Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ademar Dutra

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • environmental, social and governance (esg): proposta de um modelo multicritério de avaliação para terminais que movimentam cargas conteineirizadas
  • A Agenda voltada as questões ESG (environmental, social and governance) está em ascensão. O Capitalismo de Stakeholders está em crescimento, juntamente com o aumento da disseminação dos investimentos ESG e em empresas que praticam o ESG. Em 2020, o World Economic Forum, apontou a essencialidade da reflexão sobre estruturas de governança que garantam o equilíbrio entre as demandas dos vários grupos diretamente interessados em um negócio. Ressurge assim o capitalismo das partes interessadas em oposição ao capitalismo de acionistas. Se as preocupações com o ESG são importantes é necessário um processo de avaliação dos resultados das práticas adotadas pelas organizações. Assim, insere-se a preocupação central da presente pesquisa, ao propor o desenvolvimento de um modelo de avaliação das práticas de ESG, com foco nos terminais portuários que movimentam cargas conteinerizadas. Tem-se como questão central a ser investigada: quais aspectos devem ser levados em consideração para avaliar o desempenho das práticas ESG de terminais portuários que movimentam cargas conteinerizadas? A viabilidade do presente estudo está na parceira existente com os principais terminais de containers do país e no perfil da equipe de pesquisadores. Justifica-se ainda a presente investigação, face a maioria dos modelos de avaliação ESG, presentes na literatura serem genéricos. Para fins metodológicos serão utilizados dois instrumentos de intervenção amplamente explorados na literatura: ProKnow-C (Knowledge Development Process–Constructivist) para a realização de uma revisão abrangente da literatura sobre o tema ESG e Metodologia MCDA-C (Metodologia Multicritério de Apoio à Decisão Construtivista) para construir o modelo de avaliação das práticas ESG, visando apoiar os gestores dos terminais investigados na melhoria do desempenho. Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, com abordagens quali-quantitativa, envolvendo a coleta de dados primários e secundários, por meio de um estudo de caso.
  • Universidade do Sul de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 20/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ademar Takeo Akabane

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • aplicação dos conceitos de computação urbana no provimento de soluções inteligentes com foco em problemas de mobilidade veicular urbana
  • Devido ao rápido crescimento populacional urbano, o acesso aos recursos limitados de uma cidade tem afetado negativamente a vida de bilhões de cidadãos ao redor do mundo. Para amenizar esse enorme problema, pesquisadores, empresas e orgãos públicos têm investido cada vez mais no conceito de computação urbana com intuito de melhorar os serviços urbanos, e consequentemente, aumentando a qualidade de vida de seus habitantes. Computação urbana é uma área interdisciplinar que utiliza diversas tecnologias da informação e comunicação, gestão avançada de grandes volumes de dados e diversos métodos de análises de dados coletados. Dentro do cenário apresentado, este projeto visa fomentar pesquisas na área da computação urbana, por meio de estudos, proposição e avaliação de soluções inteligentes que buscam contribuir com o estado-da-arte no campo da mobilidade veicular urbana. O objetivo geral deste projeto de pesquisa é propor algoritmos, modelos e protocolos que possam, a partir dos dados heterogêneos do espaço urbano, extrair informação útil para aplicações ou serviços para cidades inteligentes. Para isso, serão utilizados os paradigmas de redes veiculares e de Computação em Névoa, por exemplo, para processar os dados coletados e assim extrair informação útil que será consumida pelos Sistemas de Transporte Inteligentes. Vale destacar que o foco da computação urbana é melhorar o planejamento das cidades e também compreender a natureza dos fenômenos urbanos e sociais.
  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas - SP - Brasil
  • 06/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Adenilton José da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • aprendizado em dispositivos quânticos de escala intermediária
  • A computação quântica permite a resolução de alguns problemas com um ganho exponencial no tempo de execução quando comparada com os computadores atuais ou clássicos. Devido ao ruído e a escala intermediária dos processadores quânticos, as vantagens teóricas ainda não puderam ser verificadas. Na aprendizagem de máquina quântica (AMQ) a computação quântica é utilizada para resolver as limitações da aprendizagem de máquina. Diversos algoritmos de aprendizado já foram propostos, mas ainda não foi realizado um experimento que comprove os ganhos da AMQ sobre sua versão clássica. A dificuldade de realização experimental da AMQ ocorre devido a limitações do Hardware e necessidade de desenvolvimento de algoritmos de aprendizado específicos para os dispositivos de escala intermediária. Este projeto irá investigar o desenvolvimento de algoritmos de aprendizado para dispositivos quânticos que possuam vantagens em relação ao tempo de processamento, memória ou capacidade de aprendizado e que possam ser executados em dispositivos ruidosos de escala intermediária. Com o advento dos primeiros processadores quânticos os algoritmos desenvolvidos terão impacto em diversas áreas do conhecimento, acelerando o desenvolvimento de sistemas inteligentes através do uso de processadores quânticos. Será investigado o desenvolvimento de algoritmos quânticos de treinamento para modelos híbridos (clássicos/quânticos) de aprendizado com ganhos em relação a aprendizagem de máquina clássica e que possam ser executados nos dispositivos quânticos atuais. Os primeiros experimentos com dispositivos reais com vantagens em relação aos computadores clássicos foram realizados em 2019 e existe uma expectativa de que problemas práticos possam ser resolvidos nos próximos anos. Diversas estratégias serão utilizadas para o desenvolvimento dos algoritmos. Por exemplo, circuitos quânticos variacionais, aprendizado baseado em distância e o treinamento quântico de modelos clássicos de aprendizagem de máquina.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adenir Vieira Teodoro

Ciências Agrárias

Agronomia
  • sistemas microemulsionados contendo compostos bioativos de vitex gardneriana (lamiaceae) a ácaros-praga do coqueiro e dos citros
  • Vitex gardneriana (Lamiaceae) é uma planta endêmica do Nordeste e possui em seu óleo essencial compostos acaricidas promissores no desenvolvimento de biopesticidas. No entanto, a baixa solubilidade em meio aquoso e a volatilidade dos compostos dos óleos essenciais são limitações para seu uso no controle de pragas. Desta forma, a utilização de sistemas estabilizados por tensoativos, como as microemulsões, são promissores para veicular óleos essenciais e seus compostos bioativos. Cultivos de coqueiro e de citros possuem grande relevância econômica e social para o Brasil. A região Nordeste é a maior produtora de coco do País e possui um importante polo citrícola de cerca de 100 mil hectares no norte da Bahia e sul de Sergipe. O ácaro-da-necrose Aceria guerreronis e o ácaro-da-falsa-ferrugem Phyllocoptruta oleivora (Acari: Eriophyidae) são respectivamente pragas-chave do coqueiro e dos citros no Nordeste, onde causam redução de produtividade e dano estético aos frutos que reduz o seu valor comercial. O controle atual dessas pragas é realizado por meio de pulverizações frequentes de agrotóxicos registrados ou não registrados. Visando o manejo ecológico de A. guerreronis em coqueiro e de P. oleivora em citros, o presente projeto desenvolverá microemulsões a partir sesquiterpenos voláteis isolados e/ou fracionados de V. gardneriana e avaliará sua bioatividade sobre essas duas pragas-chave. Espera-se que as microemulsões ampliem e prolonguem os efeitos letais e subletais sobre A. guerreronis e P. oleivora por meio da redução da volatilidade dos sesquiterpenos. Ressalta-se ainda que baixas concentrações dos compostos voláteis de V. gardneriana apresentaram alta letalidade e repelência a A. guerreronis em estudo conduzido e publicado por nosso grupo e espera-se que haja bioatividade também contra P. oleivora por serem espécies da mesma família (Eriophyidae).
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - SE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Aderbal Silva Aguiar Junior

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • re2scue: reabilitação respiratória em sobreviventes do covid-19 – um estudo clínico randomizado
  • Nós destacamos em conjunto os pontos D e E deste edital. A experiência de trabalho juntos aos Professores Doutores Paulo Cesar Lock Silveira (Laboratório de Fisiopatologia Experimental/UNESC) e Rafael Mariano de Bitencourt (Laboratório de Neurociência Comportamental/UNISUL) vem desde a pós-graduação. São 15 anos de trabalho em parceria em estudos experimentais, agora como coordenadores dos respectivos laboratórios. A perspectiva é fortalecer esta parceria na região Sul de Santa Catarina, com impacto na saúde regional da população. São laboratórios e equipes focados na reabilitação, psicologia e bioquímica dentro de Departamentos de Ciências da Saúde das três Universidades – UFSC, UNESC e UNISUL. Estes departamentos formam alunos de medicina, enfermagem, fisioterapia, farmácia, psicologia, nutrição, entre outros. O desenvolvimento do RE2SCUE pode trazer conhecimento e experiência para a abordagem de doenças infecciosas e pandêmicas, talvez uma realidade futura dentro da sociedade globalizada.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/07/2020-28/02/2023
Foto de perfil

Aderson Farias do Nascimento

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • atividade sísmica, emissões bioacústicas e imageamento do assoalho oceânico na região do arquipélago de são pedro e são paulo, atlântico equatorial
  • A presente proposta é o resultado do esforço de um grupo motivado, multi e interdisciplinar de pesquisadores das áreas de geociências e biologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Brasil) de três departamentos acadêmicos distintos: Geofísica, Geologia, e Fisiologia, além da Universidade de Brest (Institut Universitaire Européen de la Mer, França). Esse grupo se propõe a investigar problemas de aspectos tectônicos, de comportamento animal e de caracterização fisiográfica da região do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP), Atlântico Equatorial. O ASPSP é parte do Sistema Transformante de São Paulo (STSP) e, além de ser importante do ponto de vista geocientífico e geopolítico, inclui uma megafauna quase desconhecida e que potencialmente sofre influências das feições oceanográficas e cenários sísmicos (naturais e antropogênicos) que alteram sua ecologia e comportamento. Além de realizar imageamento do assoalho oceânico na região do ASPSP, o projeto lançará ao mar hidrofones através de embarcações oceanográficas brasileiras e francesas, para registrar terremotos, ruído antropogênico e vocalização de cetáceos. Adicionalmente, o projeto garantirá sustentabilidade à estação sismográfica já operando no ASPSP. Neste sentido, elaboramos um programa de pesquisa e desenvolvimento que possuem um enorme potencial de descobertas científicas inéditas na pesquisa oceanográfica, além de benefícios tais como: formação de RH, processos inovativos de detecção, processamento, integração de dados e interpretação do inventário (geofísico e biológico) obtidos através dos registros de sismômetros, hidrofones e imageamento usando multifeixe. Aspectos de divulgação científica e gestão também são abordados. A presente proposta também insere, através de colaboração com a U. de Brest (França), o Brasil num fórum restrito de países que realizam pesquisas neste importante e estratégico ramo científico, além contribuir para a internacionalização da pesquisa científica oceanográfica brasileira.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 28/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Adevailton Bernardo dos Santos

Outra

Divulgação Científica
  • xxvii ciência viva
  • A feira Ciência Viva é uma feira do conhecimento, realizada anualmente desde 1995 na cidade de Uberlândia-MG, aberta a estudantes da educação básica (ensino fundamental, médio, profissionalizante e da educação de jovens e adultos - EJA) das instituições de ensino do município, preferencialmente da rede pública, e completará 27 anos em 2022. O objetivo da Ciência Viva é promover o desenvolvimento da criatividade, da capacidade inventiva e investigativa, em todas as áreas de conhecimento, possibilitando e divulgando a construção de novos saberes, despertando vocações, revelando capacidades e contribuindo para formar estudantes comprometidos com o desenvolvimento e o bem-estar da sociedade. As atividades, que ocorrerão de forma remota, são planejadas de forma a envolver a participação de equipes das escolas do município de Uberlândia, que serão avaliadas por uma banca avaliadora na apresentação de seus trabalhos no evento principal. As ações formativas, que favorecem as trocas de saberes e foram uma constante ao longo das edições anteriores, serão mantidas e aprimoradas, principalmente na forma de oferta de palestras, rodas de conversas, minicursos e oficinas, e também ocorrerão de forma remota. Outra característica que será mantida é a assessoria prestada, pela equipe de pesquisadores e monitores integrantes do projeto, aos professores e estudantes das escolas. Dentre os trabalhos apresentados haverá a seleção de pelo menos um para apresentação em evento de âmbito nacional.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Adillys Marcelo da Cunha Santos

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • scaffolds bioativos fibrilares híbridos orgânico-inorgânicos com potencial de liberação de moléculas osteoindutoras
  • A baixa disponibilidade de tecido ósseo de pacientes submetidos à procedimentos cirúrgicos de autoenxertos levou ao surgimento de pesquisas e desenvolvimento de materiais na forma de scaffolds, capazes de liberar íons terapêuticos e moléculas osteoindutoras para auxiliar na regeneração do tecido ósseo. O desenvolvimento de scaffolds híbridos de biocerâmicas e polímeros biocompatíveis e biodegradáveis tem se destacado por combinarem propriedades intrínsecas de cada componente, como rigidez e flexibilidade, respectivamente, além de promoção da liberação controlada dos componentes osteoindutores nele contido. Embora existam muitos procedimentos usados na confecção de tais estruturas, técnicas de produção de fibras como Solution Blow Spininig, ou simplesmente SBS, se mostram mais promissoras devido à similaridade com a natureza fibrilar da matriz extracelular do osso (MEC). No entanto, na confecção de scaffolds híbridos fibrilares, existe uma limitação de quantidade adicionada de biocerâmica contendo íons terapêuticos, o que muitas vezes provoca precipitação da fase orgânica, ou mesmo colapso estrutural. Além do mais, muitos estudos usam solventes tóxicos que podem gerar resíduos e, por conseguinte, influenciar na atividade celular. Moléculas osteoindutoras têm sido investigadas nos estudos de engenharia de tecidos, assim também como formas de controlar sua liberação. Neste trabalho, pretende-se procurar novas rotas de desenvolvimento de scaffolds contendo biocerâmicas e fármacos, combinando a SBS com o procedimento de sol-gel, de forma a otimizar a incorporação e encapsulamento dos materiais osteoindutores, bem como estudar sua bioatividade in-vitro e cinética de liberação. Os scaffolds também serão caracterizados do ponto de vista morfológico, propriedades térmicas, avaliando também alguns aspectos da química de superfície. Por fim, o trabalho permitirá a consolidação de parcerias entre professores da UFRB, alunos e parceiros externos à instituição.
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BA - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adilson Luiz Chinelatto

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de eletrodos para aplicação em células a combustível reversíveis de óxido sólido - rsofc
  • As Células a Combustível de Óxido Sólido (SOFC) são dispositivos eletroquímicos que geram energia elétrica a partir de reações químicas, sendo uma fonte de energia com alta eficiência, sustentável e ambientalmente amigável. Dentre os diversos tipos de SOFCs, as Células a Combustível Reversíveis de Óxido Sólido (RSOCs) permitem não só gerar energia elétrica, mas também podem gerar seu próprio combustível nos momentos em que não há a necessidade da geração de energia elétrica. As principais RSOFCs operam na faixa de 800-1000°C. Estas elevadas temperaturas de operação encarecem sua produção e limitam sua utilização em aplicações de pequeno porte. Uma das alternativas para o abaixamento da temperatura de operação é utilizar RSOFC com eletrólitos condutores de prótons (RSOFC-PCFC), os quais podem operar em temperaturas entre 400-600°C. Para o funcionamento de uma RSOFC, são necessários dois eletrodos, sendo um para as reações do oxigênio e um para as reações do hidrogênio. Para viabilizar o uso das RSOFCs-PCFC é necessário ainda um maior desenvolvimento desses eletrodos, os quais possuem um importante papel, pois a cinética da reação no eletrodo de oxigênio e no eletrodo de hidrogênio são mais lentas do que a difusão dos íons no eletrólito. Estes eletrodos precisam funcionar como catalisadores das reações eletroquímicas, possuir condutividade eletrônica e ter compatibilidade química e térmica com o eletrólito. A literatura tem demostrado que o uso de materiais compósitos com condutividade mista eletrônica-protônica aumenta a eficiência do eletrodo. Para este projeto serão desenvolvidos eletrodos de oxigênio e hidrogênio para células RSOFC–PCFC. O eletrodo de oxigênio será um material compósito formado entre o eletrólito com composição BaCe(0.2)Zr(0.7)Y(0.1)O(3-d) (BCZY) e um condutor eletrônico baseado no LaNi(x)M(1-x)O(3-d) (LNM) com M=Fe, Cr ou Co, e o eletrodo de hidrogênio será um compósito formado por Ni metálico e BCZY.
  • Universidade Estadual de Ponta Grossa - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adilson Luiz Pinto

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • e(co)-science
  • A disponibilização de dados sobre a produção científica nacional e internacional tem crescido expressivamente e, em perspectiva às especificidades de campos disciplinares distintos, esta produção se revela diversa quanto a sua tipificação, tanto em termos quantitativos como qualitativos, e se materializa em forma de artigos, livros, teses e dissertações, além de produtos como: softwares, patentes, obras e instalações artísticas, entrevistas e projetos cinematográficos. Nos últimos anos, várias iniciativas que visam a criação de mecanismos de monitoramento da produção acadêmica de uma instituição, país ou área de conhecimento têm recebido atenção. Em especial, técnicas de organização da informação e métodos computacionais avançados são aplicados de forma a se automatizar o processo de extração de indicadores sobre uma massa de dados agregada. Neste contexto, sistemas de informação sobre o Ecossistema da Pesquisa Científica têm como objetivo agregar e organizar as informações de bases de dados diversas e heterogêneas, para se obter serviços e dados consolidados a pesquisadores e gestores que necessitam tomar decisões com base nas informações extraídas destes dados. Portanto, a presente Proposta apresenta a criação de um sistema de interoperabilidade que contemple agregação da informação de todo o ecossistema da pesquisa científica nacional, tendo como fonte dados científicos abertos e dados governamentais abertos, com o objetivo final de oferta de serviços de identificação de serviços de recomendações em diversas áreas do conhecimento.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025