Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Alessandra Lifsitch Vicosa

Ciências da Saúde

Farmácia
  • otimização do processo de obtenção, estudo de biodisponibilidade e sensorial de solução sólida amorfa a base de praziquantel para o uso em formulações pediátricas.
  • A literatura científica mostra o grande desafio que é o desenvolvimento de medicamentos para o tratamento de helmintíases tais como a esquistossomose, principalmente, no que tange o tratamento de crianças. O praziquantel (PZQ), que é o fármaco referência para o tratamento desta doença negligenciada, possui diversos problemas de ordem físico-química (péssimo fluxo, baixa densidade, baixa solubilidade em água e problemas de estabilidade), farmacológica (alta dosagem terapêutica e significativo efeito de primeira passagem) e sensorial (fármaco de sabor muito amargo e com efeito residual na boca) que precisam de uma atenção mais detida das tecnologias até então desenvolvidas para viabilizar um produto realmente eficiente sob o ponto de vista físico-químico, farmacológico e clínico. Observa-se que as tecnologias até então desenvolvidas quando olhadas individualmente sempre falham em um ou mais itens dos seguintes quesitos: na biodisponibilidade, no mascaramento do sabor, na viabilidade técnica e no custo. A presente proposta retrata a junção de tecnologias até então não agrupadas como o hot-melt extrusion (HME) e o revestimento top-spray de partículas. O HME vem ganhando bastante atenção na indústria farmacêutica por ser um método robusto, contínuo, com poucas etapas, sem o uso de solventes, e por permitir obter dispersões sólidas com alto nível de homogeneidade e sem influência das propriedades de fluxo, polimorfismo e hábito cristalino do fármaco em estudo. O projeto trabalha as deficiências do fármaco em questão através da utilização de mecanismos de solubilização e mascaramento de sabor mais adequados para o PZQ. Será feita a produção de soluções sólidas amorfas (SSAs) e a mesma será acessada através de estudos de reologia, simulação computacional do processo de hot-melt extrusion (estudos de design de rosca versus parâmetros de processo) e planejamento experimental nunca antes realizados no Brasil. As SSAs serão veiculadas em formulação pediátrica com palatabilidade e biodisponibilidade adequadas. O presente trabalho vai de encontro as demandas da classe médica apresentando alta viabilidade econômica e técnica. Usando as duas tecnologias anteriormente citadas, contornam-se imediatamente os dois problemas mais destacados do PZQ em mistura racêmica, o sabor desagradável e a biodisponibilidade. No primeiro caso, o mascaramento se dará pelo revestimento das partículas e a biodisponibilidade será melhorada através da formação de solução sólida amorfa obtida pela extrusão à quente do PZQ em polímeros hidrossolúveis e tensoativos. O perfil sensorial das composições obtidas será avaliado primeiramente in vitro e as mais promissoras passarão para os ensaios de palatabilidade in vivo (ratos). As mesmas amostras selecionadas serão submetidas a avaliação de biodisponibilidade na qual a farmacocinética in vivo (ratos) do novo medicamento proposto será realizada conforme modelos reconhecidos internacionalmente e pela ANVISA.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 21/11/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Alessandra Luzia Da Róz

Outra

Divulgação Científica
  • i mostra científica e feira de ciências do ifsp itapetininga
  • A I Mostra de Científica e Feira de Ciências do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) Câmpus Itapetininga é um evento idealizado e realizado pelas Coordenadoria de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação e Coordenadoria de Extensão do Câmpus Itapetininga do IFSP no âmbito da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Ao promover a I Mostra Científica e Feira de Ciências do IFSP Itapetininga pretende-se possibilitar que estudantes do Ensino Fundamental, Médio e Técnico das redes municipais, estaduais e federal do município de Itapetininga e região possam entrar em contato com um ambiente facilitador e estimulante ligado às ciências, corroborando o trabalho realizado em sala de aula por professores previamente treinados pelo corpo docente do IFSP, via parceria entre Prefeitura Municipal e Diretoria Estadual de Ensino. A I Mostra Científica e Feira de Ciências será um espaço para discussão, apresentação e exposição de trabalhos técnicos e científicos desenvolvidos e os melhores trabalhos serão premiados em diversas categorias, incluindo premiação exclusiva para meninas. No evento, além da apresentação de trabalhos, ocorrerão diversas atividades concomitantes, tais como: mostra de robótica, mostra de protótipos, experimentos de ciências e tour pelo Espaço Giroscópio de Ciências. O Câmpus possui ampla experiência na realização de eventos científicos, técnicos e tecnológicos, pois desde 2010 realiza seu Congresso de Iniciação Científica e o Work Tech Itapê. Pela experiência em realização de eventos estimasse que participem das atividades, entre professores e alunos dos diversos níveis de ensino mais de 1000 participantes no dia do evento.
  • Instituto Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020