Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Juliana Mariotti Guerra

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • monitoramento de doenças infecciosas potencialmente emergentes e reemergentes em animais captivos e de vida livre
  • As doenças infecciosas emergentes e reemergentes representam uma ameaça à saúde pública, favorecida pelas recentes alterações antropogênicas ao meio ambiente. A fauna silvestre pode ser fonte direta de infecção por patógenos que afetam o ser humano e animais de produção, sendo considerada “sentinela” para determinação da saúde dos ecossistemas. O surgimento recente de patógenos de alto risco, a maioria oriundos da fauna selvagem, e sua disseminação global, como ocorrido com o SARS-CoV-2, impõe novos riscos sanitários com consequências imprevisíveis no contexto de saúde única, especialmente num país com uma das mais ricas biodiversidades do mundo. A prevenção e controle dessas doenças requerem a identificação dos patógenos e de seu potencial de cruzamento da barreira entre as diferentes espécies ("spillover" e "spillback"). Nesse sentido, urge um sistema de vigilância amplo e robusto que permita a rápida detecção para prevenção e mitigação de riscos. Este projeto tem como objetivo identificar os processos patológicos que afetam a fauna silvestre livre e de cativeiro, com ênfase no reconhecimento de agentes patogênicos com potencial risco ao homem e à animais. Para isso, pretende-se ampliar a vigilância laboratorial de óbitos, já estabelecida na Instituição, para diferentes espécies de mamíferos, aves e répteis, através do reconhecimento morfológico das lesões teciduais pelo exame anátomo-patológico, que será complementado por exames microbiológicos e biomoleculares, como imuno-histoquímica, microscopia eletrônica, PCR, sequenciamento e MALDI-TOF para determinação da etiologia. Ademais, também pretende-se elaborar análises espaço-temporais, com auxílio de geoprocessamento e sensoriamento remoto, correlacionando os casos animais com o de humanos, oriundos do sistema nacional de notificação de agravos. Os resultados auxiliarão a desvendar a eco-epidemiologia das doenças emergentes e reemergentes, contribuindo para a promoção da saúde humana e animal.
  • Instituto Adolfo Lutz - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Juliana Martins Cassani

Ciências Humanas

Educação
  • projetos formativos latino-americanos para a educação e educação física: intercâmbios, impressos e orientações didático-pedagógicas
  • Este projeto de pesquisa possui como objetivo geral compreender as orientações para a prática dos professores em circulação nos periódicos especializados em Pedagogia e Educação Física, publicados em países da América Latina (1932-1960). Ao analisar as apropriações e as circularidades culturais das bases teóricas e prescrições didático-pedagógicas da Educação e Educação Física em diferentes suportes materiais, o projeto se justifica haja vista a necessidade discutida por Cassani (2018) sobre a contribuição dessas fontes para a consolidação de programas de ensino produzidos por intercâmbios entre articulistas de diferentes países latino-americanos, construindo, assim, projetos de formação para a Educação e Educação Física. Temos a hipótese de que esses projetos formativos eram fruto do anseio dos intelectuais por ações institucionais que conduzissem a uma perspectiva de Educação e Educação Física fundamentada em sua internacionalização. Hipótese esta levantada por Cassani, Carvalho e Ferreira Neto (2021), ao acenarem para as iniciativas dos articulistas em publicar orientações para a prática docente discutidas em congressos, cursos e palestras realizados em diferentes países da América Latina, contribuindo, dessa maneira, para a cooperação entre eles. Para enfrentarmos o objeto, assumimos os recursos teóricos de Chartier (1990), Certeau (1994) e Ginzburg (1989). Por meio da análise crítico-documental (BLOCH, 2001), mapearemos revistas especializadas que possuem como projeto editorial a prescrição e a orientação da formação de professores, caracterizando-se como dispositivos de uso didático-pedagógico. Esse projeto nos permitirá, no presente, compreender as continuidades e as descontinuidades no debate sobre orientações didático-pedagógicas e sua relação para a formação de professores, fundamentados em projetos de formação latino-americanos.
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 24/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Juliana Paula da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • complexos rutênio-areno conjugados a matrizes biopoliméricas: estudo da atividade citotóxica e avaliação do potencial para liberação controlada de fármaco.
  • Apesar dos inúmeros programas de prevenção contra essa doença, dados do último relatório da Organização Mundial da Saúde mostram que, em 2018, aproximadamente 18 milhões de pessoas ao redor do mundo foram diagnosticadas com algum tipo de câncer e 9,.6 milhões de pessoas morreram em decorrência dessa doença. A estimativa para o Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer, é a ocorrência de 625 mil novos casos da doença para cada ano do triênio 2020-2022. Sendo assim, o câncer continua sendo um grave problema de saúde pública mundial o que torna necessário a busca por novos fármacos que possam substituir de maneira eficaz e mais seletiva os fármacos atualmente utilizados. Dentro deste contexto, os complexos metálicos aparecem como fortes candidatos e dentre eles o rutênio merece destaque por apresentar uma grande versatilidade estrutural, vasta gama de estados de oxidação acessíveis e menor toxicidade quando comparado com metais como a Platina, por exemplo, sendo que dois complexos rutênio já estão em fases clínicas de testes, são eles o NAMI-A e o KP1019. Entretanto, um dos principais problemas aliados ao uso de fármacos está relacionada a variação indesejada da concentração do fármaco no plasma sanguíneo e a interação indesejada do fármaco em outros receptores que não são o alvo da droga, causando um aumento na toxicidade do mesmo. Deste modo, uma estratégia interessante para reduzir esse problema e melhorar a farmacocinética do medicamento diz respeito ao uso de agentes transportadores de fármacos. O presente trabalho visa a preparação de nanopartículas biopoliméricas (ex.: albumina e quitosana) conjugadas a complexos Ru-areno contendo ligantes N-heterocíclicos para o estudo da atividade citotóxica e avaliação do potencial como possível liberador controlado de fármaco.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Juliana Rombaldi Bernardi

Ciências da Saúde

Nutrição
  • análise das preferências alimentares infantis entre crianças submetidas a diferentes métodos de introdução da alimentação complementar nos primeiros anos de vida
  • A introdução da alimentação complementar é um momento crucial para o crescimento e o desenvolvimento saudáveis, em que a criança passa pela transição da alimentação exclusivamente láctea para a alimentação da família. Juntamente ao momento e composição da alimentação complementar, é provável que a forma como os alimentos são ofertados à criança e a interação entre pais e lactentes durante a mesma influenciem desfechos em saúde como aceitação de diferentes sabores, preferências alimentares e regulação do apetite. Além disto, a expressão de certos genes também pode ter papel importante na aceitação alimentar e estado nutricional alterado a longo prazo. Não há na literatura, ao que se sabe, estudos que explorem as diferentes formas de introdução alimentar e a modulação ambiental à aceitação de sabores na infância, quando analisados os polimorfismos genéticos associados. O objetivo dessa pesquisa é analisar as preferências alimentares infantis entre crianças submetidas a diferentes métodos de introdução da alimentação complementar nos primeiros anos de vida. Trata-se de um estudo observacional aninhado a um ensaio clínico randomizado, com três grupos distintos de introdução alimentar: técnica convencional, técnica BLISS (Baby-Led Introduction to Solids) e técnica mista (convencional + BLISS). A intervenção ocorreu em clínica particular e os acompanhamentos ocorreram por meio de ligação telefônica, visita domiciliar e encontro no Centro de Pesquisa Clínica (CPC), localizado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). As crianças estão sendo submetidas, a partir dos 12 meses de idade, ao teste de aceitação de sabores e questionário de preferências alimentares (respondido pela mãe). Após a coleta do material biológico, será realizado teste genético para análise de polimorfismos associados. Maiores informações sobre a pesquisa estão localizadas no protocolo do estudo, publicado recentemente. A pesquisa já foi aprovada pelo Comitê de Ética da instituição.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Juliana Salles Machado Bueno

Ciências Humanas

História
  • histórias às margens: geografias políticas mundiais e fronteiras territoriais indígenas entre andes e amazônia no período (pré)colonial e suas repercussões contemporâneas
  • Esta pesquisa tem como objetivo a compreensão da criação da noção de fronteira e os seus efeitos no sentido de obliterar as múltiplas e ainda pouco exploradas relações entre as terras baixas da Amazônia e as áreas altas da região Andina, mais especificamente a área localizada atualmente entre as porções leste da Bolivia e do Peru e a Amazônia ocidental brasileira. Nesse sentido, busca fluidificar uma dicotomia instaurada ainda no período colonial entre as chamadas civilizações Andinas e as zonas florestadas das terras baixas, ocupadas por populações indígenas que ficaram conhecidas como ahistóricas, com formas sociais menos estáveis, e cujas formas de organização seriam horizontais, sem a formação de um Estado. Consolidada no século XX pelas categorias classificatórias de cunho evolucionista no âmbito da Antropologia, essa ruptura foi decisiva tanto para orientar os recortes acadêmicos posteriores acerca das populações ameríndias, quanto para oficializar uma certa história destas populações e regiões. Refletir sobre as sobreposições e articulações entre as populações dessas regiões separadas à época da conquista espanhola e portuguesa, pode nos revelar formas de interações interétnicas que vão além das fronteiras sócio-ambientais tão reificadas nas categorizações ocidentais. Os modelos de cultura ocidentais pautados em torno do poder do Estado, da economia agrícola e da materialidade monumental da permanência, re-encontrado na noção de Patrimônio Cultural “de pedra e cal” no início do século XX se opunham aqui a transitoriedade dos ritmos da caça e coleta, manejo agroflorestal e construções orgânicas. Para tanto, volto-me para a análise de fontes históricas, arqueológicas, linguísticas e etnográficas que possam fornecer indícios das distintas relações estabelecidas entre as diversas populações indígenas que viviam nesta região extrapolando as fronteiras estabelecidas.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Juliane Aparecida de Paula Perez Campos

Ciências Humanas

Educação
  • jovens com deficiência intelectual e vida independente: contextos escolares, de trabalho e sociais inclusivos.
  • O contexto educacional contemporâneo exige uma reflexão sobre as práticas docentes desenvolvidas nas escolas e atenção específica sobre as perspectivas de conclusão da escolarização de estudantes com deficiência intelectual, com possibilidades de inclusão na sociedade no período de vida pós escola. Além do mais, a ausência de uma diretriz específica da legislação, orientando de como esses serviços poderiam ser organizados e implementados no contexto escolar, não favorece o desenvolvimento de processos que poderiam assegurar o apoio adequado e preparar os estudantes com deficiência intelectual, para que a transição pós-escola possa dar condições a esses, de receberem as mesmas oportunidades que seus pares sem deficiência, em relação à inclusão social e a inserção no mercado de trabalho. O processo de transição ainda é um desafio no Brasil, no que diz respeito à escolarização da pessoa com deficiência, a vida pós-escolar e a inserção no trabalho. São poucos os programas oficiais implementados, assim como as pesquisas na área para acompanhar e orientar o processo de transição, como forma de ajudar na autonomia dos estudantes com deficiência intelectual na vida pós-escolar. Diante deste contexto, cabe pontuar a importância de estudos que se proponham a pensar estratégias pedagógicas que proporcionem a inclusão escolar e social adequada ao perfil desses educandos; bem como a contribuição de trabalhos colaborativos e desenvolvimento de planos de ensino individualizados que auxiliam o itinerário formativo do sujeito com deficiência intelectual e consequentemente a sua inclusão escolar e social. Desta forma, a partir de pesquisas do tipo mista, com delineamentos de revisão sistemática, descritivas e de ação-colaborativa, será possível pensarmos estratégias pedagógicas visando a transição educacional de jovens e adultos com deficiência para vida independente.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Juliano Cantarelli Toniolo

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • grafeno aplicado à mobilidade: uma proposta de tecnologia em resistência e leveza para cadeirantes
  • O presente projeto tem por objetivo desenvolver uma cadeira de rodas manual que ofereça ao usuário com alto nível de atividades diárias e mobilidade reduzida a segurança adequada na sua utilização aliada à leveza. A proposta de valor se traduz em disponibilizar ao mercado um produto com soluções inovadoras no que tange à carcaça da cadeira - por meio de peças com tecnologia de grafeno - bem como freios e fixações do manípulo, que ainda não foram pensados, ou, mesmo, aplicados especificamente para cadeira de rodas. Este desenvolvimento buscará garantir a robustez, o bom funcionamento, a durabilidade do equipamento e principalmente a segurança no seu uso. Com este projeto pretende-se solucionar problemas identificados pelo INMETRO quanto ao atendimento de normas. Após projetar, prototipar e qualificar este novo modelo de cadeira de rodas, a nova empresa pretende introduzi-lo no mercado em escala industrial de forma competitiva. Portanto este novo entrante terá o papel de elevar o padrão tecnológico de cadeiras de rodas no Brasil, e com isto fazer com que as demais concorrentes elevem o padrão de qualidade a níveis semelhantes.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 27/09/2021-31/03/2023
Foto de perfil

Juliano Domingues da Silva

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • preditores da aprendizagem no ensino superior durante a pandemia de covid-19: explorando os efeitos da resiliência, suporte da universidade, insegurança financeira e saúde mental
  • Durante a pandemia de Covid-19, as Instituições de Ensino Superior (IES) adotaram medidas de segurança como o ensino remoto ou híbrido. Essas medidas reduziram os riscos de contrair Covid-19, mas desencadearam riscos associados à saúde mental, como sintomas de estresse e redução do bem-estar. Os riscos para a saúde mental tornaram os estudantes um dos grupos mais afetados pela pandemia com prejuízos evidentes para a aprendizagem no curto prazo e potencial para prejudicar sua colocação futura no mercado de trabalho. Portanto, é fundamental para a efetividade das IES pesquisas que buscam compreender como fatores contextuais como a resiliência, suporte das universidades e insegurança financeira, podem auxiliar ou prejudicar a saúde mental dos estudantes e melhorar os níveis de aprendizagem. Além disso, do ponto de vista teórico, é importante conhecermos aspectos subjacentes que impactam no processo de ensino-aprendizagem. Assim, essa pesquisa busca testar a hipótese de que a resiliência dos estudantes, o suporte institucional das IES e a insegurança financeira impactam nos sintomas de estresse e níveis de bem-estar que, por sua vez, impactam nos níveis de aprendizagem dos estudantes. Há evidências de que a insegurança financeira devido à dificuldade dos estudantes em encontrar um emprego bem como a dificuldade dos pais em apoiá-los durante a pandemia pressionam a saúde mental dos estudantes. Além disso, a resiliência individual bem como o apoio fornecido pelas IES são fatores intimamente ligado à saúde mental, uma vez que os auxilia na recuperação de situações estressantes. Como estratégia metodológica, pretende-se realizar um estudo longitudinal com estudantes para acompanhar a saúde mental, os fatores preditores e os níveis de aprendizagem. Paralelamente, os pesquisadores atuarão junto a duas universidades e seus alunos na busca de soluções para mitigar os efeitos da pandemia, propondo ações e suporte para a melhora da saúde mental e da aprendizagem.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Juliano Fiorelli

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • embalagens secundárias para alimentos de painel de partículas de madeira residual moldado com adição de nanopartículas de óxidos metálicos
  • A Organização das Nações Unidas (ONU), por meio de um apelo universal visando acabar com a pobreza, proteger o planeta e assegurar paz e prosperidade as pessoas publicou 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS sustentáveis). Dentre esses ODS, o 9º (indústria inovação e infraestrutura) e o 11º (cidades de comunidades), apresentam relação com os materiais oriundos de fontes renováveis e que minimizem o impacto ambiental no planeta. As embalagens secundárias tem a função de proteção mecânica do produto embalado. Os materiais mais utilizados em sua produção são os derivados da celulose, madeira, plástico e metal. Dados da FAO indicam que produção mundial de painéis de partículas Medium Density Particleboards (MDP) e Oriented Standard Board (OSB) foi de aproximadamente 93 milhões m3 no ano de 2016 e movimentou uma quantia de U$ 34,5 bilhões em exportações. O processo de produção industrial desses painéis, quase que na totalidade, utiliza madeira oriunda de áreas de reflorestamento e resinas orgânicas à base de formaldeído. As propriedades dos painéis de partículas de madeira reconstituída apresentam relação com a matéria prima e processo de produção. Dentre estes fatores pode-se destacar a densidade da madeira, teor de extrativos, teor de umidade, geometria das partículas e o tipo de resina. As nanopartículas de óxidos metálicos, quando adicionadas aos painéis, garantem uma transmissão de calor mais eficiente, gerando uma cura mais homogênea da resina, refletindo positivamente nas propriedades físicas e mecânicas do produto e podem acarretar em uma economia de energia, uma vez que o tempo de prensagem empregado no processo de manufatura do painel pode ser reduzido. Esta pesquisa apresenta a hipótese: “É possível produzir embalagens secundárias para alimentos com painéis de partículas de madeira residual reconstituída produzidos com nanopartículas de óxido de alumínio.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 24/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Juliano Marini

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • novos nanocompósitos biodegradáveis para embalagens flexíveis multifuncionais
  • Embalagens plásticas são parte indissociável de qualquer sociedade industrializada, sendo utilizadas para conter, proteger e transportar diferentes produtos. Alimentos e dispositivos biomédicos, por exemplo, são produtos que requerem o melhoramento contínuo das tecnologias de embalagem para aumentar a qualidade e segurança frente a contaminações microbiológicas, e notavelmente a pandemia da COVID-19 tornou clara essa necessidade para vários outros setores. Novas embalagens precisam atender requisitos específicos e a melhoria das propriedades físicas deve ser alcançada e aliada a novas funções e à sustentabilidade. Neste contexto, materiais multifuncionais se tornam um foco estratégico de pesquisas científicas e tecnológicas. Multifuncionalidade pode ser alcançada pela produção de nanocompósitos, os quais permitem a junção de propriedades intrínsecas de diferentes componentes em um único material. O presente projeto visa desenvolver nanocompósitos biodegradáveis antimicrobianos e antivirais de desempenho tecnológico (mecânico, elétrico, térmico, óptico e de barreira) otimizado. Serão testados polímeros biodegradáveis termoplásticos (PLA, PHBV, blendas PLA/PHBV) e hidrossolúveis (amido, gelatina, alginato), nanopartículas de haloisita, sepiolita, hidrotalcita e de nanoplacas de grafeno como cargas de reforço e/ou carreadores de agentes antimicrobianos e virucidas (funcionalizadores). Processamentos via estado fundido (extrusão) e via solução (casting contínuo) serão utilizados para conformação dos nanocompósitos em filmes flexíveis monocamadas e multicamadas com papel. Os nanocompósitos serão caracterizados por técnicas estruturais, morfológicas, químicas e microbiológicas. Busca-se estabelecer como os polímeros, nanopartículas e funcionalizadores podem ser sistematicamente processados visando otimização estrutural e de desempenho tecnológico dos nanocompósitos para aplicação como embalagens flexíveis nos setores alimentício, biomédico e de componentes eletrônicos.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Júlio Celso Borello Vargas

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • mobilidade ativa, saúde e bem-estar: análise multiescalar da caminhabilidade em cidades brasileiras
  • O tema geral do projeto - Cidade e Saúde – é interdisciplinar e alinha-se às Portarias MCTIC. Paradigmas de mobilidade sustentável devem incluir a caminhada como modo de deslocamento de baixo impacto positivo para a prevenção de doenças. Há evidências sobre a influência do ambiente construído sobre os deslocamentos a pé, sendo a caminhabilidade uma qualidade do espaço definida por atributos de compacidade, densidade, conectividade e acesso a usos do solo variados. A hipótese é de que, quanto mais favorável o ambiente, maior a probabilidade de haver viagens a pé e, principalmente, que a realização desse tipo de atividade física está associada à menor prevalência de doenças crônicas. Porém, um dos desafios para a avaliação da caminhabilidade nas cidades brasileiras é a falta de uniformidade conceitual e metodológica para a coleta e análise de dados. Atualmente a disponibilidade de dados abertos e os recursos computacionais avançados permitem análises automatizadas e precisas, habilitando como estratégia para testar a hipótese a abordagem multiescalar, que aumenta o detalhamento da informação a cada escala: a macro, com medição de atributos da forma urbana, padrões de mobilidade, indicadores socioeconômicos e de saúde de cerca de 80 cidades brasileiras; a micro, com maior resolução de dados e recursos de análise automática de imagens por meio de redes neurais e a qualitativa, com métodos para acessar comportamentos individuais capazes de, enriquecer a modelagem quantitativa. Apesar de essas relações serem discutidas pela literatura internacional, nenhum estudo amplo do território brasileiro foi desenvolvido até o momento. Isso é inédito e trará qualidade às evidências sobre a caminhabilidade e seu impacto sobre a saúde nas cidades brasileiras. Os resultados podem indicar parâmetros nacionais de “cidades saudáveis", ajudando a promover hábitos saudáveis para toda a população, independentemente de classe social, idade, raça ou gênero.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 08/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Julio Cesar de Souza

Engenharias

Engenharia de Minas
  • desenvolvimento de técnicas de produção mais limpa para aumento da competitividade e da sustentabilidade ambiental no polo gesseiro do araripe - pe
  • O presente projeto de pesquisa visa o desenvolvimento de técnicas de produção mais limpa para a mineração e aproveitamento dos recursos minerais presentes nas jazidas de gipsita do Polo Gesseiro do Araripe. Serão desenvolvidos subprojetos para o estudo da aplicação do método de lavra Strip Mining e comparação com o método de lavra atualmente utilizado nas minas de gipsita Terrace mining. A adoção do método de lavra Terrace Mining pelas principais mineradoras da região do Pólo Gesseiro do Araripe ocorreu após o desenvolvimento do projeto de pesquisa Estudo de aplicabilidade do método de lavra (Terrace Mining) como alternativa ecosustentável da mineração de gipsita no Pólo Gesseiro do Araripe – PE, financiado pelo CNPq através do edital Universal 14/2014 - Faixa C, processo 442.181/2014-0, concluído em 2018, que mostrou as vantagens operacionais, econômicas e ambientais na mina-piloto da Mineração Royal Gipso. São apresentados subprojetos para a caracterização dos argilominerais da cobertura estéril visando seu aproveitamento industrial e na recuperação ambiental das áreas mineradas; caracterização tecnológica da camada basal de gipsita, rica em pirita e os finos gerados na etapa de lavra para fins industriais e recuperação ambiental de mineradas. Com foco na sustentabilidade ambiental será elaborado um projeto básico para aterramento de áreas mineradas e estudo de alternativas de uso futuro dessas áreas para fins de reflorestamento com mudas nativas, área de lazer e acúmulo água. Por fim serão realizados estudos econômicos e simulações matemáticas a partir do levantamento in loco dos processos e tecnologias de calcinação empregadas no Pólo Gesseiro do Araripe com o objetivo de comparar esses processos de fabricação de gesso, altamente agressivos ao meio ambiente por conta da queima de madeira, com emissão de grande quantidade de carbono e degradação da vegetação nativa, com processos industriais de calcinação utilizando fontes renováveis de energia solar e eólica.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Julio Cesar de Souza Inácio Gonçalves

Engenharias

Engenharia Civil
  • tecnologias híbridas, baseadas em cavitação hidrodinâmica, para a degradação de lixiviado maduro de aterro sanitário
  • O tratamento de lixiviado maduro é preocupação crescente dos gestores de resíduos sólidos, uma vez que ele é dominado por moléculas complexas, difíceis de serem degradadas por processos biológicos convencionais. Para contornar este problema, é necessário empregar tratamentos físico-químicos preliminares no intuito de elevar a razão DBO/DQO. Como alternativa destaca-se a cavitação hidrodinâmica (CH), a qual apresenta elevada eficiência energética e possibilidade de operação em grande escala para diversas águas residuárias. A CH é gerada pela passagem do líquido por uma constrição física (Venturi, placa de orifício ou uma válvula parcialmente fechada). Entretanto, a CH pode não ser capaz de degradar satisfatoriamente alguns compostos específicos. Por isso, tecnologias híbridas, que combinam CH a processos oxidativos avançados (POA) e a processos biológicos, surgem como alternativas para degradação de compostos orgânicos refratários, como o lixiviado maduro de aterro sanitário. Essa proposta busca realizar um estudo sistemático de tecnologias híbridas baseadas em CH para degradação de lixiviado maduro de aterro sanitário. O estudo investigará quais são as condições hidráulicas e geométricas ótimas da câmara de CH e também a sua combinação com outros processos oxidativos avançados, como a ozonização catalítica e não catalítica. O material catalítico utilizado será o Grafeno Multi-Camadas (MGL). Ao final, a melhoria da biodegradabilidade do efluente tratado será avaliada por ensaios de atividade aeróbia. Assim, esse projeto apresentará como resultado inédito o desenvolvimento de uma tecnologia híbrida, baseada em CH, para o tratamento de lixiviado maduro de aterro sanitário.
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Júlio César do Vale Silva

Ciências Agrárias

Agronomia
  • utilidade de genomas simulados para definição de grupos heteróticos e testadores, estudos genômicos populacionais e predição em culturas órfãs
  • A aplicação dos marcadores moleculares derivados de ferramentas genômicas modernas, como os SNPs, trazem informações que orientam os vários objetivos dos programas de melhoramento. As diversas abordagens do melhoramento molecular podem demandar o uso de diferentes plataformas de genotipagem, a depender do germoplasma alvo, do estudo genético e do orçamento disponível. Aquelas consideradas adequadas e menos sujeitas a erros (como SNP-array) são mais caras e só estão disponíveis às culturas altamente rentáveis (commodities); enquanto que as plataformas alternativas (como GBS) combinadas com genomas simulados, permitem assistir culturas sem genoma de referência (órfãs), mas podem apresentar menor reprodutibilidade e consistência. Ademais, faltam informações de como essas plataformas afetam a estruturação, diversidade genética de uma população e a predição genômica de híbridos. Assim, a proposta tem por objetivo responder aos questionamentos: a fonte de SNP influencia na estrutura populacional de linhagens, na determinação de grupos heteróticos e na predição de híbridos? a utilização do GBS e do genoma simulado (mock) são eficientes para realizar a chamada de SNP em culturas órfãs? Para sanar estas dúvidas, um painel de 360 linhagens de milho tropical será genotipado com duas plataformas: SNP-array e GBS. Com as informações desta última, será usado um pipeline para construir um genoma mock para descoberta de SNPs com objetivo de capturar polimorfismos próprios e ver sua viabilidade em culturas órfãs. Dados genômicos serão usados nas análises de estrutura populacional e diversidade genética e os fenotípicos dos híbridos (obtidos por dialelo entre as linhagens do mesmo painel) com genômicos (in silico) em análises de dialelo genômico para definição dos grupos heteróticos entre as linhagens. Após isso, será aplicado o delineamento Carolina do Norte II para indexação dos respectivos híbridos. Para a predição genômica destes será aplicada um modelo GBLUP aditivo-dominante.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Júlio César Fabris

Ciências Exatas e da Terra

Astronomia
  • v mostra de astronomia do espírito santo
  • A Mostra de Astronomia do Espírito Santo (MAES) tem o objetivo de, principalmente, divulgar a Física e a Astronomia junto aos estudantes e professores do ensino básico (fundamental e médio) do Espírito Santo, estimulando-os a elaborar trabalhos nestas áreas de conhecimento, que serão apresentados ao longo das etapas previstas pela organização desta edição deste evento. Esta proposta está sendo organizada pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), através do grupo de pesquisa em Astrofísica, Cosmologia e Gravitação (Cosmo-ufes), do Programa de Pós-Graduação em Astrofísica, Cosmologia e Gravitação (PPGCosmo/UFES), e do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), em particular o Observatório Astronômico do IFES Guarapari (OAIG). A MAES, destina-se à apresentação de projetos que envolvam temáticas ligadas à astronomia que, por sua vez, devem ser produzidos por alunos da educação básica sob a orientação de seus professores. Poderão participar quaisquer alunos devidamente matriculados, do ensino fundamental ou qualquer série do ensino médio, em escolas públicas ou privadas de todo Espírito Santo. Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Júlio César Fabris

Ciências Humanas

História
  • iv mostra de astronomia do espírito santo
  • A Mostra de Astronomia do Espírito Santo (MAES) tem o objetivo de, principalmente, divulgar a Física e a Astronomia junto aos estudantes e professores do ensino básico (fundamental e médio) do Espírito Santo, estimulando-os a elaborar trabalhos nestas áreas de conhecimento, que serão apresentados ao longo das etapas previstas pela organização desta edição deste evento. Esta proposta está sendo organizada pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), através do grupo de pesquisa em Astrofísica, Cosmologia e Gravitação (Cosmo-ufes), do Programa de Pós-Graduação em Astrofísica, Cosmologia e Gravitação (PPGCosmo/UFES) e do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), em particular o Observatório Astronômico do IFES Guarapari (OAIG). A MAES, destina-se à apresentação de projetos que envolvam temáticas ligadas à astronomia que, por sua vez, devem ser produzidos por alunos da educação básica sob a orientação de seus professores. Poderão participar quaisquer alunos devidamente matriculados, no nono ano do ensino fundamental ou qualquer série do ensino médio, em escolas públicas ou privadas de todo Espírito Santo.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 28/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Júlio César Fabris

Outra

Divulgação Científica
  • astronomia nas montanhas capixabas
  • A presente edição da Astronomia nas Montanhas Capixabas envolve um leque de atividades que inclui observações do céu noturno com telescópios, sessões de planetário, palestras e oficinas. Entretanto, procura-se, dentro deste leque de atividades, implementar ações que cubram a temática da SNCT. Isto foi feito nas edições anteriores, e teremos igualmente em mente este procedimento nesta edição. Assim, a temática da SNCT 2022 foca na ciência e tecnologia no Brasil ao longo dos 200 anos de sua independência. A Astronomia (e em consequência suas disciplinas correlatas, como a Física e Matemática) marcaram a ciência no Brasil neste período. Podemos citar como exemplo os seguintes tópicos que serão abordados no evento. 1) A criação do Observatório Nacional no Rio de Janeiro, em 1827. 2) A denotação das unidades administrativas, já na fase republicana, por estrelas visíveis no Brasil. 3) A medição do desvio da luz durante o eclipse observado em Sobral em 1919, e que estava de acordo com a previsão da teoria da Relatividade Geral. 4) A atuação científica do astrônomo Henrique Morize, que foi diretor do Observatório Nacional, fundador e membro da Academia Brasileira de Ciências. 5) A contribuição para a Física, Matemática e Astronomia de Amoroso Costa, professor da Escola Politécnica do Rio de Janeiro até o seu falecimento em 1928, e que escreveu um dos primeiros livros sobre a Teoria da Relatividade Geral em todo o mundo, notável pelo seu rigor técnico e conceitual. Ele foi também um dos primeiros cientistas brasileiros a se dedicar com afinco à divulgação científica para o grande público. 6) A descoberta do méson pi por César Lattes através de medidas feitas utilizando raios cósmicos. Todos estes temas serão objetos de palestras e sessões de planetário. Na abordagem destes tópicos será realçado não apenas os aspectos históricos mas também o impacto que tiveram na ciência no Brasil hoje e nas perspectivas que oferecem.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Júlio César Fabris

Outra

Divulgação Científica
  • astronomia nas montanhas capixabas
  • A Astronomia nas Montanhas Capixabas envolve um leque de atividades que inclui observações do céu noturno com telescópios, sessões de planetário, palestras e oficinas. Muito embora o leque de atividades seja variado, haverá uma ênfase nas pesquisas atuais em astrobiologia. A astrobiologia tem adquirido uma importância crescentes no mundo científico, muito disto devido à detecção dos exoplanetas e de moléculas, principalmente as orgânicas, no espaço interestelar. Neste sentido, a astrobiologia gerou uma confluência de diversas atividades científicas antes, em princípio, desconexas, entre as quais, podemos citar: Astronomia, Física, Química, Biologia. Vide projeto em anexo.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Júlio César Fabris

Ciências Exatas e da Terra

Astronomia
  • estudos em astrofísica, cosmologia e gravitação
  • O presente projeto possui foco principalmente teórico em diversos tópicos de pesquisa nas áreas de Astrofísica, Cosmologia e Gravitação, conforme detalhados abaixo. Astrofísica de objetos compactos, como buracos negros e estrelas de nêutrons. Especificamente, estudos da estabilidade clássica e quântica de buracos negros, dinâmica da fusão de um sistema binário de buracos negros e consequente produção de ondas gravitacionais, relevância da observação das ondas gravitacionais, seja para a cosmologia seja como teste de teorias gravitacionais. Energia escura descrita como extensões da Relatividade Geral, ou modelada como componente material caracterizada por viscosidade ou interação no setor escuro. Cosmologia primordial e paradigma inflacionário: extensões do modelo inflacionário de Starobinsky. Cosmologia quântica e cosmologia de ricochete. Estudos de teorias alternativas da gravitação e assinaturas observacionais em diferentes escalas. Análises pós-Newtonianas e formalismos parametrizados. Aspectos quânticos da gravidade. Soluções clássicas de buracos negros em teorias modificadas da gravitação. Peculiaridades de campos quânticos no espaço-tempo curvo de um buraco negro. Soluções do tipo buraco negro em relatividade geral e teorias modificadas da gravitação, estudo de sua estabilidade, análise de suas propriedades clássicas e quânticas. O projeto envolve também diversas atividades de divulgação científica e difusão do conhecimento científico através de organização de conferências e escolas avançadas.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Júlio César Mistro

Ciências Agrárias

Agronomia
  • desenvolvimento de cultivar clonal de café arábica com baixos teores de cafeína
  • A demanda por café com baixo teor de cafeína vem aumentando nos últimos anos, principalmente por consumidores que desejam ingerir a bebida ao longo do dia e início da noite, reduzindo, assim, o risco de insônia. O teor médio de cafeína no café arábica (Coffea arabica) é de 1,2% e no café de baixa cafeína entre 0,11 e 0,60%. O programa de melhoramento clássico do IAC para cafeeiros com menos de 0,60% de cafeína conta com significativo número de indivíduos F3 já selecionados para esta característica, aliada a produtividades estimadas acima de 25 scs/ha. Entretanto, essas plantas ainda não foram avaliadas para a reação ao estresse hídrico. Para que se possa antecipar em 25 anos a liberação de uma cultivar com este perfil, uma vez que o processo habitual leva cerca de 50 anos, propõem-se lançar mão da propagação vegetativa por estaquia, apropriada para gerações segregantes, e viável para o arábica. Tomando-se por base um experimento instalado em Campinas, composto por 35 tratamentos em blocos ao acaso, quatro repetições e cinco plantas por parcela, propõem-se: i) aplicar adubação após a poda a fim de favorecer a brotação; ii) avaliar diferentes composições de substrato a fim de verificar o mais eficiente na promoção do enraizamento das estacas, aumentando assim o número de mudas; iii) avaliar as respostas dos genótipos quanto ao estresse hídrico; iv) reanalisar os teores de cafeína nas plantas a serem clonadas. Espera-se que os clones selecionados apresentem concomitantemente baixos conteúdos de cafeína, boas produtividades e, possivelmente, certa tolerância ao estresse hídrico. Pretende-se instalar dois experimentos regionais com as mudas clonais obtidas neste projeto, a fim de validar e registrar a futura cultivar clonal de baixo teor de cafeína.
  • Instituto Agronômico de Campinas - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025