Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sérgio Paulo Morais

Ciências Humanas

Educação
  • ensino formal e programa bolsa escola federal experiências, vivências e interpretações de assistidos na cidade de uberlândia mg.
  • A pesquisa que pretendemos realizar busca perceber como beneficiados do Programa Bolsa Escola Federal, no período 2001 a 2003 (período eminentemente anterior a unificação dos programas sociais e a consequente criação do “Bolsa Família”), vivem e atualmente percebem o ensino formal em suas vidas, já que o programa atrelava o recebimento do benefício à frequência escolar, ou seja, apenas os pais das crianças que estivessem matriculadas, e que cumprissem as premissas de renda, poderiam recebê-lo. Sabe-se que o Programa Bolsa Escola não se iniciou federalizado. A ideia fora pela primeira implementada no ano de 1995 pelo governo do Distrito Federal. Em 1996 o Programa Bolsa Escola recebeu um prêmio das Nações Unidas tornando-se um modelo para o resto do país e sendo replicado em outras regiões. Em 1998 outros estados e diversos municípios haviam adotado o programa a partir da matriz do Bolsa Escola inicial. Entretanto, como vivem os beneficiários e quais valores atribuem à educação formal, a partir de uma cidade brasileira: Uberlândia. A peculiaridade de uma história regionalizada e ou local talvez seja necessária para a compreensão sobre espacialidades de luta política e de aplicação de normas e condutas aos pobres de demais regiões. Entretanto, é importante evidenciar o estabelecimento de um modelo hegemônico (do governo federal) nos anos iniciais da década de 2000, com a federalização dos programas sociais.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022