Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sergio Ricardo de Azevedo Souza

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • fenômenos críticos em redes randômias e na física nuclear
  • Três assuntos, brevemente descritos a seguir, serão abordados nesse projeto. O estudo das propriedades da distribuição dos fragmentos produzidos na quebra de um sistema nuclear excitado abre uma janela para se observar seu passado remoto, quando ele se encontrava em condições extremas, estando quente e comprimido. Podemos, assim, investigar a equação de estado nuclear e verificar se ocorre uma transição de fase líquido-gás em tais condições. Como a distribuição de fragmentos observada experimentalmente difere apreciavelmente daquela no instante de breakup, são necessários tratamentos precisos para se descrever esses estágios posteriores da reação, quando os fragmentos primários se desexcitam à medida que se afastam uns dos outros. Vamos desenvolver modelos para descrever esse aspecto da reação. A recente disponibilidade de feixes de núleos radioativos tornou possível o estudo em laboratório de processos envolvendo núcleos exóticos. Devido às características peculiares desses núcleos, o estudo desses processos pode auxiliar o aprofundamento da compreensão de alguns aspectos da estrutura nuclear. Em particular, a fusão envolvendo núcleos exóticos se mostrou ser uma abordagem muito atraente devido à diversidade de processos que podem ocorrer durante a reação. A compreensão desses processos pode fornecer informações importantes sobre propriedades desses núcleos. Pretendemos aperfeiçoar nosso modelo semi-clássico de canais acoplados para a fusão de núcleos fracamente ligados, corrigindo algumas de suas limitações. Isso deve levar a previsões mais realistas e precisas para a fusão completa e incompleta de tais núcleos. Redes randômicas serão aplicadas à modelagem da dinâmica de sistemas biológicos, cujas populações competem e/ou cooperam entre si. Cada vértice da rede está associado a um genótipo da população. Arestas emergentes dos vértices representam conexões entre grupos, cujas populações dos descententes (mutados e não-mutados) são afetadas pelo vértice considerado. Temos aplicado essa modelagem ao estudo de quase-espécies e iremos agora estendê-la a interação entre bactérias.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Sergio Roberto Lopes

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • entropia de recorrência na análise de dados não estacionários
  • Nesse projeto sugere-se novos quantificadores para a análise de series temporais, em especial o uso da entropia de recorrência apresentada na literatura especializada pelo autor e colaboradores, que se apóia no conceito de entropia de um sistema físico e baseada na quantificação de micro estados presentes na matriz de recorrência. Outros quantificadores de recorrência também serão usados. Tais quantificadores podem ser usados na detecção e quantificação de alterações ocorridas no espaço de fase e/ou espaço de parâmetros de um sistemas dinâmico. Ênfase especial será dada a caracterização da perda de estacionariedade sofrida por sistemas físicos decorrentes de alterações sofridas no espaço de parâmetros do sistema, ou daquelas que ocorrem naturalmente devido a processos dinâmicos, como por exemplo na geração intermitente de turbulência, e/ou em fenômenos de transporte anômalo em sistemas com espaços de fase mixados. Em especial, a partir de análises desse quantificador, vamos elaborar mecanismos que atuem como precursores de eventos, ou seja que detectem alterações em um sistema e que possam levar a certezas sobre os estados futuros. Somados as análises de sistemas que se apresentam como não estacionários, mais especificamente aqueles que relacionam o processo de geração de intermitência e transporte anômalo. Abordar-se-á aqui, novos resultados em uma intersecção da área de física com a área de neurociência, obtidos de uma situação experimental em fase de análise de resultados, obtidos a partir da estudo de períodos de sono em camundongos. Tal situação se mostra também como não estacionária, na medida em que os momentos fundamentais de uma função de distribuição adequadamente definida para o caso, não convergem para um valor constante no tempo, oscilando de forma complexa.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022