Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Roberto Arnaldo Trancoso Gomes

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • análise da modelagem matemática na definição de áreas susceptíveis a inundação no distrito federal (brasil)
  • Processos de inundação são fenômenos que causam perdas de vidas e grandes prejuízos financeiros. Estima-se que em todo o mundo mais de 1 bilhão de pessoas foram afetadas por inundações, além de prejuízos na infraestrutura básica, atividades agrícolas, impactos em centros históricos e ecossistemas terrestres. Seu desenvolvimento está normalmente correlacionado a eventos de chuva concentrados. Estes eventos quando ocorridos em áreas impermeabilizadas tendem a ter um impacto maior na área. Deste modo, desenvolver metodologias para gestão de riscos de inundações é de grande importância pois essas poderão minimizar os riscos das populações que estão em áreas susceptíveis, além de diminuir prejuízos causados por estas inundações. Diversas têm sido as metodologias para a gestão de risco de inundações. As que mais tem tido sucesso são as metodologias que utilizam modelos matemáticos em bases físicas para simular a possível ocorrência das inundações em uma certa área. Estas metodologias utilizam os sistemas de informação geográfica para desenvolver mapas identificando quais as áreas mais susceptíveis. O uso de modelos para simulação deste tipo de evento ajuda a entender melhor o fenômeno e permite que hipóteses sejam testadas. Estas metodologias podem ser dividas basicamente em 3 tipos: modelagens em uma dimensão, modelagens em 2 dimensões e, modelagens em 3 dimensões. Os modelos uni-dimensionais são modelos que trabalham muito bem em áreas com os rios bem encaixados e em seções específicas. Os modelos tri-dimensionais são modelos mais complexos que tentam modelar o máximo de variáveis que podem interferir na ocorrência de uma inundação. No entanto, devido à complexidade destes modelos, programação específica, a necessidade de muitas variáveis e alta performance no seu processamento, estes são de difícil aplicação. Já os modelos bi-dimensionais são modelos que tentam utilizar uma quantidade considerável de variáveis para a simulação utilizando o espaço bi-dimensional (dimensão X e Y) que a inundação pode ocorrer. Alguns destes modelos projetam não somente a área atingida, mas também a velocidade e altura que a inundação chegou naquele ponto, podendo incluir estruturas físicas na modelagem (como, prédios, ruas e bueiros). Deste modo, é possível projetar as principais áreas a serem atingidas, como também o impacto que estas poderão ter.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto Caldas de Andrade Pinto

Engenharias

Engenharia Civil
  • avaliação da qualidade do preenchimento de fissuras utilizando o método de difusão da energia de ondas ultrassônicasutilização do método de difusão da energia de ondas ultrassônicas na avaliação da qualidade do preenchimento de fissuras e perda de rigidez
  • O ultrassom é um ensaio não destrutivo de fácil utilização e bem difundido na área de tecnologia de concreto armado. O parâmetro mais utilizado é a velocidade de pulso ultrassônico (VPU). Sua utilização na avaliação da qualidade do preenchimento de fissuras no concreto indica que a VPU não é capaz de detectar o pleno preenchimento com epóxi, assim como não é possível avaliar a perda de rigidez em vigas submetidas a flexão. Há necessidade de se analisar a intensidade do sinal ultrassônico. Por outro lado, o transporte da energia ultrassônica é influenciado e sensível à presença de vazios no concreto e uma análise do formato da onda considerando as teorias de difusão tem grande potencial para a determinação da qualidade de preenchimento e estado de rigidez. A proposta deste projeto de pesquisa é avaliar os parâmetros de difusividade e dissipação da onda ultrassônica e suas relações com o percentual de preenchimento de fissuras e rigidez de peças de concreto armado.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto Carlos Klann

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • influência da cultura nacional sobre a qualidade da informação contábil
  • Os estudos sobre qualidade da informação contábil nas últimas décadas têm focado em seus fatores determinantes e nas suas consequências. No entanto, são poucos que procuram investigar esse problema de modo amplo, pesquisando de maneira conjunta a influência das normas e dos incentivos sobre a qualidade da informação contábil. A partir do estudo de Gray (1988), aspectos culturais também passaram a ser discutidos em relação às características de qualidade da informação contábil. De maneira geral, os estudos sobre cultura nacional têm se preocupado com impactos da cultura nacional presente em empresas de diferentes países sobre diversos aspectos, como desempenho, negociações de fusões e aquisições e, especificamente relacionado a este projeto de pesquisa, a qualidade da informação contábil. Por exemplo, estudos que tratam da influência da cultura nacional sobre as práticas de gerenciamento de resultados (GR) têm utilizado respondentes de diferentes países (GEIGER et al., 2006). Doupnick (2008) afirma que as práticas de GR podem ser influenciadas por fatores institucionais dos países, que funcionariam como mecanismos de mitigação de tal prática. Por outro lado, pode ser influenciado também por incentivos econômicos, os quais podem variar de país para país. Assim, esta variação nos incentivos, avaliada pela cultura nacional, ajudaria a explicar variações nas práticas de GR entre os países. Zhang, Liang e Sun (2013) analisaram empresas de 41 países e encontram fortes evidências da influência da cultura nacional, juntamente com regras legais e cumprimento das leis, como fator determinante das práticas de GR. Com o crescimento dos estudos sobre cultura nacional, diversas formas de se analisar a cultura de uma organização foram criadas. Machado e Carvalho (2008) apresentam algumas dessas formas, a que chamam de tipologias culturais. As autoras citam os estudos de Handy (1978), Quinn e Mcgrath (1985), Schneider (1996), Trompenaars (1994) e Hofstede (1991). No entanto, para fins de desenvolvimento deste projeto, optou-se por utilizar a tipologia proposta por Hofstede (1980, 1991), que adota uma metodologia quantitativa de análise da cultura nacional. Hofstede (1980, 1991) fez uma pesquisa em uma grande multinacional, abrangendo a resposta a um questionário de 150 questões em 40 filiais dispostas em diferentes países, com o objetivo de descobrir semelhanças e diferenças culturais entre nações. Chamado Estudo IBM, compreendeu a análise de quatro índices culturais, por meio de entrevistas realizadas com funcionários da empresa, classificadas em: distância hierárquica (distância do poder), grau de controle da incerteza, grau de individualismo ou coletivismo e características culturais femininas ou masculinas. A dimensão “distância hierárquica” é a medida do quanto os membros menos poderosos de uma civilização aceitam e esperam distribuição desigual de poder na sociedade. A segunda dimensão foi o grau de controle da incerteza, que trata da extensão da ansiedade e inquietação que as pessoas sentem ao encarar situações inesperadas ou incertas. A terceira dimensão cultural analisada por Hofstede (1980) foi o grau de individualismo ou coletivismo. Trata-se de uma medida do quanto os membros de uma sociedade são responsáveis pelos que estão à sua volta. A quarta dimensão de Hofstede (1980) está relacionada a características culturais femininas ou masculinas. É uma medida do quanto as tarefas e características femininas são compartilhadas pelos homens de uma sociedade. A quinta categoria, incluída pelo estudo de Hofstede (1991), refere-se à orientação de curto ou longo prazo e é marcada principalmente por ser uma dimensão que compreende características econômicas. A última dimensão cultural de Hofstede (2011) se refere à tendência de uma sociedade em ser mais indulgente ou restritiva. Uma nação mais indulgente é mais tolerante, permissiva, tende a apoiar atividades que visam o lazer, a aproveitar a vida e a se divertir. Com base no exposto, o presente projeto de pesquisa se propõe a fazer uma análise sobre o problema, considerando diversas variáveis de normas e incentivos que podem afetar a qualidade contábil, e como todos esses fatores são afetados pela cultura nacional. O objetivo deste projeto é avaliar o efeito moderador da cultura nacional na relação entre normas e incentivos com a qualidade das informações contábeis reportadas pelas organizações. Para tal, se prevê a realização de pesquisas descritivas, do tipo documental e de levantamento, com abordagem quantitativa, envolvendo empresas de países do G-20. O tratamento estatístico dos dados envolverá desde análises mais simples, como estatística descritiva e análise de correlação, até procedimentos mais complexos, como regressão linear múltipla, regressão de dados em painel e Modelos hierárquicos ou multiníveis. Em relação às normas, incentivos e qualidade da informação contábil, os dados serão coletados em base de dados, como a Thomson Reuters Eikon. Para os dados sobre a cultura serão coletados os scores de cultura nacional do website de Hofstede. Serão utilizadas no projeto diversas medidas de qualidade da informação contábil, como qualidade dos accruals, persistência, previsibilidade e suavização dos lucros, gerenciamento de resultados por accruals e por atividades reais, além do conservadorismo. Com os resultados deste estudo espera-se contribuir para o entendimento de como os fatores culturais presentes nas empresas podem afetar as políticas contábeis. Tais resultados podem contribuir para que normatizadores e legisladores aperfeiçoem as normas contábeis, tanto locais quanto as internacionais emitidas pelo IASB. A análise das consequências para o mercado e para o desempenho das empresas oriundas da influência das diferentes culturas, normas e incentivos sobre a qualidade da informação contábil pode auxiliar investidores, credores e demais stakeholders a criar mecanismos que possam auxiliá-los em suas tomadas de decisões.
  • Fundação Universidade Regional de Blumenau - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto Carvalheiro

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • arquitetura genética de características funcionais em bovinos da raça nelore
  • Diversos programas de melhoramento genético de bovinos de corte no Brasil têm obtido êxito em promover o progresso genético dos rebanhos. Um dos grandes impulsionadores de tais programas foi a instituição do Certificado Especial de Identificação e Produção (CEIP), outorgado pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA, 1995). Em programas de melhoramento autorizados a emitir CEIP, entre 20% a 30% dos melhores animais de cada safra se tornam candidatos a receber este certificado. Após a etapa de avaliação genética, os animais candidatos ao CEIP passam por uma inspeção final, que contempla diferentes quesitos morfológicos e funcionais. A identificação de problemas para um destes quesitos pode determinar a desclassificação de um candidato, impedindo-o de receber o CEIP. Em alguns rebanhos, uma importante parcela dos animais candidatos acaba não recebendo este certificado em virtude da incidência destes problemas, os quais serão referidos neste projeto como "características desclassificantes". Despigmentação, hipoplasia testicular, prepúcio penduloso ou com prolapso e problemas de aprumo figuram dentre as principais características desclassificantes. Além de perdas econômicas resultantes da desclassificação de animais candidatos ao CEIP, as características desclassificantes implicam em problemas funcionais, que podem impactar negativamente no desempenho dos animais portadores, de modo que a redução de sua incidência nos rebanhos também poderia contribuir para o aumento da eficiência de produção de carne. O presente projeto foi elaborado visando gerar conhecimento que possa auxiliar na definição de estratégias de seleção e acasalamento para reduzir a incidência de características desclassificantes, em programas de melhoramento da raça Nelore, pela identificação de marcadores e genes candidatos associados com a expressão de tais características. Para isso, serão utilizadas informações da base de dados Aliança Nelore, que contem fenótipos de aproximadamente cem mil animais avaliados para as características desclassificantes, além de conter dados genotípicos de aproximadamente quinze mil animais genotipados com painéis de marcadores de média a alta densidade. Os genótipos dos animais serão imputados para a sequência, utilizando como população referência para imputação em torno de 250 touros Nelore com o genoma sequenciado. Estudos de associação genômica ampla serão conduzidos para identificar regiões e genes candidatos associados com as características desclassificantes. Animais apresentando problemas de aprumo, despigmentação, prepúcio penduloso e hipoplasia testicular terão o seu genoma sequenciado para auxiliar a refinar a busca por mutações causais, por meio de estudos genômicos comparativos do tipo “caso x controle”. Os resultados do presente projeto deverão gerar conhecimento que permitirá aprimorar os processos de seleção e acasalamento nos programas de melhoramento genético da raça Nelore, impactando positivamente a eficiência e competitividade do setor de produção de carne bovina, que se constitui numa importante fonte de alimento, emprego e renda para o Brasil.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto César Pereira Lima Júnior

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • papel das enzimas fosfoinositol 3-quinase de classe i na mucosite intestinal induzida por irinotecano
  • O câncer colorretal (CCR) é uma das neoplasias mais prevalentes em todo o mundo, sendo uma das principais causas de óbito por câncer. Dentre as drogas utilizadas como primeira linha no tratamento do CCR e do CCR metastático, o irinotecano apresenta destaque pelo impacto sobre o aumento da sobrevida dos pacientes. Contudo, o surgimento de efeitos colaterais associados a esse fármaco, como a mucosite intestinal, a qual pode atingir até 80% dos pacientes, sendo grave em 25% destes, tem impactado negativamente no curso terapêutico oncológico, observando-se atrasos nos ciclos subsequentes de quimioterapia, redução de doses e, por vezes, interrupção do tratamento. Nosso laboratório tem investigado nos últimos 20 anos os mecanismos e mediadores inflamatórios envolvidos na patogênese da mucosite oral e intestinal induzida diferencialmente por diversos quimioterápicos, tais como metotrexato, irinotecano e 5-fluoruracil, e na mucosite oral induzida pela radioterapia. A identificação de pacientes com os primeiros sinais de mucosite grave é altamente desejável, mas não há meios para tratar especificamente a doença e o manejo clínico continua sendo sintomático e um desafio devido aos mecanismos não completamente conhecidos. O estudo dos mecanismos moleculares subjacentes levou à identificação de novos alvos potenciais. Tem sido sugerido, inclusive com nossa participação, que a mucosite intestinal resulta da interação sequencial da agressão quimioterápica ao epitélio, favorecendo a liberação de citocinas (TNF-alfa, IL-1beta, KC, IL-18 e IL-33) e ativação de enzimas pró-inflamatórias, incluindo a ciclooxigenase-2 (COX-2) e óxido nítrico sintase induzida (iNOS). Devido à consequente ruptura da barreira da mucosa, infecções locais e sistêmicas podem se desenvolver. Isso representa um fator de risco significativo para bacteremia e translocação bacteriana para órgãos periféricos, resultando na ativação de receptores toll-like (TLR) tipo 2 e 9 e da proteína adaptadora MyD88. Em conjunto, esses mecanismos contribuem para o desenvolvimento da diarreia, inflamação e dano intestinal. Dados ainda não publicados de nosso laboratório indicam que o metabólito ativo do irinotecano, o SN-38, atua como antagonista competitivo reversível de receptores TLR4, levando ao agravo da mucosite e aumento da mortalidade de animais. De forma interessante, as enzimas fosfatidilinositol 3-quinase (PI3K) têm sido descritas como importantes moléculas de sinalização de receptores da família TLR/IL-1R. Curiosamente, as isoformas de PI3K foram descritas como sinalizadoras chave em várias doenças inflamatórias, com um papel crítico desempenhado principalmente pelas isoformas PI3Kδ e PI3Kγ. Estudos genéticos e farmacológicos têm descrito a PI3Kγ e a PI3Kδ como reguladoras da imunidade inata e adaptativa, respectivamente, mas um certo grau de redundância pode ser observada. Não obstante, os inibidores seletivos e pan-inibidores de PI3K têm sido explorados em ensaios clínicos e alguns efeitos adversos gastrointestinais, como diarreia, são descritos, de forma análoga ao observado para os inibidores de mTOR, uma molécula regulada pela PI3K. No entanto, o papel das isoformas de PI3K na mucosite intestinal ainda é incerto. Desta forma, o presente projeto objetiva: 1) Verificar se os inibidores específicos de PI3K de classe I previnem ou potencializam a mucosite intestinal; 2) Investigar o papel dos inibidores de PI3K na polarização de linfócitos regulados por citocinas cujo envolvimento já foi descrito para a mucosite; 3) Analisar se a co-administração de inibidores de PI3K e de irinotecano interfere com o efeito antitumoral do irinotecano; 4) Investigar se a quimiotaxia de neutrófilos é modulada pela co-incubação celular com inibidores de PI3K e SN-38. O conhecimento gerado com este estudo abre grandes perspectivas para um melhor manejo clínico da mucosite intestinal, permitindo uma melhora significativa da qualidade de vida dos pacientes acometidos, evitando a redução das doses dos quimioterápicos e a interrupção temporária ou definitiva do tratamento. Adicionalmente, o mesmo contribuirá para a internacionalização do grupo de pesquisa brasileiro por meio da cooperação científica com o grupo colaborador italiano, bem como para a formação de recursos humanos, tendo em vista a importante participação dos estudantes de pós-graduação e iniciação científica neste projeto.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto Cid Fernandes Junior

Ciências Exatas e da Terra

Astronomia
  • mapeando estrelas e gás em galáxias
  • Levantamentos em grande escala, sejam de estrelas ou galáxias, fotométricos ou espectroscópicos, mudaram radicalmente o panorama da pesquisa em astrofísica desde a virada do milênio. O grupo da UFSC tem tido atuação destacada nesse novo paradigma, desde nossos primeiros trabalhos com espectros de galáxias do SDSS, há cerca de uma década, até estudos com espectroscopia de campo integral no bojo do projeto CALIFA. Combinando técnicas de síntese espectral de populações estelares com a análise da emissão nebular alcançamos uma série de resultados valiosos para a compreensão da evolução de galáxias e suas estruturas. Mais recentemente a equipe passou também a trabalhar com levantamentos fotométricos de estrelas na Via Láctea, em projetos como o VVV-survey. Neste projeto visamos prover condições adequadas para a continuação e expansão desses estudos. Os recursos serão direcionados para atualização de recursos computacionais e promoção de intercâmbios científicos com colaboradores em grandes projetos internacionais dos quais participamos.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudo numérico e analítico de sistemas multi-agentes e de particulas interagentes : inferência e otimização.
  • Temos como objetivo neste projeto estudar a emergência de padrões de organização e a ocorrência de transições de fase em sistemas estocásticos analisando as flutuações estatísticas oriundas destes sistemas (seus parâmetros de ordens e outros momentos destes). Ele é dividido em 3 partes didaticamente: 1) Estudo de sistemas de objetos sob fluxos contrários via simulações Monte Carlo e solução de equações diferenciais parciais 2) Otimização de parâmetros críticos via simulações dependentes do tempo de sistemas hamiltonianos com interação de longo alcance e de sistemas intrinsecamente irreversíveis 3) Estudo de efeitos de difusão em aplicações de uma versão reativa da teoria evolucionária de jogos em diferentes topologias.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto de Almeida Capistrano Filho

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • propriedades de controle e comportamento assintótico para sistemas dispersivos não lineares
  • O foco principal deste projeto é o estudo da propagação de ondas dispersivas não-lineares. Aqui está uma lista de aspectos que parecem susceptíveis de serem procurados em ambas as situações teórica e prática. i. Boa colocação de problemas de valor inicial para os modelos fisicamente aceitáveis, como por exemplo, ondas que se aproximam da costa, ou ondas de águas profundas, comumente chamada de Tsunami, ou movimento sanguíneo em artérias do corpo humano; ii. Controle na fronteira e interno para esses sistemas colocados em domínios limitado, periódicos e ilimitado; iii. Comportamento assintótico das soluções dos sistemas quando analisadas para tempos suficientemente grandes ou para tempos finitos; iv. Comparação precisa com os dados de laboratório e de campo no intervalo de parâmetros onde o modelo é formalmente considerado válido.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto de Oliveira Roça

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • efeito da nutrição materna na expressão de proteínas dos tecidos adiposo e muscular esquelético, no desempenho produtivo e na qualidade nutricional e sensorial da carne da progênie nelore
  • Evidências de que estímulos maternos ocorridos nas fases do desenvolvimento embrionário e fetal geram efeitos permanentes na saúde, no crescimento e na produtividade da prole na vida pós-natal, são crescentes na literatura científica e caracterizam o conceito de programação fetal ou “programação do desenvolvimento”. No cenário produtivo brasileiro, onde as pastagens representam a principal fonte de alimento para as vacas de cria, eventualmente estas vivenciam, em alguma fase da gestação, momentos de deficiência nutricional, o que prejudica a formação dos tecidos adiposo e muscular esquelético do feto e interfere no crescimento, no desempenho produtivo e na qualidade da carcaça e da carne da progênie. Considerando a importância da nutrição materna no desenvolvimento dos tecidos da progênie e a importância da raça Nelore para a pecuária bovina brasileira, o presente estudo tem como objetivo avaliar a influência da suplementação proteica materna no desenvolvimento e no perfil proteômico dos tecidos adiposo e muscular esquelético, no desempenho produtivo e na qualidade nutricional e sensorial da carne da progênie Nelore. O experimento será realizado em três etapas, sendo: Fase I – Cria, Fase II – Confinamento/Terminação e Fase III – Análises laboratoriais. Ao todo, serão utilizadas oitenta vacas Nelore gestantes de um único touro, também Nelore. Na Fase I, após a confirmação da gestação, um grupo de vacas (n=40) receberá suplementação proteica (0,5% do PV) e mistura mineral durante toda a gestação (grupo Vacas suplementadas - VS), enquanto o outro (n=40), somente mistura mineral (grupo Vacas Controle - VC), até o nascimento dos bezerros. Após o desmame, os bezerros serão enviados ao confinamento para a execução da Fase II, que será finalizada ao abate. Os efeitos da suplementação materna no desempenho produtivo, no desenvolvimento e no perfil proteômico dos tecidos adiposo e muscular esquelético da progênie serão avaliados por todas as fases da produção (ao nascimento, à desmama e ao abate), e as avaliações da qualidade nutricional e sensorial da carne, durante a Fase III. As análises estatísticas dos dados serão realizadas no software estatístico SAS 9.4 TS1M2, considerando nível de significância de 5% (valor P<0,05) e todos os resultados expressos por meio da média e erro padrão.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto de Souza Santos

Ciências Humanas

Geografia
  • feiras de ciências e mostra científica em porto nacional-to: desenvolvimento regional e local
  • A Região da Amazônia ainda encontra-se em um estágio de desenvolvimento em que há uma distribuição de renda indesejável, falta infraestrutura em transporte e em ciência e tecnologia. O estado do Tocantins que compõe esta região também padece dos mesmos problemas. Entretanto, temos que reconhecer que na região do Tocantins a partir da criação do estado, Tocantins vem se constituindo como um novo espaço de um desenvolvimento em potencial. Será necessário debater-se sobre este desenvolvimento regional. Esse projeto pretende discutir essa temática a partir de dois tópicos: desenvolvimento regional e o local e território e cidadania no município de Porto Nacional-TO. Atualmente, o conhecimento constitui uma ferramenta importante para o aprimoramento das condições sociais da humanidade. A ciência e a tecnologia tornaram-se vetores fundamentais para o desenvolvimento social do mundo atual. É a partir desta ferramenta que o projeto FEIRAS DE CIÊNCIAS E MOSTRA CIENTÍFICA EM PORTO NACIONAL-TO: DESENVOLVIMENTO REGIONAL E LOCAL, que pretendemos contribuir para o desenvolvimento local e regional. A ideia é fomentar a iniciativa para a pesquisa científica interdisciplinar através da criação de uma feira de ciência e mostra científica onde os alunos de ensino fundamental, médio e técnico possam ter um espaço que os permitam expor suas ideias, curiosidades, seus talentos, sua vocação profissional. Um espaço onde a iniciação científica passa ser valorizada pela sociedade. Este projeto tem sua relevância pelo fato de desencadear uma iniciativa em sintonia com o desenvolvimento social e humano em Porto Nacional-TO, local em que a escolarização e o acesso à iniciação científica, ainda não são fatos corriqueiros na sociedade local. Outro objetivo do projeto é fazer um levantamento sobre a dinâmica e desempenho dos indicadores sociais e do Índice de Desenvolvimento Humano –Municipal do município entre os anos de 1990 e 2013. A meta deste objetivo é potencializar as habilidades dos alunos envolvidos no projeto sobre a análise qualitativa e quantitativa sobre a interpretação dos indicadores sociais fornecidos pelo PNUD e IBGE. Demonstrar aos alunos que os indicadores sociais podem apontar sobre o grau desenvolvimento regional e local de uma determinada localidade ou região. Esses indicadores sociais demonstram que no município de Porto Nacional houve um avanço nas melhorias sociais, entretanto, é necessário continuar evoluindo esses índices para chegar a uma situação mais desejável. A intenção é também demonstrar para os alunos e comunidade local a importância que os indicadores sociais representam para a compreensão do desempenho e da dinâmica do desenvolvimento regional e local para os municípios. Outro objetivo da proposta é fazer um trabalho de exposição e de levantamento sobre o turismo local, sobre as manifestações tradicionais e sua importância para o desenvolvimento local no município durante a execução do projeto. A metodologia de trabalho será em um primeiro momento um revisão bibliográfica sobre o tema em pauta e, em segundo momento, será colocado em prática um plano exequível das atividades prevista no projeto. Espera-se que ao final da realização da feiras de ciências e mostra científica seja possível, contribuir para o aprimoramento do conhecimento em iniciação científica júnior, da pesquisa e da iniciação científica em Porto Nacional-TO.
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Roberto de Souza Santos

Ciências Humanas

Geografia
  • fronteira e modernização agrícola na região nordeste do tocantins: uma análise a partir dos impactos sócio-territoriais no território dos indígenas krahôs
  • Esse projeto de pesquisa tem como objetivo analisar as transformações sócio-territoriais no território dos indígenas Krahôs. Identificar as mudanças socioculturais no território Krahô em função do processo de modernização da fronteira agrícola, estabelecida na região e observar as influências sócio-territoriais no território indígena Krahô, em detrimento do processo de urbanização estabelecido na região, como resultado dos desdobramentos da modernização da fronteira agrícola. O processo de modernização da produção agrícola já está presente na região. A soja é uma das principais atividades agrícola desenvolvida no entorno da região dos Krahôs. A atividade econômica da sojicultura carrega uma complexidade de novas tecnologias, provocando impactos sócio-territoriais e transformações das relações de produção no campo. O debate sobre estas transformações dos impactos territoriais compreendem as discussões teórico-metodológicas, a respeito das mudanças das relações de capital-trabalho e de produção e dos impactos nas relações sociais e culturais no território das comunidades tradicionais. Neste processo, os territórios locais têm uma inserção na lógica do capital internacional colocando-os, dentro de uma lógica de dependência do capital transnacional. Com os resultados das atividades teóricas e de campo pretende-se primeiramente, elaborar uma revisão bibliográfica e entender e compreender as relações produzidas no espaço, em detrimento do processo de investimentos de políticas públicas e capitais privados que estão transformando as “feições territoriais” urbanas e agrárias na região. Em segundo lugar, propõe-se a construção de referenciais teóricos sobre o processo de modernização de fronteiras agrícolas no Tocantins, com intuito de subsidiar de forma teórico-metodológica a outras pesquisas de áreas afins. A relevância do projeto se dá pelo fato da abordagem científica dos fenômenos observados e analisados e pela responsabilidade acadêmica de diagnosticar e verificar os impactos socioculturais e territoriais nas terras krahôs causadas pelo processo de modernização da produção agrícola regional. Sua relevância se dar também, em diagnosticar e publicizar os impactos sócio-culturais-territoriais na área Krahô.
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto Dias Lins Neto

Ciências Biológicas

Biofísica
  • desenvolvimento racional de proteínas imunorreativas para o combate e detecção de infecções pelos vírus zika e chikungunya
  • Nos últimos 5 anos temos desenvolvido antígenos baseados no desenho racional de quimeras a partir de uma estratégia teórico-experimental inédita no país. Daremos continuidade a esta linha de pesquisa, a qual utiliza conjuntamente ferramentas de bioinformática, métodos de novo design, dinâmica molecular, biologia molecular (clonagem, expressão e purificação), caracterização biofísica (dicroísmo circular, termoforese em micro-escala) e ensaios imunológicos. O objetivo principal desse projeto consiste na engenharia e caracterização das bases moleculares de proteínas imunorreativas contra os vírus Zika e Chikungunya, com o proposito de auxiliar no desenvolvimento de diagnosticos e vacinas contra esses vírus. Em conjunto, espera-se que esses resultados tragam uma contribuição importante na orientação de políticas públicas de prevenção aos vírus Zika e Chikungunya, bem como a alocação de recursos para um combate mais direcionado das epidemias. Esta proposta suporta ainda o plano de trabalho da bolsa de produtividade em pesquisa recentemente aprovada junto ao CNPq.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2022
Foto de perfil

Roberto Dias Lins Neto

Ciências Biológicas

Biofísica
  • engenharia de proteínas imunorreativas para a detecção sorológica diferencial de infecções pelo vírus zika
  • A partir do uso de computação de alta performance, recentemente identificamos a região do vírus Zika a ser utilizada no desenvolvimento de uma vacina de DNA, bem como desenvolvemos um peptídeo sintético utilizado para avaliação da eficácia da vacina (Nat. Comm. 9: 2441, 2018). Por outro lado, ainda não existem marcadores moleculares, protocolos ou kits de diagnóstico sorológico inequívoco. Num cenário de co-circulação de vários Flavivírus no país, o diagnóstico inequívoco da infecção pelo vírus Zika (ZIKV) é essencial para tratamento, controle de epidemia e direcionamento de políticas públicas de saúde. Para tal, postulamos que existam assinaturas moleculares responsáveis pelo reconhecimento imunológico do ZIKV por anticorpos específicos para este vírus. Assim, através do uso massivo de computação de alta performance, exploraremos tais assinaturas para realizar a engenharia de anticorpos artificiais específicos contra proteínas do ZIKV, os quais serão capazes de diferenciar a infecção por ZIKV de outras Flaviviroses. O trabalho tem como foco regiões imunorreativas específicas (epítopos) das proteínas de envelope (E) e NS1 do ZIKV. No caso da proteína NS1, utilizaremos como ponto de partida um nanocorpo (VHH) recentemente triado como sendo capaz de reconhecer a NS1 do vírus Dengue (DENV), conforme descrito na literatura. Apesar da alta identidade da região homóloga na NS1 do ZIKV, identificamos resíduos-chave nas proteínas NS1 de ambos os vírus que podem ser utilizados para a engenharia racional de um VHH capaz de se ligar com alta afinidade somente à NS1 de ZIKV e assim discriminar entre as duas infecções. No caso da proteína E, temos como alvo um epítopo capaz de induzir a produção de anticorpos neutralizantes. Marcadores artificiais (aptâmeros peptídicos) reproduzindo o sítio de ligação ao epítopo no anticorpo neutralizante respectivo serão desenvolvidos a partir da triagem de uma biblioteca estrutural de milhares de proteínas. Estas proteínas serão otimizadas in silico para exibirem alta afinidade pelo epítopo alvo, bem como estabilidade ambiental, visando sua futura aplicação em kits diagnósticos do tipo lab-on-chip. As proteínas serão sintetizadas heterologamente e suas afinidades de ligação pelos respectivos antígenos (proteínas E e NS1) avaliadas por ELISA e termoforese em microescala. O potencial de diagnóstico diferencial será avaliado frente a soros de pacientes disponíveis no Instituto Aggeu Magalhães.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto Esser dos Reis

Outra

Defesa
  • inct ciências forenses
  • As Ciências Forenses são constituídas de um conjunto de áreas aplicadas à solução de questões de interesse do sistema legal e judicial, relacionadas com a ocorrência de crimes e com a sua resolução. Podem ser definidas como as ciências naturais e matemáticas aplicadas à análise de vestígios a fim de responder às demandas judiciais. Por meio das Ciências Forenses, Peritos Oficiais e Peritos Assistentes Técnicos executam uma atividade técnico-científica denominada Perícia Criminal, prevista no Código de Processo Penal, indispensável para elucidação de crimes quando houver vestígios materiais. No âmbito da Justiça e da Segurança Pública a prova material, isenta de subjetividade, exerce um papel de fundamental relevância. A ciência é uma questão de fato, não de opinião. Avanços na metodologia científica devem ser direcionados no sentido de evitar a interpretação tendenciosa, uma vez que o objetivo primeiro da análise pericial deve ser a elucidação da verdade real, ainda que, em tese, inatingível. O domínio dos aspectos técnicos relacionados à produção, análise e interpretação da prova material é de extrema importância para os profissionais envolvidos em todas as etapas da Justiça e da Segurança Pública. Desenvolver pesquisa em Ciências Forenses com base na realidade brasileira consiste em adquirir conhecimento sobre as particularidades da criminalidade nacional. Este procedimento pode ser mais eficiente do que continuar a adquirir tecnologias estrangeiras para combater crimes nacionais. A interdisciplinaridade desta proposta é comprovada pelo uso de conhecimentos científicos, criminalísticos, estatísticos e judiciais para a resolução de problemas periciais. As áreas temáticas das linhas de pesquisa apresentam-se de modo integrado e interligado e didaticamente podem ser classificadas em: Química e Toxicologia Forense, Perícia Ambiental, Genética Forense, Informática Forense e Ciências Criminais. O projeto em questão situa-se na área das Ciências Forenses, Segurança Pública, Justiça, Execução de Perícias Criminais, Repressão ao Tráfico de Drogas (crack, cocaína, maconha, drogas sintéticas), análises toxicológicas em cabelo e pelos humanos, combate à falsificação de medicamentos, acreditação de laboratórios, balística forense, documentoscopia, combate ao contrabando e utilização irregular de pesticidas, rastreabilidade da maconha apreendida em território brasileiro, desenvolvimento de metodologias para Engenharia Legal e Perícia Ambiental, Genética Forense (uso de técnicas de última geração; estabelecimento do biobanco DNA Brasil Pró-Forenses; proposta de criação e regulamentação de rotina para análise por barcode), Informática Forense (aplicacação de tecnologias semânticas na investigação de crimes cibernéticos), Ciências Criminais (uso de estatística para avaliar alcance e relevância de laudos na investigação criminal e sentença judicial, caracterização da prova pericial no contexto da persecução penal). A Instituição Sede (PUCRS/Núcleo de Pesquisa em Evidências Forenses), a Unidade de Perícia Oficial Associada (Setor Técnico Científico da Superintendência de Policia Federal no Rio Grande do Sul, SETEC/SR/DPF/RS) e as demais instituições colaboradoras, dispõem de recursos e infraestrutura que possibilitam a produção de pesquisa científica e formação de recursos humanos. Além disto, tais associados têm outros financiamentos que permitem o aporte de recursos adicionais como bolsas, aquisição de insumos necessários para estas pesquisas e mesmo a sua caracterização interdisciplinar. Têm-se o envolvimento de 19 Programas de Pós-graduação, de quatro regiões do país – Sul, Sudeste, Centro-oeste e Norte. Isto apoiará a formação de recursos humanos de alto nível em áreas tecnológicas com notória carência no país. Os únicos cursos de graduação reconhecidos pelo MEC na área forense integram essa proposta: Bacharelados em Química, Habilitação Química Forense, da USP/Ribeirão Preto/SP e da UFPel/Pelotas/RS. Pretende-se implementar o curso de Mestrado em Ciências Forenses (stricto sensu) vinculado ao PPG do Núcleo de Pesquisa em Evidências Forenses. Trata-se de incremento sequencial ao curso de Especialização em Ciências Forenses (lato sensu), já existente. Também se espera criar primeira instituição de pesquisa forense interdisciplinar no Brasil. Entre outras contribuições, podem ser listadas: busca pela rapidez na resposta de execução de Perícias Criminais; o fortalecimento da prova material; o desenvolvimento de métodos de combate aos novos crimes (fraudes complexas, pedofilia, venda de medicamentos falsificados pela web, novas drogas de abuso – “designer drugs”) com base na realidade brasileira. Além disso, o uso de ferramentas já existentes, como o Sistema Criminalística (SisCrim) para a disseminação dos resultados das pesquisas com alcance nacional, fará com que o país assuma sua posição de líder regional na América Latina nesta área das ciências. As linhas de pesquisa deste projeto foram idealizadas a partir da associação de instituições de pesquisa acadêmicas e o SETEC/SR/DPF/RS. Além de publicação científica e educação em ciência, serão produzidos programas educativos para divulgação de problemas e ações desenvolvidas acerca dos temas em estudo e a realização de palestras abertas para a comunidade sob o título de “Ciências Forenses: a ciência desvendando crimes”. Estão previstas atividades como a criação de disciplinas em cursos de pós-graduação; oferecimento de disciplinas com professores convidados nacionais; oferecimento de workshops com professores internacionais; realização do encontro anual do INCT Ciências Forenses, organização de uma Jornada Nacional de Ciências Forenses, entre outros. Do ponto de vista internacional, instituições de pesquisa forense são realidade em países nos quais os saberes científicos encontram-se consolidados. A criação INCT Ciências Forenses fará com que o Brasil assuma sua posição de líder regional na América Latina nesta área das ciências.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 28/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Roberto Fabris Goerl

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • diagnóstico das inundações em escala regional: mapeamento de suscetibilidade e sua relação com a saúde coletiva em santa catarina
  • O crescimento populacional das últimas décadas tem aumentado, em escala global, o número de pessoas expostas aos fenômenos naturais extremos, como as inundações, que nos últimos 100 anos afetaram mais de 3,6 bilhões de pessoas. A ocorrência de inundações é bastante frequente também no Brasil, provocando impactos consideráveis em áreas vulneráveis, com perdas humanas e de bens materiais. Além dos danos e prejuízos, um dos efeitos negativos das inundações é o surgimento ou intensificação de surtos epidemiológicos, ou seja, de doenças de veiculação hídrica como a dengue, leptospirose, diarreias, hepatites virais, febre tifoide, entre outras. Dessa maneira, os impactos dos desastres naturais podem também ser considerados uma questão de saúde pública. A epidemiologia de desastres não é um tema amplamente divulgado no Brasil quando comparado a outros tipos de análises sobre desastres, como o mapeamento de áreas de risco. O Atlas Brasileiro de Desastres Naturais, por exemplo, discute o tema saúde de maneira superficial. Neste contexto, o presente projeto tem por objetivo principal analisar as relações espaciais e temporais existentes entre as inundações e o surto de doenças nos municípios de Santa Catarina. Neste Estado, desde 1970, já foram registrados mais de 3000 desastres relacionados a inundações, mas poucos estudos analisaram a relação dos surtos epidemiológicos e a ocorrência de inundações em escala regional/estadual. A maioria dos trabalhos analisaram eventos ou municípios específicos. Para alcançar o objetivo do projeto, as seguintes etapas serão realizadas: i) mapeamento das áreas suscetíveis a inundação em nível de Estado utilizando Modelos Digitais de Elevação e o HAND; ii) inventário de imagens de satélite para determinar a extensão da área afetada por diferentes eventos de inundação; iii) análise dos registros históricos das inundações, coletando informações como número de pessoas afetadas, prejuízos, danos registrados por meio de dados oficiais (relatório de avaliação de danos - AVADAN); iv) análises da evolução urbana em áreas propensas a inundar, observando se há uma relação entre a frequência de inundações e a expansão urbana; v) análise das doenças de veiculação hídrica registradas pelos municípios em banco de dados como o DATASUS e o DIVE-SC, buscando estabelecer a relação entre frequência de inundação e frequência de surtos epidemiológicos; vi) análises demográficas e sociais, buscando relacionar indicadores sociais com a frequência de inundação e de doenças. Com a execução destas etapas, o projeto pretende estabelecer se há relação entre frequência de inundações e de doenças, se houve expansão urbana ao longo do tempo em áreas propensas a inundar e se há uma relação direta entre indicadores socioambientais e inundações, incluindo a análise de indicadores com os surtos epidemiológicos. Além da divulgação dos resultados científicos por meio da publicação de artigos científicos em revistas, os mesmos também serão disponibilizados em um banco de dados geográficos e em relatórios apresentados para a Secretaria de Saúde de Santa Catarina, embasando futuras ações de prevenção.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto Fernandes Silva Andrade

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • modelagem computacional de sistemas físicos e biológicos
  • Este projeto visa apoiar as atividades de pesquisa e de formação de recursos humanos do proponente, de pesquisadores do Grupo de Física Estatística e Sistemas Complexos (FESC) do Instituto de Física da UFBa (IFUFBa), seus estudantes, e colaboradores da mesma e de outras instituições. São propostos diversos temas de trabalho ligados aos interesses e expertise da equipe proponente, versando sobre propriedades de sistemas físicos a serem explorados no âmbito da mecânica estatística e mecânica quântica, e sobre propriedades dinâmicas e estruturais de sistemas complexos. Neste caso, consideramos o desenvolvimento de modelos preditivos e a análise de dados ligados sistemas de origem epidemiológica, fisiológica, e biológica, quando utilizaremos o formalismo de redes complexas e a análise propriedades de séries de dados. Os recursos de capital solicitados no projeto destinam-se a ampliar e repor equipamentos de informática do grupo FESC, essenciais para a continuidade das atividades de pesquisa aqui desenvolvidas. Os recursos de custeio buscados destinam-se ao financiamento da participação de membros da equipe em eventos científicos no país, material de consumo em informática, pagamento de taxa de publicação de artigos, e bolsa de apoio técnico para permitir a manutenção adequada de diversos equipamentos de informática sob responsabilidade do FESC. O atual conjunto de equipamentos abrange 12 servidores para acesso remoto, 5 microcomputadores, e duas impressoras, adquiridos nos últimos anos com recursos de diversos projetos financiados pelas agências de fomento, inclusive pelo CNPq.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto Giro Moori

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • impactos das tecnologias e capabilidades tecnológica no desempenho operacional em contexto de cadeias de suprimentos
  • A competitividade baseada nas tecnologias digitais tem demandado mudanças profundas nas formas de vendas, no tratamento dos dados e na capacidade de processamento, exigindo que as empresas deem respostas cada vez mais ágeis às mudanças de comportamento do cliente e do mercado. Nesse sentido, esse projeto tem como objetivo examinar o efeito mediador das tecnologias e capabilidades tecnológicas na relação entre orientação estratégica da cadeia de suprimentos e o desempenho da cadeia e o desempenho da empresa foco. A facilidade de interação entre os diversos agentes, gerada pelas tecnologias digitais, eleva a gestão da cadeia de suprimentos a um papel importante para a coexistência das orientações estratégicas, paradoxais, como manufatura enxuta e agilidade de suprimentos, designada como ‘agile supply chain’ por Naylor et al. (1999) e Christopher e Towil (2001). Não obstante, argumentam Clausing e Holmes (2010), a fabricação de produtos ao se utilizar de tecnologias sem uma completa avaliação podem resultar em desperdício de tempo, clientes insatisfeitos e perda de receita. O pressuposto básico é que dada a natureza dos relacionamentos entre as orientações estratégicas da cadeia de suprimentos, as tecnologias, as capabilidades tecnológicas e desempenho da cadeia tem emergido na literatura sob duas perspectivas conflitantes. De um lado, Qrunfleh e Tarafdar (2014) argumentam que nas gestões de cadeias de suprimentos enxutas e, nas ágeis, apresentam impactos diretos no desempenho da cadeia de empresas de manufatura e processos industriais. De outro, Okamura et al. (1993) e Hussain et al. (2015) argumentam que os impactos no desempenho são indiretos e acontecem por meio das tecnologias e das capabilidades tecnológicas. Portanto, este estudo leva a investigar a seguinte questão: as tecnologias e suas capabilidades tecnológicas medeiam a relação entre a orientação estratégica da gestão da cadeia de suprimentos e os desempenhos da cadeia e da empresa individual? Nesse contexto, a pesquisa será considerada de natureza interdisciplinar, assentada a uma base conceitual relacionada a gestão da cadeia de suprimentos, estratégias empresariais, logística, manufatura e de marketing. Por fim, a pesquisa contribuirá para o aprimoramento e capacitação dos recursos humanos, tecnológica e modernização gerencial por meio da divulgação de trabalhos em anais de congressos e de publicações em periódicos, de âmbito nacional e internacional.
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto Giugliani

Ciências Biológicas

Genética
  • espectrometria de massas: uma ferramenta para identificação de novos biomarcadores para diagnóstico precoce e monitoramento terapêutico de pacientes com doenças lisossômicas
  • Biomarcadores são analitos que refletem alterações fisiológicas ou patológicas e podem ser utilizados para diagnóstico, prognóstico, e monitoramento de eficácia terapêutica. Tais marcadores podem ser utilizados para detecção de pacientes em estágios assintomáticos e desta forma auxiliar no diagnóstico precoce. As doenças lisossômicas de depósito são doenças raras multissistêmicas causadas por deficiência ou mau funcionamento de proteínas (geralmente enzimas) lisossomais, sendo na maioria dos casos diagnosticadas apenas quando os pacientes já apresentam manifestações irreversíveis. A espectrometria de massas é considerada padrão ouro para identificação e quantificação de biomoléculas e também de atividade enzimática, com altos níveis de sensibilidade e especificidade, e têm sido amplamente empregada para identificação de novos biomarcadores para doenças lisossômicas de depósito. O presente projeto visa identificar e quantificar diversos biomarcadores para diagnóstico, acompanhamento e monitoramento de doenças lisossômicas, com o objetivo de tornar mais eficiente a identificação dos pacientes e avaliar a eficácia dos tratamentos utilizados, contribuindo para melhorar o cuidado de pacientes com essas doenças raras bem como para otimizar o uso de terapias de alto custo dentro do sistema único de saúde (SUS). Cabe ressaltar que o grupo proponente já tem uma rede estabelecida de centros associados vinculados ao SUS que já utilizam os serviços que oferece (Rede MPS Brasil e Rede DLD Brasil), o que garante a ampla disponibilização das novas técnicas para os pacientes brasileiros que precisam se beneficiar dessas ferramentas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Roberto Giugliani

Ciências Biológicas

Genética
  • instituto nacional de ciência e tecnologia de genética médica populacional - inagemp
  • Podemos afirmar que as doenças genéticas raras vêm assumindo relevância crescente, que transcende sua baixa prevalência individual, a partir de duas constatações: 1) como incluem um número muito grande de condições (entre 6 a 8 mil doenças), acabam afetando uma parcela significativa da população, o que tem exigido uma atenção cada vez maior do governo, traduzida em políticas públicas adotadas ou por adotar; 2) como 80 % delas decorrem de uma falha no mecanismo genético que controla nosso desenvolvimento e/ou funcionamento, representam um oportunidade única para o entendimento dos mecanismos biológicos normais e, consequentemente, para o desenvolvimento de novos métodos de diagnóstico e/ou tratamento (inclusive para doenças não raras), o que tem atraído a atenção de investigadores e de empresas. Onde as doenças genética raras podem ser melhor estudadas é nas populações isoladas, nas quais sua frequência relativa é maior do que na população em geral. O marco teórico e a metodologia de ação estabelecidos pelo INaGeMP, inovadores em termos globais, serviram de referência para o desenvolvimento de uma nova disciplina, a Genética Médica Populacional (GeMePo), situada na interface entre a Genética Médica, Populacional, Epidemiológica e Comunitária. Ao longo do período 2008-2014 o INaGeMP consolidou-se no cenário nacional e internacional através de ações de investigação de doenças genéticas raras em isolados populacionais em todas as regiões do Brasil. Além de trazer benefícios diretos às comunidades atingidas, essas ações contribuíram para a formação de recursos humanos em vários níveis, resultaram em inúmeras publicações, divulgaram a GeMePo para profissionais e estudantes da área da saúde, e atraíram o interesse de empresas, de organizações não-governamentais e do próprio governo, com repercussão importante na mídia, destacando-se uma recente reportagem no The Lancet (http://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(14)61425-2/fulltext). Para atingir seus objetivos, o INaGeMP estruturou uma rede com pesquisadores de referência na área, com 14 instituições participantes, cobrindo todas as regiões do país. Isso inclui a instituição-sede (HCPA), 5 instituições associadas (UFRJ, FIOCRUZ, UFRGS, UFPA e CEMIC-Argentina), 18 laboratórios associados e investigadores parceiros em diversos países. As decisões estratégicas continuarão a ser tomadas pelo Comitê Gestor, formado pelo Coordenador, Vice e por 3 representantes de instituições associadas, o qual manterá no período 2015-2020 suas reuniões mensais presenciais, de fundamental importância para a supervisão de um projeto desta dimensão. O INaGeMP conta com uma sólida estrutura operacional, coordenada desde sua Instituição-Sede, onde tem uma área física própria com plenas condições de trabalho para o coordenador e sua equipe de funcionários da UFRGS e do HCPA integralmente dedicados ao INCT. Parte fundamental da sua estrutura do INaGeMP são os “serviços de apoio multiusuário” (core facilities). Quatro deles foram implementados no período 2008-2014 e serão consolidados e ampliados nesta nova etapa: Apoio Metodológico/Bioinformática, Detecção de Mutações em Larga Escala, Georeferenciamento e Genética Bioquímica/Citogenômica. Dois novos serão criados, incluindo o de Sequenciamento de Nova Geração e o BioBanco Brasil de Doenças Raras. Este conjunto de 6 serviços de apoio, cada um operando em uma das 6 instituições proponentes (sede + associadas), estará à disposição dos investigadores do INaGeMP de modo a atender do modo racional e custo-eficiente as necessidades dos projetos desenvolvidos nas comunidades. Ao longo da segunda metade do período 2008-2014, a metodologia “Rumor” utilizada pelo “Censo Nacional de Isolados (CeNIso)”, uma das principais iniciativas do INaGeMP, identificou suspeitas de doenças genéticas com prevalência supostamente aumentada em mais de 200 populações no país, suspeitas que serão validadas e investigadas ao longo do período 2015-2020. Com a finalidade de otimizar o beneficio para a área da saúde das inúmeras redes relacionadas com genética médica em operação no Brasil e em outros países sul-americanos, o INaGeMP se propõe ser o centro coordenador de uma “Rede de Redes”, utilizando sua experiência e seu conhecimento na área, e incorporando o importante programa ECLAMC a esta iniciativa, o que será também um instrumento de internacionalização do INCT. Um programa de formação e divulgação será desenvolvido em paralelo, tendo com um dos principais eixos cursos a distância e suporte remoto a agentes comunitários e teleconsultores sobre genética na saúde. Também desenvolveremos aplicativos para celular e tablets para facilitar o registro e documentação das condições genéticas investigadas em qualquer lugar do Brasil, e expandiremos o alcance do “Atlas” de defeitos congênitos para dar apoio online e multilingual aos investigadores. O trabalho desenvolvido vem despertando a atenção de empresas inovadoras cujo foco é o desenvolvimento de novas metodologias de diagnóstico e/ou tratamento para doenças raras, e muitas delas já declararam interesse em estabelecer parceria com o INaGeMP. Mas é para o governo que deverão ser transferidos muitos dos resultados do projeto, para apoiar a consolidação das políticas públicas importantes para a área (doenças raras, triagem neonatal, registro de malformações, entre outras). A expansão das atividades do INaGeMP para a América Latina e para a África foi contemplada no novo projeto, não só através do estudo de focos de doenças genéticas nessas regiões, mas também pelo projeto toolkit para avaliação de necessidades em saúde na área de defeitos congênitos. Concluindo, a CONSOLIDAÇÃO e AMPLIAÇÃO das ações do INaGeMP, a DIFUSÃO dos conhecimento na área, a INTERNACIONALIZAÇÃO da sua base territorial, a formação da REDES DE REDES, deverá produzir resultados a serem TRANSFERIDOS para a sociedade, incluindo as comunidades atingidas, empresas inovadoras e as diversas esferas do governo.
  • Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 29/11/2016-30/11/2022
Foto de perfil

Roberto Guedes Ferreira

Ciências Humanas

História
  • comparando escravidões, tráficos de cativos, batismos e compadrios (angola e américa portuguesa, século xviii)
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022