Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Hans Raj Gheyi

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • cultivo hidropônico de hortaliças folhosas utilizando soluções nutritivas preparadas com águas salobras à diferentes temperaturas
  • O cultivo hidropônico (cultivo sem solo) tem sido apontado como técnica condizente ao uso de águas salobras, pois a resposta das plantas à salinidade nestas condições pode ser melhor do que no solo quando irrigadas com a água de mesma salinidade. Apesar do grande número de trabalhos conduzidos com salinidade em hidroponia, são poucos os estudos que buscam avaliar a interação da salinidade e temperatura da solução, como também a viabilidade de cultivo sob iluminação artificial em cultivos intensivos e/ou nas proximidades de zonas urbanas. As pesquisas serão realizadas concomitantemente, em dois ambientes protegidos, um com luz natural e outro com luz artificial. Portanto, plantas de coentro, cebolinha, alface, rúcula, salsa, chicória, almeirão e acelga, cultivadas em sistema hidropônico NFT (Técnica do Fluxo Laminar de Nutrientes), serão cultivadas a níveis crescentes de condutividade elétrica da solução nutritiva (CEsol 2,3 - controle; 4,3; 6,3 e 8,3 dS m-1) sob temperaturas ambiente - controle, 20, 28 e 32 ºC. Adicionalmente, dentro do mesmo canal de cultivo também serão testadas cinco densidades de plantas, para o coentro, cebolinha, rúcula e salsa, em parcelas subdivididas, enquanto que, para alface, chicória, almeirão e acelga, serão estudados três cultivares de cada cultura, porém serão analisadas isoladamente. Para avaliar os efeitos dos tratamentos, serão determinadas as variáveis biométricas de planta e massas de matéria fresca e seca da parte aérea do maço de plantas do coentro, rúcula e salsa; altura de planta, diâmetros superior e inferior do bulbo e das folhas, número de folhas e bulbos por maço, massas de matéria fresca e seca do bulbo, das folhas e da planta, do maço de plantas e do maço de folhas da cebolinha; diâmetro do caule, número de folhas, massas de matéria fresca e seca da parte aérea, suculência foliar, índice de esclerofilia, área foliar, área foliar específica, razão de área foliar, trocas gasosas e teores de nitrato nas folhas da alface, chicória, almeirão e acelga. Serão observadas ainda em todos os experimentos: condutividade elétrica, pH e as concentrações de oxigênio dissolvido da solução nutritiva, os teores relativos de água e os teores de Cl-, Na+ e K+ em diferentes órgãos das plantas, fluorescência da clorofila (exceto para cebolinha), as temperaturas foliares e testes de análise sensorial. Os dados serão submetidos à análise de variância pelo teste F e quando significativo, realizar-se-á análise de regressão polinomial. Com o presente projeto, espera-se demostrar a viabilidade para o cultivo hidropônico de hortaliças folhosas utilizando-se soluções nutritivas preparadas com águas salobras a temperaturas em condições de luz natural e artificial.
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Haroldo Antonio Marques

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • análise de séries temporais de coordenadas gnss visando investigações de deformações tectônicas
  • A análise de séries temporais GNSS e estimativa ótima de velocidades permitem monitorar movimentos tectônicos causados por fenômenos que ocorrem no interior da crosta terrestre. Investigações dessa natureza permitem a geração de modelos para mitigar o impacto de desastres naturais na sociedade e no meio ambiente. As velocidades devem ser estimadas de forma ótima e com indicativo de incerteza mais realista possível para fins de uso em aplicações tais como o cálculo de deformações (compressão ou expansão) da crosta terrestre. Os métodos utilizados para a estimativa de parâmetros a partir das séries temporais envolvem aplicação de MMQ, Máxima Verossimilhança ou estimador robusto. A aplicação do MMQ supõe o uso de dados com distribuição gaussiana, contudo, as séries temporais GNSS são afetadas por ruídos do tipo branco e colorido, cuja estimativa de componentes de covariância pode ser utilizada para geração de modelo estocástico mais realista da série temporal. Além disto, é importante o tratamento adequado dos efeitos sazonais e offsets que afetam as séries temporais, geralmente, causados por trocas de antenas, abalos sísmicos e outros. Desde 2010, em parceria do INPE, IBGE e Petrobrás, diversas estações GNSS têm sido instaladas no Brasil com características voltadas para o monitoramento geodinâmico. Além disto, o Brasil conta atualmente com estações pertencentes a RBMC, redes regionais e estaduais e aproximadamente 400 estações na América Latina pertencentes a partir da rede SIRGAS. O modelo de velocidades adotado pelo SIRGAS tem como objetivo atender a demanda de posicionamento geodésico e para diversas estações estima-se velocidades considerando somente trechos lineares da série temporal. A obtenção de velocidades de forma ótima e realista permite a análise de deformações da placa tectônica a partir das taxas lineares de variação e a interpretação realista dos fenômenos geodinâmicos. Neste contexto, o objetivo das pesquisas neste projeto envolve investigação de modelos matemáticos funcional e estocástico para estimativa de parâmetros a partir das séries temporais de coordenadas GNSS de estações localizadas na placa Sul-Americana. Com base na estimativa das velocidades, serão investigados sobre as taxas de deformações lineares com a geração de campos regionais de deformações e correlação com dados advindos de mecanismos focais. O proponente do projeto já investiga sobre o tema proposto a partir de pós-doutorado em andamento no INPE em parceria com pesquisadores do IAG/USP sendo este tema envolvido em projeto temático financiado pela FAPESP. Dessa forma, espera-se que as investigações no projeto proposto ao CNPq contribuam com pesquisas na área de estudo favorecendo a geração de modelos matemáticos e geofísicos para o entendimento e mitigação de fenômenos naturais que ocorrem na superfície da Terra.
  • Instituto Militar de Engenharia - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Haroldo da Silva Ferreira

Ciências da Saúde

Nutrição
  • nutrição, saúde e segurança alimentar dos povos indígenas do estado de alagoas
  • A população indígena, tal como os povos quilombolas e os que estão em situação de rua, faz parte das chamadas populações negligenciadas. No Brasil, a trajetória dessa população é marcada por diversas iniquidades decorrentes do processo histórico de exclusão política, econômica e social, que vêm fazendo com que seus indicadores socioeconômicos e de saúde sejam desfavoráveis quando comparados àqueles observados para a população geral. Trata-se, portanto, de uma população em vulnerabilidade social, sendo motivo de preocupação para pesquisadores, profissionais e gestores de políticas públicas. Neste aspecto, o tema “Saúde dos Povos Indígenas” consta na Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Saúde como primeiro item dentre as 24 subagendas apresentadas. O Laboratório de Nutrição Básica e Aplicada (LNBA) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) vem, desde 2005, desenvolvendo uma série de inquéritos utilizando amostras representativas de populações em diferentes cenários (Alagoas – 2005 e 2015; região semiárida – 2007, população quilombola – 2008 e 2018; região norte – 2010 e; escolares de Maceió – 2013). Num evento promovido pelo Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional/AL, em dezembro de 2017, constou na programação a apresentação do consolidado dos resultados obtidos nesses inquéritos. Ao final dessa palestra, as lideranças indígenas presentes questionaram a ausência de informações a respeito desse público. Após alguma discussão e da constatação de que não existem estudos epidemiológicos referentes aos povos indígenas de Alagoas, ficou pactuado que o LNBA, em parceria com essas lideranças, construiria um projeto que viesse preencher essa lacuna. Este projeto representa o resultado desse compromisso. Seu objetivo geral é investigar as condições de nutrição, saúde e segurança alimentar dos povos indígenas do estado de Alagoas e identificar os possíveis fatores associados, possibilitando a avaliação e planejamento de ações de promoção da saúde articuladas com as reais necessidades desses povos. Entre os objetivos específicos constam: Caracterizar as famílias segundo as condições ambientais, demográficas, socioeconômicas e de acesso às políticas de segurança alimentar e à infraestrutura de serviços públicos; Descrever a cobertura de programas do governo (Programa Bolsa Família; Programa Nacional de Suplementação de Ferro; Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A) e identificar os fatores associados à essa cobertura; Determinar o estado nutricional dos indivíduos por meio de indicadores antropométricos, bioquímicos e dietéticos; Identificar os hábitos alimentares da população e o consumo de alimentos processados e ultra processados; Descrever a prevalência, a duração e os fatores associados ao aleitamento materno entre as crianças menores de 24 meses; Estimar a prevalência e os fatores associados à insegurança alimentar e nutricional das famílias; Investigar, na população adulta, a prevalência e os fatores associados às doenças crônicas não transmissíveis (dislipidemias, diabetes mellitus, hipertensão arterial e síndrome metabólica); Estimar, entre os adultos, a prevalência de transtornos mentais comuns (TMC) e se esta se associa à ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis, à prevalência e duração do aleitamento materno nas crianças menores de 24 meses e ao estado nutricional dos pré-escolares; Descrever a ocorrência do uso de álcool e outras substâncias psicoativas; Diagnosticar as condições de saúde bucal da população e; Investigar a prevalência da leishmaniose visceral canina nos animais que vivem nas áreas circunscritas das comunidades e descrever, qualitativamente, o risco de zoonoses decorrente da interação entre pessoas e animais. Cada um desses objetivos específicos constituirá um projeto de dissertação ou tese a ser desenvolvido por um aluno de mestrado ou doutorado orientados por docentes do LNBA. Trata-se de um inquérito domiciliar, de base populacional, do tipo transversal, que será realizado nas 29 comunidades indígenas pertencentes às 11 etnias existentes no estado. Os participantes do estudo serão identificados por meio de censo completo realizado em cada uma das comunidades e todos os residentes serão elegíveis para compor o estudo. Contudo, alguns procedimentos de maior complexidade operacional serão conduzidos em subamostras especificamente e oportunamente planejadas conforme resultados do estudo piloto. A coleta de dados será realizada por meio entrevistas durante visitas domiciliares, para o que serão utilizados formulários previamente testados em estudo piloto e equipamentos validados e calibrados periodicamente. O projeto será submetido a apreciação do Comitê de Ética em Pesquisa da UFAL, ao CONEP e à FUNAI e sua operacionalização só será efetivada após a aprovação por parte dessas instituições.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Haroldo Ferreira de Araujo

Outra

Divulgação Científica
  • simpósio marajoara de educação, cultura, ciência e tecnologia - simect 2020
  • Os municípios do Marajó sofrem com as dificuldades de acesso à educação e à saúde e acabam classificados nas categorias de baixo ou muito baixo IDHM. Atrelado a isso, o Marajó tem como via de acesso principal o meio fluvial, dificultando o deslocamento para os grandes centros urbanos amazônicos. Esse distanciamento, dentre outros problemas, resulta na precariedade de acesso a tecnologias, como internet e outros mecanismos e suportes relacionadas à Inteligência Artificial (IA). Ao propormos este evento, contribuímos com o cumprimento do papel Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará Campus Breves: oferecer uma educação baseada na indissociabilidade do tripé ensino-pesquisa-extensão a jovens do Marajó, com todos os desafios que essa localização territorial implica. Assim, o objetivo dessa proposta é despertar, nos jovens, o interesse pela ciência, tecnologia, inovação e educação como elementos desencadeadores de desenvolvimento regional e pessoal, por meio do fomento das discussões sobre potencialidades e limitações da inteligência artificial no território do Marajó, ofertadas por meio da realização do Simpósio Marajoara de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia (SIMECT 2020). O evento será promovido pelo Campus Breves do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará – IFPA e ocorrerá nos dias 17 a 23 de outubro de 2020, nos municípios de Breves, Portel e Curralinho, localizados no território do Marajó, no estado do Pará. Para proporcionar a integração entre os alunos do IFPA e a comunidade externa e garantir a divulgação e aproximação dessas pessoas com o tema “Inteligência artificial: a nova fronteira da ciência brasileira”, serão realizadas diferentes atividades que compõem as modalidades Seminário ou Ciclo de Palestras, Exposição de CT&I, Conjunto de Oficinas de CT&I, Feira ou Mostra de Ciências, Mostra de Vídeos e Mostra de Teatro Científico e relacionam diferentes temáticas com a IA. Para auxiliar na organização do evento, disporemos de uma equipe composta por servidores e alunos do IFPA Campus Breves. Sendo assim, o evento contará com uma programação diversificada, proporcionando às comunidades socialmente vulneráveis o contato com tecnologias, trabalhos científicos e discussões que dialogam com o tema central da 17ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Ao final do evento, esperamos que ele proporcione a formação de jovens para a produção científica e tecnológica visando o desenvolvimento regional e pessoal, a integração entre comunidade externa e acadêmica no Marajó e na Amazônia, o estímulo à busca por políticas e melhorias que atendam às demandas de tecnologias e de Inteligência Artificial no território em questão e à consolidação do evento como forma e meio eficaz de divulgação e fortalecimento da ciência da região amazônica.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - PA - Brasil
  • 20/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Haroldo Valentin Ribeiro

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • uma abordagem de física de sistemas complexos para problemas urbanos
  • A maioria das teorias e estudos sobre cidades ainda é muito qualitativa e desenvolvida a partir de características de uma única cidade ou pequenos grupos de cidades. Trata-se de um fato surpreendente e preocupante, uma vez que ~55% da população mundial vive atualmente em cidades e resolver problemas relacionados à urbanização é de grande urgência para a sociedade. A ausência de uma teoria científica sobre as cidades faz com que o planejamento e alocação de recursos em sistemas urbanos sejam baseadas na intuição de agentes públicos e não amparadas por fatos empíricos bem estabelecidos sobre a infraestrutura e a dinâmica socioeconômica de sistemas urbanos. Esse projeto tem por objetivo contribuir para a formulação de uma ``ciência das cidades'' por meio da aplicação de métodos quantitativos inspirados em conceitos de física e direcionados para o estudo de dados. Para isso, pretendemos buscar por pontos comuns, princípios e universalidades que governem a dinâmica de cidades e suas inter-relações. De modo específico, esse projeto pretende contribuir para as seguintes questões: i) Como indicadores urbanos estão acoplados uns aos outros? ii) É possível fazer previsões sobre o futuro de indicadores urbanos baseadas em seus valores passados? iii) Será que características sociais podem se espalhar como doenças sobre sistemas urbanos? iv) O tamanho de uma cidade contribui para mitigar ou exacerbar disparidades de minorias? v) O que mais importa para descrever um indicador urbano: o tamanho ou a densidade do sistema? Todas essas questões são atualmente muito pouco compreendidas e serão abordadas nesse projeto por meio de análise de dados e de métodos baseados em física estatística, teoria de redes complexas e métodos de aprendizagem estatística (machine learning). Acreditamos que o financiamento desse projeto pode contribuir para mudar fundamentalmente a maneira como indicadores e métricas urbanas são compreendidos, bem como ajudar na busca por melhores políticas públicas.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Hassan Mohamed Elsangedy

Ciências da Saúde

Educação Física
  • influência das atitudes implícitas e explícitas sobre a atividade fisica espontânea e comportamento sedentário: um estudo longitudinal
  • Introdução: Os benefícios físicos e psicológicos proporcionados por um estilo de vida ativo estão bem evidenciados, no entanto uma grande parcela da população mundial permanece sedentária, sendo considerada um problema de saúde pública. Desse modo estratégias para promover aumentos nos níveis de atividade física têm focado em atitudes explícitas, i.e. intenção, como um importante determinante para comportamento futuro na atividade física. Paralelamente a isso, crescente atenção é dada as atitudes implícitas (processos inconscientes), como um fator que interage com a intenção e comportamento ativo, podendo auxiliar no entendimento do porquê uma grande parcela das pessoas tem intenções positivas frente à prática da atividade física e exercício físico, mas falham em agir e estabelecer o comportamento. Objetivo: Investigar a influência das atitudes implícitas e explícitas sobre a atividade física espontânea e comportamento sedentário ao longo do tempo. Métodos: Esta pesquisa se caracteriza como do tipo longitudinal. A população será constituída por adultos de ambos os sexos, com idade entre 18-60 anos e fisicamente inativos. Os participantes serão submetidos aos procedimentos avaliativos na linha de base, após 3 (três) e 12 (doze) meses. Serão verificados os efeitos das variáveis independentes (medidas antropométricas, atitudes implícitas e explícitas) sobre as variáveis dependentes (nível de atividade física e comportamento sedentário). Para o estudo, foi utilizado um cálculo amostral considerando o efeito da atitude implícita sobre o nível de atividade física. Para análise foi utilizado o software estatístico G*Power versão 3.1.9.2, sendo aplicado a regressão bivariada linear, com o poder de análise do tipo a priori. Foi adotado uma inclinação H1 de 0,15, α = 0,05 e 1-β= 0,80, sendo encontrado um tamanho amostral de 343 participantes. Um acréscimo amostral de 20% será adotado para a prevenção de desistências, totalizando 412 participantes. Serão avaliadas como medidas antropométricas o peso, estatura e circunferência de cintura. As atitudes implícitas por meio de um teste específico associação implícita de computador. As atitudes explícitas através de questionários autorreportados: I) conhecimento - pros e contras, II) normas sociais, III) modelagem social, IV) intenção futura, V) autoeficácia, VI) motivação para a prática da atividade física e VII) preferência e tolerência a intensidade do exercício físico. Para o nível de atividade física serão utilizadas uma medida subjetiva (Questionário Internacional de Atividade Física) e objetiva (acelerometria). Por fim, para o comportamento sedentário será utilizado o Questionário de Comportamento Sedentário para adultos. Resultados Esperados: Espera-se identificar o impacto das atitudes explícitas e implícitas no nível de atividade física espontâneo e comportamento sedentário. A partir destes resultados, desenvolver estratégias que ponderem a influencia das variáveis implícitas e explícitas afim de torna-las mais eficazes na promoção do maior engajamento a prática de atividade física em longo prazo. Análise Estatística: Os dados serão reportados através da estatística descritiva (média e desvio padrão). A normalidade dos dados será verificada pelo teste de Shapiro-Wilks. Será realizada uma análise de regressão logística para verificar as variáveis preditoras do nível de atividade física e comportamento sedentário. Para a análise dos dados será utilizado o software Statistical Package for the Social Sciences – SPSS versão 20.0. O nível de significância estabelecido foi de p< 0,05.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Hayda Josiane Alves

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • recomendações técnicas, saberes e práticas populares no enfrentamento da covid-19 em zona rural
  • A elevada transmissibilidade do vírus SARC-CoV-2 (coronavírus) causador da COVID-19, aliada à gravidade clínica demandam a adesão de comunidades às medidas preventivas definidas a partir de recomendações técnicas e decisões governamentais voltadas a frear a contaminação pelo vírus Existe um relativo consenso de que a COVID-19 irá afetar desproporcionalmente às populações mais pobres seja pelas dificuldades em manter o distanciamento social, seja pelas condições de emprego e renda ou ainda pelas dificuldades em aderir às medidas de higiene. Por este motivo, um diálogo social com estes grupos para problematizar tais recomendações e construir caminhos viáveis à sua operacionalização são desafiadores e necessários, especialmente quando se trata de comunidades rurais. A população do campo apresenta elevados índices de pobreza e iniquidades em saúde, tornando-se bastante vulnerável em períodos de crise social e sanitária como a provocada pela pandemia da COVID 19, podendo repercutir no curto prazo nas taxas de mortalidade e expectativa de vida. O monitoramento e controle da pandemia da COVID-19 e de outras síndromes gripais, exige estratégias intersetoriais e sistêmicas coordenadas pela atenção primária da saúde (APS), capazes de frear a transmissão comunitária do vírus, além do planejamento de ações pós-pandemia (vigilância ativa, prevenção e manejo de infecções respiratórias sazonais). Em diálogo com organizações populares, associações, movimentos sociais e entidades da sociedade civil, estas medidas podem potencializar a adesão às estratégias de enfrentamento individual e coletivo no transcurso da pandemia. Frente a tais desafios este projeto tem por objetivo geral: investigar/desenvolver estratégias criativas e inovadoras para prevenção e controle da COVID-19 junto a comunidades rurais. E específicos: desenvolver estratégias de educação popular em saúde para prevenção individual, comunitária e apoio à vigilância ativa; potencializar a tomada de consciência e ampliação de conhecimentos sobre direitos a partir da educação popular; identificar e fortalecer redes de apoio social potentes na conscientização sobre as medidas de mitigação dos efeitos da pandemia (que inclui estratégias de proteção à saúde, subsistência da comunidade e acesso a direitos sociais); potencializar a voz da comunidade na proposição e direcionamento da ação pública por meio da oferta de serviços sócio-assistenciais; engajar membros da comunidade e trabalhadores de saúde (que podem incluir agentes comunitários de saúde, educadores populares, agentes sociais diversos) atuantes no fortalecimento da participação e transformação social da comunidade para estratégias de enfrentamento da pandemia e planejamento de ações pós-pandemia; potencializar estratégias em que as crianças, adolescentes e os jovens participem de ações preventivas pós-pandemia; induzir estratégias complementares ao enfrentamento biomédico da COVID-19, oriundas dos saberes populares da comunidade capazes de favorecer medidas de prevenção, controle e manejo da COVID-19 (cultivo e uso de alimentos que melhorem a imunidade, modos seguros de organização do trabalho coletivo de plantio, etc.); subsidiar processos de educação permanente na APS a cerca de doenças respiratórias sazonais que considerem a atenção a saúde da população do campo. Para tanto, será desenvolvido um pesquisa-ação participativa em saúde com aplicação de métodos mistos guiados pelo modelo da pesquisa participativa baseada na comunidade. Serão envolvidas 6 comunidades de territórios de reforma agrária, quilombola e agricultores familiares das regiões norte fluminense e baixada litorânea do estado do Rio de Janeiro. Por meio de métodos mistos que envolvem grupo focal, rodas de conversa, práticas de educação popular em saúde e elaboração de fazines pretende-se engajar e potencializar a voz da comunidade (com seus saberes tradicionais e práticas populares aliadas às ações de cunho biomédico) em estratégias preventivas de enfrentamento da pandemia e planejamento de ações pós-pandemia. O projeto envolverá diferentes segmentos etários, sendo que a juventude será especialmente estimulada a participar no desenho de ações preventivas pós-pandemia e disseminação de resultados na comunidade. Este projeto prevê ainda utilização os achados da pesquisa em oficinas de educação permanente com trabalhadores da atenção primária em saúde a fim de potencializar ações de prevenção, promoção e manejo de doenças respiratórias sanzonais em comunidades rurais. Para disseminação dos resultados será produzido um vídeo com a sistematização do processo de pesquisa além de produtos acadêmicos. Trata-se de uma proposta multidisciplinar e multicêntrica, filiada a projetos de metodologia similiar integrados a uma rede internacional de pesquisa-ação denominada International Collaboration for Participatory Health Research.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Heber Martins de Paula

Engenharias

Engenharia Civil
  • otimização de incorporação de cinzas de biomassa para produção de argamassas de assentamento e revestimento
  • Nos últimos anos, a academia e a indústria têm buscado alternativas para mitigar o impacto de várias atividades econômicas sobre o meio ambiente. Nesse contexto, apesar de se caracterizar como uma fonte renovável de energia, a queima de biomassa se configura como um problema ambiental no que se refere à disposição dos subprodutos gerados. Dessa forma, este projeto tem como objetivo compreender as propriedades das cinzas de biomassa e avaliar os impactos e fatores relacionados com sua incorporação para produção de argamassas de assentamento e revestimento. Para tanto, este projeto será dividido em quatro etapas, sendo elas: (1) Revisão de literatura, (2) Caracterização das cinzas de biomassa, (3) Produção de argamassas com adições minerais e (4) Otimização dos teores de adições via Metodologia de Superfície de Resposta (MSR). Assim, através do método proposto, espera-se produzir argamassas com altos teores de incorporação de resíduos e que, ainda assim, possuam propriedades que obedeçam às condições técnicas desejadas sob o ponto de vista reológico, mecânico e de durabilidade.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Heberty Di Tarso Fernandes Facundo

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • avaliação dos efeitos do canal mitocondrial de potássio sensível ao atp sobre a hipertrofia cardíaca em corações de camundongos submetidos a restrição calórica
  • A hipertrofia cardíaca é uma resposta compensatória do coração frente a um aumento de pós-carga. Embora a hipertrofia cardíaca seja uma resposta benéfica temporária, frequentemente leva a cardiomiopatia e insuficiência cardíaca congestiva. A restrição calórica pode proteger contra a hipertrofia cardíaca por diminuição do estresse oxidativo. A mitocôndria possui um canal de potássio sensível a ATP (mitoKATP) cuja abertura leva a proteção celular através de mecanismos relacionados à diminuição do estresse oxidativo celular. Neste trabalho nosso objetivo é estudar os efeitos mitocondriais e redox da restrição calórica durante a hipertrofia cardíaca. Desta forma pretendemos entender os impactos da hipertrofia cardíaca durante a restrição calórica analisando a produção de radicais livres, a atividade de enzimas antioxidantes (superóxido dismutase, catalase, glutationa peroxidase, glutationa redutase), a atividade dos complexos mitocondriais, a respiração/função mitocondrial, a captação de cálcio mitocondrial, o potencial de membrana mitocondrial e a abertura do poro de transição de permeabilidade mitocondrial, pretendemos também analisar os níveis de glutationa e proteínas oxidadas, bem como a susceptibilidade das membranas cardíacas à oxidação com Fe2+. Adicionalmente, pretendemos analisar se o mecanismo é por ativação do mitoKATP. Para isso trataremos os camundongos com inibidores do mitoKATP durante a hipertrofia cardíaca em presença da restrição calórica. Dessa forma nós pretendemos desvendar a relação entre os efeitos benéficos da restrição calórica e a abertura do mitoKATP em corações hipertróficos. Os resultados destes experimentos podem levar a descobertas de novas rotas terapêuticas para prevenção e/ou tratamento de complicações relacionadas a hipertrofia cardíaca.
  • Universidade Federal do Cariri - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Hector Henrique Ferreira Koolen

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • análise metabolômica como estratégia na descoberta de alcaloides antitumorais de plantas amazônicas
  • A Amazônia possui uma vasta biodiversidade vegetal e, assim, representa um enorme depósito de moléculas bioativas, as quais ainda estão por serem descobertas. Dentre os diversos gêneros botânicos presentes no bioma amazônico, alguns se destacam como promissoras fontes de alcaloides. Em especial, estes compostos vêm sendo há décadas empregados no combate de câncer. Os mais de cem tipos de câncer têm em comum o crescimento desordenado (maligno) de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se (metástase) para várias regiões do corpo. O câncer é uma doença de preocupação global e, atualmente, responde por dezenas de milhões de mortes anuais. Atualmente, o tratamento se vale da administração de compostos denominados quimioterápicos, os quais são comumente alcaloides oriundos de plantas e/ou seus derivados semissintéticos. Como exemplos de sucesso no tratamento de câncer, destacam-se os alcaloides: camptotecina, vimblastina, vincristina e paclitaxel (biossíntese mista, alcaloide e terpeno). A descoberta destas moléculas no passado ocorreu por meio de investigações fitoquímicas clássicas, as quais demandaram estudos laboriosos e morosos. Nesse sentido, abordagens atuais baseadas no uso de instrumentação analítica sofisticada, como espectrometria de massas, vêm sendo aplicadas com sucesso em química de produtos naturais nos últimos anos. Tais abordagens auxiliam na desreplicação de compostos já conhecidos, assim como na descoberta de novas estruturas. Avanços concomitantes em informática voltada para metabolômica (Molecular Networking) e prospecção de produtos naturais (Ancoragem Molecular) têm auxiliado na busca de novas estruturas químicas naturais com potenciais atividades farmacológicas. Levando-se em consideração o potencial fitoquímico da Amazônia, a necessidade de se buscar novas moléculas para o tratamento de câncer e as novas abordagens destacadas acima, o presente projeto visa estudar a composição de alcaloides com potencial antitumoral em espécies dos gêneros Aspidosperma, Duguetia, Fusae, Geissospermum, Guatteria, Rauvolfia e Tabernaemontana por técnicas metabolômicas e ferramentas de quimioinformática. Espera-se desreplicar as substâncias previamente conhecidas por meio de cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas (LC-MS) e MN e, assim, selecionar potenciais novas moléculas para o estudo estrutural detalhado por ressonância magnética nuclear (NMR). Aliado ao estudo químico, este projeto almeja prospectar os alcaloides (tanto os já conhecidos, como os novos) como potenciais compostos antitumorais. A avaliação do potencial antitumoral será realizada em três etapas: (I) Pré-seleção das substâncias (desreplicadas e novas) através de testes in silico; (II) Investigação in vitro contra linhagens de células tumorais daquelas mais promissoras; e (III) estudos in vivo das substâncias mais citotóxicas observadas na etapa II. Espera-se descobrir substâncias naturais com potenciais atividades antitumorais a partir de plantas amazônicas. Além disso, pretende-se explorar o potencial da abordagem analítica proposta neste trabalho, em especial de LC-MS e MN na identificação química de espécies produtoras de alcaloides. Estes resultados irão contribuir de forma significativa para o conhecimento químico de plantas amazônicas e modernização das estratégias de estudos em fitoquímica, além de contribuir para a formação de recursos humanos e desenvolvimento científico e tecnológico na Região Norte, a qual ainda é bastante carente.
  • Universidade do Estado do Amazonas - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Heibbe Cristhian Benedito de Oliveira

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • modelando sistemas moleculares de interesse atmosférico, biológico e tecnológico via dinâmica molecular ab initio
  • Nesse Projeto visamos o desenvolvimento e aplicações de métodos de dinâmica molecular ab initio e de estrutura eletrônica em sistemas moleculares de interesse atmosférico, biológico e tecnológico. Na parte de interesse biológico, baseado em nosso interesse no tratamento de solvente em propriedades eletrônicas de sistemas moleculares (DOI:10.1021/acs.jpcc.6b01567 e DOI: 10.1021/acs.jpcb.8b06110) e com o intuito de melhor entender a interação dos neurotransmissores com moléculas de água, este projeto tem como objetivo estudar o efeito da solvatação aquosa sobre os parâmetros geométricos e eletrônicos dos principais neurotransmissores. É de extrema importância o estudo da interação entre fármacos e as moléculas de água. O meio aquoso tem a função de acompanhar o fármaco desde o momento em que este é ingerido até o momento em que ele chega ao seu local de ação e está intimamente ligado com sua absorção. Neste contexto, a Dinâmica Molecular de Car-Parrinello, do inglês Car-Parrinello Molecular Dynamics (CPMD), por tratar o solvente de forma explícita, se torna ideal para o estudo de meios solvatados uma vez que consegue descrever propriedades as quais cálculos estáticos são incapazes. Nesse mesmo sentido, na parte de interesse de novos materiais e aplicações tecnológicas, investigaremos os efeitos do tratamento explícito de solventes de diferentes polaridades sobre as propriedades ópticas de compostos com possíveis aplicações em dispositivos fotônicos. Para efeito de comparação com resultados experimentais, o estudo das propriedades dos compostos deve ser realizado considerando-os inseridos em um determinado meio. O tratamento correto deste meio e de sua interação com o sistema molecular é de extrema necessidade e importância, pois um tratamento inadequado pode provocar distorções nos valores das propriedades da molécula. Para a quantificação dos efeitos da solvatação explícita, serão construídas trajetórias dos compostos de interesse em solução aquosa usando a CPMD. Publicamos um artigo recentemente usando o tratamento implícito de solvatação (DOI:10.1021/acs.jpcc.6b01567). Dessa forma, ao incluirmos o tratamento explícito do solvente sobre as propriedades ópticas não-lineares de compostos de interesse, poderemos obter informação relevantes as quais os cálculos estáticos não foram capazes de contabilizar. Na parte de interesse atmosférico e ambiental, pretendemos continuar a realizar simulações de dinâmica molecular ab inito para reações que envolvem até quatro átomos. O nosso grupo já têm bastante experiência nesse tipo de estudo (DOI: 10.1021/acs.jpclett.5b00384 e DOI: 10.1021/acs.jpca.6b03958) e, em particular nessa parte do projeto, contamos com a colaboração do Prof. Vincenzo Aquilanti (Department of Chemistry - University' of PERUGIA – ITALY). Em um estudo inicial, utilizando dinâmica molecular de Born-Oppenheimer, do inglês Born-Oppenheimer Molecular Dynamics (BOMD), conseguimos fornecer uma interpretação da dependência negativa da temperatura na constante cinética para a reação OH + HBr, confirmando a sugestão obtida experimentalmente, de que este fenômeno tem uma origem estereodinâmica, o que até então era negligenciado por estudos teóricos. As reações, até então selecionadas, para esta etapa do projeto, são: OH+H_2→H_2 O+H, uma das reação com quatro átomo mais simples que existe, porém envolvem fenômenos interessantes (como tunelamento) e OH+HX→H_2 O+X (X=Cl e I). Também estudaremos a reação Na+HF investigando os dois possíveis canais reativos.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Heidge Fukumasu

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • assinaturas moleculares de vesículas extracelulares como ferramenta diagnóstica e preditiva em cães com linfoma multicêntrico
  • O linfoma é a principal neoplasia hematopoiética em cães sendo o tipo multicêntrico o mais comum. Apesar de responderem relativamente bem ao protocolo quimioterápico, a taxa de recidiva da doença é significativa levando parte dos animais a óbito em um período de um ano. Desenvolver opções que possam diagnosticar e detectar de forma precoce a recidiva é um dos maiores desafios da medicina atualmente, tanto humana quanto veterinária. Desta forma, o objetivo deste trabalho é avaliar o potencial de identificar assinaturas moleculares de Vesículas Extracelulares (VE) séricas associadas ao diagnóstico, predição da resposta terapêutica e possibilidade de recidiva de linfomas multicêntricos. Para isto, serão utilizados casos de pacientes com linfoma multicêntrico diagnosticado clinicamente e confirmados por cito, histopatologia e imunofenotipagem. Serão coletadas amostras de soro no diagnóstico e durante todo o tratamento dos animais para o isolamento das VE. Serão também coletadas amostras de cães saudáveis como controles. As amostras serão coletadas previamente a administração do quimioterápico a cada sessão do protocolo. O isolamento será feito pelo método de ultracentrifugação e a mensuração e quantificação pelo microscópio NanoSight. Estas serão caracterizadas por microscopia eletrônica e positividade de marcadores específicos por western blot. Posteriormente, será realizada análise do perfil global de Oncomirs (miRNAs) presentes nestas vesículas e a quantificação de até 408 metabólitos utilizando o kit AbsoluteIDQ p180 (Biocrates). Com este projeto pretende-se desenvolver ferramentas baseadas em assinaturas moleculares de VEs para utilização no diagnóstico e predição da resposta ao tratamento em cães com linfoma multicêntrico.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Heidge Fukumasu

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento pré-clínico de vacina vetorizada para sars-cov2 baseada em genética reversa com o vírus da doença de newcastle (ndv) para uso em humanos e gatos
  • A pandemia causada pelo SAR-CoV-2, um novo coronavírus, tem causado inúmeras infecções e mortes na população humana em 185 países em menos de 4 meses. Infecções em gatos têm sido relatadas, sendo também capazes de transmitir o vírus para outros gatos suscetíveis. Desta forma, vacinas para uso tanto em humanos como em gatos são importantes formas para controlar a circulação viral. As vacinas vetorizadas virais são eficazes na indução de uma resposta imune robusta contra as proteínas expressas pelo vetor da vacina. O NDV é considerado um vetor promissor para o controle de doenças por se replicar com eficácia em mais de 250 espécies de aves e em mamíferos, incluindo primatas. O uso de estirpes lentogênicas de NDV como vacinas vetorizadas em humanos e gatos oferece várias vantagens como: (1) potencialmente seguro em mamíferos devido à restrição de infecção limitada ao trato respiratório, que é o local de replicação do SARS-CoV-2; (2) a população humana ou felina não possui anticorpos preexistentes ao NDV, que poderia limitar sua replicação; (3) é antigenicamente distinto dos patógenos comuns de mamíferos; (4) é possível inserir 2 antígenos em modelo existente em nosso laboratório em parceria com o USDA; (5) replica bem em culturas de células usadas para produção de vacinas em biorreatores e também em ovos embrionados e; foi demonstrado o potencial do NDV expressando a proteína S de SARS-CoV para o desenvolvimento de vacina para humanos. Assim, a presente proposta permitirá que o Brasil consiga produzir localmente a vacina contra o agente causador da pandemia de COVID-19 e possa ser autossuficiente no controle deste vírus. O objetivo deste projeto é desenvolver vacina vetorizada a partir do vírus da doença de Newcastle (NDV) expressando antígenos de SARS-CoV-2 para uso em humanos e gatos. Objetivos específicos: (1) selecionar e ranquear potenciais antígenos imunogênicos da proteína S e suas subunidades S1, S2, RBD, NTD e FP; (2)Construir por genética reversa NDV expressando 2 antígenos mais bem ranqueados na análise anterior; (3) Avaliar o potencial imunogênico, sítios de replicação e a segurança da vacina NDV-SARS-CoV-2 em hamsters e gatos e; (4) Proposta de formulação de vacina vetorizada para NDV-SARS-CoV-2 para testes clínicos em gatos. Todos os experimentos serão realizados em laboratórios com NB-3, NB-2 e NB-1 cadastrados na CTNBio e aprovados pela CIBio e experimentos com células, ovos embrionados e animais serão avaliados pela Comissão de Ética no Uso de Animais. A seleção dos potenciais antígenos para vacina contra SARS-CoV-2 foi realizada baseando-se no levantamento da literatura de forma sistematizada utilizando-se como objetivo determinar potenciais antígenos a partir da proteína S de SARS-CoV-2, considerada a de maior potencial imunogênico. A construção de partículas virais NDV-SARS-CoV-2 expressando epítopos de SARS-CoV-2 será baseada na estirpe viral NDV LaSota e geradas por genética reversa para expressar até 2 genes exógenos em células Hep-2 com a adição de outros 3 plasmídeos contendo os genes NP, P e L. Os vírus serão purificados e propagados em ovos embrionados de galinha SPF por 10 passagens. A fidelidade e estabilidade do vírus NDV-SARS-CoV-2 será avaliada por sequenciamento completo do genoma viral na 5ª e 10ª passagem a partir dos vírus purificados de ovos. A expressão das proteínas de SARS-CoV-2 serão avaliadas por western blot com anticorpos comerciais contra a proteína S. A replicação viral e patogenicidade será avaliada comparativamente com vírus parental LaSota pelos testes de avaliação de tempo para morte de ovos embrionados, índice de patogenicidade intracerebral, ensaio de hemaglutinação (HA), dose infectante 50% em ovos (EID50) e TCID50 em células VERO in vitro com a adição de 10% de líquido alantóide. A titulação viral será obtida em cultivo de células e ovos embrionados de acordo com o método Reed-Muench. Os estudos para determinação de eficácia e segurança do NDV-SARS-CoV-2 seguirão as recomendações da OMS para realização de testes pré-clínicos para avaliação de vacinas. Os experimentos serão realizados em hamsters sírios dourados e gatos geneticamente distintos, saudáveis, mantidos em condições convencionais de biotério. Estas espécies foram escolhidas por terem sido demonstradas como susceptíveis e produzirem anticorpos contra SARS-CoV-2. Serão realizados estudos para determinar a dose por instilação nasal do NDV-SARS-CoV-2 que gera a maior resposta de produção de anticorpos em hamsters e gatos e avaliar a segurança da aplicação destes vírus. Para isto, grupos com 10 animais de cada espécie serão administrados com doses de 6, 7 e 8 log EID50/ml de NDV-SARS-CoV-2 e do vetor viral sem genes inseridos. Os animais serão avaliados por 3 semanas quanto a sinais clínicos, consumo e ganho de peso. Dois animais de cada grupo serão eutanasiados em 2, 4 e 7 dias após a inoculação (DPI) com o vetor viral para coleta de tecidos. Tecidos de turbinados nasais, traqueia, pulmão, intestino, baço e rim serão coletados para realização de histopatologia, imuno-histoquímica e detecção viral para determinação dos sítios de replicação do vetor viral e expressão das proteínas de SARS-CoV-2 nestes hospedeiros. Após 7 dias, sangue será coletado de todos animais para avaliação de produção de anticorpos contra SARS-CoV-2 e NDV, hemograma completo e bioquímica sérica. Uma segunda administração da vacina será realizada após a coleta de sangue. Após 6, 12, 24 e 48 semanas (dependendo da espécie) serão coletadas amostras de sangue dos animais para avaliação dos níveis de anticorpos neutralizantes utilizando-se o teste PRNT em células Vero in vitro. Os títulos serão expressos em unidades internacionais por mililitro de soro (UI / ml) com um padrão da OMS como referência e os anticorpos de inibição da hemaglutinação (HI) ao NDV serão testados. Durante todos os experimentos os animais serão avaliados periodicamente quanto a sinais clínicos, hemograma e bioquímica sérica completa.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Heidy Rodriguez Ramos

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • barreiras e facilitadores ao empreendedorismo no contexto rural
  • O empreendedorismo tem a capacidade de impulsionar a atividade económica visando o desenvolvimento das regiões, em especial, o empreendedorismo rural, que vem ganhando destaque por transformar e revitalizar a economia rural. Por esse motivo, se faz necessário entender quais as barreiras e facilitadores que impedem ou inibem a intenção de empreender no contexto rural? Para responder essa questão de pesquisa, o objetivo geral do projeto é analisar o desenvolvimento de agricultores como empreendedores rurais quanto as principais barreiras e facilitadores que impedem ou contribuem a intenção de empreender na região metropolitana de Sorocaba em SP. Na primeira etapa do projeto, será feita uma análise do panorama das publicações nacionais e internacionais sobre o conceito de empreendedorismo rural por meio de um estudo bibliométrico. Na etapa 2, será conduzida uma revisão sistemática da literatura, com a finalidade apresentar diferentes perspectivas teóricas utilizadas para explorar o empreendedorismo no meio rural. Por fim, na etapa 3, será conduzida uma pesquisa quantitativa, com o objetivo de identificar as barreiras e facilitadores que impedem ou contribuem a intenção de empreender sob a ótica dos produtores rurais da região metropolitana de Sorocaba em SP. Serão testadas 16 hipóteses, utilizando, para tanto, um instrumento de medidas de Barreiras e Facilitadores dos autores Souza, Coelho, Esteves, Lima, & Santos (2016), que é composto por 8 subescalas (Intenção de Empreender; Risco; Acesso à Capital; Inovação; Oportunidade; Liderança e Gerenciamento; Paixão).
  • Universidade Nove de Julho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Heitor Judiss Savino

Outra

Robótica, Mecatrônica e Automação
  • controle preditivo distribuído para manipulação cooperativa
  • A introdução de robôs em ambientes de trabalho nos quais humanos e robôs devem trabalhar em proximidade impõe desafios relacionados a estratégias de controle que possibilitem a execução de tarefas de forma coordenada. Isto exige que, tanto as ações dos humanos devem ser levadas em consideração no planejamento das ações locais dos robôs, quanto às ações dos robôs devem ser entendidas pelos humanos. Desta forma, pode-se garantir a execução segura e coordenada de tarefas envolvendo humanos e robôs. Para permitir que o sistema seja robusto e escalável, de modo que a falha de agentes isolados não comprometa a tarefa e que a complexidade computacional seja tratável em tempo real, exige-se que cada agente possa tomar suas ações de controle baseado apenas em informações locais. Isto caracteriza um sistema de controle distribuído, em contraste com um sistema centralizado que exige alta carga computacional e de informação. A abordagem a ser utilizada é baseada na estratégia de controle chamada Controle Preditivo, ou ainda Controle de Horizonte Retrocedente, que utiliza ferramentas de otimização para obter as ações de controle. Esta abordagem é interessante devido ao fato de considerar as restrições a que os robô estão sujeitos, podendo fazer uso de ferramentas de otimização convexa de rápida implementação computacional. Pretende-se desenvolver métodos no estado da arte em Controle Preditivo Distribuído, aplicado a tarefas de manipulação cooperativa envolvendo humanos e robôs. O foco da aplicação será dada em tarefas de transporte de cargas pesadas com vários manipuladores móveis. As vantagens esperadas incluem a redução da carga computacional, coordenação escalável entre os agentes, com consequente execução mais rápida das tarefas, além da melhoria da satisfação dos trabalhadores humanos com respeito aos assistentes robóticos. Serão realizados experimentos no laboratório de robótica da Universidade Federal de Alagoas e no laboratório do Grupo de Robótica Interativa localizado no MIT.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Heizir Ferreira de Castro

Engenharias

Engenharia Química
  • desenvolvimento de uma plataforma de produtos no contexto de biorrefinaria integrada biodiesel-bioetanol: utilização de substratos derivados de resíduos agroindustriais
  • A produção de Single Cell Oils (SCOs) tem recebido importância recentemente por ser uma potencial fonte de energia renovável e compatível com o conceito das biorrefinarias. O termo single cell oil foi cunhado com a intenção de denominar principalmente os triacilgliceróis de microrganismos, similares aos encontrados em óleos e gorduras provenientes de fontes animais e vegetais. Os microrganismos capazes de produzir e acumular mais de 20% de sua biomassa em lipídios são denominados oleaginosos e podem pertencer ao grupo das bactérias, leveduras, fungos e algas. Neste contexto, os fungos filamentosos surgem como um recurso promissor no desenvolvimento de novos produtos sustentáveis, entre os quais os fungos pertencentes ao filo Zigomiceto, contribuem significativamente para esse desenvolvimento e são extensivamente estudados para a aplicação em biorrefinarias, com destaque especial para os fungos do gênero Mucor. Esse gênero, particularmente a espécie Mucor circinelloides, é um potencial produtor da enzima lipase e de biomassa com quantidades significativas de lipídios o que permite sua exploração no processo de produção de biodiesel. Trabalhos realizados no Laboratório de Biocatálise (EEL-USP) identificaram que uma linhagem de Mucor circinelloides URM 4182 de banco de cultura nacional (URM-Universidade Federal de Pernambuco) pode ser classificada como microrganismo oleaginoso fornecendo óleos microbianos com características adequadas para síntese de biodiesel. Estes fungos também são conhecidos por produzirem naturalmente altas concentrações destes ácidos graxos insaturados da família ômega 6 e ômega 3. Além disso, diversas linhagens de M. circinelloides também são descritas na literatura como potenciais produtores de β-caroteno, que têm relevante importância nas indústrias de fármacos e de alimentos. A potencialidade da linhagem Mucor circinelloides URM 4182 para a produção de biomassa oleaginosa foi comprovada em cultivos efetuados em biorreator utilizando glicose como única fonte carbono. Apesar dos resultados satisfatórios obtidos, o custo global do processo é ainda desfavorável, o que torna necessário o desenvolvimento de processos utilizando fontes de carbono de baixo custo. O fungo Mucor circinelloides possui robustez e capacidade de crescimento em diferentes fontes de carbono e em meios contendo alguns compostos inibitórios. Desta forma, o enfoque do presente projeto, será direcionado para produção de biomassa com elevado teor de lipídio por M. circinelloides URM 4182, usando substratos contendo fontes de carbono disponibilizadas em resíduos e subprodutos agroindustriais do processamento da cana-de-açúcar, do leite e da soja. Nesta etapa será também avaliado o efeito dessas fontes na composição glicerídica do óleo microbiano. Tomando por base a metodologia desenvolvida anteriormente, propõe-se o estudo sistemático da produção concomitante de lipídio e β-caroteno por M. circinelloides. Dependendo do perfil de ácido graxo do óleo microbiano, este será empregado na produção de biodiesel por etanólise mediada por catalisadores heterogêneos ou na produção de concentrados de ácidos graxos poli-insaturados (PUFAs) por hidrólise enzimática. A execução do projeto auxiliará no fortalecimento de uma importante linha de pesquisa na Escola de Engenharia de Lorena (EEL), além contribuir para o desenvolvimento de tecnologias nacionais em escala industrial para a manufatura de produto de interesse econômico, ambiental e social. No que se refere ao estado da arte, não há trabalhos nacionais publicados enfocando o conceito de produção de PUFAs, Biodiesel e β-caroteno, da forma como proposto.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Hektor Sthenos Alves Monteiro

Ciências Exatas e da Terra

Astronomia
  • atualização de infraestrutura computacional para investigação de problemas astrofísicos complexos
  • A astrofísica moderna caminha cada vez mais para bases de dados e modelos teóricos altamente complexos onde é inevitável o uso de métodos computacionais e estatísticos de ponta. Para entender e fazer o melhor uso possível das grandes bases de dados, assim como poder comparar estes dados a modelos mais atuais de maneira robusta, faz-se necessário o desenvolvimento de técnicas adequadas para realizar analise de dados e testes de modelos teóricos e hipóteses, entre outras ferramentas básicas da inferencia científica, que possam ser usadas em grande escala. Dentro deste contexto buscamos neste projeto a atualização de infraestrutura computacional do Laboratório de Astrofísica Computacional da Universidade Federal de Itajubá (LAC-UNIFEI) que permitirá realização de pesquisa sobre problemas astrofísicos complexos através de técnicas estatísticas e numéricas modernas com uso de grandes bases de dados e modelos numéricos. Em particular visa-se a atuação em duas áreas principais: 1) estudo de aglomerados abertos com uso dos dados GAIA para atualização do "Dias Open Clusters and Candidates Catalog" e 2)estudo nebulosas planetárias com dados de espectroscopia de campo integral IFU e modelos tridimensionais. Ambas as propostas gerais estão na fronteira de suas respectivas areas e trarão avanço significativo com o incremento de capacidade computacional dado o grande volume de dados envolvido. A formação de recursos humanos capacitados nessas técnicas, outro produto deste projeto, é essencial para a inserção do Brasil em posição de destaque na astrofísica moderna.
  • Universidade Federal de Itajubá - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Helber Barros Gomes

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • avaliação dos distúrbios ondulatórios de leste sobre o atlântico tropical sul no clima presente utilizando os modelos do cmip6
  • O objetivo deste projeto é avaliar como os DOLs são simulados no clima presente (número de ocorrência, intensidade e impactos na geração de precipitação) através de dados gerados pelos modelos do CMIP6. Esta investigação proverá informações do comportamento dos DOLs particularmente no clima presente e sua influência nos padrões de circulação atmosféricos associados, o que por sua vez trará subsídios para avaliar os padrões climáticos de precipitação na região do nordeste brasileiro (NEB). A abordagem será feita por meio de um método de análise objetiva automático, aqui chamado de TracKH, e de técnicas estatísticas. Uma breve análise de padrões atmosféricos climatológicos atuantes sobre a América do Sul será feita com os dados de cada modelo do CMIP6 a fim de selecionar aqueles que melhor representam estas características. Desta forma, eliminaremos os modelos que tenham um desvio padrão maior do que o esperado. A partir dos modelos selecionados, uma validação será feita através de casos observados de DOLs, durante o clima presente, para verificar a habilidade destes modelos em reproduzir este tipo de sistema. Posteriormente, uma nova validação será feita, porém utilizando o TracKH. Após essas análises, será avaliado as possíveis correlações da Temperatura da Superfície do Mar dos oceanos Pacífico e Atlântico com os DOLs e, por sua vez, com a precipitação do NEB. Este plano de trabalho é uma componente das pesquisas que serão realizadas no escopo do Projeto Temático FAPESP Impact of the Southwestern Atlantic Ocean on South American Climate for the 20th and 21st Centuries (SANSAO), coordenado pelo Dr. Tércio Ambrizzi.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Helder Buenos Aires de Carvalho

Ciências Humanas

Filosofia
  • tecnologia como uma prática: um lugar para as virtudes na filosofia da tecnologia
  • Uma das questões mais importantes no campo da filosofia da tecnologia são os elementos éticos e políticos de nossa civilização tecnológica contemporânea. Como lembra Feenberg (1999), não podemos manter a tecnologia e a ciência longe ou mesmo fora da discussão moral e política, pois elas são agora partes inevitáveis de nossa civilização em escala global e constitutivos da identidade humana contemporânea. A filosofia da tecnologia de Hans Jonas (1984) teve um papel importante ao apontar o lugar central que a técnica ocupou no cenário da vida humana como um todo e a crucial dimensão ética da responsabilidade nela envolvida, defendendo a urgente necessidade de moralizar a tecnologia. O problema é que seu princípio responsabilidade ainda está concebido como um elemento estranho à própria tecnologia, que tem que ser normatizada por um princípio moral externo, acrescido à atividade tecnológica para corrigir seu direcionamento ou consequências indesejáveis. A fórmula do princípio responsabilidade jonasiano é importante para se pensar os fins para a atividade tecnológica, mas devemos, ao contrário, buscar no cerne desta própria atividade referenciais morais, de modo que essa responsabilidade possa vir a ser uma normativa intrínseca de seu próprio evolver. É para isso que aqui propomos trazer para a discussão elementos da ética das virtudes de Alasdair MacIntyre. Pensar filosoficamente sobre ética e tecnologia a partir da perspectiva da ética das virtudes, significa, de um lado, focar sobre o papel que as virtudes têm na vida moral e na constituição do agente moral autônomo, bem como o lugar que a tecnologia ocupa na configuração da ação humana valiosa e, por conseguinte, do caráter do agente moral realizador dessa ação, ou seja, de suas virtudes – perspectiva assumida por Vallor (2016) ao defender o que chamou de virtudes “tecnomorais” –; e, de outro lado, focar sobre o fazer tecnológico como uma práxis humana portadora de finalidades estabelecidas axiologicamente – caminho tomado, com variações, por Feenberg (1999), Ihde (1983, 1986, 1990, 1991), (Latour (1994a, 1994b, 2002), Verbeek (2011) e Waelbergs (2011). Seguimos principalmente esta segunda via – que Achterhuis (2001) nominou de forma geral como um “giro empírico” na filosofia da tecnologia – mas com diferenciações em relação a esses autores. O que tomaremos de MacIntyre nesse movimento de “moralizar” criticamente a tecnologia, são seus conceitos de “prática”, “virtude” e a “concepção narrativa do ser humano e do agente moral”, compreendendo a tecnologia como uma prática social, não apenas como produtora de ferramentas e artefatos cujos modos de existir seriam desprovidos de valores intrínsecos ou que se colocariam fora da moralidade, mas como uma prática social portadora de cargas normativas intrínsecas e extrínsecas, o que significa situar a moralidade no seu interior, como componente constitutivo do telos de toda atividade humana e que exige as virtudes para realizar integralmente seus fins. Como uma prática, no sentido macintyriano, a atividade tecnológica é portadora de bens internos e bens externos a serem buscados, cuja excelência em sua realização requer a ideia reguladora de um bem supremo – construída socialmente no contexto das tradições históricas –, o bem humano que é representado pelo telos último da práxis humana, a vida boa. Esse horizonte moral da vida boa, da vida de realização da excelência humana, é o que dá sentido para a atividade tecnológica como prática, como práxis social mediadora de valores, seja no âmbito do uso de seus artefatos, seja no âmbito da produção desses artefatos, isto é, o seu design. E é este último âmbito que nos permite formular a ideia de um design virtuoso, ou seja, a atividade da criação tecnológica reconhecida previamente como constituidora de mediações morais, carregada de valores a serem realizados na sua utilização, desenvolvimento e aplicação.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Helder Farias Pereira de Araujo

Ciências Biológicas

Ecologia
  • replicabilidade de um sistema sustentável e altamente produtivo na região mais seca do brasil
  • Um dos principais desafios para o desenvolvimento sustentável da região de Caatinga é a garantia de acesso a sistemas agrícolas produtivos, sustentáveis e resilientes às secas recorrentes que são tão características da região. Ao longo de décadas, alguns agricultores testaram diferentes modelos de agricultura em toda a Caatinga, mas a maioria deles nunca foi avaliada do ponto de vista científico. Um desses modelos foi projetado e implementado na Fazenda São Paulo dos Dantas durante os últimos 40 anos, no Cariri Paraibano, região onde há um dos Núcleos de Desertificação do semiárido brasileiro e onde são registrados os menores índices pluviométricos anuais da Caatinga. O modelo citado é responsável por uma produção agropecuária de alimentos no semiárido com eficiência, baixo custo e produtividade comparável aos mais altos índices de produtividade nacional e internacional. Além disso, o componente Infraestrutura Verde desse sistema também é alto e responsável por serviços ecossistêmicos como manutenção e acúmulo de água capaz de promover a produtividade citada durante, inclusive, extensos ciclos de estiagem. O objetivo desse projeto é avaliar o potencial de replicabilidade desse sistema altamente produtivo e sustentável, em outras áreas. Complementarmente, pretende-se incorporar e avaliar o uso de energia eólica e solar ao processo funcional do sistema. Por fim, pretende-se encontrar indicadores práticos que tornem a replicabilidade desse sistema viável a partir das reestruturações necessárias na diversidade de situações que existe na Caatinga. Para isso, atividades comparativas serão realizadas em três localidades no Cariri Paraibano, a própria Fazenda São Paulo dos Dantas (localidade controle), a Fazenda Almas (representando uma localidade que mantém uma alta conservação dos recursos naturais) e a Estação Experimental de São João do Cariri (representando a localidade mais impactada, similar à maior parte da região). As atividades consistem em avaliações de 1) produtividade de culturas estratégicas de sucesso e com diferentes demandas hídricas; 2) parâmetros genéticos para testar o potencial produtivo das culturas selecionadas nos diferentes locais; 3) custo-benefício da energia eólica e solar no bombeamento de água e irrigação, quando necessário; 4) variáveis da qualidade física, química, da biodiversidade e de serviços ecossistêmicos do solo nos diferentes cultivos e nas áreas de vegetação nativa em cada localidade; 5) diversidade e estrutura da flora e fauna bioindicadora na área de vegetação nativa; 6) ferramentas de geoprocessamento e sensoriamento remoto para avaliação, planejamento e uso do sistema sustentável. Por fim, um modelo preditivo de variáveis importantes da eficiência do sistema sustentável de alta produtividade será avaliado em uma maior escala geográfica, a partir de indicadores práticos mensurados com as avaliações citadas. Consequentemente, serão divulgados os resultados do projeto tanto em veículos internacionais como em veículos práticos nacionais e locais, para que haja um sucesso na implementação do sistema sustentável proposto que garanta a segurança alimentar, energética e hídrica na Caatinga.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 01/02/2018-31/01/2021