Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Abrahao Alexandre Alden Elesbon

Ciências Agrárias

Agronomia
  • nea "intercampi": integrando ações para o fortalecimento da agroecologia e produção orgânica no espírito santo
  • O presente projeto tem como objetivo a criação de um Núcleo de Estudo em Agroecologia e Produção Orgânica (NEA) no Instituto Federal do Espírito Santo, reunindo para isso três campi da referida instituição: Ifes – campus Centro-Serrano, Ifes – campus Colatina e Ifes – campus Itapina, integrando ações para a construção coletiva de uma rede para o fortalecimento da Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica no Estado do Espírito Santo. As ações serão desenvolvidas paralelamente nos três campi envolvidos, porém atingindo a um público-alvo próprio para a realidade de cada região. No campus Centro-Serrano, o foco estará na implantação de uma Unidade Demonstrativa de Agroecologia (UD) voltada para a olericultura, além de reflorestamento de mata ciliar e um trabalho de mobilização e capacitação de agricultores familiares produtores de orgânicos do município por meio de cursos de extensão de curta duração. No campus Itapina as ações serão direcionadas também para a implantação de uma UD, adotando a implantação de um Sistema Agroflorestal, de práticas de adubação verde e de compostagem, bem como a ações que promoverão a discussão e o fortalecimento da Agroecologia dentro do campus e na oferta de cursos teórico/práticos de extensão de curta duração, voltados à um grupo de agricultores familiares que estão em processo de transição agroecológica no município há mais de um ano. OIfescampus Colatina voltará suas ações de capacitação por meio dos cursos de extensão para temas ligadosao gerenciamento de recursos hídricos, e em ações de reflorestamento em propriedades da região, interagindo e integrando as suas ações junto ao campus Itapina. As atividades seguem a vocação de cada campus, buscando integrar Ensino, Pesquisa e Extensão, em direção a novos arranjos locais ambientalmente mais sustentáveis, socialmente mais inclusivos e economicamente mais solidários. Tendo em vista a forte atividade econômica baseada na agricultura familiar no Estado do Espírito Santo, mas intensamente sustentada em bases convencionais de produção e uso da terra e que causaram uma grande degradação ambiental e problemas de saúde na população, projetos que dialoguem com a comunidade externa, principalmente quanto às técnicas de desenvolvimento mais sustentáveis e que potencializem o intercâmbio entre as instituições da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, buscando conectar os diferentes saberes e suas experiências, são de grande importância na construção de um novo paradigma na produção de alimentos e nas relações com a terra. Neste sentido, o campus Centro-Serrano buscará aplicar sua vocação em Administração para ampliar as atividades voltadas para o desenvolvimento rural sustentável da região, visto que está inserido em uma região com grande potencial e considerável histórico de produção orgânica, porém com grandes dificuldades em estratégias de comercialização de seus produtos e numa região onde a maior parte das propriedades rurais de base familiar ainda empregam técnicas convencionais. O campus Itapina, com seus perfil agrário e, juntamente ao campus Colatina, inserido em uma região altamente desmatada e que passa por sérias dificuldades em relação à seus recursos hídricos, vêm potencializar suas ações no NEA à adoção de práticas e capacitações mais ligadas à produção agrícola sustentável, com um enfoque maior na manutenção e captação de água nas propriedades rurais, bem como a utilização de técnicas de adubação e controle de pragas alternativos. Os três campi, de maneira integrada e de acordo com as necessidades do público-alvo de cada região, irão ofertar cursos de extensão de curta duração que, juntos, totalizem 160 horas de atividades, bem como atividades que promovam a discussão da agroecologia dentro do campus, focados na produção, reflorestamento e no gerenciamento dos recursos hídricos. Esta é uma iniciativa que caminha de acordo com o Plano de Desenvolvimento Institucional do Instituto Federal do Espírito Santo, em direção a uma educação potencializadora do ser humano, no desenvolvimento de sua capacidade de gerar conhecimentos a partir de uma prática interativa com a realidade, e na perspectiva de sua emancipação, tendo em vista a crítica à exploração socioambiental.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 01/03/2018-31/10/2020
Foto de perfil

Acacia Aparecida Angeli dos Santos

Ciências Humanas

Psicologia
  • consciência morfológica e metatextual em alunos do ensino fundamental
  • O presente estudo propõe-se a ampliar o uso de instrumentos para a avaliação de habilidades linguísticas, incluindo dois novos instrumentos, a saber, as Tarefas de Consciência Morfológica (TCM) e o Questionário de Avaliação da Consciência Metatextual (QACM), sobre os quais também serão investigadas evidências de validade e analisadas as estimativas de precisão. A aplicação destes instrumentos ocorrerá em duas sessões com crianças do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental, considerando que haverá a necessidade de aplicação de outras medidas. Assim, duas sessões serão coletivas, sendo que em uma delas serão aplicados o QACM, o Teste de Cloze para avaliação da compreensão de leitura e os subtestes Raciocínio Verbal e Raciocínio Numérico da Bateria para avaliação de altas habilidades/superdotação. Os demais instrumentos serão aplicados individualmente, a saber: TCM, Roteiro de Avaliação da Consciência Fonológica (RACF), Cloze Oral e o subteste de leitura do Teste de Desempenho Escolar (TDE). Os dados serão submetidos a análises de estatística descritiva de cada um dos instrumentos. A seguir, será utilizada a Análise de Variância para identificar eventuais diferenças entre os anos escolares, para verificar se o padrão de redução de erros se mantém progressivo em relação às diversas medidas, o que conferiria evidência de validade de critério a elas. A avaliação da professora, obtida com a aplicação da Escala da Avaliação da Competência da Leitura pelo Professor (EACOL), referente ao desempenho em leitura de cada criança também será usada como critério. A análise dos coeficientes de correlação de Pearson também será realizada entre os escores dos instrumentos, esperando-se que haja uma correlação positiva, significativa e de magnitude moderada entre os escores médios do TCM e do QACM em relação aos testes de Cloze (oral e escrito), ao RACF e ao subteste de leitura do TDE, obtendo-se, então, evidências de validade convergente. Também será realizada a análise do funcionamento dos itens (DIF) para o sexo masculino e feminino, com o propósito de identificar se há itens que favorecem mais a um grupo que a outro. Serão ainda realizadas análises de regressão hierárquicas, para avaliar a contribuição da consciência metatextual e da consciência morfológica para as pontuações do Cloze (escrito e oral) e para o desempenho na prova de leitura do TDE, depois de controlada a variável inteligência, com vistas a verificar se elas podem ser consideradas preditivas da compreensão de textos e da leitura oral.
  • Universidade São Francisco - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Acácio Antonio Ferreira Zielinski

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • recuperação e aplicação de princípios ativos de produtos de baixo valor de mercado do beneficiamento de feijão preto
  • Feijão (Phaseolus vulgaris L.) é uma leguminosa com alto valor econômico em muitos países. O Brasil se destaca como o terceiro maior produtor do mundo, além de apresentar um consumo anual (per capta) de aproximadamente 16 kg. Nos últimos anos, os feijões têm sido estudados quanto à presença de compostos bioativos como peptídeos, fibra alimentar, amido resistente e compostos fenólicos. No entanto, inapropriadas condições de estocagem estão associadas ao fenômeno denominado “hard-to-cook”. Além disso, durante o beneficiamento de feijão, “bandinhas” são produzidas devido a separação dos cotilédones por ruptura do revestimento da semente. Devido a esses fatores os produtos acabam perdendo seu valor de mercado. Baseado no pressuposto, a matéria-prima de baixo valor comercial passa a ser uma alternativa de aproveitamento para recuperação de compostos bioativos, como os compostos fenólicos presentes nas cascas. Portanto, tanto para a avaliação química ou biológica, ou para a aplicação em produtos alimentícios faz-se necessário proceder a extração dos compostos bioativos dos materiais vegetais. Para que o rendimento de extração dos compostos seja economicamente viável é necessário que o projeto seja otimizado em relação às variáveis de processo. O objetivo do projeto visa desenvolver e explorar a recuperação dos princípios ativos do feijão preto (Phaseolus vulgaris L.) com baixo valor de mercado (“hard-to-cook” e bandinhas) através do uso da tecnologia de extração com o uso de solventes e técnicas não convencionais. Os compostos fenólicos serão extraídos baseado na otimização do processo com variações nas variáveis de processo de acordo com o procedimento que será adotado (por exemplo, maceração, ultrassom ou líquidos pressurizados). Os extratos que serão obtidos, serão avaliados quanto aos teores de compostos fenólicos (compostos fenólicos totais, compostos fenólicos individuais, flavonoides, antocianinas), potencial antioxidante in vitro e potencial de inibição in vitro contra as enzimas α-amilase, α-glicosidase e lipase. A partir dos resultados, será realizado o estudo da aplicação dos extratos em produtos alimentícios (óleos comerciais), buscando substituir os conservantes sintéticos. Por fim, com este projeto espera-se gerar informações referentes da extração dos compostos bioativos da casca de feijão preto com baixo valor comercial, e seu potencial de aplicação em produtos alimentícios.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022