Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adevailton Bernardo dos Santos

Outra

Divulgação Científica
  • semana nacional de ciência e tecnologia – snct - inteligência artificial: a nova fronteira da ciência brasileira
  • A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) constitui-se em um evento nacional, promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), que teve início no ano de 2004. Segundo o site do evento, “a SNCT tem o objetivo de aproximar a Ciência e Tecnologia da população, promovendo eventos que congregam centenas de instituições a fim de realizarem atividades de divulgação científica em todo o País. A ideia é criar uma linguagem acessível à população, por meios inovadores que estimulem a curiosidade e motivem a população a discutir as implicações sociais da Ciência, além de aprofundarem seus conhecimentos sobre o tema”. O tema para o ano de 2020 é “Inteligência Artificial: A Nova Fronteira da Ciência Brasileira”. A SNCT, em Uberlândia e região, este ano programada de modo on-line, é coordenada e realizada pelo Museu DICA (Diversão, Ciência e Arte) órgão do Instituto de Física, contemplando parcerias com a Prefeitura Municipal de Uberlândia (PMU) e o Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM) - Campus Uberlândia, e desde a primeira edição vem se constituindo em um importante espaço para a divulgação científica a população da cidade, para a formação de discentes, docentes e técnicos da UFU, e para o fortalecimento da indissociabilidade entre o ensino, a pesquisa e a extensão. As ações planejadas possuem objetivos alinhados com os estabelecidos para a SNCT pelo MCTIC, e há destaque para os eventos estruturadores: Workshop de lançamento da SNCT, feira Ciência Viva (Uberlândia), Feira de Iniciação Científica do Pontal do Triangulo Mineiro – FICP (Ituiutaba), Brincando e Aprendendo (Uberlândia), Astronomia no Parque (Uberlândia), Vem pra UFU (Monte Carmelo e Patos de Minas), dentre outros.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 20/10/2020-30/04/2021
Foto de perfil

Adevailton Bernardo dos Santos

Tecnologias

Tecnologias Médicas e da Saúde
  • ii ficp – feira da iniciação científica no pontal triângulo mineiro
  • A Feira de Iniciação Científica do Pontal do Triângulo Mineiro (FICP) é uma iniciativa que vem do desejo de continuidade e expansão de movimentos de feiras de ciências na cidade de Ituiutaba. O objetivo principal da FICP é, por meio da apresentação de projetos criativos e inovadores, integrar os professores, alunos e demais agentes em educação desde a educação infantil, ensino fundamental 1 e 2, ensino médio, profissionalizante, técnica, EJA (Educação de Jovens e Adultos) e superior no Pontal do Triangulo Mineiro com vistas a aprimorar o processo de construção do conhecimento e de protagonismo dos estudantes por meio da iniciação científica. A previsão de sua realização é para mais de 100 projetos inscritos, oriundos da macrorregião do Triângulo Mineiro, em todas as áreas do conhecimento, em todos os níveis de escolaridade, e em concomitância com a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Será implementada em uma parceria entre a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e a Superintendência Regional de Ensino (SRE) Ituiutaba, e englobará mais sete SREs da macrorregião, que serão convidadas e incentivadas e realizarem feiras, tanto escolares quanto municipais, para a seleção dos trabalhos que participarão da FICP. A área de gestão destas oito SREs possui um total de 86 municípios e mais de 2.300.000 habitantes. As atividades a serem desenvolvidas englobam a divulgação do evento e a realização de encontro presenciais com professores, no formato de roda de conversa que favorecem a troca de saberes entre os pares, em todas as SREs participantes e nas cidades que demonstrarem interesse de participarem do evento.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 07/01/2020-30/11/2021
Foto de perfil

Adilson Jesus Aparecido de Oliveira

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • propriedades magnéticas de materiais multifuncionais: óxidos magnéticos, multiferróicos e sistemas 2d de mos2
  • O estudo das propriedades magnéticas de materiais multifuncionais permite uma ampla variedade de aplicações, em particular para o processamento e estocagem de informação, e nesse sentido, produzir materiais multifásicos, que combinem simultaneamente as propriedades ferromagnéticas e ferroelétricas ampliou as perspectivas para esse fim. Além disso, materiais óxidos, dopados ou não com elementos de transição ou terra-raras, e polímeros condutores ferromagnéticos abrem a perspectiva de desenvolvimento de novos dispositivos. Dessa forma, o presente projeto de pesquisa envolve duas classes de materiais distintas: óxidos magnéticos, materiais compósitos multiferróicos. Serão investigados óxidos semicondutores, como SnO2/CeO2, SnO2, InO2 entre outros. compósitos multiferróicos de (1-x)Pb2/3(Mg1/3Nb2/3)-xPbTiO3 (PMN-PT) e Pb(Zr0,52 Ti0,48)O4 (PZT) com as fases magnéticas de ferrita de cobalto (CoFe2O4 ou CFO) e de ferrita de níquel (NiFe2O4 ou NFO) que serão investigados com o objetivo de compreender os processos envolvidos em suas propriedades magnéticas, a partir de investigações experimentais e aplicação de modelos fenomenológicos desenvolvidos pelo próprio grupo.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adilson José da Silva

Engenharias

Engenharia Química
  • construção de linhagens recombinantes de xanthomonas sp. para produção de goma xantana
  • Goma xantana é um polissacarídeo sintetizado por bactérias do gênero Xanthomonas que apresenta diversas aplicações industriais, como na produção de alimentos, cosméticos e extração de petróleo, entre outras. Não há produção nacional do composto e, por isso, o Brasil segue dependendo de importações de grandes quantidades do biopolímero. Atualmente o desenvolvimento de processos de produção da goma tem sido direcionado para a otimização de fatores como meios de cultivo, condições operacionais e tecnologias para recuperação do composto de interesse. No entanto, parte chave desse processo é o desenvolvimento de linhagens otimizadas. Nesse contexto foi iniciado em 2017 um projeto no intuito de desenvolver estirpes aprimoradas a partir do uso de ferramentas de Biologia de Sistemas e Engenharia Metabólica. O primeiro trabalho realizado desenvolveu um modelo matemático determinístico para a síntese dos monômeros da goma xantana utilizando a linguagem de programação Python (Kundlascht, 2017). O modelo foi validado com dados experimentais da literatura, e foi possível identificar as reações catalisadas por UDP-Glicose pirofosforilase (UDPG-PP) e UDP-Glicose desidrogenase (UDPG-deH) como sendo os bottlenecks da via de síntese da goma xantana. O modelo previu, também, o comportamento do sistema diante da super-expressão destas duas enzimas, apontando um aumento substancial na síntese dos monômeros da goma. A análise in silico concluiu, portanto, que o aumento na concentração destas duas proteínas resultaria em ganho na velocidade do sistema como um todo. A partir desses resultados, o presente projeto propõe a clonagem e super-expressão de UDPG-PP e UDPG-deH em Xanthomonas sp. e posterior avaliação da produção da goma xantana pelas linhagens recombinantes com o intuito de construir linhagens potencialmente mais eficientes para esse fim.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022