Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Jose Jorge de Carvalho

Ciências Humanas

Antropologia
  • inclusão no ensino superior e na pesquisa
  • Instalado em julho de 2009, o INCT de Inclusão obteve menção de Excelência em todos os quesitos na II Avaliação dos INCT’s em julho de 2013 e foi reconhecido por ter alcançado todas as metas que havia formulado até aquele momento. O que propomos, a partir de agora, é o aprofundamento do trabalho realizado nesses cinco anos e que já colocou o Instituto como centro de referência nacional (e em alguns países da América Latina e da África), na área de políticas de inclusão no ensino superior. O INCTI congregou uma comunidade de pesquisadores dispersa pelo país e consolidou a atual rede de pesquisa sobre ações afirmativas e políticas de inclusão no ensino superior. Criamos uma nova área de pesquisa no Brasil baseada em teorias, métodos e modelos de intervenção que têm sido formulados, em grande parte, por muitos dos pesquisadores do Instituto. Organizamos, ao mesmo tempo, um Banco de Dados sobre as ações afirmativas e o Encontro de Saberes que igualmente não existia no país antes da instalação do nosso Instituto. Consolidado o INCTI, recebemos demandas crescentes, tanto da sociedade como do Estado, para análise e acompanhamento das políticas vigentes e para a expansão das mesmas. Daí a necessidade de ampliar nossos recursos e nosso quadro de pesquisadores para que possamos dar continuidade às pesquisas em andamento e iniciar novas, expandindo o nosso espectro científico e nossa capacidade de intervenção e assessoramento ao Estado e à sociedade. Eis o quadro dos resultados principais alcançados e a visão prospectiva do Instituto. Entre as metas iniciais que conseguimos finalizar, duas são especialmente expressivas, tanto na inovação que significam, quanto no seu impacto enquanto produção acadêmica, divulgação científica e avanço pedagógico e curricular. 1. Criamos um Mapa das Ações Afirmativas, o qual sintetiza, em uma imagem multidimensional, multiescalar e com um sistema semiótico próprio, a centena de modelos distintos de cotas implementados nas universidades ao longo de uma década, projetado como guia de consulta para os estudantes secundaristas, para uso dos professores e também como material de avanço de interesse para os especialistas na área. Ele é complementado pelo livro A Política de Cotas no Ensino Superior, o qual explica o seu funcionamento e oferece uma teoria completa das ações afirmativas, tal como tem sido desenvolvida no Brasil até agora. O kit Mapa-Livro acaba de ser impresso pelo Ministério da Educação em uma edição de 37.000 exemplares, dos quais 5.000 ficarão para a rede ampla do Instituto e 32.000 para serem distribuídos em todas as instituições públicas de ensino superior e em todas as escolas de ensino médio do país. Conseguimos, portanto, impactar todo o sistema de ensino brasileiro com uma síntese descritiva e conceitual do novo universo das ações afirmativas que teve sua proposta pioneira na Universidade de Brasília, sede do Instituto de Inclusão. O próximo passo desse trabalho será atualizar o Mapa anualmente, de modo a monitorar as mudanças decorrentes da obrigatoriedade de implementação da Lei de Cotas, incluindo a recontagem dos seus impactos quantitativos, segundo o modelo que desenvolvemos das Cotas em Números. Versões atualizadas do Mapa serão igualmente distribuídas na rede de ensino médio e superior. 2. Criamos em 2010 a primeira edição da disciplina “Artes e Ofícios dos Saberes Tradicionais”, como ação pioneira do projeto Encontro de Saberes. Após quatro anos, a disciplina já foi ministrada em cinco universidades públicas brasileiras e uma colombiana (estando projetada em 2015 para mais três universidades daquele país, todas seguindo o nosso modelo). Neste momento, acabamos de alcançar um resultado contundente: o Ministério da Educação acatou nossa formulação de proposta de expansão do Encontro de Saberes e abriu uma nova rubrica, no total de 12.663.000,00, para que a disciplina seja ofertada em todas as 63 universidades federais no ano de 2015. O INCTI conseguiu, portanto, criar uma política de inovação pedagógica e epistemológica ao nível do Ministério da Educação válida para todas as universidades federais. Além dessas metas finalizadas, estamos em pleno desenvolvimento de duas outras, igualmente de grande fôlego e potencial inovador: a) a confecção da Cartografia dos Mestres e das Expressões das Culturas Populares e Tradicionais, que integrará uma dimensão importante do Plano Nacional de Cultura, de interesse central para o Ministério da Cultura; b) a elaboração da metodologia dos Centros Vocacionais de Trocas Tecnológicas, encomendada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação como modelo de política pública construída em diálogo, para a instalação de Centros equivalentes para os demais povos tradicionais (quilombolas, ribeirinhos, etc.), a ser replicado em escala nacional pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Sintetizando, o INCTI iniciou seus trabalhos com uma dotação orçamentária de 2.000.000,00. Após cinco anos de atividade, de pesquisa e de formulação de políticas públicas de inclusão para vários Ministérios, chegamos a captar diretamente para o Instituto o valor de 7.479.409,96 , além do valor de 12.663.000,00 que o MEC repassará às universidades federais em 2015 atendendo à proposta de generalização do Encontro de Saberes por nós solicitada. É com base nesses resultados, entre outros, que esperamos ser contemplados, na sua justa medida, na nossa solicitação de continuidade e crescente expansão do Instituto de Inclusão.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 08/01/2018-08/01/2024
Foto de perfil

José Lavres Junior

Ciências Agrárias

Agronomia
  • eficiência de uso de água e potássio em genótipos de cana-de-açúcar contrastantes quanto à tolerância à seca: evidências a partir da discriminação isotópica de carbono (δ13c) e taxa fotossintética
  • A cana-de-açúcar é uma cultura de suma relevância para a agricultura, apresentando resultados econômicos expressivos para o agronegócio brasileiro, principalmente através da produção de açúcar, etanol e energia. A disponibilidade hídrica e nutrição potássica são primordiais para o desenvolvimento e produtividade da cultura. A água é fator chave para diversas fases de desenvolvimento da planta e o potássio (K) participa de inúmeras reações fisiológicas, sendo o nutriente mais extraído pela cultura. Os genótipos de cana-de-açúcar diferem entre si quanto à eficiência de absorção e uso de K bem como a tolerância quanto ao estresse hídrico. Estudos que investiguem respostas morfológicas e fisiológicas do estresse hídrico e uso de K são necessários para o melhor entendimento da atuação desses fatores combinados ou isolados no desenvolvimento da cultura, e também para seleção de cultivares mais adaptados à condições adversas. O uso da técnica da discriminação isotópica do carbono (δ13C ‰) para aferir as interferências desses fatores nos processos de carboxilação da RuBisCo e eficiência fotossintética em cana-de-açúcar ainda é escassa na literatura. Desta forma, essa pesquisa tem por objetivos investigar respostas produtivas e fisiológicas de dois genótipos de cana-de-açúcar contrastantes quanto a tolerância à seca e cultivados em ambiente controlado, de forma a: (a) avaliar a eficiência de utilização de K em função de sua disponibilidade e do estresse hídrico; (b) mensurar as trocas gasosas (taxa de assimilação de CO2 [A], condutância estomática [gs], transpiração [T], carbono interno [Ci] e eficiência de uso de água [A/T], estimativa da eficiência instantânea da carboxilação [A/Ci]) e produção de biomassa aérea e raízes; (c) verificar a partição de fotoassimilados entre parte aérea e raízes das plantas sob deficiência de K e em condições de estresse hídrico; (d) utilizar a técnica do fracionamento isotópico de carbono visando entender os mecanismos fisiológicos e estratégias envolvidas na maior tolerância ao estresse hídrico e à deficiência de K no genótipo com melhor performance em termos de crescimento e produção de açúcar e biomassa de colmos.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

José Lino Neto

Ciências Biológicas

Zoologia
  • morfologia dos espermatozoides e suas implicações para a sistemática de coccinellidae (coleoptera: coccinelloidea)
  • A morfologia dos espermatozoides tem auxiliado extensivamente na sistemática de diferentes grupos de insetos. Ao longo do processo evolutivo, os espermatozoides acumularam diversas variações morfológicas, as quais têm sido usadas para distinguir diferentes níveis taxonômicos e, até mesmo, espécies filogeneticamente próximas. Dentre as ordens de insetos, Coleoptera constitui o maior e mais significativo grupo em riqueza de espécies, no entanto suas relações filogenéticas permanecem controvérsias. Coccinelloidea, por exemplo, é uma superfamília de besouros que historicamente tem sido problemática no que diz respeito à sua sistemática. A família mais conhecida desse grupo é Coccinellidae, besouros popularmente chamados de joaninhas. Desde o estabelecimento de Coccinellidae, diversos sistemas de classificação têm sido propostos para o grupo, porém ainda não existe um consenso sobre suas relações internas. Dentro deste contexto, o objetivo deste projeto é caracterizar, através de métodos estruturais e ultraestruturais, os espermatozoides dentro de Coccinellidae, buscando fornecer dados que possam contribuir na sistemática do grupo, bem como dos Coccinelloidea em geral. Para tanto, utilizaremos técnicas de microscopia de luz e eletrônica de transmissão e varredura. Esperamos que os resultados obtidos com esse projeto, além de auxiliarem na sistemática do grupo, sejam de grande interesse para a comunidade científica que trabalha com a espermatologia comparada de insetos.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

José Luís Guedes dos Santos

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • tendência empreendedora e competência de comunicação interpessoal de estudantes de enfermagem
  • O desenvolvimento do empreendedorismo e da competência de comunicação interpessoal é importante para a formação de enfermeiros habilitados para o desenvolvimento de boas práticas de enfermagem, com foco na inovação social e tecnológica dos processos de cuidado em saúde. Este estudo tem como objetivo geral analisar e compreender a relação entre a tendência empreendedora e competência de comunicação interpessoal de estudantes de enfermagem. Metodologicamente, o projeto caracteriza-se como um estudo multimétodo, de natureza quali-quantitativa e caráter multicêntrico. Os cenários da pesquisa serão os Cursos de Graduação em Enfermagem sete instituições universitárias federais do Brasil: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Universidade Federal do Pará (UFPA) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). A etapa qualitativa será desenvolvida por meio de análise documental do projeto pedagógico dos cursos e dos planos de ensino das disciplinas de cada uma das universidades envolvidas no projeto e também um estudo guiado pelo referencial metodológico da Teoria Fundamentada nos Dados, com coleta de dados por meio de entrevistas com grupos amostrais e análise de dados mediante codificação inicial e focalizada. Na etapa quantitativa, a população do estudo será constituída pelos 1959 discentes dos Cursos de Graduação em Enfermagem das universidades supramencionadas. A coleta de dados será realizada por meio de dois questionários: Teste de Tendência Empreendedora Geral (TEG) e a Escala de Competência em Comunicação Interpessoal (ECCI). Os dados serão submetidos à análise estatística descritiva e inferencial. Os resultados obtidos poderão contribuir com a formação gerencial do enfermeiro, especialmente no que tange ao desenvolvimento de competências para o empreendedorismo e a comunicação interpessoal.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

José Luiz da Costa

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • epidemiologia do consumo de novas substâncias psicoativas (nsp) através da análise de amostras de fluido oral e caracterização de seu metabolismo in vitro
  • O número de novas substâncias psicoativas (NSP) identificadas ao redor do mundo cresceu exponencialmente nos últimos anos. Devido à elevada potencia destas substâncias, com capacidade para produzir efeitos psicotrópicos intensos (mesmo baixas doses), o número de intoxicações tem crescido juntamente com o seu consumo. Uma vez que frequentemente estas substâncias não se enquadram na legislação antidrogas vigente, os usuários ganham fácil acesso às NSP principalmente pela internet, tornando mais difícil o seu controle. Apesar dos levantamentos internacionais sobre apreensões e consumo de NSP, no Brasil estes dados são escassos, restringindo-se a relatos de casos de intoxicação grave ou fatal. O objetivo geral deste projeto é gerar os primeiros dados epidemiológicos do consumo de NSP no Brasil, a partir da análise de amostras de fluido oral coletado de participantes de festas de música eletrônica. Objetiva ainda estudar o metabolismo in vitro das NSP mais recorrentes no Brasil. A coleta de amostras se fluido oral será voluntária e anônima, onde o voluntário responderá breve questionário e, em contrapartida, receberá cartão com número e senhas específicos de sua amostra para acesso ao resultado da análise em site desenvolvido para este fim. As amostras serão extraídas por microextração em sorvente empacotado (MEPS) e extração líquido-líquido, e analisadas por cromatografia líquida acoplada a espectrometria de massas sequencial. O estudo do metabolismo in vitro das NSP será realizado por incubação da substância com microssoma hepático humano (HLM), e possíveis metabólitos serão identificados por cromatografia líquida acoplada a espectrometria de massas de alta resolução. Como resultados deste projeto, espera-se gerar os primeiros dados sobre o consumo deste novo e importante grupo de drogas de abuso no ambiente de festas de música eletrônica no país, a fim de se estabelecer quais as principais substâncias em circulação. Espera-se ainda, a partir dos estudos de metabolismo in vitro, identificar os principais metabólitos das NSP consumidas no Brasil, informação fundamental para desenvolvimento ou aprimoramento de métodos de diagnóstico de intoxicação por estas novas (e potentes) drogas de abuso.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jose Luiz Fernandes Vieira

Ciências da Saúde

Medicina
  • exposição a primaquina e polimorfismo da enzima cyp2d6 em pacientes com malária por plasmodium vivax
  • Nos últimos dois anos ocorreu um inesperado aumento no número de casos de malária na região amazônica brasileira, assim como, em outros estados do Brasil que não apresentavam relatos recentes de ocorrência da doença. Este quadro epidemiológico causou surpresa nas autoridades de saúde, pois nos últimos anos, houve queda significativa das notificações da doença, levando-as a investigar potenciais fatores causais do incremento dos casos, os quais podem estar relacionados ao hospedeiro humano, ao vetor e ao parasita. A espécie de Plasmodium predominante na Amazônia brasileira é o P. vivax que em seu ciclo de vida apresenta formas dormentes denominadas de hipnozoítas que podem levar ao reaparecimento de parasitas no sangue após a cura da infecção primária. A primaquina é o único fármaco disponível no Brasil usado para eliminar o estágio dormente do P. vivax. É possível que parte da carga da doença seja devida a falta de eficácia terapêutica da primaquina, a qual resulta de fatores relacionados ao plasmódio (redução da sensibilidade ou resistência de cepas circulantes) e ao hospedeiro humano, como a exposição inadequada ao fármaco decorrente de sub dosagem, falta de adesão ao tratamento e das variações farmacocinéticas do metabolismo da primaquina associadas ao polimorfismo da CYP2D6. Neste sentido, propõe-se investigar se as alterações genéticas da CYP2D6 modificam a exposição a primaquina, assim como, a relação entre o fármaco e a carboxiprimaquina, e a resposta terapêutica após seguimento clínico e laboratorial. Para tanto, serão incluídos pacientes como mono infecção pelo P. vivax, os quais serão seguidos por 180 dias e investigada deleções de alelos da CYP2D6, e medidas as concentrações de primaquina e carboxiprimaquina. Os resultados permitirão compreender se as falhas terapêuticas da primaquina resultantes contribuem com o aumento da carga de P. vivax na Amazônia brasileira.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

José Luiz Gondim dos Santos

Outra

Multidisciplinar
  • semana do conhecimento 2021 - a ciência e seus desafios globais
  • SEMANA DO CONHECIMENTO 2021 - A ciência e seus desafios globais. Evento que realizará a difusão da temas transversais que impactam as mudanças tecnológicas nas diversas áreas vivenciada pela comunidade acreana e brasileira, por meio de palestras, atividades expositivas e interativas, minicursos, oficinas e experimentos químicos que serão ministradas por intuições não governamentais e governamentais parceiras do projeto, e que realiza o desenvolvimento educacional científico no município de Rio Branco e Porto Acre, como ação da Semana Estadual de Ciência e Tecnologia.
  • Governo do Estado do Acre - AC - Brasil
  • 12/11/2021-30/11/2023
Foto de perfil

José Luiz Martins do Nascimento

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • inovação em obtenção de fármacos a partir da química medicinal e nanotecnologia: plataformas experimentais para testes de novos compostos farmacológicos antitumorais
  • Dentre o cenário da morbi-mortalidade humana, câncer representa um dos principais males da civilização moderna, aliado a escassez de conhecimento acerca do seu controle. Um tipo de câncer com incidência crescente mundialmente é o melanoma, que apesar de representar um potencial problema de saúde pública, ainda são tumores de difícil tratamento, especialmente quando diagnosticados em estádios avançados. Como a taxa de resposta a quimioterapia é pequena (30%) e as bases moleculares da quimiorresistência não são ainda completamente esclarecidas, estudos voltados para o seu conhecimento serão úteis para o delineamento de estratégias de novas terapias. Outro tipo de câncer importante dentro desse cenário é o câncer do SNC que representa na população mundial aproximadamente 2% de todas as neoplasias malignas. No Brasil, a estimativa para 2018 é que ocorra 4,99 /100.000 pessoas/ano para os homens e 5,15/100.000 pessoas/ano para mulheres (INCA, 2018). Portanto, tumores cerebrais representam uma forma não muito rara de tumores, e dentre estes, os gliomas são os tumores malignos primários mais comuns do SNC, cerca de 30% a 40% de todos os tumores intracraniais. Apesar da intensa investigação ao longo das últimas décadas, o prognóstico do glioma continua sendo desalentador, pois a maioria dos pacientes morre dentro de aproximadamente 15 meses a partir do diagnóstico. Por esse motivo é de grande importância o interesse científico no entendimento dos mecanismos celulares e moleculares, bem como o desenvolvimento de pesquisas com novas possibilidades de intervenções terapêuticas e prevenção desse tumor. Como uma contribuição biotecnológica à inovação, utilizaremos nesse trabalho métodos de bioinformática, modelagem molecular e síntese química para o desenvolvimento de novos fármacos e projetar novas moléculas para a avaliação do seu potencial com atividades antitumorais. Para testar a atividade das moléculas projetadas usaremos modelos de neoplasias, linhagens de melanoma e glioma (modelos in vitro e in vivo). Na proposta está inserida também o uso e aproveitamento desses fármacos como cosméticos. Essa estratégia de interação representa uma abordagem plural, tantos em termos conceituais quanto metodológicos e deve propiciar inovação de compostos farmacológicos que podem ser viabilizados como novos medicamentos. É essencial somar esforços de forma organizada, articular estratégias para formação de pessoal, consolidar ideias e encontrar novas soluções para que possamos evoluir de uma nação emergente para uma potência na área de fármacos e medicamentos.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

José Luiz Pinheiro Melges

Engenharias

Engenharia Civil
  • avaliação do comportamento estrutural de protótipos de lajes treliçadas pré-moldadas reforçadas com taliscas de bambu.
  • Em função de ser um material sustentável , com elevada resistência à tração, e de apresentar um custo de fabricação muito inferior ao de barras de aço, a incorporação do bambu em estruturas de concreto pode ser extremamente vantajosa do ponto de vista econômico, tecnológico e ambiental. Não se pretende a substituição do aço, mas sim a sua complementação com um material mais econômico e sustentável. No caso das lajes treliçadas pré-fabricadas, as taliscas de bambu poderiam ser inseridas nas sapatas de concreto, juntamente com as barras inferiores da armadura treliçada e, de modo conjunto, resistirem às tensões de tração oriundas da flexão, proporcionando às lajes uma maior resistência e rigidez.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jose Luiz Rezende Pereira

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • instituto nacional de energia elétrica - inerge
  • O Instituto Nacional de Energia Elétrica (INERGE) foi criado em 2009 dentro da política de criação dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs) do CNPq, contando com a participação da FAPEMIG. Com sede na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) o INERGE foi criado como uma rede de pesquisa tendo como parceiros iniciais: UFJF, UFSJ, UNIFEI, UFRJ e UFF. O INERGE têm como principais objetivos a busca da excelência nas atividades em ciência e tecnologia para energia elétrica em nível internacional, a interação com o sistema empresarial e a melhoria da educação científica no país. Especificamente, o INERGE desenvolve ciência e inovação tecnológica em benefício do setor de Energia Elétrica e sua cadeia produtiva, envidando esforços para se tornar referência nacional e internacional no desenvolvimento de produtos e processos de elevado valor tecnológico agregado para a produção, transmissão e distribuição de energia elétrica, de forma a atender e antecipar as demandas do setor empresarial. A presente proposta, em atendimento à chamada INCT-MCTI/CAPES/FAPES no 16/2014, busca desencadear novas ações que favoreçam a efetiva consolidação do INERGE dentro do cenário nacional e internacional, como rede de pesquisa de excelência na área de energia elétrica. Para isto o projeto é dividido em duas grandes partes: (a) Descrição do Instituto INERGE e (b) Descrição do Projeto de Pesquisa Integrador. Dentro da primeira parte apresentam-se a estrutura funcional e organizacional do instituto, sua missão e objetivos, entre outros pontos, destacando-se o mecanismo de formação pessoal e de integração da rede. A grande novidade neste ponto é a proposição do Doutorado Internacional. Na segunda parte descreve-se o projeto de pesquisa integrador. Este projeto integrador foca no desenvolvimento de pesquisas, produtos e processos dentro do contexto de Redes Elétricas Inteligentes (REI). Este tema por si só é multidisciplinar e multi-institucional e representa o grande desafio para as próximas décadas, na área de energia elétrica, ou seja, trata-se de um tema na fronteira do conhecimento, que requer novas metodologias e produtos para a operação, proteção, coordenação, controle e análise das REI. Neste sentido a presente proposta é totalmente aderente aos temas considerados estratégicos do edital se enquadrando nas seguintes temáticas: a) Fontes alternativas de energias renováveis, biocombustíveis e bioenergia; b) Tecnologia da informação e comunicação. Conforme será demonstrado no documento, a aderência à temática (a) deve-se ao fato que a conexão das fontes alternativas de energia ao sistema atual geram problemas de operação, proteção, e qualidade de energia, ao passo que o item (b) é indispensável para a implantação das REI.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 26/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

José Marcato Junior

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • mapeamento da vegetação nativa em mato grosso do sul com técnicas de aprendizado de máquina
  • Este projeto propõe o desenvolvimento de métodos baseado em aprendizado de máquina para o mapeamento de espécies arbóreas protegidas por lei no Mato Grosso do Sul (MS) a partir de imagens coletadas por VANT (Veículos Aéreos Não-Tripulados), e para o mapeamento da vegetação nativa ao longo de todo o Estado a partir de imagens orbitais. Para a classificação das espécies arbóreas serão utilizadas imagens RGB, multiespectrais e hiperespectrais com alta resolução espacial coletadas a partir de VANT. Também será realizada a caracterização espectral das espécies arbóreas protegidas por lei usando espectrorradiômetro de campo, de modo a estabelecer uma assinatura espectral para cada espécie, e assim gerar uma biblioteca espectral. Os experimentos serão realizados na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e em parcelas do Pantanal a partir de imagens (RGB, multiespectrais e hiperespectrais) coletadas por sensores embarcados em VANT. Para o mapeamento e monitoramento de vegetação nativa ao longo de MS será utilizada a plataforma Google Earth Engine, que possibilita o processamento de quantidade massiva de dados quase em tempo real. Serão consideradas imagens Landsat 8, Sentinel 2 e 3, CBERS-4, RapidEye e Planet para o período entre 2016 e 2018. Além da relevância científica que permitirá a publicação de artigos em periódicos com alto fator de impacto, o projeto apresenta forte relevância prática para fins de fiscalização por parte dos órgãos ambientais do Estado de MS.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

José Marcelo Domingues Torezan

Ciências Biológicas

Ecologia
  • sítio peld manp - mata atlântica do norte do paraná
  • Esta proposta visa à continuidade das atividades no Sítio PELD MANP, que consiste em um conjunto de amostras distribuídas em fragmentos de Floresta Estacional Semidecidual e sítios de restauração ecológica (reflorestamentos com espécies nativas) situados na região de Londrina, norte do estado do Paraná, em monitoramento por pesquisadores e estudantes do Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas da UEL. Os fragmentos e reflorestamentos situam-se em uma região homogênea em termos de vegetação original, solos, clima e histórico de ocupação, além da técnica de restauração, no caso dos reflorestamentos. No domínio da Mata Atlântica, a Floresta Estacional Semidecidual é a fitofisionomia mais ameaçada, da qual restam menos de 4% da área original, e o PELD MANP situa-se em meio a uma das maiores regiões produtoras de grãos do País. A proposta do sítio é monitorar tanto a dinâmica de longo prazo nos fragmentos florestais quanto a evolução dos reflorestamentos, visando responder às seguintes questões principais: -Quais são, no médio-longo prazo, os padrões de resposta dos remanescentes de Mata Atlântica à fragmentação, contaminação com pesticidas e fertilizantes, invasões biológicas e à mudança climática? -Como evoluem, no médio-longo prazo, ecossistemas em restauração inseridos em uma paisagem agrícola, com habitats naturais reduzidos e fragmentados? -Como os padrões de resposta de remanescentes e áreas de restauração podem informar estratégias de conservação e manejo destes ecossistemas?
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 03/12/2020-31/12/2024
Foto de perfil

José Marcelo Soriano Viana

Ciências Agrárias

Agronomia
  • análises genômicas e de transcriptoma no melhoramento de milho-pipoca
  • Os modernos programas de melhoramento vegetal combinam os procedimentos de campo (cruzamentos, autofecundações, testes) com dados de genotipagem em genoma amplo, sob alta densidade, visando não apenas incremento de produção e qualidade, mas também da resistência a pragas e doenças e da tolerância a estresses abióticos, como toxidez de alumínio. Os objetivos desse projeto são avaliar a eficiência relativa da seleção genômica recorrente no melhoramento populacional e no desenvolvimento de linhagens de milho-pipoca, comparativamente à avaliação genética por BLUP, identificar genes controladores de caracteres determinantes de qualidade, empregando GWAS em população, caracterizar o desequilíbrio de ligação (LD) em populações tropical e temperada, e analisar a expressão diferencial de genes determinantes de tolerância à toxidez de alumínio. Serão empregadas uma população tropical (Sintético UFV) e uma temperada (Composto UFV) e duas linhagens contrastantes para tolerância ao Al, desenvolvidas pelo Programa Milho-Pipoca UFV. As etapas de extração de DNA, extração de RNA, rtPCR e fenotipagem de plantas e progênies serão realizadas em laboratórios, casa-de-vegetação e campo experimental da UFV. A genotipagem (GBS e genotipagem customizada com base em SNP chips), o processo de RNAseq e o serviço de bioinformática serão realizados por empresas de NGS. Visando seleção genômica, as plantas e progênies serão fenotipadas para produção e capacidade de expansão. O mapeamento associativo (GWAS) será feito com fenotipagem em relação a teores de zeínas e suas classes, amilose e amilopectina, e celulose, hemicelulose e lignina. Os processos de seleção genômica recorrente serão feitos com base em plantas, sem teste de progênies (um ciclo por ano). Para as análises de seleção genômica (GBLUP) e BLUP, GWAS (QK model) e LD, serão empregados os softwares sommer, GWASpoly e Haploview, respectivamente. A execução dos cinco projetos permitirá geração de conhecimentos sobre a eficiência da seleção genômica no melhoramento recorrente e no desenvolvimento de linhagens e uma melhor compreensão do controle genético da qualidade de milho-pipoca e da tolerância à toxidez de Al. Considerando a atualidade e a relevância das pesquisas a serem desenvolvidas, são esperadas pelo menos cinco publicações internacionais em revistas de elevado JCR, além da elaboração de cinco teses de doutorado.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jose Marcos Pinto da Cunha

Ciências Sociais Aplicadas

Demografia
  • mobilidade residencial e as novas faces das periferias nas rms de campinas e baixada santista: uma análise a partir da família e da demografia, nas décadas de 1990 e 2000
  • O projeto pretende analisar a evolução da redistribuição espacial da população com ênfase no componente “mobilidade residencial” e em suas motivações em duas regiões metropolitanas do Estado de São Paulo (Campinas e Baixada Santista) no período 1990/2010. Nesse sentido, pretende aprofundar estudos realizados sobre as principais tendências, tendo como novo eixo um olhar sobre a diversidade socioespaciais existentes nestas áreas, em particular em suas periferias, enfatizando as continuidades ou rupturas ocorridas ao longo das décadas em questão. Serão analisados elementos demográficos, especialmente aqueles relacionados à família, considerados como respostas aos incentivos e constrangimentos que impulsionam tais deslocamentos, bem como questões relativas aos condicionantes e consequências do processo de segregação socioespacial das regiões. Também será dada atenção às articulações e complementariedades existentes entre estas RMs estudadas e a RM de São Paulo, no âmbito da formação da chamada Macrometrópole Paulista.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Jose Marcos Silva Nogueira

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • unicom: modelos, algoritmos, protocolos e técnicas de comunicação sem fio para a nova internet: de cidades inteligentes a internet das coisas via comunicação máquina-a-máquina
  • O presente projeto de pesquisa e desenvolvimento científico e tecnlógico na área de redes de computadores consiste basicamente no estudo da problemática da comunicação entre agentes diversos organizados em rede no contexto das novas aplicações e usos das tecnologias associadas com a Internet. Os tópicos específicos abordados incluem redes veiculares terrestres e aéreas, redes tolerantes a atrasos e interrupções, redes móveis celulares 4G e 5G, muitas vezes nos contextos de Internet das coisas e Cidades Inteligentes. O projeto é dividido em seis subprojetos, cada um tratando de um tópico específico, porém interrelacionados: (1) confiabilidade e do desempenho nas comunicações máquina a máquina; (2) mecanismos de descarga de dados em redes móveis; (3) técnicas de gerenciamento de armazenamento de dados em redes tolerantes a interrupções; (4) mecanismos de gerenciamento de redes IoT com controle simultâneo de múltiplas aplicações; (5) estratégias, modelos e arquiteturas para sistemas de transporte inteligentes e cidades inteligentes; (6) protocolos de comunicação para redes veiculares aéreas não tripuladas. O projeto tem como objetivos adicionais a formação de recursos humanos e a disseminação do conhecimento gerado, com possibilidade de transferência para a sociedade. A equipe do projeto é composta de professores pesquisadore, bolsistas de pós-doutorado, alunos de doutorado, mestrado e iniciação científica. Os trabalhos serão desenvolvidos nas dependências do Departamento de Ciência da Computação da UFMG.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2022
Foto de perfil

Jose Maria Ferreira Jardim da Silveira

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • análise dos impactos do setor sucro-alcooleiro nas áreas de expansão: validação de análise de percepção e estudo de redes sociais
  • O debate internacional em torno dos biocombustíveis trouxe algumas restrições macroeconômicas para a expansão do etanol brasileiro, que ajudam a prejudicar a reputação desse tipo de biomassa e diminuem a ampla aceitação dessa fonte de energia renovável nos principais mercados da UE e dos EUA. Contestações globais sobre o impacto sobre os preços dos alimentos ou o impacto negativo na emissão de gases de efeito estufa foram amplamente usados para argumentar que os biocombustíveis trazem danos para a segurança alimentar e também para as mudanças climáticas. No entanto, poucas pesquisas foram feitas sobre a perspectiva local das pessoas realmente impactadas. Portanto foi realizada uma pesquisa com recursos da FAPESP com 353 respondentes e 6001 registros durante os anos de 2016 e 2017 em 30 cidades de cinco estados brasileiros (províncias). Os resultados foram submetidos a uma análise exploratória com metodologia de Análise de Correspondência Multipla- ACM, permitindo a aplicação de uma escala nebulosa Fuzzy. A conclusão indicou uma boa aceitação geral da expansão da cana-de-açúcar nas regiões visitadas, embora alguns stakeholders tenham sérias preocupações sobre questões ambientais, sociais e algumas preocupações em relação aos efeitos sobres o custo de vida. Este projeto dá continuidade ao trabalho citado e tem dois objetivos: a) validar os resultados de percepção usando dados coletados nos municípios e microregiões; b) mapear as redes sociais formadas por agentes-ego para identificar papéis diferenciados na solução de conflitos, na implementação de políticas e na busca de auxílios externos às localidades. A validação dos dados de percepção permite identificar as localidades-problema, com maior potencial de conflito ou de geração de uma crise decorrente da mudança do uso do solo e das atividades econômicas. Para a validação utiliza-se de dados sobre os municípios em uma séríe temporal que inclua o período de mudança e a consolidação das usinas. Como os dados são de vários tipos (com variáveis nominais e categóricas) utiliza-se o método denominado Qualitativy Comparative Analysis- QCA (Ragin, 2008; Alves, 2017) para avaliar as variáveis latentes de percepção obtidas na pesquisa anterior. Uma vez obtidas as evidências qualificadas sobre as fontes de conflitos nas regiões de expansão, busca-se construir redes sociais com base na metodologia denominada NET-MAP (Andrade, 2016; Shieffer, 2007) para o melhor entendimento da base para construção das políticas sociais de base local capazes de dirimir conflitos e atenuar os efeitos negativos decorrentes da alteração do uso da terra devido à expansão canaveira nas novas regiões.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

José Maria Landim Dominguez

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • inct em ambientes marinhos tropicais
  • O inct AmbTropic é uma iniciativa muito bem sucedida que congrega as principais instituições da região norte e nordeste do país com atuação na área de ciências do mar. Esta rede de pesquisa tem proporcionado o acesso de pesquisadores e estudantes destas instituições a uma base compartilhada de instrumentos, laboratórios e realização conjunta de atividades de coleta de dados em campo. Nossa motivação para a submissão de uma proposta para a Fase II do inctAmbTropic está embasada nos seguintes aspectos: • É necessário dar continuidade aos programas de levantamentos sistemáticos de dados em curso, principalmente no que diz respeito: (i) medidas de CO2 no Oceano Tropical, com a manutenção das boias com sensores Carioca implantadas pelo inctAmbTropic nas ilhas Oceânicas brasileiras, (ii) geração de séries temporais longas (> 6 anos) com amplo espectro geográfico, das comunidades planctónicas na região plataformal - estão séries inexistem para a região norte e nordeste do Brasil, (iii) monitoramento dos ecossistemas coralinos utilizando um protocolo comum, (iv) medição das taxas de sequestro de carbono em manguezais, (v) avaliação do comportamento da linha de costa e dos deltas tropicais brasileiros e (vi) inventário do patrimônio genético e dos recursos vivos do oceano tropical. Estes levantamentos estão sendo realizados tendo como fio condutor o papel das heterogeneidades espaciais e temporais nas respostas dos ambientes marinhos tropicais às mudanças climáticas, com ênfase na região norte e nordeste do Brasil. A interrupção deste esforço certamente comprometerá a qualidade das séries de dados que estão sendo coletados e portanto a compreensão dos efeitos das mudanças climáticas no ambiente marinho tropical do Brasil. • Apresentar soluções para "gargalos" constatados durante a execução da Fase I do inctAmbTropic que implicam na urgente implantação do estabelecimento de laboratórios de referência, para a utilização não só por pesquisadores que integram a rede de pesquisa, como também da comunidade científica nacional, com as seguintes características: (a) Laboratório de CO2, (b) Laboratório de Esclerocronologia, (c) Laboratório para Análise e Processamento de Testemunos e (d) Laboratório de Determinação de Elementos Traço. As justificativas para a criação destes laboratórios estão detalhadas na proposta completa. • Repasse, de uma maneira mais efetiva, das informações e dados obtidos pelo inctAmbTropic nas suas duas fases, não só para a comunidade acadêmica, como também para a sociedade, órgãos governamentais e não-governamentais com interesse nos Ambientes Marinhos Tropicais do Brasil e os efeitos das mudanças climáticas nestes ambientes. A isto se associa o aumento formação de pessoal e aumento das competências regionais. As seguintes iniciativas estão previstas: (i) criação de um Curso de Especialização em Ambientes Marinhos Tropicais e Mudanças Climáticas de caráter multi-institucional reunindo os cursos de pós-graduação vinculados ao inctAmbTropic, (b) aumento na oferta de Escolas de Verão sobre diferentes aspectos dos Ambientes Marinhos Tropicais, incluindo tópicos relevantes para o aumento de competências locais, (c) oferecimento de disciplinas optativas compartilhadas nas grades curriculares dos Cursos de Pós-Graduação das instituições envolvidas de modo a promover a mobilidade de alunos e a fertilização de ideias entre as diferentes instituições de ensino e pesquisa integrantes do inctAmbTropic, e (d) realização de uma Conferência Internacional em Ambientes Marinhos Tropicais, para troca de experiências entre os pesquisadores do inctAmbTropic, os seus parceiros internacionais, e a comunidade de pesquisadores do Brasil. • Apoio para a participação das instituições de ensino e pesquisa da região norte e nordeste do Brasil em projetos internacionais de grande porte como é o caso do IODP (International Ocean Discovery Program), no qual o Brasil ingressou recentemente como "full member", através do aumento das competências locais e da infraestrutura laboratorial para o armazenamento e processamento de amostras coletadas no âmbito do IODP, principalmente na sua margem equatorial. O INCT de Ambientes Marinhos Tropicais reúne algumas das principais instituições de ensino e pesquisa da Região Norte e Nordeste do Brasil que atuam na área de Ciências do Mar, embora não esteja restrito apenas a pesquisadores desta região. O inctAmbTropic inclui também pesquisadores de outras regiões do Brasil, e do exterior, que atuam na área temática e geográfica de abrangência da mesmo.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

José María Monserrat

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • laboratório de produção e desenvolvimento de produtos nanotecnológicos no sul do brasil, nanosul
  • Em virtude de sua localização geográfica e antecedentes históricos, a FURG tem vocação Institucional direcionada ao reconhecimento, por meio da criação e difusão do conhecimento, da importância dos Sistemas Costeiros e oceânicos, já que nestes sistemas é onde ocorre uma das maiores produções naturais de matéria orgânica do nosso planeta. Neste cenário de grandes possibilidades de desenvolvimento industrial, social e ambiental, a presente proposta visa apresenta o “cluster” de laboratórios da Instituição com atuação na área de nanotecnologia, com ênfase nas áreas de Química Multidisciplinar, Farmácia e Farmacologia, e Toxicologia. O histórico da Instituição na prospecção de compostos bioativos e de aplicação tecnológica no ambiente marinho tem propiciado um grande potencial de transferência de tecnologia na área nano e a oferta de prestação de serviços à sociedade pelo uso de sua estrutura e pela capacidade técnica instalada. A atuação do Laboratório NanoSul está de acordo com Instrução Normativa MCTIC N° 11 de 02 de agosto de 2019 e será no âmbito da FURG, a qual conta com um projeto de desenvolvimento Institucional cadastrado no sistema da Universidade, SISPROJ, a partir de um convênio com a FAURG (Fundação de Apoio à Universidade do Rio Grande), o que possibilita à FAURG emitir nota fiscal e pagamentos pelos serviços, em especial os externos. Neste sentido, todos os centros e as restantes instalações possuem características multi-usuários, sendo rotineiramente utilizados por pesquisadores da FURG e de outras instituições públicas e privadas nacionais e estrangeiras. Na Instituição existem competências bem desenvolvidas pelos integrantes da proposta na área de alimentos e materiais da indústria alimentícia, utilizando polímeros obtidos de fontes naturais (ex: quitosana, pectina, alginato). Desta forma, a utilização de matéria prima oriunda do mar possibilitou gerar suplementos nanoencapsulados visando seu uso na saúde humana e, também, na Aquacultura, sendo priorizadas ações que visam o uso seguro dos nanomateriais através da aplicação de testes de toxicidade padronizados. Neste último ponto cabe salientar que integrantes da proposta têm participado na iniciativa europeia NanoReg, que teve como objetivo padronizar os ensaios para avaliação da toxicidade potencial de diferentes tipos de nanomateriais. Este exercício de intercalibração internacional permitiu o desenvolvimento de habilidades para executar ensaios de toxicidade em condições aceitas internacionalmente, o que gera confiabilidade dos dados toxicológicos obtidos, permitindo uma avaliação precisa do potencial risco ambiental do nanomateriais. Na área da saúde têm se buscado o desenvolvimento de novas formas farmacêuticas para tratamento de doenças neurodegenerativas (Alzheimer e doença de Parkinson), doenças negligenciadas (Tuberculose), AVC hemorrágico, problemas de pele, como melhora na cicatrização e o tratamento de queimaduras, entre outros. Além disso, nos últimos anos têm surgido na Instituição algumas áreas emergentes em nanotecnologia, como para a avaliação de propriedades mecânicas de nanomateriais. Neste sentido, trabalhos envolvendo a avaliação de revestimentos e modificações superficiais, com especial ênfase em aplicações envolvendo corrosão ou tribologia têm sido realizados. Finalmente, é importante salientar que a atuação conjunta e integrada das equipes do Laboratório NanoSul têm gerado informação científica e produtos tecnológicos com características diferenciadas, onde o foco principal está no uso de matérias-primas de origem natural, o que está propiciando a colaboração e a prestação de serviços não somente no país mas também no exterior, este último ponto favorecido pelas cooperações internacionais que a Instituição tem estabelecido em área de atuação como a Química Multidisciplinar, Farmácia e Farmacologia, e Toxicologia.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

José María Monserrat

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • suplementação de quercetina nanoencapsulada em sistema bft de criação do camarão litopenaeus vannamei: modulação do sistema antioxidante e resiliência frente a eventos de hipoxia e re-oxigenação.
  • Os sistemas de bioflocos ou sistemas BFT (“Biofloc Technology System”), diminuem a quantidade de água utilizada, e se valem da a comunidade microbiana para a manutenção da qualidade da água do cultivo, além de ser alimento adicional para os animais cultivados. Recentemente foi desenvolvida uma nova estratégia de suplementação de compostos nutracéuticos como a quercetina para camarões Litopenaeus vannamei cultivados em sistema BFT que demonstraram não alterar as qualidade da água e, ao mesmo tempo, aumentaram a concentração de flavonóides totais em músculo e hepatopâncreas de camarões. Ao mesmo tempo foi constatada uma queda de peroxidação lipídica nestes órgãos, um efeito reconhecidamente exercido por flavonoides como a quercetina. Um dos benefícios da suplementação com antioxidantes é o aumento da resiliência dos organismos aquáticos frente a múltiplas situações de estresse, incluído processos como hipoxia seguido de re-oxigenação. A prosposta pretende avançar neste sistema de manejo de sistema de criação BFT se valendo do uso de quercetina nanoencapsulada. A utilização de nanoencápsulas justifica-se pelo aumento da biodisponibilidade de compostos bioativos no organismos através do aumento de sua incorporação e pela proteção que as nanocápsulas oferecem aos compostos bioativos. Desde o ponto de vista da produção animal, o balance energético deve ser maximizado e canalizado para crescimento somático e investimento reprodutivo. O fato que diversas situações estressantes, incluindo aquelas que geram estresse oxidativo podem minimizar a energia canalizado para crescimento somático e reprodução justifica a estratégia de suplementação com antioxidantes. A adequação da estratégia será avaliada através da indução de um sistema de hipoxia seguido de re-oxidação que já tem sido previamente demonstrado que gera dano oxidativo em L. vannamei.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

José Mario de Aquino

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • eletrodos a base de compósitos formados por nanotubos de tio2 ou grafeno tipo freestanding com mno2 nanométrico para aplicação como supercapacitores híbridos
  • Os capacitores eletroquímicos, particularmente os supercapacitores, representam uma nova classe de dispositivos para armazenamento de energia. Dentre os materiais de eletrodo utilizados nestes dispositivos, destaca-se o TiO2 nanotubular (TiO2-NT) devido à obtenção de elevadas áreas ativas, porosidade e fácil preparação e, o grafeno, devido a sua elevada condutividade elétrica. Adicionalmente, filmes finos de óxidos metálicos a base de Mn, já conhecidos pela boa capacidade de armazenamento de cargas, serão crescidos eletroquimicamente, e de forma dispersa, pela superfície dos filmes de TiO2-NT ou do grafeno, a fim de se obter um ganho extra de capacitância específica. Desse modo, pretende-se investigar a síntese, caracterização e o desempenho de supercapacitores contendo o TiO2-NT e o grafeno como substratos, com MnO2 crescido eletroquimicamente sobre a superfície dos nanotubos ou por meio de síntese hidrotermal do MnO2 seguido de refluxo com óxido de grafeno. Pretende-se estudar o efeito do pré-tratamento catódico no substrato de TiO2-NT com e sem o filme de MnO2 por meio de medidas de impedância eletroquímica e espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios X. No caso de substratos de grafeno, pretende-se variar a rota de síntese do compósito formado por ele com o MnO2 a fim de se produzir eletrodos do tipo freestanding. Todos os eletrodos compósitos produzidos serão caracterizados quanto a sua morfologia, estrutura cristalina e propriedades eletroquímicas em meio aquoso. Ao final do projeto, pretende-se mostrar que os dois substratos utilizados produzirão partículas nanométricas de MnO2 e, portanto, supercapacitores faradaícos com elevadas capacitâncias específicas e sem a necessidade de adição de binders.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022