Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adair de Aguiar Neitzel

Ciências Humanas

Educação
  • a mediação em leitura na escola: contribuições do programa pibid na formação de leitores
  • Trata-se de proposta de investigação em rede sobre as dimensões que envolvem o processo de mediação em leitura. O OBJETIVO é analisar o processo de mediação em leitura nas escolas onde o PIBID de Letras atua, identificando como os licenciandos (bolsistas do PIBID) operam a mediação em leitura na Educação Básica. A QUESTÃO PROBLEMA que norteia o estudo é: Como é explorada a mediação em leitura pelos licenciandos de Letras na Educação Básica no desenvolvimento do Programa PIBID? Pretende-se desenvolver um estudo de caráter qualitativo, de natureza exploratória. OS INSTRUMENTOS DE COLETA de dados utilizados serão: registros de campo dos licenciandos disponíveis nas instituições (portfólios), diário de campo para registro das observações in loco, entrevistas com os alunos da educação básica e bolsistas, relatórios institucionais do PIBID de Letras. Para análise dos dados será utilizado o uso do software NVivo 10 for Windows. No âmbito da Educação, o projeto ora apresentado trará CONTRIBUIÇÕES porque ele sinalizará como os futuros professores de Letras estão se preparando para assumir a função de mediadores em leitura, assim como os impactos do PIBID na sua formação. Esta pesquisa está alinhada com os estudos de Arroyo (2008), Petit (2013), Todorov (2010), Barthes (2003; 2007), Neitzel; Carvalho (2014); Martins (2014); Neitzel, Bridon; Weiss (2016), Lajolo (2005- 2010), entre outros.
  • Universidade do Vale do Itajaí - SC - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Adair Mendes Nacarato

Ciências Humanas

Educação
  • as práticas docentes e as prescrições curriculares oficiais
  • Recentemente, a comunidade brasileira tem se deparado com várias reformas educacionais, a exemplo da Base Nacional Curricular Comum (BNCC), que têm prescrito novas formas de organizar e padronizar o trabalho docente. Nesse sentido, pautando-nos na perspectiva histórico-cultural, na abordagem enunciativo-discursiva e na interface com o método (auto)biográfico na produção de narrativas, o presente projeto tem como objetivo geral investigar e analisar as prescrições curriculares oficiais, identificando quais são elas, como elas chegam até à escola e como os professores organizam seu trabalho diante dessas prescrições tendo em vista a heterogeneidade de alunos presente nas salas de aula. Tem ainda como objetivos específicos: 1) Identificar quais os principais documentos que são dirigidos ao professor da educação básica e que interferem na sua prática pedagógica; 2) Conhecer como essas prescrições promovem a intensificação do trabalho docente; 3) Problematizar, junto com os professores, a natureza desses documentos e, colaborativamente, planejar ações para a sala de aula; 4) Conhecer como tais prescrições contemplam (ou não) a educação inclusiva e como os professores vêm lidando com ela; 5) Buscar indícios de transformações de práticas dos professores, a partir da problematização e de ações compartilhadas; 6) Produzir um banco de dados de documentação narrativa dos professores que possa contribuir para a formação continuada e inicial de professores no curso de Pedagogia. Para atingir tais objetivos, será constituído um grupo, de caráter colaborativo, formado por professores convidados do ensino fundamental das redes municipais de ensino e pelas pesquisadoras vinculadas à universidade e responsáveis pelo projeto. A pesquisa será de abordagem qualitativa, na perspectiva da pesquisa-ação-formação e terá como fonte de produção de dados as narrativas escritas e orais das participantes, bem como episódios de suas práticas de aula. Não há, na perspectiva que adotamos, como estabelecer categorias de análise a priori, mas temos como hipótese de que, no movimento interativo e dialógico, emergirão discussões acerca de: como os professores vão ressignificando o sentido das prescrições que regem as questões do ensino; como as vozes dos outros (da teoria, dos participantes, das pesquisadoras etc.) podem contribuir para a ressignificação das práticas docentes; de que forma o conhecimento partilhado e colaborativo pode contribuir para a formação continuada.
  • Universidade São Francisco - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adair Roberto Aguiar

Engenharias

Engenharia Civil
  • comportamento singular de sólidos no contexto de teorias local e não-local
  • A teoria de elasticidade linear clássica prediz fenômenos espúrios, tais como a autointerseção da matéria, na vizinhança de pontos interiores de sólidos anisotrópicos, cantos e vértices de trincas. A autointerseção, por sua vez, está associada à violação da condição cinemática $J>0$, em que $J$ é o determinante do gradiente de deformação, em uma região próxima destes pontos. Tipicamente, o surgimento deste fenômeno espúrio está relacionado a alguma singularidade no campo de deformação. Uma maneira de impor $J>0$ combina a teoria de elasticidade linear clássica com uma técnica de multiplicadores de Lagrange. O problema de minimização com restrição associado é altamente não linear, podendo admitir mais de um minimizador e, em geral, requer uma solução numérica. Esta teoria de minimização com restrição juntamente com uma formulação de penalidade têm sido utilizadas na investigação teórico-numérica de problemas com soluções radialmente simétricas. Neste projeto continuaremos investigando a existência de soluções que não sejam radialmente simétricas. Estas soluções são diferenciáveis em quase todos os pontos do sólido e os problemas correspondentes são formulados no contexto de uma teoria local clássica. Teorias não locais têm sido propostas para modelar o comportamento de sólidos na vizinhança de pontos singulares, tais como vértices de trincas e pontos sobre interfaces entre diferentes materiais. Em particular, na teoria peridinâmica utiliza-se o conceito de interação entre partículas separadas por distânicas finitas entre si para reescrever a equação de movimento em termos das forças de interação correspondentes. Estas forças são dadas em termos dos deslocamentos relativos entre as partículas, o que possibilita aplicar a equação governante resultante diretamente sobre superfícies de descontinuidade, tais como as bordas de uma trinca ou as interfaces materiais que podem aparecer como resultado da deformação de um sólido. Neste projeto daremos continuidade ao desenvolvimento de uma teoria peridinâmica que seja fisicamente plausível e matematicamente acessível à análise.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022