Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alice Maria Melville Paiva Della Libera

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • o microbioma da glândula mamária bovina: indo mais longe em nossa compreensão dessa questão complexa.
  • A hipótese baseia-se na existência de um microbioma mamário que interage fisiológica e patologicamente, com impacto na eficiência das atuais ações de gestão da mastite bovina, seu perfil microbiológico, imunológico e de resiliência mamária. Pela importância da mastite bovina para produção de leite, muito se investe acerca de patógenos e tratamentos antimicrobianos, progressivamente insustentáveis. Em alguns países, o emprego de antimicrobianos já é legalmente controlado, assim como das exigências de bem-estar animal e boas práticas de produção motivam a quebra de paradigmas sobre a saúde mamária. Outros estudos tiveram o mesmo objetivo, mas os resultados ainda são inconclusivos. A presente proposta parte de validações anteriores e visa investigar a existência de microrganismos comensais em animais nulíparos. Serão triadas pelos critérios de inclusão amostral, oito bezerras, com 12 meses, das quais serão coletadas, três amostras, em rigor de protocolo para análise metagenômica: pele (controle) e duas amostras de tecido mamário em diferentes profundidades. Posteriormente, as amostras teciduais serão processadas, maceradas, tratadas com monoazida de propídio, submetidas à extração de DNA e encaminhadas à análise metagenômica. Uma equipe alinhada em suas competências, internacionalização e com perfil comprovado em estudos anteriores, por suas publicações e registro de propriedade intelectual, integra o estudo e consequente formação de recursos humanos, divulgação científica e apropriação social do conhecimento. O impacto socioeconômico e ambiental da pecuária leiteira exige uma visão global, sustentável, ampliado pelas ciências ômicas. São perspectivas que precedem inovações com propriedade intelectual e inteligência artificial, já descritas em outras espécies e que poderão aumentar a competitividade científica internacional e as oportunidades ao cenário nacional.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alice Marlene Grimm

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • climatologia das secas no brasil: características, mecanismos, impactos hidrológicos
  • Eventos meteorológicos estão na origem de praticamente todos os desastres naturais no Brasil. As causas mais frequentes são secas severas, extremas ou persistentes. Elas representam ameaça para vários setores estratégicos: segurança hídrica, alimentar e energética, saúde humana, ecossistemas aquáticos, entre outros. Propõe-se a caracterização da climatologia das secas no Brasil, através de indicadores de possível risco à segurança hídrica. Não há ainda tal caracterização abrangente, mostrando as regiões mais propensas a sofrer secas e a distribuição espacial dos aspectos mais importantes (intensidade, duração, frequência), em período que englobe efeitos de oscilações climáticas interdecadais relevantes. Além disto, propõe-se estudo observacional e de modelagem da relação entre secas e oscilações climáticas interdecadais e interanuais. A hipótese da proposta é de que as secas mais extremas resultam da combinação de efeitos de mais de uma oscilação climática. Investigar conexões dinâmicas/mecanismos é importante para monitoramento e previsão. Será ainda avaliada a propagação de secas meteorológicas para secas hidrológicas e o tempo de recuperação. A hipótese, também neste caso, é de que oscilações climáticas sejam fatores determinantes. Portanto, a proposta visa: 1) indicar as regiões do Brasil mais sujeitas à ocorrência de secas e as características em cada região (frequência, intensidade, persistência); 2) diagnosticar relações entre os padrões de variabilidade da seca e oscilações climáticas, isoladas e combinadas, de modo a facilitar prognóstico da seca; 3) relacionar as secas com seus impactos hidrológicos, analisando a propagação de secas meteorológicas para secas hidrológicas e o seu tempo de recuperação; 4) testar hipóteses de mecanismos dinâmicos com modelos.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Alice Valença Araújo

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • efeitos cardiovasculares e renais de protótipos inibidores da eca em ratos dois-rins-um-clipe
  • A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é o principal fator de risco para doenças cardiovasculares, a maior causa de morte no mundo. Embora esta seja uma condição clínica com várias opções terapêuticas, apenas uma parcela dos pacientes hipertensos tem a Pressão Arterial adequadamente controlada, o que contribui para o surgimento de outros agravos e comorbidades, além de gerar grandes impactos na saúde pública, evidenciando a importância da busca por novas estratégias terapêuticas. Uma das opções para o tratamento farmacológico da HAS são os inibidores do Sistema Renina-Angiotensina (SRA), fundamental para a função cardiovascular e renal. Os inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina (ECA), enzima central no SRA, além de apresentarem eficácia anti-hipertensiva, promovem redução da morbimortalidade cardiovascular. Nosso grupo de pesquisa tem estudado o SRA e possíveis estratégias terapêuticas para o tratamento da HAS, como agentes antioxidantes, e mais recentemente, foram sintetizados protótipos potenciais inibidores da ECA. Tais compostos possuem estruturas necessárias para esta atividade, como núcleo heterocíclico central, anéis do 1,2,3-triazol e dos 1,3,4 e 1,2,4-oxadiazóis e um resíduo de prolina ou triptofano. A nossa hipótese é que estes protótipos possuem atividade anti-hipertensiva por inibição da ECA, aumento da via contra regulatória do SRA, melhora da função renal, além de ação anti-proliferativa em ratos hipertensos 2R1C. Serão realizados estudos de screening de atividade inibidora da ECA e citotoxicidade para avaliar o protótipo mais promissor. A partir disso, serão avaliadas a reatividade vascular, o efeito anti-hipertensivo, anti-hipertrófico e sobre a função renal, assim como o efeito sobre o estresse oxidativo e a expressão do RNAm e proteica de constituintes do SRA e de citocinas pró-inflamatórias, em ratos 2R1C. Espera-se, com o desenvolvimento deste projeto, caracterizar a eficácia pré-clínica de um novo candidato a fármaco anti-hipertensivo.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 25/03/2022-31/03/2025