Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Wania Wolff

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • multi-ionização de anéis de benzeno e derivados de interesse astroquímico, biológico e ambiental por colisões de íons pesados
  • Existe um grande interesse em se investigar a multi-ionização e fragmentação induzida por partículas, em especial por íons pesados, de moléculas mais complexas, cíclicas, em especial de anéis aromáticos e derivados e de anéis policíclicos relevantes na astroquímica, biologia celular e controle ambiental. Os resultados experimentais tem repercursão na evolução molecular no meio inter e circumestelar, nos danos por hadronterapia e pela exposição no espaço à raios cósmicos e na contaminação por especies nocivas e reativas no solo e na atmosfera sujeitas a incidência de raios cósmicos. O objetivo experimental é explorar a formação de mono- e di-cations de aneis de benzeno mono, hetero, policíclicos, e ligados à radicais substituintes ativantes e desativantes. Aneis de benzeno são em geral resistentes à fragmentação por agentes ionizantes e formam espécies transientes e complexas multicarregadas metaestaestáveis na faixa de µs. Os efeitos da substituição no anel do processo de fragmentação será avaliada a partir da espectroscopia de massa por tempo de voo. O projeto propõe o desenvolvimento e a construção de um espectrômetro de massa por tempo de voo segundo a condição de focalização de segunda ordem para a detecção de moléculas mais complexas de massa até 250 u incluindo a inserção de detectores adequados. Uma resolução temporal e espacial adequada é essencial para discriminação e identificação precisa de espécies de fragmentos iônicos hidrogenados e duplamente carregados e da molécula original com energias térmicas e de seus isótopos. A utilização de um detector de dinodo discreto para aplicação de até 10kV no processo de amplificação do sinal dos íons se torna indispensável. Para a detecção dos elétrons emitidos propomos o uso de um detector de placas multiplicadores de elétrons com dimensão de área adequada para uma maior coleta dos mesmos. Medidas de coincidência entre os produtos da colisão elétron-íons e projetil-íons determinam a necessidade de taxas de coleta de coincidência de eventos de algumas dezenas de Hz. Para a realização das medidas de seções de choque de ionização e fragmentação serão utilizados equipamentos já existentes, onde as modificações propostas irão ampliar e aprimorar a qualidade dos resultados. A proposta visa renovar a pesquisa na área de colisões de íons pesados e o padrão de excelência na área de ionização e fragmentação de moléculas no laboratório de colisões atômicas e moleculares do IF-UFRJ.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wanilson Luiz Silva

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • dinâmica de elementos terras raras e razões isotópicas (147sm/144nd, 143nd/144nd, 87sr/86sr) em sedimento, água e biota de ambiente estuarino subtropical, sudeste do brasil: físico-química e mobilidade geoquímica
  • O presente projeto de pesquisa almeja investigar a geoquímica de elementos terras raras (ETR) em sedimentos de ambiente estuarino subtropical, sua solubilidade em água intersticial e sua transferência à biota exposta. O estudo será desenvolvido no sistema estuarino de Santos-Cubatão (SE do Brasil), o qual abriga uma das áreas mais industrializadas da América Latina, e apresenta ambientes estuarinos contrastantes em termos de impactos industriais e atividades humanas urbanas. Em geral, estudo de ETR em organismos e seu uso como marcadores de fonte (geogênica e antrópica) não são muito bem fundamentados na literatura, especialmente em ambientes estuarinos tropicais e subtropicais. A área de estudo apresenta características como a presença de indústrias de fertilizantes com histórico de contaminação de ETR, e isso proporciona um ambiente adequado para este tipo de pesquisa. A fim de contribuir para uma melhor compreensão do comportamento de ETR na biosfera, especialmente estuários e manguezais associados, este projeto explora o uso destes elementos e das razões isotópicas (147Sm/144Nd, 143Nd/144Nd, 87Sr/86Sr) como traçadores de fontes natural e antrópica entre a biota (músculo e carapaça de caranguejos – Ucides cordatus, músculo de peixes) e os compartimentos sedimentar e aquoso. O estudo pretende verificar os mecanismos físicos e químicos que promovem a solubilidade e precipitação destes elementos em um ambiente estuarino, e consequentes rotas de transferência para os organismos naturalmente expostos. Em adição, esta pesquisa vai ajudar a entender a história de acumulação de ETR nos sedimentos, e discriminar entre as origens geogênica (background) e antrópica.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Wanius José Garcia da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • química bioinorgânica de monooxigenases líticas de polissacarídeos de insetos
  • As monooxigenases líticas de polissacarídeos (LPMOs) formam uma classe de metaloenzimas (dependentes de Cu+2) recentemente descobertas que se ligam a regiões cristalinas de polissacarídeos e realizam a sua clivagem através de mecanismo de oxidação. Quatro famílias dessas enzimas foram identificadas as quais podem oxidar diferentes polissacarídeos como celulose, quitina e amido. Essas metaloenzimas oxidativas atuam facilitando a ação de outras enzimas hidrolíticas aumentando a eficiência de degradação de diferentes polissacarídeos. Neste contexto, as LPMOs são enzimas com grande potencial para aplicações tecnológicas, especialmente como complementos em coquetéis lignocelulósicos para a degradação da biomassa e produção de etanol de segunda geração. Neste projeto de pesquisa, nós propomos estudar as LPMOs dos insetos Coptotermes gestroi, Drosophila yakuba e Bombyx mori. As metaloenzimas de insetos serão clonadas, produzidas em bactéria e purificadas através de métodos cromatográficos. As atividades enzimáticas (especificidades) serão estudadas em diferentes polissacarídeos. A termodinâmica de interação das LPMOs com íons metálicos será estudada por espectroscopia de fluorescência e calorimetria de titulação isotérmica (ITC). As estruturas secundária e terciária das LPMOs serão estudadas por espectroscopia de dicroísmo circular (CD), espalhamento dinâmico de luz (DLS) e espalhamento de raios X a baixos ângulos (SAXS). As estruturas tridimensionais das LPMOs serão determinadas por difração de raios X (XRD, cristalografia de proteínas). Os resultados oriundos deste projeto de pesquisa permitirão uma melhor compreensão do modo de ação das LPMOs de insetos e do papel de íons metálicos (química bioinorgânica) no mecanismo catalítico dessas enzimas. Essas LPMOs de insetos possuem grande potencial como suplementos em coquetéis lignocelulósicos comerciais.
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Warley Marcos Nascimento

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • iii horta & escola: feira de ciência e tecnologia da embrapa hortaliças
  • Nos últimos anos, a escola vem sendo questionada acerca do seu papel na sociedade, a qual vem exigindo um novo tipo de profissional, mais flexível e polivalente, capaz de pensar e aprender constantemente. A escola deve também saber trabalhar, nos jovens, o desenvolvimento de uma consciência científica indagativa, uma vez que a Ciência e a Tecnologia têm tido intensa interferência na sociedade atual. Dessa forma, emerge a necessidade de uma maior difusão de conceitos científicos, para que todos possam ter uma postura crítica diante do que a ciência e tecnologia apresentam à sociedade, permitindo a promoção da cultura científica entre os cidadãos, tornando-os capazes de participar ativamente de uma sociedade democrática. O projeto tem como objetivo geral a popularização da ciência como agente de redução de desigualdades, buscando reduzir a distância entre o conhecimento produzido pela ciência e sua aplicação para melhoria da qualidade de vida, contribuindo para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do País. Busca despertar nos alunos, dos ensinos fundamental, médio e técnico, o interesse pela área científica e tecnológica, contribuindo para estimular o pensamento crítico e o desenvolvimento social e humano do País. A proposta se justifica por oportunizar a popularização e a divulgação de ações desenvolvidas pelas instituições de ensino e por instituições de pesquisa, como a Embrapa e parceiros, que possuem o propósito de reduzir as desigualdades, empoderar segmentos da população e despertar o interesse de jovens pela ciência, e assim, contribuir para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do País. Para atender aos objetivos do projeto, o mesmo acontecerá durante a data limite publicada no calendário oficial da Feira de ciência - III Horta & Escola, onde estudantes matriculados nos ensinos fundamental, médio e técnico no ano de 2021, em escolas do Distrito Federal e entorno, poderão submeter seus projetos para avaliação do Comitê de avaliação. A apresentação dos projetos selecionados ocorrerá no segundo semestre de 2021 durante a Semana da Ciência e Tecnologia. III Horta & Escola: Feira de Ciência e Tecnologia da Embrapa Hortaliças, que terá duração de três dias.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 28/12/2020-31/12/2022