Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Viviane Potenza Guimarães Pinheiro

Ciências Humanas

Educação
  • formação docente continuada e a construção de projetos de vida éticos na juventude
  • O presente projeto de pesquisa busca construir um percurso de formação docente com foco nos projetos de vida de estudantes do Ensino Médio, em uma escola estadual da Zona Leste da cidade de São Paulo. Realizaremos uma pesquisa-ação, por meio da construção coletiva de encontros de formação de professores que leve à reflexão sobre os projetos de vida dos participantes e fundamente práticas inovadoras com vistas ao seu desenvolvimento. A pesquisa se caracteriza como “mixed method”, uma vez que articulará diferentes dados, variados instrumentos e formatos de análise na composição dos resultados. Como instrumentos de pesquisa, serão aplicados questionários aos alunos e professores sobre seus projetos de vida, questionários aos professores sobre as práticas escolares que podem impactar os projetos de vida dos educandos, entrevistas complementares e diário de campo com registro de observações da pesquisadora sobre os encontros de formação e aulas observadas, com base em instrumentos validados pelo Stanford Centre on Adolescence, da Universidade de Stanford (USA), e adaptados para a presente pesquisa. Os questionários e entrevistas serão aplicados com estudantes e professores de outra escola da mesma região como grupo controle. Utilizaremos o referencial teórico-metodológico da Teoria dos Modelos Organizadores do Pensamento para a análise das respostas aos questionários e entrevistas. Espera-se que a articulação entre os diversos resultados possa servir como fonte de reflexões à pesquisadora e à equipe escolar nos encontros de formação docente. Como resultados de tais reflexões, pretende-se verificar impactos positivos no trabalho com projetos de vida na escola, enfocando o desenvolvimento de identidades juvenis que alicercem, com sentido ético, suas ações presentes e suas projeções futuras. Almeja-se, também, que os educadores participantes contribuam para a divulgação dos conhecimentos para além dos muros da escola, alicerçando propostas de políticas educacionais no ensino médio.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Viviane Sampaio Boaventura de Oliveira

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação de função auditiva e de oromotricidade em bebês com microcefalia e infecção congênita por zika vírus
  • A infecção por Zika vírus (ZIKV) tem sido relacionado ao aumento dos casos de microcefalia no Brasil. Foi isolado vírus em tecido cerebral e líquido amnióticos de fetos e recém-nascidos. Além disso, foram descritas lesões oculares graves em bebês com microcefalia cujas mães apresentam histórico de doença exantemática na gestação durante o surto de ZIKV. Apesar do comprometimento neurológico, alterações auditivas e a oromotricidade não foram descritas. Nesse estudo, pretendemos analisar a função auditiva e oromastigatória de 30 bebês com microcefalia e suspeita de infecção congênita por ZIKV. O atendimento consistirá em preenchimento de uma ficha contendo dados maternos e do bebê, avaliação otorrinolaringológica, avaliação fonoaudiológica e realização de exames de emissões oto-acústica transientes e potencial auditivo do tronco cerebral. A exposição do vírus será avaliada por teste sorológico e PCR. Como resultados preliminares, foram avaliados seis bebês com perímetro cefálico de 28.9 (±2.9) cm, sendo identificados uma perda auditiva unilateral moderada e seis casos de alteração de oromotricidade, sendo que um bebê apresentava disfagia. Em conjunto, os resultados dessa investigação ampliarão o conhecimento sobre complicações relacionadas a infecção por ZIKV, fornecendo subsídios para o planejamento de ações terapêuticas e profiláticas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - BA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Viviane Souza do Amaral

Ciências Biológicas

Genética
  • efeito da radiação ionizante natural na estabilidade do genoma
  • No estado do Rio Grande do Norte (RN), Brasil, vários municípios foram construídos em uma área onde abriga diversos corpos pegmatíticos naturalmente enriquecidos com urânio e tório, e, consequentemente, emissão de gás radônio em altas concentrações. O radônio é um gás nobre derivado da cadeia de decaimento do urânio, possui uma curta meia-vida e concentra-se em lugares fechados como em moradias. Quando este gás é inalado, as partículas alfa de alta transferência linear de energia interagem com os tecidos no pulmão, podendo causar danos no DNA e gerar espécies oxidativas de oxigênio a partir da radiólise da água presente nas células. Os elevados níveis de radônio no semiárido do RN foram evidenciados apenas recentemente pelo nosso grupo de pesquisa. Não obstante, faltam estudos epidemiológicos e moleculares nas populações expostas a essas condições, visando avaliar este fator ambiental sob a perspectiva de um problema de saúde pública. É extremamente importante realizar este tipo de estudo, uma vez que muitas questões a respeito dos efeitos crônicos induzidos pela alta radiação ionizante natural permanecem com resultados contraditórios ou sem respostas. Portanto, este projeto de pesquisa visa avaliar a suscetibilidade genética da população exposta somada a investigação de alterações epigenéticas induzidas pela radiação natural em indivíduos expostos a elevadas concentrações de radônio. Dentre os métodos previstos na execução desta pesquisa, listam-se: (i) quantificação de guanina oxidada (8-oxo-2-deoxiguanosina) na urina para averiguar o estado oxidativo do genoma; (ii) investigação de polimorfismos em genes que promovam a susceptibilidade da população a desenvolver câncer devido à exposição ao radônio e (iii) análise da metilação do genoma em células expostas à elevada radiação ionizante, com a finalidade de ampliar a investigação dos possíveis efeitos moleculares induzidos por este fator ambiental. Espera-se que a publicação dos futuros resultados contribuam com novas evidências a nível epidemiológico, celular e molecular para os estudos na área de radiobiologia. Os dados gerados por esta pesquisa irão incrementar os resultados obtidos até o momento que já identificaram a relação entre a exposição à radiação natural e o aumento na frequência de mutações nos indivíduos expostos, quando comparados com pessoas que não residem nestas regiões de risco. O conjunto destes dados irão subsidiar o desenvolvimento de ações junto à Secretaria de Saúde dos municípios envolvidos, assim como, irão fomentar os dados referentes a análise de risco visando servir para uma futura comunicação do risco a esta população e consequentemente, permitindo que os órgãos governamentais com o auxílio da comunidade científica possa gerenciar o risco imposto pela presença da radiação natural nesta região.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022