Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Siomar de Castro Soares

Ciências Biológicas

Genética
  • ferramentas moleculares aplicadas ao estudo da interação patógeno hospedeiro
  • Saúde única é um tema de grande interesse mundial por integrar: a saúde humana, animal e a qualidade ambiental. Este tema ganha ainda mais importância dada o crescimento das populações humanas, da urbanização e da intensificação da produção animal. Neste sentido, as Escherichia coli são patógenos polivalentes associados a manifestações entéricas e respiratórias nos animais. E. coli enterohemorrágica (EHEC) é um patógeno zoonótico que pertence ao grupo de E. coli produtora de toxina Shiga (STEC). O sorotipo O157:H7 é o responsável pelos casos mais graves de infecção gerada por esse patógeno, como colite hemorrágica e a síndrome hemolítico-urêmica (SHU) em humanos. O SHU é considerado um problema de saúde pública em vários países e a Argentina é o país com maior incidência de SHU no mundo. Para ampliar nosso conhecimento sobre o perfil genômico das linhagens de E. coli O157:H7 que circulam na Argentina, iniciamos um projeto colaborativo entre investigadores da Argentina, Brasil e Alemanha para sequenciar o genoma de 83 linhagens E. coli O157:H7 isoladas de bovinos provenientes da Argentina. Além disso, 22 isolados clínicos foram cedidos pelo laboratório de referência nacional ANLIS Malbrán. A partir do sequenciamento genômico dessas amostras, está sendo realizada a montagem genômica, para seguir então aos passos de anotação genômica, predição de plasmídeos e análises de genômica comparativa. Essas análises irão englobar, filogenômica, sintenia gênica, plasticidade genômica, pangenômica, vacinologia reversa, genômica subtrativa, entre outros. Tais análises estão sendo a base para o roteiro do curso, que contará com dois dias teóricos sobre ciências ômicas, além dos outros três dias de aulas práticas. Este projeto faz parte da Rede de Ciências Ômicas (RECOM) e conta também com a presença do Dr. Hugo Naya (Uruguaio), Dr. Wanderson Silva (naturalizado Argentino), Dr. Ariel Amadio (Argentino) e da Dra. Paula Ristow.
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 04/01/2022-31/07/2024
Foto de perfil

Sirius Oliveira Souza

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • mudanças climáticas, desertificação e suas implicações na redução da biodiversidade e de áreas produtivas: análise de cenários sustentáveis no semiárido baiano.
  • O Brasil possui a zona semiárida mais populosa do mundo, com a maior parte incluída no estado da Bahia, onde residem cerca de 48% da população baiana e se produz 28% do PIB estadual. Neste contexto, as zonas semiáridas são susceptíveis a desertificação, problema que afeta ecossistemas gerando perda de biodiversidade e consequências socioeconômicas severas. Frente aos fatores históricos de uso inadequado da terra que em cenários de mudanças climáticas tendem a intersecionar fenômenos como a superexploração da terra, maior pobreza, insegurança alimentar e insegurança hídrica, denota-se a necessidade de estudos sobre a gravidade e complexidade dos processos de desertificação destes ambientes. Portanto, o objetivo deste projeto é compreender a dinâmica ambiental das áreas susceptíveis a desertificação no contexto das ações antrópicas e cenários de mudanças climáticas, tendo em vista a proposição de um zoneamento que contribua para o planejamento territorial e fundamente políticas de desenvolvimento sustentável. Assim, a partir da determinação de setores do semiárido baiano pretende-se aplicar o Índice de Áreas Ambientalmente Sensíveis, desenvolvido para identificar áreas vulneráveis à ameaça de desertificação no modelo MEDALUS (KOSMAS et al., 1999), que faz uso de variáveis e indicadores temáticos relacionados a clima, uso da terra, cobertura vegetal, qualidade do solo e aspectos socioeconômicos, para ao final gerar um mapa de zonas susceptíveis à desertificação. Em seguida, com o uso destes dados, realizar-se-á a modelagem de cenários futuros com uso de algoritmos de aprendizado de máquina e modelos climáticos projetados pelo IPCC, que consideram concentrações anuais de gases de efeito estufa e as emissões antropogênicas até 2100. Ao final, zoneamentos para cenários de desertificação serão realizados, privilegiando a manutenção da biodiversidade. Tais resultados, subsidiarão a efetivação dos instrumentos da Política Nacional de Combate à Desertificação (BRASIL,2015).
  • Universidade Federal do Vale do São Francisco - PE - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Sirlei Lemes

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • impacto da covid-19 na relação entre a corrupção e a divulgação de informações ambientais, sociais e de governança
  • Investidores consideram cada vez mais a conjunção da responsabilidade ambiental, social e de governança com indicadores financeiros na tomada de decisões. Muito embora as empresas reconheçam a necessidade de impactar positivamente o meio-ambiente, colaboradores e a comunidade, as métricas para a divulgação destes impactos não estão bem desenvolvidas, com reflexos na assimetria de informação entre empresas e investidores. O objetivo deste estudo é examinar a relação entre os níveis de corrupção dos países e os níveis de evidenciação de informações ambientais, sociais e de governança (ESG), notadamente no âmbito da pandemia da COVID-19, período cujas emergências sanitárias criaram a “tempestade perfeita” para as práticas de corrupção. Na discussão de uma agenda de sustentabilidade, a hipótese testada será se a transparência de informações ESG é mais perceptível em países com menores níveis de corrupção e se essa percepção foi impactada pela pandemia da COVID-19.O arcabouço teórico está fundamentado na Teoria Institucional, que sinaliza que os gestores de empresas de países com frágeis políticas anticorrupção tendem a evidenciar menos informações e na Teoria de Agência, que indica que os gestores podem desfrutar de benefícios privados, ou sacrificar projetos rentáveis, ao investir no ESG à custa do valor do acionista. Por meio de modelos econométricos, será analisado o comportamento de 180 países, durante os anos de 2010 a 2023, considerando as variáveis correlatas da literatura a respeito dos temas. Espera-se contribuir com a literatura, gestores e investidores por meio de uma melhor compreensão da relação entre a corrupção e a divulgação de informações ESG, em períodos de incertezas. Os resultados também têm implicações nas políticas públicas ao sinalizar estratégias centradas no combate à corrupção, na melhoria da transparência e na geração de valor para as comunidades inseridas no entorno dos ambientes empresariais.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Sócrates Cabral de Holanda Cavalcanti

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento de potente derivado do indol com atividade larvicida frente ao aedes aegypti linn
  • Com a reintrodução do mosquito Aedes aegypti Linn. no Brasil na década de 80 iniciou-se um período de disseminação de doenças vetorizadas por este mosquito. A cada novo sorotipo ou nova doença introduzida surge uma epidemia grave. Em 2014-2015 duas novas doenças transmitidas por este mesmo mosquito foram introduzidas no Brasil, a Chikungunya e a Zika. Em especial a Zika tem deixado as autoridades de saúde de todo o mundo em alerta por causa da transmissão sexual, dos casos de microcefalia em recém-nascidos e da síndrome de Guillain-Barré. Estes dados mostram que existe a necessidade de aprofundamento nas pesquisas tanto de tratamento destas doenças como de controle do mosquito vetor. A proposta aqui apresentada baseia-se nos dados obtidos durante a pesquisa realizada por mais de 17 anos no Laboratório de Química Farmacêutica (LQF) da Universidade Federal de Sergipe em colaboração com diversos laboratórios parceiros, dentre eles o Laboratório de Farmacotécnica. Durante as pesquisas, diversos compostos foram sintetizados com o objetivo de obter moléculas larvicidas contra o Aedes aegypti com potencial para estudos translacionais. Neste momento o LQF possui uma molécula (N-tosilindol) com potência suficiente para ser direcionada a estudos de desenvolvimento farmacotécnico, avaliação toxicológica e efeito residual em laboratório. Para realizar os estudos propostos inicialmente será necessário realizar a síntese do composto em questão em escala maior e desenvolver formulação. O objetivo final deste projeto é de iniciar o levantamento de dados adicionais de ecotoxicologia e efeito residual em laboratório que permitam o uso da molécula em questão como larvicida e sirva como mais uma ferramenta no controle do mosquito Ae. aegypti e no combate as doenças por ele vetorizadas.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Soely Aparecida Jorge Polydoro

Ciências Humanas

Educação
  • desenvolvimento e avaliação de um programa on-line na promoção da autorregulação da aprendizagem em estudantes do ensino superior
  • A autorregulação da aprendizagem (ARA) é um processo ativo pelo qual os estudantes estabelecem objetivos para suas aprendizagens, monitoram e regulam suas cognições, motivações, comportamentos e afetos em prol das metas estabelecidas. A ARA é uma habilidade associada à melhora no rendimento acadêmico e na aprendizagem. Intervenções específicas auxiliam no desenvolvimento da ARA, mas quando realizadas presencialmente, são limitadas quanto ao número de estudantes que podem atingir. Os objetivos deste projeto são: a) elaborar um programa de intervenção on-line para promover a ARA de estudantes do ensino superior; b) implementar e comparar o impacto da intervenção on-line no rendimento acadêmico e na promoção da ARA, tendo por referência intervenções presenciais e grupo controle. Hipotetiza-se que a participação nos programas de promoção da ARA presenciais e on-line associam-se à melhora no rendimento acadêmico e nas habilidades de ARA, e assume-se a inexistência de diferenças estatisticamente significantes nos resultados relatados pelos grupos submetidos ao treinamento presencial e on-line. O projeto será composto por três etapas: 1) construção do ambiente computacional (AC) tipo Massive Open Online Course (MOOC) utilizando-se uma abordagem interacionista. O AC fornecerá suporte para a proposição do design instrucional do programa online de promoção da ARA. 2) implementação da intervenção por meio de desenho experimental, com a proposição de três grupos de estudantes de graduação submetidos a procedimentos distintos, sendo: participação no programa on-line, envolvimento com o programa presencial e grupo controle com estudantes que não serão submetidos ao programa em nenhuma das modalidades; 3) análise do impacto do programa on-line versus intervenção presencial e grupo controle, considerando o rendimento e as habilidades de ARA, mensurados durante pré e pós-teste. Os dados serão coletados por meio de instrumentos e analisados por meio da estatística inferencial.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Sofia Cavalcanti Zanforlin

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • fronteiras da mobilidade no brasil contemporâneo: comunicação e experiência migrante na securitização do acolhimento e da integração social no âmbito da operação acolhida.
  • Dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM) mostram que 5,6 milhões de venezuelanos deixaram seu país desde 2015. Entre janeiro de 2017 e agosto de 2021, o Brasil acolheu 635.257 venezuelano/as, depois do fluxo disparar 922% no biênio anterior. O governo brasileiro adotou a estratégia de interiorização de venezuelanos a partir da criação da Operação Acolhida, em 2018. Ela é levada a cabo pelo Exército Brasileiro, ONU/Acnur e ONGs que atuam no acolhimento em Roraima e em estados de diferentes regiões que recebem os migrantes. No Nordeste, Pernambuco é o estado que mais acolheu venezuelanos, com mais de 700 interiorizados até abril de 2021. Esse contexto motiva a elaboração de pesquisa em parceria entre os grupos MIGRA/UFPE e GEIFRON/UFRR. Propomos abordar dois momentos do fluxo de migrantes venezuelanos no Brasil: o acolhimento na fronteira representada por RR e na fronteira da interiorização, no NE, em especial Pernambuco, a partir de etnografias multi-situadas com trabalhos de campo respectivamente em Pacaraima e Boa Vista, Recife e RMR. A compreensão do fenômeno migratório exige estudos interdisciplinares e a ancoragem do projeto na Comunicação se justifica partir do conceito de bios midiático(Sodré, 2014). O caráter do bios midiático, para seu autor, tem como um dos efeitos o sequestro da fala ou das representações do real, conforme hoje fazem os sistemas neocolonais baseados na apropriação de dados (Sodré, 2021; Mbembe, 2019). A proposta se vincula, portanto, à Comunicação entendida como investigação da articulação entre desigualdade social, mobilidade humana e cidadania, no sentido de não se restringir aos discursos produzidos pelas instâncias corporativas envolvidas na Operação Acolhida, mas dialogar com as experiências dos migrantes e refugiados no acolhimento desde a fronteira em RR, à interiorização, em PE.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Solane Alves Santos da Rocha

Outra

Divulgação Científica
  • vi semana nacional de ciência e tecnologia de uruçuca: a ciência, tecnologia e inovação no território litoral sul da bahia
  • O reconhecimento da importância dos avanços científicos e tecnológicos para superar os desafios globais contemporâneos é fundamental, e a inovação aliada a estes conhecimentos é considerada estratégica para promoção do desenvolvimento sustentável. A proposição do evento VI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de Uruçuca: A ciência, tecnologia e inovação no Território Litoral Sul da Bahia , tem como proposito realizar atividades alinhadas aos objetivos do MCTI, promovendo interações entre diversos setores (acadêmicos, sociais, culturais, econômicos, produtivos, governamentais). A programação proposta é diversificada e será transmitida online e presencial, em razão de possibilitar acesso ao maior número de pessoa, com a possibilidade de ações em formato híbrido e/ou presencial durante todo o decorrer de execução do projeto. As estratégias e metodologia apresentadas objetivam atingir um público heterogêneo em relação à faixa etária e nível socioeconômico, promovendo amplo debate para além do conhecimento de áreas específicas, aproximando a população do conhecimento científico, em uma linguagem acessível, que estimulem a curiosidade, motivem diálogos e promovam a capilaridade da SNCT no Sul da Bahia.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - BA - Brasil
  • 14/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Solange Cristina Garcia

Ciências da Saúde

Farmácia
  • avanço no estudo de biomarcadores periféricos de exposição e/ou efeito em trabalhadores expostos à sílica cristalina e a potencial mitigação dos efeitos toxicológicos usando antioxidantes em modelos in vivo
  • Doenças crônicas não transmissíveis, como câncer e fibrose pulmonar (FP) se desenvolvem na exposição ocupacional à sílica cristalina (SC). Cerca de 6 milhões de trabalhadores brasileiros estão expostos à SC. FP é incurável e debilitante. Até o momento, não existem biomarcadores de exposição e efeito precoce que possam ser utilizados na análise de risco e/ou avaliar alterações fisiopatológicas nestes trabalhadores. O diagnóstico de FP é feito por radiografia de tórax. Esta pesquisa multidisciplinar propõe estudar potenciais biomarcadores, utilizando recursos laboratoriais robustos e inovadores, com contribuição à sociedade. Assim, propõe-se, o estabelecimento da assinatura proteica, por meio do banco de dados gerado após análise proteômica plasmática, alterações radiográficas e da função pulmonar, por meio da bioinformática. Assim, as proteínas da assinatura proteica serão analisadas na rotina laboratorial, bem como, estudos epigenéticos, como metilação de DNA, expressão gênica e microRNAs. Biomarcador de exposição à SC será a quantificação do silício urinário. Os metais sanguíneos também serão quantificados. Este estudo contribuirá para definir promissores biomarcadores de efeito e exposição à SC, mas também, para estudar mecanismos moleculares envolvidos no desenvolvimento de PF. Propõe-se, ainda, estudar a mitigação dos efeitos toxicológicos da exposição à SC, experimentalmente: triagem antioxidante/antiinflamatória em um modelo alternativo in vivo C. elegans exposto a SC. Após, e seguindo os 3Rs, será realizado em ratos, de acordo com o protocolo mais promissor. Antioxidantes comercialmente disponíveis e de baixo custo com potencial uso humano serão estudados. Este projeto contribuirá para avançar na fronteira do conhecimento na área da toxicologia, na produção técnico-científica de alto impacto, formação de recursos humanos qualificados, auxiliar na tomada de decisões públicas e na qualidade de vida do trabalhador, com colaborações nacionais e internacional.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Solange Fiuza Cardoso Yokozawa

Lingüística, Letras e Artes

Letras
  • geografias culturais ibero-americanas: paisagens, contato, linguagens
  • O projeto visa aprofundar o exame dos intercâmbios culturais entre países ibero-americanos nos séculos XX e XXI. Reúne especialistas de estudos linguísticos e literários lusófonos e hispânicos, cujas pesquisas, centradas nas transposições culturais, concebem questões como migração, diáspora, exílio, contato linguístico, trocas literárias e artísticas. Pretende investigar como transferências pós-coloniais reconfiguram antigos vínculos de subalternidade entre espaços centrais e periféricos no mundo ibero-americano. Para tanto, adota o aporte teórico das Geografias Culturais (Claval, Duncan et al.). Elas estudam como produtos e fenômenos da cultura variam no trânsito de um lugar a outro e como essa circulação modifica o entorno cultural do lugar de destino e impacta a percepção desses bens simbólicos em seu contexto original. Ao integrar estudos filológicos e literários para esquadrinhar as inter-relações entre países hispânicos e lusófonos nas Américas e Europa, este projeto supera os limites de abordagens mais restritas ao âmbito de cada uma das disciplinas convergentes. Assim, permite reconfigurar, em perspectiva transnacional, transcontinental e transdisciplinar, o arquivo linguístico-literário e as relações culturais assimétricas no amplo espaço ibero-americano. O aporte teórico adotado define a cultura como fluida, permeável a contágios e aberta a constantes negociações, o que leva à hipótese de a Ibero-América seguir se definindo na contemporaneidade graças a uma rede de interações de ideias e indivíduos, num processo contínuo, heterogêneo e multifacetado de apropriações e ressignificações de produtos imateriais. Os trabalhos em curso ou já realizados permitem validar tal hipótese. A convergência de saberes da Literatura e da Filologia é esteio seguro para mapear o escopo, detalhar as peculiaridades e dimensionar o impacto do intenso e dinâmico trânsito de línguas, autores e obras entre as culturas brasileira, espanhola, galega, portuguesa e hispano-americanas.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 24/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Solange Helena Ximenes Rocha

Ciências Humanas

Educação
  • formação contínua em colaboração universidade-escola: perspectivas de investigação no contexto amazônico
  • O objetivo deste projeto é investigar práticas de formação contínua em colaboração universidade-escola, num modelo híbrido, de acordo com seguintes eixos: formação científica e tecnológica, colaboração universidade-escola e desenvolvimento profissional docente. A formação científica e tecnológica refere-se a alfabetização e letramento científico em tecnologias digitais por meio de projetos de investigação, eventos científicos e Clubes de Ciências escolares e os ciclos de formação contínua em colaboração. Nos eixos colaboração universidade-escola e desenvolvimento profissional docente serão realizadas análises de aspectos da aprendizagem da docência nos cenários emergentes. A construção da formação contínua se dará por meio de processos e práticas escolares e grupos colaborativos, além das aprendizagens e experiências dos participantes e instituições envolvidas. A proposta tem relação com percursos anteriores de formação de professores de ciências e matemática no estado do Pará, com origem no final da década de 1970 e significativa ampliação nos últimos anos. Representa a continuidade de projetos de formação na região Oeste do Pará, iniciados 2010, no âmbito dos programas Novos Talentos/CAPES e Ciência na Escola/CNPq, além de grupos de pesquisa e programas de Pós-Graduação com estudos já concluídos e em andamento. O ensino remoto também desencadeou processos de reformulação das práticas de formação contínua e a necessidade de novas pesquisas dentro da temática. A pesquisa será desenvolvida a partir de ciclos de estudos temáticos, eventos, atividades curriculares, grupos de estudo e comunidades colaborativas que integram diferentes instituições e redes de ensino dos municípios de abrangência da UFOPA. Será constituído um núcleo de formação contínua em colaboração universidade-escola organizado em coletivos de trabalho em forma de grupos colaborativos, com vistas a formação de pesquisadores desde a educação básica a pós-graduação.
  • Universidade Federal do Oeste do Pará - PA - Brasil
  • 24/02/2022-28/02/2025