Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Rodrigo Octavio D'Azevedo Carreiro

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • o amador e o real no sound design de filmes contemporâneos
  • A proliferação de dispositivos de registro digital de sons e imagens, combinada com a emergência das redes sociais online como espaço de circulação massiva de produtos audiovisuais, tem gerado nas últimas duas décadas um aumento significativo na produção de filmes de ficção que incluem sons e imagens precários e de baixa resolução, seja por terem sido realizados por pessoas sem treinamento nas funções técnicas de realização fílmica, seja pela simulação de uma estética da imperfeição como forma de criar efeitos de real que ampliem a sensação de verossimilhança documental. Este projeto de pesquisa pretende investigar o papel do sound design em filmes (amadores ou profissionais) que façam uso da imperfeição formal como modelo estético. O projeto parte da constatação de que o real, em múltiplas modalidades, tem se tornado uma commodity de grande valor cultural, por emprestar a produções audiovisuais um sabor de autenticidade valorizado pelo público. Desse modo, a pesquisa pretende analisar os modos como realizadores, editores de som, mixadores e sound designers inserem ou reforçam elementos de realismo na banda sonora das produções audiovisuais, assim como pretende relatar como pessoas sem treinamento constroem trilhas sonoras de filmes a partir de elementos do real. Para atingir esses objetivos, pretendemos qualificar um laboratório de análise fílmica.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Octavio Mendonca Alves de Souza

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • industria 4.0: a quarta revolução industrial aplicada a síntese de ingredientes farmacêuticos ativo
  • Os avanços tecnológicos impulsionaram aumentos dramáticos na produtividade industrial desde a Revolução Industrial. As fábricas movidas a vapor no século XIX, a energia elétrica levando à produção em massa na parte inicial do século 20 e a automatização da indústria a partir da década de 70. Nas décadas que se seguiram, no entanto, os avanços tecnológicos foram apenas incrementais, especialmente se comparados avanços que transformaram TI, comunicações móveis e e-commerce. Agora, porém, estamos no meio de uma quarta onda de avanço tecnológico: o surgimento de nova tecnologia industrial digital conhecida como Industry 4.0, uma transformação que é alimentada por nove avanços tecnológicos fundamentais. Nesta transformação, sensores, máquinas, peças de trabalho e sistemas de TI serão conectados ao longo da cadeia de valor de uma empresa. Esses sistemas conectados podem interagir uns com os outros usando padrão baseado em protocolos de internet e analisar dados para prever falha, autoconfigurar-se e adaptar-se às mudanças. Indústria 4.0 tornará possível reunir e analisar dados entre máquinas, permitindo processos mais rápidos, flexíveis e eficiente para produzir bens de maior qualidade a custos reduzidos. Este, por sua vez, irá aumentar produtividade industrial, mudar a economia, fomentar o crescimento industrial e modificar o perfil da força de trabalho - em última análise, a competitividade das empresas e regiões. Neste contexto, o mundo farmoquimico/farmacêutico vem sendo direcionado ao conceito de “Pharma 4.0” para aplicar princípios da Indústria 4.0 à fabricação farmacêutica. A Pharma 4.0 prevê processos automatizados altamente eficientes - que podem ser em sistemas contínuos, batelada ou híbridos - impulsionado por uma estratégia integrada de controle de produção. Sendo assim, acreditamos que o desenvolvimento de novos sistemas baseados no conceito de Pharma 4.0 e Industria 4.0 para produção de Ingredientes Farmaceuticos Ativos (IFAs) de interesse para o Sistema Único de Saúde (SUS) é uma oportunidade ímpar para o Brasil se manter na vanguarda do desenvolvimento tecnológico e inovação. Para este fim a experiência de nosso laboratório no desenvolvimento de processos contínuos e híbridos vai de encontro com o que acontece na fronteira do desenvolvimento tecnológico industrial no mundo.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Otávio Silveira Silva

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • desenvolvimento e avaliação de três vacinas experimentais contra a toxina épsilon de clostridium perfringens tipo d.
  • Dentre as diversas espécies de clostrídios, C. perfringens tipo D, produtor da toxina épsilon, destaca-se como importante causador da enterotoxemia em ovinos, caprinos e bovinos, enfermidade vulgarmente conhecida como “doença da superalimentação”. Além dos prejuízos diretos associados aos quadros entéricos em animais, a toxina épsilon é ainda reconhecida como um potencial agente de bioterrorismo e guerra biológica, graças a sua grande potência e toxicidade também em seres humanos. Como C. perfringens tipo D pode ser encontrado como comensal do trato gastrointestinal dos ruminantes, a erradicação desse agente torna-se impraticável e o controle da doença baseia-se principalmente vacinação sistemática dos rebanhos de ruminantes. Apesar do reconhecido impacto da enterotoxemia por C. perfringens tipo D em ruminantes, sabe-se pouco com relação ao comportamento da curva de anticorpos contra a toxina épsilon nesses animais ao longo do tempo. Até o presente momento, todos estudos focaram apenas na avaliação do título de anticorpos vacinais no pico de produção desses, não havendo na literatura trabalhos avaliando a manutenção de títulos até o momento da revacinação, que ocorre, por recomendação de bula, anualmente. Com isso, veterinários de campo e pesquisadores têm questionado a capacidade das vacinas presentes no mercado brasileiro, mesmo quando aprovadas nos testes oficiais, em manter os títulos de anticorpos protetores contra a toxina épsilon sobretudo nos últimos meses antes da revacinação anual. Em adição ao desconhecimento da potência das vacinas clostridiais ao longo de um ano, há ainda uma forte demanda comercial pelo desenvolvimento de imunógenos de dose única em bovinos e ovinos, o que facilitaria o manejo sobretudo em animais criados extensivamente ou em bovinos confinados. Em caprinos, a situação torna-se ainda mais crítica já que estudos demonstram que os títulos de anticorpos contra toxina épsilon nessa espécie são mais baixos e de menor duração do que em ovinos e bovinos. Diante disso, tem-se preconizado a revacinação a cada três ou quatro meses durante toda a vida do animal. Dessa forma, faz-se necessária a busca por uma nova vacina que permita a redução do número de imunizações nessa espécie, facilitando o manejo. Deve-se ressaltar ainda que, apesar da importância da enterotoxemia por C. perfringens tipo D em pequenos ruminantes, não existem, no mercado brasileiro, vacinas a base de toxóides clostridiais para uso exclusivo em ovinos e caprinos. Com isso, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a potência vacinal de diferentes formulações de toxóide épsilon bruto ou purificado em combinação com diferentes adjuvantes. Para tal, estirpes de C. perfringens pertencentes as bacterioteca da EV-UFMG serão avaliadas quanto a produção de toxina épsilon. Após a seleção da estirpe mais adequada, a toxina épsilon será produzida e purificada. Vacinas contendo toxoíde épsilon (purificado ou não) e diferentes adjuvantes serão formuladas e testadas inicialmente em coelhos, modelo atualmente utilizado para o teste de potência desse antígeno. Após a seleção das candidatas de melhor desempenho em coelhos, grupos de bovinos e caprinos serão vacinados com uma ou duas doses e acompanhados por um período mínimo de um ano. Uma vacina comercial previamente aprovada pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento será incluída no trabalho. Por meio da coleta mensal de soro dos animais, o presente estudo revelará o comportamento da curva de anticorpos da vacina comercial e das vacinais experimentais previamente triadas em coelhos. Com isso, o presente projeto poderá elucidar três problemas práticos de extrema relevância na vacinação de ruminantes domésticos contra essa clostridiose. Primeiro, o trabalho elucidará se uma vacina comercial, aprovada pelos testes oficiais, é capaz de induzir títulos protetores de anticorpos ao longo de um ano em ruminantes. Segundo, buscará formulações vacinais com toxóide épsilon que não necessitem de duas doses em bovinos e ovinos, facilitando o manejo das propriedades. Por último, o presente estudo poderá elucidar uma combinação de toxóide-adjuvante que permita um menor intervalo de vacinações em caprinos, hoje praticado idealmente quatro vezes por ano.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Patto Sá Motta

Ciências Humanas

História
  • imprensa e ditadura no cone sul: os casos de o estado de são paulo e de clarín
  • O propósito básico da pesquisa é compreender as atitudes e comportamentos da mídia impressa tradicional diante dos Estados autoritários, considerando uma escala variando entre adesão, acomodação e resistência. Outro objetivo essencial é estudar os efeitos políticos das representações jornalísticas, notadamente o seu impacto na formação da opinião pública e na legitimação de intervenções autoritárias na América Latina, particularmente no Brasil e na Argentina, tendo como base o estudo dos diários O Estado de São Paulo e Clarín. A intenção é construir um olhar historiográfico que transcenda o enfoque nacional, estabelecendo um quadro analítico mais amplo sobre ditaduras e imprensa na região do Cone Sul. Nesse sentido, construiremos uma abordagem comparativa que leve em conta as semelhanças entre os objetos em foco, porém, igualmente atenta às especificidades locais.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Pedro Pinto Soares

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • leishmania (mundinia) enriettii: mecanismos imunopatológicos, visceralização e busca de um reservatório silvestre
  • Leishmania enriettii foi descrita em 1948 pelos pesquisadores Muniz e Medina da Universidade Federal do Paraná. Estes pesquisadores encontraram porquinhos da índia (Cavia porcellus) com lesões na orelha de onde eles isolaram este parasito. Recentemente, esta espécie foi incluída por Espinoza et al. (2016) em um novo subgênero, o Mundinia em homenagem a estes dois pesquisadores. Esta espécie foi utilizada muitos anos como modelo de estudo para a leishmaniose cutânea, na quimioterapia e biologia molecular. Após décadas do descobrimento de L. enriettii, um parasito semelhante foi encontrado infectando oportunisticamente cangurus na Australia, a Leishmania macropodum (Dougall et al. 2011). Seguido a estes parasitos, outras espécies que foram molecularmente agrupadas no complexo L. enriettii, agora englobadas dentro do subgênero Mundinia foram descritas incluindo Leishmania martiniquensis e L. orientalis (em substituição a L. siamensis). Uma característica marcante das espécies deste subgênero é sua plasticidade fenotípica sendo capazes de infectar vários hospedeiros incluindo: homem, bovinos, equinos e causar desde formas cutâneas até formas viscerais em pacientes HIV positivos. Além disso, L. macropodum foi capaz de infectar outro díptero não flebotomíneo, um ceratopogonídeo, que seria seu provável vetor na Austrália. Com base nestes resultados nosso grupo iniciou em 2012 uma linha de pesquisa neste parasito que é um modelo muito interessante e é umas das novidades mais recentes na Parasitologia a ponto de ser descrito um novo subgênero só pra estas 4 espécies. Sendo L. enriettii um parasito específico de cobaias, implantamos com sucesso este modelo no Instituto René Rachou/FIOCRUZ. Produzimos com sucesso uma dissertação de mestrado (2012-2014) e uma de Doutorado (2014-2018) que geraram duas publicações em revistas Qualis A1 e A2 (Paranaíba et al., 2015, Parasites & Vectors; Pinheiro et al., 2018, Frontiers in Microbiology). Além disso, escrevemos duas revisões que foram muito bem recebidas pela comunidade em dois periódicos de impacto na Parasitologia (Paranaíba et al., 2017a, 2017b, Plos Pathogens e Parasitology). Todos estes projetos e artigos foram publicados sem financiamento direto e serviram para implantar com sucesso esta linha de pesquisa no René Rachou/FIOCRUZ. Descrevemos a glicobiologia de L. enriettii e seu papel na interação com macrófagos, histopatologia, liberação de vesículas extracelulares e ausência de LRV1/2, um vírus relacionado à virulência em Leishmania. Entretanto, sendo um parasito que ficou muitos anos apenas sendo utilizado como modelo de biologia molecular, muitos aspectos ainda se encontram desconhecidos. Dentre os aspectos epidemiológicos não sabemos qual é o hospedeiro silvestre e pretendemos investigador o papel de Cavia aperea, o preá, neste processo. Além disso, a L. enriettii provoca uma lesão cutânea que se cura espontaneamente após três meses. Não sabemos se ocorre visceralização nesta espécie, mas dados preliminares de nosso grupo detectaram a presença do parasito na traqueia e no pulmão. Dispomos de todos os órgãos já emblocados de C. porcellus infectados com L. enriettii para prospectarmos a presença do parasito. Isto abrirá caminho para entendermos como este parasito circula na natureza uma vez que a lesão cutânea se cura mas o mesmo ainda consegue se manter. Finalmente, temos estudados duas cepas de L. enriettii (L88 e Cobaia) isoladas em dois momentos distintos (1945 e 1948), respectivamente. Estas cepas constituem um material biológico valioso por apresentarem características completamente diferentes. A cepa L88 é mais virulenta e capaz de causar lesões ulcerativas enquanto a cepa Cobaia é capaz de causar lesões nodulares não ulceradas. Recentemente publicamos que estas diferenças macroscópicas também ocorrem histopatologicamente, no qual a cepa L88 causa uma lesão com maior infiltrado pró-inflamatório e maior carga parasitária do que aquela causada pela cepa Cobaia (Pinheiro et al., 2018). Entretanto, um aspecto ainda desconhecido de como estas diferenças ocorreriam seria qual citocinas estariam envolvidas nos dois modelos. Pretendemos estudar estes mecanismos utilizando PCR em tempo real com primers específicos para C. porcellus, uma vez que anticorpos específicos ainda não estão disponíveis. Em conclusão este projeto pretende abordar mecanismos ainda desconhecidos da imunopatologia de L. enriettii assim como acessar o seu provável reservatório silvestre no estado de Minas Gerais. Estes mecanismos poderão ajudar entender como esta espécie e suas correlatas conseguem ter uma ampla plasticidade fenotípica e infectar diferentes hospedeiros no mundo inteiro causando formas cutâneas e viscerais dependendo do estado imunológico dos pacientes. Vale salientar que atualmente somos o único grupo que possui este modelo implantado no biotério. O sucesso e receptividade de nossos pares que resultaram em quatro publicações no último quadriênio nos encorajaram a submeter este projeto para o Edital Universal para podermos agora continuar esta linha promissora que tem rendido ótimos frutos além de ser extremamente original. Publicações: 1) Paranaíba LF et al. Soares RP (2015). Leishmania enriettii: biochemical characterisation of lipophosphoglycans (LPGs) and glycoinositolphospholipids (GIPLs) and infectivity to Cavia porcellus. Parasites & Vectors 8:31. 2) Paranaiba LF et al. (2017a). Leishmania enriettii, Muniz & Medina (1948) a highly diverse parasite is here to stay. Plos Pathogens 13(5): e1006303. 3) Paranaiba LF et al. (2017b). An overview on Leishmania enriettii: biology, immunopathology, LRV and extracellular vesicles during the host-parasite interaction. Parasitology 10:1-9. 4) Pinheiro LJ, Paranaiba LF, Alves A, Parreiras PM, Gontijo NF, Soares RP, Tafuri WL (2018). Differential immunopathological mechanisms in Leishmania enriettii strains: role of CD163 and L1 positive macrophages during infection in Cavia porcellus. Frontiers in Microbiology 9:969.
  • Fundação Oswaldo Cruz - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Pereira Barretto da Costa Félix

Engenharias

Engenharia de Energia
  • ultrassom quantitativo e fotoacústica como métodos de análise de combustíveis (usqfa comb)
  • Ultrassom vem sendo utilizado com bastante sucesso na fabricação de biodiesel já há bastante tempo. Mais recentemente, técnicas de análise de componentes de misturas ou de qualidade de líquidos e gases que utilizam parâmetros ultrassônicos vêm sendo desenvolvidas e apresentam resultados relevantes. Os parâmetros tipicamente empregados são velocidade de propagação e atenuação ultrassônicas por meio de métodos pulso/eco ou transmissão/recepção. Normalmente, a excitação se dá com frequências discretas dada sua facilidade de geração, captação e processamento matemático. Entretanto, técnicas avançadas de geração e processamento do sinal ultrassônico estão disponíveis, tais como geração de sinais modulados em frequência e deconvolução no domínio da frequência. Por outro lado, variação de frequência do sinal aplicado em um meio reacional poderá induzir vibrações nas moléculas dos reagentes de forma significativamente distinta dos sinais monotônicos. Ambas abordagens da aplicação do ultrassom de banda larga, tanto para análise de meios fluídos em repouso ou quanto em processo de transformação (reação) química, não estão descritas na literatura. Este projeto tem como propósito estabelecer métodos para a aplicação de ultrassom de banda larga na fabricação de biodiesel e na análise de combustíveis e misturas de líquidos. As entregas do projeto serão novos métodos de análise de combustíveis líquidos e novos processos de fabricação de biodiesel utilizando ultrassom como princípio físico.
  • Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Pereira da Rocha Rosistolato

Ciências Humanas

Educação
  • estigma e construção de trajetórias escolares.
  • A investigação proposta por este projeto está inserida na temática da distribuição de oportunidades educacionais. O objetivo é analisar a construção social das trajetórias educacionais vivenciadas por estudantes no decorrer da educação básica nas cidades do Rio de Janeiro, Duque de Caxias e Petrópolis. Analisaremos as trajetórias educacionais com foco nas transições entre níveis de ensino e, sendo assim, priorizaremos os estudantes que optarem por seguir seus estudos no nível médio em escolas públicas estaduais. As três cidades escolhidas para esse estudo comparativo representam regiões distintas do Estado do Rio de Janeiro, tanto em termos geográficos, quanto econômicos e culturais. A primeira é a capital do Estado e tem uma das maiores redes de ensino da América Latina. A segunda está localizada na região da baixada fluminense, que guarda proximidade geográfica com a capital, mas tem diferenças significativas tanto com relação ao tamanho da rede quanto aos seus indicadores de desempenho. A terceira cidade faz parte da região serrana. Possui uma rede de escolas equivalente em tamanho à rede de Duque de Caxias, mas tem desempenho superior, próximo ao apresentado pela rede do município do Rio de Janeiro. Além disso, as três cidades, no ensino médio, são atendidas pelo sistema estadual de educação, o que faz com que os estudantes transitem do ensino fundamental majoritariamente para escolas estaduais. Esse projeto justifica-se na literatura educacional – nacional e internacional –que indica uma série de fatores que influenciam diretamente o aprendizado e, consequentemente, as trajetórias dos estudantes. Dentre eles, o background familiar em termos de escolarização, renda e capital cultural e a organização das escolas, a formação dos professores e as políticas educacionais (Coleman et all, 1966; Bourdieu, 1992; Paixão & Zago, 2007; Ribeiro & Kaztman, 2008; Costa, 2010; Sammons, 2008; Freitag, 1987; Brooke & Soares, 2008). As pesquisas anteriores já realizadas pela equipe (Rosistolato, 2015; Rosistolato et all, 2016) também indicaram que estudantes equivalentes em termos de background familiar e matriculados em escolas com perfil semelhante trilhavam trajetórias diferentes em todas as fases do ensino fundamental. Esses casos nos levaram a buscar interpretações sobre as trajetórias educacionais que considerassem as variáveis clássicas e propusessem novas hipóteses para a análise das diferenças entre trajetórias de jovens com perfil equivalente matriculados em escolas públicas. Sendo assim, nesse projeto argumentamos sobre o potencial heurístico de uma variável pouco explorada no debate educacional contemporâneo sobre a construção de trajetórias educacionais. Trata-se da presença de estigmas relacionados às crianças e às suas famílias nas reflexões que professores e gestores realizam sobre o perfil do corpo discente das escolas. Nossa compreensão sobre o conceito de estigma é orientada pelo livro seminal de Goffman (1975), sendo estigma definido como um conjunto de características individuais e/ou coletivas socialmente desvalorizadas que fazem com que as pessoas e/ou os grupos sociais que as portam sejam considerados inabilitados para aceitação social plena. A literatura sobre estigma e rótulo aponta que os rótulos promovidos por processos de estigmatização marcam os alunos individualmente e/ou em grupos e fazem com que os percursos sociais por eles percorridos sejam fragmentados e desconexos (Goffman, 1975; Rist, 1977; Link; Phelan, 2001). No caso específico da educação, argumentamos que tais estigmas e rótulos podem até mesmo conduzir os alunos ao abandono da escola. Nossa hipótese principal é que os estudantes vitimados por estigmas terão trajetórias fragmentadas e, por conta disso, expectativas educacionais reduzidas em comparação com as dos estudantes considerados “normais”. O método proposto é qualitativo e pensado com base em três caminhos complementares. O primeiro passo será realizar uma análise dos dados disponibilizados pelo INEP sobre as três redes de ensino definidas como contexto de investigação. Realizaremos comparações considerando o tamanho das redes, o nível sócio econômico médio dos alunos atendidos por cada rede e o desempenho das escolas nos anos iniciais e finais do ensino fundamental, além do ensino médio. O segundo passo será a realização de grupos focais com os estudantes, além de entrevistas em profundidade com estudantes, professores e gestores. O terceiro passo será a realização de observações etnográficas nas escolas investigadas. É importante frisar que o público alvo de nossa investigação são os estudantes em transição entre os segmentos. Queremos mapear a perspectiva dos alunos que estão transitando dos anos iniciais do ensino fundamental, daqueles que estão transitando dos anos finais para o ensino médio e dos que estão concluindo o ensino médio e necessariamente optando pela sequência dos estudos na Universidade e/ou pelo mercado e trabalho. Pretendemos investigar a perspectiva dos jovens para entendermos como eles realizam esse processo e fazem uso de sua autonomia relativa para definir em conjunto com suas famílias os seus próprios destinos escolares. E também precisaremos mapear a perspectiva de gestores e professores para que entendamos como as escolas estão organizando esses processos.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Perito Cardoso

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • nitretação por plasma à pressão atmosférica usando microdescargas: avançando no entendimento do processo e em sua aplicação
  • Com o avanço tecnológico, as exigências de desempenho dos materiais e processos de fabricação intensificam-se. Para atingir o desempenho adequado os componentes mecânicos necessitam de tratamentos com elevada reprodutibilidade e qualidade. Ao mesmo tempo, com a degradação do meio ambiente, as normas ambientais tornam-se cada vez mais rígidas, inviabilizando a utilização de algumas tecnologias já consolidadas. Neste contexto, a utilização industrial de tratamentos de superfície por plasmas, na fabricação de componentes, vem ganhando importância nas ultimas décadas, devido principalmente à grande qualidade dos tratamentos realizados e ao baixo impacto ambiental dos referidos processos. Em geral, os tratamentos por plasma são realizados a pressão inferior a 15 mbar, o que aumenta o custo de implantação dos processos de fabricação, pela necessidade de sistemas de vácuo. Isto também impõe que o processo de fabricação seja realizado em bateladas. Devido a estas limitações, pesquisas visando o domínio de descargas fora do equilíbrio à pressão atmosférica, também conhecidos como plasmas frios à pressão atmosférica, veem atraindo interesses de cientistas e industriais. Nas últimas décadas, os estudos sobre as descargas à pressão atmosférica (P.A.) têm ganhado importância entre os estudos de plasmas, sendo hoje um dos principais temas em conferências e artigos científicos da área de plasma e aplicações de plasma. Motivado principalmente pelo interesse industrial em aplicar estes plasmas no processo produtivo, o estudo da aplicação dos plasmas à P.A. ao tratamento dos materiais vem apresentando acentuado crescimento, uma vez que estes processos superam as limitações supra citadas dos plasmas a baixa pressão. Dentre as diferentes tecnologias disponíveis para gerar plasmas frios à pressão atmosférica, as microdescargas se mostram atrativas por aplicar fontes de baixa tensão e não necessariamente de alta frequência. Usando pequeno espaço entre eletrodos é possível gerar microdescargas à pressão atmosférica com tensões em torno de 400 V. Além disto, a tecnologia das fontes de plasma DC é mais baratas que a das fontes de alta frequência, havendo uma ampla gama de fornecedores de tais equipamentos, o que contribui para a viabilidade de um projeto industrial utilizando microdescargas à P.A. Assim a utilização de tais descargas para o desenvolvimento de processos de fabricação se mostra muito interessante. Em projeto anterior financiados pelo CNPQ (CHAMADA UNIVERSAL – MCTI/CNPq Nº 14/2014 – Faixa A - R$30.000,00) um equipamento (reator de microdescarga com três eletrodos) foi construído e testado, possibilitando significativo avanço no domínio da tecnologia aqui proposta. Entretanto, um dos pontos fracos do sistema desenvolvido anteriormente é o controle de atmosfera, o que dificultou algumas medidas de caracterização dos plasma formados e limitou a performance dos tratamentos de niteração realizados. Assim, visto o comprovado potencial da aplicação e o know-how adquirido, neste projeto é proposta a construção de um novo aparato experimental que possibilitará maior nível de controle da atmosfera de trabalho. Com isso será possível avançar no entendimento da tecnologia de geração de microdescargas com três eletrodos à pressão atmosférica e em sua aplicação no processo de nitretação por plasma à P.A. Com isto este projeto deve trazer inovação na aplicação de plasmas à P.A. ao tratamento de superfícies metálicas, com possibilidade futura de desenvolvimento de um processo de fabricação contínuos em linha.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Pinheiro Araldi

Ciências da Saúde

Medicina
  • estudo do papel de limd2 na transição epitélio-mesênquima no câncer de tiroide
  • A incidência do câncer de tiroide mais que triplicou nas últimas quatro décadas. Dentre os diferentes tipos histológicos do câncer de tiroide, o câncer diferenciado (CDT) representa 90% dos casos, sendo subclassificado em: câncer papilífero de tiroide (CPT) e câncer folicular de tiroide (CFT). Embora o CDT apresente um prognóstico favorável, cerca de 30% dos casos apresentam metástase aos linfonodos regionais e 2-13% dos pacientes apresentam metástases a distância, condição que reduz a taxa de sobrevivência dos pacientes. Desta forma, reconhecer marcadores moleculares associados ao processo de metástase pode auxiliar na identificação de marcadores de prognóstico. Neste sentido, nosso laboratório identificou a expressão do gene LIMD2 em linfonodos metastáticos, mas não em linfonodos normais, tampouco no tumor primário, sugerindo a participação deste gene na metástase. Desta forma, este estudo tem por objetivo avaliar a participação do gene LIMD2 na transição epitélio-mesênquima (TEM), processo no qual células epiteliais sofrem alterações genéticas, metabólicas e morfológicas reversíveis, levando a aquisição de um fenótipo mesenquimal, que confere capacidade invasiva e migratória. Para tanto, serão empregadas as linhagens celulares BCPAP portadoras da mutação BRAF V600E e TPC1, portadora da fusão RET/PTC1. A expressão de LIMD2 nas células BCPAP e TPC1 já foi confirmada em estudos prévios. A linhagem celular Nthy-ori 3-1 (derivada de tiroide normal) será empregada como controle. Usando a ferramenta CRISPR/Cas9, será realizado o knock-out do gene LIMD2 nas células BCPAP e TPC1. A avaliação da TEM será realizada por meio de análises metabólicas, incluindo a avalição do potencial de membrana mitocondrial e produção de espécies reativas de oxigênio por meio de imunofluorescência (IF) e citometria de fluxo (CF), empregando sondas comerciais. Os níveis de clastogenicidade serão avaliados pelo ensaio cometa. A aquisição do fenótipo-tronco será analisada por meio do teste de tumor-esfera, bem como pelos níveis de expressão de ALDH1 e Oct-3/4. Os níveis de expressão de diferentes marcadores da TEM, incluindo o switch de E- e N-caderina (proteínas epiteliais), STAT3, SLUG, TWIST (fatores de transcrição) e vimentina (marcador mesenquimal) serão avaliados por meio de IF, CF e Western blot. A morfologia celular será avaliada através de microscopia de contraste de fase, eletrônica de transmissão e varredura. A aquisição do fenótipo migratório será determinada por meio de vídeo time-lapse microscopy. A fim de confirmar a ação do gene LIMD2 in vivo, as células selvagens e geneticamente modificadas serão injetadas em camundongos nude. O crescimento neoplásico será monitorado com uso de paquímetro e PET-SCAN (avaliação de metástases) por 4-12 semanas. Os camundongos serão eutanasiados e os tumores primários, bem como as eventuais metástases serão cirurgicamente removidas. O material será incluído em parafina e destinado a: (1) análise histopatológica, (2) avaliação da composição de colágeno e (3) imunoistoquímica, sendo analisada a expressão das proteínas associadas a TEM.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Pinheiro de Toledo Vianna

Ciências da Saúde

Nutrição
  • relações de causa e efeito entre a insegurança alimentar e condições de saúde, alimentação e qualidade de vida.
  • Trata-se de uma proposta de pesquisa científica para investigar a relação de causalidade entre a insegurança alimentar e nutricional familiar e a situação de saúde, alimentação e qualidade de vida. Sobre saúde será abordado os agravos relacionados às doenças crônicas não transmissíveis entre os adultos, eventos indesejados durante a gestação, parto e puerpério entre as mulheres e os agravos comuns nos primeiros meses de vida para os recém-nascidos. Será avaliado também como indicador de saúde o estado nutricional dos participantes. Com relação à alimentação especial atenção à qualidade da dieta, medida pelos indicadores do VIGITEL, e a duração do aleitamento materno exclusivo e total e introdução oportuna e adequada da alimentação complementar entre as crianças. A qualidade de vida será avaliada com a escala desenvolvida pela Organização Mundial de Saúde WHOQOF – abreviada. A Insegurança alimentar será medida pela Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA). O estudo será do tipo de coorte, com a formação de duas coortes, a primeira composta por cerca de 100 famílias compostas exclusivamente por adultos que será acompanhada por 12 meses. A segunda com cerca de 200 famílias com mulheres gestantes, que será acompanhada por 15 meses. As entrevistas serão realizadas nos domicílios por entrevistadores previamente treinados a cada três meses de intervalo entre as entrevistas. Espera-se com esta pesquisa conhecer o comportamento da escala EBIA em medidas repetidas, identificar e mensurar os efeitos dos fatores relacionados com a insegurança alimentar e identificar e mensurar os efeitos da insegurança alimentar na saúde e na qualidade de vida das famílias, comparando as diferenças existentes entre diferentes fases da vida, ou seja famílias de adultos vs famílias passando pela evento da maternidade.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Rodrigo Pinheiro Ribas

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • detecção e mapeamento de áreas de inundação e movimentos de massa por meio da informação geográfica voluntária e de uma plataforma webgis
  • Recentes avanços na área de geotecnologias vêm permitindo o desenvolvimento de aplicações dinâmicas, capazes de oferecer aos usuários a possibilidade de participar mais ativamente no processo de comunicação cartográfica, otimizando assim a percepção sobre as características da realidade. Para uma gestão de risco ambiental eficaz, a administração pública precisa conhecer a realidade local e neste contexto o uso de geotecnologias para a coleta, sistematização e entendimento da informação geográfica são fundamentais. Este projeto de pesquisa explora o potencial da coleta de informações geográficas voluntárias utilizando aplicações VGI (Volunteered Geographic Information) aliada a plataformas de mapeamento e visualização de informação geográfica on-line (WebGIS) para auxílio na gestão de áreas de risco ambiental. Serão investigadas metodologias e aplicações VGI para a coleta de dados georreferenciados sobre áreas de inundação e movimentos de massa, sendo também objetivo o desenvolvimento de um sistema WebGIS para mapeamento e gestão de tais áreas no município de Florianópolis, Santa Catarina. O método proposto tem caráter inovador uma vez que oferece subsídios para a criação de uma plataforma interativa e permite a participação da sociedade no mapeamento de áreas de risco a inundação e movimentos de massa, assim como corrobora com a determinação da Lei 12.608/2012, que obriga os municípios brasileiros a realizarem este mapeamento.
  • Universidade do Estado de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Rodrigo Pinheiro Tóffano Pereira

Engenharias

Engenharia de Transportes
  • “problemas ambientais dos transportes no turismo”
  • Gestores públicos estão cada vez mais interessados em elemento de atração de turismo. No entanto, o turismo é um contribuinte notável da poluição ambiental, em especial da poluição atmosférica e sonora oriundos dos meios de transporte. Os índices e as estimativas existentes dos problemas ambientais decorrentes da utilização de meios de locomoção, no turismo, são considerados incompletos e muitas vezes não são abordados holisticamente. Este projeto de pesquisa busca alcançar de forma integral a avaliação do impacto da poluição ambiental dos elementos citados anteriormente. Assim, este projeto propõe utilizar uma metodologia mais completa, com o cálculo das emissões diretas e indiretas da poluição atmosférica, assim como, estabelecer metas de níveis de ruídos toleráveis para os meios de transporte em turismo. Espera-se alcançar uma análise sólida e aplicada, contribuindo na difusão de informações para futuras decisões políticas e no avanço de pesquisas do setor de transporte com aplicabilidade para a sociedade como um todo.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Prado de Medeiros

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • proteção diferencial de transformadores baseada na transformada wavelet
  • A função diferencial é largamente utilizada na proteção de transformadores de potência, levando a uma discriminação confiável entre faltas internas e outros eventos associados à operação do transformador. No entanto, a função de proteção diferencial convencional baseada na estimação de fasores de corrente apresenta dificuldades na detecção de algumas faltas internas, tais como faltas espira-espira e espira-terra próximos ao neutro do transformador, e dependência das funções de bloqueio e de restrição por harmônicos na manutenção da segurança do esquema de proteção durante condições de inrush, sobreexcitação do transformador e faltas externas com saturação do transformador de corrente. Por outro lado, faltas internas e demais distúrbios associados à proteção de transformadores apresentam transitórios, os quais podem ser detectados de forma adequada pela transformada wavelet. Propõe-se neste projeto de pesquisa a implementação de um esquema de proteção diferencial de transformadores em laboratório, a partir da aplicação da transformada wavelet discreta redundante com efeitos de bordas das correntes que fluem pelos dois enrolamentos do transformador. Em tempo real, todas as etapas do sistema de proteção proposto serão levadas em consideração, tais como a aquisição digital das correntes, etapas de pré-processamento e todo o processamento wavelet. A partir dessa metodologia de proteção, um protótipo de um relé de proteção diferencial de transformador será implementado em FPGA e o seu desempenho será avaliado com simulações em tempo real e em um sistema elétrico simplificado montado em laboratório, em situações de energização do transformador e de faltas internas.
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Santos Bufalo

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • anomalias, efeitos do vácuo e a estrutura quântica do espaço-tempo
  • No presente projeto de pesquisa propomos o estudo dos impactos e consequências de deformações da estrutura do espaço-tempo nas propriedades gerais de teorias clássicas e quânticas. Motivados pela busca de conciliar efeitos gravitacionais com a mecânica quântica, a possibilidade de fazer contato com a fenomenologia da gravitação quântica tem recebido muita atenção, principalmente por ajudar a aprimorar a nossa percepção da estrutura mais fundamental do Universo. Com esse intuito, procuraremos analisar a influência de diferentes cenários que carregam informação sobre física além do modelo padrão (principalmente sobre gravitação quântica) em ambientes anômalos: seja em processos quânticos anômalos no vácuo, anomalias de simetrias conservadas, violação da simetria de Lorentz e a geração de massa, etc. Ademais, queremos investigar processos gravitacionais devidos à quebra/aumento do grupo de simetria das transformações gerais de coordenadas, permitindo assim a descrição de novos graus de liberdade, como o conteúdo de matéria escura, energia escura e constante cosmológica. Esperamos que essas análises permitam estabelecer informações mais detalhadas da gravitação quântica, ajudando assim a ter uma visão mais clara da estrutura das simetrias e teorias físicas mais fundamentais da Natureza próxima à escala de Planck, ou seja do comportamento da Natureza em seu estado mais fundamental.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Savio Pessoa

Engenharias

Engenharia de Energia
  • filmes de tio2 e zno crescidos por deposição por camada atômica assistida à plasma para aplicação como camada bloqueio em células solares perovskitas não tóxicas
  • Este projeto tem por objetivo estudar o efeito de filmes dos óxidos metálicos: dióxido de titânio (TiO2) e óxido de zinco (ZnO) crescidos por deposição por camada atômica (Atomic Layer Deposition - ALD) como camadas de bloqueio (blocking layer - BL) na formação de células solares de estado sólido do tipo perovskita. Para isso será utilizado um reator comercial de ALD, Beneq TFS 200, operando nos modo térmico e plasma. Essa técnica de deposição utiliza dois tipos de precursores para o crescimento dos filmes de óxidos metálicos, um precursor metálico e outro ligante, sendo o precursor ligante fonte de oxigênio no processo. As perovskitas híbridas orgânico-inorgânico baseada em haleto organometálico (CH3NH3MX3) tem recebido grande atenção nos últimos cinco anos na área de células solares, devido à alta eficiência de conversão de energia (Power Conversion Efficiency - PCE) atingida, da ordem de 21%, porém o metal M mais utilizado é o chumbo (Pb) que possui grande toxicidade. O enfoque principal do trabalho proposto será em estudar a camada de bloqueio dos filmes de TiO2 e ZnO para maximizar as fotocorrentes e a eficiência de conversão de energia (PCE) nas células solares de perovskita. O enfoque secundário encontra-se na construção da célula solar de perovskita, utilizando um halogeneto não tóxico, pois a matéria prima utilizada na fabricação da perovskita (Pb) é considerada uma ameaça para natureza, sendo sua extração e manipulação prejudiciais ao solo, animais e pessoas, principal desvantagem do cristal supereficiente (CH3NH3PbI3). O processo de crescimento das camadas de bloqueio será estudado, quanto aos efeitos de cristalinidade, espessura, rugosidade e será identificada, quantificada e caracterizada a estrutura molecular dos reagentes da reação. Como alternativa na obtenção da perovskita não tóxica será estudada a obtenção de um cristal supereficiente proveniente do estanho (M=Sn) (CH3NH3MX3), por fim a célula solar será montada e estudada quanto a sua eficiência de conversão energética (PCE).
  • Instituto Tecnológico de Aeronáutica - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Scalise Horodyski

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • tafonomia estratigráfica e paleoecologia de invertebrados da formação rio bonito (permiano inferior, bacia do paraná, taió-sc): implicações bióticas e evolutivas
  • O Membro Paraguaçu (Permiano Inferior), aflorante no município de Taió-SC, encerra uma rica fauna de invertebrados marinhos preservados em arenitos finos de paleoembiente plataformal marinho raso. A fauna compartilha algumas afinidades taxonômicas e paleoecológicas com as faunas de Eurydesma (Austrália e Nova Zelândia), e Levipustula (Argentina). Estas faunas sofreram influência das fases glaciais do Carbonífero Superior e pós-glaciais do Permiano Inferior, caracterizando províncias faunísticas que habitaram os mares das zonas de altas latitudes, vivendo em águas frias, e colonizando leitos de fundo arenosos. Portanto, levanta-se a hipótese de que a fauna dos Arenitos Taió possa ser parte de um conjunto relicto do grupo original dos tempos glaciais. Assim sendo, o objetivo é avaliar o contexto estratigráfico, paleoambiental, paleoecológico e adaptações evolutivas das biotas bentônicas pós-glaciais da Bacia do Paraná (Permiano Inferior) com enfoque nos Arenitos Taió–SC. Como previsão de impacto social, o projeto prevê desenvolver mecanismos capazes de proteger seu importante patrimônio fossilífero tombando e guardando o material coletado no Museu Paleo-arquelógico e Histórico de Taió, que tem desenvolvimento de atividades educativas.Além disso, o projeto visa concomitante ao seu desenvolvimento, a elaboração de trabalhos em nível de graduação e pós-graduação e a formação de recursos humanos. Ainda, seminários internos, divulgação e extensão junto ao Laboratório de História da Vida e da Terra do PPGEO UNISINOS.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Sequinel

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • técnicas de processamento de imagens como ferramenta de previsão da qualidade de grãos de soja expostos à condição de déficit hídrico.
  • Este projeto pretende investigar a influência de condições de estresse hídrico na produtividade e qualidade de grãos de soja, por meio da utilização de diagnósticos por imagens. O Brasil é o segundo maior produtor mundial de soja, com uma produção aproximada de 113 milhões de grãos de soja/safra. Boa parte desta produção é enviada para exportação e outra parte é processada para produção de óleo e farelo. A produtividade anual e a qualidade dos grãos estão diretamente relacionadas ao manejo adequado do solo e condições climáticas, sendo o volume e periodicidade de chuvas essencial neste contexto. Considerando o desequilíbrio climático observado nos últimos anos, é importante estudar os efeitos do déficit hídrico em etapas importantes do cultivo de soja. O objetivo é utilizar um diagnóstico por imagens buscando correlacionar variáveis físicas como tamanho, forma e cor, com propriedades físico-químicas de qualidade como teor de nitrogênio, umidade e teor de óleo dos grãos. Serão construídos modelos de calibração multivariados para correlação, baseados nos indícios de relação destas variáveis. Também será realizado estudo detalhado de qualidade do óleo, como acidez, índice de peróxido e perfil composicional de ácidos graxos. O projeto é inovador, propõe-se validar um diagnóstico rápido da qualidade dos grãos com potencial de ser futuramente adaptado para medidas de campo, que podem vir a contribuir na tomada de decisão em processos de beneficiamento.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rodrigo Silveira Vieira

Engenharias

Engenharia Química
  • bioimpressão 3d de matrizes à base de humor vítreo extraído de peixe associadas a células-tronco mesenquimais ou vesículas extracelulares para a engenharia de tecidos oculares e da pele
  • Duas áreas são de interesse nesta proposta: a regeneração do tecido ocular e cutâneo, devido ao impacto do problema para os sistemas de saúde (Mundial e do Brasil). De fato, estima-se que 10 milhões de pessoas em todo o mundo sofram de perda de visão da córnea. Enquanto as lesões fatais decorrentes de queimaduras são responsáveis por aproximadamente 180.000 mortes/ano e no Brasil ocorrem cerca de 1.000.000 de queimaduras/ano. Lesões dérmicas crônicas acometem 5 milhões de brasileiros sendo a 14ª maior causa de afastamento do trabalho no país. São distúrbios graves e requerem intervenção urgente para restaurar a integridade do tecido. Devido as diversas limitações dos tratamentos atuais disponíveis (dentre elas a escassez de órgãos disponíveis para transplante), tornou-se necessário o desenvolvimento de estratégias alternativas. Nesse sentido surge a Engenharia de Tecidos (ET), onde todo o processo tem por base cultivo de células vivas em scaffolds de forma a orientar o desenvolvimento do novo tecido para então, este ser inserido no paciente. Nesta proposta serão desenvolvidos produtos inovadores com potencial para aplicação na ET, através do uso da bioimpressão 3D, que permite uma construção rápida e personalizada com maior controle de qualidade no desenvolvimento dos scaffolds. Uma outra inovação deste projeto é o desenvolvimento de scaffolds à base de humor vítreo (HV) extraído de olho de peixe. O HV apresenta composição interessante, possuindo basicamente componentes que são naturalmente encontrados na matriz extracelular. Células troco mesenquimais e vesículas extracelulares serão incorporadas aos scaffolds sendo ambos agentes terapêuticos promissores para a regeneração dos tecidos alvos. Do ponto de vista de formação de recursos humanos e formação de rede em Engenharia de Tecidos e interação com empresas: a) contribuir para a formação científica de pessoal (através de orientações de alunos graduação, mestrado e doutorado) e colaborando para o fortalecimento dos grupos de pesquisa envolvidos b) publicações em revistas de alto impacto, patentes e produto tecnológico; c) interação universidade (brasileiras e estrangeiras) com empresas, d) formação de uma rede entre pesquisadores de Universidades Brasileiras: Departamento de Engenharia Química e Engenharia de Pesca da UFC (Fortaleza - Ceará) e a Faculdade de Odontologia da UFC (Sobral – Ceará), a o Centro Universitário Padre Albino – UNIFIPA (Catanduva - São Paulo) e Universidades estrangeiras (Departamento de Engenharia de Materiais e Metalúrgica da Université Laval (Quebec – Canadá), Departamento de Ciências da Saúde da Università del Piemonte Orientale (Navara – Italia), d) Associação das Universidades participantes com as empresas: R-Crio Células Tronco (Campinas – SP) e Embrapa Agroindustria Tropical (Fortaleza – CE).
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Rodrigo Silveira Vieira

Engenharias

Engenharia Química
  • curativo de pele tecnologicamente avançado à base de biocelulose e nanopartículas de grafeno modificado
  • De acordo com o Sistema Único de Saúde, o Brasil registrou em 2019 quatro milhões de brasileiros com alguma lesão crônica na pele, como queimaduras graves (2º e 3º grau), úlceras por pressão (decúbito) e úlceras venosas, a qual são incapazes de seguir as etapas fisiológicas normais para a cicatrização do tecido, se estendendo por mais de três meses, podendo chegar a vários anos. Estima-se um aumento de 50% no número de pacientes com esse tipo de enfermidade nos próximos dois anos. O tratamento dessas lesões é comumente realizado via tópica, através do uso de curativos e do uso de drogas que atuem por via sistêmica, para controlar os danos causados pelos agentes químicos, físicos ou biológicos e auxiliar no processo de homeostase do tecido. Diante das elevadas cargas física (dor e incomodo), financeira e psicológica para os pacientes e hospitais, o uso de curativos avançados que desempenhem uma ação bioativa tópica sobre a ferida tem motivando pesquisas e o mercado farmacêutico mundial. Segundo relatório publicado em 2019 pela Global Advanced Wound Dressing Market, o segmento de curativos terapêuticos avançados está em crescente expansão e estima-se que represente uma maior participação do mercado global nas próximas décadas. Nesse contexto, nossa equipe de empreendedores visa desenvolver o GrafDerm, um curativo úmido de biocelulose contendo nanopartículas de óxido de grafeno modificado com quitosana, com propriedades antimicrobianas de longa duração (até 72 horas) para controlar os processos infecciosos nas lesões dérmicas. O GrafDerm deverá apresentar um perfeita adaptação a superfície da lesão, flexibilidade, resistência/proteção ao tecido, absorção do exsudato, regulação da temperatura e umidade da área inflamada, controle de trocas gasosas, alívio da dor e, principalmente, supressão e controle de microrganismos patogênicos. O curativo está sendo desenvolvido por um grupo de empreendedores do Departamento de Engenharia Química (DEQ), liderado pelo Prof. Rodrigo Vieira, e pelo Departamento de Física, liderado pelo Prof. Antônio Gomes Filho, ambos da Universidade Federal do Ceará (UFC). Através de uma planta de produção laboratorial de biocelulose pertencente ao Grupo de Pesquisas em Separações por Adsorção do DEQ/UFC, estão sendo produzidas membranas de biocelulose (13 x 7,5 cm), através de fermentação estática, com cepas selecionadas da bactéria Komagataeibacter. As nanopartículas de óxido de grafeno modificado pela inserção da quitosana serão produzidas pelo Grupo do Prof. Gomes, do Departamento de Física da UFC, reconhecida como uma equipe de grande destaque em pesquisas relacionadas ao grafeno. O GrafDerm será embalado em envelopes opacos estéreis e todas as etapas de desenvolvimento serão realizadas obedecendo as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e normas vigentes para o controle de qualidade de produtos farmacêuticos (categoria de curativos estéreis), visando seu possível registro pelo órgão de regulamentação e fiscalização. As nanopartículas de óxido de grafeno têm propriedades excepcionais, incluindo-se a atividade antimicrobiana. Além do mais, devido à presença de grupos funcionais reativos, as nanopartículas de grafeno podem ser modificadas, aprimorando suas propriedades químicas e biológicas. Dessa forma, a modificação das nanopartículas de óxido de grafeno com quitosana não apenas melhoram a qualidade da esfoliação e dispersão das nanopartículas na matriz polimérica, mas também aumenta a biodisponibilidade das propriedades antimicrobianas próprias da quitosana, para se obter um nanocompósito com maior biocompatibilidade e propriedades biológicas avançadas. As nanopartículas de óxido de grafeno funcionalizado com quitosana, torna-se um agente antimicrobiano potente, incluindo a capacidade de combater cepas (fungos e bactérias) resistentes a antibióticos. Portanto, o grafeno será utilizado nesta proposta como material funcional para a biocelulose, conferindo melhoria na resistência mecânica e flexibilidade da membrana e como carga bioativa (biofuncional) para atuar como agente terapêutico no tratamento de feridas agudas/crônicas da pele. Essas características peculiares do curativo bioativo permitirão diminuir a infecção e inflamação na área, acelerando a regeneração dos tecidos e induzindo cicatrizes esteticamente uniformes e mais discretas (devido ao estimulo na síntese de ácido hialurônico e colágeno), proporcionando ao paciente um cuidado menos invasivo (apenas via tópico), rápida resposta local, menor quantidade de trocas do curativo, fácil adesão ao tratamento, redução do tempo de cicatrização e menor custo associado na gestão da ferida. Relativo aos aspectos de gestão do projeto, ele será gerido por uma equipe multidisciplinar das áreas de Engenharia, Química, Biologia, Física, Administração e Marketing, que vem empreendendo com soluções inovadoras de produtos farmacêuticos. Essa equipe possui parcerias já estabelecidas com outras instituições de pesquisa nacionais (Embrapa, Unicamp) e internacionais (Biopolymers for Life Group da Royal Institute of Technology (Suécia) e o Laboratory of Biomaterials and Bioengineering (Canadá), e clínicas especializadas em tratamento de feridas (LS Cuidados em Saúde). Essas cooperações visam a articulação para a demanda de produtos e ensaios que serão realizados visando a obtenção e validação do Produto Mínimo Viável. A gestão de negócios será construída paulatinamente e em conjunto com a equipe de gestão técnica, com a elaboração do plano de negócios que irá apresentar todos os detalhes e premissas do empreendimento e da marca. A partir de um diagnóstico bem feito, que contempla avaliar os diferenciais competitivos do produto e organização diante do mercado (embalagem, venda e distribuição), serão identificadas oportunidades e definidas as estratégias de teste e inserção do produto para avaliação clínica in vivo, validação do protocolo de uso, registro na ANVISA e futura comercialização.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 19/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Rodrigo Silveira Vieira

Engenharias

Engenharia Química
  • caracterização de superfícies revestidas com quitosana sulfonatada para aplicações na área cardiovascular
  • Doenças cardiovasculares é atualmente a principal causa de morte em todo o mundo. A angioplastia transluminal percutânea (PTA), que se baseia no implante de stent metálico é o tratamento primário e o mais importante para as doenças cardiovasculares. Alguns dispositivos médicos de contato com o sangue, quando implantados no corpo, podem apresentar baixa performance devido à efeitos sofridos pelo próprio ambiente fisiológico, tais como trombose e calcificação. Para evitar tais complicações, uma abordagem comum consiste em revestir dispositivos metálicos com uma fina camada de polímeros. Em relação às interações com os componentes do sangue, o revestimento deve a curto prazo diminuir a adesão de plaquetas e a formação de coágulos, e a longo prazo evitar a calcificação. A quitosana aparece como um candidato promissor, uma vez que trata-se de um biopolímero, não citotóxico, e suas propriedades pode ser modulada através de funcionalização. De fato, quitosana sulfonatada demonstrou reduzir a adsorção de proteínas e a trombogenicidade, além de limitar a calcificação em relação à quitosana não modificada. Assim, o presente projeto pretende enxertar quitosana sulfonatada sobre uma superfície metálica, utilizando dopamina e PEG como âncoras, e estudar o efeito destas superfícies enxertadas sobre a adsorção de proteínas, adesão de plaquetas, potencial hemolítico, formação do coágulo e calcificação, bem como a biocompatibilidade dos stents funcionalizados. As superfícies metálicas serão caracterizada após cada etapa de modificação por espectroscopia de fotonelétrons excitados por raios-X (XPS), microscopia de força atômica (AFM), microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier (FTIR) e medidas de ângulo de contato. A presente proposta visa a amplificação das pesquisas realizadas com sucesso no projeto Universal anteriormente aprovado (Edital 14/2012) e é motivada pela necessidade de desenvolver um revestimento que atenda aos requisitos de agências reguladoras e de aumentar a vida útil de stents, minimizando os problemas como corrosão e calcificação, além de promover a endotelialização e evitar a formação de trombos. Nesta proposta, questões científicas e tecnológicas estratégicas para o Brasil, como a nanotecnologia e engenharia de biomateriais serão abordados. Além disso, a proposta irá promover a consolidação de parcerias entre o Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal do Ceará (UFC) e outros laboratórios desta instituição e entre Embrapa Agroindústria Tropical, ampliando assim o leque das pesquisas dos laboratórios, da instituição UFC e do nordeste do Brasil. E ainda irá promover a expansão de parcerias nacional e internacional com a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e a Universidade de Laval, no Canadá, respectivamente.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021