 a 24 anos em relação à possível infecção por HIV e outras ISTs. Este é o cenário mais amplo que enquadra concepções, atitudes, práticas e representações no que tange à percepção de risco de infecção por HIV e outras ISTs e, portanto, às possíveis estratégias e comportamentos de prevenção para os eventos decorrentes do exercício da sexualidade. Trata-se de um estudo socioantropológico, multicêntrico e de cariz qualitativo, com realização de 200 entrevistas em profundidade, junto a mulheres e homens, com idade entre 16 e 24 anos, e observações etnográficas em espaços de sociabilidade juvenil. Serão abordados moças e rapazes de distintas inserções sociais e moradores de diferentes regiões do país, compondo um conjunto de jovens social e cuturalmente diversidicado, em termos étnico-raciais, de classe social, com práticas sexuais diversas, em territórios urbanos e do interior do país que possuem marcas distintas e acesso diferencial às tecnologias digitais, serviços de saúde e educação. Esse universo empírico permitirá a compreensão das lógicas subjacentes à adoção (ou não) de práticas de prevenção à saúde em determinados contextos, bem como a construção de evidências científicas capazes de subsidiar o delineamento de políticas públicas e ações/estratégias de prevenção que sejam, de fato, sensíveis e eficazes para segmentos populacionais específicos.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2020-28/02/2023
Foto de perfil

Cristiane de Assis Portela

Ciências Humanas

História
  • labhis_experimental: ensino de história a partir de metodologias investigativas e pluriepistêmicas
  • Este projeto propõe realizar pesquisas sobre o ensino e as aprendizagens históricas, a partir de metodologias investigativas e pluriepistêmicas. Por pluriepistemologias, entendemos abordagens que privilegiam os saberes elaborados por sujeitos e coletivos que historicamente foram colocados à margem dos sistemas de conhecimento considerados legítimos pela ciência ocidental moderna. Especificamente, nos interessa tratar a história do Brasil, atentas às narrativas produzidas por povos indígenas, quilombolas, sujeitos de outras comunidades tradicionais e coletivos educadores informais ou não-formais. As leis 10639/2003 e 11645/2008 e as diretrizes para educação indígena, quilombola e do campo, foram conquistas importantes, mas ainda nos preocupa uma leitura conteudista, etapista e eurocentrada, mesmo ao tratar temas da história africana, afro-brasileira e indígena. Grande parte dessas demandas envolvem a formação de professores, a produção de materiais didáticos e de produtos de divulgação histórica que possibilitem reconhecer narrativas contra-hegemônicas. Experiências de história local têm dado mostras de seu potencial para lidar com questões relativas à pluralidade de sujeitos, narrativas e temas. Propomos a construção de um laboratório de pesquisa colaborativa em que atuem pesquisadores de origem comunitária e coletivos educadores em três localidades bastante distintas entre si: Distrito Federal, Jataí-GO e Uberlândia-MG. No que se refere à metodologia, nos orientamos pelo uso de fontes documentais em sala de aula. Entende-se por metodologias investigativas aquelas que associam a pesquisa histórica a estratégias didáticas em que se apresenta “um caso” associado a uma problematização, em que as fontes documentais se convertem em pistas e os problemas de pesquisa em trilhas investigativas, assim, os procedimentos próprios da produção historiográfica são mobilizados como ferramentas para a construção do conhecimento, desde a escola e para públicos mais amplos.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cristiane Flora Villarreal

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • potencial de probióticos isolados de fontes não convencionais para o controle da neuropatia diabética
  • O diabetes mellitus é uma doença metabólica cujo tratamento é um grande desafio da medicina contemporânea devido à sua alta prevalência e às diversas complicações decorrentes da hiperglicemia. A neuropatia sensorial, uma complicação frequente do diabetes, está associada a dor crônica intensa, amputação de membros e alta morbimortalidade devido à falta de tratamentos eficazes. Os probióticos promovem efeitos terapêuticos validados em pacientes diabéticos, incluindo o equilíbrio da glicemia e das taxas metabólicas. Como também regulam importantes mecanismos fisiopatológicos da dor neuropática, os probióticos têm potencial terapêutico na neuropatia diabética. No entanto, a maioria dos probióticos têm como fonte produtos lácteos, o que é inconveniente considerando as taxas crescentes de intolerância à lactose na população. Para superar essa barreira, fontes alternativas de microrganismos precisam ser exploradas. Este trabalho investigará o potencial terapêutico de Apilactobacillus kunkeei, um probiótico isolado do trato digestório de abelhas, na neuropatia diabética experimental. Desde 2018, a apiterapia faz parte das Práticas Integrativas e Complementares do SUS em reconhecimento à relevância dos apiterapêuticos para a saúde pública no Brasil. Validar o potencial terapêutico do A. kunkeei poderá beneficiar pacientes com intolerância à frutose ou lactose e contribuir para a inovação tecnológica no Brasil, que possui o maior mercado de probióticos da América Latina. A hipótese desse trabalho é que a suplementação com A. kunkeei produz efeito terapêutico na neuropatia diabética. Para investigar tal questão os efeitos da suplementação diária com A. kunkeei serão investigados sobre parâmetros comportamentais, bioquímicos e moleculares, na neuropatia dolorosa diabética induzida por streptozotocina em camundongos. A relação de dose-dependência, eficácia, duração do efeito e perfil modificador da doença, serão investigados e comparados ao tratamento farmacológico padrão-ouro.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Cristiane Maria Ribeiro

Ciências Humanas

Educação
  • educação para as relações étnico-raciais nos cursos de formação de professores do instituto federal goiano- campus urutaí: realidade e possibilidades
  • O objetivo da pesquisa é identificar o tratamento dado à Educação para as Relações étnico-raciais nos cursos de Formação de Professores do Instituto Federal Goiano Campus Urutaí. Optando por uma abordagem qualitativa tendo como principal fonte de coleta de dados a análise documental e entrevista por meio do questionário semi-estruturado. Através da análise documental espera-se encontrar nas normativas da instituição o tratamento dados à diversidade étnico-racial e para tanto serão analisados os Planos de Desenvolvimento Estratégico da Instituição, os Projetos Pedagógicos dos Cursos de Licenciaturas e os Planos de Ensino do período de 2008-2020 As entrevistas serão realizadas com os professores e alunos dos cursos de licenciatura do Instituto Federal Goiano- Campus Urutaí. A fim de verificar se essa temática é abordada nas disciplinas dos nos cursos e qual a o percepção do impactos destas disciplinas terão na sua vida profissional destes dois grupos, se as disciplinas são obrigatórias ou optativas, quem são os docentes e qual a formação destes se estão em consonância com a literatura especializada. Nossa hipótese é a de que encontraremos um flagrante invisibilidade da temática na formação dos professores ofertadas pela instituição e de que é necessário um processo de intervenção e revisão das normativas e projetos curriculares da instituição.
  • Instituto Federal Goiano - GO - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cristiane Pizzutti dos Santos

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • os efeitos da advocacia socio-política corporativa no engajamento do consumidor
  • Sintonizadas com as expectativas dos consumidores sobre empresas se posicionarem em questões sociais e políticas, têm crescido o número de empresas que se posicionam sobre questões controversas na sociedade atual (Sibai et al, 2021). O movimento conhecido como “advocacia social corporativa” (ou ativismo de marca) baseia-se na ideia de que as empresas têm responsabilidade para com a sociedade em geral (Korschun et al., 20204), influenciando opiniões públicas (Chatterji e Toffel, 2016) e mudando opiniões e comportamentos de suas partes interessadas (Eilert e Cherup, 2020) por meio de seu posicionamento a favor de uma causa. Nesse contexto, apenas Parcha e Westerman (2020) relatam a habilidade das empresas de mudar opiniões individuais sobre assuntos sociais controversos (como o casamento gay). Além disso, o posicionamento sociopolítico corporativo também busca atender metas corporativas (Bhagwat et al, 2020); nesse quesito, estudos indicam achados diversos, sendo ainda incompreendido se posicionar-se sobre causas controversas é ou não uma estratégia valiosa do ponto de vista das reações do consumidor (Mukherjee e Althuizen, 2020). Em razão dessa lacuna teórica, esse projeto busca compreender “Qual o impacto do posicionamento sociopolítico corporativo no engajamento do consumidor?”, de maneira a explorar os efeitos de uma declaração corporativa sobre uma questão social controversa no engajamento de indivíduos (aspectos afetivos, cognitivos e comportamentais) em relação à causa e à empresa. Consumidores engajados têm maiores intenções de compra e de boca-a-boca positivo, impactando, assim, no desempenho da empresa (Santini et al 2020). Para responder essa questão, será usado o método experimental, de forma a analisar o efeito do posicionamento da marca no engajamento do consumidor, levando em consideração o envolvimento prévio com a empresa, o alinhamento com a causa defendida, e outras variáveis que podem moderar esse efeito, como congruência entre empresa e causa.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 11/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cristiane Rodrigues Pedroni

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • efeitos da estimulação bilateral do nervo tibial com diferentes correntes de baixa e média frequência em mulheres com incontinência urinária de urgência: ensaio clínico randomizado
  • Neuromodulação vesical por meio da estimulação elétrica transcutânea do nervo tibial é uma das modalidades terapêuticas mais utilizadas em mulheres com incontinência urinária de urgência, porém não existe consenso na literatura a respeito da melhor modalidade de eletroestimulação para esta finalidade. Embora a maioria dos estudos relatem a estimulação unilateral do nervo tibial, a aplicação bilateral necessita de investigação adicional, e embora a estimulação elétrica com parâmetros de baixa frequência e baixa duração de pulso seja a mais difundida, correntes de média frequência têm sido cada vez mais utilizadas em outras áreas a fim de permitir maior penetração da corrente e maior conforto. Assim, estudos que avaliem a efetividade da aplicação bilateral e de outras modalidades de correntes são necessários para a melhor compreensão a respeito do uso da eletroterapia na incontinência urinária de urgência. Este projeto trata-se de um ensaio clínico randomizado, com avaliadores e estatístico cego. Serão avaliadas mulheres incontinentes mediante protocolo de anamnese e tratamento que inclui coleta de dados pessoais e clínicos, questionários específicos para incontinência urinária, qualidade de vida e avaliação física do assoalho pélvico. As avaliações ocorrerão no primeiro, décimo e vigésimo dia de intervenção e as participantes estarão alocadas de forma aleatorizada em um dos quatro grupos, dois com TENS de baixa frequência, um deles utilizado como padrão ouro da área, e dois com correntes de média frequência. Todas receberão estimulação elétrica do nervo tibial por 30 minutos, bilateralmente, por 20 sessões de 2 a 3 vezes por semana. A hipótese do estudo é que a aplicação bilateral e as correntes de média frequência sejam superiores aos dados existentes na literatura no que se refere ao tempo de resposta ao tratamento e magnitude dos efeitos positivos, haja vista a maior quantidade estímulos direcionados a promover a neuromodulação vesical.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Cristiane Silva Silveira

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • avaliação comparativa de extratos de curcuma longa para desenvolvimento de droga vegetal.
  • O câncer é uma doença que se caracteriza pelo crescimento desordenado de células que sofreram mutação e que possuem alta capacidade invasiva, e hoje é considerado uma das principais causas de mortes em países desenvolvidos e em desenvolvimento e a segunda causa de morte no Brasil. Novas estratégias terapêuticas vêm sendo adotadas no tratamento do câncer e, dentre os agentes que apresentam propriedades antitumorais, pode-se citar a Curcuma longa L., que é rica em curcuminóides (principalmente curcumina) responsáveis pelas propriedades farmacológicas dessa espécie. Sabe-se que fatores exógenos e/ou endógenos podem influenciar no metabolismo secundário das plantas. A curcumina é um metabólito secundário e foi alvo de um significativo número de investigações cientificas quanto à atividade antitumoral. Alguns desses trabalhos tiveram o objetivo de avaliar a qualidade do material vegetal e das substâncias bioativas em diferentes locais de produção, em países onde é observada a falta de padronização do material enviado à indústria farmacêutica e de alimentos, o que pode representar um obstáculo para a padronização do insumo farmacêutico e um gargalo para a garantia da qualidade. Este projeto visa adquirir rizomas de Curcuma longa, provenientes de plantios comerciais, produtores de mudas ou plantios não comerciais de diferentes ecossistemas do território nacional para processamento com o objetivo de produção de extratos que passarão por caracterização quantitativa e qualitativa dos principais curcuminóides. As amostras de cúrcuma também passarão previamente pelos processos de determinação botânica, caracterização de qualidade vegetal, propagação de mudas e introdução na Coleção de Plantas Medicinais da PAF. Dessa forma, o projeto pretende contribuir para oferecer subsídios à pesquisa sobre a correlação entre as regiões e condições de cultivo, o processamento e a qualidade do extrato obtido, otimizando a obtenção de substâncias ativas para o tratamento do câncer.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 23/06/2022-30/06/2024
Foto de perfil

Cristiani Vieira Machado

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • relações público-privadas nos sistemas de saúde da américa latina: dinâmicas, características e implicações para as desigualdades em saúde
  • Nas últimas décadas, países da América Latina expandiram a cobertura dos serviços de saúde, com resultados sanitários positivos. Porém, em vários casos, observou-se a expansão do setor privado na saúde, sob incentivo do Estado e associada a novas dinâmicas empresariais, com persistência ou agravamento da segmentação e das desigualdades em saúde. O projeto terá o objetivo geral de analisar as relações público-privadas em saúde em países latino-americanos de 1990 a 2021, considerando suas dinâmicas, características e implicações para as desigualdades em saúde. Em 2020-2021, as repercussões da pandemia de COVID-19 sobre as desigualdades serão consideradas. O referencial analítico se baseará na economia política da proteção social e na abordagem de análise histórico-comparada de políticas e sistemas de saúde. Será realizado um estudo em diferentes escalas e com casos múltiplos, tendo em vista a complexidade do problema. O plano internacional será analisado a partir de revisão da literatura e de documentos sobre relações público-privadas e desigualdades nos sistemas de saúde. O plano regional compreenderá análise da literatura, documentos e dados secundários sobre sistemas de saúde na América Latina. O plano nacional envolverá o estudo comparado de cinco países populosos - Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e México – marcados por economias dinâmicas e desigualdades sociais, cujas reformas dos sistemas de saúde nas últimas décadas alteraram as relações público-privadas em saúde. Finalmente, o plano local será estudado por meio da seleção de três “cidades globais” localizadas nesses países: Rio de Janeiro, Buenos Aires e Cidade do México. A escolha dessas cidades se deve à sua importância no plano internacional e nacional em termos econômicos, populacionais e sociais e ao fato de concentrarem expressiva e diversificada oferta de serviços de saúde, sendo lócus privilegiado para explorar as relações público-privadas e suas implicações para as desigualdades em saúde
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cristianini Trescastro Bergue

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • contribuição à paleoecologia e evolução dos ostracodes das formações serra alta e teresina, bacia do paraná
  • Ostracodes são microcrustáceos aquáticos com amplo e diversificado registro fóssil que habitam ambientes marinhos e não-marinhos. Os ostracodes possuem aplicabilidade para caracterização de paleoambientes bem como considerável potencial bioestratigráfico, especialmente em depósitos não-marinhos. A maior parte dos conhecimento sobre ostracodes fósseis no Brasil, contudo, refere-se a assembleias mesozoicas e cenozoicas. Poucos trabalhos foram publicados até o momento sobre ostracodes paleozoicos em nosso país. O limitado conhecimento sobre esses fósseis impõe restrições a sua aplicação para caracterização ambiental e datação (bioestratigrafia). O projeto aqui submetido para análise propõe aprofundar o conhecimento sobre os ostracodes do Grupo Passa Dois, Bacia do Paraná, mais especificamente das formações Serra Alta e Teresina. Estudos anteriores envolvendo não apenas ostracodes, mas outros grupos fósseis, indicam que essas rochas registram paleoambientes marginais marinhos diversos (plataforma interna, estuários, lagunas etc.). Os ostracodes, devido à sensibilidade ambiental que possuem a salinidade, são potenciais indicadores ambientais para esses depósitos. Além, disso, a diversidade e abundância observada em um gênero (Velatomorpha) indica potencial bioestratigráfico. A descrição de um dos mais antigos registro de predação em carapaças de ostracodes, é outro indicador da importância destes fósseis ao conhecimento das interações ecológicas dos ostracodes. O projeto aqui proposto, portanto, visa investigar variações de abundância e diversidade em assembleias de ostracodes provenientes de afloramentos e testemunhos nos estados de São Paulo e Paraná, contribuindo para o conhecimento da evolução sedimentar do Grupo Passa Dois e sua paleontologia.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 04/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Cristiano André da Costa

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • um modelo inteligente de acompanhamento contínuo da evolução clínica de pacientes com síndrome pós-covid no âmbito do minhasaúdedigital
  • A síndrome pós-COVID-19, caracterizada por sintomas persistentes e sequelas tardias, afeta cerca de 14% dos pacientes pós infecção aguda com SARS-CoV-2, independente se esta tenha sido assintomática ou grave. O objetivo do projeto é integrar através de modelos de aprendizado profundo dados destes pacientes a fim de traçar um perfil preditivo de progressão da síndrome pós-COVID-19. Pacientes infectados pelo SARS-CoV-2, atendidos no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e Grupo Hospitalar Conceição (GHC), os dois maiores centros de referência do Sistema Único de Saúde do Rio Grande do Sul (RS) serão monitorados por um grupo multidisciplinar numa coorte de dois anos através de um sistema baseado em Internet das Coisas - IoT (wearables e app). A análise dos dados coletados em diferentes hospitais será realizada através de aprendizado federado (AF), técnica que permite a extração de conhecimento sem comprometer a segurança dos dados privados. Para ser reprodutível em outras populações, os resultados do aprendizado gerado pelas redes neurais produzidas serão submetidos à análise por um modelo de Inteligência Artificial Explicável (XAI). A principal contribuição científica do projeto será o desenvolvimento de um modelo preditivo que integra dados de monitoramento IoT, informações de prontuário eletrônico e biomarcadores para, através de XAI e AF, permitir um acompanhamento qualificado da evolução clínica de pacientes com síndrome pós-COVID-19. A abordagem empregada para monitorar estes pacientes visa otimizar recursos multiprofissionais e contribuir para a redução de custos do SUS através de melhor gerenciamento e manejo desses pacientes pela equipe de atendimento domiciliar e busca trazer uma melhoria da qualidade de vida destes pacientes.Ainda a presente proposta visa gerar um padrão de valor preditivo a partir dos dados captados, os quais podem auxiliar na tomada de decisão clínica baseada em evidência e na gestão hospitalar para a programação de ações de saúde.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cristiano André Steffens

Ciências Agrárias

Agronomia
  • inovações tecnológicas para o armazenamento de maçãs ‘gala’ e ‘fuji’
  • Produtores de maçãs experimentam significativas perdas durante o armazenamento. Estas decorrem da manifestação de distúrbios fisiológicos e podridões. Os distúrbios são consequência do estresse oxidativo e as podridões ocorrem por infecções causadas principalmente por P. expansum, N. brasiliensis e N. actinidea. Períodos prolongados e condições inadequadas de armazenagem intensificam esses problemas. Adicionalmente, no Brasil inexistem tecnologias pós-colheita seguras e eficientes para o controle de podridões durante a armazenagem. O armazenamento em atmosfera controlada com extremamente baixo oxigênio (≤0,4 kPa; AC-ELO e AC dinâmica), com estresse controlado, em combinação com o gás NO, pode permitir melhor manutenção da qualidade de maçãs Gala e Fuji, bem como o uso de ozônio no ambiente de armazenagem e a aplicação de nanoformulações inovadoras (nanopartículas carbonáceas) com óleos essenciais (OEs) podem viabilizar a manutenção da qualidade das maçãs pós-colheita e reduzir a incidência de podridões. Resultados prévios demonstram que o gás NO induz o mecanismo antioxidante e reduz a síntese de etileno em frutos climatéricos. O estresse por O2 <0,4 kPa permite melhor conservação da qualidade de maçãs. O ozônio e os OEs apresentam ação antimicrobiana e potencial para a indução de resistência a patógenos. Serão conduzidos 10 experimentos, avaliando condições de AC-ELO e ACD, com estresse por baixo O2 (<0,4 kPa) controlado, em combinação com o gás NO, sobre o estresse oxidativo nos frutos e a manutenção da qualidade de maçãs Gala e Fuji, bem como a aplicação de ozônio e de nanoformulações com nanopartículas carbonáceas e OEs (Lippia sidoides e Ocimum micranthum) sobre o controle de P. expansum, N. brasiliensis e N. actinídea, indução de resistência e qualidade maçãs de Gala e Fuji Os dados serão submetidos à ANOVA e as médias submetidas à análise de regressão (p<0,05) ou comparadas pelo teste de Tukey (p<0,05), conforme a especificidade de cada experimento.
  • Universidade do Estado de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 23/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cristiano Augusto Ballus

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • inovação e sustentabilidade na cadeia produtiva do azeite de oliva
  • O setor da olivicultura está em crescimento no Brasil, principalmente no estado do Rio Grande do Sul (RS), que responde pela maior produção nacional. No entanto, a produção nacional de azeite de oliva representa atualmente apenas cerca de 1% do volume de azeite consumido no Brasil, revelando o seu potencial extraordinário para crescimento. O bagaço de oliva gerado no sistema contínuo de duas fases, em grandes quantidades, apresenta potencial poluidor, devido à elevada carga orgânica e demanda bioquímica de oxigênio. A olivicultura no Brasil ainda está em sua fase inicial, e há muitas lacunas a serem preenchidas. Este projeto irá conduzir a caracterização de marcadores químicos dos azeites de oliva do RS por cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas e técnicas quimiométricas; quantificação de compostos fenólicos em amostras de azeites de oliva comercializadas no RS, para avaliar se estão de acordo com a legislação europeia para alegação de benefício à saúde; aromatização de azeite de oliva com trufas Sapucay, que foram descobertas recentemente no RS, com aplicação do ultrassom para acelerar o processo; fracionamento gravimétrico e micronização do bagaço de oliva, que será então submetido a um ensaio in vitro da fermentação colônica utilizando fezes humanas; realização de um ensaio clínico de suplementação humana com consumo de bagaço de oliva em conjunto com uma refeição hipercalórica; avaliação de diferentes métodos de secagem do bagaço de oliva; realização de extrações de óleo de bagaço de oliva, utilizando fluidos pressurizados (CO2 e GLP) - os óleos obtidos serão caracterizados quimicamente quanto ao teor de ácidos graxos e fitosteróis; e avaliação de ovos de galinhas poedeiras alimentadas com bagaço de oliva, onde dois grupos de galinhas receberão diferentes níveis de bagaço de oliva com a dieta normalmente usada - os ovos serão avaliados quanto ao perfil lipídico, cor da gema e oxidação lipídica.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Cristiano Feldens Schwertner

Ciências Agrárias

Agronomia
  • filogenia, biogeografia e bioecologia comparada de euschistus (euschistus) spp. (hemiptera, pentatomidae) em áreas agrícolas no brasil
  • A agricultura brasileira se caracteriza por grandes áreas plantadas, avanço de fronteiras e alta diversidade de insetos. Em vista disso, espécies são erroneamente identificadas e muitas vezes negligenciadas, e.g., diferentes espécies do subgênero Euschistus encontradas em áreas de soja que são identificadas equivocadamente como E. heros. Dentre essas espécies, E. atrox, E. crenator e E. taurulus têm registro para soja, as duas primeiras predominantemente no norte do Brasil. Não conhecemos o potencial de dano ou mesmo a distribuição dessas espécies/linhagens em áreas agrícolas. Assim, nossos objetivos são entender as relações de parentesco e biogeográficas dessas espécies/linhagens e realizar estudos biológicos de resposta a condições climáticas, hospedeiros e inseticidas, buscando revelar o potencial dessas espécies em colonizar novas áreas agrícolas no Brasil. Espécies de Euschistus (Euschistus) serão obtidas de coletas em diferentes regiões agrícolas e de levantamentos de ocorrência histórica a partir de dados de coleções entomológicas e plataformas de acesso livre. Para a análise filogenética, insetos coletados ou já disponíveis, preservados em etanol, terão múltiplos genes sequenciados para a construção das árvores filogenéticas e testar a hipótese biogeográfica de vicariância pela diagonal seca entre as linhagens de Euschistus. A filogenia incluirá como grupo interno espécies dos dois subgêneros de Euschistus e outros gêneros de Carpocorini e outras 6 tribos de Pentatominae, total de 45 táxons terminais. Características somáticas e de genitália também serão utilizados para testar das relações de parentesco entre as linhagens. As espécies/linhagens reconhecidas serão mantidas em laboratório com dieta natural (grãos de soja, amendoim e vagens de feijão-verde) e água, sob condições padrão. Serão realizados bioensaios de resposta à temperatura e fotoperíodo, adaptação a diferentes hospedeiros (algodão e soja) e susceptibilidade a inseticidas.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Cristiano Marcelo Espinola Carvalho

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • estudo da diversidade biológica de parasitas multi-hospedeiros transmitidos por artrópodes na fauna silvestre da região centro-oeste do brasil como ferramenta para prevenir e controlar a emergência de doenças
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Católica Dom Bosco - MS - Brasil
  • 21/02/2020-20/02/2025