Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Andréa Leda Ramos de Oliveira

Ciências Humanas

Sociologia
  • estratégias para mitigação do desperdício nas cadeias de suprimentos de frutas e vegetais: a busca por um sistema sustentável.
  • Aproximadamente 30% das frutas, legumes e verduras (FLV) produzidos globalmente não são consumidos devido às perdas e desperdícios (FAO, 2013). O desperdício de alimentos tem caráter intencional e é gerado pelos agentes públicos e privados responsáveis pela distribuição e comercialização de alimentos. O desperdício de alimentos foi reafirmado como tema de preocupação global, declarado como uma das metas pela Organização das Nações Unidas (ONU) que estabeleceu como um dos 17 objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS 12.3) a redução pela metade do desperdício, nos níveis de varejo e consumo e ao longo das cadeias de suprimentos até o ano de 2030. No Brasil, a dinâmica de distribuição e comercialização de alimentos pode ser feita pelas centrais atacadistas, denominadas CEASAs, responsáveis pelos maiores volumes de FLV transacionados. Avançar em propostas que mitiguem o desperdício de alimentos é fundamental para promover uma maior oferta de alimentos localmente, apoiando as políticas de segurança alimentar. O desperdício de alimentos ao longo da cadeia logística das CEASAs interfere na sustentabilidade dos sistemas alimentares, reduzindo a disponibilidade de alimentos, menos recursos para os produtores rurais e aumento dos preços para os consumidores. Causa impacto social pois indivíduos em situação de vulnerabilidade são privados da utilização dos alimentos que, ainda estão em condição de serem consumidos, são descartados. Existe uma intersecção complexa e multifatorial entre o desperdício, os atores da cadeia, suas práticas operacionais e de gestão, os procedimentos estabelecidos na cadeia logística de distribuição e de comercialização e as especificidades dos FLV. Desta forma se faz necessário novas abordagens para o reconhecimento da complexidade do tema, de forma a propor estratégias e ações mitigadoras do desperdício promovendo cadeia de suprimentos de alimentos mais eficiente e sustentáveis.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andrea Madeira Kliauga

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • determinação de diagramas de limite de conformação para chapas metálicas compostas por materiais heterogêneos e sujeitas ao processo de estampagem incremental com ferramenta de ponta única
  • Materiais metálicos otimizados por adição de elementos de liga e/ou tratamentos termomecânicos não atendem aos critérios de maximização simultânea de resistência e ductilidade. Grãos ultrafinos, obtidos por técnicas de Deformação Plástica Severa (DPS) aumentam a resistência mecânica em até 5 vezes, mas reduzem a ductilidade para valores inferiores a 5%. Grãos grosseiros têm o efeito oposto. Elaborar Materiais Híbridos (MH), com estruturas hierárquicas bimodais pode maximizar as duas propriedades. Pela geometria de processo, a junção por laminação acumulada (ARB) é uma técnica promissora para obter MHs. Em projetos anteriores, foi verificado que uma hierarquia lamelar contendo 50% das ligas de alumínio AA7050 e AA1050 proporciona o efeito desejado. Este projeto estuda uma rota de estampagem incremental (EI) para o novo MH. A EI utiliza a técnica de repuxo com ferramenta de ponta única, sem necessidade da fabricação de matrizes. Controlando o movimento da ferramenta, é possível elevar os limites de conformabilidade (LC). Pretende-se responder às seguintes perguntas: Pode-se estabelecer uma rota de estampabilidade para o material híbrido constituído das ligas de alumínio AA1050 e AA7050? Por que o LC de chapas metálicas obtido pelo processo EI está acima do LC na estampagem tradicional? Serão estudados: os efeitos de “forma e escala” dos constituintes nas propriedades mecânicas resultantes das chapas MH, a conformabilidade a partir da determinação da anisotropia plástica e da construção de diagramas de LC. Projetar o processo de fabricação por simulação numérica exige levantamento das equações constitutivas do novo material. Desafios são ter uma resposta de controle de processo simplificada, por modelamento em elementos tipo casca e uma modelagem mais refinada do comportamento do material em malha tipo BRICS que permita estudar a interferência das diferentes camadas no limite de ruptura.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andréa Máris Campos Guerra

Ciências Humanas

Psicologia
  • leituras e intervenções psicanalíticas sobre o mal estar colonial
  • Herdeiro dos processos imperialistas de poder opressivo e escravagista - ainda não simbólica e economicamente superados - nascem efeitos inconscientes na forma de mal estar. Pesquisaremos o modo como o sofrimento psíquico e desarranjos sociais se articulam em resposta à colonização do poder, do saber, do ser e do gênero. Dos operadores conceituais freudo-lacanianos ‘Édipo’ e ‘Falo’, lidos com autoras/es decoloniais, propomos uma nova chave de leitura psicanalítica. Visamos analisar situações sócio-clínicas articuladas a processos de colonialidade, como racismo institucional, violência de gênero e criminalização do adolescente negro como paradigmas de sintomas engendrados e perpetuados pelo colonialismo. As políticas públicas que negligenciam esse aspecto acabam por reproduzir códigos de violência estrutural no âmbito do Estado, que deveria, ao contrário, combater o racismo, sexismo e a desigualdade de oportunidades. Recolheremos os efeitos invisibilizados do enquadre colonial sobre sujeitos subalternizados, discutindo modos para seu enfrentamento. Nossa hipótese: o enquadre imperial de leitura do sofrimento psíquico advindo do mal estar colonial, ao invisibilizar o regime de opressão, racismo e sexismo como norma, cria uma lente que concebe os fenômenos subjetivos e sociais a ele correlatos como anormalidade, desvio, crime ou violência, buscando medicar, castigar ou eliminar seus sujeitos. Como corolário, testemunha-se a reprodução da opressão que adoece psiquicamente, onerando o Estado com ações paliativas. As altas taxas brasileiras do genocídio da população jovem negra, do feminicídio e violência de gênero e do suicídio entre estudantes negras/os nas universidades são evidências empíricas que tornam plausível, premente e necessária, essa pesquisa. Para isso, os sujeitos acima trarão suas narrativas, autorreferenciada, orais e escritas, analisando, junto aos pesquisadores, as fontes contemporâneas do mal-estar colonial e formas de seu tratamento e enfrentamento.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 28/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andrea Maturano Longarezi

Ciências Humanas

Educação
  • didática desenvolvimental e seu campo conceitual nas obras de l.s. vigotski, s. l. rubinstein, a.n. leontiev e l. i. bozhovich
  • A pesquisa assume o estudo do campo conceitual da Didática Desenvolvimental como fulcral para a proposição de um ensino pautado no desenvolvimento integral da humanidade, objetivo precípuo das áreas prioritárias do MCTIC. Em face dos problemas de apropriação dos fundamentos básicos dessa perspectiva no ocidente, as precisões conceituais, com o estudo teórico dos conceitos de obutchénie, vospitanie, uchetnie e prepodavanie, mostram-se nucleares para sua efetividade no contexto escolar brasileiro; razão pela qual assume a condição de objetivo central da pesquisa. Em seus desdobramentos, toma-se como objetivos específicos: 1. Localizar os conceitos de obutchénie, vospitanie, uchetnie e prepodavanie em obras centrais dos psicólogos soviéticos L. S. Vigotski, S. L. Rubinstein, A. N. Leontiev e L. I. Bozhovich, tendo em vista identifica-los nas proposições dos autores; 2. Estudar esses conceitos ao longo da produção de suas obras, visando apreender sua gênese e desenvolvimento; e 3. Comparar os conceitos de obutchénie, vospitanie, uchetnie e prepodavanie nas perspectivas desses autores; tendo em vista revelar suas convergências e divergências. As traduções de obutchénie para línguas ocidentais vêm limitando-se a associá-la apenas ao “ensino” ou à “aprendizagem”; embora ainda sejam referenciadas pelas palavras “instrução” e/ou “educação”. Nenhuma dessas opções a tratam sob a ótica da unidade que constitui a base epistemológica da psicologia histórico-cultural; o que demarca o problema central da pesquisa. O projeto assume como objeto de estudo “as precisões conceituais no campo da Didática Desenvolvimental” e como referencial teórico os “fundamentos da Teoria Histórico-Cultural e da Didática Desenvolvimental”, numa perspectiva dialética do singular-particular-universal. O estudo se constituirá em uma pesquisa teórica, pela via da análise estrutural e de desenvolvimento de fontes documentais desses quatro importantes representantes da psicologia histórico-cultural.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrea Moreno

Ciências Humanas

Educação
  • fritjof detthow, o ensino da ginástica sueca e a circulação de saberes (brasil, 1919-1947)
  • A investigação que desenvolveremos faz parte de um amplo movimento do grupo de pesquisa, no qual os projetos vinculados têm ajudado a compreender a presença e a circulação de diferentes Métodos Ginásticos no Brasil, entre fins do século XIX e meados do XX. Os projetos, dos quais a presente proposta deriva, resultaram numa exaustiva catalogação de fontes que já nos permitiu perceber que, no Brasil, entre fins do século XIX e início do XX, há fortes vestígios da ginástica racional em variadas prescrições de Educação Physica. O trânsito de sujeitos que mediaram esse processo é uma pista importante e um dos investimentos necessários para compreender a ginástica sueca que circula no país. Os motivos pelos quais viajaram de seus países, suas redes de sociabilidade, suas adaptações, seus enraizamentos, podem dar pistas importantes ao estudo dos métodos ginásticos no Brasil e, particularmente, aqueles que aportaram nas escolas e redes de ensino em variados estados. Vários suecos, homens e mulheres, aparecem nas fontes atuando no Brasil com a ginástica racional e médica. Fritjof Detthow, um sueco que vem para São Paulo em 1919, aparece de forma tangencial nas fontes que foram coletadas na pesquisa intitulada A Ginástica Sueca no Brasil: presença nos manuais escolares e no pensamento pedagógico entre fins do século XIX e início do XX, revelando um objeto de pesquisa potente. Interessa-nos, portanto, aprofundar nos motivos que levaram o sueco aportar no país e constituir aqui seu lugar de trabalho. Também nos motiva a compreensão da relação de Detthow com o governo paulista, rastreando sua trajetória e sua rede de sociabilidade estabelecida nos espaços da Diretoria de Instrução Pública desse Estado, inclusive dando aula na Escola Caetano de Campos. Apesar de sua presença vigorosa no ensino de São Paulo, pesquisando, prescrevendo, dando aulas, a historiografia ainda não se deteve a investigar esse sujeito, motivo pelo qual nos interessa interrogar sua trajetória.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrea Moura Bernardes

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • integração dos processos de eletrodiálise e oxidação eletroquímica avançada para a degradação de contaminantes de preocupação emergente
  • Surfactantes utilizados na metalurgia, como nonilfenol, ou em processos de flotação de minérios, como xantatos, são contaminantes de preocupação emergente (CPE). Estações de tratamento de efluentes (ETE) convencionais não foram projetadas para a remoção de CPE, acarretando lançamentos contínuos no ambiente. Estudos demonstram que em algumas ETE os efluentes apresentam maiores concentrações que os influentes, devido à dessorção. Os processos oxidativos avançados (POA) tem emergido como uma possível solução desse problema, mas muitos processos ainda estão em escala de laboratório e utilizam catalisadores de TiO2 dopados com materiais críticos. A oxidação eletroquímica avançada (OEA) tem se destacado pela facilidade e simplicidade de operação e possibilidade de escalonamento, mas o processo tem travado no custo dos eletrodos e problemas de difusão, devido à baixa concentração de CPE no ambiente. A integração entre processos e a escolha adequada de materiais de eletrodos pode ser uma solução. Resultados já obtidos indicam que a integração de processos é uma opção para alcançar segurança hídrica em ETE. Pretende-se agora selecionar materiais de eletrodo e avaliar a integração de POA com eletrodiálise (ED), determinando-se a eficiência de degradação de CPE, ACV, consumo energético, e custos operacionais para o escalonamento dos processos. Bhandari, G. et al. https://doi.org/10.1016/j.chemosphere.2021.130013 Falconi, I. et al. https://doi.org/10.1002/cjce.23705 Ryskie, S. et al. https://doi.org/10.3390/min11030259 Köck-Schulmeyer, M. et al. https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2013.04.010 EU, Brussels 2020 https://eur-lex.europa.eu/legal-content/EN/TXT/?uri=CELEX:52020DC0474 da Silva, S. W.et al. https://doi.org/10.1007/s40726-021-00176-6 Raschitor, A. et al. https://doi.org/10.1016/j.jenvman.2019.109289 Arenhart Heberle, A. N. et al. http://dx.doi.org/10.1016/j.chemosphere.2019.07.049 Schwaickhardt, R. O. et al. https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2017.02.218
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Andrea Pedrosa Harand

Ciências Biológicas

Botânica
  • o papel das mudanças cromossômicas na evolução da família leguminosae: uma abordagem filogenética, citomolecular e genômica
  • Leguminosae é a segunda família de angiospermas em importância econômica e a terceira mais diversa, com cerca de 20.000 espécies. Essa grande diversificação foi acompanhada de mudanças genômicas e cromossômicas, como a variação de sua fração repetitiva (repeats) levando a mudança no tamanho dos genomas, duplicação do genoma total (poliploidia) e mudança no número cromossômico por rearranjos estruturais (disploidia), algumas provavelmente adaptativas. Estudos filogenéticos recentes levaram a profundas mudanças na classificação da família em diferentes níveis, mas muitas das relações filogenéticas ainda não foram elucidadas, nem o impacto das mudanças cromossômicas para a diversificação de seus grupos. Nos últimos anos, a sistemática, a citogenética e mesmo a filogenia molecular vegetal têm sido revolucionadas pelos sequenciamentos genômicos de nova geração (NGS, do inglês next generation sequencing). Sendo assim, o presente projeto pretende investigar o impacto de mudanças cromossômicas e genômicas na diversificação e adaptação de leguminosas, tendo como objetivos específicos: i) Investigar as relações filogenéticas de Cenostigma Tul., as catingueiras, com base em plastomas e na diversificação de seus repeats; ii) Elucidar a organização genômica dos repeats do pau-brasil (Paubrasilia echinata (Lam.) Gagnon, H.C.Lima & G.P.Lewis) e seu impacto para a interação genoma-ambiente; iii) Avaliar como a poliploidia afeta a distribuição geográfica das leguminosas na Caatinga; iv) Investigar como a displodia impacta a organização genômica e seus mecanismos causadores. Para isso, integraremos sequenciamentos NGS (Illumina e PacBio) para montagem de genomas nucleares e plastidiais, caracterização de repeats, análises filogenômicas e correlações com variáveis ambientais, contagens cromossômicas e citometria de fluxo para detecção de eventos de poliploidia e disploidia, e pintura e barcode cromossômicos por oligo-FISH para caracterização de rearranjos cromossômicos.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andrea Piga Carboni

Engenharias

Engenharia Naval e Oceânica
  • projeto e construção de um veículo rebocado towfish
  • O monitoramento da qualidade das águas oceânicas é de vital importância para preservação da biodiversidade, saúde populacional e para as mais variadas atividades econômicas. A economia azul que se refere ao conjunto de atividades ligadas direta ou indiretamente ao mar, movimenta 19% do Produto Interno Bruto brasileiro. Esta pluralidade de recursos e atividades, principalmente de recursos naturais marinhos vivos e não-vivos suscita especial atenção no que tange à vigilância e à proteção das áreas marinhas. Atualmente os dispositivos como Towfish, dispositivo de monitoramento rebocados por embarcações e para a medição da qualidade da água marinha, são importados e apresentam custo elevado, limitando a sua difusão. Este projeto propõe o desenvolvimento um dispositivo rebocável Towfish de asa ativa, que controla ativamente sua profundidade, para monitoramento de amplas áreas marítimas, ao qual é integrado um conjunto de sensores para monitoramento em tempo real da qualidade da água. O veículo possuirá uma eletrônica embarcada, integrado com um conjunto de sensores para monitoramento da coluna de água, como: temperatura, pressão, salinidade, turbidez, fluorescência, óleo cru e óleo refinado. Nesse contexto, o desenvolvimento de um sistema de monitoramento robusto, de baixo custo e de fácil manuseio, tem o potencial de apresentar importantes impactos socioambientais. Para tanto, será utilizada metodologia PRODIP, projeto integrado de produto, realizado por equipe binacional e apoio de empresa parceira na área de maricultura. Assim, o projeto apresentado nesta proposta amplia os conceitos abordados em versão anterior e que sem controle ativo de profundidade. Informações sobre o protótipo podem ser encontrada no site do laboratório de simulação naval da UFSC Joinville. A atual proposta proporciona o desenvolvimento de tecnologia madura em estratégias de controle ativo de profundidade, de TRL 6, aproximando o resultado alcançado de produto final para comercialização.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Andréa Vettorassi

Ciências Humanas

Sociologia
  • precarização do trabalho na pandemia: uma perspectiva interseccional
  • O mundo do trabalho foi intensamente afetado pelas medidas sanitárias impostas pela pandemia global da COVID-19 em 2020. No Brasil, os processos de precarização, que já estavam em curso, foram intensificados durante a pandemia. Analisar esse cenário à luz das reflexões sociológicas possibilita a compreensão da dinâmica do processo, bem como a indicação de possíveis políticas públicas. Muitas são as características das relações de trabalho precárias: trabalho por tempo determinado ou intermitente, desocupação, curtos períodos de ocupação, informalidade e desalento. Mas na pandemia outros atributos promovem a precarização: a exposição massiva à doença, home office, extrapolação de carga horária de trabalho, isolamento, distanciamento social e acesso às medidas sanitárias de saúde vistos como privilégios, e não direitos. Na corrente dessas precariedades, tradicionais marcadores de diferenças tornam a análise interseccional fundamental para sua compreensão: em geral, mulheres, pessoas pobres, pretas e pardas são notadamente mais afetadas por elas. Nesse contexto, o Núcleo de Estudos sobre o Trabalho propõe relacionar, a partir da perspectiva interseccional de raça, gênero e classe, o processo de intensificação da precarização do trabalho em decorrência da pandemia. Tem-se como hipótese que consequências da pandemia no mercado de trabalho, como desocupação, desalento e precarização estão relacionadas a marcadores interseccionais como gênero, classe e raça, em arranjos específicos concernentes a grupos ocupacionais mais afetados. Nesse sentido, optamos por uma estratégia metodológica qualiquantitativa: a etapa quantitativa envolve um mapeamento longitudinal do mercado de trabalho brasileiro no período da pandemia, identificando os grupos ocupacionais que sofreram precarização ou desocupação mais intensa. Para análise qualitativa recorremos à análise de conteúdo, análise do discurso e hermenêutica de profundidade.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 01/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Andrei Bonamigo

Engenharias

Engenharia de Produção
  • cocreatup: inovações tecnológicas cocriadas para o setor de serviços agroindustriais
  • O agronegócio leiteiro é uma das principais atividades agroindustriais brasileiras e que mais emprega, com efeitos na geração de renda e emprego. De acordo com a FAO (2019), o Brasil é o terceiro maior produtor mundial de leite, atrás apenas dos Estados Unidos e da Índia. Embora o setor leiteiro tenha representatividade no cenário econômico do país, o setor apresenta entraves ligados à falta de gestão, acesso a tecnologias e problemas de qualidade do leite, como por exemplo na rastreabilidade dos produtos lácteos. Nessa ótica, Bonamigo (2017) e Bonamigo et al., (2020) apontam que essa lacuna está atrelada à falta de cooperação para cocriação de valor entre os atores que compõem o contexto agroindustrial leiteiro. A relação entre as partes se limita a uma relação de compra e venda, com limitada cooperação e colaboração para a complementaridade de conhecimento, recursos e informações para a geração de novos produtos, serviços e transposição dos entraves que o setor apresenta. Diante do exposto, o presente projeto objetiva desenvolver e testar empiricamente uma plataforma digital para conectar múltiplos atores, de modo que cada parte possa apresentar seus pontos fortes e fraquezas e, via plataforma, prover suporte ao processo de seleção, integração e gestão da relação entre as partes, de forma a cocriarem valor, a partir de critérios de desempenho pré-estabelecidos. Para atingir esse objetivo, o presente projeto contempla um conjunto de etapas desde o diagnóstico teórico e empírico do setor lácteo brasileiro, desenvolvimento da proposta de tecnologia baseada na indústria 4.0 e teste empírico da proposta. A partir da proposta consolidada, será possível prover suporte de gestão no processo da cocriação de valor, gerenciar os projetos cocriados, gerenciar riscos e estimular a inovação em produtos e serviços.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025