Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adriano Doff Sotta Gomes

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • novos cenários em modelos de technicolor: correções perturbativas a modelos de tc
  • Após a descoberta da partícula de Higgs em 2012, os esforços dos pesquisadores de Física de Altas Energias, se voltam para a determinação dos parâmetros associados a esta descoberta tais como, propriedades dos acoplamentos, larguras de decaimento, etc.... Em pleno funcionamento, LHC deverá atingir energias de centro de massa da ordem de 14TeV, portanto, será capaz de testar as previsões de algumas propostas de física além do Modelo Padrão. Em particular, será possível testar a natureza do bóson de Higgs, ou seja se esta é uma partícula fundamental ou composta. Neste projeto apresentamos a nossa principal linha de pesquisa, onde exploramos uma alternativa para a descrição de física além do Modelo Padrão, que é então baseada na fenomenologia gerada por modelos onde a partícula de Higgs é vista como um estado composto (Modelos de Technicolor(TC)).
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Elísio de Figueirêdo Lopes Lucena

Engenharias

Engenharia Civil
  • utilização de corante extraido de polietileno de alta densidade (pead) para fabricação de misturas asfálticas coloridas
  • A Ilha de Calor Urbano é um fenômeno associado ao armazenamento, por parte das estruturas urbanas, de grandes quantidades de calor devido à absorção da radiação solar durante o dia. Durante os dias quentes e, sobretudo, na época de verão, as grandes metrópoles se veem afetadas pelo fenômeno da Ilha de Calor Urbano (ICU). Esse fenômeno causa um incremento da temperatura das cidades, em relação às áreas rurais, em até 5,2°C. As superfícies urbanas escuras ou pretas e, sobretudo, as misturas asfálticas absorvem a energia solar durante o dia e, durante as horas frias ou à noite, a irradiam para o meio ambiente sob a forma de calor. A prática mais utilizada para mitigar a ilha de calor urbano é a mudança da cor das superfícies para cores mais claras, que consigam refletir mais efetivamente a luz solar, tanto a visível como a invisível. Portanto, uma das alternativas que podem ser utilizadas nesse caso é o uso de misturas asfálticas coloridas, que consigam refletir mais eficientemente a radiação solar. Com a intenção de colaborar com essa área da pavimentação asfáltica esta pesquisa tem como finalidade propor a utilização do corante extraído de um resíduo bastante produzido pela sociedade atual, o PEAD (polietileno de alta densidade), para a produção de misturas asfálticas coloridas. Para atingir o objetivo proposto serão realizados ensaios físicos, químicos, mineralógicos e mecânicos. Estes ensaios serão realizados na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Associação Técnico Cientifica Ernesto Luis de Oliveira Júnior (ATECEL) bem como em outras universidades parceiras. Os resultados obtidos provavelmente terão destaque no âmbito nacional e internacional, à vista da relativa escassez de grupos de pesquisa que atuam nas áreas de abrangência do projeto proposto. Os resultados permitirão publicações em periódicos indexados e congressos. Além disso, o projeto contribuirá para formação de recursos humanos nesta área específica, uma vez que envolve alunos de graduação e pós-graduação dos cursos de Engenharia Civil da UFCG.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022