Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Elaine Thumé

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • projeto integrado de pesquisa, ensino e extensão para a formação de gestores e profissionais da aps e a qualificação do cuidado de pessoas com hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus e obesidade na região sul do rio grande do sul
  • A proposta visa fortalecer e melhorar a qualidade do cuidado às pessoas com hipertensão, diabetes e/ou obesidade no âmbito do Sistema Único de Saúde. O projeto integra atividades de pesquisa, ensino e extensão realizadas por meio da análise diagnóstica, formação e avaliação dos efeitos da formação com o objetivo de reorganizar o processo de trabalho das equipes de Atenção Primária à Saúde. Explora estratégias inovadoras e intervenções com potencial para serem desenvolvidas no cuidado às condições crônicas não transmissíveis e os fatores associados, reforça os atributos da APS e a relevância da Estratégia Saúde da Família como principal modelo de atenção à saúde. O público-alvo é formado por gestores e profissionais de saúde dos municípios da região sul do Rio Grande do Sul e será desenvolvido em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde e Secretarias Municipais de Saúde.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 04/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Elainne Christine de Souza Gomes

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • desenvolvimento e uso de qpcr como alternativa para o diagnóstico e controle da esquistossomose em áreas de baixa endemicidade para doença.
  • No Brasil, estima-se que cerca de 1,8 milhão de pessoas, principalmente na região Nordeste do país, estejam infectadas pelo Schistosoma mansoni. E apesar do sucesso do Programa de Controle da Esquistossomose (PCE) esta endemia continua sendo um grave problema de saúde pública no país. Atualmente, o principal problema enfrentado pelo PCE está relacionado a falta de um método diagnóstico complementar para identificação dos casos em áreas de baixa endemicidade, tendo em vista o fato de que o método padrão-ouro, o Kato-Katz, apresenta baixa sensibilidade para detecção de casos nessas áreas, onde os indivíduos possuem baixa carga parasitária, resultando em resultados falso-negativos. Frente a essa problemática e levando em consideração que o diagnóstico correto é a principal ferramenta para o tratamento e controle da esquistossomose no Brasil, este projeto tem como principal objetivo desenvolver, otimizar e avaliar a performance da qPCR no diagnóstico da esquistossomose em amostras de fezes e sangue. Os processos metodológicos que serão executados neste trabalho envolvem a otimização do método de extração de DNA de S. mansoni em amostras de fezes e sangue, o desenvolvimento e otimização da qPCR, o uso da técnica em amostras de campo, a determinação da sua sensibilidade, especificidade, valores preditivos positivos e negativos, e acurácia da técnica em comparação ao teste padrão-ouro, bem como determinar os níveis de concordância dessas técnicas. Os resultados deste trabalho preencherão uma lacuna importante do PCE que é a detecção precoce de casos assintomáticos, com baixa carga parasitária, e oriundos de áreas de baixa endemicidade para doença, que poderiam não ser detectados pelo Kato-Katz em exame de rotina. Tal diagnóstico possibilita o tratamento precoce, minimizando sequelas graves para o paciente e reduzindo o ônus que um paciente crônico gera para o sistema público de saúde.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Elbert Einstein Nehrer Macau

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • covid-19: modelo integrado multiescala de propagação de doença e estratégias de controle
  • Esta proposta de pesquisa contempla uma iniciativa de desenvolvimento de um arquétipo dinâmico baseado em modelos matemáticos, objetivando o entendimento das características dinâmicas fundamentais que regem a propagação da COVID-19 nas populações, considerando três níveis de escalas de percepção e suas interconexões. Essa estrutura incluirá tanto modelos compartimentais baseados em equações diferenciais com atraso, quanto baseados em agentes, além da equação logísitica. Os dados epidemiológicos disponíveis serão explorados para ajustar de forma integrada os enfoques desses diferentes modelos, visando a obtenção de um modelo da dinâmica de propagação epidêmica em três diferentes escalas, que se inter-relacionam. No nível de microescala, que representa a expansão da epidemia no contexto de bairros, comunidades e ambientes de trabalho, pretende-se explorar o modelo de agentes, onde cada um deles possui regras próprias de comportamento, que permitem capturar a heterogeneidade característica de diferentes subgrupos sociais, com comorbidades e diferentes faixas etárias, que interagem entre si, no contexto de um ambiente virtual que captura as características demográficas e urbanas locais. No nível de mesoescala, que representa a expansão da doença em conglomerados de bairros, cidades e regiões metropolitanas, os dados reais disponíveis, associados aos resultados oriundos do modelo de agentes, irá permitir o ajuste de modelos compartimentais baseados em equações diferencias com atraso, que capturam diferentes estados de uma população diante da COVID-19, além da interação de subpopulações com características próprias. Já no modelo de macroescala, o foco de interesse é a expansão da doença pelas cidades de um estado ou país, onde redes complexas de multicamadas representam os diferentes modais das malhas de transporte entre cidades, os nós modelam a dinâmica da cidade ou região usando um modelo comportamental, enquanto existem atrasos de propagação entre os diferentes nós da rede. Esse arquétipo dinâmico será usado para entender de forma integrada dinâmica de expansão da doença, além de possibilitar que se chegue a estratégias apropriadas de controle da expansão no contexto das diferentes escalas em consideração, incluindo a determinação da forma adequada de utilização de testes de antígeno e anticorpos segundo as características de diversidade da população, visando distribuir os testes disponíveis de forma apropriada segundo os diferentes grupos considerados, visando colocar em quarentena contaminados. A estrutura dinâmica será usada para determinar as dinâmicas de propagação da pandemia e controles adequados às peculiaridades do Brasil, China e Rússia, que são os coparceiros
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 25/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Elbert Einstein Nehrer Macau

Engenharias

Engenharia Aeroespacial
  • evolução automática de redes neurais profundas para o controle de agentes móveis em voo de formação
  • Essa proposta objetiva resolver o problema de guiar grupo de agentes moveis para que se posicionem de forma estável em configurações desejadas de voo. Esse tema está no contexto da área de tecnologia aeroespacial, especificamente no que diz respeito à utilização de VANTs e satélites em voo de formação, visando cumprir missões específicas. Planeja-se usar imagens que representem os múltiplos arranjos dos agentes e leituras dos sensores de posição, velocidade e aceleraçao dos agentes móveis como entradas para um rede neural profunda (DNN). As saídas serão valores da velocidade angular e velocidade a ser usada em cada agente, onde esses são obtidos a partir de um treinamento de m DNN. Note-e que as DNNs são consideradas com estado da arte para a solução problemas elaborados. A rede obtida será usada para controlar e guiar os agentes nocontexto das configurações de formação desejada.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 19/08/2020-31/08/2022
Foto de perfil

Elder Yokoyama

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • o papel do ferro no surgimento e resiliência da vida durante o tempo geológico
  • O ferro é o elemento mais abundante do planeta Terra e, devido à sensibilidade do ciclo ferro ao estado-redox, este pode ser interligado às grandes variações paleoclimáticas na evolução do planeta. Os depósitos de ferro representam registros geológicos dessas variações paleoclimáticas e, dessa forma, ressaltam-se três relevantes intervalos de tempo: o Paleoproterozoico, o Neoproterozoico e o Devoniano. Apesar dos inúmeros estudos acerca dessas variações climáticas e dos depósitos de ferro associados, ainda existem questões não resolvidas a respeito da relação ao ciclo biogeoquímico do ferro. Essas questões envolvem a contribuição biológica nos mecanismos de oxidação de Fe (II), a influência de ciclos orbitais na deposição das formações-ferríferas, a presença e evolução da fauna nesses ambientes (e.g., sin e pós-glacial), e a fonte do reservatório de ferro. O Brasil possui ocorrências de ferro que são excelentes laboratórios naturais para responder essas questões, destacando-se: (i) Carajás-PA e Quadrilátero Ferrífero-MG do Paleoproterozoico; (ii) Urucum-MS e Nova Xavantina-MT do Neoproterozoico e (iii) Formação Ponta Grossa (Bacia do Paraná) e Formação Pimenteiras (Bacia do Parnaíba) do Devoniano. Além desses alvos, as barragens de rejeito em minerações de ferro constituem também bons laboratórios para esse tipo de análise, podendo ser considerados análogos modernos. Nesse contexto, o presente projeto visa entender a contribuição de ferro no surgimento e resiliência da vida, por meio do estudo do ciclo do ferro e a interconectividade com as grandes variações climáticas da Terra.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Electo Eduardo Silva Lora

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • conversão termoquímica de biomassa e resíduos lignocelulósicos para bioenergia e biocombustíveis e sua utilização em motores de combustão interna.
  • Atualmente, o clima cada vez mais extremo nos incentiva a acelerar o desenvolvimento de tecnologias eficientes e maduras para a obtenção de energia, combustível e até mesmo materiais provenientes de recursos renováveis, como a biomassa - as únicas renováveis à base de carbono. Esta proposta é uma pesquisa cooperativa conjunta que permite o aprimoramento / avanço no conhecimento fundamental sobre processos de produção de bioenergia / biocombustíveis e subprodutos (materiais de carbono) a partir da pirólise / gaseificação de biomassa e resíduos através de experimentos e modelagem. Incluirá testes em motores, integração de processos em biorrefinarias e sistemas híbridos e avaliação de sustentabilidade através da Avaliação do Ciclo de Vida. As novas descobertas do estudo fundamental cooperados também levarão ao estabelecimento de plantas em escala piloto que demonstrem conversão verde e eficiente da biomassa nos BRICS. O objetivo geral do projeto inclui: a) Produção de bio-óleo a partir de várias biomassas e resíduos por conversão térmica com obtenção de subprodutos (materiais de carbono). b) Refino do bio-óleo primário para biocombustível para atender a qualidade de combustível dos motores avançados. c) Síntese de CO2 em biocombustível. d) Avaliação do desempenho e características de emissão de motores de combustão interna / veículos alimentados com biocombustíveis derivados de diferentes matérias-primas principais. e) Estudo de modelagem e simulação, incluindo a produção de bioenergia / biocombustível e o despacho (logística) ótimo de biomassa em sistemas de energia renováveis híbridos para os países do BRICS. f) Análise do ciclo de vida de diferentes biomassas / bio-resíduos para selecionar biocombustíveis sustentáveis e a cadeia de fornecimento de fontes sustentáveis para a geração de eletricidade. g) Definir pontos-chave para fortalecer o programa específico de biomassa / biocombustível / bioenergia nos países do BRICS, através da troca de informações de pesquisa / tecnologia entre os paises que colaboram. Na conclusão bem sucedida do trabalho do projeto, os principais resultados incluem o desenvolvimento de tecnologias altamente eficientes usando biomassa e resíduos para a produção de valiosos multiprodutos (particularmente biocombustíveis de 2ª / 3ª), o estabelecimento de uma equipe de pesquisa internacional com o envolvimento de todos os países do BRICS, o que certamente posicionará os países do BRICS em uma posição tecnológica de vanguarda nesta área relevante. Com base nos antecedentes de pesquisa e na necessidade de projeto, as equipes internacionais de pesquisa trabalharão de forma colaborativa em diferentes tarefas principais (mas não limitadas as mesmas). A China, como principal líder do projeto, assumirá a responsabilidade pela coordenação e organização de todas as atividades de aplicação e execução do projeto. A biomassa florestal, agrícola e industrial / resíduos serão usados como matéria-prima para conduzir experimentos de conversão térmica pela China, Brasil e África do Sul, respectivamente. A Índia terá um papel fundamental no refino do bio-óleo produzido em diversas condições para os biocombustíveis serem testados em motores, testes que serão realizados pelos parceiros brasileiros. A Rússia enfocará principalmente o trabalho na modelagem e simulação para reações de conversão térmica e uma ACV abrangente para produção e aplicações de bioenergia / biocombustível. A síntese de biogás em biocombustível e o uso de biogás para geração direta de eletricidade serão concluídos através da cooperação do Brasil e da África do Sul. Além disso, o subproduto de materiais valiosos de carbono será fundamentalmente examinado pela equipe de pesquisa da China. O escopo de pesquisa de cada equipe de pesquisa dos cinco países do BRICS será explicado mais detalhadamente a seguir. Os resultados esperados do projeto incluem, supervisão de estudantes de pós-graduação, aprimoramento tecnológico de processos de gaseificação e pirólise, combustíveis e motores sustentáveis que atendam às exigências da tecnologia moderna e a troca de ideias, bem como o posicionamento dos países do BRICS em um domínio tecnológico. Países participantes e instituições: - Índia: Centro para Estudos Energéticos, Instituto Indiano de Tecnologias de Deli - Brasil: Grupo de pesquisa NEST, Instituto de Engenharia Mecânica, da Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI e Laboratório de Gás e Energia, Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia - UFBa. - África do Sul: Universidade de Tecnologia de Durban, Universidade da Península do Cabo, Universidade da água de Umgeni, Universidade de Joanesburgo, Universidade de KwaZulu Natal - Rússia: Departamento de Sistemas de Energia Térmica, Sistemas de Energia de Melentiev Instituto do Ramo siberiano da Academia de Ciências da Rússia, - Heat Power Plants Department, Ural Power Engineering Institute, Ural Federal University - China: Departamento de Energia, Nanjing Foresty University.College of Engineering. - Department of Chemical Engineering, China University of Petroleum - Chinese Academy of Science - Hefei Debo Bioenergy Science&Technology Co
  • Universidade Federal de Itajubá - MG - Brasil
  • 08/08/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Electo Eduardo Silva Lora

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • estudos teórico-experimentais para a maximização da inserção da bioenergia e do hidrogênio na matriz energética brasileira durante a transição para um cenário zero carbono.
  • A geração de eletricidade no Brasil deve quase triplicar até 2050 numa transição energética para fontes renováveis visando a sua descarbonização. Entretanto a intermitência relacionada à eólica e solar é um desafio a ser solucionado. Neste contexto, fontes renováveis firmes como biomassa e hidrogênio podem contribuir para a equalização da geração com pouca ou nenhuma emissão líquida de carbono na atmosfera. O projeto realizará estudos teóricos e experimentais para a maximização da inserção da bioenergia e do hidrogênio. A utilização de biocombustíveis em plantas de pequena escala, no contexto da geração descentralizada, representa uma mudança de paradigma, sendo particularmente vantajosa para o caso brasileiro, dado ao potencial de aproveitamento de resíduos agroindustriais e urbanos. O tema da proposta é bioenergia e hidrogênio como elementos viabilizadores da matriz energética com recursos renováveis intermitentes (solar e eólica) e de baixo carbono através da composição e complementação. A bioenergia e o hidrogênio poderão oferecer base firme de oferta de energia elétrica diante da inevitável expansão da demanda por energia no Brasil combinada pela restrição da expansão da hidroenergia que não poderia ser atendida de maneira confiável somente por energia solar e eólica enquanto se busca a neutralidade de carbono. Estas fontes podem subsidiar a transição para uma matriz zero carbono. Em 2020, o PNE 2050 apontou o hidrogênio como uma tecnologia disruptiva e como elemento de interesse no contexto da descarbonização da matriz energética. O Brasil tem extensa área territorial para implementação de cultivos energéticos em grande escala, além de abundantes resíduos agroindustriais, e enormes recursos solares e eólicos. Ferramentas como SIG, avaliação termodinâmica, modelagem matemática, calculo de LCOE, elaboração de matriz SWOT e ACV serão utilizadas no projeto.
  • Universidade Federal de Itajubá - MG - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Elen Rose Lodeiro Castanheira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • avaliação de serviços de atenção primária à saúde, aprimoramento e meta-avaliação do sistema qualiab
  • A grande heterogeneidade organizacional dos serviços de Atenção Básica (AB), ao lado da crescente complexidade e diversidade de condições de saúde e doença sob responsabilidade desses serviços, exigem estratégias de avaliação que contemplem as especificidades da AB brasileira e estejam alinhadas com os princípios e diretrizes do SUS. Além da ampliação no perfil nas demandas, mudanças nas políticas institucionais têm exigido ajustes organizacionais. Como os serviços de AB têm respondido às demandas emergentes, como as postas pela atual pandemia, pela população em situação de rua, pela população LGBTQIA+, entre outras, além das demandas tradicionalmente já incorporadas? Avaliações com uso de sistemas de avaliação on-line, com adesão voluntária e disponibilidade imediata de resultados personalizados, contribuem com a implementação de mudanças? O presente projeto tem por objetivo desenvolver um sistema aberto de autoavaliação de serviços de AB como estratégia de avaliação formativa para profissionais de saúde e apoio para o planejamento e gestão desse nível de atenção. Para tanto propõe o aperfeiçoamento, atualização e validação do Sistema QualiAB de Avaliação e Monitoramento da Atenção Básica (www.abasica.fmb.unesp.br), seguido de meta-avaliação a partir de sua aplicação no estado de São Paulo. Apesar da capacidade avaliativa já demonstrada, as mudanças exigem revisão do sistema, tornando-o aberto, com aumento da autonomia dos municípios e unidades básicas; incorporação de novas questões, e avaliação de sua utilidade e efetividade na instituição de mudanças. A atualização do conteúdo ocorrerá por processo iterativo com revisão por pares, grupo de especialistas, profissionais da AB e da população usuária; o software será aperfeiçoado e terá a inclusão de apoio por inteligência artificial para o processo de adesão; após testes piloto, difusão e aplicação censitária no estado de São Paulo, será realizado a etapa de meta-avaliação (avaliação da avaliação).
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Elena Lassounskaia

Ciências Biológicas

Imunologia
  • desenvolvimento de novas ferramentas imunoquímicas para o diagnóstico rápido de infecções micobacterianas não tuberculosas e sua diferenciação com a tuberculose.
  • Tuberculose (TB) e as infecções provocadas por micobactérias não tuberculosas, como M. avium, que também podem causar uma doença pulmonar similar a TB, continuam gerar grande problema de saúde pública. A diferenciação de M. avium (Mav) e M. tuberculosis (Mtb) no diagnóstico é importante, pois o tratamento é distinto, devido às diferenças de bactérias na susceptibilidade aos antibióticos. O isolamento de micobactéria em cultura com posterior caracterização bioquímica é a padrão ouro de diagnóstico, mas é demorado (4 semanas). A identificação de bactéria por métodos moleculares é rápida, mas exige equipamentos e insumos importados, com custo elevado para os programas de controle de TB em países em desenvolvimento. Testes imunoquímicos de detecção dos antígenos micobacterianos constituem uma alternativa, sendo que são menos complexos e caros. O teste rápido SD BIOLINE Ag MPT64 RAPID® (Abbott) permite identificação de Mtb em culturas isoladas em 15 min através de detecção do antígeno secretado MPT64. Entretanto, este teste não detecta Mav. Recentemente, nosso grupo identificou outro antígeno secretado, o APA, que pode ser utilizado como alvo para a discriminação entre micobactérias. Foram produzidos anticorpos monoclonais anti-APA capazes de reconhecer as bactérias do complexo Mav, mas não Mtb (patente submetido). Neste projeto, pretendemos utilizar os anti-APA e anti-MPT64– in house para produção de protótipos de testes imunoquímicos (ELISA sanduiche e teste imunocromatográfico no formato duplex) visando a diferenciação de bactérias do complexo Mav e Mtb através de detecção dos respectivos em culturas isoladas dos pacientes com a doença pulmonar ou em material fecal do gado bovino suspeito em paratuberculose ou TB. Após da validação e verificação da acurácia diagnóstica em comparação com os testes-padrão, os novos testes poderá ser usados como uma poderosa ferramenta na detecção e identificação de micobacterias mais prevalentes nos população humana e no gado.
  • Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Elenilda Farias de Oliveira

Ciências da Saúde

Odontologia
  • estudo da condição de saúde bucal na população negra do recôncavo baiano: uma proposta de cuidado e intervenção.
  • O Recôncavo Baiano (RB) é uma região geográfica que circunda a Baía de Todos-os-Santos. Representa relevância histórica para o Brasil e é caracterizada por desigualdade social e falta de infraestrutura. Devido à descendência africana, há alta prevalência de doença falciforme nesses indivíduos. A patologia bucal com segunda maior recorrência no mundo é doença periodontal, que pode levar a consequências sistêmicas. Nota-se a necessidade de estudos em saúde bucal e associação com determinantes sociais, bem como medidas adequadas e planos de intervenção. Estudo objetiva investigar associação genética e fatores predisponentes, consequentes e associados, com a presença de doenças bucais em uma população do RB, bem como estabelecer relação com intervenções e tratamentos. Estudo transversal, caso-controle, com indivíduos (n=500) maiores de 18 anos, de predominância negra, residentes no RB, CAAE: 45556221.4.0000.0042. Serão aplicados questionário sócio econômico, multiprofissional, com foco em estilo de vida e condições gerais de saúde, encaminhados à avaliação odontológica na clínica escola da Faculdade Adventistas da Bahia(FADBA) ou em atendimentos em campo. Farão parte do grupo caso todos que apresentarem periodontite, após avaliação criteriosa por profissional calibrado. Aos pacientes do grupo caso será oferecido acompanhamento odontológico gratuito. Em ambos os grupos haverá coleta de sangue para testagens (genética, bioquímica e imunológica). A coleta de sangue será por profissional habilitado, sendo preparada em laboratórios da FADBA. Armazenamento e análise de expressão gênica se dará no laboratório de imunofarmacologia da UFBA. Informações serão armazenadas de forma sigilosa em um software estatístico (SPSSTM). Os achados científicos promoverão a ampliação do conhecimento vigente e compreensão de mecanismos de atuação na população estudada, alcançado melhor condição de vida nos aspectos de promoção, prevenção e recuperação da saúde bucal e global dos participantes
  • Instituição Adventista Nordeste Brasileira - BA - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eleonora d' Orsi

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • aspectos comportamentais e de saúde da população idosa frente a pandemia da covid-19 em florianópolis: estudo longitudinal epifloripa idoso
  • A população de idosos (60 anos ou mais de idade) vem aumentando no Brasil nas últimas décadas, onde a região sul do Brasil é a mais envelhecida, com a maior expectativa de vida encontrada no estado de Santa Catarina, próxima a 80 anos. Os idosos são as principais vítimas da COVID-19, estando sujeitos ao maior risco de formas graves, óbito por COVID-19, exclusão digital e acesso desigual ao sistema de saúde. Essa população tem recebido orientação de permanecer em isolamento domiciliar por tempo indeterminado, afastada inclusive de seus familiares, o que pode aumentar sua fragilidade. O EpiFloripa Idoso, (https://epifloripaidoso.paginas.ufsc.br/) estudo longitudinal de base populacional, acompanha as condições de saúde de uma coorte de idosos representativa de Florianópolis há 12 anos, desde 2009/10 (linha de base do estudo). Destaca-se o rigor e método científico do estudo. A terceira onda foi realizada em 2017/19 (n=1.333, sendo 737 entrevistas do acompanhamento dos mesmos participantes da linha de base e 596 novos entrevistados). Esta proposta tem o objetivo de investigar aspectos comportamentais e de saúde de participantes do estudo EpiFloripa Idoso frente a pandemia da COVID-19 em Florianópolis,e o impacto da exclusão digital. Serão utilizados os telefones dos bancos de dados do acompanhamento dos idosos de Florianópolis, tanto da linha de base (em 2009-10) como da segunda onda de seguimento (2013-14) e da terceira onda de seguimento (2017-19). Será aplicado um questionário em entrevistas domiciliares englobando perguntas acerca do isolamento social, vacinação, sintomas e internação por COVID-19 e inclusão digital. Será realizado o linkage do banco de dados do Epifloripa com o banco de dados da vigilância para investigar as informações sobre data de início dos sintomas, confirmação do diagnóstico de COVID-19, internação e óbito, assim como situação vacinal dos participantes. Será ofertado programa de inclusão digital aos participantes digitalmente excluídos
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eliade Ferreira Lima

Ciências Humanas

Filosofia
  • 4ª feira de ciências universidade-comunidade: ciência,tecnologia & inovação para a humanidade
  • o presente projeto pretende fomentar discussões e empoderamento da comunidade escolar acerca da contribuição da CT&I na história da humanidade e impulsionar inovações metodológicas para o desenvolvimento tecnologias de aprendizagem significativa voltadas ao incentivo da participação dos/das estudantes, em especial das meninas, e desenvolver a capacidade criativa e investigativa nestes e nestas, proporcionando o surgimento de vocações para as carreiras ligadas às áreas científicas e tecnológicas e docente. São ainda objetivos dessa proposta: a. Possibilitar espaço/tempo de encontro Universidade comunidade, com vistas ao fortalecimento de parcerias e democratização da produção de saber; b. Incentivar a discussão e a produção de conhecimento e tecnologias voltadas para Ciência, Tecnologia e Inovação para em prol da Humanidade c. Potencializar o desenvolvimento de uma cultura crítica, investigativa e científica na comunidade escolar; d. Fomentar atividades de iniciação científica na educação básica visando ao desenvolvimento e à elaboração de projetos. e. Incentivar o conhecimento científico de forma articulada com outras instituições de ensino do município, aproximando as realidades das diferentes escolas e da Universidade e iniciando programas científicos de colaboração. f. Estimular o desenvolvimento de uma cultura mais inclusiva através do incentivo à formação de grupos heterogêneos para elaboração dos experimentos.
  • Universidade Federal do Pampa - RS - Brasil
  • 20/03/2021-31/03/2023
Foto de perfil

Eliana Amorim de Souza

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • vigilância e atenção à saúde para hanseníase e doença de chagas em áreas endêmicas rurais do estado da bahia: abordagens integradas no sus para controle
  • Entre os críticos desafios para alcance do controle de doenças tropicais negligenciadas (DTN) insere-se a necessidade de reconhecimento das pessoas acometidas e aquelas sob risco de desenvolver, como demarcado pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A hanseníase e a doença de Chagas, como condições crônicas, destacam-se no Brasil pela elevada carga de morbimortalidade, particularmente na região Nordeste. O objetivo deste trabalho é analisar padrões epidemiológicos e operacionais de vigilância, prevenção e controle da doença de Chagas e da hanseníase no SUS em áreas rurais de municípios endêmicos do interior do Estado da Bahia. Trata-se de uma pesquisa de múltiplos métodos, integrando estudos epidemiológicos (ecológico e transversal analítico) e pesquisa qualitativa em territórios rurais dos municípios de Tremedal e Vitória da Conquista. Serão incluídas pessoas e comunidades sob risco ou vulnerabilidade com base em amostragem estratificada, além de profissionais de saúde e gestores atuantes nestes territórios. A pesquisa fundamenta-se nas seguintes etapas metodológicas: 1- Estudo ecológico misto para caracterização de tendências temporais e padrões espaciais de detecção e morbimortalidade com base em dados secundários de 2001 a 2021; 2- Estudo qualitativo a partir da análise de conteúdo de discursos que possam interferir no processo de adoecimento e cuidado para DTNs, estruturando-se protocolo de aconselhamento; 3- Inquéritos soroepidemiológico para doença de Chagas e clínico-epidemiológico para hanseníase, com reconhecimento de dimensões de vulnerabilidade e estimativa da prevalência de cada DTN, comorbidades e sobreposição de doenças. O projeto visa ao final estruturar análise integrada dos dados obtidos até então com vistas a contribuir no processo de construção de Linha de Cuidado nestas áreas endêmicas rurais, a partir de seminários e oficinas com ampla participação de atores locais.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 15/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eliana Andréa Severo

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • inovação, práticas ambientais e ações sociais no contexto da pandemia do covid-19 nas empresas brasileiras
  • As empresas contribuem para o desenvolvimento econômico do país, pois criam novos produtos, atendem as necessidades de mercado, além de gerar empregos e renda. Contudo, perante a Pandemia do Covid-19, as inovações sustentáveis foram efetivamente impactadas, pois vivenciou-se um período de quarentena, isolamento social, lockdown e crise de saúde pública. Neste cenário, quais as relações da inovação com as práticas ambientais, as ações sociais e de melhoria da qualidade de vida das pessoas? Coerentemente, este projeto de pesquisa tem como objetivo analisar as relações entre a inovação, as práticas ambientais e as ações sociais de melhoria da qualidade de vida das pessoas, nas empresas brasileiras, perante a Pandemia do Covid-19. As organizações foram drasticamente influenciadas, seja por fatores estratégicos, ou por influências coercitivas, normativas e legislativas. A inovação sustentável em resposta à desaceleração econômica, desencadeada pela Pandemia, resultaram um efeito negativo dos seres humanos e das organizações sobre o meio ambiente, pela diminuição da poluição atmosférica, em virtude da diminuição das atividades econômicas e as restrições ao tráfego. Entretanto, ocorreu um impacto negativo na performance organizacional e na economia do país, assim como o aumento do número de desempregados. Neste contexto, a preocupação com a inovação sustentável pode estar na ordem da competitividade organizacional. A metodologia utilizada será uma pesquisa quantitativa de natureza descritiva, do tipo survey, por meio da aplicação de questionários, com afirmativas em uma escala Likert de 5 pontos. Para a coleta de dados será utilizado o método bola de neve, onde os questionários serão disponibilizados pelas redes sociais e e-mail, através de um Formulário no Google Forms. Se utilizará as Associações de Empresas, bem como o contato telefônico para a coleta de dados. Para a análise dos dados será utilizada a Análise Fatorial Exploratória e a Modelagem de Equações Estruturais.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eliana Bolorino Canteiro Martins

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • tendências do trabalho de assistentes sociais na educação básica pública no brasil
  • O objeto de estudo da presente pesquisa se constitui nas tendências do trabalho profissional de assistente social no âmbito da educação básica (educação infantil, ensino fundamental e ensino médio), na educação publica, seja estadual ou municipal no Brasil. A questão central que norteará a pesquisa será: quais as novas tendências presentes no trabalho de assistentes sociais na educação básica pública no Brasil? O objetivo geral identificar e analisar as novas tendências do trabalho de assistentes sociais na educação básica pública no Brasil. Os objetivos específicos são: mapear a produção do conhecimento sobre o serviço social na educação básica no Brasil; identificar as bases legais a partir das quais são recrutados, lotados e reconhecidos os profissionais do Serviço social na educação básica; identificar a presença de assistentes sociais na educação básica nos municípios brasileiros; Identificar os programas, projetos, serviços e setores a partir dos quais os/as assistentes sociais desenvolvem seu trabalho; mapear as requisições, formas de apreensão e respostas profissionais; identificar os fundamentos teóricos que sustentam o trabalho dos assistentes sociais (concepção de educação, de política de educação, da própria profissão) na educação básica; refletir sobre os desafios do trabalho de assistente social no trabalho coletivo desenvolvido na área da educação. As concepções teóricas fundantes que estão imbricadas ao objeto de pesquisa serão educação e política de educação, trabalho e trabalho coletivo e Serviço Social e Serviço Social na Educação. A pesquisa envolverá pesquisa bibliográfica, documental e de campo. O universo da pesquisa abrange todos estados e municípios brasileiros onde identificarmos a presença do assistente social na educação básica.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Eliana Borges Correia de Albuquerque

Ciências Humanas

Educação
  • livros didáticos de alfabetização do pnld 2022 e 2023: quais as mudanças? quais os impactos na formação e na prática cotidiana docente?
  • Vivenciamos, nas últimas décadas, mudanças significativas na forma de se conceber a alfabetização. Diferentes textos oficiais que orientam o trabalho do professor, como a BNCC, têm destacado a importância de se considerar a alfabetização como um processo de apropriação da escrita alfabética e como práticas de letramento. A atual Política Nacional de Alfabetização (PNA), instituída pelo decreto Nº 9.765, de 11 de abril de 2019, propôs uma virada no tratamento da linguagem na escola ao prescrever, com base em evidências científicas do campo da psicologia cognitiva, mais especificamente de neurociências, a instrução fônica como a metodologia mais eficaz para o ensino da leitura e da escrita. Nessa perspectiva, para viabilizar que as turmas de alfabetização das escolas públicas do país atendam ao que está prescrito na PNA, os livros didáticos destinados ao último ano da Educação Infantil e ao primeiro ano do Ensino Fundamental, conforme explicitado nos editais dos PNLD 2022 e 2023 respectivamente, devem priorizar a instrução fônica e o ensino das relações entre fonemas e grafemas. Assim, torna-se importante dar continuidade ao estudo que vimos realizando sobre os livros aprovados no PNLD e os usos que os/as docentes têm feito desse material. Buscaremos, nessa pesquisa, analisar as propostas de alfabetização e de formação docente dos livros didáticos aprovados nos PNLD 2022 e 2023, assim como investigar os usos que as/os docentes deles fazem em suas práticas de ensino. A pesquisa, de natureza qualitativa, envolverá a análise documental de livros de alfabetização aprovados nas referidas edições do PNLD, e a realização de entrevistas e observação de aulas de professoras que lecionam em Secretarias de Educação de diferentes cidades do estado de Pernambuco. Os livros didáticos, assim como os dados produzidos nas entrevistas e observações, serão submetidos à análise de conteúdo, passando por processos de descrição, inferência e interpretação (BARDIN, 1977).
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Eliana Martins Lima

Ciências da Saúde

Farmácia
  • sistemas nanoestruturados e biomiméticos para administração intranasal e inalatória
  • A administração de fármacos por meio das vias aéreas, embora não seja uma descoberta recente, tem crescido em importância. Além de não invasivo, o delivery pulmonar de fármacos pode se beneficiar da grande área de superfície altamente absortiva representada pelos pulmões e assim ser útil para o tratamento de doenças locais e sistêmicas. Por outro lado, a administração pela via intranasal é uma das mais importantes formas de se vencer o desafio do delivery cerebral de moléculas destinadas ao tratamento de doenças do sistema nervoso central, em uma estratégia denominada de nose-to-brain que reúne vantagens como o aumento da concentração do fármaco no cérebro quando comparada com a via sistêmica, a maior aderência ao tratamento e a prevenção da eliminação do fármaco pelo metabolismo de primeira passagem. Nosso grupo tem se dedicado ao estudo destas duas abordagens que também representam rotas de grande interesse pela indústria farmacêutica brasileira e mundial. Embora administrar fármacos na forma de spray nasal ou de aerossol possa representar vantagens, diversos desafios persistem como a rápida eliminação por clearance mucociliar, efeitos adversos graves, baixa estabilidade, etc. A encapsulação de fármacos em sistemas lipídicos ou poliméricos pode contribuir para a superação destas desvantagens, como o aporte da dosagem adequada ao tecido alvo (SNC ou pulmões), maior tempo de retenção e liberação controlada, proteção contra degradações enzimáticas, etc. A pandemia de Covid-19, cuja transmissão preferencial é pelas vias aéreas, trouxe ainda maior destaque à necessidade de se investigar e conhecer a administração de medicamentos por esta via, incluindo produtos profiláticos e vacinas. Neste projeto desenvolveremos nanocarreadores biomiméticos ou biocompatíveis para o transporte e delivery de fármacos pelas vias intranasal e inalatória, comparando sua biodistribuição e eficácia com aquela alcançada por vias de administração convencionais.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Eliana Midori Sussuchi

Outra

Divulgação Científica
  • divulgando projetos de ciências, tecnologia e inovação do ccet/ufs em sergipe
  • No mundo moderno a ciência se tornou indispensável para todos e principalmente para desmitificar conhecimentos errôneos. A ciência e a tecnologia que dela decorre, aumentam o tempo de vida das pessoas, encurtam distâncias, criam redes ou canais de sociabilidade vinculando indivíduos e grupos em tempo real e em qualquer parte do mundo, definem os rumos dos conflitos e da paz entre as nações. Enfim, nunca como agora os desenvolvimentos sociais, políticos, morais e econômicos das nações foram tão dependentes do conhecimento científico. De forma que, a relação saber-poder tem se tornado cada dia mais forte e definidora dos rumos da humanidade. Vivemos, desde o século XIX, um modelo social que deposita na ciência e na tecnologia suas maiores esperanças: uma sociedade do conhecimento que, para se sustentar, deve se nortear por uma cultura “aprendiz”, que permita superar o paradoxo entre a disponibilização e o controle, entre o domínio e o acesso do conhecimento. Este é o desafio a ser superado pelas ações de popularização e divulgação da ciência.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Eliane Cristina de Araujo Sbardellati

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • desindustrialização, heterogeneidade setorial e produtividade do trabalho nas economias mundial e brasileira no limiar do século xxi
  • Este projeto propõe investigar a desindustrialização como um processo globalmente desigual, relacionado tanto ao grau de desenvolvimento e a dependência de trajetórias, quanto às políticas econômicas que reforçam tendências de longo prazo ou, alternativamente, possibilitam mudanças estruturais. Este fenômeno, que é normalmente mensurado pela queda do produto e/ou emprego da manufatura em relação ao produto/emprego total, pode se apresentar como uma tendência natural do processo de desenvolvimento, mas, quando observado de modo mais acurado, pode, também, evidenciar considerável heterogeneidade regional e setorial. É acerca desta temática que a presente pesquisa se ocupa tendo como foco de análise as economias mundial e brasileira em contextos de desindustrialização e heterogeneidade setorial da indústria manufatureira relacionadas às trajetórias de desenvolvimento e produtividade do trabalho, em uma perspectiva analítica teórico-histórica e empírica. Neste propósito, a primeira parte do projeto se debruça sobre o tema da desindustrialização e heterogeneidade setorial da indústria manufatureira, utilizando para isso de análises teórica e empírica. A segunda parte da pesquisa tratará do processo de desindustrialização no Brasil e seus efeitos sobre a produtividade do trabalho. Como mostram os modelos de economia dual, a existência de grandes gaps de produtividade do trabalho entre partes tradicionais e modernas da economia, ou entre um mesmo setor como a manufatura, são uma realidade fundamental das sociedades em desenvolvimento, como é o caso do Brasil. Assim, documentar esses gaps e investigar se o processo de desindustrialização fez com que o trabalho fluísse de atividades de alta produtividade para atividades de baixa produtividade, limitando o aumento da produtividade e do crescimento econômico, são de grande relevância para compreender os custos que a desindustrialização prematura tem sobre a produtividade do trabalho e o crescimento econômico.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Eliane D Elia

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento e avaliação de revestimetos com base em grafeno e compósitos metal-grafeno eletrodepositados sobre aço carbono frente à corrosão
  • Novos revestimentos com base em óxido de grafeno e compósitos metal-óxido de grafeno reduzido eletrodepositados sobre peças de aço carbono, destinadas à indústria de petróleo, estão sendo estudados. As peças modificadas serão submetidas a ensaios de corrosão atmosférica em câmara de névoa salina e ensaios eletroquímicos de impedância e de curvas de polarização para avaliar as propriedades anticorrosivas dos revestimentos. Além dos ensaios de corrosão, as peças revestidas serão caracterizadas por Microscopia eletrônica de varredura acoplada à espectroscopia de energia dispersiva (EDS) e Espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios-X (XPS). Nos primeiros seis meses foram obtidos revestimentos compósitos de diferentes metais Cd, Ni e Zn com óxido de grafeno reduzido sobre peças de aço carbono em condições e banhos já praticados pela empresa Eletromatrix para deposição desses metais. A deposição foi feita a potencial constante por tempos já determinados para alcançar uma determinada espessura de filme, mas pretendemos através deste projeto realizar a deposição em outras condições, com vistas a melhorar a qualidade dos revestimentos utilizando ainda menores concentrações dos íons metálicos. Os procedimentos para obtenção desses revestimentos compósitos serão otimizados na segunda fase do projeto tendo como variáveis respostas o módulo da impedância em 0,001 Hz, a densidade de corrente de corrosão e os tempos que os corpos de prova resistem à corrosão acelerada em câmara de névoa salina. Para isso, modelos estatísticos de triagem e modelagem, tais como o modelo Plackett-Burman e Experimento Composto Central, respectivamente, serão aplicados (onde várias variáveis serão estudadas, a saber, a potência do banho de ultrassom e o tempo usados na esfoliação do óxido de grafite, a concentração do cátion metálico, a concentração do óxido de grafeno, o pH da solução, a tensão e /ou densidade de corrente aplicada e o tempo de eletrodeposição, em dois níveis). Na primeira fase foram produzidos filmes de óxido grafeno sobre o aço carbono 1020 utilizando a técnica de deposição eletroforética onde um estudo de triagem pelo método Plackett Burman foi realizado com vistas a obter as melhores condições para produção do revestimento de óxido de grafeno sobre a placa de aço carbono 1020 e obtenção de uma possível condição ótima. Esse planejamento estudou a influência de sete fatores: Razão Grafite/KMnO4, Tempo de esfoliação do óxido de grafite, Concentração de óxido de grafeno [OG], pH da solução de deposição, Potencial de deposição, Tempo de deposição e Tempo de secagem do revestimento obtido, sobre a variável resposta do módulo de impedância em 0,001 Hz. Nenhum parâmetro estudado foi considerado ativo, não sendo necessário, desta forma, realizar a modelagem dos parâmetros. Sendo assim, a melhor condição experimental foi definida de acordo com o efeito de cada parâmetro (Tabela 4 do relatório técnico), que corresponde a 0,5 mg mL-1 de óxido de grafeno, 1 V de potencial de deposição, 200 s de deposição, 2 h de secagem, 20 h de esfoliação, razão Grafite/KMnO4 de 1:10 e pH = 2. Esses valores estão de acordo com o experimento 13 (Tabelas 2 e 3 do relatório técnico), onde foi obtido o maior módulo de impedância. A deposição dos revestimentos compósitos realizada na primeira fase utilizou a concentração de OG de 0,5 mg mL-1. Esta concentração está bem abaixo dos valores de concentração encontrados na literatura para produção de compósitos M-OG. Mesmo utilizando baixa concentração de OG foi possível mostrar que a sua incorporação ao filme metálico aumenta substancialmente a resistência contra a corrosão. A ideia será otimizar as condições de produção de cada compósito estudado (Zn-OG, Cd-OG e Ni-OG) e /ou outros (Zn-Ni-OG) e verificar a possibilidade de usar concentrações menores dos sais desses metais pela adição de OG sem perder a sua proteção contra corrosão. O objetivo será encontrar condições que levem a filmes mais resistentes contra a corrosão e à fragilização pelo hidrogênio mesmo usando concentrações menores de íons metálicos no banho de deposição. A Eletromatrix é uma empresa 100% brasileira, voltada para produção de revestimentos metálicos por galvanoplastia, a sua missão é prestar serviços de tratamento de superfícies metálicas em revestimento de cádmio, zinco, níquel, prata, ouro, fosfatização, cobre, oxido negro, alodine, cromo, cobre e estanho. É uma empresa homologada na indústria de petróleo & gás, aviação, infraestrutura, defesa, marítima, entretanto até o momento não existe nenhum processo que envolva o óxido de grafeno no processo de obtenção dos revestimentos da empresa, logo a proposta é inovar na Eletromatrix com novos processos envolvendo revestimentos com base em compósitos de metais com óxido de grafeno em substituição a revestimentos metálicos puros como de cádmio. O Laboratório de Eletroquímica e Eletroanalítica (UFRJ) tem como foco desenvolver métodos anticorrosivos principalmente para o aço carbono em suas diversas aplicações, onde diferentes meios corrosivos vêm sendo estudados, como a água produzida de petróleo, meios de decapagem ácida, água de refrigeração, entre outros. Em paralelo o laboratório tem vasta experiência no desenvolvimento de métodos analíticos para análise de combustíveis, fármacos e alimentos. Nessa linha a coordenadora vem pesquisando sensores eletroquímicos com base em óxido de grafeno reduzido nos últimos anos, portanto o grupo de pesquisa tem experiência na produção de óxido de grafeno por diferentes metodologias, bem como na sua caracterização. Esta proposta apresenta uma ideia inovadora que busca novos revestimentos anticorrosivos com base em óxido de grafeno para serem aplicados na empresa Eletromatrix que é de pequeno porte e busca aprimorar os seus processos de deposição metálica, bem como o desempenho das peças produzidas, isso certamente refletirá em aumento de sua produtividade e competitividade.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 29/09/2021-31/03/2023