Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alcina Maria Testa Braz da Silva

Ciências Humanas

Educação
  • cultura científico-tecnológica nos contextos formativos contemporâneos
  • O projeto proposto visa investigar, a partir de um diagnóstico psicossocial, elementos simbólicos relacionados à utilização das denominadas “tecnologias educacionais” e se as relações entre eles caracterizariam a emergência de uma cultura científico-tecnológica nos espaços formativos, definidos como campo de investigação. Em particular, a pesquisa busca identificar e analisar as representações, social e culturalmente construídas e difundidas, acerca das tecnologias digitais, e as relações dessas representações com o ensino do conhecimento científico. Essas tecnologias surgem com a promessa da inovação, sendo naturalizadas como tal nos espaços formativos. A partir do ponto de vista histórico e sociocultural, esse projeto problematiza tal concepção, resgatando os pensamentos e significações elaborados e partilhados por professores da área científica, em seus espaços de formação e de exercício da prática profissional, e por alunos em seus contextos escolares. Nesta perspectiva, busca relações entre significações atribuídas ao uso das tecnologias digitais, aos conceitos de tecnologia e de ciência por esses grupos. O marco teórico-metodológico consiste na Teoria das Representações Sociais, segundo a abordagem moscoviciana (1961/1976, 2003, 2012), estabelecendo um diálogo com autores como Jodelet (2001), Gilly (2001), Abric (2016) e Jovchelovitch (2004). O desenho de pesquisa envolve os grupos de professores em formação, em seus respectivos cursos de Licenciaturas nas áreas científicas (Física, Química e Biologia), de professores que atuam com as disciplinas científicas na Educação Básica, considerando o Ensino Médio, e de alunos deste segmento de ensino. O contexto de coleta de dados envolve: (i) Brasil - Estado do Rio de Janeiro (Cidades: Rio de Janeiro e Nilópolis) e o Estado de São Paulo (Cidade de Diadema e São Paulo) e (ii) Portugal (Cidades: Aveiro e Vila Real). Os instrumentos de coleta de dados são os documentos oficiais, entrevistas narrativas, grupos focais, questionários semiestruturados. O quadro de tratamento dos dados tem em sua configuração, abordagens qualitativas e quantitativas: análise discursiva, a partir da construção de redes semânticas, com suporte do software ATLAS.ti, análise de figuras e esquemas argumentativos, com base nas técnicas da retórica e da lógica e a análise textual de similitude, com o apoio do software IraMuTeQ.
  • Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alcindo Cipriano Argolo Mendes

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • ignorância pluralística nos processos deliberativos do conselho de administração das organizações cooperativas: em análise a destinação das sobras operacionais.
  • Nas organizações cooperativas, a boa governança visa maximizar a confiança e minimizar os conflitos e tem-se nas deliberações coletivas a possibilidade de alinhar a estratégia de gestão aos interesses individuais dos cooperados. Entretanto, estudos sinalizam para a incidência de dissonância no comportamento dos cooperados quando participam de processos decisórios abertos, em assembleias, em que se encontram expostos à avaliação do seu grupo social. Essa dissonância ocorre em função do erro de avaliação da norma social, intitulado na psicologia social de Ignorância Pluralística, que pode resultar em decisões errôneas e não atreladas aos princípios cooperativistas. Para compreender o que gera essa dissonância no comportamento dos cooperados, com esta pesquisa busca-se responder à seguinte pergunta: Por que os cooperados mudam de opinião quando estão expostos à deliberação coletiva e contribuem para gerar resultados dissociados dos seus objetivos pessoais/individuais? Para tanto, sob a perspectiva da teoria da Ignorância Pluralística, buscar-se-á por meio do método documental e levantamento de dados (survey) trazer novas explicações para um melhor entendimento sobre o comportamento dos cooperados em processos decisórios democráticos, especificamente em relação à destinação as sobras operacionais. A análise recai sobre as decisões do conselho de administração, mecanismo de governança cooperativa, para esclarecer os processos de interação dos cooperados na condução da cooperativa, o que pode contribuir para que se cumpra o papel de garantir os interesses igualitários nessas organizações. A proposta em curso sinaliza para o potencial de melhor compreender a atuação dos cooperados em diferentes realidades e ramos de atividade, criando condições para repensar os processos decisórios das cooperativas ou melhorá-los, podendo resultar em contribuições tanto teoricamente quanto empiricamente para o desenvolvimento de novas metodologias e novas frentes de agendas de pesquisas sobre o desempenho de associações cooperativas e para melhorar as condições materiais que visem amenizar a incidência do viés da ignorância pluralística nos processos decisórios deste tipo de organização. A originalidade do trabalho está na importância dada aos aspectos comportamentais das deliberações coletivas, cujo estudo se mostra relevante para o desenvolvimento e a consolidação deste tipo de organização.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021