Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Michael Pereira da Silva

Ciências da Saúde

Educação Física
  • motiva-af: determinantes motivacionais da prática de atividade física em crianças, adolescentes, adultos e idosos.
  • Introdução: Embora saiba-se da importância da prática de atividades físicas para a melhoria da saúde e da qualidade de vida da população e o governo se esforce para construir ações voltadas à toda população, poucas pessoas aderem à prática de atividades físicas e a mantém como hábito na sua vida diária. Aproximadamente 50% dos indivíduos não conseguem manter-se ativos após os primeiros meses de início de prática de atividade física e aspectos motivacionais e barreiras percebidas são importantes fatores que podem influenciar o engajamento e a manutenção desse comportamento devendo ser levados em consideração em programas de promoção da atividade física. Objetivo: Revisar sistematicamente a literatura científica contendo evidências sobre determinantes motivacionais, barreiras percebidas e facilitadores para construção de algoritmo voltado a predição da adesão e manutenção da prática de atividade física em crianças, jovens, adultos e idosos em diferentes contextos. Métodos: Para atender o objetivo proposto, o presente projeto divide-se em duas fases. Na Fase 1, serão realizadas duas revisões sistemáticas (Revisão 1: Crianças e Adolescentes; Revisão 2: Adultos e Idosos) de estudos observacionais contendo evidências sobre determinantes motivacionais, barreiras percebidas e facilitadores para o início e a manutenção da prática de atividade física e publicados em periódicos nacionais e internacionais indexados nas bases de dados Pubmed, EMBASE, Scopus, Science Direct; Web of Science, Sport Discus, Lilacs e Scielo. Na fase 2: pretende-se, através de modelos de aprendizagem de máquina, a construção de um algoritmo com capacidade de estimar a probabilidade de engajamento e manutenção da prática de atividade física baseados nas principais informações sobre motivação, barreiras percebidas e facilitadores para a prática de atividade física obtidos nas revisões sistemáticas da literatura. Produtos esperados: Como resultado da Fase 1, serão produzidos dois artigos científicos de revisão sistemática intitulados identificando os determinantes motivacionais, as barreiras percebidas e os facilitadores para a prática de atividade física em diferentes faixas etárias e contextos. Adicionalmente, a Fase 2 proporcionará a entrega de um algoritmo para a predição de probabilidade da prática de atividade física baseada em fatores motivacionais, barreiras percebidas e facilitadores para a prática de atividade física. Aplicabilidade para o Sistema Único de Saúde (SUS) e para a Atenção Primaria à Saúde (APS): O levantamento evidências científicas sobre fatores motivacionais, barreiras percebidas e facilitadores do início e a manutenção da prática de atividade física em diferentes ciclos de vida (crianças, jovens, adultos e idosos) e contextos (gênero, idade, raça/etnia, renda, estado de saúde, residentes em áreas urbanas ou rurais) . Tais informações favorecerão o melhor entendimento sobre fatores importantes para a promoção da atividade física que podem ser incorporadas nos programas de promoção da atividade física ofertados pelo SUS e APS. Adicionalmente, o algoritmo gerado poderá ser integrado nos sistemas de cadastros de informações dos usuários do sistema de saúde e de seus programas e, ao interagir com dados imputados nestes sistemas, gerar informações para a tomada de decisão dos profissionais de saúde sendo assim, um produto aplicável aos programas e políticas de promoção de atividade física no SUS e no âmbito da APS, bem como, em demais programas ofertados pelo governo brasileiro. Tal ferramenta também poderá ser utilizada como estratégia avaliativa para identificação de pontos chave de incentivo e estruturação de programas motivacionais para estimular a prática de atividade física.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 11/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Michel Batista

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • avaliação do perfil proteico do líquido cefalorraquidiano de pacientes com meningite hospitalar buscando biomarcadores diagnósticos
  • Pacientes submetidos à neurocirurgia são susceptíveis à meningite pós neurocirurgia (MPN). As MPNs têm diferentes agentes etiológicos, podendo ser causadas por bactérias ou por outros fatores (meningite asséptica). O diagnóstico precoce de MPN é essencial para o correto manejo dos quadros, resultando em melhor prognóstico e uso racional de antibióticos. O diagnóstico de MPN e a determinação do agente etiológico envolve avaliação clínica e exames laboratoriais, sendo as análises realizadas no líquido cefalorraquidiano (LCR) essenciais para o diagnóstico. As alterações no LCR após neurocirurgias podem assemelhar-se às alterações encontradas em MPN, tanto bacteriana, quanto asséptica, tornando o diagnóstico um verdadeiro desafio. A presente proposta visa contribuir para o entendimento das MPNs, identificando por as proteínas presentes no LCR de pacientes apresentando diferentes tipos de MPN (bacteriana e asséptica). Este estudo tem o potencial de identificar biomarcadores que possibilitem a classificação das MPNs em tempo menor que as análises disponíveis, por exemplo, baseadas no cultivo microbiológico. O diagnóstico mais rápido pode auxiliar no manejo mais adequado dos pacientes, incluindo o uso racional de antibióticos. Além disso, a proposta visa um estudo prospectivo acerca do uso de LC-MS/MS na identificação das espécies bacterianas causadoras de MPN. Para isso, serão identificadas por LC-MS/MS as proteínas presentes no LCR de pacientes do Hospital Universitário Cajuru em Curitiba (HUC), com diagnóstico clínico-laboratorial de MPN bacteriana, de MPN com cultivo bacteriano do LCR negativo (asséptica) e pacientes sem quadro de MPN. Adicionalmente será determinado o perfil proteico de cepas bacterianas envolvidas com MPN para aplicações diagnósticas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 05/12/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Michel Carlos Mocellin

Ciências da Saúde

Nutrição
  • revisão sistemática sobre a prevalência de deficiências de micronutrientes em mulheres em idade fértil no brasil.
  • A transição nutricional ocorrida nas últimas duas décadas, principalmente em países em desenvolvimento, acarretou no aumento da prevalência de sobrepeso e obesidade da população, ao mesmo tempo em que se observa elevada prevalência de deficiências nutricionais, principalmente de micronutrientes. A deficiência de micronutrientes pode ocasionar manifestações clínicas agudas, como por exemplo, anemia por deficiência de ferro, ou crônicas, como a cegueira noturna no caso da deficiência de vitamina A, ou aumento do risco de fraturas, no caso da deficiência de cálcio. Nesse sentido, torna-se importante conhecer o cenário referente a deficiência de micronutrientes em mulheres em idade reprodutiva e seus determinantes, no tocante ao desenvolvimento ou fortalecimento de políticas publicas de alimentação e nutrição que visem a prevenção e/ou a redução da prevalência de deficiência e suas consequências. Esse projeto visa identificar, selecionar, avaliar, analisar e relatar sistematicamente as taxas de prevalência de deficiências de micronutrientes em mulheres em idade fértil no Brasil que não estão em período gestacional ou lactacional, além de identificar e analisar possíveis variáveis que podem modificar o desfecho como a regionalidade, a etnia/raça, a faixa etária, dentre outras. As principais contribuições desta proposta envolvem a produção de conhecimento com possibilidade de aplicação prática nos serviços de saúde do país a medida que pode evidenciar a necessidade da criação de uma politica/programa de saúde voltados para a triagem, identificação e tratamento das deficiências de micronutrientes mais prevalentes nesta população. Será realizada uma revisão sistemática norteada pela seguinte pergunta problema: “Qual a prevalência de deficiências de micronutrientes em mulheres em idade fértil no Brasil?”. Em consonância com a pergunta problema, serão elegíveis estudos realizados com mulheres em idade fértil no Brasil, estudos publicados na forma de artigo científico ou trabalho de conclusão de curso (monografia, tese ou dissertação), estudos que investigarem a prevalência/proporção de qualquer deficiência de micronutrientes utilizando para tanto métodos diagnósticos aceitáveis e reconhecidos. Para a busca de estudos, diversas bases de dados nacionais e internacionais serão investigadas (PubMed, Scopus, Scielo, Lilacs, Web of Science, banco de teses e dissertações da CAPES, Google scholar), além de listas de referências dos estudos elegíveis e de revisões sobre o tema. Também, serão consultadas as listas de publicações dos períodos da área da saúde do Brasil não indexados nas bases de dados online acima mencionadas. De forma independente, dois revisores realizarão a triagem e seleção dos estudos, para posteriormente realizar a extração de dados e avaliação do risco de vieses. Para a análise dos dados, uma abordagem narrativa será usada para resumir as prevalências encontradas para cada micronutrientes testado, e se os estudos forem suficientemente homogêneos, será realizada uma síntese quantitativa (meta-análise). A equipe de 5 doutores conta com epidemiologistas, nutricionistas, com ampla experiência no método e na temática, vinculados a 2 diferentes universidades (UNIRIO e UERJ). A equipe tem antecedentes de trabalho colaborativo e a instituição as quais estão vinculados dispõe de infraestrutura adequada. Serão produzidos: artigo(s) científico(s), relatório técnico, infográfico(s) e vídeo(s) objetivando a divulgação científica para a comunidade acadêmica e científica, gestores do SUS e sociedade civil.
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 07/01/2020-31/01/2022
Foto de perfil

Michel Carlos Mocellin

Ciências da Saúde

Medicina
  • valor prognóstico de biomarcadores imunes e inflamatórios em predizer gravidade e mortalidade da covid-19: revisão sistemática
  • Conhecer biomarcadores/fatores de validade para predição do prognóstico de gravidade e mortalidade em doenças é de grande valia, pois permite o estabelecimento de práticas de cuidados em saúde mais adequadas, e consequentemente, impacta no melhor aproveitamento de mão-de-obra e de recursos financeiros disponíveis. Tal conhecimento sobre a COVID-19, que emerge recentemente, requer uma análise sistemática das evidências existentes e da qualidade/força destas evidências. Diante disto, este projeto objetiva identificar, selecionar, avaliar, analisar e relatar sistematicamente os resultados de estudos que testaram o valor prognóstico de biomarcadores imunes e inflamatórios em predizer gravidade e mortalidade da COVID-19. Estas classes de biomarcadores foram definidas tendo em vista o papel que as repostas imune e inflamatória têm na patogênese e progressão da doença, além alguns biomarcadores destas classes serem de fácil mensuração e de baixo custo, podendo ser empregado em larga escala. As principais contribuições desta proposta envolvem a produção de conhecimento com possibilidade de aplicação prática nos serviços de saúde. Será realizada uma revisão sistemática norteada pela seguinte pergunta problema: “Qual o valor prognóstico de biomarcadores imunes e inflamatórios em predizer gravidade e mortalidade da COVID-19?”. Serão elegíveis estudos realizados em humanos, in vivo, com pacientes portadores de COVID-19; com desenho de coorte prospectivo ou retrospectivo; com descrição clara dos métodos para preparo e testagem de amostras; com análise estatística usando modelagem de riscos multivariável ajustadas a fatores prognósticos clínicos; com descrição das taxas de risco (HRs ou ORs) ajustadas resultantes bem como de seus intervalos de confiança de 95%, ou fornecimento de dados disponíveis para estimativa estatística de HRs ou ORs; e que tenha testado um ou mais biomarcador sérico ou tecidual da resposta imune ou inflamatória. Os estudo serão identificados a partir de buscas nas bases de dados PubMed, Scopus, Web of Science, EMBASE, CINAHL e Google scholar), além de listas de referências dos estudos elegíveis, de documentos oficiais e de revisões sobre o tema. De forma independente, dois revisores realizarão a triagem e seleção dos estudos, para posteriormente realizar a extração de dados e avaliação do risco de vieses. Para a análise dos dados, uma abordagem narrativa será usada para resumir os biomarcadores testados e seu valor prognóstico, e se os estudos forem suficientemente homogêneos, será realizada uma síntese quantitativa (meta-análise). A equipe de 4 doutores conta com epidemiologista e nutricionistas, com ampla experiência no método e na temática, vinculados a 3 diferentes Universidades (UNIRIO, UERJ e UFGD). A equipe tem antecedentes de trabalho colaborativo e as Instituições as quais estão vinculados dispõe de infraestrutura adequada.
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/07/2020-30/01/2021
Foto de perfil

Michel Daoud Yacoub

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • sistemas de comunicações sem fio para gerações avançadas
  • Este Projeto investiga de forma pioneira tópicos relevantes em Sistemas de Comunicação Sem Fio para Gerações Avançadas, e.g. 6G. Quatro Linhas de Pesquisa são propostas: Linha de Pesquisa 1: Modelagem de Canal Para Sistemas Sem Fio de Geração Avançada Esta Linha de Pesquisa visa a modelagem de canais de desvanecimento para sistemas sem fio de geração avançada. Objetiva-se obter estatísticas de canais compostos com aplicação em sistemas complexos envolvendo terminais diversos, e.g. dispositivos, máquinas, veículos, e coisas. Os canais compostos são obtidos como produto, razão, e soma de múltiplas envoltórias. As variáveis de desvanecimento são tomadas de modelos generalizados. Almeja-se ainda a obtenção de resultados fundamentais que aprofundem o conhecimento e facilitem a aplicação prática dos modelos. Pretende-se validar essas estatísticas com os canais operando nas frequências dos sistemas avançados, e.g. 6G, (60 GHz e acima). Definem-se os tópicos: Tópico 1.1: Produto de Envoltórias Atividade 1.1: Obtenção das estatísticas do produto de envoltórias de desvanecimento e suas aplicações. Tópico 1.2: Razão de Produto de Envoltórias Atividade 1.2: Obtenção das estatísticas da razão de produtos de envoltórias de desvanecimento e suas aplicações. Tópico 1.3: Soma de Envoltórias Atividade 1.3: Obtenção das estatísticas da soma de envoltórias de desvanecimento e suas aplicações. Tópico 1.4: Resultados Fundamentais para o Modelo alpha-eta-kappa-mu;. Atividade 1.4: Obtenção de novas expressões para as estatísticas do modelo alpha-eta-kappa-mu de desvanecimento e suas aplicações. Linha de Pesquisa 2: MIMO Massivo Distribuído para Sistemas Sem Fio de Geração Avançada Este projeto de pesquisa investiga aspectos teóricos da capacidade em sistemas Multiple-Input Multiple-Output (MIMO) Massivos Distribuídos e propõe métricas para avaliar o impacto sobre a capacidade de transmissão de dados devido ao aumento considerável do número de antenas. MIMO Massivo é uma tecnologia sendo considerada como uma das soluções para o aumento de taxa em sistemas 5G, no entanto apresenta inúmeros problemas relacionados ao tamanho das antenas. MIMO Massivo Distribuído é uma possível solução pois permite distribuir espacialmente as antenas. Esta tecnologia poderá ser implementada, em sistemas 6G e futuras gerações de sistemas sem fio utilizado grandes superfícies inteligentes – LIS (large intelligent surfaces). Atividade 2.1: Investigação sobre aspectos fundamentais da capacidade de canais MIMO em cenários modelados por matrizes de Vandermonde (arranjos de antenas ULA ou URA). Atividade 2.2: Busca de uma forma de escolher usuários ativos em cada intervalo programado para maximizar a taxa limite. Atividade 2.3: Investigação da probabilidade de detecção para a estimação de ângulo de chegada usando algoritmos de alta resolução como MUSIC, CAPON, ESPRIT ou RIMAX. Atividade 2.4: Sistemas LIS: Investigação sobre novos modelos de propagação, modelagem do desvanecimento, cálculo das máximas taxas atingíveis, geometrias dos arranjos de antenas e limitações práticas. Linha de Pesquisa 3: Caracterização Avançada de Arranjos de Enlaces sem Fio: Comportamento Assintótico, Simulação e Aprendizagem de Máquina Nas futuras gerações de sistemas de comunicação sem fio, a conectividade será garantida por meio de arranjos de enlaces cooperativos, ajustados cognitiva e dinamicamente, com múltiplas rotas de múltiplos saltos. Uma caracterização de tais arranjos faz-se indispensável à gestão otimizada dos recursos da rede. Esta Linha de Pesquisa visa desenvolver novas ferramentas para avaliação de desempenho, construindo esquemas de simulação eficientes, flexíveis e precisos, e aplicando técnicas de aprendizagem de máquina em modelos probabilísticos realistas a partir de dados de campo. Definem-se os tópicos: Tópico 3.1: Comportamento Assintótico de Arranjos de Enlaces sem Fio Atividade 3.1: Determinar o comportamento assintótico de arranjos generalizados de enlaces sem fio em função dos comportamentos assintóticos dos enlaces individuais. Tópico 3.2: Simulação Avançada de Arranjos de Enlaces sem Fio Atividade 3.2: Elaborar simuladores eficientes, flexíveis e estatisticamente precisos para arranjos generalizados de enlaces sem fio. Tópico 3.3: Enlaces sem Fio, Inteligência Artificial e Aprendizagem de Máquina Atividade 3.3: Elaborar modelos probabilísticos realistas para arranjos generalizados de enlace sem fio, com base em dados de campo e técnicas modernas de aprendizagem de máquina. Linha de Pesquisa 4: Redes de Comunicação Sem Fio Avançada: Alta Confiabilidade e Baixa Latência Aplicações de comunicação sem fio que requerem baixa latência e alta confiabilidade (Ultra Reliable Low Latency Communication - URLLC), como aplicações de realidade aumentada, comporão o tráfego nas redes sem fio avançadas. Isso exige que as redes ofereçam acesso com baixa latência e alta confiabilidade. Essa linha de pesquisa investiga questões relacionadas a URLLC, como: Tópico 4.1: Transmissão em ondas milimétricas para URLLC Atividade 4.1: Estudo de técnicas que minimizem os efeitos da alta suscetibilidade das comunicações em ondas milimétricas a bloqueio de enlace, tornando tal faixa adequada para aplicações do tipo URLLC. Tópico 4.2: Compromisso entre latência, vazão e confiabilidade em URLLC Atividade 4.2: Modelagem do compromisso entre baixa latência, alta confiabilidade e transmissão a altas taxas em redes sem fio aleatórias, voltadas para aplicações do tipo URLLC. Tópico 4.3: Retransmissão em URLLC Atividade 4.3: Estudos de estratégias que minimizem a degradação devido a correlação temporal da interferência no desempenho de técnicas de retransmissão de pacotes, para redes sem fio com aplicações do tipo URLLC. Tópico 4.4: Alocação de recursos em URLLC Atividade 4.4: Estudo de estratégias de alocação de recursos em redes sem fio para URLLC, em ambientes de propagação e interferência altamente dinâmicos.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Michel Leandro de Campos

Ciências da Saúde

Farmácia
  • estudos em farmacocinética e biomarcadores da hanseníase
  • A hanseníase é uma doença infecciosa causada pelo microrganismo Mycobacterium leprae, afetando a pele, nervos periféricos, mucosa do trato respiratório superior e os olhos. O diagnóstico da hanseníase é dependente da avaliação clínica, portanto depende muito do nível de treinamento e habilidade do clínico. O paciente diagnosticado com hanseníase é tratado por uma quimioterapia padronizada, cuja implementação levou a uma redução considerável nos casos de hanseníase, contudo, a taxa de detecção de novos casos tem se mantido constante, o que significa que as estratégias de controle, que incluem o diagnóstico e o tratamento, não estão tendo a eficácia desejada. Assim, o desenvolvimento de exames na forma de kit rápido para o diagnóstico e a otimização da farmacoterapia através de modelos farmacocinéticos pode ser crucial para uma redução mais acentuada nos casos de hanseníase. Para isso, serão usadas ferramentas analíticas, como a cromatografia líquida acoplada a espectrometria de massas, para a investigação de biomarcadores e quantificação dos fármacos em amostras dos pacientes, a construção de modelos farmacocinéticos para investigar a viabilidade da monitorização terapêutica de fármacos, e a avaliação das concentrações plasmáticas em relação a cura dos pacientes.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Michel Misse

Ciências Humanas

Sociologia
  • os sentidos do cárcere: incapacitação e ressocialização na realidade prisional brasileira contemporânea
  • Esta pesquisa busca conhecer melhor os diferentes sentidos da prisão no Brasil, a partir de práticas e discursos de diversos atores e instituições que compõem “o sistema”, especialmente no Rio de Janeiro e em São Paulo. Com isso, também visamos propor um conjunto de recomendações e iniciativas que permitam uma transformação positiva do atual quadro de problemas críticos detectados em cada um dos focos da pesquisa. O projeto parte da detecção de algumas incongruências relevantes entre tendências teóricas internacionalmente influentes e um certo número de observações empiricamente fundamentadas em relação à realidade brasileira. Autores como Garland e Wacquant tornaram-se referências recorrentes na reflexão sobre o mundo social e penal que se estruturaria a partir das ruínas da sociedade disciplinar descrita por Foucault. A partir de diversos percursos e ênfases, esses e outros pesquisadores parecem convergir no diagnóstico de duas tendências gerais, correlatas e relativamente homogêneas em contextos de ascensão e fortalecimento do neoliberalismo: o declínio do “ideal ressocializador” e a ascensão das “prisões-depósito”. De forma geral, trata-se de narrativas teóricas que apreendem uma mudança histórica no sentido da prisão e, por essa razão, têm marcado profundamente o campo de estudos sobre a punição dentro e fora dos contextos nacionais em que foram produzidas. Nesse sentido, com o avanço das políticas penais neoliberais de hiperencarceramento, as prisões passaram a ser compreendidas cada vez mais como mecanismos estatais de incapacitação de uma parte significativa das camadas populares. Por outro lado, e na mesma medida, tais instituições estariam progressivamente abandonando suas funções positivas de reintegração de sujeitos incriminados. No entanto, diversas pesquisas realizadas no Brasil mostram uma realidade muito mais complexa e difícil de ser domada por esse tipo de enquadramento teórico. Em primeiro lugar, destacamos a centralidade das chamadas facções prisionais, formas de ação coletiva que se originam nas prisões, mas que constituem e produzem complexas articulações com a vida que se desenrola “além muros” – contradizendo parcialmente a narrativa teórica geral da prisão como mecanismo de incapacitação. Alguns pesquisadores também têm destacado a necessidade de observação das relações entre prisão e cidade, atentando especialmente para as complexas articulações entre a vida “dentro” e “fora” dessas instituições. Nesse sentido, torna-se relevante a circulação de documentos e de pessoas que demonstre o caráter poroso das unidades prisionais – por exemplo, em torno de ações de cunho político-religioso e nas dinâmicas de cunho político-afetivo relativas a visitas de familiares de presos. Outra dimensão a ressaltar é a significativa resiliência do “ideal ressocializador”, observável tanto na manutenção de mecanismos estatais – a progressão de regime, a liberdade condicional, o exame criminológico, os programas de remissão de pena – quanto na intervenção de diversos personagens – especialmente ONGs e atores religiosos – que implementam seus “projetos de ressocialização”, compondo parte significativa do cotidiano de várias prisões no Brasil. Algumas pesquisas demonstram que, em nosso contexto, práticas e discursos que se orientam pelo ideal de ressocialização coexistem com práticas e discursos visando a incapacitação, produzindo, no cotidiano das prisões, diversos arranjos entre si. Tais arranjos se dão em torno de diferentes ideologias penais, que fazem com que “o sistema” se sustente, em parte, em uma complexa articulação de diferentes sentidos, representações, discursos e práticas relativas ao que seriam as funções da prisão. Nesse sentido, aquilo que, de uma forma genérica, se apresenta como o sentido histórico das prisões na contemporaneidade seria apenas parte de um mosaico muito mais complexo e dinâmico quando nos debruçamos sobre o que se passa nas prisões brasileiras.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Michel Picanço Oliveira

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento e caracterização de compósitos poliméricos reforçados com fibra de celulose e nanocelulose provenientes da polpa kraft.
  • Existe uma busca crescente por materiais que atendam as novas demandas do mercado consumidor, que estão ligadas tanto às propriedades físicas e mecânicas quanto às questões ambientais. Os compósitos poliméricos reforçados por fibras naturais além de serem considerados materiais ambientalmente sustentáveis, podem alcançar boas propriedades para diferentes aplicações. Neste sentido, a proposta deste projeto consiste em fabricar compósitos estruturais da matriz polimérica termofixa reforçados com fibras de celulose e nanocelulose em substituição de fibras sintéticas. Para tanto, pretende-se produzir compósitos reforçados com diferentes quantidades de fibras, estudar a interação fibra/matriz, avaliar as propriedades mecânicas, físicas, e a microestrutura dos compósitos. Modificar a interface de ligação fibra/matriz através de agentes químicos e mecânicos com o propósito de aumentar a eficiência de interação fibra/matriz. Espera-se como resultado o desenvolvimento de novos produtos em função da incorporação de fibras celulósicas em compósitos poliméricos termofixos e a redução do impacto ambiental associado ao uso de materiais não renováveis, permitindo um aumento de utilizações de produtos de origem florestal, além das contribuições científicas que podem ser proporcionadas pelo desenvolvimento deste projeto. Ressalta-se que o os resultados deste projeto poderão contribuir significativamente para o setor de produção de celulose brasileiro, que no último ano alcançou a marca de maior produtor mundial de polpa kraft celulósica de eucalipto. Desta forma, propor novas aplicações para seu produto que são as fibras de celulose podendo aumentar o seu valor agregado.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Michele Cristiane Mesomo Bombardelli

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • extração de produtos e compostos bioativos - obtenção de extratos naturais e avaliação de suas potencialidades
  • A obtenção de extratos naturais a partir de matérias-primas de origem vegetal é uma atividade de grande interesse para diversos setores industriais, tais como de cosméticos, fármacos e de alimentos. Os compostos presentes nesses extratos podem apresentar diversas propriedades que os tornam altamente valiosos, sejam para fins medicinais, para a fabricação de perfumes ou para o uso em produtos alimentícios como aromatizantes, corantes, antioxidantes ou conservantes. A qualidade dos extratos de plantas é diretamente influenciada pela metodologia de extração utilizada. A escolha do método de extração está vinculada à complexidade estrutural e composição da matriz sólida, por isso é fundamental o conhecimento das propriedades dos constituintes de interesse e seu comportamento com os diferentes solventes. Neste contexto, o presente projeto visa o estudo e otimização de diferentes tecnologias alternativas para obtenção de extratos naturais, entre elas pode-se citar a tecnologia supercrítica, extração assistida por ultrassom e maceração, além da combinação dessas extrações. Os extratos obtidos serão caracterizados quanto sua composição química e avaliado em termos de atividades biológicas. As condições dos processos de extração serão otimizadas de forma a se obter extratos com o máximo potencial em atividade biológica possível. Os extratos que apresentarem maior potencial serão aplicados no revestimento interno de embalagens de papel cartão para alimentos e sua influencia na vida de prateleira do produto embalado (por exemplo, queijo) observada. Os extratos obtidos também serão testados como agentes antioxidantes e antimicrobianos em produtos à base de tilápia. Assim, este trabalho vem colaborar com o estudo das variáveis que influenciam na qualidade dos extratos naturais em relação a suas potencialidades como compostos bioativos. As principais matérias-primas utilizadas neste projeto serão a bardana e a buva, por serem matrizes vegetais que apresentam em sua composição química, segundo a literatura, concentrações apreciáveis de compostos com funções biológicas de interesse e seus estudos serem escassos. Plantas com propriedades biológicas relevantes representam uma alternativa econômica em relação aos tratamentos recomendados pela medicina convencional, tanto através do uso in natura das espécies vegetais, como também pela fonte de novos compostos ativos que as mesmas representam. Assim, a exploração das diferentes atividades biológicas de extratos de plantas, popularmente conhecidas por apresentar alguma propriedade medicinal e na sequência sugerir uma aplicação real para esses extratos pode ser alternativa importante para melhor caracterizar e agregar valor a produtos agro-industriais. Além disso, este projeto vem a concretizar e estreitar as atividades do grupo de pesquisa envolvido numa parceria entre pesquisadores que visa o desenvolvimento regional focado no desenvolvimento de processos para obtenção de extratos naturais, e investigação das possíveis atividades biológicas que os mesmos apresentam.
  • Universidade Estadual do Centro-Oeste - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Michéle Dal Toé Casagrande

Engenharias

Engenharia Civil
  • desempenho de novos materiais geotécnicos com aplicabilidade em engenharia geotécnica e de pavimentos
  • As propriedades de um solo podem ser alteradas através de diferentes processos, dentre os quais podemos citar a compactação mecânica, a estabilização por processos físico-químicos, inserção de materiais alternativos (resíduos, rejeitos ambientais) e o reforço de solos com a inclusão de elementos resistentes (como fibras, mantas, grelhas, etc). O projeto proposto busca reunir diversas áreas geotécnicas de aplicação, através da utilização de materiais alternativos, tanto para reforço e estabilização de solos com granulometria diferenciada, visando aplicações em obras de terra e base de pavimentos com problemas baixa capacidade de resistência mecânica, quanto para reforço de pilhas de rejeitos de mineração, visando a estabilidade e melhor ocupação do espaço físico nos depósitos de áreas de mineração. Também se inclui neste projeto a utilização de materiais alternativos como melhoramento de camadas de revestimento de pavimentos (misturas asfálticas e pavimentos de concreto). Adicionado a este contexto propõe-se a análise da microestrutura dos solos reforçados/estabilizados e misturas de revestimento, através de modelagem pelo método de análise discreta, para melhor entendimento do comportamento de interação destes materiais compósitos. Este projeto visa não só a utilização de materiais alternativos, mas também a utilização de materiais disponíveis comercialmente, o que potencializa o interesse de empresas afins em possíveis envolvimentos de ordem financeira, sejam estas empresas ligadas às áreas de pavimentação, mineração, ou de confecção e comercialização de fibras sintéticas e de geossintéticos. Vislumbram-se parcerias entre instituição acadêmica e aplicação prática por parte das empresas envolvidas, tendo como objetivo a busca do desenvolvimento científico, tecnológico e ambiental aplicados ao estudo do comportamento de novos materiais geotécnicos, para aplicação em diversas áreas de envolvimento geotécnico.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Michele Munk Pereira

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento de um modelo tridimensional de pele humana aplicado à avaliação in vitro de nanotoxicidade
  • Na última década observou-se um rápido aumento na produção de nanomateriais aplicados às indústrias farmacêutica, cosmética e biomédica. Neste contexto, destaca-se o interesse no uso de nanopartículas de dióxido de titânio (NP TiO2) e nanotubos de carbono multicamadas (MWCNT) em protetores solares, pasta de dente, cremes anti-idade, tintas de cabelo e nanomedicamentos. A crescente exposição aos nanomateriais está impondo o desenvolvimento de sistemas de triagem para prever possíveis respostas toxicológicas quando esses materiais entram em contato com a pele humana. Os protocolos que utilizam modelos animais ou sistemas de cultura in vitro bidimensionais (2D) possuem limitações em termos de expressão gênica e perfil metabólico, limitando extrapolações em estudos de toxicologia humana. Adicionalmente, a conscientização de que animais possuem sentimentos, e que os estudos toxicológicos in vivo podem provocar dor, ansiedade, medo, angústia e pânico nos animais, estimulou nas últimas décadas o desenvolvimento de inúmeros métodos alternativos. No entanto, ainda são escassos os modelos in vitro de pele humana, principalmente aqueles que possam ser produzidos de forma simples e com baixo custo à partir de polímeros naturais e biodegradáveis. Os modelos de cultura celular tridimensionais (3D) reproduzem melhor a arquitetura tecidual in vivo quando comparada aos sistemas tradicionais de 2D, uma vez que favorece o contato célula-célula em diferentes direções e a interação das células com a matriz celular, resultando num modelo in vitro mais confiável. Para este fim, matrizes poliméricas 3D nanoestruturadas contendo materiais biocompatíveis e biodegradáveis como a quitosana e a celulose têm o potencial para reproduzir o microambiente da pele devido a sua similaridade com o nicho biológico in vivo. O objetivo deste estudo é produzir um modelo de pele humana cultivada em matriz polimérica 3D contendo quitosana e nanofibras de celulose e avaliar sua resposta toxicológica frente a exposição à NP TiO2 e MWCNTs. A matriz polimérica 3D será produzida pela técnica de evaporação do solvente e caracterizada por microscopia de força atômica, ensaios de degradação, intumescimento e ângulo de contato. Células de fibroblastos e queratinócitos humanos serão cultivadas sobre essa matriz e a adesão e proliferação celular serão avaliadas por microscopia de luz, teste de MTT (brometo de 3- (4,5-dimetiltiazol-2-il) -2,5-difeniltetrazólio) e ensaio de cicatrização. A produção de matriz celular e a arquitetura do tecido serão avaliadas pela produção de colágeno e histologia. Após a caracterização da bioatividade, o modelo 3D contendo as células serão expostas à NP TiO2 e MWCNT nas concentrações de 0,1; 1; 10 e 100 micrograma/mL-1 por 24 h. Posteriormente, a nanotoxicidade será avaliada utilizando microscopia de luz, MTT, atividade antioxidante, expressão de genes relacionados ao ciclo celular, estresse e apoptose por PCR em tempo real e teste de micronúcleo (TG 487, Organisation for Economic Co-operation and Development - OECD). Os dados serão avaliados por ANOVA, Teste de Tukey e Qui-quadrado (P<0,05). Pretende-se reproduzir o ambiente in vivo que favoreça a adesão e proliferação de fibroblastos e queratinócitos humanos, produzindo-se um novo modelo in vitro de pele humana para estudos de toxicidade de nanomateriais por via de exposição dérmica.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Michele Nascimento Jucá

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • o rating de crédito e colaterais afetam a estrutura de capital?
  • Entre os determinantes da estrutura de capital, destacam-se o rating de crédito e os colaterais no comportamento financeiro das organizações. Espera-se que para as empresas que sejam mais sensíveis às notas de rating haja maior impacto nas suas decisões de endividamento. Os atributos que definem essas empresas são maior dependência da emissão de debêntures na captação de recursos externos, melhores graus de rating, maior proximidade aos limites de grau de investimento e mais oportunidades de investimento ou crescimento. Além disso, é igualmente analisado se há relação positiva entre endividamento e ativos passíveis de serem usados como garantias (colaterais), considerando sua qualidade e maturidade (imobilizado, estoques e contas a receber), bem como sua maior relevância para empresas que dependam de financiamento bancário. A população de interesse são todas as companhias brasileiras de capital aberto que emitem debêntures e que, portanto, possuam notas de rating de risco de crédito. O período de análise considera dados trimestrais entre os anos de 2000 a 2016. A comprovação das hipóteses ocorre por meio do teste de modelo de regressão com dados em painel. Para evitar-se eventuais problemas de autocorrelação com as variáveis em nível, considera-se a primeira diferença para as variáveis dependentes
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie - SP - Brasil
  • 01/06/2017-28/02/2021
Foto de perfil

Michele Nogueira Lima

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • proa: predição de ataques ddos na iot
  • Os ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS) são um problema em evolução considerando o advento da Internet das Coisas (IoT). Eles podem suspender serviços importantes e produzir perdas significativas com o auxílio de dispositivos (coisas) infectados por softwares maliciosos. Esses dispositivos participantes da IoT são portáveis, móveis e encontram-se geograficamente distribuídos, características que reforçam o potencial comprometedor do ataque DDoS. Esses ataques apresentam tanto variações tradicionais, como o ataque DDoS volumétrico, quanto variações mais sofisticadas como os {\em Low-Rate DDoS}. Particularmente, os ataques DDoS têm como objetivo negar serviços, através ou não da sobrecarga do alvo, e podem permanecer indetectáveis para medidas preventivas e defensivas. As propostas existentes para combater DDoS seguem em geral métodos de detecção e mitigação de ataques DDoS em andamento, analisando padrões nos bytes de carga útil do pacote ou no fluxo de rede. No entanto, lutar contra ataques em andamento é tarde demais, ainda mais considerando o aumento da sua sofisticação. Além disso, não podemos detectá-los apenas pela análise da sobrecarga produzida na rede de computadores, uma vez que algumas variações desses ataques empregam menos recursos e nem sempre sobrecarregam os recursos computacionais ou de rede do alvo. Este projeto tem como objetivo propor um framework para predição de ataques DDoS em infraestrutura de redes sem fio heterogêneas; projetar, implementar e avaliar técnicas de predição de ataques com base na análise de dados usando uma plataforma real. A predição de ataques possui pelo menos dois fatores que tornam importante a sua utilização no contexto de redes sem fio heterogêneas e IoT. O primeiro consiste na extração de estruturas relacionais entre os dispositivos da rede para inferir comunidades e determinar a relevância de determinados nós ao longo do tempo, conseguindo identificar nós de maior influência em um ataque DDoS, por exemplo. O segundo fator consiste em permitir projetar técnicas mais eficazes de prevenção de ataques DDoS na IoT.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Michele Rílany Rodrigues Machado

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • detecção de indícios de fraudes corporativas em companhias de capital aberto investigadas pela operação lava jato a luz do triangulo de cressey (1953)
  • Fraudes corporativas tem consequências devastadoras como gerar prejuízos bilionários a investidores, clientes e fornecedores, destruir impérios corporativos, afetar a confiança do mercado em relação a instituições fraudulentas, danificar a imagem de profissionais da contabilidade, levar a demissões em massa, e, impactar negativamente toda uma sociedade (COSTA; WOOD JR., 2012; KUANG; LEE, 2017; FREE; MURPHY, 2015). São muitos os exemplos de fraudes corporativas, em âmbito internacional e nacional, que apresentaram os impactos negativos citados. Os de maior destaque pela mídia e por pesquisas acadêmicas da área de gestão, são escândalos ocorridos nos anos 2000 na Eron, Word.Com, Qwest, Global Crossing, no contexto internacional (REZAEE, 2005; COTTON, 2002). No caso brasileiro, citam-se as fraudes ocorridas na Sadia-Perdigão em 2006 (MPF, 2013), Banco de Santos em 2004 (PRESTES, 2009), Panamericano, em 2008, Banco Rural, em 2011 e Cruzeiro do Sul, em 2012 (EXAME, 2013a; 2013b). Mais recentemente, ainda no contexto nacional, a operação Lava Jato em 2014 trouxe a público uma série de fraudes corporativas que deixaram a sociedade brasileira consternada, como os casos da Petrobrás, Odebrecht, Andrade Gutierrez, Mendes Júnior, BTG Pactual, Eletrobrás e JBS (PERERA; FREITAS; IMONIANA, 2014;MPF, 2018a). Iniciada em 2014, em Curitiba, a operação Lava Jato, atualmente possui desdobramentos no Rio de Janeiro e no Distrito Federal, além de inquéritos criminais junto ao Supremo Tribunal Federal. Em sua atuação, conforme Souza (2018), conseguiu recuperar o montante de 11,5 bilhões de reais, por meio de acordos de delações premiadas, portanto, essa operação é a maior iniciativa de combate a corrupção e lavagem de dinheiro na história do Brasil (MPF, 2018). Os estudos sobre fraudes corporativas apresentaram um aumento na literatura de gestão a partir da ocorrência de escândalos corporativos em anos anteriores a 2000 (WANG; WINTON; YU, 2010). Esses estudos estão voltados principalmente a encontrar formas de detecção para tais eventos, como se pode verificar nas pesquisas de Beasley (1996), Erickson, Hanlon e Maydew (2004), Brazel, Jones e Zimbelman (2009), Troy, Smith e Domino (2011), Wang, Winton e Yu (2010), Johnson, Xie e Yi (2014), Conyon e He (2016), Salleh e Othman (2016), Roden, Cox e Kim (2016), Agrawal e Cooper (2016), e Kuang e Lee (2017). No Brasil as pesquisas sobre detecção de fraudes corporativa podem ser qualificadas como incipientes (MURCIA; BORBA, 2005), haja vista o número limitado de estudos destinados a mensurar a probabilidade de ocorrência de fraudes corporativas, como os de Wuerges e Borba (2014) e Machado e Gartner (2017; 2018). A primeira citada utilizou-se de dados de empresas americanas para a criação de modelos econométricos destinados a investigação de fraudes contábeis, enquanto as demais empregaram modelos econométricos em dados financeiros e não financeiros de instituições bancárias brasileiras para detectar a probabilidade de ocorrência de fraudes corporativas. A análise dos casos de fraudes investigados pela operação Lava Jato pode contribuir com a construção de meios para a identificação da ocorrência de fraudes em outras instituições, como modelos econométricos construídos com variáveis relevantes que poderão assumir o papel de red flags, isto é, sinalizadores de fraudes. Assim, a realização deste projeto de pesquisa além de fomentar novas pesquisas sobre fraudes corporativas no Brasil, poderá auxiliar órgãos reguladores e auditores independentes e internos a desempenharem suas atividades de monitoramento. Destarte, esta pesquisa pretende, ainda, contribuir teórica e empiricamente com a sociedade brasileira, no estudo de eventos de fraudes corporativas em instituições inseridas no contexto nacional. Assim, o objetivo geral do trabalho é verificar se as dimensões da hipótese do triângulo de fraudes de Cressey (1953), pressão, oportunidade e racionalização, influenciaram na probabilidade de ocorrência de fraudes corporativas em instituições de capital aberto investigadas na operação Lava Jato. O modelo teórico a ser utilizado na consecução do estudo é a hipótese desenvolvida por Cressey (1953), mais conhecida como triângulo de fraudes. Para o autor, a ocorrência de fraudes é condicionada pela existência conjunta de três dimensões: pressão, oportunidade e racionalização. A pressão, segundo Cressey (1953), corresponde a problemas financeiros não compartilhados pelo agente (gestor), tais como, o medo de perder a ocupação atual, alcance ou manutenção de um dado padrão de vida e problemas pessoais. A oportunidade caracteriza-se pelo conhecimento e posse de informações sobre pontos falhos de governança corporativa e a oportunidade de se resolver o problema não compartilhado. Já o último elemento, a racionalização, é um processo cognitivo em que o agente racionaliza o ato de perpetrar a fraude como justificável e “correto” (CRESSEY, 1953; MACHADO, 2015). A hipótese de Cressey é utilizada pela área de Auditoria Contábil na identificação de fatores de risco de fraudes, conforme se pode observar nas regulamentações do American Institute of Certified Public Accountants – AICPA, Statement on Auditing Standards no. 99 de 2002 – SAS 99 e NBC TA 240-R1 de 2016do Conselho Federal de Contabilidade – CFC. Para a execução deste projeto, a abordagem metodológica a ser empregada é a quantitativa. Logo, para a verificação da relação dos elementos do triângulo de fraudes e a probabilidade de fraudes serão utilizados modelos econométricos não lineares e sua implementação se dará por intermédio de uma investigação teórica profunda, englobando a união de uma teoria financeira, a teoria da agência, com escritos da área de criminologia e psicologia sobre fraudes. Essas teorias, conforme Machado (2015) auxiliam a identificar variáveis que representam os elementos do triângulo de fraudes de Cressey (1953).
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Michele Rorato Sagrillo

Ciências da Saúde

Farmácia
  • avaliação a ação do óxido de grafeno e derivados como possíveis estratégias para o tratamento da doença de alzheimer através de estudos in vitro e in silico.
  • A nanociência é uma área interdisciplinar que está em ascensão atualmente. Se refere ao estudo e à manipulação de materiais em escala nanométrica, onde as propriedades diferem consideravelmente daqueles em escala maior. A tecnologia por traz dessa nova ciência pode ser aplicada em diferentes áreas do conhecimento, no entanto, seu uso para a prevenção, tratamento e diagnóstico de sistemas biológicos tem ganhado destaque. A doença de Alzheimer (DA) é uma das doenças que espera ser beneficiada pela nanotecnologia. A DA afeta atualmente mais de 40 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo considerada uma das tendências de epidemias para os próximos anos em função do envelhecimento populacional. Apesar de ser bastante estudada atualmente, a DA permanece sem cura. Os tratamentos existentes consistem no uso de medicamentos que melhoram a cognição e retardam a degeneração cerebral, em contrapartida, provocam efeitos adversos e tóxicos ao organismo e não revertem os danos cerebrais já causados pela doença. Além disso, um dos grandes desafios relacionados ao tratamento da DA, assim como de outras doenças neurodegenerativas, é a administração de substâncias que consigam penetrar a barreira sangue-cérebro. Em paralelo, o óxido de grafeno vem sendo sugerido como candidato promissor para a utilização em sistemas biológicos, possuindo a capacidade de atravessar barreiras biológicas, incluindo a barreira sangue-cérebro. A partir disso, se faz necessário a implementação de sistemas para o tratamento da DA que possuam a capacidade de passar a barreira sangue-cérebro e revertam o processo de morte neuronal sem reações adversas ao organismo, promovendo assim uma alternativa terapêutica eficaz para a cura definitiva da doença de Alzheimer.
  • Universidade Franciscana - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Michelle Bueno de Moura Pereira Antunes

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • tratamento de glioblastoma com peptídeos específicos pode promover a apoptose das células tumorais
  • Glioblastoma multiforme (GBM) é um tumor do sistema nervoso central que ocorre espontaneamente, sendo altamente agressivo e invasivo. Embora a biologia desse tumor tenha sido amplamente investigada, o conhecimento sobre o desenvolvimento e o tratamento ainda não são suficientes, sendo uma área em aberto na ciência. Diversos fatores estão envolvidos no desenvolvimento de GBM como, por exemplo, a alteração da atividade e a expressão de uma série de proteínas específicas. Duas proteínas parecem ser importantes para o desenvolvimento de glioblastomas, a Quinase de Adesão Focal (FAK) e a alfaB-cristalina. Trabalhos anteriores demonstraram que a interação entre FAK/ alfaB-cristalina em células de miócitos cardíacos é essencial para a sobrevivência celular e a redução dessa interação promove a apoptose das células cardíacas. Por meio de uma série de abordagens bioquímicas os peptídeos envolvidos nessa interação foram mapeados e identificados. Sabendo-se que ambas as proteínas (FAK e alfaB-cristalina) apresentam sua atividade acentuada em células de glioblastoma, realizamos ensaios preliminares de imunoprecipitação e verificamos que essas proteínas também interagem nas células tumorais. Diante dessas evidências, acreditamos que no tumor GBM a interação entre FAK e alfaB-cristalina também é importante para a sobrevivência celular e a inibição dessa interação promoverá a apoptose dessas células. Assim, o objetivo deste projeto é sintetizar os peptídeos previamente identificados e realizar uma série de ensaios para demonstrar que o tratamento com esses peptídeos específicos levará a apoptose das células tumorais de maneira eficaz e altamente específica.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Michelle Camara Pizzato

Ciências Humanas

Educação
  • análise da atenção de estudantes em atividades didáticas de ciências através de mapeamento cerebral com eletroencefalogramas
  • Vide projeto anexo
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Michelle Christiane da Silva Rabello

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • caracterização clínica, imunológica e genômica dos casos de tuberculose com falha terapêutica
  • A tuberculose (TB) ainda permanece como um dos grandes problemas de saúde pública. Embora exista um tratamento específico, o Mycobacterium tuberculosis (Mtb) é a principal causa de morte por doenças infecciosas no mundo. Um dos aspectos mais intrigantes da TB é a alta variabilidade nas manifestações clínicas, na gravidade da doença e no desfecho clínico; o que dificulta o diagnóstico, o tratamento e o controle da doença. No Brasil, uma das grandes preocupações na área médica são os casos de TB com falha terapêutica. Dentre os casos, destacam-se os pacientes que apresentam efeitos colaterais e toxicidade as drogas e os pacientes resistentes às drogas: TB droga resistente (TB DR), TB multirresistente (TB – MDR) e TB extensivamente resistente (TB XDR). No entanto, observa-se que os pacientes que possuem infecção com cepas de Mtb sensíveis e resistentes as drogas anti-TB respondem ao tratamento de forma distinta, podendo apresentar desfecho clínico de cura ou falha terapêutica. Porém, pouco se sabe que fatores além do genótipo resistente do M. tuberculosis podem estão ligados a essa diferença na resposta terapêutica. A diversidade genética dos isolados clínicos de Mtb pode ter importantes consequências clínicas e afetar a resposta imune do hospedeiro. Acredita-se que as interações entre os genótipos hospedeiro-patógeno existem e influenciam conjuntamente nos fenótipos clínicos, na resposta imune e na transmissão da TB. Para compreendermos melhor a patogênese dos casos de TB com falha terapêutica, este projeto se propõe estudar de forma integrada a interação genótipo hospedeiro-patógeno e resposta imune. Para isso, iremos caracterizar o perfil clínico, imunológico e genômico dos casos de TB com falha terapêutica atendidos nos hospitais de referência de Pernambuco, Brasil. A carga bacilar, o quadro clínico, os níveis bioquímicos das enzimas hepáticos e os níveis de citocinas/quimiocinas serão analisados no grupo de pacientes com falha terapêutica e comparados com os dados dos pacientes que respodem ao tratamento e aos dos indivíduos saudáveis. O polimorfismo genético de alguns genes do hospedeiro também será investigado quanto à associação a falha terapêutica. Além disso, o genoma dos isolados clínicos de Mtb obtidos dos pacientes de TB selecionados para o estudo será sequenciado para identificar à diversidade genética e os padrões da resistência às drogas. Neste contexto, pretendemos entender a rede de eventos que modulam a falha terapêutica na TB e a interação entre hospedeiro, patógeno e microambientes.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2022
Foto de perfil

Michelle de Oliveira Maia Parente

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • associação dos óleos de babaçu e girassol na dieta de ovinos em terminação
  • A presente proposta têm como objetivo avaliar a adição de óleos de babaçu - OBA(4,5% na MS da dieta) ou a associação deste óleo com óleo de girassol (OG) na alimentação de ovinos confinados sobre o consumo de matéria seca, desempenho, parâetros fisiológicos, comportamento ingestivo, avaliação de carcaça, estimativa da taxa de biohidrogenação ruminal e composição química e perfil de ácidos graxos do músculo Longissimus dorsi . Serão utilizados 35 cordeiros machos alimentados com dietas contendo 70% de concentrado: uma dieta controle e as outras contendo 4% de óleo de babaçu ou a associação deste com óleo de girassol (30 g.kg-1 de óleo de babassu e 15 g.kg-1 de óleo de girassol e 22,5 g.kg-1 de óleo de babaçu e 22,5 g.kg-1 de óleo de girassol, com base na matéria seca). O delineamento experimental a ser utilizado será o inteiramente casualizado. Adicionalmente, será realizado um segundo experimento com objetivo de avaliar a digestibilidade dos nutrientes e dos ácidos graxos de ovinos alimentados com as dietas do experimento de confinamento. Cinco ovinos machos serão distribuídos em um delineamento em quadrado latino duplo 5 x 5. O efeito dos tratamentos será estudado por meio de análise de variância e, quando houver efeito significativo (P<0,05), aplicarse-á o teste de contrastes ortogonais: Dieta sem óleo x dietas 45 g.kg-1 OBA; Dieta sem óleo x dietas com óleo de girassol, assim como polinômios ortogonais, considerando-se os efeitos linear e quadrático (P<0,05).
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Michelle Simões Reboita

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • projeções climáticas em alta resolução para a américa do sul: ciclo de vida da monção sul-americana
  • O sexto relatório de avaliação (AR6) do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) tem previsão para ser publicado em 2021. Entretanto, até isso ocorrer inúmeras atividades necessitam ser realizadas. Entre elas, têm-se a execução e análise de projeções climáticas com modelos climáticos regionais (MCRs). O Coordinated Regional Climate Downscaling Experiment (CORDEX), atualmente na sua fase 2, coordenada as atividades de grupos de pesquisa que executam MCRs a fim de produzir resultados para o IPCC-AR6. Um dos MCRs envolvidos nesse projeto internacional é o Regional Climate Model (RegCM) do Centro de Física Teórica da Itália. A análise das projeções realizadas em alta resolução com esse modelo para a América do Sul, dirigido por três modelos globais (MPI-ESM-MR, HadGEM2-ES, NorESM), é alvo da presente proposta. As projeções estão sendo realizadas e serão transferidas, via internet, para a equipe do projeto. Portanto, o objetivo geral do estudo é prover conhecimento sobre o futuro climático da América do Sul com o RegCM4.7 usando os cenários RCPs 2.6 e 8.5. Os períodos de estudo serão: 2020-2050 (futuro próximo) e 2070-2100 (futuro distante). Já para o clima presente é considerado o período 1979-2005. Como objetivos específicos têm-se a projeção do ciclo de vida da Monção Sul Americana e o estudo do balanço de água e de energia à superfície nas bacias Amazônica e do Prata. Além disso, pretende-se verificar o valor adicionado pelo RegCM4.7 aos modelos globais. A execução desse projeto justifica-se pelo fato de gerar informações do que poderá ocorrer no clima em futuro próximo e distante, o que é crucial para os tomadores de decisão prepararem estratégias de mitigação e adaptação com vistas ao bem social. Além disso, o projeto será importante para formação de estudantes que participarão do seu desenvolvimento e para a geração de trabalhos científicos visando contribuir com o IPCC-AR6.
  • Universidade Federal de Itajubá - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022