Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Vanessa Hatje

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • fontes, sumidouros e processos controladores da distribuição de elementos terras raras (ree) e εnd no atlântico tropical (15ºn-21ºs)
  • Os elementos terras raras (REE) são um conjunto de elementos químicos extremamente coerente, de modo que suas propriedades variam gradualmente ao longo da série. Esta característica faz com que estes elementos sejam ferramentas valiosas na pesquisa oceanográfica, como marcadores de ciclos biogeoquímicos e de diferentes massas de água, proxies para reações de oxirredução e na caracterização de fontes de material particulado em suspensão. Dentro os REE, o Nd devido às aplicações de seus isótopos, é um elemento que merece destaque. A composição isotópica do Nd dissolvido no oceano reflete o balanço entre a composição radiogênica do isótopo originado do intemperismo continental e do derivado do manto, seja por intemperismo do manto ou atividade hidrotermal. A discrepância entre o comportamento não conservativo das concentrações de Nd e o comportamento conservativo da composição isotópica de Nd foi descrita como o “paradoxo do Nd”. Foi proposto que processos de troca entre os sedimentos e a coluna d’água nas margens continentais, chamados de Boundary Exchange Processes, seriam importantes para explicar o “paradoxo do Nd”, uma vez que forneceriam um novo termo de aporte para o balanço global de Nd nos oceanos, permitindo que houvesse alteração da composição isotópica nas margens continentais, sem necessariamente haver enriquecimento em termos de concentração. Os dados de REE e, principalmente, de isótopos de Nd ainda são escassos para o Atlântico Tropical e Sul. Este fato reflete algumas das dificuldades associadas à medida destes elementos e seus isótopos. Neste contexto e em resposta ao Edital UNIVERSAL MCTI/CNPq N⁰ 28/2018, esta proposta tem os seguintes objetivos: 1) Determinação de REE nas águas do Atlântico tropical oeste entre as latitudes 21ºS e 15ºN obtidas no cruzeiro oceanográfico PIRATA XVII/GEOTRACES Apr 10; 2) Testar a hipótese de “Boundary Exchange” para explicar a discrepância entre as concentrações de Nd e epsilon Nd ao longo de transects em 5ºS e 11ºS na plataforma continental durante o cruzeiro a PIRATA XVIII/GEOTRACES a ser realizado entre setembro e outubro de 2018; 3) Capacitar os integrantes do grupo de pesquisa na preparação de amostras de água oceânica visando a determinação de isótopos de Nd, Ba e na utilização de diluição isotópica nas análises de REE por ICP-MS. Para execução deste projeto está prevista a utilização de amostras de água obtidas em duas campanhas oceanográficas: i. cruzeiro oceanográfico PIRATA XVII/GEOTRACES Apr10 e o ii. cruzeiro oceanográfico PIRATA XVIII/GEOTRACES, ambos realizados com o N/Oc. Vital de Oliveira. O cruzeiro PIRATA XVII/GEOTRACES Apr10 foi realizado com sucesso no verão 2017/2018, enquanto o cruzeiro de 2018 se iniciará dia 29 de setembro a partir de Maceió. As amostras para determinação de REE serão pré-concentradas empregando o sistema seaFAST e as concentrações dos elementos determinadas por um ICP-MS (ICAP-RQ, Thermo Finnigan, Alemanha) acoplado a um sistema de desolvatação (Aridus 3, CETAC, USA) que usa uma mistura de gás nitrogênio-argônio para aumentar a sensibilidade do instrumento e diminuir a formação de óxidos. Precisão e acurácia serão verificadas com amostras de referência GEOTRACES (GSC, GSP). Para os isótopos de Nd, as amostras serão pré-concentradas em cartuchos C18 e o Nd será separado da matriz de água cromatografia de troca aniônica. As amostras serão medidas por espectrometria de massa por ionização térmica ou por um ICP-MS multicoletor. Este projeto promoverá a consolidação e ampliação das linhas de pesquisa do Centro Interdisciplinar de Energia e Ambiente da Universidade Federal da Bahia, desenvolvendo expertise, promovendo capacitação laboratorial, formação de alunos e criando condições para subsidiar o crescimento da pesquisa oceanográfica de oceano aberto na região nordeste do Brasil.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vanessa Morais Freitas

Ciências Biológicas

Morfologia
  • estresse celular na modulação das células endoteliais: o papel das vesículas extracelulares
  • O câncer de mama representa o 2º câncer mais letal em todo o mundo, sendo a malignidade mais frequente e mortal na população do sexo feminino. Durante a progressão tumoral, a angiogênese é estimulada por células tumorais e garante o aporte de nutrientes e oxigênio garantindo o crescimento sustentado das células tumorais. Antes da formação desses novos vasos, as condições presentes no microambiente tumoral incluem acidose, hipóxia, limitação de nutrientes e em células metastáticas, ausência de substrato adesivo. Acreditamos que somente células resistentes à essas condições inóspitas podem sobreviver e dar continuidade ao crescimento do tumor. Em contrapartida, o modelo in vitro convencionalmente utilizado no estudo do câncer não reproduz fielmente o microambiente tumoral, pois apresenta pH neutro, normóxico, com meios nutritivos e substratos bidimensionais plásticos tratados para facilitar a adesão celular. Nosso laboratório, utilizando PCR array, avaliou a expressão gênica de células tumorais de mama em diferentes situações de estresse e observamos o aumento da expressão de genes envolvidos na angiogênese quando as células tumorais são cultivadas em pH ácido. Além disso, observamos que células tumorais resistentes ao pH ácido, produzem mais vesículas extracelulares do que as células controle. Essas vesículas podem levar informações específicas para células do microambiente tumoral, incluindo as células endoteliais. Temos o intuito de investigar se a diminuição no pH em culturas de células tumorais poderia induzir a formação de novos vasos por células vizinhas (endoteliais). Além da angiogênese temos a intenção de estudar se as vesículas podem modificar o comportamento das células tumorais aumentando moléculas de adesão e consequentemente o comportamento adesivo de células tumorais ao endotélio. Também investigaremos se a internalização de vesículas extracelulares é diferente entre células endoteliais de diferentes origens, o que pode nos trazer mais informações sobre a formação dos sítios pré-metastáticos. Essas informações irão contribuir para o melhor entendimento da angiogênese e metástases dos tumores, o que pode aumentar as chances de conseguirmos novas terapias para barrar a progressão dos tumores de mama.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vanessa Naciuk Castelo Branco

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • oleogéis como substituto de gordura em alimentos industrializados: caracterização das suas propriedades físico-químicas e da sua ação como veículo de administração de compostos bioativos
  • Atualmente, existem várias controvérsias sobre os efeitos deletérios do consumo de gorduras para a saúde humana, principalmente em relação aos ácidos graxos saturados. No entanto, dietas ricas em ácidos graxos trans estão claramente associadas ao aumento do risco de doenças cardíacas e da síndrome metabólica, fato que conduziu órgãos regulatórios e governamentais a recomendar a redução e a restrição do uso dos ácidos graxos saturados e trans em alimentos industrializados, respectivamente. No entanto, a gordura sólida (ácidos graxos saturados e trans) promove a estrutura elástica de muitos alimentos industrializados, conferindo suas propriedades sensoriais desejáveis. Portanto, a indústria de alimentos deve encontrar alternativas para substituir as gorduras sólidas que fornecem propriedades sensoriais semelhantes a esses produtos e supram as expectativas do consumidor em relação ao desenvolvimento de produtos mais saudáveis. Nos últimos anos, a estruturação de óleos vegetais com agentes estruturantes (oleogéis) tem sido amplamente investigada como substitutos deste tipo de gordura. Neste sentido, os oleogéis são organogéis cuja fase líquida oleosa é imobilizado por um agente estruturante, formando uma rede tridimensional contínua que possue propriedades semelhantes a uma estrutura sólida. Logo, é possível que os oleogéis apresentem propriedades mecânicas, principalmente plasticidade e elasticidade, semelhantes às da gordura sólida em produtos alimentícios. Além disso, os oleogéis também podem contribuir para controlar a liberação de compostos bioativos lipofílicos, como tocoferóis, carotenos e fitoesterois, que geralmente apresentam uma absorção intestinal limitada. Portanto, o uso de oleogéis como substitutos de gordura pode fornecer propriedades sensoriais adequadas aos produtos alimentícios, além de aumentar a bioacessibilidade de compostos bioativos. No entanto, existem poucos produtos comerciais disponíveis usando oleogéis como substitutos de gordura, especialmente devido à necessidade ainda existente de um agente estruturante de grau alimentício aceitável, comercialmente disponível e de baixo custo. O efeito de diferentes agentes estruturantes para as propriedades mecânicas e estruturais de oleogéis tem sido relatado, sendo o polímero etilcelulose e as ceras vegetais os agentes estruturantes responsáveis por gerar os oleogéis mais adequados. Entretanto, ambos apresentam limitações que dificultam sua aplicação em escala industrial, reforçando a busca contínua por um agente estruturante mais adequado. Neste cenário, os polissacarídeos são importantes agentes espessantes e emulsificantes para a indústria alimentar, que apresentam alta disponibilidade comercial, além de grau alimentar aceitável e baixo custo. Assim, o uso de polissacarídeos como agentes estruturantes é uma alternativa promissora para contribuir com a aplicação de oleogel como substituto de gordura na indústria de alimentos. No entanto, esse assunto ainda é pouco investigado. Neste contexto, a quitosana é um polímero catiônico derivado da quitina de baixo custo, biodegradável, biocompatível e não tóxico, que apresenta ação antioxidante, anti-hipertensiva, anti-inflamatória, anticoagulante, antidiabética, antimicrobiana, anticancerígena e efeitos neuroprotetores. Além disso, a quitosana é um conservante alimentar com grau alimentício aprovado pela Food and Drug Administration e um agente promissor de liberação controlada de compostos bioativos. Sendo assim, a aplicação da quitosana em alimentos como filmes comestíveis ativos e revestimentos tem sido extensivamente investigada. Portanto, a quitosana apresenta potencial para ser utilizada como agente estruturante para o desenvolvimento de um oleogel biocompatível e biodegradável com propriedades tecnológicas adequadas à indústria alimentícia e para o aumento e o controle da biodisponibilidade de compostos bioativos. Para tal, a presente proposta será dividida em três subprojetos, destinados a responder questões científicas relacionadas à: 1) melhores protocolos para desenvolver um oleogel estável estruturado com quitosana e enriquecido com compostos bioativos lipofílicos; 2) o desenvolvimento de produtos de alta aceitabilidade usando oleogéis estruturados com quitosana como substitutos de gordura e; 3) o papel dos oleogéis estruturados com quitosana como sistemas de liberação controlada de compostos biativos lipofílicos. Análises instrumentais relacionadas à textura, reologia, microscopia, termogravimetria, espectroscopia, cromatografia e sensorial serão utilizadas. Além disso, ensaio in vitro de digestão dinâmica simulada (TIM-1) será usado para compreender o impacto dos oleogéis para a absorção dos compostos ao longo do trato gastrointestinal. Esta proposta integra e dá continuidade a linha de pesquisa coordenada pelo proponente que se articula com uma Dissertação de Mestrado, uma Tese de Doutorado e um projeto de Iniciação Científica já em andamento sob minha supervisão. Ademais, pretende-se selecionar mais três alunos (1 Doutorado, 1 Mestrado e 1 IC) para participar desta proposta. Este projeto conta com equipe multidisciplinar de pesquisadores (UFF, UFRJ, USP e Universidade de Guelph), estudantes de graduação e pós-graduação, colaborando com o fortalecimento de parcerias Institucionais, além da formação de recursos humanos qualificados. Vale ressaltar que outros projetos desta linha de pesquisa recebem apoio financeiro da FAPERJ e da UFF. O desenvolvimento desta proposta resultará em dados de crescente impacto científico, com relevância tecnológica e biológica e significância para a indústria de alimentos e para a saúde humana. Portanto, espera-se ampliar o conhecimento em relação à ciência básica e aplicada dos oleogéis, difundindo essa saber para além da academia, dando os subsídios necessários para a fabricação de novos produtos isentos de ácidos graxos trans e agregados em valor bioativo.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vanessa Olzon Zambelli

Outra

Biomedicina
  • papel da aldeído desidrogenase-2 na tolerância induzida por fármacos opioides.
  • Os opioides são fármacos analgésicos eficazes no tratamento da dor moderada a intensa. Porém, o uso crônico de opioides resulta no desenvolvimento de tolerância a seu efeito analgésico. O fenômeno de tolerância trata-se da necessidade de aumentar a dose do opioide para promover o mesmo efeito analgésico. Evidências clínicas sugerem que a população oriental é mais responsiva aos opioides e, possivelmente, mais resistentes ao desenvolvimento de tolerância. Compreender os mecanismos moleculares envolvidos na tolerância aos opióides pode permitir o desenvolvimento de terapêuticas mais eficazes, sem este efeito indesejado. Nesse estudo, estudaremos uma mutação pontual que inativa a enzima aldeído desidrogenase 2 (ALDH2). Essa mutação afeta ~ 560 milhões de asiáticos. Conhecida como ALDH2*2, essa mutação reduz a atividade enzimática em mais de 60% em indivíduos heterozigotos. A ALDH2 é bem conhecida por metabolizar aldeídos reativos, porém, também é responsável pela metabolização de fármacos como nitroglicerina e agentes quimioterápicos. Apesar dessas evidências, não se sabe se esta enzima é responsável pela diminuição da tolerância aos opioides observada em pacientes do leste asiático após. O objetivo deste estudo é avaliar se a enzima ALDH2 regula a tolerância a opioides. Para responder essa questão, desenvolvemos camundongos ALDH2*2, que mimetizam a mutação pontual ALDH2 encontrada na população do leste asiático e Alda-1, uma pequena molécula que ativa seletivamente a ALDH2. Os objetivos específicos são: a) investigar se os camundongos ALDH2*2 respondem diferentemente ao efeito analgésico e tolerância ao efeito analgésico da morfina; b) avaliar se os camundongos ALDH2*2 apresentam diferente padrão de internalização de receptores opioides após a administração crônica de morfina; c) investigar se o uso crônico de morfina induz neurotoxicidade medindo os níveis tóxicos de aldeídos (método DarkZone) e avaliando a função mitocondrial neuronal. A oliceridina, um agonista seletivo da via da proteína G do receptor µ, que não induzir a internalização de MOR e tolerância, será usada como controle. Este mecanismo biológico básico tem, se elucidado, profundas implicações para o tratamento da dor e fornece uma base científica para o melhor controle da dor com analgésicos opioides. Para isso, nossas descobertas podem ajudar a reduzir a dor e os efeitos colaterais indesejáveis de opioides, levando a uma melhor qualidade de vida e a uma redução nos custos hospitalares.
  • Fundação Butantan - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vanessa Paes da Cruz

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • estudos genéticos em espécies de tubarões do gênero squalus (chondrichthyes, squalidae) na costa do brasil
  • A pesca excessiva impõe mudanças na estratégia de vida das populações dos organismos, especialmente dos elasmobrânquios (tubarões e raias). Assim, compreender a estrutura das populações torna-se uma importante ferramenta de conservação e manejo dos estoques, que requer um amplo conhecimento sobre aspectos genéticos, biogeográficos, distribuição e ocorrência das espécies. A identificação de estoques geneticamente diferenciados e adaptados ao seu habitat representam um ponto fundamental para o manejo das espécies. Os tubarões do gênero Squalus (família Squalidae) é atualmente formado por 26 espécies e são popularmente chamados de cação-bagre. Este gênero constitui um dos grupos de tubarões mais problemáticos taxonomicamente, principalmente devido à grande similaridade morfológica entres as espécies, onde muitos pesquisadores acreditam que neste grupo existam táxons descritos erroneamente. No oceano Atlântico existem cerca de 11 espécies do gênero Squalus; contudo, no litoral brasileiro essas espécies nunca foram identificadas geneticamente ou tiveram suas populações analisadas. A escassez de dados e as confusões taxonômicas refletem o atual status na lista vermelha da IUCN (International Union for Conservation of Nature), onde grande parte das espécies de Squalus estão listadas como “dados insuficientes” ou inexistentes. Neste contexto, o presente trabalho tem como objetivo principal utilizar a ferramenta genética do DNA barcoding para identificar as espécies de tubarões do gênero Squalus que ocorrem no litoral da costa brasileira, além de desenvolver marcadores do tipo SNPs para estudos populacionais nas espécies identificadas. Para a realização desta pesquisa contamos com 225 amostras de indivíduos do gênero Squalus obtidas de diferentes localidades distribuídas no litoral do dos estados do Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco. Na tentativa de ampliar o número amostral serão realizadas expedições em outras regiões de interesse da costa brasileira. Serão realizadas as etapas de extração de DNA, amplificação do gene COI (DNA barcoding) e SNPs (single nucleotide polymorphisms), obtidos com sequenciamento de nova geração (NGS). Considera-se que tais informações irão contribuir para a identificação da diversidade de espécies do gênero Squalus que ocorrem na costa brasileira, além de estabelecer o conhecimento do real status das populações destas espécies.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vanessa Peripolli

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • características da carcaça e da carne de novilhos certificados oriundos de diferentes sistemas de terminação
  • A qualidade da carcaça e consequentemente da carne bovina é dependente de vários fatores intrínsecos e extrínsecos aos animais. Entre os fatores intrínsecos e extrínsecos podemos citar a raça e a nutrição, respectivamente. Estes fatores isolados ou em conjunto definirão a qualidade físico-química, tecnológica e sensorial da carne. Portanto, o objetivo do presente projeto será avaliar o efeito do sistema de terminação e da raça sobre as características da carcaça e da carne de novilhos certificados de acordo com o protocolo do Programa Carne Pampa®. O experimento será conduzido em plantas frigoríficas com inspeção. As amostragens das carcaças serão realizadas por seleção deliberada, sendo selecionadas apenas a carcaça de machos abatidos com idade entre 18 a 24 meses das raças Hereford e Braford terminados a pasto, em semi-confinamento ou em confinamento. Assim, será um delineamento inteiramente casualizado em arranjo fatorial com duas raças (Hereford e Braford) e três sistemas de terminação (a pasto, semi-confinamento e confinamento) totalizando seis tratamentos com 12 repetições. Previamente ao abate os animais serão pesados e o escore de condição corporal avaliado. Serão avaliados o acabamento, a conformação, o peso, o rendimento e o pH das carcaças. Será avaliada a área de olho de lombo, o índice de marmorização, a espessura de gordura subcutânea, os teores de umidade, cinzas e proteína bruta, a quantificação e identificação do perfil lipídico, a cor, as perdas por cocção, a força de cisalhamento, a textura, a oxidação lipídica, a proteína total e o α-tocoferol no musculo Longissimus dorsi de cada carcaça. Independente a raça espera-se que os animais terminados a pasto apresentem carne com maiores teores de α-tocoferol, ômega-3, CLA e estabilidade oxidativa que os animais terminados em confinamento e semi-confinamento trazendo benefícios à saúde humana.
  • Instituto Federal Catarinense - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vanessa Silveira Barreto Carvalho

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • proposta de apoio à formação de doutores para o fortalecimento de áreas estratégicas dos programas de pós-graduação da unifei
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Itajubá - MG - Brasil
  • 03/04/2020-02/04/2025
Foto de perfil

Vania Celina Dezoti Micheletti

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • estratégias de intervenção intersetoriais na prevenção e controle de diabetes mellitus, hipertensão arterial sistêmica e obesidade na atenção primária à saúde, em um município do rio grande do sul
  • As Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) afetam com maior frequência populações de baixa renda, por estarem mais expostas aos fatores de risco e terem menor acesso à informação e aos serviços de saúde. O impacto das DCNT na população economicamente ativa leva à incapacidade laboral, a mortes prematuras, a redução de produtividade e de renda familiar, impactando, negativamente, na qualidade de vida e na economia. No Brasil, os custos para tratar diabetes Mellitus (DM), Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e a obesidade, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), somaram R$ 3,45 bilhões em 2018, sendo 72% deste valor gasto com pessoas de 30 a 69 anos. Em 2018, 73,9% das mortes no Brasil foram por DCNT. Estas doenças englobam um conjunto de fatores de risco comportamentais, como tabagismo, aumento do consumo de alimentos ultraprocessados, inatividade física e consumo excessivo de bebidas alcoólicas. O enfrentamento das DCNT requer educação em saúde, sistema de diagnóstico, vigilância, controle e monitoramento para prevenir os agravos decorrentes destas doenças. A educação em saúde, realizada conjuntamente por equipes multiprofissionais, visa compartilhar informações, empoderar as pessoas para o autocuidado seguro, minimizar o desconhecimento sobre as DCNT, propiciar maior adesão aos tratamentos e melhorar a qualidade de vida. O objetivo deste estudo será identificar, avaliar, desenvolver e divulgar as ações intersetoriais na prevenção e controle de DM, HAS e obesidade na Atenção Primária à Saúde (APS). O referencial metodológico será o da pesquisa-ação com as etapas do desenvolvimento, focadas na ação de transformar a realidade ou elucidar os problemas da situação observada, envolvendo a participação dos sujeitos investigados. O cenário do estudo será o Município de São Leopoldo/RS com população estimada em 230.914 pessoas, com maior afluência na área urbana. A APS do município inclui 22 Unidades Básicas de Saúde (UBS), uma Unidade de Saúde Volante e uma Equipe do Núcleo de Apoio a Saúde da Família, que se articulam com demais áreas do âmbito municipal. O estudo será realizado nas 22 UBS e em seus respectivos territórios, de forma intersetorial, com as Secretarias de Educação, Cultura, Assistência Social, Meio Ambiente, Esporte e Lazer, Políticas para as Mulheres e Associações de Moradores. Será desenvolvido em três etapas: 1) Fase Exploratória: diagnóstico situacional; 2) Desenvolvimento, potencialização e implantação das ações inovadoras; 3) Divulgação da produção do conhecimento e socialização das ações produzidas para a comunidade científica e sociedade. A etapa exploratória será constituída pelo diagnóstico situacional das necessidades do município, com levantamento intersetorial, sobre usuários com DM, HAS e obesos. A coleta de dados será realizada nos prontuários, no sistema de informação disponível nas UBS e na Assistência Farmacêutica, no período de 2017-2019. Também serão utilizados os sistemas DATASUS e BI. Serão realizadas entrevistas, rodas de conversa, seminários, e oficinas com as lideranças comunitárias, no territórios das 22 UBS e estudo documental, que buscarão identificar: condições de vida, organização comunitária, redes de apoio, acesso ao serviço de saúde, lazer e atividade física. Também serão identificadas as ações intersetoriais inovadoras desenvolvidas no município, que visam prevenção e controle de DM, HAS e obesidade. Os participantes serão os usuários, profissionais de saúde e gestores da rede intersetorial. Os resultados do Diagnóstico Situacional, irão subsidiar a Etapa 2 de pesquisa, que será constituída para o desenvolvimento, implantação e potencialização das ações inovadoras, visando desenvolver as ações apontadas pelos participantes como prioridades para a prevenção e controle de DM, HAS e obesidade. Dentre as ações desenvolvidas serão realizados, seis seminários com os profissionais da rede intersetorial, sobre o tema da prevenção e controle de DM, HAS e obesidade, buscando subsídios para propor novas ações e potencializar as existentes, tais como: a Farmácia Viva e Telemonitoramento de Agravos. Nesta etapa serão desenvolvidas Tecnologia Educativas (TE), considerando os conteúdos das rodas de conversa, seminários, oficinas e entrevistas realizadas na etapa anterior. As TEs irão auxiliar na prevenção e controle de DM, HAS e obesidade. Os produtos gerados serão: materiais didáticos instrucionais; aplicativos para monitorar e prevenir os agravos em estudo; conteúdos digitais; guias; manuais; infográficos; entre outras TEs, relacionadas à prevenção e controle de DM, HAS e obesidade. A validação das tecnologias será feita por experts no tema em estudo a partir de instrumentos de validação de conteúdo do material desenvolvido. Na Etapa 3 será realizada a divulgação e socialização das ações produzidas para a comunidade cientifica e sociedade. incluirá a apresentação de um plano para a aplicabilidade das ações e TEs construídas e validadas na Etapa 2. Será realizada divulgação do conjunto de ações intersetoriais e das TEs propostas e implantadas na APS, desenvolvidas para a prevenção e controle de DM, HAS e obesidade. Dentre as estratégias para potencializar a divulgação das produções e as ações planejadas, será utilizada a Tradução do Conhecimento (TC), que possibilita, principalmente, por meio de processo interativo, disseminar e aplicar conhecimento científico, para oferecer serviço de saúde e produtos mais efetivos fortalecendo as políticas públicas de saúde.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 07/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Vania Christina Nascimento Porto

Ciências Agrárias

Agronomia
  • fortalecimento e avaliação de sistemas agroflorestais na chapada do apodi
  • O semiárido brasileiro tem sua singularidade expressa em características ambientais e sociais que o torna especifico. É o único no mundo com o bioma genuinamente brasileiro: a caatinga. Suas particularidades estão na biodiversidade ecológica, na distribuição irregular da pluviosidade no tempo e no espaço, é o mais povoado do mundo representando 46% da população do Nordeste brasileiro, e compreende 1.133 municípios. É marcado historicamente pela complexidade social originária do processo de colonização e pelo desafio do desenvolvimento marcado pela situação de miséria e pobreza da maioria da população, especialmente aquelas que vivem nos espaços rurais. É neste cenário de negação de direitos que sobrevive a agricultura familiar. Muitas vezes desprovida de políticas públicas que atendam suas reais necessidades, esse modo de produzir na terra convive com o modelo de desenvolvimento agrícola e agrário hegemônico no semiárido brasileiro que não favorece a conservação e proteção do patrimônio genético e social dos seus ecossistemas. Esse fato colabora para desvelar cenários ameaçadores da vida humana, animal e vegetal, como o aquecimento climático, aumento das áreas em processo de desertificação, baixa produção agrícola, poluição dos solos e mananciais de água. Na região da Chapada do Apodi, localizada na zona semiárida entre os estados do Rio Grande do Norte e Ceará, vem se consolidando como uma das experiências mais exitosa de produção de alimentos de forma agroecológica e familiar do Nordeste, destacando-se o mel de abelha (maior produtora orgânica do país), o arroz, criação de caprinos, ovinos e bovinos, projetos de piscicultura, além de frutas. Mas, na contramão desta rica vivência está a implantação do Perímetro Irrigado da Chapada do Apodi RN, onde centenas de famílias estão sendo expulsas de suas terras para dar lugar a um projeto que está destruindo as comunidades camponesas e todo o trabalho da agricultura familiar e da agroecologia desenvolvido nesta rica região. Em meio a estes fatos o NUMA tem uma preocupação em estabelecer um diálogo com os camponeses da região, e isso tem resultado em um dinamismo que aproxima ainda mais a Universidade deles (camponeses), o que tem trazido uma confiança nos trabalhos de pesquisa e extensão e no fortalecimento político. Desta forma, este projeto busca contribuir para ampliar a produção científica e a extensão rural a partir da formação baseada nos princípios da Agroecologia junto aos agricultores familiares do Território Sertão do Apodi e o município de Mossoró, bem como fortalecer as ações de extensão e pesquisa existentes na região que envolvem professores, alunos, técnicos de extensão rural e agricultores familiares, além do estreitamento dos laços de parcerias com organizações de assistência técnica e extensão rural. O principal objetivo das ações do projeto é formar e qualificar agricultores familiares com foco na convivência com o semiárido, trabalhando o manejo ecológico do solo e conservação da água a partir de metodologias participativas e sistemáticas de apropriação do conhecimento, integrando princípios sistemáticos de sustentabilidade agrícola e pecuária firmado em bases ecológicas. Para atender os objetivos da proposta do NUMA serão desenvolvidas atividades de pesquisa, extensão e educação, descritas a seguir: Fortalecimento dos sistemas agroflorestais na Chapada do Apodi Partindo do pressuposto que a sustentabilidade almejada com os SAFs é um processo de construção permanente, ainda há muito a ser feito. Dessa forma, pretende-se por meio das ações do projeto promover um fortalecimento das experiências consolidadas e principalmente, consolidar as três experiências implantadas pelo grupo. Para promover esse fortalecimento adotará-se diversas estratégias. O conhecimento científico (teórico) sobre SAFs será disponibilizado por meio de oficinas com os agricultores. Para realizar tal ação também ultrapassaremos os limites da Chapada do Apodi. Buscaremos por meio de intercâmbios as aprendizagens adquiridas com outras experiências de manejo da caatinga e que sejam aplicáveis a Chapada do Apodi. No intuito de conciliar a teoria com a prática, vamos promover dias de campo. Monitoramento da qualidade do solo em sistemas agroflorestais na Chapada do Apodi Apesar de apresentar inúmeras vantagens e o conceito de SAFs preconizar o manejo conservacionista do solo como pré-requisito básico de sua adoção são praticamente inexistentes na região semiárida do Brasil pesquisas voltadas para a avaliação da potencialidade dos SAFs para a produção de alimentos e melhoria da qualidade do solo. Nesse contexto, fará-se por meio das ações do projeto o monitoramento da qualidade do solo nos SAFs que o NUMA pretende fortalecer na Chapada do Apodi, para avaliar a real potencialidade desse sistema de incrementar elementos que possam resultar em melhorias nos atributos físicos, químicos e biológicas desse solo. Esse monitoramento será feito a partir de análises laboratoriais. As análises serão feitas anualmente no laboratório de análise de solos da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) e comparadas entre si para quantificar a real contribuição que os SAFs proporcionam ao sistema solo. Ressaltamos que a proposta vem para fortalecer o NUMA, grupo criado a partir do Edital MCT/CNPq/MDA/SAF/Dater N° 058/2010 chamada 2, o qual desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão com base em princípios agroecológicos, especialmente a questões voltadas à convivência com o semiárido. Nessa perspectiva, a proposta apresentada visa à integração do ensino, pesquisa e extensão a partir do momento em que prima pela multidisciplinaridade, diversidade dos atores envolvidos e pela gestão compartilhada por ocasião da realização das atividades acadêmicas orientadoras do processo de aprendizagem.
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido - RN - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Vania de Fátima Barros Estivalete

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • antecedentes contextuais dos comportamentos de cidadania organizacional sob a ótica dos trabalhadores do conhecimento
  • As recentes mudanças na organização do trabalho, particularmente em organizações representativas da economia do conhecimento, estão causando mudanças na natureza dos Comportamentos de Cidadania Organizacional (CCO) (DEKAS, 2010). Porém, os estudos sobre o tema têm priorizado as investigações sobre antecedentes individuais e disposicionais, havendo uma lacuna acerca do efeito do contexto social de trabalho sobre os CCO. Nesse sentido, a problemática norteadora da pesquisa consiste em verificar: “Como ocorrem as interações entre os antecedentes contextuais (Confiança Interpessoal, Confiança Organizacional e Suporte Organizacional) e o Comportamento de Cidadania Organizacional sob a perspectiva dos trabalhadores do conhecimento?”. Visando responder tal questionamento, o objetivo geral do estudo é propor um framework de análise dos Comportamentos de Cidadania Organizacional, composto por antecedentes contextuais associados à Confiança interpessoal, Confiança Organizacional e Suporte Organizacional, visando estabelecer interações entre estes. Para isso, delinearam-se os seguintes objetivos específicos: (a) validar os modelos de Comportamentos de Cidadania Organizacional para trabalhadores do conhecimento e Confiança Interpessoal no contexto nacional; (b) analisar os Comportamentos de Cidadania Organizacional praticados pelos colaboradores da organização investigada; (c) verificar a perspectiva dos colaboradores sobre a Confiança Interpessoal e a Confiança Organizacional; (d) verificar a perspectiva dos colaboradores sobre o Suporte Organizacional praticado pela organização investigada; (e) verificar as relações entre os antecedentes contextuais Confiança Interpessoal e Confiança Organizacional e Suporte Organizacional; (f) analisar a influência dos antecedentes contextuais (Confiança Interpessoal e Confiança Organizacional e Suporte Organizacional) sobre os Comportamentos de Cidadania Organizacional. Para atender os objetivos, optou-se pela realização de uma pesquisa descritiva, de caráter quantitativo e qualitativo, empreendida por meio de um estudo de caso único em uma subsidiária de uma empresa da área de Tecnologia de Informação (TI), situada no Brasil. A coleta de dados irá ocorrer em três etapas. A primeira consiste na tradução e validação dos modelos de Comportamentos de Cidadania Organizacional para Trabalhadores do Conhecimento (DEKAS et al., 2013) e Confiança Interpessoal, composto pelas dimensões Confiança nos Colegas (OH e PARK, 2011) e Confiança nos Supervisores (NYHAN, 2000). Na segunda, questionários serão aplicados aos colaboradores da organização focal, incluindo as unidades de Porto Alegre e São Paulo, com a perspectiva de obter um retorno de aproximadamente 1500 questionários. Após a etapa quantitativa, serão realizadas entrevistas semiestruturadas com os colaboradores de diversos setores da organização foco deste estudo, com questões relativas à sua perspectiva quanto aos construtos investigados, buscando complementar os achados da etapa quantitativa. Em relação aos indivíduos entrevistados, serão selecionados colaboradores com mais de três anos de empresa de setores distintos, com a intenção de obter uma visão global e aprofundada de todas as áreas. A análise dos dados obtidos nas três etapas da coleta de dados também será realizada em momentos distintos, sendo o primeiro reservado a análise quantitativa e o segundo a análise qualitativa. Os dados obtidos na etapa quantitativa do estudo serão analisados com o apoio do software SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) para realização dos testes estatísticos, como Análise Fatorial Exploratória. Posteriormente, serão explorados os dados das quatro escalas utilizadas, através da Modelagem de Equações Estruturais (MEE). Os dados obtidos nas entrevistas serão analisados qualitativamente após a transcrição das gravações obtidas, por meio do procedimento análise de conteúdo, o qual contempla três fases fundamentais: pré- análise, descrição analítica e interpretação referencial (BARDIN, 1979). Por fim, destaca-se como potenciais impactos da pesquisa a produção de uma tese de doutorado no PPGA/UFSM; ampliação e aprofundamento do debate conceitual sobre CCO, Confiança Interpessoal, Confiança Organizacional e Suporte Organizacional; contribuição para a área de comportamento organizacional, quanto para o entendimento das complexidades gerenciais ao tratar o ser humano como ser produtivo, por intermédio de diversos aportes teóricos, gerenciais e metodológicos; validação de um framework que pode ser replicado em outras realidades; realização de seminários sobre os temas investigados; publicações de artigos sobre o tema abordado na presente proposta; fornecer informações que subsidiem o processo decisório dos gestores; auxiliar na gestão das organizações no sentido de auxiliar no entendimento de que atos de cidadania organizacional empregam benefícios à organização, possibilitando a inovação de processos organizacionais; conscientizar os gestores sobre a importância de CCO para a economia do conhecimento, uma vez que as organizações dependem cada vez mais dos comportamentos discricionários e cooperativos para desenvolver a criatividade e à inovação; contribuir com compreensão dos motivos que levam os colaboradores a se envolver em CCO, ultrapassando a esfera individual para analisar de que forma as interações sociais entre os indivíduos e entre estes e a organização podem contribuir para tais comportamentos; a realização desta pesquisa sinaliza também oportunidades de melhor compreender estas interações sob a perspectiva dos trabalhadores do conhecimento; possibilitará a prática de ações ambientais por meio do desenvolvimento de CCO; ampliar a compreensão sobre a sustentabilidade à medida em que os colaboradores se envolvam em CCO, ultrapassando a esfera individual, para analisar de que forma as interações sociais entre os indivíduos e entre estes e a organização podem contribuir em ações sustentáveis.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 01/06/2017-30/06/2021
Foto de perfil

Vania Gisele Bessi

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • inovação social em cooperativas de reciclagem na região do vale do rio dos sinos/rs
  • Na atualidade, vive-se em um contexto onde diferentes problemas sociais enfrentados pela população somam-se à necessidade de busca por soluções criativas e diferenciadas para se viver de forma mais colaborativa. Nesse contexto, a busca por essas soluções remete à ideia da inovação social. A Inovação Social apresenta-se como o resultado do conhecimento aplicado às necessidades sociais, por meio da participação e cooperação de todos os atores envolvidos, resultando em soluções novas e duradouras para grupos sociais, comunidades ou sociedade em geral (BIGNETTI, 2011). O presente projeto de pesquisa tem como objetivo identificar e analisar como se caracteriza a inovação social em Cooperativas de Reciclagem de Resíduos Sólidos na Região do Vale do Rio dos Sinos/RS. A pesquisa se caracteriza como uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, a ser realizada com cooperativas beneficiadas pelo projeto de extensão Gestão em Empreendimentos Solidários, da Universidade Feevale, localizada em Novo Hamburgo/RS. Trata-se, portanto, de estudos de casos múltiplos, já que as unidades de análise serão as Cooperativas de Reciclagem. No momento, quatro cooperativas são atendidas pelo projeto. Com isso, propõe-se uma ação indissociada entre pesquisa e extensão, que resultará em benefícios diretos aos membros dessas cooperativas. Como técnicas de coleta de dados, se utilizará entrevista semi estruturada, observação não participante e pesquisa documental. Para a análise será utilizada a análise de conteúdo e a análise do discurso do sujeito coletivo. Com a pesquisa, espera-se dar mais visibilidade a esse tipo de organização, cuja atuação se torna a cada dia mais importante na sociedade contemporânea, bem como auxiliar para que os mesmos possam evoluir em seus processos de trabalho, incrementando a renda de seus cooperados.
  • Universidade Feevale - RS - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021
Foto de perfil

Vania Goncalves Lourenço Esteves

Ciências Biológicas

Botânica
  • diversidade polínica e sua aplicação na taxonomia em plantas do sudeste: com ênfase nas vernonieae (asteraceae)
  • O projeto tem como objetivo direto o estudo polínico das plantas do sudeste brasileiro, com ênfase na família Asteraceae atendendo a vários gêneros, tribos e subfamílias. O material polínico será submetido à acetólise e mensurado, descrito e fotomicrografado sob microscópio de luz. Os grãos de pólen não acetolisados, serão analisados em microscópio eletrônico de varredura (MEV) e eletromicrografados para observação dos detalhes da exina e das aberturas. Com os resultados obtidos pretende-se contribuir para uma categorização da flora polínica brasileira além de oferecer subsídios para análises filogenéticas. Serão apresentados dados inéditos acerca do grupo estudado, contribuindo par uma maior compreensão dos táxons de Asteraceae.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vania Margaret Flosi Paschoalin

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • nanoencapsulação da lectina de taro (colocasia esculenta) ou de seus peptídeos ativos para o enriquecimento da farinha de taro e avaliação do potencial imunomodulador, antitumoral e antimetastático em ensaios pré-clínicos
  • A tarina, lectina do inhame, é um fitoquímico com atividades imunomoduladora, antitumoral e antimetastática. A encapsulação de compostos bioativos é uma estratégia desenvolvida para evitar a interação do composto encapsulado com tecidos/células ou com a matriz alimentar que, naturalmente, interfeririam na eficiência do composto e causariam efeitos citotóxicos em tecidos/células que são o alvo do ativo farmacológico. Este projeto tem o objetivo de produzir tarina ou seu peptídeo ativo, encapsulado, em lipossomos, com atividade antitumoral in vitro e in vivo para aplicação na indústria alimentar, como aditivo funcional ou nutracêutico. A tarina ou peptídeo serão encapsulados por hidratação de camada fina de filme lipídico e as nanocápsulas serão avaliadas quanto ao tamanho, homogeneidade, morfologia, estabilidade, eficiência de encapsulação e cinética de liberação. A inocuidade das formulações será avaliada por ensaios de citotoxicidade em cultura de células animais e humanas. Células de diferentes linhagens tumorais serão cultivadas na presença das nanocápsulas e as alterações morfológicas e no ciclo celular serão avaliadas por microscopia de contraste de fase e citometria de fluxo. A indução de apoptose será avaliada por quantificação de caspases e detecção de proteínas apoptóticas por Western Blot. Camundongos BALB/c nude, serão tratados com nanocápsulas de tarina ou peptídeo, e receberão células tumorais no quinto dia, pela via subcutânea. No decurso do tratamento, a massa corporal e o volume dos tumores serão monitorados e após eutanásia, os tumores serão medidos e pesados para determinação do potencial inibitório. A celularidade total, o perfil de distribuição celular bem como a fenotipagem de linfócitos do baço e medula óssea dos animais serão avaliados por citometria de fluxo. Os mesmos procedimentos serão repetidos após a ingesta de farinha de inhame enriquecida com as nanocápsulas pelos camundongos, que serão desafiados por inoculação de células tumorais.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vânia Maria de Oliveira Vieira

Ciências Humanas

Educação
  • desenvolvimento profissional de professores da educação superior do triângulo mineiro: contribuições da teoria das representações sociais
  • Este projeto integra a Rede de Pesquisa FORPROFES - “Desenvolvimento profissional dos professores universitários da região do Triângulo Mineiro”, com a participação de três Instituições de Ensino Superior: UFU; UFTM; e UNIUBE. Integra também a Linha de Pesquisa “Desenvolvimento profissional, trabalho docente e processo de ensino-aprendizagem”, do PPGE da Uniube e do CIERS-ed - Centro Internacional de Estudos em Representações Sociais e Subjetividade – Educação, da Fundação Carlos Chagas. Este estudo parte do princípio de que grande parte dos professores da educação superior não foram formados para a docência, chegam à universidade sem formação pedagógica sistematizada. Portanto, a problemática que se anuncia diz respeito ao seguinte questionamento: quais as representações sociais dos professores iniciantes sobre formação e desenvolvimento profissional? Caracterizado por uma pesquisa quanti-qualitativa, busca respaldo teórico-metodológico na Teoria das Representações Sociais de Moscovici (2003) e na subteoria do Núcleo Central de Abric (2000). Apresenta como objetivo geral identificar e compreender as representações sociais dos professores iniciantes sobre formação e desenvolvimento profissional do professor da educação superior. Participarão da pesquisa cerca de 60 professores, sendo 20 de cada uma das três universidades envolvidas na pesquisa. A construção dos dados será realizada por meio de um questionário contendo questões abertas e fechadas e a técnica de associação livre de palavras, tratadas pelo software EVOC, que tem como finalidade indicar os possíveis núcleos central e periféricos das representações sociais. Para a análise dos dados, além do respaldo da Teoria das Representações Sociais e da análise de conteúdo de Bardin (2011) será utilizado também o software Alceste para a categorização das questões abertas do questionário. Após a identificação das representações sociais dos professores sobre formação e desenvolvimento profissional docente, serão mapeadas as dificuldades ou fragilidades com relação a formação docente. Para discussão e reflexão dos resultados obtidos, na perspectiva de uma experiência formativa, serão realizados seis grupos focais, dois de cada universidade, com os docentes que aceitarem participar desta etapa para. Espera-se que a realização desta pesquisa possa contribuir para a identificação e compreensão das representações sociais que influenciam a prática pedagógica dos professores, e, além disso, possibilitar experiências formativas que contribuam efetivamente para o desenvolvimento profissional docente.
  • Universidade de Uberaba - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Vania Maria Manfroi

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • as condições de trabalho dos assistentes sociais: uma análise a partir da realidade dos estágios nos espaços sócio-ocupacionais
  • O presente projeto de pesquisa tem como objetivo principal analisar as formas de estruturação e dinâmica do estágio em serviço social e as determinações do mercado de trabalho, considerando as condições laborais dos profissionais supervisores de estágio e estudantes estagiários. Tal objeto de estudo foi desdobrado de pesquisas anteriores que, ao refletir sobre as relações e condições do mercado de trabalho, perceberam a necessidade de aprofundar a temática, articulando a formação e o exercício profissional, a partir da categoria trabalho. Além disso, a preocupação relativa ao estágio supervisionado foi tensionada a partir da inserção dos professores como supervisores acadêmicos, quando se observou a necessidade do debate da relação entre esse e as relações e condições de trabalho. Os desafios da formação profissional em serviço social e, particularmente, os relativos à implementação de uma política de estágio que seja consoante com os princípios, valores e perspectivas teórico-metodológica e ético-política defendidos pelo conjunto da categoria não podem ser enfrentados se não situados na complexidade da realidade social e no contexto de uma crise que afeta todo o sistema do capital. Trata-se de um projeto interinstitucional, cujos procedimentos metodológicos escolhidos pretendem apreender a complexidade do objeto a partir de dados objetivos e subjetivos que contribuam para apontar os avanços, dificuldades, desafios e estratégias à consolidação do projeto ético-político profissional em tempos de crise do capital e de regressão de direitos. Assim, o caráter quanti-qualitativo atravessa o conjunto da metodologia, a partir de fontes documentais, acervo bibliográfico e mecanismos exploratórios, que integram as fases de coleta e análise dos dados. Como resultado da pesquisa, pretende-se contribuir à política nacional de estágio em serviço social defendida pelo órgão acadêmico-científico da categoria, na perspectiva de aprofundá-la, reatualizá-la e/ou apontar novos direcionamentos e estratégias para a superação dos dilemas atinentes ao estágio que ainda são enfrentados no processo de formação, considerando a dinâmica e as requisições do mercado de trabalho.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Vânia Medianeira Flores Costa

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • personalidade e sua relação com o desempenho acadêmico dos estudantes do curso de administração
  • Para que seja explicado o desempenho que os discentes apresentam em exames de avaliação, torna-se necessário investigar quais são os fatores responsáveis pelo rendimento apresentado. No Brasil, um dos indicadores do desempenho para avaliar a qualidade do ensino é a nota da prova ENADE realizada pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). Neste sentido, tem-se como objetivo geral do estudo analisar como os traços de personalidade afetam o desempenho dos estudantes do curso de administração (RS), usando como variáveis de controle as características socioeconômicas e institucionais. Especificamente, buscar-se-á caracterizar os estudantes do curso de graduação em administração; explicar o desempenho dos alunos de graduação em administração tendo por base o Inventário dos Cinco Grandes Fatores da Personalidade (IGPF); discutir o desempenho dos alunos de graduação em administração com base nas variáveis socioeconômicas e institucionais; analisar as relações existentes entre os aspectos de personalidade e as variáveis socioeconômicas e institucionais que afetam o desempenho dos estudantes de administração. Será realizada uma pesquisa quantitativa e descritiva, utilizando como modelo de investigação o Partial Least Squares Path Modeling (PLS-PM) com uma abordagem quantílica. Os dados serão analisados através do Software R. Será aplicado um instrumento para uma amostra mínima de 366 discentes do curso de administração que prestarão a prova Enade 2018, bem como, também serão analisados os microdados Inep/Mec a fim de que seja investigado quais fatores explicam o desempenho dos estudantes. Espera-se que os resultados colaborem com a literatura e expliquem os determinantes do desempenho dos egressos do curso de administração.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Vânia Nakauth Azevedo

Ciências da Saúde

Medicina
  • bioprospecção do mirnoma de pacientes infectados pelo vírus linfotrópico das células t humanas 1 e sua influência na progressão para paraparesia tropical/mielopatia associada ao htlv (pet/mah)
  • O HTLV-1 infecta aproximadamente 15 – 20 milhões de pessoas no mundo, sendo endêmico na Amazônia brasileira. Após um prolongado período de latência, aproximadamente 5% dos indivíduos infectados irão desenvolver um tipo agressivo de tumor de células T – Leucemia/Linfoma das Células T do Adulto (ATLL) – ou uma doença crônica inflamatória neurodegenerativa, denominada de Paraparesia Espástica Tropical/Mielopatia Associada ao HTLV-1 (PET/MAH), além de outras patologias associadas a infecção como a artropatia associada ao HTLV (HAA). Os miRNA são pequenos RNAs (19 – 24 nucleotídeos de tamanho), não codificadores que regulam a expressão genica após a transcrição e dessa forma controlam diversos processos biológicos. Diferentes mecanismos são utilizados pelos vírus para interagir com os miRNAs. O papel dos miRNAs endógenos e miRNAs virais na replicação viral, na persistência da infecção e como os vírus utilizam estes mecanismos para interferir no metabolismo celular e garantir uma eficiente replicação e/ou latência ainda precisam ser elucidados. A elucidação dos mecanismos pelos quais o HTLV pode manipular o perfil de expressão de miRNAs poderá auxiliar na identificação de potenciais pontos de intervenção terapêutica que auxiliarão na erradicação deste patógeno em indíviduos infectados. Nesse sentido o presente estudo visa investigar o perfil de expressão de microRNA (miRNA) em células mononucleares de sangue periférico (PBMCs) de pacientes infectados pelo Vírus linfotrópico de células T humanas 1 (HTLV-1), bem como seu impacto na progressão das patologias associadas a infecção. Para alcançar os objetivos, será realizado análise do miRNoma por sequenciamento de nova geração em linfócitos do sangue periférico humano de pacientes infectados pelo HTLV com e sem sintomatologias PET/MAH. Em seguida serão avaliadas: (i)Verificar por western blot a expressão de AGO2, afim de elucidar se a infecção pelo HTLV altera a expressão dos miRNAs processando ou degradando proteínas envolvidas na biogênese dos miRNAs; (ii) Se o HTLV pode gerar miRNAs virais, por meio de análises de bioinformática; (iii) Identificar quais os miRNAs podem estar associados a progressão da infecção; (iv) identificar possíveis alvos gênicos e mecanismos celulares que estes miRNAs possam estar atuando.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Vania Neu

Ciências Biológicas

Ecologia
  • segurança hídrica e saneamento básico descentralizado, monitoramento das tecnologias sociais implementadas na região insular de belém.
  • A falta de água potável e saneamento básico rural geram uma série de problemas ambientais e de saúde pública. O presente projeto busca avaliar duas tecnologias sociais para promover a segurança hídrica e reduzir a contaminação biológica de corpos hídricos na Amazônia, especialmente na área rural. O desenvolvimento das tecnologias foi iniciado em 2012 com a implantação de sistemas simples de captação e armazenamento da água da chuva e do protótipo de Banheiro Ecológico Ribeirinho (BER). O projeto está em consonância com as metas da Agenda 30 para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) e com as diretrizes do Plano Nacional de Saneamento Básico (PLANSAB) e da Política Estadual de Saneamento Básico do Pará. Ao substituir o consumo de água fluvial contaminada, o sistema de captação e armazenamento da água da chuva tem reduzido as doenças de veiculação hídrica e proporcionado melhorias na qualidade de vida das famílias. O conforto, a segurança e a comodidade em ter água encanada dentro de suas residências são vantagens adicionais proporcionadas pelo sistema, especialmente para as mulheres, normalmente encarregadas da tarefa de abastecimento de água nas residências. Economicamente, o acesso à água potável reduziu despesas com medicamentos e compra de água. A implantação do BER promoveu solução sanitária de baixo custo e melhora significativa das condições de higiene, conforto e estética da paisagem local. Com os dejetos isolados dentro de um tambor impermeável, eliminou-se o acesso dos animais domésticos (cães, suínos e aves) às fezes humanas, reduzindo a contaminação dos animais e a proliferação de zoonoses. As tecnologias sociais implantadas na comunidade oferecem soluções eficazes, de baixo custo e fácil replicação para regiões que carecem do acesso a estes serviços básicos.
  • Universidade Federal Rural da Amazônia - PA - Brasil
  • 01/12/2018-30/05/2021
Foto de perfil

Vania Regina Pivello

Ciências Biológicas

Ecologia
  • uso do fogo no parque nacional das sempre-vivas (mg): compartilhando conhecimento tradicional e científico
  • O fogo tem sido usado como ferramenta de manejo da vegetação por povos tradicionais em diversas savanas e campos do mundo todo e também no Brasil. É uma ferramenta extremamente versátil, pois seus efeitos podem ser muito diversos, conforme o regime de queima aplicado. Em campos rupestres, o conhecimento científico sobre os efeitos do fogo nas comunidades vegetais são raros, embora extremamente necessários para subsidiar ações de manejo nesse ambiente que é frequentemente queimado, principalmente para o manejo de campos para uso como pastagens naturais e para estimular a floração de plantas comercializáveis como sempre-vivas. O uso dos campos com estas finalidades principais é muito comum na Serra do Espinhaço, e marcante na região alvo da presente proposta. Este projeto de pesquisa visa compreender de forma mais qualificada o uso local do fogo – especialmente em relação ao regime de queimas – aplicado pelos coletores de sempre-vivas (Eriocaulaceae) nos campos rupestres na região do Parque Nacional das Sempre-Vivas-PNSV, MG, a fim de avaliar os efeitos sobre a sobrevivência e a competitividade das espécies herbáceas típicas, bem como a viabilidade desse procedimento a longo prazo. Para tanto, utilizaremos uma combinação de experimentos em campo e em laboratório e acompanharemos durante dois anos os coletores em suas práticas usuais de queima e coleta. Serão mensurados e calculados os principais parâmetros de fogo nas queimadas realizadas pela população humana local (temperatura, velocidade de propagação das chamas, altura das chamas, intensidade, eficiência de queima, patchiness). Os experimentos (em campo e laboratório) envolverão a comparação da diversidade florística e de tipos funcionais das comunidades em áreas sujeitas a diferentes regimes de queima (conforme informações espacializadas e mapeadas), bem como a fenologia, eficiência reprodutiva (produção de inflorescências e sementes), morfometria de estruturas reprodutivas e vegetativas, viabilidade das sementes e germinabilidade, recrutamento e mortalidade das espécies em foco, a estabilidade do serviço ecossistêmico de polinização, o banco de sementes no solo e a expansão horizontal das populações. Ainda, em campo e entrevistas com os coletores, serão avaliadas as práticas de coleta e seleção das inflorescências, assim como suas percepções a respeito da forma como atuam e a respeito de outras possíveis práticas. Com este estudo, pretendemos aproximar o saber científico e o saber popular, assim como integrar gestores do parque, pesquisadores, e a comunidade local num manejo integrado das comunidades vegetais, com vista à sua perpetuação. Os resultados deste estudo deverão subsidiar ações para o manejo integrado de fogo, previsto no Plano de Manejo do PNSV.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 30/11/2018-30/11/2021
Foto de perfil

Vania Ribas Ulbricht

Ciências Humanas

Educação
  • coin- artefato para o desenvolvimento de material digital acessível
  • O projeto propõe a produção de um aplicativo web e mobile para representação interativa de diretrizes para produção de material educacional acessível. Através do protótipo desenvolvido para mobile e ambiente web, as diretrizes de recomendação da pesquisadora Macedo (2010) foram organizadas para que desenvolvedores e conteudistas de Objetos de Aprendizagem (OAs) possam utilizar as ferramentas de acessibilidade em seus projetos . Para validar a utilização do aplicativo para que desenvolvedores e conteudistas realizem a produção de conteúdos e Objetos de Aprendizagem (OAs) acessíveis, propõe-se também o desenvolvimento de um Ambiente Virtual de Ensino Aprendizagem (AVEA) com acessibilidade para pessoa com deficiência visual e auditiva, com objetivo de transferir e disseminar conhecimento. Buscando aproximar as diretrizes da visão de mundo dos usuários de acordo com o contexto de uso, objetivamos adequá-las ao ambiente das organizações e dos indivíduos. Dessa forma, profissionais e pesquisadores da área de OAs podem obter uma nova experiência na apropriação das recomendações e promover ações inclusivas.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022