Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Anne Marie Pessis

Ciências Humanas

Arqueologia
  • instituto nacional de arqueologia, paleontologia e ambiente do semi-árido do nordeste do brasil
  • O Instituto Nacional de Arqueologia, Paleontologia e Ambiente do Semiárido (Inapas - INCT) é uma rede de pesquisa formada por quatro instituições (FUMDHAM, UFPE, FIOCRUZ e URCA) que desenvolve pesquisas nas áreas disciplinares de arqueologia, paleoambiente, paleoparasitologia e paleontologia no semiárido do Nordeste do Brasil. Essa rede tem como objetivo caracterizar e definir cronologicamente a ocupação pré-histórica da região Nordeste do Brasil e seu contexto paleoambiental, visando à integração e inovação das metodologias da pesquisa arqueológica paleoambientais no país. Devido ao seu amplo espectro interdisciplinar de pesquisas, as instituições que participam da rede atuam em diversas etapas da cadeia de inovação. As pesquisas fundamentais do Inapas em arqueologia, paleontologia e ambiente aportam contribuições na geração de conhecimentos para aplicação tecnológica, na conservação do patrimônio cultural e ambiental e ainda, na gestão de recursos naturais e culturais, em transformação com as mudanças climáticas em ambientes semiáridos, cujos temas demandam a criação e utilização de novos métodos e tecnologias. As principais linhas de pesquisa do Inapas, desenvolvidas no semiárido nordestino, são: Povoamento pré-histórico; Paleoparasitologia, ecologia e emergência de infecções parasitárias; Análise gráfica tridimensional dos registros rupestres; Paleoambiente do Quaternário; Paleontologia do Quaternário e das bacias sedimentares e Metrologia arqueológica e patrimonial. A pesquisa desenvolvida pelo Inapas trata de temas relevantes para a ciência brasileira e mundial, entre eles: a origem do homem americano, mudanças paleoclimáticas e seus reflexos sobre a vida e a saúde, fluxos migratórios das primeiras populações humanas da região, paleontologia e metrologia arqueológica patrimonial. A rede consolida pesquisas em curso de instituições parceiras há mais de duas décadas. A sede do Inapas permanecerá na Fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM), entidade científica há mais de três décadas responsável pelas pesquisas arqueológicas e pela gestão do Parque Nacional Serra da Capivara, Patrimônio Mundial Cultural da Unesco. A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), por meio dos Departamentos de Arqueologia, Energia Nuclear, Ciências Geográficas e Engenharia de Minas forma um núcleo consolidado de pesquisas interdisciplinares e ensino atuando na região Nordeste. A Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ-RJ), com a participação da Escola Nacional de Saúde Pública pesquisa há trinta anos os parasitos encontrados em material arqueológico, contribuindo para a formação da Paleoparasitologia e das condições de saúde na pré-história e seus reflexos no presente e futuro. A Universidade Regional do Cariri (URCA), por meio do Laboratório de Paleontologia, integra pesquisas em taxonomia e mapeamento paleontológico das bacias sedimentares do semiárido brasileiro. Essas quatro instituições, com laboratórios e grupos de pesquisa envolvidos, partilham um mesmo objetivo, integrando aportes inovadores que permitem a integração regional dos dados e conta ainda com a parceria de grupos de pesquisas de outras renomadas instituições. Além da pesquisa formal, as relações interinstitucionais contribuem para a formação de recursos humanos e de divulgação e difusão científica.
  • Fundação Museu do Homem Americano - PI - Brasil
  • 25/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Anne Rapp Py-Daniel

Ciências Humanas

Arqueologia
  • memórias de vidas que brotam da terra: permanências e resistências nos quilombos do paranã do maicá sob o olhar da arqueologia e da história
  • Os quilombos do município de Santarém, estado do Pará, são territórios guardiões de memórias da construção e resistência das populações afro-amazônicas, mas sofrem por terem suas origens intencionalmente invisibilizadas na história oficial local. Mesmo a região Amazônica tendo sido objeto de estudo de uma centena de pesquisas arqueológicas, pouquíssimos trabalhos se dedicaram a estudar a formação, história e resistência das comunidades quilombolas. Central à problemática desta pesquisa é entender, a partir de distintas perspectivas, o processo de surgimento dos quilombos coadunado com a história de transformação das paisagens regionais, elas mesmas manejadas por diferentes ocupantes ao longo de mais de 8 mil anos. A área escolhida para o desenvolvimento do nosso estudo se encontra às margens do Paranã do Maicá (comunidades de Murumurutuba, Bom Jardim, Murumuru, Tiningu e Patos do Ituqui). A localização dessas comunidades facilita a acessibilidade e conectividade com diversas regiões e povos, pois, possui forte predominância de áreas alagáveis, com seus diversos meios pesqueiros, mas ao mesmo tempo já se encontra em um território de transição para o Planalto Santareno, que remete a práticas agrícolas e de manejo florestal, todo esse contexto aludindo a relações humanos-ambientes muito diversificadas. Os trabalhos a serem desenvolvidos seguirão procedimentos metodológicos iniciados em Murumurutuba, através de outros projetos que integravam Arqueologia, Ecologia Histórica e História Oral, mas se abrindo de maneira mais marcada para a História como um todo e os estudos voltados para reconstrução da paisagem. Este conjunto de abordagens visa contribuir com o entendimento da história da região, suas comunidades e suas escolhas socioculturais.
  • Universidade Federal do Oeste do Pará - PA - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Annelise Kopp Alves

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • filmes finos nanoestruturados para aumento da eficiência de painéis solares fotovoltaicos através de foto-conversão ascendente (up-conversion)
  • Os painéis solares mais comuns são baseados na tecnologia de silício. Há, porém, duas dificuldades principais que ainda limitam sua popularidade: custo e baixa eficiência. Considerando o valor médio de conversão de luz solar para energia de um painel solar de silício, 15%, há um nicho de tecnologia a ser desenvolvido para tornar os painéis solares existentes mais eficientes e, assim, mais acessíveis. Os painéis solares são construídos com materiais capazes de capturar a luz UV e a luz visível do sol (cerca de 50% da luz que atinge a superfície da Terra), através de um processo de excitação eletrônica. A energia produzida pelo painel solar pode ser perdida devido à recombinação de elétrons, maus contatos, reflexo da luz incidente, calor, entre outros fatores que afetam a eficiência de uma célula solar. O comprimento de onda infravermelho (IV) que representa cerca de 50% da luz solar na superfície da Terra, não é usado para produzir energia nesses sistemas. De fato, essa radiação térmica prejudica severamente a função dos painéis solares. É possível coletar os comprimentos de onda IV em um painel solar comercial existente para melhorar sua eficiência e, para demonstrar esta possibilidade, este projeto de pesquisa é proposto. A ideia do projeto é aumentar a eficiência de painéis solares comerciais usando um revestimento transparente, não reflexivo, feito de um material que é capaz de absorver parte da luz infravermelha e transformá-la em luz UV ou visível (conversão ascendente ou up-conversion) que os materiais existentes de um painel solar podem então transformar em energia. Propõe-se, então, a aplicação de filmes finos de forsterita, um óxido transparente e não reflexivo, dopado com terras raras e nióbio e/ou nanotubos de carbono ou grafeno em painéis solares comerciais para melhorar sua eficiência; abordando questões como reflexão e absorção IV, usando um espectro mais amplo da luz do sol, bem como reabastecendo as camadas internas do painel solar com radiação útil.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Anselmo Frizera Neto

Engenharias

Engenharia Biomédica
  • estratégias de reabilitação baseadas em robótica em nuvem, realidade virtual e têxteis inteligentes
  • O aprimoramento de terapias de reabilitação de marcha passa pela integração de tecnologias que permitam a exploração segura das capacidades residuais de locomoção dos pacientes e o monitoramento de parâmetros biomecânicos que indiquem a resposta do paciente à terapia. Este Projeto tem como objetivo desenvolver estratégias de reabilitação que combinem etapas de treinamento em esteira e em solo com o uso de dispositivos robóticos de reabilitação, realidade virtual, têxteis inteligentes e computação em nuvem. Dispositivos robóticos de reabilitação vem sendo usados para oferecer suporte físico ao paciente, ao mesmo tempo que possibilitam a navegação segura e a interação em nível cognitivo, promovendo a recuperação motora. A integração com a realidade virtual possibilita manipular também as condições de treinamento para emular situações cotidianas, mitigando a fadiga nas sessões de reabilitação e aumentando a motivação. Outro ponto fundamental no processo de reabilitação é o acompanhamento do estado do paciente ao longo das sessões. Os próprios sensores utilizados para a interação humano-robô podem ser usados para tal fim. Não obstante, a utilização de sensores vestíveis e têxteis inteligentes para monitorar parâmetros fisiológicos e biomecânicos do paciente podem oferecer informações complementares importantes no processo de recuperação. Todas essas tecnologias têm seu potencial aumentado mediante a utilização de algoritmos de aprendizado em máquina hospedados em nuvem para gerar relatórios ao terapeuta com o histórico de evolução do paciente. Dada a grande quantidade de dados coletados, a nuvem também permite o processamento a fim de se identificar parâmetros ótimos de controle no sistema, personalizando a terapia de acordo com as necessidades de cada usuário. Dessa forma, este Projeto de Pesquisa irá promover novas estratégias para terapias avançadas de reabilitação de marcha, visando impacto direto na qualidade de vida de pacientes com mobilidade reduzida.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Anselmo Ramalho Pitombeira Neto

Engenharias

Engenharia de Produção
  • processos de decisão markovianos e semimarkovianos com aplicações em logística e transportes
  • Processos de tomada de decisão sequenciais são comuns no cotidiano das pessoas e instituições. A principal característica desses processos é a incerteza quanto ao futuro. A representação matemática da incerteza pode ser realizada por meio da teoria de processos de decisão markovianos e semimarkovianos. Este projeto aborda a modelagem de problemas de decisão sequenciais estocásticos nas áreas de logística e transportes. Em particular, serão abordados problemas relacionados à alocação dinâmica de veículos e previsão de trajetória de veículos em ambientes urbanos, nos quais um ou múltiplos agentes inteligentes precisam decidir ao longo do tempo quais veículos alocar a chamados que chegam estocasticamente, de forma a maximizar uma função de desempenho. A alocação dinâmica de veículos ocorre na gestão de frotas em empresas de entrega de mercadorias; em sistemas de viagens por aplicativos; e em sistemas de atendimento de emergência com uso de ambulâncias. Soluções ineficientes implicam em maior tráfego e emissão de poluentes nas cidades, altos custos de operação, e maior número de óbitos no caso de sistemas de atendimento de emergência. Este projeto tem por objetivo pesquisar e desenvolver soluções mais eficientes para esses problemas por meio da modelagem por processos de decisão markovianos e semimarkovianos, os quais serão resolvidos por meio de algoritmos de programação dinâmica aproximada e aprendizado por reforço. Os processos de decisão markovianos têm apresentado resultados promissores na área de inteligência artificial, por exemplo: na criação de agentes capazes de jogar jogos de tabuleiro tão bem ou até melhor que seres humanos; na movimentação de robôs e aeronaves; em carros autônomos; e em sistemas de controle de tráfego de veículos. Os modelos matemáticos serão testados por meio de experimentos computacionais e comparados com abordagens heurísticas usadas como solução prática em problemas reais e com abordagens propostas na literatura.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025