Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ruann Janser Soares de Castro

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • modificação do potencial biológico de proteínas do grilo-preto (gryllus assimilis): como a hidrólise enzimática afeta as suas propriedades bioativas?
  • O consumo de insetos como uma fonte alternativa de proteína é considerado uma tendência futura e uma estratégia viável com potencial notório para garantia do fornecimento de alimentos a nível global. Os insetos são uma fonte não convencional de proteínas, seja para consumo humano direto ou indiretamente como ingredientes em alimentos formulados. Além disso, estudos científicos têm demonstrado que a hidrólise enzimática destas proteínas resulta na produção de peptídeos com atividades biológicas de grande interesse, dentre as quais merecem destaque as propriedades anti-hipertensivas, antimicrobianas, antidiabéticas e antioxidantes. Nesse contexto, o objetivo geral do projeto será avaliar a obtenção de peptídeos com propriedades biológicas utilizando um concentrado proteico de grilo-preto (Gryllus assimilis) hidrolisado enzimaticamente por diferentes preparações comerciais de proteases. Para tal, combinações binárias e ternárias das enzimas proteolíticas serão utilizadas para a hidrólise e para a determinação de efeitos sinérgicos ou antagônicos destas combinações sobre as propriedades bioativas dos hidrolisados proteicos. A avaliação das propriedades biológicas incluirá a atividade antioxidante, anti-hipertensiva e antidiabética. Definidas as condições mais adequadas para a obtenção dos peptídeos, serão ainda investigados o efeito da separação de frações com diferentes massas moleculares sobre as propriedades bioativas assim como a manutenção destas bioatividades durante 12 meses de armazenamento.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rubem Carlos Araújo Guedes

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • análise comportamental, eletrofisiológica, bioquímica e imunohistoquímica cerebral da interação taurina/pilocarpina/desnutrição em ratos
  • A epilepsia e a desnutrição constituem problemas mundiais de saúde que podem afetar o desenvolvimento do organismo, o comportamento e a função cerebral. O agonista colinérgico muscarínico denominado pilocarpina produz, no rato, um quadro clínico e fisiopatológico semelhante ao da epilepsia do lobo temporal em humanos. A taurina, um análogo estrutural do neurotransmissor inibitório GABA, tem-se mostrado importante em pacientes epilépticos, atenuando seus sintomas. A depressão alastrante cortical (DAC) é um fenômeno neural que tem sido associado a distúrbios de excitabilidade cerebral e suas doenças, como a enxaqueca e a epilepsia. Em estudo prévio (Guedes e Vasconcelos, Neuroscience Letters 442, 118-22, 2008) doses subconvulsivantes de pilocarpina alteraram características eletrofisiológicas da DAC. Este projeto objetiva investigar se efeitos globais no organismo (ganho de peso, glicemia e comportamento semelhante à ansiedade), bem como efeitos cerebrais (DAC, desequilíbrio redox e imunoreatividade glial) da administração crônica de dose subconvulsivante de pilocarpina seria modulada por uma condição desfavorável de lactação que induz deficiência nutricional. Nesse contexto, testaremos se o tratamento com taurina é capaz de atenuar os efeitos acima mencionados. Ratos Wistar neonatos serão submetidos a 1) lactação normal e 2) lactação desfavorável, caracterizadas respectivamente por amamentação em ninhadas com 9 e 15 filhotes (denominados grupos L9 e L15). Cada condição de lactação originará os cinco seguintes subgrupos, segundo os tratamentos, aplicados do 35º ao 55º dia de vida pós-natal: 1) taurina (300 mg/Kg/dia – via gavagem) + pilocarpina (45 mg/Kg/dia – via intraperitoneal); 2) apenas taurina; 3) apenas pilocarpina; 4) veículo (água, por gavagem, + salina, i.p.); 5) Ingênuo (naïve), sem qualquer tipo de tratamento. Nos dias P56 e P58, os animais serão testados comportamentalmente no labirinto em cruz elevado e campo aberto, respectivamente. Em P59 a glicemia será aferida em jejum. Em P60-P65, será registrada a DAC, avaliados os níveis cerebrais de malondialdeído (MDA) induzido por peroxidação lipídica. Finalmente, será avalida a imunoreatividade glial no córtex e hipocampo. Nossas hipóteses são: 1) a associação entre a administração crônica de dose subconvulsivante de pilocarpina e a condição desfavorável de lactação potencializa os seus efeitos deletérios no cérebro, comparados aos tratamentos isolados; 2) o tratamento com taurina atenua os efeitos acima mencionados.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rubem Luis Sommer

Ciências Agrárias

Agronomia
  • laboratório multiusuário de nanociência e nanotecnologia - labnano
  • Vide projeto anexo
  • Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas - RJ - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Rubenita Barros Soares

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • semana municipal de ciências, tecnologias e literatura: o diálogo entre a inteligência artificial e a ficção científica.
  • Abordaremos sobre as novas tecnologias de informação a comunicação mediada por computador que desafiam as fronteiras modernas que definiam o humano como sujeito natural, pensante e autônomo. Ao violar essas fronteiras, as novas tecnologias produzem seres híbridos e mundos possíveis, antes restritos às narrativas de ficção científica. Partindo desses pressupostos, veremos o que vem a ser Inteligência Artificial. Onde o artificial é aquilo que não é natural, feito para imitar a natureza produzido de forma artística ou industrial (MICHAELIS, 2018a). Assim podemos começar a entender o conceito de Inteligência Artificial. Inteligência ainda não é algo que tenha uma definição exata. Pode-se dizer brevemente que está associado ao entendimento, raciocínio, interpretação e a utilização do conhecimento adquirido para resolver situações e problemas propostos (MICHAELIS, 2018b). Conhecendo os significados individuais dessas duas palavras, tem-se como Inteligência Artificial a confecção de máquinas como capacidade de aprender sendo estas programadas previamente, fazendo uso de algoritmos bem elaborados e complexos que proporcionem a tomada de decisões, especulações e até interações baseadas nos dados fornecidos. Um momento oportuno para abordar a temática sobre inteligência artificial, e levar ao grande público tais discussões, feitas por professores pesquisadores da área, é a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia- SNCT 2020. Momento impar para que o conhecimento acadêmico possa ser transmitido, discutido e dialogado com a comunidade extramuro das universidades. As atividades propostas são: mesas-redondas, webnários, exposições e oficinas. Para tanto, o evento que estamos organizando contará com a participação de professores das áreas da Física, Matemática, Engenharia Aeroespacial, Engenharia da Computação, Filosofia e Biblioteconomia que desenvolverão as atividades supracitas, alguns em suas residências, e outros em laboratórios. Todo o evento será feito de forma remota, mas com divulgação prévia para que possamos alcançar o maior número de participantes possível.
  • Secretaria Municipal de Educação de Paço do Lumiar - MA - Brasil
  • 15/12/2020-30/06/2021
Foto de perfil

Rubens Alexandre da Silva Junior

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • efeitos do treinamento funcional em circuito sobre desfechos clínicos e funcionais em uma população idosa sedentária e fisicamente independente
  • INTRODUÇÃO: O envelhecimento é um processo altamente variável afetado por inúmeros fatores. Esse processo é acompanhado principalmente por algumas mudanças na composição corporal que afetam a saúde, dentre elas a sarcopenia, que é de grande importância clínica e funcional. É caracterizada pela perda progressiva de massa corporal magra e que pode levar ao aumento dos riscos de quedas, limitações funcionais, incapacidade física e mortalidade. Sabe-se também que quanto menos massa muscular e menor a força muscular, mais altas as concentrações plasmáticas de marcadores inflamatórios em idosos. Identificar fatores de risco que contribuem para a perda de músculo esquelético é importante para a prevenção primária a fim de preservar a qualidade de vida e o estado geral de saúde dos idosos. Alguns métodos têm sido utilizados para combater a redução da massa muscular e da inflamação crônica. Para que idosos alcancem o envelhecimento saudável, dois fatores de proteção amplamente conhecidos devem ser incorporados à rotina diária: relação social e atividade física. OBJETIVOS: Comparar os efeitos do treinamento funcional em circuito no equilíbrio, indicadores da sarcopenia, qualidade de vida, funcionalidade, e estresse oxidativo; e avaliar a influência dos fenótipos, genótipos e fatores sociais nos resultados do treinamento funcional em população idosa fisicamente independente. METODOLOGIA: Em um estudo clínico longitudinal, serão incluídos, numa amostra de conveniência, 30 idosos saudáveis, pareados por gênero e idade. Será realizado exame de sangue em todos os indivíduos, que será utilizado para determinação dos marcadores oxidativos e inflamatórios e a extração de DNA. Os idosos realizarão avaliações de força muscular, desempenho físico e equilíbrio antes e após 12 semanas de treinamento funcional em circuito realizado 3 vezes na semana. RESULTADOS ESPERADOS: Espera-se que o treinamento funcional em circuito resulte em efeitos positivos sobre os indicadores da sarcopenia, equilíbrio e qualidade de vida. Espera-se também encontrar associação entre fenótipos e genótipos com a resposta ao exercício funcional em circuito nos níveis de marcadores inflamatórios, oxidativos, equilíbrio, sarcopenia e qualidade de vida. Finalmente, espera-se encontrar os fatores determinantes à resposta ao treinamento.
  • Universidade Norte do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rubens Alves Pereira

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • desenvolvimento de uma plataforma farmacêutica para administração sustentada de butafosfan
  • A indústria farmacêutica veterinária é um mercado em crescimento que, apesar de movimentar milhões de dólares, está constantemente à procura de produtos inovadores. Embora novos sistemas de liberação de fármacos já estejam disponíveis para animais de companhia, há uma grande demanda por alternativas que superem aspectos indesejáveis relacionados à farmacocinética, farmacodinâmica e facilidade de administração de fármacos em animais de produção. Assim, o desenvolvimento de uma plataforma farmacêutica de liberação sustentada de drogas pode representar um grande avanço na melhoria das terapias veterinárias. O objetivo deste trabalho é desenvolver uma plataforma farmacêutica de geleificação in situ, termicamente induzida, para a administração controlada de butafosfan. As formulações serão preparadas de acordo com o clássico "método a frio" de Schmolka, utilizando os poloxâmeros 407 (P407) e 188 (P188). Em seguida serão submetidas a ensaios de gelificação in vitro, ensaio de erosão e liberação in vitro do butafosfan. Com aliquotas de 5 mL de formulação em cada tubo, a temperatura de geleificação será determinada pelo modo de inversão do tubo a 90o. Posteriormente, cada tubo receberá 15 ml de solução de tampão fosfato (PBS, pH 7,4) e será mantido a 37 °C para simular as condições fisiológicas. Em períodos definidos os tubos serão pesados para determinar a erosão dos géis, bem como a dosagem de butafosfan liberada no meio PBS. Para o estudo de farmacocinética serão utilizadas 10 vacas leiteiras, clinicamente saudáveis, pesando entre 500 e 600 kg. Cada animal irá receber uma única administração subcutânea da formulação polimérica na região da tábua do pescoço. Amostras de sangue serão coletadas por punção do complexo arterio-venoso coccígeno, para obtenção do plasma que será usado nas análises de doseamento. Amostras de sangue serão coletadas até 240hs pós-tratamento, conforme cronograma padrão de coletas para estudos farmacocinéticos: 0 (pré-tratamento) 4, 8, 16, 30 minutos, 2, 5, 8, 12, 24, 48hs, 72hs, 96hs, 120hs, 144hs, 168hs, 192hs, 216hs, 240hs após o tratamento. As análises de doseamento do butafosfan serão realizadas para avaliar a concentração plasmática máxima (Cmax), o Tempo para concentração plasmática máxima (Tmax) e a Área sob a curva (AUC0-inf). Todos os procedimentos experimentais foram aprovados pelo Comitê de Ética em Experimentação Animal da Universidade Federal de Pelotas.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rubens Belfort Mattos Junior

Ciências da Saúde

Medicina
  • caracterização de vesículas extracelulares isoladas de pacientes com doenças oculares
  • Vesículas Extracelulares (VEs) são pequenas partículas compostas por lipídios, proteínas e ácidos nucleicos que são liberadas no meio extracelular por diferentes patógenos e praticamente todos os tipos celulares, inclusive tumorais. São encontradas em diferentes fluidos corporais como sangue, urina e fluido cérebro-espinhal. Estão envolvidas em comunicação intercelular à distância, modulando vários tipos de sinais celulares. O Melanoma Uveal (MU) é um tumor ocular que causa a morte de até 50% dos pacientes diagnosticados com a doença. Além disso, de 30 a 50% acabam desenvolvendo metástase hepática com sobrevida menor do que um ano. A Retinopatia Diabética (RD) é uma das complicações mais comuns da diabetes mellitus, e pode afetar mais de 1/4 dos pacientes, levando à cegueira se não for diagnosticada a tempo. Outra importante doença ocular, que é considerada a uveíte posterior mais comum em muitos países, é a Toxoplasmose Ocular (TO), infecção coriorretiniana causada pelo parasita Toxoplasma gondii. As VEs podem apresentar função importante não somente como biomarcadores para diagnóstico e prognóstico de doenças oculares, mas também como possível alvo terapêutico. Desta forma, o objetivo deste estudo, é isolar e caracterizar VEs do humor vítreo (HV), humor aquoso (HA) e plasma de pacientes diagnosticados com MU, RD e TO.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rubens Eduardo Garcia Machado

Ciências Exatas e da Terra

Astronomia
  • simulações numéricas de aglomerados de galáxias
  • Aglomerados de galáxias são as maiores estruturas colapsadas do Universo. As colisões entre aglomerados provocam distúrbios notáveis no gás do meio intra-aglomerado e também na distribuição da matéria escura. Portanto, tais colisões agem como laboratórios onde podemos investigar detalhadamente os fenômenos físicos do gás e também o comportamento dinâmico da matéria escura. Neste projeto, pretendemos modelar aglomerados de galáxias observados através de simulações gravitacionais hidrodinâmicas. A esse esforço de simulações, unem-se as outras duas principais técnicas para o estudo de aglomerados: a análise de dados observacionais em raios-X e a análise de lentes gravitacionais fracas. Este projeto também colabora para reforçar a pesquisa em astrofísica extragaláctica no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Física e Astronomia da Universidade Tecnológica Federal do Paraná.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rubens Leonardo Panegassi

Ciências Humanas

História
  • permeabilidade entre mundos e a recepção moura do projeto imperial manuelino (séculos xv-xvi)
  • O interesse deste projeto é aprofundar algumas questões que nortearam minha trajetória acadêmica e, também, consolidar uma agenda de pesquisa enquanto docente na Universidade Federal de Viçosa (UFV), Campus de Viçosa. Em linhas gerais, tal agenda articula-se às problemáticas que se desdobram do contexto dos descobrimentos marítimos perpetrados pelas nações ibéricas a partir do século XV, bem como à estruturação dos fundamentos ideológicos do primeiro grande império da Época Moderna. Entretanto, nosso interesse, agora, incide no mapeamento dos vínculos entre a Europa cristã e o islão. Entendemos a mediação ibérica no contato com diferentes povos e religiões, se caracteriza por uma ampla porosidade, em que se expressa um necessário descentramento que pode nos dar a conhecer conexões e interesses que conjugam experiências locais a outras dinâmicas históricas. Entendemos, em suma, que por este projeto se desdobrar do caminho que percorremos unindo a pesquisa à docência, esperamos alcançar resultados satisfatórios e correspondentes ao financiamento pleiteado.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rubens Manoel dos Santos

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • regimes de alagamento e funcionamento de florestas tropicais em várzeas e nascentes (watforfun)
  • A alta biodiversidade, o endemismo biológico, ecológico e funcional dos ecossistemas de florestas sazonalmente inundadas, bem como os serviços ecossistêmicos, têm chamado a atenção da comunidade científica. É a inundação sazonal de grandes rios moldaram esses sistemas, mas a interação entre a duração da inundação e a intensidade dessas florestas e sua composição e estrutura não é bem conhecida. Como resultado, os efeitos das mudanças nos regimes de precipitação e frequência de cheias devido ao clima e mudanças no uso da terra na ecologia e diversidade de plantas e outras espécies terrestres e aquáticas nestes sistemas não são bem conhecidos. O objetivo desta proposta de pesquisa é duplo: 1) investigar características da comunidade arbórea em diferentes freqüências de inundação, compreender sua ecologia (estrutura da comunidade, diversidade e estrutura filogenética, diversidade funcional e estrutura), suas relações com fatores ambientais (solo, hidrologia e clima), e sua dependência da água de inundação para a transpiração, e 2) para determinar se podemos usar o conhecimento sobre a relação entre a vegetação e a extensão da inundação para calibrar os modelos hidrológicos. Para tanto, planejamos estudar várzeas em duas bacias hidrográficas distintas: Rio Grande e Rio São Francisco. A bacia do Rio São Francisco possui grandes áreas de várzea, enquanto o Rio Grande possui uma topografia mais acidentada. Em cada uma delas, planejamos amostrar cinco nascentes (correspondentes à nascente do rio principal e seus quatro maiores afluentes) e a foz de quatro afluentes no total; estabeleceremos locais de pesquisa em 10 locais de nascentes e na foz de 8 afluentes. Em cada local de primavera serão instaladas 25 parcelas de 400 m², totalizando 250 parcelas ou 10 ha de área, e em cada tributário iremos instalar 30 parcelas de 400 m², totalizando 240 parcelas ou 9,6 h. As parcelas serão localizadas ao longo do gradiente de várzea: dique marginal, lagoa marginal, terraço inferior, planície inferior e planície superior. Em cada parcela, mediremos e identificaremos todas as árvores com diâmetro à altura do peito igual ou maior que 5 cm e coletaremos amostras de solo que serão posteriormente analisadas quanto à textura e nutrientes do solo. Levaremos amostras de xilema e amostras de solo quatro vezes por ano para análises de isótopos. Em cada local de pesquisa ao longo do gradiente de várzea, instalaremos câmeras de lapso de tempo e poços rasos para determinar a duração da inundação. Em cada local, também mediremos o estágio do fluxo e o fluxo de fluxo em um número selecionado de dias. Para cada parcela, calcularemos as medidas de diversidade taxonômica e filogenética, estrutura da comunidade, biomassa e características funcionais, e determinaremos a importância relativa da água da enchente e da precipitação local para a transpiração das árvores. Para avaliar os efeitos de variáveis ​​hidrológicas, climáticas e edáficas sobre as comunidades arbóreas, ajustaremos modelos lineares mistos (e / ou aditivos), pois estes são os mais adequados para lidar com a estrutura aninhada das parcelas e dependência espacial. Usaremos modelos de transporte hidrológico para determinar a infiltração de água da enchente no solo e misturar modelos para determinar a importância relativa da água da enchente e da água da chuva local para a absorção de água pelas árvores. Calibramos um modelo hidrológico conceitual para cada um dos rios e tributários usando dados sobre a largura do fluxo e a extensão da inundação (com base nas medições, dados da árvore e dados de satélite) para determinar o valor desses dados para a calibração do modelo. Finalmente, usaremos diferentes cenários climáticos para determinar o efeito da mudança climática na extensão e duração da inundação e com base nas ligações entre duração e frequência das cheias e dependência das árvores na água da enchente para a transpiração determinar os efeitos das mudanças climáticas sobre esses ecossistemas inundados.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 01/04/2019-31/03/2022
Foto de perfil

Rubens Maribondo do Nascimento

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • saúde e biodiversidade como elementos de consolidação da pós-graduação e desenvolvimento regional
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 09/01/2020-09/01/2025
Foto de perfil

Rubens Müller Kautzmann

Engenharias

Engenharia de Minas
  • formulação de produto mineral para remineralização de solo
  • O produto remineralizador de solos é definido na Lei No 12.890/2013 como “material de origem mineral que tenha sofrido apenas redução e classificação de tamanho por processos mecânicos e que altere os índices de fertilidade do solo por meio da adição de macro e micronutrientes para as plantas, bem como promova a melhoria das propriedades físicas ou físico-químicas ou da atividade biológica do solo”. O conceito de remineralizador é fruto das pesquisas realizadas no Brasil sobre a rochagem de solos, que teve seu primeiro Congresso Brasileiro de Rochagem em 2009. A propriedade de fertilização de solos através da aplicação de rochas moídas, não é nova, já havia sido proposta pelo francês Missoux (1853) e pelo alemão Julius Hensel (1880). Os benefícios da aplicação de rocha moída para remineralizar solos, estão relacionados à disponibilização de nutrientes (macro e micros), ao bom desenvolvimento das plantas, e os mesmos são isentos de toxicidade, portanto a aplicação de produtos remineralizadores de solo trazem benéficos para o solo, e para as plantas. As características remineralizadoras dependem, portanto, da matriz mineral da rocha, como também da granulometria do material. A presente proposta de pesquisa trabalhará com materiais de rochas silicáticas, estudadas em projetos anteriores, para comporem formulações de produtos remineralizadores. Foi considerado o fator regional da localização das fontes de material mineral e as culturas agrícolas a serem atendidas pelos produtos formulados. A utilização de fontes in natura de insumos fertilizantes, acessíveis em sua localização para o produtor rural, visa agregar a redução de custos e principalmente da dependência exclusiva dos adubos químicos, na grande totalidade importados. A pesquisa dá continuidade aos estudos sobre remineralizadores e rochagem de solos desenvolvida no Unilasalle, em uma rede de colaboradores e indutores do projeto. A inovação oferecida pela pesquisa traz o estudo de formulações ou misturas de tipologias de material rochoso para atenderem melhor as necessidades de grupos de cultura ou técnicas de produção. Estudará também, de forma inédita, a concentração de zeolitas contidas em ocorrência de horizontes amigdaloides do Grupo Serra Geral no Nordeste do Rio Grande do Sul. Este tipo de horizonte apresenta expressivas ocorrências, em contatos dos derrames com arenitos e sedimentos arenosos. Os objetivos e etapas de pesquisa foram delineadas a partir dos resultados da caracterização de 30 amostras de matéria mineral procedentes de 19 pedreiras e saibreras comerciais e uma extração municipal. As formulações projetadas utilizarão amostras de rochas vulcânicas ácidas (dacitos), horizontes vulcânicos amigdaloides contendo zeolítas, zeolita comercial e um concentrado (beneficiado) de zeolita, para aplicação em culturas de lavoura (soja e/ou arroz) e desenvolvimento de substrato para hortaliças em estufas. A pesquisa contempla três etapas metodológicas: 1) caracterização mineral e geoquímica das amostras de rocha e das formulação para remineralizadores, observando parâmetros normatizados pelo Ministério de Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), e aplicando ensaios de liberação de nutrientes por lixiviação; 2) estudos de beneficiamento para concentração da fase zeolita dos horizonte vulcânicos amigdaloide, avaliando o rendimento de diferentes técnicas: densimétricas, gravimétricas e físico-químicas; e 3) a aplicação agronômica dos produtos/formulações de remineralizadores em culturas de lavoura extensiva e de produção orgânica, acompanhados de análises de qualidade dos produtos agrícolas.
  • Universidade La Salle - Canoas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rubens Onofre Nodari

Ciências Agrárias

Agronomia
  • caracterização genética e molecular e adaptabilidade de germoplasma de videira com genes de resistência à doenças para o sul do brasil.
  • O cultivo da videira é um dos mais antigos e importantes no mundo para a produção de uva de mesa, suco, vinho e outros produtos. A produção mundial de vinhos concentra-se principalmente no uso de variedades da espécie Vitis vinifera, por apresentar maior qualidade para a produção de vinhos quando comparadas as outras espécies do mesmo gênero, como Vitis labrusca por exemplo, ou híbridos entre as duas espécies. No entanto, as variedades de V. vinífera são amplamente suscetiveis à doenças, tais como o míldio, oídio, antracnose, entre outras. A tentativa de controle do avanço das doenças é feito com o o uso intensivo de agrotóxicos. Duas são as consequências principais: o aumento do custo de produção e a exigência cada vez maior dos consumidores por menores resíduos dos agroquímicos tanto na fruta, quanto no suco ou no vinho. Como genes de resitência estão presentes em outras espécies do gênero Vitis, são necessários cruzamentos e vários retrocruzamentos para combinar genes rde resistência com a qualidade do vinho em uma nova variedade. Variedades com genes de resistência ao míldio e ao oídio, denominadas de variedades Piwi (do alemão Pilzwiderstandsfähige) já são sucesso em vários países como Alemanha, Hungria, Austria, Itália e França. No sul do Brasil, onde se concentra a maior área com o cultivo de variedades para vinhos finos, as doenças também ocorrem, cuja tentativa de controle do progresso da doença é feita com aplicações de fungicidas. Alinhado com a estratégia de melhoristas de outros países e considerando o principio fundamental de que a diversidade genética em cultivo é uma estrátégia eficiente que evita a vulnerabilidade genética e, portanto dificulta ou mesmo impede a ocorrência de epidemias, a utopia consiste no desenvolvimento de variedades com disintas combinaóes de alelos de resistência, que poderiam ser espaço e temporalmente cultivados. Dentro deste contexto, e como forma dse contribuir neste longo processo, o objetivo geral deste projeto é caracterizzar genética e molecularmente e determinar a adapatavbilidade de variedades de videira resistentes à doenças. Serão avaliadas tanto variedades (Piwi) já desenvolvidas na Alemanha e Itália, bem como progênies geradas na UFSC, a partir de cruzamento de variedades de Vitis vinifera com variedades Piwi ou com outras espécies de Vitis, tais como V. betulifolia, V. amurensis e V. caribea, cultivadas em dois ou mais locais. Especificamente para midio (Plasmopara viticola) o projeto visa elucidar, em nível celular e molecular, o funcionamento de mecanismos de resistência em folhas de plantas e em linhagens celulares de videira contendo alelos de diferentes genes, bem como quantificar a expressão de genes de defesa, bem como, as alterações em rotas metabólicas relacionadas a síntese de compostos de defesa; Para antracnose será analisada a segregação para a característica de resistência à antracnose, causada pela inoculação com Colletotrichum nymphaeae e C. fructicola, em populações RC1F1 em videiras obtidas de retrocruzamentos. Para estas duas espécies de Colletotrichum serão desenvolvidos marcadores microssatélites para estimar índices de diversidade e mapear genes de resistência à antracnose causada por espécies de Colletotrichum em populações segregantes de videira. Além disso, o projeto pretende identificar marcadores moleculares que flanqueiam os genes de resistência à antracnose para fins de seleção assistida por marcadores. Por fim, em relação a interação genótipo x ambiente (GxE), mensurar os efeitos do genótipo, do ambiente e da interação genótipo x ambiente nas características de desenvolvimento de plantas e de qualidade de frutos de variedades videira com genes de resistência em distintos ambientes de Santa Catarina; e identificar as combinações alélicas específicas superiores em termos de estabilidade e adaptabilidade visando o cultivo comercial de novas variedades. Neste contexto, a fenotipagem com auxílio de imagens capatadas por câmeras e softwares poderá aumentar e acelerar a coleta e interpretação de dados. As metodologias para os três grupos de atividades estão detalhadas no projeto e seguem o padrão dos estudos mais recentes sobre os referidos tópicos. Espera-se, de um lado avançar no conhecimento cientifico e formar novos pesquisadores na área com esta nova vertente do melhoramento genético da videira, bem como selecionar tipos superiores adaptados as distintas condições de Santa Catarina, que sejam resistentes às principais doenças e que produzam frutos que, se vinificadas, produzam um vinho de alta qualidade. Para tal, serão realizadas análises genéticas, fitopatológicas e fisiológicas em germoplasma contendo genes de resistência (germoplasma Piwi) e em patógenos causdores de doenças. Por fim, também é relevante mencionar que este projeto é parte de um esforço de um conjunto de pesquisadores e linhas de pesquisa, que coletivamente estamos irmanados na busca desta utopia, que poderá ser alcançada passo a passo. Assim, será possível atender a crescente demanda na produção de uvas, reduzir o uso de agrotóxicos e contribuir para a preservação ambiental.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rubia Carla Formighieri Giordani

Ciências Humanas

Sociologia
  • sociabilidade e emoção na experiência alimentar
  • Este projeto envolve um conjunto de pesquisas com o objetivo de analisar as relações entre sociabilidade, emoção e alimentação. Pretende-se investigar na esfera da sociabilidade, como a alimentação age no diálogo e expressão de emoções além de mediar trocas sociais. Em particular, explorar sua atuação como canal para a comunicação em interações sociais específicas ligando-se a experiências sociais subjetivamente significativas. Parte-se do pressuposto que por envolver alto grau de ritualização e considerável investimento afetivo, a alimentação desempenha papel central na experiência social
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-28/02/2021
Foto de perfil

Rubiana Mara Mainardes

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento de uma plataforma sinergística nanotecnológica aplicável à liberação oral de insulina e liraglutida para tratamento do diabetes tipo ii
  • Ensaios clínicos recentes mostraram que a combinação de insulina basal com um GLP-1 agonista do receptor (GLP-1 RA) é uma ótima opção para o diabetes mellitus tipo 2 (DMT2), em que os pacientes não respondem a outras drogas hipoglicemiantes orais. Estes dois antidiabéticos devem ser injetados por via subcutânea e complementares em relação aos seus principais efeitos. A insulina basal é predominantemente ativa entre as refeições e no estado de jejum, enquanto que a principal ação do GLP-1 RA consiste em prevenir um excessivo aumento da glicemia. Portanto, a via oral é preferível, pois pode ser segura e eficaz, com mais conveniência, facilidade de administração e conforto. Neste projeto, é proposto o desenvolvimento de uma nanoplataforma com ampla aplicação no tratamento do DMT2, baseado no co-encapsulamento tanto da insulina basal quanto de um GLP-1 RA, usando um método de homogeneização à alta pressão bem como materiais de matriz capazes de proteger ambas as drogas e resistir a ambiente gastro e entérico, para ser utilizado pela via oral. As nanopartículas serão amplamente caracterizadas e avaliadas considerando sua estabilidade, capacidade de permear a mucosa intestinal, farmacocinética após administração oral em ratos e eficácia hipoglicêmica em modelos de ratos com DMT2. Os resultados esperados são a obtenção do protótipo do nanomedicamento contendo ambas as drogas para segura e eficiente entrega pela via oral. Assim, com base no exposto, considerando a experiência do coordenador e do grupo e nossa infraestrutura de pesquisa, projetamos este projeto para contribuir com a pesquisa do diabetes aplicando nanotecnologia farmacêutica para entrega dupla de medicamentos em um único dispositivo, utilizando materiais de baixo custo que podem ser usados para via oral e com uma tecnologia inovadora de obtenção de nanopartículas, facilmente escalável.
  • Universidade Estadual do Centro-Oeste - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rudolf Theoderich Bühler

Outra

Microeletrônica
  • desenvolvimento de sensores em materiais inteligentes: simulação, processo de fabricação e caracterização de dispositivos
  • Os sensores possuem papel de destaque na sociedade moderna, sendo peças chave em aplicações industriais, acadêmicas e sociais, contribuindo para melhora da qualidade de vida. Inovações surgem diariamente através do uso de novos materiais inteligentes em um mercado que cresce rápido e cujo impacto econômico estimado alcançará em 2025 entre $3,9 e $11,1 trilhões de dólares, comparável ao PIB entre Alemanha e China. Para que o mercado consiga atender a essa crescente demanda, a pesquisa e o desenvolvimento de novos materiais e novas tecnologias que auxiliem na sua miniaturização se faz por necessária em um momento único na economia para a pesquisa nacional e é onde este projeto se encaixa. Sua finalidade é contornar os problemas presentes no cenário nacional ao abordar de forma direta o desenvolvimento de sensores magnéticos, de deformação mecânica, luz e umidade, utilizando materiais inteligentes através de etapas de desenvolvimento que compreenderão a simulação numérica, processo de fabricação e caracterização elétrica dos sensores. Os sensores serão fabricados utilizando materiais inteligentes cujas propriedades podem ser significativamente alteradas de maneira controlada por estímulos externos. Isso permitirá o desenvolvimento e fabricação de sensores de deformação mecânica, campo magnético, luz e umidade em estruturas nanofio. A fabricação utilizará a infraestrutura dos laboratórios do CCS Nano, LPD, Laboratório de filmes finos e IF-LMBT da Universidade Estadual de Campinas e os laboratórios avançados de caracterização e simulação elétrica do Centro Universitário FEI. O projeto contará com a experiência dos pesquisadores associados para expansão dos conhecimentos físicos teóricos e práticos, permitindo manter a sintonia com a pesquisa de microeletrônica internacional em seu estado da arte, fomentando a indústria nacional com tecnologia de alto nível através da capacitação e execução de projetos que desenvolvam estas tecnologias no país.
  • FUNDACAO EDUCACIONAL INACIANA PADRE SABOIA DE MEDEIROS - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rui Carlos Zambiazi

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • encapsulação de compostos bioativos para aplicação em balas mastigáveis diet de frutos nativos
  • Bala mastigável é um produto obtido da cocção de açúcares, que se caracteriza por ser mastigável, de dissolução relativamente lenta na boca, e cuja cor, sabor, aroma e/ou textura devem-se aos aditivos químicos. A inserção de polpas de frutas na formulação de balas mastigáveis pode eliminar ou reduzir o uso destes aditivos, além de incorporar compostos da fruta associados a benefícios à saúde. A maioria das espécies frutíferas nativas são ricas em compostos bioativos, como compostos fenólicos e carotenóides, incluindo a amora, butiá e pitanga. O consumidor atual está modificando seus hábitos alimentares pela preferência por alimentos menos calóricos, mais saudáveis e nutritivos. Os produtos diet atendem a esta demanda e estão constantemente passando por inovações e ampliando a oferta no mercado. Poucos estudos foram realizados sobre a inserção de polpas de frutas nativas na formulação de balas diet, como alternativa de utilização de frutas originárias da região, além de enriquecer os produtos com compostos potencialmente bioativos, como compostos fenólicos e carotenoides, os quais estão relacionados com a capacidade antioxidante e a cor do fruto. No entanto, tanto os carotenoides quanto os composto fenólicos são instáveis a altas temperaturas, na presença de luz e de oxigênio. Uma alternativa para aumentar a estabilidade destes compostos bioativos em condições ambientais adversas, como no processamento e armazenamento de balas, e preservar sua atividade antioxidante, consiste na técnica de microencapsulação. Assim, este estudo objetiva elaborar balas mastigáveis diet formuladas com polpas de frutos nativos acrescidas de microcápsulas de extratos de frutos nativos, e avaliar a qualidade dos produtos. As polpas, microcápsulas e as balas serão submetidas à avaliações físico quimicas, e as balas tambem serão avaliadas sensorialmente.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Rui Daniel Schröder Prediger

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • investigação do potencial terapêutico da agmatina para o tratamento dos sintomas depressivos da doença de parkinson: envolvimento de mecanismos neurotróficos e epigenéticos
  • Estudos recentes indicam que mecanismos epigenéticos estão envolvidos na hereditariedade de diversas doenças, além de estarem associados a uma grande variabilidade de sintomas, progressão e sucesso terapêutico para cada doença. A doença de Parkinson (DP), normalmente associada à desordem motora, é acompanhada por diversos sintomas não motores, destacando-se a depressão que afeta aproximadamente 35% dos pacientes parkinsonianos. A depressão apresenta um grande impacto na qualidade de vida do indivíduo com DP, aumentando a morbidade, mortalidade e os custos do tratamento, e representando um preditor de prognóstico desfavorável para a evolução da DP. Tem sido demonstrado que a depressão associada à DP difere em diversos aspectos da depressão maior observada na população em geral, apresentando diferenças neurobiológicas e maior refratariedade (em torno de 60%) ao tratamento com antidepressivos clássicos (como a fluoxetina). Neste sentido, surge o interesse pela agmatina, uma amina endógena sintetizada no sistema nervoso central que possui propriedades antidepressivas e neuroprotetoras. Trabalhos prévios realizados em humanos e em animais de laboratório comprovam a eficácia da agmatina em aliviar os sintomas depressivos e a sua segurança, mesmo após o tratamento crônico. Entretanto, o potencial terapêutico da agmatina em aliviar a depressão associada a DP e os mecanismos moleculares envolvidos nesta resposta permanecem desconhecidos. Diante deste cenário, na presente proposta, utilizando técnicas de farmacologia, bioquímica e eletrofisiologia, pretendemos investigar o potencial terapêutico da agmatina em atenuar os sintomas depressivos observados em roedores submetidos a diferentes modelos experimentais da DP. Além disso, pretendemos caracterizar o envolvimento de alterações epigenéticas e neurotróficas em diferentes áreas cerebrais como possíveis mecanismos moleculares associados aos efeitos antidepressivos da agmatina na DP. Sendo assim, os resultados originados pelo presente estudo possibilitarão um avanço significativo no conhecimento da neurobiologia da depressão na DP e na caracterização do potencial terapêutico da agmatina e seus mecanismos de ação no tratamento destes sintomas depressivos na DP. Estas informações poderão futuramente contribuir para o desenvolvimento de abordagens mais racionais e eficazes para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes parkinsonianos.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Rui Seara

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • desenvolvimento de algoritmos para aplicações em sistemas de comunicações
  • Considerando os tópicos abordados neste projeto, pretende-se: i) melhorar o desempenho dos sistemas de comunicações móveis, objetivando desenvolver novos algoritmos de conformação de feixe com controle de potência aplicado a sistemas de comunicação móvel celular; ii) no que concerne ao tópico de aprendizagem de máquina em redes sem fio, incluir uma série de melhoramentos no método proposto em [P. V. Klaine, J. P. Nadas, R. D. Souza, and M. A. Imran, “Distributed drone base station positioning for emergency cellular networks using reinforcement learning,” Cognitive Computation, vol. Early Access, pp. 1-15, 2018] para otimização de redes de comunicação em situações de emergência; iii) no que tange ao tema de conversão texto-fala, desenvolver um sistema TTS usando deep neural network que apresente alta qualidade e capacidade de adaptação ao locutor, assumindo que somente alguns segundos de sua fala gravada sejam fornecidos ao sistema. Além disso, espera-se que sinais de fala de diferentes estilos sejam produzidos através do ajuste de alguns parâmetros, tais como: nível de intensidade, prosódia e estilo (expressividade); para o desenvolvimento do tema de pesquisa em reconhecimento de fala, conceber um sistema ASR padrão baseado em deep neural network para o idioma português falado no Brasil.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Ruth Marlene Campomanes Santana

Outra

Ciências Ambientais
  • desenvolvimento de embalagens biodegradáveis a partir de fontes naturais
  • Os polímeros sintéticos auxiliam no cotidiano das pessoas devido à sua praticidade e durabilidade. No entanto, os recursos petrolíferos são finitos e, além disso, o aquecimento global causado pelo processo de combustão de combustíveis fósseis, aliado ao descarte incorreto destes produtos, tornou-se um grande problema ambiental. Desta maneira, a substituição de materiais sintéticos por materiais de fonte natural vem se tornando indispensável, uma vez que estes possuem uma vida útil muito menor, causando menor impacto ambiental. Dentre os polímeros naturais estão as proteínas e os polissacarídeos, os quais possuem excelentes propriedades, tais como, capacidade de produzir filmes e lâminas com boa transparência e interessante barreira ao oxigênio e a odores, comparadas a outros biopolímeros. No entanto, a utilização destes materiais ainda é bastante limitada devido à sua baixa resistência mecânica, estabilidade térmica e de barreira à umidade. Nesse sentido, este projeto visa estudar a possibilidade de produzir filmes e lâminas para a produção de embalagens flexíveis, como sacolas e embalagens para frutas, e embalagens semi-flexíveis, como utensílios termoformados, respectivamente, utilizando como matérias-primas proteína de soja isolada (PSI) e concentrada (PSC), assim como gelatina comercial (ambas plastificadas com Glicerol (Gli)) e também o polissacarídeo xilana, extraído da casca de arroz. E para reduzir sua hidrofilicidade e, portanto sua instabilidade física de estes materiais será avaliada o efeito da reticulação com o uso de agentes reticulantes naturais como o ácido tânico e o ácido cítrico nas propriedades dos filmes. O projeto é dividido em três estudos distintos, nos quais em dois deles o processamento será pelo método Casting e um deles utilizará o método de homogeneização em câmara de misturas seguida por moldagem por compressão em prensa hidráulica. A caracterização dos materiais obtidos será realizada mediante análise das propriedades de barreira, mecânicas, térmicas, químicas, físicas, reológicas e de biodegradabilidade. Resultados de esses estudos serão divulgados em congressos e artigos científicos e em dissertações de mestrado.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022