Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Abilio Azambuja Rodrigues Filho

Ciências Humanas

Filosofia
  • negações, excessos e lacunas
  • A negação clássica é um operador de contraditoriedade no sentido em que transforma o valor semântico V em F, e vice-versa. Lógicas paraconsistentes admitem excessos (gluts), que são circunstâncias em que uma dada proposição e sua negação recebem ambas o valor V, e lógicas paracompletas admitem lacunas (gaps), circunstâncias em que uma proposição e sua negação recebem ambas o valor F. Lógicas paraconsistentes tem aplicações no processamento de informação, pois bancos de dados frequentemente contém contradições. A lógica intuicionista, que é paracompleta, tem uma estreita conexão com a ciência da computação, expressada pelo isomorfismo de Curry-Howard, que estabelece uma relação direta entre provas intuicionistas e programas. A interpretação de lógicas paraconsistentes e paracompletas coloca diversas questões de caráter filosófico-conceitual. Excessos e lacunas ocorrem também em topologia, álgebra, e áreas correlatas. A topologia oferece um arcabouço conceitual natural para modelar lacunas e excessos - o interior do complemento de um conjunto define uma negação com lacunas, e o fecho do complemento de um conjunto define uma negação com excessos. Abstraindo as operações topológicas conjuntistas, obtêm-se as álgebras de Heyting, que são modelos da lógica intuicionista. A abordagem algébrica também fornece semânticas adequadas para diversas lógicas paraconsistentes e paracompletas, por meio das estruturas Fidel, twist e swap. O objetivo deste projeto é prosseguir de forma colaborativa com as investigações técnicas e conceituais em paracompletude e paraconsistência já realizadas pelos membros da equipe, como também investigar tópicos ainda inexplorados em lógica, matemática e teoria da computabilidade. Pretende-se que a reunião de pesquisadores com experiências diferentes mas complementares no tema do projeto levante novas questões e produza novos resultados em um tópico central da subárea lógica e sua interseção com a matemática e a ciência da computação.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Abraham Cézar de Brito Rocha

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • desenvolvimento e avaliação de proteínas quiméricas para um diagnóstico sorológico rápido da dirofilariose canina.
  • A Dirofilariose canina é uma doença causada pelo verme Dirofilaria immitis que leva a um comprometimento cardiorrespiratório e posterior morte dos animais. Essa parasitose chama atenção da indústria farmacêutica, porque a prevenção anual gira em torno de $75 por cão e existe aproximadamente 80 milhões de cães infectados nos EUA e 54 milhões no Brasil. O padrão ouro do diagnóstico é o teste de detecção de antígeno circulante, porém há limitações em cães com baixa carga parasitária de fêmeas de D. immitis. Somado a isso, não há um teste de captura de anticorpos disponível comercialmente. Diante do exposto, o objetivo é desenvolver e avaliar proteínas quiméricas para o desenvolvimento de um teste rápido de captura de anticorpos para a dirofilariose canina. Primeiro, serão desenhados genes quiméricos (in silico) que reúnam regiões antigênicas de proteínas de D. immitis identificadas como epítopos para linfócitos B. A fim de diminuir a possibilidade de reação cruzada, as sequências similares a outras espécies de parasitas serão excluídas do gene em construção. Os genes serão clonados em vetores de expressão, que serão usados para transformar células competentes de E. coli. A expressão das proteínas quiméricas será estimulada por IPTG e a purificação será feita por cromatografia. Então, as proteínas serão avaliadas por ELISA indireto com soros de cães positivos e negativos para a dirofilariose (de áreas endêmicas e não endêmicas), além de outras parasitoses para avaliar a reação cruzada. Para cada antígeno, serão analisados a sensibilidade, especificidade, o valor preditivo positivo e negativo. Após a identificação da melhor proteína nos resultados do ELISA, será produzido um teste rápido do tipo lateral flow para avaliar o desempenho dessa plataforma e seu futuro uso no diagnóstico da dirofilariose canina. A expectativa é que o novo teste possa contribuir para um maior conhecimento sobre a epidemiologia da doença, direcionando esforços para controlar esta parasitose.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adair Roberto Soares dos Santos

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • estudo pré-clínico e clínico do efeito da acupuntura e terapia manual no manejo da dor: pesquisa translacional
  • A dor é um importante problema clínico, social e econômico, no mundo inteiro. A estimativa é que 20% dos adultos sofrem de dor, sendo que esse dado pode variar entre países, podendo atingir índices que chegam a 25% da população diagnosticada com dor crônica. Sendo assim, existem importantes razões para considerar seu tratamento como uma prioridade na saúde pública, não só por sua alta prevalência, mas também como sendo um fenômeno multifatorial, dinâmico e difícil de quantificar, o que dificulta seus dados epidemiológicos em todo mundo. A dor é uma queixa clínica importante, com reflexos negativos na vida social das pessoas, trazendo prejuízo na produtividade e na economia. Além disso, o manejo inadequado da dor é desumano e pode resultar no aumento da morbidade ou mortalidade. Tanto na dor somática, quanto na visceral, o alívio da dor, com o mínimo de efeitos secundários é o principal foco independente da doença que acompanha. A eficácia do tratamento bem como as considerações de ordem econômica é priorizada apesar de que esses objetivos não são alcançados com os fármacos comumente prescritos. No Brasil ainda não possuímos dados concretos, porém acredita-se que os custos com o tratamento da dor também sejam altos e pouco efetivos. Todos os analgésicos comumente usados têm limitações importantes quando usados no controle da dor crônica. Por exemplo, o uso prolongado de paracetamol (acetaminofeno) pode causar alterações na função hepática que são exacerbadas pelo consumo concomitante de álcool e antiinflamatórios não esteroidais estão associados a efeitos colaterais renais, gastrointestinais e cardiovasculares potencialmente graves. Os efeitos colaterais dos analgésicos opiáceos são constipação e sedação (particularmente em idosos) e o tratamento em longo prazo também pode levar à tolerância, hiperalgesia, dependência e uso indevido. Todavia, pacientes com dor crônica frequentemente não respondem bem a uma única abordagem de tratamento, bem como necessitam de cuidados de longa duração com reavaliações frequentes e ajuste da terapia. Tal fato ocorre devido a multiplicidade de fatores que contribuem para a dor crônica. O Laboratório de Neurobiologia da Dor e Inflamação (LANDI), o qual sou coordenador, gradativamente vem procurando formar um grupo de pesquisa multi- e transdisciplinar no manejo da dor. O LANDI desenvolve pesquisa com abordagem farmacológica, em que estuda as propriedades antinociceptivas (analgésicas) e anti-inflamatórias de produtos de origem sintética ou natural, em especial os derivados de plantas medicinais por meio da Etnofarmacologia. Todavia, nos últimos anos o LANDI vem trabalhando em projetos que visam estudar, por meio do uso de ferramentas farmacológicas, o efeito analgésico e anti-inflamatório, bem como o mecanismo de ação da acupuntura, terapia manual, exercício físico e fototerapia (emprego do LASER e LED). Neste sentido, a presente proposta visa estender os dados do nosso grupo acerca do efeito da acupuntura e da terapia manual no controle da dor aguda e crônica de origem pós-operatória, neuropática e muscular (DA SILVA et al., 2011, 2015; CIDRAL-FILHO et al., 2011; MORÉ et al., 2013; MARTINS et al., 2011, 2012, 2013, 2013a). Considerando que de maneira geral a dor crônica é de difícil tratamento e que as drogas disponíveis apresentam baixa eficácia e muitos efeitos colaterais, a realização de pesquisas pré-clínicas e clínicas que possam fornecer subsídios neurofisiológicos do efeito terapêutico da acupuntura e terapia manual são relevantes. Entre as dores crônicas de relevância e impacto na sociedade destaco a fibromialgia (FM) e a dor lombar (DL). A FM é uma síndrome bastante comum, caracterizada por dores articulares e musculares generalizadas, onde também se pode observar a presença de fadiga, alterações do humor, do sono e da cognição. Estima-se que sua prevalência chegue próxima a 5% da população, ocorrendo principalmente em mulheres, com idade que varia de 35 a 60 anos. A etiologia da FM não foi completamente elucidada, contudo, evidências recaem sobre a sensibilização do sistema nervoso central (SNC), o que leva ao quadro de hiperalgesia, alodínia e distúrbios autonômicos. Por outro lado, a DL é uma condição clínica que afeta 90% da população em algum momento da vida, sendo que nos últimos 10 anos esse quadro clínico aumentou em 162%. Muito disso se deve a vida agitada do dia-a-dia. Estudos nos mostram que fatores biopsicossociais como catastrofização, cinesiofobia, ansiedade, depressão, estresse e insatisfação no trabalho, e preocupação financeira podem ser problemas associados com a DL. Ademais, acreditamos fortemente que os dados gerados a partir deste projeto podem fornecer subsídio científicos que reafirmaram a importância da utilização destas práticas no controle da dor crônica no Sistema Único de Saúde (SUS), tendo em vista as políticas relacionadas as Práticas Integrativas e Complementares (PICs). Com isso, podemos contribuir fornecendo dados científicos para a utilização da acupuntura e terapia manual na atenção básica como forma de reduzir a dor e melhorar a qualidade de vida das pessoas com dor crônica. Assim, a presente proposta pretende dar continuidade aos estudos desenvolvidos no LANDI visando avaliar os efeitos da acupuntura e terapia manual no controle da dor e inflamação associado a fibromialgia e lombalgia por meio de uma abordagem da pesquisa translacional, utilizando estudos pré-clínicos e clínicos. Além disso, no decorrer do desenvolvimento do presente projeto pretende-se dar continuidade à formação de pessoal em nível de graduação (iniciação cientifica) e pós-graduação (mestrado e doutorado).
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Adalberto Luis Val

Ciências Biológicas

Biologia Geral
  • inct para adaptações da biota aquática da amazônia - adapta-ii
  • A diversidade biológica existente nos diversos ambientes aquáticos da Amazônia é uma “mina de ouro” biológica. São milhares de espécies de mamíferos, peixes, crustáceos, insetos, plantas, algas, fungos e microrganismos que se espalham desde os grupos ancestrais até os grupos mais especializados. Entre os peixes, por exemplo, encontram-se arraias e acarás vivendo em simpatria; enquanto aquelas pertencem ao grupo dos peixes cartilaginosos que apareceram há cerca de 400 milhões de anos, os acarás constituem um grupo altamente especializado que apareceu mais recentemente. O genoma dessas espécies encerra um conjunto especial de informações que, a despeito de dar origem a uma “marcante unidade bioquímica”, possibilita a geração da diversidade biológica que marca a Amazônia, em particular o ambiente aquático. Estamos muito longe de conhecer a diversidade que podemos ver a olho nu ou sob as lentes de um microscópio, e mais distante ainda, de conhecer o rol de informações que o genoma de cada animal ou planta encerra. Por isso, não raras vezes, temos colocado a Amazônia aos lado de sistemas também desconhecidos como o Mar e o Espaço Sideral. No entanto, o processo de ocupação desordenado que ocorre desde o “descobrimento” do continente americano, em conjunto com a ação do homem moderno no planeta, que divide o ônus do desenvolvimento, como, por exemplo, os efeitos das mudanças climáticas, coloca em risco essa “mina de ouro” biológica aquática, já que os corpos d’água são os receptores finais dessas atividades. Cabe à ciência antecipar-se e produzir informações robustas que permitam a mitigação de efeitos, ou a adaptação aos novos cenários ou, ainda, a compatibilização da expansão urbana, da construção de hidroelétricas, da abertura de estradas, da mineração, do aquecimento global com a conservação ambiental. O conhecimento adquirido na fase inicial do ADAPTA, veiculado em centenas de artigos científicos, dissertações e teses, permite-nos avançar de forma segura e contribuir com informações robustas para a conservação ambiental, para a mitigação dos efeitos das mudanças ambientais e, a partir da habilidade adaptativa de plantas e animais, desenhar processos e buscar novos produtos que permitam ampliar a inclusão social e a geração de renda. Evidentemente, um forte compromisso com a capacitação de pessoal em todos os níveis e a socialização da informação, por meio de unidades demonstrativas, vão permitir que a finalidade social da informação produzida se concretize. Para isso, a presente proposta, baseada no conjunto de informações produzido até aqui, utilizará desde ferramentas convencionais da biologia até tecnologias de última geração, como a genômica, a transcriptômica e a metabolômica, para alcançar os objetivos e será desenvolvida valendo-se das seguintes estratégias: a) experimentos em laboratório e sob condições controladas, com uso de microcosmos que simulam os cenários ambientais previstos pelo IPCC para o ano 2100, já em funcionamento; b) análise comparativa de peixes, plantas e invertebrados vivendo em ambientes naturais com diferentes características ou expostos a ambientes modificados pelo homem; c) avaliação de ação para recuperação de um trecho de igarapé poluído com vistas à produção de um processo a ser aplicado em outros sistemas; d) contribuição para o estabelecimento de uma espécie de peixe tropical amazônica para a aquicultura mundial; e) contribuição para a definição de uma espécie de peixe tropical modelo para experimentação laboratorial; f) capacitação de pessoal em todos os níveis acadêmicos; g) socialização da informação por diversos meios; h) cooperação técnico-científica e intercâmbio de estudantes para assegurar a continuidade dos estudos; e i) interação com INCTs envolvidos com recursos hídricos de outras regiões, incluindo a criação de um programa de doutorado internacional em recursos aquáticos. A presente proposta prevê a colaboração de mais de duas dezenas de laboratórios brasileiros associados, localizados em diferentes regiões do país, liderados por pesquisadores com destaque acadêmico, vários com bolsas de produtividade, bem como de mais de uma dezena de pesquisadores estrangeiros de destaque internacional (vide lista de participantes). A consecução da presente proposta resultará na produção de informações robustas, inéditas, que contribuirão de forma marcante com o avanço científico no que se refere a questões centrais da biologia, da bioquímica, da fisiologia e da ecologia, com o desenvolvimento sustentável da região, ao produzir informações que balizam a tomada de decisões, e com a capacitação de pessoal de alto nível para as instituições locais. Por fim, é importante destacar que a proposta alinha-se com as áreas estratégicas estabelecidas pelo Governo Federal do Brasil e envolve os seguintes temas considerados estratégicos pelo edital: Tecnologias ambientais e mitigação de mudanças climáticas, Biotecnologia e uso sustentável da biodiversidade, Agricultura (aquicultura), e Saúde e fármacos.
  • Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - AM - Brasil
  • 25/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Adalberto Luiz Rosa

Ciências da Saúde

Odontologia
  • participação de agrin na diferenciação osteoblástica e na regeneração do tecido ósseo induzida por células-tronco mesenquimais em defeitos criados em calvárias de camundongos
  • A terapia celular é uma das estratégias da medicina regenerativa que se mostra promissora para o tratamento de defeitos ósseos extensos utilizando, principalmente, células-tronco mesenquimais (MSCs, abreviação do Inglês, mesenchymal stem cells) e o estudo de moléculas que atuam nessas células para favorecer a regeneração óssea é relevante nesse contexto. Dentre essas moléculas, a proteína de matriz extracelular agrin, envolvida em vários processos biológicos, foi detectada em condrócitos e demonstrada sua participação no desenvolvimento do sistema esquelético. No entanto, até o momento, há pouca informação na literatura acerca dos efeitos de agrin na diferenciação osteoblástica de MSCs e na formação óssea por elas induzida, assim como das vias de sinalização celular envolvidas nesses efeitos. Portanto, os objetivos desse estudo são investigar: (1) in vitro, o efeito da sobre-expressão e do silenciamento de agrin por CRISPR/Cas9 sobre a diferenciação osteoblástica de MSCs, (2) in vitro, a participação das vias de sinalização de BMPs, Wnt, Notch e Hippo-Yap/Taz no efeito de agrin sobre a diferenciação osteoblástica de MSCs e (3) in vivo, o efeito de MSCs com sobre-expressão e silenciamento de agrin por CRISPR/Cas9 sobre a regeneração do tecido ósseo em defeitos criados em calvárias de camundongos. Os resultados desse estudo poderão gerar dados importantes acerca da função de agrin no tecido ósseo e para o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas em situações clínicas que envolvem a regeneração óssea.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adalene Moreira Silva

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • pesquisa e inovação na industria mineral brasileira: proposta de revolução 4.0 na província mineral de carajás
  • Depósitos de óxido de ferro, cobre-ouro (IOCG) têm sido descritos como depósitos de classe mundial em diferentes ambientes tectônicos, apresentando volumes expressivos de alteração hidrotermal que podem ser mapeados em múltiplas escalas. Os depósitos IOCG são controlados por estruturas transcrustais e ocorrem associados a altas concentrações de magnetita e/ou hematita. Estas concentrações são usualmente mapeadas através de anomalias magnéticas e/ou gravimétricas e representam vetores que funcionam como guias exploratórios chaves para o mapeamento de novos depósitos do tipo IOCG. A ideia do presente projeto é utilizar dados multifonte para mapear a arquitetura do sistema mineral tipo IOCG da Província Mineral de Carajás e caracterizar a assinatura (footprint) das mineralizações associadas, a partir de uma abordagem assistida por Inteligência Artificial. Ao mapear uma região potencial para hospedar mineralizações de cobre, em várias escalas, é possível discriminar os vetores exploratórios e compreender os fatores críticos através dos diferentes tipos de assinaturas. A caracterização do footprint permite o mapeamento de novos alvos que afloram parcialmente ou mesmo alvos que não possuem expressão em superfície. O projeto proposto possui várias vertentes tais como: mapeamento na escala da litosfera, utilizando dados gravimétricos que recobrem Carajás; mapeamento em escala regional através de dados multifonte e caracterização do sistema mineral na escala de distrito através de dados geofísicos, geoquímicos, geológicos, isotópicos, hiperespectrais e petrofísicos. A partir deste enfoque multi-metodológico e inovador pretende-se integrar os dados utilizando técnicas de machine learning e contribuir para a geração de novas aplicações para a indústria mineral 4.0. Os produtos gerados poderão contribuir para a inovação na indústria do cobre através do aumento da taxa de sucesso na prospecção de corpos profundos e nas taxas de recuperação do cobre nos ensaios geometalúrgicos.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adebaro Alves dos Reis

Ciências Humanas

História
  • v feira de ciência, tecnologia e inovação social da amazônia paraense (v fecitis): valorizando saberes e sabores amazônicos
  • A V FEIRA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SOCIAL DA AMAZÔNIA PARAENSE (V FECITIS): Valorizando Saberes e SaboresAmazônicos temo objetivo de Promover a V Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação Social da Amazônia Paraense (V FECITIS): valorizando saberes e sabores amazônicos, visando a popularização da ciência, como instrumento de contribuição para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do estado do Pará. A V FECITIS terá abrangência estadual, mobilizando participantes dos territórios do Estado do Pará, envolvendo escolas de rede pública de ensino médio e técnico, assim como, os campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará. O público alvo serão os pesquisadores e professores da educação profissional e tecnológica dos Campi do IFPA, professores da educação básica do ensino fundamental, médio e técnico de escolas públicas, alunos da educação básica (ensino fundamental, médio e técnico das escolas públicas), do ensino profissionalizante/técnico, do ensino superior, da rede pública ou particular de ensino, bem como todos aqueles que tenham interesse em ciência e tecnologia. A comunidade em geral e segmentos socialmente vulneráveis, tais como: agricultores familiares, quilombolas, ribeirinhos, indígenas, aquicultores, pescadores, meninas e mulheres rurais, deficientes físicos, dentre outras. A V Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação Social da Amazônia Paraense (V FECITIS): Valorizando Saberes e Sabores Amazônicos será realizada junto com o XIV Seminário Internacional em Desenvolvimento Rural Sustentável, Cooperativismo e Economia Solidária (XIV SICOOPES), a partir de metodologias participativas e interdisciplinar. Além disso, a V FECITIS irá utilizar metodologias criativas, valorizando a experimentação, a inovação e a utilização do método científico, incentivando trabalhos interdisciplinares e a atitude investigativa, a fim de estimular o trabalho colaborativo e as atividades de iniciação científica na educação básica.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - PA - Brasil
  • 12/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Adebaro Alves dos Reis

Outra

Divulgação Científica
  • vi feira de ciência, tecnologia e inovação social da amazônia paraense (vi fecitis): valorizando saberes e sabores amazônicos
  • A VI FEIRA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SOCIAL DA AMAZÔNIA PARAENSE (VI FECITIS): Valorizando Saberes e SaboresAmazônicos temo objetivo de valorizar os saberes e sabores amazônicos, visando contribuir significativamente para o desenvolvimento científico, tecnológico e inovação do País, como instrumento de produção, difusão e popularização da ciência e melhoria dos ensinos médio e técnico, possibilitando a identificação de jovens talentosos que possam ser estimulados a seguir carreiras técnico-científicas e docente, para o uso do conhecimento científico como mecanismo de empoderamento, inclusão e transformação social, no estado do Pará. O objetivo geral é de realizar a VI Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação Social da Amazônia Paraense (VI FECITIS): valorizando saberes e sabores amazônicos, visando a divulgação do conhecimento científico e tecnológico e a popularização da ciência que estimulem a curiosidade científica e o pensamento crítico, que contribuam para desenvolvimento sustentável e melhoria da qualidade de vida da população do estado do Pará. A VI FECITIS terá abrangência estadual, mobilizando participantes de quatro territórios do Estado do Pará, envolvendo escolas de rede pública de ensino médio e técnico, assim como, os campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará. O público alvo da VI FECITIS serão os pesquisadores e professores da educação profissional e tecnológica dos Campi do IFPA, professores da educação básica do ensino fundamental, médio e técnico de escolas públicas, alunos da educação básica (ensino fundamental, médio e técnico das escolas públicas), do ensino profissionalizante/técnico, do ensino superior, da rede pública ou particular de ensino, bem como todos aqueles que tenham interesse em ciência e tecnologia. A comunidade em geral e segmentos socialmente vulneráveis, tais como: agricultores familiares, quilombolas, ribeirinhos, indígenas, aquicultores, pescadores, meninas e mulheres rurais.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - PA - Brasil
  • 05/01/2022-31/01/2024
Foto de perfil

Ademar Benévolo Lugão

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • laboratório nacional de nanotecnologia aplicada às áreas nuclear e correlatas
  • A CNEN tem atuação em todo território Brasileiro. Suas 14 unidades, dentre institutos de pesquisa, laboratórios, agências distritais e escritórios regionais, estão distribuídas por nove estados brasileiros e sua sede localiza-se no Rio de Janeiro e ainda no Rio estão o Instituto de Radioproteção e Dosimetria - IRD; o Distrito de Angra dos Reis - DIANG (RJ), o Instituto de Engenharia Nuclear - IEN e o Escritório de Resende (ESRES). As demais unidades espalhadas por todas as regiões do país são: - Distrito de Caetité - DICAE (BA) - Distrito de Fortaleza - DIFOR (CE) - Escritório de Porto Alegre (ESPOA) - Escritório de Brasilia - ESBRA (DF) - Laboratório de Poços de Caldas - LAPOC (MG) - Centro Regional de Ciências Nucleares do Centro-Oeste - CRCN-CO, em Goiânia (GO) - Centro Regional de Ciências Nucleares do Nordeste - CRCN-NE, em Recife (PE) - Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear - CDTN, em Belo Horizonte (MG) - Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN, em São Paulo (SP) O IPEN, que produz atualmente 38 diferentes radiofármacos, incluindo o flúor FDG-18F, além de ser o único produtor de Geradores de Tecnécio-99m no país. O IEN, localizado no Rio de Janeiro, produz o FDG-18F, iodo-123 ultra-puro e metaiodobenzilguanidina marcada com iodo-123; o CDTN, em Belo Horizonte, produz o FDG-18F e Na18F; e o CRCN-NE, em Recife, produz somente o FDG-18F. Além desses, o IPEN fornece fios de irídio-192 e sementes de iodo-125, ambos utilizados em tratamentos oncológicos, por meio de procedimentos de braquiterapia. A atuação da CNEN em nanotecnologia é evidente nos avanços nas áreas de atuação seguintes: •medicina nuclear (fortemente ligado à nanotecnologia, pois comercializamos radioisótopos conjugados com moléculas ou nanopartículas com afinidade tumoral); •aplicações na indústria, agricultura e meio ambiente (fortemente ligado à nanotecnologia, pois a aplicação de radiação ionizante gera alterações na nano/microestrutura dos materiais); •pesquisa e ensino relacionados a tecnologias aplicadas (nossos cursos de posgraduação oferecem várias disciplinas em nanotecnologia); A CNEN está formando o laboratório nacional de nanotecnologia aplicada às áreas nuclear e correlatas – NuclearNANO, considerando a integração das suas 14 unidade distribuídas por todo o país. Porém, o laborabório nuclearnano, nesse momento, se consolida por uma atuação em rede das várias instalações e laboratórios do IPEN em SP, do CDTN em MG e do CRCN-NE em Pernanbuco. A nanotecnologia aplicada às áreas nucleares e correlatas atendem de forma intensa, as áreas a seguir: •Saúde: - por meio dos radiofármacos nanoestruturados e desen-volvimento de nanopartículas com aplicações teranósticas ou para o carreamento de fármacos e curativos avançados com nanopartículas de prata etc.; •Agropecuária: - desenvolvimento de sistemas de liberação controlada de defensivos agrícolas (agrotóxicos); reaproveita-mento de celulose por meio da síntese de nanocelulose, uso de radionuclídeos nanoestruturados como traçadores para estudo do desenvolvimento de novas variedades e também diagnostico e tratamento de doenças. •Automobilística: o uso de polímeros nanoestruturados por meio da radiação ionizante já é uma prática comum na indústria automobilística. Por exemplo, os pneus são produzidos por meio da pré-reticulação e oxidação seletiva induzidas por radiação ionizante de camadas de borracha reforçadas por mantas de poliéster e ou aço. Outro exemplo, os fios e cabos elétricos usados debaixo do capô de um automóvel são nanoestruturado por meio da reticulação induzida por radiação. Espumas e compósitos na industria automobilística também são processados por radiação para melhoras de propriedades. •Eletro-eletrônica – dopagem de semicondutores em reator nuclear, fios e cabos elétricos usados em quase todos os dispositivos eletrônicos, computadores celulares, televisão, sistemas militares etc. são nanoestruturado por meio da reticulação induzida por radiação. •Mineração: indução de centros de cor para valorização de gemas e pedras preciosas; •Alimentos: embalagens termoencolhíveis e inteligentes nanoestruturadas por meio da reticulação induzida por radiação; •Farmacêutica e cosmética e conservação de objetos de arte: demandam a esterilização por radiação dos seus produtos e nossos laboratórios precisam apoiar o desenvolvimento das formulações para resistirem ao processo ou minimizar os danos; ETC.
  • Comissão Nacional de Energia Nuclear - RJ - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Ademar Benévolo Lugão

Engenharias

Engenharia Nuclear
  • sintese de nanoaparticulas de albumina para deteção de linfonodo sentinela
  • Introdução: O linfonodo sentinela (SLN) é definido como o primeiro linfonodo para o qual as células cancerígenas possuem maior probabilidade de se espalhar a partir de um tumor primário. A disseminação de alguns tipos de câncer geralmente segue uma progressão ordenada, espalhando-se primeiramente para os linfonodos regionais próximos ao tumor. Foco: Para serem captados pelo SLN, grandes moléculas ou coloides devem percorrer o espaço intersticial, atravessar a membrana dos capilares linfáticos, fluir livremente dentro dos vasos linfáticos e, finalmente, serem endocitados pelos fagócitos do linfonodo sentinela. As características relacionadas ao tamanho, forma e carga das partículas são geralmente mencionadas como as mais relevantes para o sucesso do procedimento. Problema: No Brasil usamos a dextrana e o ácido fítico, sistemas já superados com sérios problemas de toxicidade e alergenicidade. Portanto o problema em pauta é a falta de um sistema eficaz, de baixo custo e não tóxico. O objetivo desse projeto é o desenvolvimento de nanopartículas não tóxicas de Albumina para a deteção mais eficaz e sem efeitos colaterais das metástases. Especioficamente visamos o desenvolvimento de técnicas de sintese de nanopartículas de albumina sérica humana (HSA) a partir da reticulação induzida por radiação. Estado da arte (evidência): A radiação ionizante em sistemas aquosos cria especies oxidantes e redutoras que induzem a reticulação de proteínas permitindo a obtenção de nanoparticulas com tamanho controlado e em condições estéreis. Nosso grupo ja publicou cerca de 5 ou 6 artigos internacionais e duas patentes realcionadas ao assunto. Metodologia: 1. Sintetizar nanopartículas na faixa de concentração de 1 mg.mL-1 a 100 mg.mL-1. Homogeneizar, irradiar, liofilizar e caracterizar por DLS, MET, MEV, DSC 2. Radiomarcação: O sistema nanopartículas de HSA será conjugado ao tecnécio-99m. Seguido de avaliação radioquímica, estabilidade radioquímica e citotoxicidade
  • Comissão Nacional de Energia Nuclear - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ademar Dutra

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • environmental, social and governance (esg): proposta de um modelo multicritério de avaliação para terminais que movimentam cargas conteineirizadas
  • A Agenda voltada as questões ESG (environmental, social and governance) está em ascensão. O Capitalismo de Stakeholders está em crescimento, juntamente com o aumento da disseminação dos investimentos ESG e em empresas que praticam o ESG. Em 2020, o World Economic Forum, apontou a essencialidade da reflexão sobre estruturas de governança que garantam o equilíbrio entre as demandas dos vários grupos diretamente interessados em um negócio. Ressurge assim o capitalismo das partes interessadas em oposição ao capitalismo de acionistas. Se as preocupações com o ESG são importantes é necessário um processo de avaliação dos resultados das práticas adotadas pelas organizações. Assim, insere-se a preocupação central da presente pesquisa, ao propor o desenvolvimento de um modelo de avaliação das práticas de ESG, com foco nos terminais portuários que movimentam cargas conteinerizadas. Tem-se como questão central a ser investigada: quais aspectos devem ser levados em consideração para avaliar o desempenho das práticas ESG de terminais portuários que movimentam cargas conteinerizadas? A viabilidade do presente estudo está na parceira existente com os principais terminais de containers do país e no perfil da equipe de pesquisadores. Justifica-se ainda a presente investigação, face a maioria dos modelos de avaliação ESG, presentes na literatura serem genéricos. Para fins metodológicos serão utilizados dois instrumentos de intervenção amplamente explorados na literatura: ProKnow-C (Knowledge Development Process–Constructivist) para a realização de uma revisão abrangente da literatura sobre o tema ESG e Metodologia MCDA-C (Metodologia Multicritério de Apoio à Decisão Construtivista) para construir o modelo de avaliação das práticas ESG, visando apoiar os gestores dos terminais investigados na melhoria do desempenho. Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, com abordagens quali-quantitativa, envolvendo a coleta de dados primários e secundários, por meio de um estudo de caso.
  • Universidade do Sul de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 20/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ademar Takeo Akabane

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • aplicação dos conceitos de computação urbana no provimento de soluções inteligentes com foco em problemas de mobilidade veicular urbana
  • Devido ao rápido crescimento populacional urbano, o acesso aos recursos limitados de uma cidade tem afetado negativamente a vida de bilhões de cidadãos ao redor do mundo. Para amenizar esse enorme problema, pesquisadores, empresas e orgãos públicos têm investido cada vez mais no conceito de computação urbana com intuito de melhorar os serviços urbanos, e consequentemente, aumentando a qualidade de vida de seus habitantes. Computação urbana é uma área interdisciplinar que utiliza diversas tecnologias da informação e comunicação, gestão avançada de grandes volumes de dados e diversos métodos de análises de dados coletados. Dentro do cenário apresentado, este projeto visa fomentar pesquisas na área da computação urbana, por meio de estudos, proposição e avaliação de soluções inteligentes que buscam contribuir com o estado-da-arte no campo da mobilidade veicular urbana. O objetivo geral deste projeto de pesquisa é propor algoritmos, modelos e protocolos que possam, a partir dos dados heterogêneos do espaço urbano, extrair informação útil para aplicações ou serviços para cidades inteligentes. Para isso, serão utilizados os paradigmas de redes veiculares e de Computação em Névoa, por exemplo, para processar os dados coletados e assim extrair informação útil que será consumida pelos Sistemas de Transporte Inteligentes. Vale destacar que o foco da computação urbana é melhorar o planejamento das cidades e também compreender a natureza dos fenômenos urbanos e sociais.
  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas - SP - Brasil
  • 06/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Adenilton José da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • aprendizado em dispositivos quânticos de escala intermediária
  • A computação quântica permite a resolução de alguns problemas com um ganho exponencial no tempo de execução quando comparada com os computadores atuais ou clássicos. Devido ao ruído e a escala intermediária dos processadores quânticos, as vantagens teóricas ainda não puderam ser verificadas. Na aprendizagem de máquina quântica (AMQ) a computação quântica é utilizada para resolver as limitações da aprendizagem de máquina. Diversos algoritmos de aprendizado já foram propostos, mas ainda não foi realizado um experimento que comprove os ganhos da AMQ sobre sua versão clássica. A dificuldade de realização experimental da AMQ ocorre devido a limitações do Hardware e necessidade de desenvolvimento de algoritmos de aprendizado específicos para os dispositivos de escala intermediária. Este projeto irá investigar o desenvolvimento de algoritmos de aprendizado para dispositivos quânticos que possuam vantagens em relação ao tempo de processamento, memória ou capacidade de aprendizado e que possam ser executados em dispositivos ruidosos de escala intermediária. Com o advento dos primeiros processadores quânticos os algoritmos desenvolvidos terão impacto em diversas áreas do conhecimento, acelerando o desenvolvimento de sistemas inteligentes através do uso de processadores quânticos. Será investigado o desenvolvimento de algoritmos quânticos de treinamento para modelos híbridos (clássicos/quânticos) de aprendizado com ganhos em relação a aprendizagem de máquina clássica e que possam ser executados nos dispositivos quânticos atuais. Os primeiros experimentos com dispositivos reais com vantagens em relação aos computadores clássicos foram realizados em 2019 e existe uma expectativa de que problemas práticos possam ser resolvidos nos próximos anos. Diversas estratégias serão utilizadas para o desenvolvimento dos algoritmos. Por exemplo, circuitos quânticos variacionais, aprendizado baseado em distância e o treinamento quântico de modelos clássicos de aprendizagem de máquina.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adenir Vieira Teodoro

Ciências Agrárias

Agronomia
  • sistemas microemulsionados contendo compostos bioativos de vitex gardneriana (lamiaceae) a ácaros-praga do coqueiro e dos citros
  • Vitex gardneriana (Lamiaceae) é uma planta endêmica do Nordeste e possui em seu óleo essencial compostos acaricidas promissores no desenvolvimento de biopesticidas. No entanto, a baixa solubilidade em meio aquoso e a volatilidade dos compostos dos óleos essenciais são limitações para seu uso no controle de pragas. Desta forma, a utilização de sistemas estabilizados por tensoativos, como as microemulsões, são promissores para veicular óleos essenciais e seus compostos bioativos. Cultivos de coqueiro e de citros possuem grande relevância econômica e social para o Brasil. A região Nordeste é a maior produtora de coco do País e possui um importante polo citrícola de cerca de 100 mil hectares no norte da Bahia e sul de Sergipe. O ácaro-da-necrose Aceria guerreronis e o ácaro-da-falsa-ferrugem Phyllocoptruta oleivora (Acari: Eriophyidae) são respectivamente pragas-chave do coqueiro e dos citros no Nordeste, onde causam redução de produtividade e dano estético aos frutos que reduz o seu valor comercial. O controle atual dessas pragas é realizado por meio de pulverizações frequentes de agrotóxicos registrados ou não registrados. Visando o manejo ecológico de A. guerreronis em coqueiro e de P. oleivora em citros, o presente projeto desenvolverá microemulsões a partir sesquiterpenos voláteis isolados e/ou fracionados de V. gardneriana e avaliará sua bioatividade sobre essas duas pragas-chave. Espera-se que as microemulsões ampliem e prolonguem os efeitos letais e subletais sobre A. guerreronis e P. oleivora por meio da redução da volatilidade dos sesquiterpenos. Ressalta-se ainda que baixas concentrações dos compostos voláteis de V. gardneriana apresentaram alta letalidade e repelência a A. guerreronis em estudo conduzido e publicado por nosso grupo e espera-se que haja bioatividade também contra P. oleivora por serem espécies da mesma família (Eriophyidae).
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - SE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Aderson Farias do Nascimento

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • atividade sísmica, emissões bioacústicas e imageamento do assoalho oceânico na região do arquipélago de são pedro e são paulo, atlântico equatorial
  • A presente proposta é o resultado do esforço de um grupo motivado, multi e interdisciplinar de pesquisadores das áreas de geociências e biologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Brasil) de três departamentos acadêmicos distintos: Geofísica, Geologia, e Fisiologia, além da Universidade de Brest (Institut Universitaire Européen de la Mer, França). Esse grupo se propõe a investigar problemas de aspectos tectônicos, de comportamento animal e de caracterização fisiográfica da região do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP), Atlântico Equatorial. O ASPSP é parte do Sistema Transformante de São Paulo (STSP) e, além de ser importante do ponto de vista geocientífico e geopolítico, inclui uma megafauna quase desconhecida e que potencialmente sofre influências das feições oceanográficas e cenários sísmicos (naturais e antropogênicos) que alteram sua ecologia e comportamento. Além de realizar imageamento do assoalho oceânico na região do ASPSP, o projeto lançará ao mar hidrofones através de embarcações oceanográficas brasileiras e francesas, para registrar terremotos, ruído antropogênico e vocalização de cetáceos. Adicionalmente, o projeto garantirá sustentabilidade à estação sismográfica já operando no ASPSP. Neste sentido, elaboramos um programa de pesquisa e desenvolvimento que possuem um enorme potencial de descobertas científicas inéditas na pesquisa oceanográfica, além de benefícios tais como: formação de RH, processos inovativos de detecção, processamento, integração de dados e interpretação do inventário (geofísico e biológico) obtidos através dos registros de sismômetros, hidrofones e imageamento usando multifeixe. Aspectos de divulgação científica e gestão também são abordados. A presente proposta também insere, através de colaboração com a U. de Brest (França), o Brasil num fórum restrito de países que realizam pesquisas neste importante e estratégico ramo científico, além contribuir para a internacionalização da pesquisa científica oceanográfica brasileira.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 28/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Adevailton Bernardo dos Santos

Outra

Divulgação Científica
  • xxvii ciência viva
  • A feira Ciência Viva é uma feira do conhecimento, realizada anualmente desde 1995 na cidade de Uberlândia-MG, aberta a estudantes da educação básica (ensino fundamental, médio, profissionalizante e da educação de jovens e adultos - EJA) das instituições de ensino do município, preferencialmente da rede pública, e completará 27 anos em 2022. O objetivo da Ciência Viva é promover o desenvolvimento da criatividade, da capacidade inventiva e investigativa, em todas as áreas de conhecimento, possibilitando e divulgando a construção de novos saberes, despertando vocações, revelando capacidades e contribuindo para formar estudantes comprometidos com o desenvolvimento e o bem-estar da sociedade. As atividades, que ocorrerão de forma remota, são planejadas de forma a envolver a participação de equipes das escolas do município de Uberlândia, que serão avaliadas por uma banca avaliadora na apresentação de seus trabalhos no evento principal. As ações formativas, que favorecem as trocas de saberes e foram uma constante ao longo das edições anteriores, serão mantidas e aprimoradas, principalmente na forma de oferta de palestras, rodas de conversas, minicursos e oficinas, e também ocorrerão de forma remota. Outra característica que será mantida é a assessoria prestada, pela equipe de pesquisadores e monitores integrantes do projeto, aos professores e estudantes das escolas. Dentre os trabalhos apresentados haverá a seleção de pelo menos um para apresentação em evento de âmbito nacional.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Adillys Marcelo da Cunha Santos

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • scaffolds bioativos fibrilares híbridos orgânico-inorgânicos com potencial de liberação de moléculas osteoindutoras
  • A baixa disponibilidade de tecido ósseo de pacientes submetidos à procedimentos cirúrgicos de autoenxertos levou ao surgimento de pesquisas e desenvolvimento de materiais na forma de scaffolds, capazes de liberar íons terapêuticos e moléculas osteoindutoras para auxiliar na regeneração do tecido ósseo. O desenvolvimento de scaffolds híbridos de biocerâmicas e polímeros biocompatíveis e biodegradáveis tem se destacado por combinarem propriedades intrínsecas de cada componente, como rigidez e flexibilidade, respectivamente, além de promoção da liberação controlada dos componentes osteoindutores nele contido. Embora existam muitos procedimentos usados na confecção de tais estruturas, técnicas de produção de fibras como Solution Blow Spininig, ou simplesmente SBS, se mostram mais promissoras devido à similaridade com a natureza fibrilar da matriz extracelular do osso (MEC). No entanto, na confecção de scaffolds híbridos fibrilares, existe uma limitação de quantidade adicionada de biocerâmica contendo íons terapêuticos, o que muitas vezes provoca precipitação da fase orgânica, ou mesmo colapso estrutural. Além do mais, muitos estudos usam solventes tóxicos que podem gerar resíduos e, por conseguinte, influenciar na atividade celular. Moléculas osteoindutoras têm sido investigadas nos estudos de engenharia de tecidos, assim também como formas de controlar sua liberação. Neste trabalho, pretende-se procurar novas rotas de desenvolvimento de scaffolds contendo biocerâmicas e fármacos, combinando a SBS com o procedimento de sol-gel, de forma a otimizar a incorporação e encapsulamento dos materiais osteoindutores, bem como estudar sua bioatividade in-vitro e cinética de liberação. Os scaffolds também serão caracterizados do ponto de vista morfológico, propriedades térmicas, avaliando também alguns aspectos da química de superfície. Por fim, o trabalho permitirá a consolidação de parcerias entre professores da UFRB, alunos e parceiros externos à instituição.
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BA - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adilson Luiz Chinelatto

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de eletrodos para aplicação em células a combustível reversíveis de óxido sólido - rsofc
  • As Células a Combustível de Óxido Sólido (SOFC) são dispositivos eletroquímicos que geram energia elétrica a partir de reações químicas, sendo uma fonte de energia com alta eficiência, sustentável e ambientalmente amigável. Dentre os diversos tipos de SOFCs, as Células a Combustível Reversíveis de Óxido Sólido (RSOCs) permitem não só gerar energia elétrica, mas também podem gerar seu próprio combustível nos momentos em que não há a necessidade da geração de energia elétrica. As principais RSOFCs operam na faixa de 800-1000°C. Estas elevadas temperaturas de operação encarecem sua produção e limitam sua utilização em aplicações de pequeno porte. Uma das alternativas para o abaixamento da temperatura de operação é utilizar RSOFC com eletrólitos condutores de prótons (RSOFC-PCFC), os quais podem operar em temperaturas entre 400-600°C. Para o funcionamento de uma RSOFC, são necessários dois eletrodos, sendo um para as reações do oxigênio e um para as reações do hidrogênio. Para viabilizar o uso das RSOFCs-PCFC é necessário ainda um maior desenvolvimento desses eletrodos, os quais possuem um importante papel, pois a cinética da reação no eletrodo de oxigênio e no eletrodo de hidrogênio são mais lentas do que a difusão dos íons no eletrólito. Estes eletrodos precisam funcionar como catalisadores das reações eletroquímicas, possuir condutividade eletrônica e ter compatibilidade química e térmica com o eletrólito. A literatura tem demostrado que o uso de materiais compósitos com condutividade mista eletrônica-protônica aumenta a eficiência do eletrodo. Para este projeto serão desenvolvidos eletrodos de oxigênio e hidrogênio para células RSOFC–PCFC. O eletrodo de oxigênio será um material compósito formado entre o eletrólito com composição BaCe(0.2)Zr(0.7)Y(0.1)O(3-d) (BCZY) e um condutor eletrônico baseado no LaNi(x)M(1-x)O(3-d) (LNM) com M=Fe, Cr ou Co, e o eletrodo de hidrogênio será um compósito formado por Ni metálico e BCZY.
  • Universidade Estadual de Ponta Grossa - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adilson Luiz Pinto

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • e(co)-science
  • A disponibilização de dados sobre a produção científica nacional e internacional tem crescido expressivamente e, em perspectiva às especificidades de campos disciplinares distintos, esta produção se revela diversa quanto a sua tipificação, tanto em termos quantitativos como qualitativos, e se materializa em forma de artigos, livros, teses e dissertações, além de produtos como: softwares, patentes, obras e instalações artísticas, entrevistas e projetos cinematográficos. Nos últimos anos, várias iniciativas que visam a criação de mecanismos de monitoramento da produção acadêmica de uma instituição, país ou área de conhecimento têm recebido atenção. Em especial, técnicas de organização da informação e métodos computacionais avançados são aplicados de forma a se automatizar o processo de extração de indicadores sobre uma massa de dados agregada. Neste contexto, sistemas de informação sobre o Ecossistema da Pesquisa Científica têm como objetivo agregar e organizar as informações de bases de dados diversas e heterogêneas, para se obter serviços e dados consolidados a pesquisadores e gestores que necessitam tomar decisões com base nas informações extraídas destes dados. Portanto, a presente Proposta apresenta a criação de um sistema de interoperabilidade que contemple agregação da informação de todo o ecossistema da pesquisa científica nacional, tendo como fonte dados científicos abertos e dados governamentais abertos, com o objetivo final de oferta de serviços de identificação de serviços de recomendações em diversas áreas do conhecimento.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adivaldo Henrique da Fonseca

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • prevalência, isolamento e propagação in vitro de hemoparasitos de carrapatos e pulgas de animais domésticos e silvestres
  • Os carrapatos são relevantes pelos prejuízos à produção animal e por transmitirem a maior diversidade de patógenos para animais e humanos. O diagnóstico preciso dos agentes das hemoparasitoses transmitidas por carrapatos, assim como a produção de imunógenos autóctones dependem do isolamento e propagação do agente etiológico local, por representarem o perfil genético destas populações. O projeto tem como objetivos, diagnosticar carrapatos e pulgas portadores de hemoparasitos, assim como dos hospedeiros e proceder o estudo da ocorrência, prevalência, isolamento e a propagação em cultivos in vitro em meios seletivos e em linhagens de células de mamíferos e de carrapatos. O estudo a campo será conduzido em áreas rurais antrópicas do estado do Rio de Janeiro e regiões limítrofes do estado, principalmente onde casos clínicos tenham sido previamente registrados. Serão determinados pontos para coleta de carrapatos em vida livre pela técnica do arraste de flanela. Além disso, serão coletados carrapatos e pulgas, sangue e soro de hospedeiros domésticos ou silvestres disponíveis na região, incluindo repteis. Será procedido métodos e técnicas específicas para isolamento e propagação de Babesia spp., Anaplasma spp., Rickettsia spp., Ehrlichia spp., Hemoplasmas, Trypanosoma spp., Mycobacterium e Borrelia spp. Órgãos como intestino, túbulos de Malpighi, glândulas salivares e ovários serão examinados por dissecção das fêmeas de carrapatos/pulgas utilizando técnicas citológicas, sorológicas e/ou de biologia molecular. Sangue e fluidos dos hospedeiros serão examinados. Novas sequencias isoladas serão submetidas para o banco de dados GenBank®. Os principais resultados esperados incluem o isolamento e propagação dos diferentes hemoparasitos, estruturação de um banco de isolados autóctones, aperfeiçoamento da metodologia e dos procedimentos para cultivo e propagação em células embrionárias e a capacitação de recursos humanos especializados no tema proposto.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adley Forti Rubira

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • sistemas poliméricos inteligentes: quitosana hiperramificada com sílica mesoporosa como plataforma para o desenvolvimento curativos tópicos ativos
  • O desenvolvimento/aprimoramento de curativos ou peles sintéticas pode aliviar a dor e agilizar o processo de regeneração de pacientes com severos traumas cutâneos, principalmente aqueles acometidos com graves queimaduras. A pele sintética (ou curativos) deve proteger o tecido danificado de infecções causadas por bactérias e fungos, e ainda permitir o processo natural de transpiração. Em casos de queimaduras severas o tratamento pode ser feito pela adição de agentes antibacterianos e/ou anti-inflamatórios na pele sintética (ou curativo), que será lentamente liberado para inibir o desenvolvimento de bactérias e/ou combater excessivas inflamações crônicas decorrentes de traumas cutâneos.Neste projeto, iremos desenvolver uma metodologia de preparo de materiais híbridos multifuncionais na forma de filmes (membranas), produzidos por métodos de liofilização seguida por reação no estado sólido de poli (ácido acrílico) (PAA) e quitosana. A quitosana será, previamente, complexada com cobre com o intuito de melhorar sua atividade bactericida e solubilidade. No interior da matriz polimérica será aprisionado elevado teor (+20%) de sólidos inorgânicos porosos, modificados com organosilanos. Esses sólidos irão atribuir, ao material inicial, elevada capacidade de retenção de fármacos (antimicrobianos) e irá promover o processo de liberação prolongada dos mesmos, que é de particular interesse para o processo de cicatrização de lesões graves. Dessa forma, o material a ser desenvolvido também poderá atuar como modelo para liberação sustentada de fármacos.Assim, materiais híbridos com potencialidade para serem usados como pele sintética serão preparados. Para confirmar a aplicabilidade destes materiais será determinado o perfil de liberação de fármacos (antimicrobianos, e.g. eritromicina) e testes de proliferação celular/regeneração celular frente a fibroblastos e de propriedades bactericidas.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 18/02/2019-09/11/2022
Foto de perfil

Adolfo Tanzi Neto

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • a vulnerabilidade social de jovens brasileiros: agências multimidiáticas no resgate do exílio contemporâneo (pós)pandêmico
  • A sociedade pós-moderna se caracteriza por produções e interações multimidiáticas em espaços superdiversos. Esses encontros com as diferentes linguagens nos levam a (re)conhecimentos linguísticos, travestidos em repertórios superdiversos (das línguas materna, de sinais, de herança, adicionais etc.). Nesse sentido, apoiamo-nos na discussão de Blommaert (2010), Silverstein (1985) e Vertovec (2007) sobre como os repertórios linguísticos estão ideologicamente carregados de características semióticas; de valores implícitos de identidade e poder que geram níveis de indexicalidade que determinam sentimentos de pertença, cultura, identidade e papéis na sociedade. Para tanto, esta pesquisa, em parceria com escolas públicas do Rio de Janeiro, buscará responder às seguintes perguntas: a) como os jovens de escolas públicas do Rio de Janeiro (re)apresentam seus contextos sócio-histórico-culturais em suas produções multimidiáticas? b) como os conceitos de translocalidade, indexicalidade e repertórios permeiam/influenciam as atividades desses jovens? c) como as barreiras sócio-histórico-culturais, por meio do uso de múltiplas mídias, assumem diferentes papéis para expandirmos as discussões teóricas de agência e transformação social? Atentaremo-nos para o papel agentivo desses jovens nos espaços de interações da vida social em sua historicidade, buscando interpretações locais dessas atividades atribuídas de gênero, manipulação, poder, posições ideológicas e identidade. Metodologicamente, apoiamo-nos na Pesquisa Crítica de Colaboração (MAGALHÃES, 2004), que busca propiciar espaços de confronto dialético para (co)produção de saberes, formação, reflexão e desenvolvimento humano. Os dados gerados serão interpretados sob uma perspectiva dialógico-enunciativa, tendo como foco as categorias argumentativas para as questões de agência, translocalidade, indexicalidade e repertórios para mobilidade social.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adonis Ferreira Raiol Leal

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • sistema automático de detecção, rastreamento e previsão de descargas atmosféricas para proteção da navegação aérea e fluvial na amazônia
  • A Amazônia Legal possui uma floresta tropical densa e exuberante, a qual é marcada pela maior rede fluvial do mundo. Esta característica torna a região bastante peculiar, com enormes dificuldades de acessibilidade, tornando a população fundamentalmente dependente do tráfego aéreo e fluvial. As embarcações que navegam nos rios amazônicos são utilizadas tanto para o transporte de pessoas, como de cargas. Embora trafeguem embarcações de variados tamanhos, predominam as de pequeno porte, dotadas de pouco ou nenhum recurso para enfrentar as condições atmosféricas adversas da região. O fluxo de aeronaves, de pequeno porte, também representa um percentual expressivo do tráfego aéreo da região. Dada sua localização geográfica, a região amazônica possui clima tropical quente e úmido, sendo afetada o ano inteiro por sistemas meteorológicos convectivos de rápido desenvolvimento e grandes extensões verticais, portanto com potencial para chuvas volumosas, acompanhadas de raios e rajadas de ventos fortes. Tais eventos são característicos das nuvens cumulonimbus que formam as tempestades tropicais frequentes na região e que, eventualmente, expõem embarcações e aeronaves a grandes riscos, ocasionando, por vezes, acidentes que levam a danos materiais e perdas de vidas humanas. Neste contexto, a atual proposta busca desenvolver um sistema para a detecção, rastreamento e previsão de tempestades severas, no intuito de auxiliar a navegação aérea e fluvial na Amazônia mediante o uso de dados de descargas atmosféricas do sensor GLM (Geostationary Lightning Mapper) do satélite GOES-16, obtidos através da estação de recepção de dados e produtos de satélites ambientais GeonetCast-Americas do CENSIPAM, sendo estes dados tratados por técnicas de inteligência artificial. Desta forma, o estudo buscará desenvolver um produto inovador que possa auxiliar pessoas quanto à melhor decisão a ser tomada, em termos dos cuidados necessários para a trafegabilidade eficiente e eficaz na Amazônia.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adrian Antonio Garda

Ciências Biológicas

Zoologia
  • sistemática, biogeografia e conservação de vertebrados das áreas de altitude do domínio das caatingas no nordeste brasileiro
  • A região das caatingas é marcada por alta diversidade e taxas de endemismo em comparação com outras regiões semiáridas do mundo. Pesquisas ao longo das últimas décadas demonstraram o papel chave das áreas de altitude nos padrões de riqueza e diversidade deste bioma, as quais atualmente representam parte significativa das áreas prioritárias para a conservação da Caatinga, concentrando grande número de espécies endêmicas. Devido às chuvas orográficas, florestas mésicas ocorrem nas encostas e/ou nos topos dessas áreas que são popularmente conhecidas como brejos de altitude. Tais áreas abrigam espécies compartilhadas ou espécies irmãs com as grandes florestas tropicais vizinhas (Amazônica e Atlântica), testemunhando o passado dinâmico de expansão e contração desses biomas. Todavia, o número de espécies continua subestimado nessas regiões, bem como as principais ameaças à sua fauna e flora. Igualmente, os processos evolutivos responsáveis por essa grande diversidade e taxas de endemismo permanecem pouco conhecidos. O presente projeto objetiva, utilizando-se de dois grupos importantes e ameaçados de vertebrados: (1) descrever espécies crípticas previamente identificadas em estudos de filogeografia recentes; (2) avaliar a presença e a abundância de doenças emergentes (fungo quitrídio em anfíbios) e parasitas (malária aviária) nessas áreas; (3) testar hipóteses de diversificação das faunas de anfíbios e aves nas áreas de altitude do nordeste brasileiro usando técnicas de filogeografia multilocus e sequenciamento de nova geração. Nós faremos expedições a campo para complementar nossas amostras, identificaremos a presença de parasitos em aves e anfíbios e usaremos métodos de taxonomia integrativa para descrever espécies crípticas previamente identificadas em outros trabalhos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adrian Pablo Hinojosa Luna

Ciências Sociais Aplicadas

Demografia
  • modelagem demográfico-estrutural de processos infeciosos em síndromes respiratórias agudas (severe acute respiratory syndrome sars): estudo longitudinal de contatos sociais epidemiologicamente relevantes.
  • Os estudos científicos sobre modelos epidemiológicos para doenças relacionadas à síndrome respiratória aguda grave – SARS tem demonstrado que as capacidades preditivas dos modelos matemáticos foram aprimoradas através da quantificação das taxas de contato social. A equipe envolvida nesta proposta tem atuado nesta fronteira de pesquisa, por meio da construção de modelos que associam características epidemiológicas a diversos fatores sociométricos, vinculados às interações sociais em alguns contextos de socialização, o que chamamos de círculos sociais-chave: vizinhança, trabalho, lazer, escolas e transporte público. A partir da pesquisa aqui proposta, a equipe pretende aprimorar este modelo epidemiológico, realizando a quantificação dos contatos sociais de forma longitudinal, o que permitirá rastrear o número de contatos ao longo do tempo e explorar as diferenças sociodemográficas associadas à sua permanência ou variação. Dito em forma sucinta, queremos pesquisar quais são os determinantes sociodemográficos das interações humanas que favorecem a disseminação de agentes patógenos causantes de Síndromes Respiratórias Agudas. Para tanto, serão realizados levantamentos de dados primários e secundários, utilizando fontes oficiais, nacionais e internacionais, que disponibilizam informações epidemiológicas sobre SARS e dados sociodemográficos da população de estudo. Além disso, pretende-se coletar informações longitudinais sobre contatos sociais em um setor popular urbano em Belo Horizonte/MG, mediante entrevista domiciliar, durante a qual será aplicado um questionário (diário epidemiológico) abordando informações sobre contatos sociais diários e entre agrupamentos de pessoas (contatos pele a pele ou face to face). Esses dados irão alimentar três tipos de modelos epidemiológicos complementares, de caráter estatístico, que permitam estimar, de forma realista, a evolução de doenças relacionadas à SARS.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 05/05/2022-31/05/2025
Foto de perfil

Adriana de Andrade Mesquita

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • a (re)configuração da política de assistência social brasileira na cena contemporânea
  • A implantação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), em 2005, trouxe inflexões significativas à institucionalidade da assistência social no Brasil. Buscando introduzir uma lógica integrada entre serviços, programas e benefícios, o SUAS veio dar materialidade à previsão constitucional de um sistema descentralizado e participativo para a área. Desde então, o SUAS expandiu suas ações, seja em termos de benefícios e programas, seja no que tange à oferta de serviços, possibilitando incorporar segmentos sociais anteriormente excluídos ou com enormes dificuldades de acessar os direitos sociais. Mas o processo de constituição do SUAS também tem enfrentado limites e contradições, postos por elementos de ordem estrutural relativos à acumulação capitalista em seu estágio atual quanto por um conjunto de aspectos políticos-institucionais que tem conformado sua condução no país. Esses limites têm se aprofundado na conjuntura que se abre no país em anos recentes, quando uma série de medidas adotadas pelo governo federal radicaliza o projeto neoliberal, acarretando cortes nos gastos sociais, desmonte do sistema de proteção social constituído no pós-88 e retrocessos nos direitos sociais. Examinar essas mudanças recentes no âmbito da política de assistência social no Brasil e como elas afetam a configuração político-institucional do SUAS é a preocupação que orienta a pesquisa. O objetivo central é analisar a configuração institucional da política nacional de assistência social (PNAS) diante da atual conjuntura. Para alcance dos objetivos, nos apropriamos de metodologias diversas: pesquisa bibliográfica, documental, ciência de dados, survey e entrevistas que melhor auxiliem no processo de desenvolvimento da pesquisa. Entendemos que a aproximação à temática gerará informações importantes para a apreensão da realidade, construção de conhecimento científico e propostas de intervenções entre estudiosos, gestores e formuladores de política que lidam diretamente com a PNAS.
  • Universidade Federal de Ouro Preto - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriana de Miranda-Ribeiro

Ciências Sociais Aplicadas

Demografia
  • fatores escolares determinantes da alta qualidade do ensino médio da rede pública: uma análise para a brasil, unidades da federação e capitais
  • O ensino médio, última etapa do ensino básico no país, prepara os jovens para o mercado de trabalho ou para a entrada no ensino superior. No Brasil, apesar da expansão do número de vagas, o percentual de jovens matriculados no ensino médio ainda é baixo, quando comparado ao ensino fundamental e suas estatísticas são marcadas pelos elevados índices de evasão e abandono. Realidades distintas e heterogeneidade em diversos níveis fazem de qualquer análise do ensino médio público no país um grande desafio. Nessa condição, a qualidade dos serviços prestados assume proporções ainda mais relevantes. O que está por trás do bom desempenho dos alunos de uma determinada escola? Que fatores impactam positivamente na qualidade do ensino? Quais características da escola estão associadas aos melhores resultados? O presente projeto se insere nesse contexto, ao propor a compreensão da relação entre fatores escolares e qualidade do ensino médio público, na busca por evidências que possam contribuir para a melhoria do sistema educacional público brasileiro. O objetivo principal é identificar quais os fatores escolares são determinantes da alta qualidade do ensino das escolas públicas de ensino médio das administrações federal e estadual no Brasil, Unidades da Federação e capitais. Utilizaremos conjuntamente as bases de dados do Censo Escolar (2018) – para identificar os fatores escolares - e do Exame Nacional do Ensino Médio (2016 a 2020) – para mensurar a qualidade do ensino, aplicando a mineração de dados e modelos estatísticos. As unidades de análise serão o Brasil, unidades da Federação e capitais. Pretendemos contribuir para o entendimento dos fatores determinantes da qualidade do ensino médio público no país e criar parâmetros que possam auxiliar a proposição de políticas públicas que visem a melhoria da qualidade do ensino médio público no país.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriana Flach

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • composição química e atividade biológicas de própolis
  • Própolis é um material resinoso elaborado pelas abelhas a partir de resinas coletadas de plantas e é utilizada na colônia para proteger o ninho. Sua constituição química é bastante variada e depende entre outros fatores da espécie de abelha e da flora da região o que a torna uma fonte diversificada para exploração de perfil químico e atividade biológica. Por esse motivo o presente trabalho tem como objetivo caracterizar e isolar marcadores, além de determinar do potencial biológico de própolis produzida no extremo norte do Brasil. Para essa finalidade, inicialmente serão selecionadas abelhas produtoras de própolis, coletadas amostras que serão extraídas para obter voláteis, assim como serão extraídas com diferentes solventes extratores. Os extratos e voláteis serão submetidos à atividade antioxidante e antimicrobiana para determinar os extratos mais ativos. Os extratos ativos serão fracionados e caracterizados quimicamente buscando identificar moléculas bioativas.
  • Universidade Federal de Roraima - RR - Brasil
  • 18/02/2019-28/05/2023
Foto de perfil

Adriana Fontes

Ciências Biológicas

Biofísica
  • estratégias biofotônicas para inativação de candida spp. assistidas por nanoestruturas metálicas
  • A C. albicans é a principal espécie relacionada a casos graves de candidíase recorrentes, levando à exposição tóxica frequente de tratamentos antifúngicos sistêmicos. O uso indiscriminado de antifúngicos viabiliza a emergência e disseminação de cepas resistentes, as quais estão associadas com prolongamento de hospitalizações e alta mortalidade. Logo, a inativação fotodinâmica (PDI) surge como uma tecnologia promissora para o tratamento de infecções por Candida spp. Até então, não há relatos de resistência microbiana após a PDI. O efeito fotodinâmico ocorre quando, em presença de oxigênio, a luz excita o fotossensibilizador (FS), levando à produção de espécies reativas de oxigênio (EROs) com ação citotóxica localizada. A nanotecnologia apresenta potencial para aprimorar ainda mais a PDI, especialmente as nanoestruturas de prata (AgNSs), que podem ajudar a elevar a produção de EROs por efeito plasmônico, além da prata ter atividade antimicrobiana. Assim, esse estudo tem como objetivo avaliar os efeitos da PDI em isolados sensíveis e resistentes de C. albicans planctônicas e em biofilmes utilizando como FSs as porfirinas ZnTnHex-2-PyP4+ (ZnP hexil), ZnTE-2-PyP4+ (ZnP etil) e/ou azul de metileno (AM) associados ou não a AgNSs esféricas e/ou prismáticas (FS-AgNSs). Esses FSs apresentam um grande potencial para PDI. Serão avaliados diferentes parâmetros de irradiação e concentrações de FSs e FS-AgNSs na PDI dos isolados de C. albicans, na sua forma planctônica e em biofilmes, para determinar os mais eficientes para sua inativação. Os efeitos da PDI sobre os isolados serão também avaliados por microscopias de fluorescência e eletrônica de varredura. Também será realizado ensaio de citotoxicidade em linhagem epitelial imortalizada (mamíferos). Espera-se que a presente proposta venha auxiliar o estabelecimento de terapias alternativas para candidíase, de modo que possa trazer benefícios no tratamento e na qualidade de vida dos indivíduos acometidos por essa infecção.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 06/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriana Martinelli Catelli de Souza

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • reciclagem e reaproveitamento de resíduos em polimeros
  • A elevada produção de plásticos associada ao baixo nível de reciclagem e o descaso no descarte destes materiais têm sido o maior problema ambiental do século XXI. Soluções de engenharia podem auxiliar na resolução deste problema, como a viabilização de processos de reciclagem e o reaproveitamento dos produtos pós consumo e dos rejeitos industriais. Como a reciclagem mecânica é considerada a melhor forma de reciclar polímeros por usar menos recursos e energia, uma das alternativas para reaproveitar sucatas poliméricas seria o seu reuso no desenvolvimento de novas blendas e compostos poliméricos, agregando valor a este resíduo. O objetivo deste projeto é estudar a possibilidade de reaproveitar os produtos pós consumo e os rejeitos industriais para formar novos compostos e blendas de matriz polimérica, visando agregar valor aos resíduos e encontrar alternativas para evitar o descarte inadequado destes materiais no meio ambiente. Estes rejeitos poderão funcionar como modificadores de impacto, cargas de reforço ou de enchimento, ou até agentes compatibilizantes. Resíduos de ionômeros usados na fabricação de embalagens de cosméticos, polietileno reticulado usado em revestimentos de fios condutores, espumas termofixas, serão usadas nos estudos. Estes resíduos serão incorporados em matrizes de termoplásticos commodities e de engenharia. Os compostos serão obtidos por extrusão seguida de injeção dos corpos de prova. Em seguida, serão submetidos a ensaios mecânicos (tração, flexão, impacto, fadiga), térmicos (HDT, DSC e TGA) e morfológicos (MEV). Neste projeto, será solicitado verba para adquirir o equipamento acessório RCS40 para controle da taxa de resfriamento a ser acoplado no equipamento de DSC Q20, pertencente ao Centro Universitário FEI, que permitirá o desenvolvimento de uma caracterização térmica mais completa dos compostos obtidos. Esta caracterização trará informações sobre a microestrutura dos compostos, sendo possível relacioná-la com seu desempenho mecânico.
  • FUNDACAO EDUCACIONAL INACIANA PADRE SABOIA DE MEDEIROS - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriana Massaê Kataoka

Ciências Humanas

Educação
  • educação ambiental e crise climática: uma abordagem emergente para o ensino
  • A Educação Ambiental (EA) tem se configurado como uma das melhores alternativas para o enfrentamento da crise ambiental. Entre todas as temáticas a serem problematizadas pela EA, a crise climática emerge como um tema de relevância ímpar. Desde o quinto relatório do IPCC, é enfatizada a necessidade de envolver aspectos sociais e educacionais sobre o tema. Premissas como essas são, também, contempladas no Acordo de Paris. A EA apresenta uma perfeita aderência com a problemática da emergência climática e apoiada na teoria da complexidade oferece, ainda, melhores condições para o enfrentamento do desafio que a crise climática impõe. Nessa tessitura, a escola e a universidade se configuram como espaços fulcrais para a abordagem da emergência climática. Todavia, pesquisas recentes têm demonstrado que a EA ainda vem sendo trabalhada a partir de enfoques conservadores, apoiados em abordagens tradicionais de ensino e aprendizagem. Diante dos dados do último relatório do IPCC, a presente pesquisa busca responder, as seguintes questões problema: Qual é o entendimento que professores da Educação Básica e Superior de diferentes contextos compartilham e divergem sobre a crise climática? Quais as abordagens pedagógicas que esses participantes consideram mais adequadas para esse tema? Ao responder essas interrogantes a pesquisa poderá subsidiar estratégias de ensino e aprendizagem para o enfrentamento da problemática da crise climática. Para tanto, a presente proposta pauta-se nas abordagens qualitativas de pesquisa, e será estruturada em duas etapas: estudo exploratório e pesquisa participante. Participarão professores da educação básica e superior do Brasil, da Costa Rica e de Portugal. Na primeira etapa, serão utilizados dois instrumentos de pesquisas, questionário e entrevista-narrativa. A segunda fase trata-se de pesquisa participante com vistas ao desenvolvimento de estratégias pedagógicas e materiais didáticos que potencializem o ensino e a aprendizagem da crise climática.
  • Universidade Estadual do Centro-Oeste - PR - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriana Pugliese Netto Lamas

Ciências Humanas

Educação
  • espaços museais, alfabetização científica e as relações entre ciência, tecnologia, sociedade e ambiente
  • O presente projeto busca explorar as relações de Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA) no ensino de ciências e no contexto da alfabetização científica (AC), tendo como pano de fundo os espaços museais. Ao relacionar AC com o enfoque CTSA são promovidas visões críticas e complexas dos processos de AC, assim como de questões sobre comunicação pública da ciência. Trata-se, portanto, de investigarmos em que medida tais temas alicerçam as reflexões e as práticas nos espaços museais, de modo a respondermos o seguinte problema de pesquisa: Considerando a abordagem de temas vinculados à AC e às relações CTSA nos museus, como a articulação entre tais temas constituem o diálogo dos visitantes durante as visitas? Quais os desafios e entraves no que concerne explorar as relações CTSA nas interações entre os museus e seus públicos? Desta forma, pretende-se compreender se e como os objetos e discursos presentes nas exposições e ações pedagógicas museais dialogam com a perspectiva da alfabetização científica e se estabelecem relação com CTSA, considerando questões sociocientíficas (QSC), temas sensíveis e/ou controversos. A metodologia tem por base a perspectiva qualitativa de pesquisa apoiada no campo da educação em museus; serão feitos estudos de caso em museus nacionais e internacionais. A coleta de dados ocorrerá a partir de: observação in locu, análise de documentos, gravação e registro fotográfico de visitas e exposições, além de entrevistas com profissionais de museus e público espontâneo e escolar. As análises visam compreender as relações estabelecidas entre público/exposição, educador/público e museu/professores, e terão por base os referenciais teóricos: freireano da pedagogia libertadora, de AC (inclusive os indicadores de AC em museus de ciências), as vertentes e discussões CTSA e os modelos de comunicação pública da ciência.
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 08/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriana Richit

Ciências Humanas

Educação
  • desenvolvimento profissional de professores e futuros professores
  • O desenvolvimento profissional, concebido como fenômeno contínuo e dinâmico pelo qual o professor desenvolve-se pessoal e profissionalmente, transcendendo o nível individual para o coletivo, constitui-se em componente central das propostas para melhorar a educação. Esse processo envolve a formação inicial, as atividades profissionais cotidianas do professor, suas vivências pessoais, suas crenças e disposições, os elementos da cultura profissional, assim como os diversos dispositivos de formação vivenciados ao longo da carreira, promovendo o crescimento pessoal e profissional e fomentando mudanças na prática. Além disso, caracteriza dispositivos de formação com características particulares, como as comunidades de aprendizagem profissional e os estudos de aula (lesson study), os quais são influenciados pelas características dos contextos, condições de trabalho, estratégias de trabalho concretizadas. Considerando esses aspectos, interessamo-nos em investigar o desenvolvimento profissional de professores da educação básica e superior, bem como futuros professores, evidenciando dimensões basilares (componentes) e aspectos intervenientes no crescimento pessoal e profissional docente. O estudo, de natureza qualitativa-interpretativa e apoiado na perspectiva de desenvolvimento profissional de Thomas Guskey e Christopher Day, envolverá a análise de documentos oficiais relativos às políticas e ações de formação professores da educação básica e docentes de cursos de licenciatura. Envolverá a aplicação de questionários, captação de narrativas e realização de entrevista a futuros professores, professores da educação básica e educação superior (formadores de futuros professores) da região de abrangência da UFFS, da UFPR e IFC. Prevê, ainda, o desenvolvimento de atividades formativas para investigação empírica com potencial para o desenvolvimento profissional de professores de diferentes níveis de atuação, tais como os estudos de aula, comunidades de aprendizagem.
  • Universidade Federal da Fronteira Sul - SC - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriana Vidal de Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • rotas de cuidado, mapas de direitos: mapeamento dos deslocamentos de trabalhos reprodutivos para uma cidade menos desigual
  • A ausência de dados sobre os deslocamentos feitos na cidade para as funções de cuidado é um grande entrave para a concretização de direitos no espaço urbano. Esta ausência de dados se relaciona diretamente com a invizibilização de trabalhos domésticos realizados por mulheres, principais cuidadoras dos grupos familiares e/ou grupo mais representativo entre os trabalhos domésticos remunerados. Sendo a organização dos transportes e dos serviços urbanos gerida baseada em dados que não consideram estes deslocamentos, as políticas urbanas têm difícil chance de real efetividade para cidades menos desiguais e mais acessíveis à toda população. Possibilitando o mapeamento destes deslocamentos via de regra ignorados, pode-se contribuir para a alocação de serviços de maneira a atender os fluxos reais da cidade, garantindo o acesso a direitos que deles dependem, como educação, saúde, lazer, além de uma melhor gestão de transportes. A gestão de transportes e serviços tem sido uma das principais questões de projetos urbanos ao redor do globo para aumento da qualidade de vida e, sobretudo após as crises geradas pela pandemia de Covid-19, criação de cidades com menos dependência de grandes deslocamentos (compactas), como o atual projeto da cidade de quinze minutos em Paris. Mas, para tanto, é necessária a produção de dados reais sobre os deslocamentos de cuidado. A presente proposta pretende, pois, criar mecanismos para suprir esta lacuna a partir da combinação de pesquisas qualitativas e ferramentas tecnológicas. Concretamente, será criado um aplicativo para mapeamento dos deslocamentos diários de um grupo amostral significativo de mulheres, articulado a pesquisas qualitativas sobre o tema, para gerar dados sobre os deslocamentos de cuidado e, com isso, contribuir com o planejamento urbano e efetivação de direitos na cidade.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 23/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriane Belló Klein

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • mecanismos fisiopatológicos envolvidos na caquexia cardíaca induzida por hipertensão arterial pulmonar: avaliação do papel protetor da melatonina
  • O projeto propõe avaliar o papel da melatonina na prevenção da caquexia muscular induzida pela hipertensão arterial pulmonar (HAP). Sabe-se que a insuficiência cardíaca provocada pela HAP desencadeia um aumento na atividade de vias catabólicas e caquexia. A ação benéfica da melatonina já foi constatada nas complicações da HAP; porém, não existem estudos que explorem seu impacto sobre a caquexia decorrente da HAP. Portanto, hipotetizamos que a melatonina reduz a caquexia induzida pela HAP, devido à sua ação antioxidante, anti-inflamatória e estimulatória das vias de sobrevivência celular. Este tema é bastante relevante, pois pacientes com caquexia associada a doenças cardiovasculares apresentam pior prognóstico e maior mortalidade, e não há estratégias terapêuticas para prevenir essa condição. A proposta é induzir a caquexia por monocrotalina em camundongos e ratos e acompanhar a função cardíaca e o estado de caquexia. A melatonina será fornecida como terapia durante 8 e 4 semanas em camundongos e ratos, respectivamente. Serão avaliados a força de contração muscular e indicadores de caquexia. Além disso, o papel do estresse oxidativo, do sistema imunitário e inflamatório, do estresse de retículo endoplasmático e as vias de morte e sobrevivência celular também serão foco do estudo. Dos seis pesquisadores proponentes, 3 são bolsistas de produtividade em pesquisa do CNPq e possuem diversos artigos em colaboração na área do estresse oxidativo, inflamação e sistema cardiovascular. A UFRGS será a instituição executora e a UFPel e Hospital de Clínicas de POA serão colaboradoras. O projeto propõe uma nova estratégia para o tratamento da caquexia, portanto, além da perspectiva translacional do projeto, cujos resultados podem contribuir para o tratamento de uma doença com alta mortalidade, este estudo irá acrescentar conhecimentos importantes para a compreensão de mecanismos moleculares envolvidos com a ação da melatonina no músculo caquético que ainda não foram explorados.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriane Orenha Ottaiano

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • desenvolvimento de uma metodologia e aprimoramentos de recursos lexicográficos para uma plataforma on-line de dicionários de colocações acadêmicas em português e inglês
  • Devido à crescente demanda por publicações de textos acadêmicos e divulgação de estudos em congressos nacionais e internacionais, o desenvolvimento de trabalhos lexicográficos específicos, como dicionários na área acadêmica, é um tema de suma importância. Entre os muitos usuários que podem se beneficiar dessa ferramenta auxiliar lexicográfica especializada estão os estudantes universitários, além de professores universitários e pesquisadores. Face a essa demanda, é inegável que se fazem necessárias ferramentas lexicográficas desenvolvidas especialmente para escritores acadêmicos. Desse modo, esta pesquisa visa desenvolver uma metodologia para a criação de dicionários de colocações acadêmicas guiados por corpus, neste caso uma coletânea de textos acadêmicos em formato eletrônico, bem como aprimorar os recursos existentes (Orenha Ottaiano, 2020, 2021) para a criação de uma Plataforma On-line de Dicionários Monolíngues de Colocações Acadêmicas em Português do Brasil e em Inglês. Para tanto, estabeleceremos critérios para definir colocações acadêmicas e elaboraremos um método de identificação e extração automática de colocações acadêmicas (Kuhn, 2017), a partir de corpora de textos acadêmicos já compilados em português e inglês (Kuhn; Ferreira, 2020; Kosem, 2010). Além disso, aprimoraremos recursos lexicográficos desenvolvidos (Orenha-Ottaiano et al., 2020, 2021) para a Plataforma On-line de Dicionário de Colocações Multilíngues (PLATCOL – Proc. Fapesp 2020/01783-2), devidamente adaptado à linguagem acadêmica. Após essas etapas, adequaremos a interface de usuário final existente da PLATCOL para atender às características macro e microestruturais dos Dicionários de Colocações Acadêmicas e sua publicação on-line como protótipos em português brasileiro e inglês. Ao fornecer tais ferramentas aos usuários, esperamos que sua competência colocacional na escrita acadêmica seja aprimorada, resultando em uma melhor produção de textos acadêmicos.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 26/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriane Regina Todeschini

Ciências Biológicas

Biofísica
  • transição mesenquimal-epitelial como alvo para suprimir a resistência ao tratamento em câncer de mama
  • O câncer é uma doença com elevadas taxas de incidência e mortalidade, que vem se tornando um problema de saúde pública no Brasil e no mundo. A resistência ao tratamento e progressão tumoral são as principais causas de mortes em pacientes oncológicos. Nessa interface, se encontra a transição epitélio-mesenquimal (TEM), um programa biológico que converte células epiteliais em um estado fenotípico mesenquimal. Esse processo é ativado por sinais intra e extracelulares e requer alterações em vias de sinalização e a regulação diferencial de circuitos gênicos. Dentre os sinais que modulam a TEM, podemos destacar fatores do microambiente tumoral, como as citocinas pró-inflamatórias e os fatores de crescimento, condições de hipóxia e privação de nutrientes, tratamento com drogas-alvo e agentes genotóxicos, como a quimioterapia e a radioterapia. Como resultado da TEM, as células passam a exibir características mais agressivas, como o fenótipo tronco, a capacidade de invasividade e colonização de órgãos distantes e o desenvolvimento de resistência terapêutica. Sendo assim, a TEM desempenha um papel importante tanto no desenvolvimento, quanto na contribuição para a metástase tumoral e recaída da doença. Diante desse panorama, o objetivo do presente projeto, que envolve pesquisadores da UFRJ, UFF, UERJ e do INCA, é investigar mecanismos celulares e moleculares que atuem na interface entre o fenótipo TEM e de resistência ao tratamento do câncer. A exploração dessas vulnerabilidades tumorais permitiu a identificação de alvos moleculares e de novas abordagens visando o bloqueio da TEM em neoplasias que serão exploradas nesta proposta. A melhor compreensão da dinâmica da plasticidade celular durante a ativação do programa TEM pode prover o racional para o desenho de novas estratégias capazes de suprimir mecanismos de resistência e melhorar a resposta às terapias anticâncer.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriano Akira Ferreira Hino

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • determinantes motivacionais para a prática de atividade física em diferentes ciclos da vida: uma análise das evidências científicas
  • A motivação para a atividade física é reconhecida como um elemento central no entendimento de porque algumas pessoas são ativas e outras não. Assim, esse estudo tem como objetivo analisar as evidências científicas sobre os determinantes motivacionais da atividade física por ciclos da vida (crianças, adolescentes, adultos e idosos) e grupos populacionais específicos (mulheres, pessoas com deficiência, de baixa renda e gestantes) em diferentes domínios de prática (lazer, deslocamento, no trabalho, em casa e na escola) com foco em ações vinculadas ao Sistema Único de Saúde. Para tanto, será formada uma Rede de Pesquisadores, a fim planejar, executar e interpretar as informações científicas oriundas de três revisões sistemáticas, incluindo dados nacionais e internacionais: a) uma revisão das revisões sobre fatores que motivam para a prática de atividade física; b) uma revisão das evidências nacionais sobre motivadores para atividade física por ciclo da vida e contexto de prática; c) avaliação da aplicabilidade dos determinantes motivacionais da atividade física no contexto do SUS. As decisões metodológicas das sínteses de evidências a serem realizadas no presente projeto de pesquisa serão baseadas em manuais e diretrizes internacionais (PRISMA, PRESS). A aplicabilidade dos determinantes do contexto do SUS será analisado por meio de uma análise qualitativa que terá dois principais objetivos: a) avaliar a aplicabilidade dos determinantes motivacionais da atividade física nas ações de promoção da atividade física no contexto do SUS e b) identificar oportunidades e meios para divulgar as conclusões do projeto para este grupo. Para que esta etapa seja cumprida, serão formados o que chamaremos de "painel de especialistas". Este painel será composto por um grupo de profissionais para cada ciclo da vida (crianças, adolescentes, adultos e idosos) e grupo populacional específico (mulheres, pessoas com deficiência, de baixa renda e gestantes), que participaram de grupos focais para anteder aos objetivos propostos. Espera-se que o projeto tenha seus desfechos em quatro tópicos: (1) formação de recursos humanos; (2) produção técnica; (3) produção científica; e, (4) ações de difusão científica e tradução do conhecimento. Por fim, serão utilizadas diferentes estratégias para disseminar a síntese das evidências produzidas e elaborar recomendações sobre os determinantes motivacionais para atividade física no contexto do Sistema Único de Saúde. Destaca-se como ponto forte da proposta a integração de pesquisadores de diferentes regiões do Brasil que atuam em programas de Pós-graduação e possuem vivências de pesquisa e formação de recursos humanos voltados ao contexto do SUS. Espera-se que os resultados da construção das evidências dos motivadores para atividade física possam contribuir para ações que promovam maior engajamento populacional em atividade física.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 21/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Adriano Beiras

Ciências Humanas

Psicologia
  • variáveis psicossociais associadas ao feminicídio em santa catarina
  • O objetivo desta pesquisa é analisar os inquéritos policiais de homicídio de mulheres instaurados em Santa Catarina (SC) entre os anos de 2018 a 2020 para compreender o processo de tomada de decisão dos delegados para definir um homicídio de mulher como feminicídio, bem como analisar as variáveis psicossociais associadas aos casos. Para isso a pesquisa será realizada em duas etapas: 1) esta etapa já está em processo - análise de todos os inquéritos policiais (IP) que tiveram como sugestão final a qualificadora do feminicídio, instaurados entre os anos de 2018 e 2020 (aproximadamente 150), e o número equivalente de IPs de homicídios femininos não qualificados como feminicídio. 2) Realizaremos entrevistas semiestruturadas com aproximadamente 20 delegados/as que já tenham presidido pelo menos um IP de homicídio de mulher, após a aprovação da Lei do Feminicídio. Com essa pesquisa esperamos mapear as particularidades regionais referentes aos homicídios de mulheres e assim avançar nos estudos sobre a temática, fornecendo uma importante fonte de dados para futuras pesquisas. A sistematização destes resultados tem o potencial de auxiliar na criação de políticas públicas efetivas, baseadas nas realidades das mesorregiões catarinenses. Além disso, com um panorama delineado desses homicídios, poderão ser oferecidas capacitações para policiais civis que trabalham diretamente com as investigações de assassinatos de mulheres, considerando as razões de gênero e os objetivos do desenvolvimento sustentável da ONU.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriano Brilhante Kury

Ciências Biológicas

Zoologia
  • reconstrução da coleção científica de aracnologiado museu nacional
  • A coleção científica do Setor de Aracnologia do Museu Nacional/UFRJ (= AracnoLab) era uma das coleções mais dinâmicas da instituição, fornecendo grande movimento em empréstimos de material e baseando numerosas pesquisas. Possuía importância histórica, mas principalmente um imenso crescimento nas últimas décadas devido à atuação do presente curador, A.B. Kury, que consegui recrutar uma equipe profissional e dedicada, incluindo egressos fortemente dedicados ao grupo de trabalho. O incêndio que se abateu sobre o palácio do Museu Nacional em 2 de setembro de 2018 privou a humanidade desse modelar repositório de biodiversidade justamente no século das extinções. O presente projeto visa mostrar os passos concretos que podem ser dados para que o AracnoLab possa reconstruir esse patrimônio.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Adriano Cappellazzo Coelho

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • identificação e validação funcional de genes de leishmania spp. associados à suscetibilidade e resistência a fármacos
  • A leishmaniose é uma doença parasitária considerada negligenciada pela Organização Mundial de Saúde e que tem apresentado nos últimos anos um número crescente de casos no Brasil, principalmente em regiões urbanas. A forma tegumentar da doença é causada no Brasil, principalmente por Leishmania (Leishmania) amazonensis e L. (Viannia) braziliensis enquanto que a forma visceral é causada por L. (L.) infantum. O controle da leishmaniose no Brasil limita-se à utilização de medicamentos que são administrados pela via parenteral e que induzem efeitos colaterais graves. Os fármacos utilizados são os antimoniais pentavalentes, a anfotericina B e a pentamidina. Mais recentemente, a miltefosina foi aprovada para o tratamento da leishmaniose tegumentar. Relatos de pacientes que não respondem ao tratamento têm sido cada vez mais recorrentes nos centros de referência para o tratamento de ambas as formas clínicas desta parasitose. Neste projeto de pesquisa, propomos identificar potenciais genes associados à suscetibilidade e resistência à anfotericina B e à miltefosina, através do sequenciamento do genoma completo de isolados clínicos provenientes de paciente que não responderam ao tratamento convencional ou ainda isolados clínicos com suscetibilidade diferencial a esses fármacos. Avaliaremos ainda parasitos resistentes selecionados in vitro de L. (L.) amazonensis e L. (L.) infantum responsáveis pela leishmaniose tegumentar e visceral no Brasil. Uma vez identificados, os potenciais genes serão validados funcionalmente através de técnicas de manipulação genética do parasito. Este estudo contribuirá para a identificação de potenciais marcadores associados à suscetibilidade e resistência, além de contribuir para uma melhor compreensão do mecanismo de ação desses fármacos e de resistência do parasito, que ainda são ainda pouco conhecidos, assim como das limitações e potencial de uso destes fármacos, principalmente da miltefosina na quimioterapia da leishmaniose no Brasil.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 29/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriano José Nogueira Lima

Ciências Agrárias

Recursos Florestais e Engenharia Florestal
  • possíveis efeitos da mudança do clima da idade contemporânea nos ciclos do carbono e da água da floresta amazônica.
  • A Amazônia é protagonista no contexto de Mudança Climática. As árvores são responsáveis pela influência nos processos físicos, químicos e biológicos do ecossistema. As árvores são produtoras primárias e participam da ciclagem de água, carbono e energia. Combinar a verdade de campo com a modelagem da dinâmica do ciclo do carbono relacionando-o com outros ciclos biogeoquímicos como o ciclo da água, ciclos atmosféricos e fluxos de energia é avançar no conhecimento. As plantas precisam de muita energia para realizar seus processos. A compreensão sobre as quantidades que entram e que saem da floresta e que são armazenadas ao longo do tempo (dinâmica) é importante para a manutenção dos serviços ecossistêmicos. Buscar respostas de quanto a floresta está trocando com atmosfera e fixando em seus compartimentos é contribuir para o conhecimento dos aspectos ecológicos e florestal. A questão é verificar como a capacidade de troca da floresta (carbono e água) com atmosfera está respondendo, dentro de um nível aceitável de incerteza, quando submetida a fenômenos climáticos extremos. A partir disso será possível demonstrar o papel da floresta a nível global. Do ponto de vista ecológico a produção da floresta é com base nos processos fisiológicos de fotossíntese e respiração. Do ponto de vista florestal a base é o inventário florestal contínuo (parcelas permanentes) que são monitoradas para obtenção da produção e produtividade da floresta. As atividades serão desenvolvidas em uma área de floresta tropical contínua localizada na Estação Experimental de Silvicultura Tropical (EEST/ZF-2) pertencente ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Muitos experimentos já instalados por outros projetos são conduzidos até hoje e poderão ser utilizados pela proposta. Experimentos de ecofisiologia na escala de indíviduos e espécies também foram conduzidos na mesma área sendo possível atender os objetivos definidos nesse projeto de pesquisa.
  • Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - AM - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriano Maniçoba da Silva

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • efeitos da covid 19 na cadeia de suprimentos de alimentos no brasil
  • Os efeitos da pandemia da Covid-19 nas cadeias de suprimentos nacionais e globais são perceptíveis e têm sido estudados desde o início do ano de 2020. Há estudos que identificaram tanto aumento abrupto na demanda de alguns produtos, quanto interrupções no fornecimento de itens alimentares. A técnica de Projetos de Rede (PR) é útil no estudo de cadeias de suprimentos por permitir o uso de técnicas de otimização para auxiliar a tomada de decisão. PR em cadeias de suprimentos constituem-se num ferramental analítico importante para identificar o efeito de alterações em variáveis endógenas ou exógenas no desempenho da cadeia de suprimentos. Geralmente, são analisados os efeitos de alterações nos parâmetros da cadeia em seus membros participantes. PR são ainda um dos problemas mais cruciais no planejamento de cadeias de suprimentos, sendo responsável por parte considerável da lucratividade de uma cadeia de suprimentos. Diante da importância de se verificar os efeitos da pandemia da Covid-19 em cadeia de suprimentos e o potencial da técnica de PR para o estudo de tais alterações, torna-se relevante estudar o efeito da Covid-19 na cadeia de suprimentos alimentar no Brasil utilizando a técnica de PR. A hipótese a ser investigada é que tanto as variações repentinas na demanda, quanto as interrupções no fornecimento afetaram diversos indicadores importantes da cadeia de suprimentos de alimentos no Brasil podendo ter gerado efeitos adversos aos seus membros sendo repassados ao consumidor final. Há evidências de que esses efeitos ocorreram a partir de relatos de estudos qualitativos conduzidos no Brasil e no exterior, sem no entanto utilizar a técnica de PR para identificar efeitos adversos sistêmicos de choques de demanda e de oferta. Este projeto pretende, com a técnica de PR e uso de simulação a eventos discretos, modelar a cadeia de suprimentos do alimento mais afetado pela pandemia da Covid-19 e verificar os efeitos de perturbações na demanda e na oferta. desse produto.
  • Instituto Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriano Marim de Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • rede de laboratórios em bionanomanufatura
  • A Rede de Laboratórios em Bionanomanufatura e Materiais (BIONANO) do IPT consiste em uma iniciativa para viabilizar o desenvolvimento e aplicação de tecnologias em Micromanufatura, Nanotecnologia, Biotecnologia e Materiais Avançados de forma integrada e sustentável. Para o desenvolvimento de projetos de P&D e compartilhamento de sua infraestrutura com usuários externos, o BIONANO possui uma Política de Governança, que se apoia na estrutura básica formada pelo Comitê Gestor, pelo Comitê de Usuários e pela estrutura de Gestão da Informação, conjugada com apoio de instrumentos de fomento públicos e privados, além da inciativa de abertura do Instituto à comunidade externa por meio do IPT Open Experience.
  • Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Adriano Mesquita Oliveira

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • vii jornada de ensino, pesquisa e extensão
  • A VII JEPE (Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão) do Ifes – campus Guarapari é um evento anual de apresentação dos trabalhos científicos/acadêmicos, desenvolvidos pelos discentes, para a comunidade externa, fomentando, dessa forma, o compartilhamento de experiências e conhecimentos. Assim, essa proposta incentiva a confecção de projetos inovadores e sustentáveis, sustentados na tríade Ensino, Pesquisa e Extensão, em que tanto a elaboração quanto a confecção dos trabalhos é realizado por alunos dos cursos ofertados pelo Ifes/Guarapari ou na rede pública de ensino, o que per permitirá o exercício do protagonismo estudantil. Duas consequências que se destacam dentro desta ação são: a popularização da Ciência e Tecnologia no município de Guarapari e a interiorização da pesquisa, uma vez que pesquisadores com destaque na comunidade científica serão trazidos ao Campus para ministrar seminários para o público da JEPE, sobre temáticas atuais importantes no aperfeiçoamento da formação discente. Por fim, esperamos divulgar o Ifes/Guarapari como uma referência local onde a comunidade em geral possa usar seus serviços e a tecnologia produzida por esta instituição.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 29/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Adriano Michael Bernardin

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • avaliação da resistência mecânica de placas cerâmicas por determinação da resistência ao impacto por acelerometria
  • A avaliação da resistência ao impacto de placas cerâmicas é um requisito técnico importante para revestimentos cerâmicos. No entanto, o interesse científico limita-se a primeiros estudos sobre um método padronizado para sua medição, via coeficiente de restituição, pela norma ABNT 13818, descontinuada, e substituída pela recente ABNT ISO 10545. Esta proposta visa avaliar a qualidade mecânica de placas cerâmicas com base na observação da natureza de propagação da onda de impacto e, por conseguinte, a determinação do coeficiente de amortecimento do material, em substituição ao coeficiente de restituição. O coeficiente de amortecimento é uma abordagem diferente se comparada com o de restituição. Com o coeficiente de amortecimento é possível estimar a capacidade do material em absorver a energia proveniente não somente do impacto, mas também das vibrações contínuas promovidas pelo transporte rodoviário das peças cerâmicas. A importância do estudo da presente proposta é o de mitigar as recorrentes quebras de revestimentos cerâmicos no momento do transporte, bem como na vida útil, quando já aplicados em residências e edificações. Com base em estudos experimentais prévios realizados pela equipe do projeto percebeu-se que há uma correlação entre o fator de amortecimento e a quebra das placas cerâmicas. O método experimental proposto faz uso de acelerômetros adequados para a análise de impacto em corpos rígidos. Com um sistema de acelerômetros é possível observar a forma da onda produzida pelo impacto que propaga pela placa, determinando assim o seu coeficiente de amortecimento. Serão realizados impactos com diferentes energias até a quebra das placas. Desta forma, será possível correlacionar estatisticamente a quebra da placa com o coeficiente de amortecimento. A propagação das ondas sobre o material será também avaliada com auxílio de excitadores eletrodinâmicos, de forma que será também possível avaliar o coeficiente de amortecimento em função da frequência de oscilação.
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriano Mota Loyola

Ciências da Saúde

Odontologia
  • paisagem epigenética no processo de carcinogênese bucal humano e murino: efeito do tabaco e álcool no perfil de acetilação de resíduos de lisina da histona h3
  • As alterações epigenéticas são eventos importantes no desenvolvimento do câncer e têm sido alvo de terapias recentemente desenvolvidas no tratamento de tumores por serem potencialmente reversíveis. A tumorigênese depende da expressão de genes relacionados à proliferação e diferenciação celular, os quais são regulados por modificações pós-traducionais de histonas. A acetilação é a principal modificação envolvida na expressão gênica, atuando diretamente na compactação da cromatina. O objetivo desta proposta é analisar o perfil de acetilação da histona H3 em mucosa normal, desordens potencialmente malignas e carcinoma de células escamosas bucal humano e murino, identificando marcadores epigenéticos com potencial diagnóstico, prognóstico e terapêutico. A hipótese deste trabalho é de que o perfil de acetilação de histonas nas lesões seja diferente da mucosa normal, de forma que alterações nas enzimas modificadores de histonas e no padrão de acetilação constituam eventos epigenéticos característicos da transformação gradual do epitélio oral em tumor maligno, sendo passíveis de intervenção terapêutica, prevenção e aplicação diagnóstica. Webber et al. (2017) e Chen et al. (2013) identificaram uma menor expressão de marcadores de acetilação da histona H3 em amostras de carcinoma de células escamosas bucal em comparação com a mucosa normal e amostras de leucoplasia, sendo que os pacientes com menores níveis de acetilação apresentaram pior prognóstico. Diferenças na expressão gênica e proteica de marcadores relacionados à acetilação de histonas nas lesões bucais serão averiguadas por meio de reação em cadeia de polimerase em tempo real e ensaio imuno-histoquímico, respectivamente. Identificação dos genes regulados pela acetilação da histona H3 será realizada por meio de ensaio de imunoprecipitação de cromatina. A influência do tabaco e álcool na paisagem epigenética será investigada através de estudo pré-clínico in vivo.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriano Naves de Brito

Ciências Humanas

Filosofia
  • normatividade e gosto moral: estudo da preferência humana por simetria
  • O projeto visa a corroborar uma concepção de moral que explique os valores e a normatividade nos limites de como as ciências descrevem a natureza humana. Uma explicação assim naturalista do fenômeno moral é imprescindível para um diálogo frutífero entre ciências naturais e humanas, o que, por sua vez, é necessário para explicar o fenômeno humano num continuum entre elas. Parte-se do pressuposto epistêmico de que as ciências naturais devem informar os estudos do fenômeno humano, o que não é possível sem uma teoria que estabeleça uma ponte entre fatos e valores. Duas hipóteses serão avaliadas. A primeira é que a estrutura da normatividade e a natureza de nossa espécie funcionam como um viés para a preferência do querer moral e, logo, para os valores. Essa hipótese se ampara na assunção de que entre a estrutura da normatividade —uma armação na qual os indivíduos, recíproca e reflexivamente, querem que todos queiram— e a do valor há uma superveniência da qual a evolução, a tradição do pensamento moral e da cultura dão evidências. A segunda hipótese é que os melhores arranjos para os quereres recíprocos das comunidades morais têm uma estrutura simétrica. Os humanos têm uma preferência por relações simétricas que espelham a estrutura da dinâmica normativa dos quereres. Sob relações simétricas, o custo do constrangimento mútuo na interação social é baixo, de sorte que os grupos humanos cooperaram e prosperaram mais e melhor. Para a confirmação da primeira hipótese, buscar-se-á evidências na história e evolução humanas. Aqui o procedimento é típico em filosofia: análise de fontes escritas. Para a confirmação da segunda hipótese, além da análise de fontes bibliográficas, é imprescindível a avaliação empírica das preferências morais humanas, o que será feito mediante experimentos com eletroencefalograma e rastreamento de movimentos oculares com vistas a mostrar que a preferência estética por simetria que os humanos demonstram ter, também se aplica à moral.
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriano Nunes Nesi

Ciências Biológicas

Botânica
  • mudanças climáticas e a fisiologia do estresse em plantas
  • Devido as mudanças climáticas globais, e considerando-se que os principais avanços na agricultura foram concebidos para ambientes favoráveis, o desempenho de culturas em condições adversas constitui-se atualmente em tema de constante debate. Com efeito, as plantas são frequentemente expostas a várias condições ambientais adversas, potencialmente capazes de gerar estresses, afetando negativamente o crescimento e a produtividade. A compreensão das respostas fisiológicas dos cultivos a tais condições é, portanto, fundamental para minimizar os impactos deletérios dos estresses abióticos, com vistas à maximização da produtividade. Há necessidade de mais pesquisas para ampliar a compreensão do comportamento fisiológico das culturas em resposta a fatores de estresses múltiplos que se interagem. No Brasil, a maioria dos estudos sobre tolerância a estresses abióticos é observacional, sem a necessária exploração dos mecanismos envolvidos. Além disso, esses estudos têm sido centrados em aspectos singulares da tolerância a estresses, sem que se imponha uma visão holística de como se desenvolve o processo de tolerância. Considerando-se que a biomassa de uma planta é derivada da fotossíntese, e que esse processo é o principal integrador da fisiologia de uma planta, respondendo a praticamente qualquer situação de estresse, pode-se afirmar que a compreensão da fisiologia de uma planta em condições de estresse e os mecanismos pelos quais essa planta enfrenta condições adversas é fundamental para a sustentabilidade da produção agrícola. Assim, esse projeto pretende: (i) Estabelecer as bases fisiológicas e moleculares de mecanismos de tolerância a estresses abióticos em plantas-modelo e em espécies de interesse agrícola; (ii) identificar índices que permitam a caracterização da tolerância à seca em espécies de interesse agrícola; (iii) identificar materiais genéticos com potencial para a suportar situações de estresses múltiplos.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriano Sakai Okamoto

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • avaliação proteômica e microbiômica na modulação da microbiota cecal de frangos de corte contra salmonella heidelberg induzida pela comunicação de bactérias ácido láticas
  • O Brasil é o maior exportador de carne de frango, conforme informativo da Associação Brasileira de Proteína Animal de 2019, o que aumenta sua preocupação com a qualidade e segurança alimentar. Por esse motivo, a disseminação de patógenos continua sendo um desafio, principalmente da Salmonella spp., bactéria causadora da salmonelose, uma enfermidade que pode atingir as aves, sendo considerada uma das zoonoses mais comuns e importantes. Assim, como prevenção à colonização da mucosa intestinal por enteropatógenos, produtos com a função de modular a microbiota intestinal da ave, tais como os probióticos, majoritariamente compostos por bactérias ácido láticas (BALs) foram desenvolvidos. Além do antagonismo direto sobre as salmonelas, as BALs exercem um mecanismo de comunicação bacteriana, o qual impele a microbiota intestinal a inibir o patógeno de forma coletiva. Ao alcançar uma densidade populacional mínima, esse comportamento é desencadeado, levando ao reconhecimento e secreção de peptídeos indutores. O objetivo desse estudo será avaliar a potencialização da inibição de Salmonella Heidelberg por amostras de bactérias ácido láticas, in vitro e in vivo, moduladas por indutores da comunicação bacteriana, analisando a composição do indutor por proteômica e avaliação da microbiota cecal da ave por análise microbiômica antes e após a comunicação bacteriana.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Afonso de Albuquerque

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • a internacionalização da pesquisa brasileira em comunicação: concepções, desafios e oportunidades
  • A academia brasileira tem incorporado métricas de internacionalização como indicadores de qualidade nas políticas científicas. No entanto, os elementos a definirem “pesquisa de qualidade” se consolidaram orientadas pela expansão econômica global do ensino superior nos anos 1990, em torno dos princípios do capitalismo acadêmico. Geridos por instituições privadas, os rankings que propõem medir qualidade e impacto da produção científica privilegiam instituições e periódicos dos Estados Unidos, Reino Unido e outros países ocidentais, favorecendo a circulação científica em veículos acadêmicos de acesso restrito (muitos inacessíveis aos pesquisadores brasileiros). Diante deste cenário de limitações à circulação em circuitos internacionais de prestígio, a ideia de internacionalização precisa ser avaliada à luz dos desafios que a compreendem. Quais as consequências que essas políticas trazem à produção científica de pesquisadores brasileiros da área de Comunicação? Além de identificar os desafios impostos à internacionalização da produção brasileira em Comunicação, esta pesquisa busca inventariar e desenvolver indicadores de internacionalização capazes de reconhecer os obstáculos enfrentados quanto à circulação em periódicos estrangeiros bem qualificados. A intenção é oferecer subsídios capazes de aprimorar as políticas científicas nacionais a fim de refletir o estado atual da área e que permitir uma integração mais efetiva entre comunidades de cientistas nacionais e internacionais. A equipe acumula produção científica internacional e experiência metodológica. Pretende-se, através de coleta de dados acerca de publicações qualificadas internacionais, elaborar análises de redes bibliométricas; aplicar surveys e entrevistas semiestruturadas com os pesquisadores brasileiros da área sobre suas percepções sobre internacionalização; e elaborar indicadores (a partir de método Delphi) para medir o desempenho da internacionalização da área, consolidados em uma plataforma pública.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Afonso Luís Barth

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • instituto nacional de pesquisa em resistência a antimicrobianos
  • A resistência aos agentes antimicrobianos (RA) foi considerada por muito tempo apenas um problema clínico em infecções hospitalares, e, geralmente, confinado apenas àqueles pacientes mais graves. Entretanto, o fenômeno da RA vem tornando-se um desafio complexo de saúde pública global, e a aplicação de uma estratégia única ou simples não será suficiente para conter totalmente o surgimento e propagação de microrganismos infecciosos com capacidade de adquirir resistência aos agentes antimicrobianos disponíveis. A atual falta de novos agentes antimicrobianos para substituir aqueles que se tornam clinicamente ineficazes traz urgência no desenvolvimento tecnológico de novas ferramentas face à busca de novos agentes, adicionada à necessidade de proteger a eficácia dos antimicrobianos já existentes. O Brasil, um país com dimensões continentais, e o maior da América Latina, é caracterizado por muitas variações geográficas e econômicas, além de possuir importantes centros médicos de excelência. A formação de uma rede efetivamente integrada de pesquisadores envolvidos na questão de “resistência bacteriana” no país deverá atender esta demanda e permitirá estabelecer um padrão de atuação entre os diferentes laboratórios do Brasil. Com a utilização de tecnologias inovadoras, o INPRA pretende prestar serviços para a identificação e caracterização molecular de mecanismos de resistência em amostras bacterianas de origem clínica (hospitalar e comunitária) e ambiental, estabelecer critérios nacionais de padronização do teste de suscetibilidade atuando em conjunto com o BrCAST, avaliar a atividade antimicrobiana de moléculas bioativas de diversas fontes da biodiversidade brasileira, além de criar um banco de dados representativo do território nacional, permitir a transferência dos conhecimentos e tecnologias adquiridos para laboratórios de pequeno e médio portes, formar recursos humanos especializados e firmar parcerias com órgãos governamentais, como a ANVISA. O Instituto será constituído de 14 laboratórios associados, os quais atuarão em seis núcleos principais para cumprir os objetivos de pesquisa. Além da integração entre os pesquisadores dos diferentes grupos de pesquisa, o grupo pretende firmar acordos de cooperação com diversos pesquisadores internacionais e com instituições públicas de saúde e educação.
  • Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 28/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Afonso Luís Barth

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • aplicação das tecnologias ômicas para caracterização de biomarcadores microbianos e protéicos em pacientes com sepse
  • A Sepse é uma resposta imunológica desregulada à infecção resultando em disfunção orgânica e potencialmente morte, sendo um grande problema de saúde pública. O Brasil tem uma das maiores taxas de mortalidade por sepse no mundo, com mais de 15 mil casos/ano e 32,2% de mortalidade, segundo o Instituto Latino-Americano de Sepse (ILAS). Alterações no microbioma intestinal (MI) podem predispor à sepse, permitindo a proliferação de microrganismos patogênicos, (inclusive multirresistentes como Enterococcus spp e Escherichia coli), com a redução de microrganismos considerados benéficos, dos filos Bacteroidetes e Firmicutes, e consequente diminuição da produção de ácidos graxos de cadeia curta. A hipótese principal deste estudo é que biomarcadores associados a disfunção do MI podem ser preditores para o desenvolvimento de sepse, bem como marcadores de gravidade da doença, pois a disbiose gera um ciclo vicioso de ruptura da microbiota intestinal, promovendo alterações imunológicas que podem favorecer o desenvolvimento da sepse (Matteo Bassetti et al., 2020; William D. Miller et al., 2021). Assim, o objetivo deste estudo será caracterizar marcadores microbiológicos e protéicos em pacientes com sepse que possam ser utilizados como preditores da doença e/ou marcadores de prognóstico. Dados de abundância, diversidade e estrutura do MI serão avaliados e relacionados com dados de expressão gênica microbiana e dados clínicos dos pacientes. O estudo das rotas e interações metabólicas também será aplicado para ampliar a caracterização dos biomarcadores. Utilizaremos as técnicas de metaproteômica e o sequenciamento do 16S rRNA (metagenômica) usando amostras de fezes de pacientes internados com infecção, sendo um grupo com sepse (caso) e o outro sem sepse (controle). Os resultados contribuirão no desenvolvimento de estratégias terapêuticas inovadoras para modulação do MI, com potencial para alteração do impacto da sepse na morbimortalidade de pacientes hospitalizados.
  • Hospital de Clínicas de Porto Alegre - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Agatha Sacramento Rodrigues

Ciências Exatas e da Terra

Probabilidade e Estatística
  • observatório obstétrico brasileiro
  • A importância de permitir acesso a dados públicos de maneira estruturada e com responsabilidade faz com que a sociedade tenha acesso à informação, que gestores públicos possam tomar decisões baseadas em evidências e que as discussões sobre políticas públicas sejam embasadas em dados confiáveis. Na área da Obstetrícia, em especial, há algumas discussões sobre políticas públicas para gestantes, fetos e recém-nascidos que, muitas vezes, não são pautadas em dados científicos e/ou análise de dados públicos. Com essa motivação, propomos um observatório obstétrico por meio de uma plataforma interativa de monitoramento e análise de dados públicos da área de Obstetrícia do Brasil. Nesse observatório serão disponibilizadas as análises exploratórias, com visualização online, dinâmica e com filtragens escolhidas pelo usuário, além dos resultados de análises e modelos preditivos para os desfechos de interesse. Dentre as análises propostas, destacamos a seção do Observatório “Pandemias e Obstetrícia”, em que objetivamos avaliar os impactos das pandemias (H1N1 em 2009 e COVID-19 em 2020) na saúde materna, fetal e neonatal, assim como identificar as diferenças entre elas e suas consequências para que seja possível desenhar políticas públicas para crises futuras. Outro destaque é feito para a seção “Indicadores”, destinada à criação de indicadores obstétricos obtidos com bases de dados públicos, assim como às análises de associação entre indicadores socioeconômicos e indicadores obstétricos já existentes e os que serão criados. Como exemplo, ferramentas serão criadas para identificar os principais fatores associados a elevadas porcentagens de partos prematuros e de cesáreas nos diferentes grupos de Robson, em nível municipal. Estes são temas relevantes, uma vez que cesáreas sem indicação obstétrica podem ter impacto negativo para a saúde, além da associação de prematuridade e complicações tanto perinatais como no desenvolvimento infantil. A abordagem ambiental também será contemplada neste observatório ao conectar bancos de dados que nos informem sobre as condições climáticas, poluição, e agricultáveis que possam influenciar os resultados obstétricos e fetais frente à exposições maternas durante o período pré-gestacional e gestacional nas diferentes regiões do país; aspecto que é pouco explorado em nosso país. Para realizar as análises de interesse, pretendemos usar os seguintes bancos de dados: SINASC (Sistema Nacional sobre Nascidos Vivos), SIM (Sistema de Informação sobre Mortalidade), CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde), SIHSUS (Sistema de Informações Hospitalares do SUS), BASIS (Breastfeeding Information System), SIVEP Gripe, BDMEP-INMET (Banco de Dados Meteorológicos do Instituto Nacional de Meteorologia), bases de dados sobre a qualidade do ar fornecidas pelas agências estaduais de meio ambiente e os dados do IBGE (Censo, PNAD e PNADC). Essas bases serão tratadas e carregadas utilizando o fluxo ETL (extract, transform, load) e as análises serão realizadas ao utilizar os programas abertos R e Python. O site do Observatório será feito em WordPress (br.wordpress.org), embutindo visualizações feitas em Shiny (https://shiny.rstudio.com) e em Kibana (www.elastic.co/pt/kibana). Um desafio será integralizar as informações dos diferentes bancos de dados. Para isso, serão aplicados algoritmos de similaridade entre os dados identificados, seja por alguma variável chave (por exemplo, número de identificação social) ou por meio de um modelo probabilístico. Outro desafio consiste em lidar com a incompletude dos dados, uma vez que o tratamento não adequado aos dados faltantes pode levar a conclusões errôneas e/ou viesadas. Para este ponto, serão consideradas e pesquisadas técnicas estatísticas para dados incompletos. Nas análises de associação e de predição de desfechos obstétricos, serão considerados modelos e algoritmos supervisionados e não supervisionados de machine learning para dados transversais e para dados longitudinais, a depender da característica dos dados da análise de interesse. A ideia é que métodos já consagrados da área sejam aplicados para resolver o problema em questão. Em situações que o problema traz algum desafio do ponto de vista estatístico e/ou computacional, e que não há soluções na literatura, novas metodologias serão propostas. Por esse motivo, o projeto conta com uma equipe multidisciplinar envolvendo pesquisadores das áreas da Estatística, Computação e Obstetrícia. Ao citar a equipe, vale ressaltar que há membro que coordenou a área técnica de saúde da mulher do estado de São Paulo, especialistas em saúde materna, fetal e em prematuridade; cientistas de dados com elevado conhecimento técnico em diferentes segmentos da área e com experiências em aplicações na área obstétrica e também em análise de dados públicos do Brasil. Os resultados desse projeto serão disseminados por meio de publicações científicas e por textos em português e em inglês em um blog que será disponibilizado na plataforma. Além disso, artigos e resumos dos resultados obtidos serão apresentados e discutidos em congressos. As documentações de como os dados foram tratados e analisados serão disponibilizadas no Observatório e os códigos computacionais serão acessíveis em uma conta do Observatório no GitHub (www.github.com). Como resultado principal, pretendemos que o Observatório Obstétrico Brasileiro seja a referência de informações da saúde materna, fetal e neonatal do Brasil, com o intuito de prover informações para o auxílio de gestores e médicos na tomada de decisões. Também pretendemos aquecer e disseminar o conhecimento na área de ciência de dados no Brasil, ao disponibilizar conteúdo da área aplicada à saúde e também ao propor novos métodos em cenários que não há soluções na literatura. A equipe desse projeto já trabalha em análises iniciais de visualização de dados obstétricos e uma demonstração pode ser vista no endereço https://obstetriciafmusp.shinyapps.io/observatorio-obs.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 03/12/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Aguinaldo Silva Garcez Segundo

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • papo de ciência – difundindo ciência em benefício da saúde!
  • O projeto “Papo de Ciência” tem por objetivo a divulgação dos conhecimentos atuais nas áreas da saúde humana, como mecanismos de engajamento da população na busca pela saúde e qualidade de vida e mostrar como o bem-estar físico, psíquico e emocional do indivíduo impacta no desenvolvimento sustentável da comunidade. A divulgação científica, ocorrerá através de uma série de vídeos, desenvolvido por alunos de graduação e pós-graduação dos cursos de Odontologia e Medicina da Faculdade São Leopoldo Mandic e exibidos antes, durante e após a SNCT 2021. O projeto consiste na elaboração e realização de uma série de 20 vídeos com duração entre 5 e 10 minutos, em linguagem didática e acessível à população de crianças e jovens, divulgando fatos e conhecimentos científicos aplicado nas áreas da saúde. A linguagem dos vídeos se utilizará de fatos históricos, conhecimentos e mitos populares, cultura pop e acontecimentos atuais para discutir o papel da ciência no avanço da saúde humana. Os vídeos propostos serão divididos em 3 projetos distintos que incluem as séries: Você sabia?, Ciência e tecnologia na Mandic e Saúde na sala de espera. Os vídeos serão divulgados, semanalmente, nos meses de setembro e outubro, e durante a SNCT, de 02 a 08 de outubro de 2021, também ficarão disponíveis no site da faculdade e em sua conta no facebook, canal do youtube e Instagram pelos demais meses do ano. No longo prazo, estes vídeos serão apresentados, presencialmente, durante o atendimento de crianças do ensino fundamental e básico realizado pelos alunos de graduação da faculdade nos projetos de prevenção e orientação em saúde, desenvolvido pela escola na região metropolitana de Campinas, assim como serão exibidos nas salas de espera dos centros de atendimento da própria escola. Outra proposta do projeto é a utilização dos vídeos no projeto “Barco da Saúde”, que leva anualmente alunos e professores para o atendimento de populações ribeirinhas da região Amazônica
  • Centro de Pesquisas Odontológicas São Leopoldo Mandic - SP - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Alan Prestes

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • estudo climático no brasil por meio registros naturais e observacionais: aquisição e análise de dados.
  • Com este projeto pretende-se estudar as relações Sol-Terra-Clima por meio de análise matemática de séries temporais de registros ambientais (anéis de crescimento de árvores) e observacionais (SOI, manchas solares; dados climáticos...), visando o aumento do conhecimento sobre as interações e fenômenos envolvidos (atividade solar; vulcanismo; eventos El Niño etc.) e de previsibilidade das consequências que podem afetar as atividades humanas. Esta pesquisa é muito importante para entender melhor as mudanças e variabilidades no clima, as inter-relações Sol-Terra; pelo fato dos registros instrumentais serem insuficientes para observar e estudar como o sistema do clima opera em escalas de tempo muito maiores do que umas poucas décadas ou sob forçantes climáticos diferentes do presente. Há a necessidade de se entender e estimar as mudanças ambientais de longos períodos que ocorreram ou ocorrerão. Neste estudo utilizará amostras de árvores da espécie Araucaria angustifólia a ser coletada na região do município de Cunha, no estado de São Paulo.
  • Universidade do Vale do Paraíba - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Alane Cabral Menezes de Oliveira

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • sustentabilidade, bioeconomia e saúde: utilização de resíduos sólidos atóxicos da fruticultura do nordeste brasileiro como agentes terapêuticos no diabetes mellitus gestacional
  • O diabetes mellitus gestacional (DMG) atinge 3-15% das gestações. É oriundo de falhas adaptativas a alterações hormonais e placentárias, versa com resistência à insulina, sendo agravado por mediadores pró-oxidantes e pró-inflamatórios. A falta de uma terapia eficiente reforça a necessidade de terapêuticas alternativas, p.ex., com produtos naturais que sejam seguros e que possuam propriedades antiglicantes, antioxidantes e anti-inflamatórias. No Brasil, o gênero Passiflora é destacado por sua utilização na área farmacêutica, cosmética e alimentícia. Dentre seus resíduos sólidos, que causam contaminação ambiental e perdas econômicas relevantes, as cascas e folhas foram investigadas em diabetes gestacional tipo 1 e 2, entretanto, as sementes não foram investigadas no DMG. Estas, a partir de nossos estudos, mostraram-se promissoras por não apresentarem toxicidade em uma série de modelos, sendo fonte de compostos bioativos (ex. piceatannol, resveratrol, naringenina). A presente proposta tem como objetivos: 1) avaliar a atividade anti-inflamatória, antioxidante (espécies biológicas) e antidiabética de extratos e compostos bioativos (CB) das sementes de Passiflora edulis (SPE) sobre os desfechos maternos e perinatais em ratas prenhas com DMG; 2) comparar e validar um modelo experimental em embriões de zebrafish para estudo de efeitos dos extratos em DMG; 3) produzir um bioproduto, a partir de formulações dos CB da semente de Passiflora edulis; 4) fornecer subsídios para a realização futura de pesquisas clínicas e em resumo, incentivar o aproveitamento bio-sustentável de resíduos da fruticultura, como nutracêuticos, com agregação de valor científico e econômico a este resíduo natural abundante, em uma perspectiva de economia circular. O grupo apresenta competência nos vários aspectos da proposta, integra diferentes habilidades e possui experiência comprovada na área, com resultados já disponíveis para o avanço do conhecimento científico e aplicado na área.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alba Cristina Magalhães Alves de Melo

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • biocloud – um framework para execução eficiente de aplicações de biotecnologia em múltiplas plataformas da nuvem aws
  • A Biotecnologia teve um impulso enorme a partir da década de 1950, com a descoberta da estrutura helicoidal do DNA e com o consequente desenvolvimento de técnicas de manipulação genética. Atualmente, a Biotecnologia moderna pode ser definida como uma área interdisciplinar que envolve o estudo de DNA, RNA, proteínas e moléculas mais complexas; culturas de células e tecidos; bioinformática e nanotecnologia, dentre outros. A Bioinformática é uma parte importante da Biotecnologia pois consiste da confecção de ferramentas e algoritmos para coletar, armazenar e analisar dados biológicos. Dentre as aplicações populares de Bioinformática, destaca-se a análise de sequências biológicas (DNA, RNA e proteínas), que auxilia os biólogos na determinação da estrutura/função dos componentes genéticos, tendo papel fundamental no desenvolvimento de medicamentos e estudo de doenças. Laboratórios de Biotecnologia de ponta localizam-se tradicionalmente nos países mais ricos pois requerem alto investimento financeiro. Esse cenário, no entanto, está mudando devido principalmente à tecnologia da computação em nuvem, que permite o acesso remoto a plataformas com grande poder computacional a um custo relativamente baixo. Computação em nuvem é bastante vantajosa para países emergentes por permitir que seus laboratórios desfrutem dos dados genômicos públicos e procedam análises e simulações complexas em tempo hábil. Considera-se que a tecnologia de nuvem é fundamental para o aumento da competitividade de tais laboratórios. O Amazon AWS é um provedor de nuvem que oferece recursos de diversos tipos, adequados a uma grande gama de aplicações, porém usando um número de modelos de precificação: on demand, que possui um custo fixo (USD/hora); spot, que possui um custo variável porém geralmente bem menor do que o modelo on demand; os preços são fixos por segundo para cada uma das várias formas (incluindo on demand e spot) de execução com contêineres, e; no caso de serverless computing, o custo é por cada cem milissegundos. Em 06/02/2020, a Amazon EC2 possuía 69 datacenters dispostos em 22 regiões e oferecia 275 tipos diferentes de instâncias computacionais, dentre elas CPUs, GPUs (Graphics Processing Units) e FPGAs (hardware reconfigurável). Apesar da execução de aplicações em nuvem exigir menos esforço em termos de configuração e manutenção de máquinas do que a execução em ambiente local, tal esforço não é nulo. Para se executar uma aplicação em nuvem, o usuário deve especificar a instância de máquina virtual que deseja utilizar bem como o datacenter no qual a instância se encontra e o modelo de precificação desejado. Além disso, pode ser necessária área de armazenamento (storage) e banda dedicada de rede para algumas aplicações. Sendo assim, a tarefa de definir qual plataforma utilizar é complexa e uma má escolha pode envolver um custo adicional considerável. Além disso, atividades como configuração do ambiente, monitoramento da execução e escolha de uma nova instância, caso a atual se torne indisponível ou cara demais, devem ser consideradas. Sendo assim, um framework para alocação e gerência de recursos eficiente é fundamental para o sucesso de aplicações na nuvem. Em particular, as aplicações de biotecnologia são aplicações complexas, compostas por diversas tarefas, podendo ser classificadas como aplicações HPC (High Performance Computing). Sua execução pode demorar horas e mesmo dias e, por isso, utilizam normalmente plataformas de execução mais poderosas, como clusters de CPUs, GPUs ou FPGAs. Portanto, acreditamos que a gerência de recursos em nuvem deve levar em consideração tanto características específicas das aplicações como do ambiente de nuvem. A originalidade do presente projeto de pesquisa reside justamente na união desses dois aspectos – requisitos das aplicações e características do ambiente de nuvem – para se obter uma ferramenta adequada à gerência de execução de aplicações de biotecnologia na nuvem Amazon. Considerando os provedores de recursos para aplicações HPC de biotecnologia que necessitam minimizar o tempo de execução, consumo de energia e maximizar a disponibilidade, sem violar acordos em nível de serviço (SLAs), existem atualmente diversos desafios relacionados ao gerenciamento dinâmico de recursos em nuvens. O gerenciamento dinâmico pode tirar proveito da autonomia deliberativa de agentes inteligentes em sistemas multiagentes (SMA) e técnicas de otimização combinatória, as quais viabilizam o uso eficiente de recursos na execução de aplicações HPC, liberando a necessidade de conhecimento especializado dos usuários em ferramentas de administração de nuvens. O presente projeto de pesquisa visa, portanto, resolver o problema de alocação e gerência de recursos na nuvem Amazon AWS para aplicações HPC de biotecnologia, minimizando o tempo de execução e maximizando a disponibilidade, sem violar SLAs, de modo a executar aplicações eficientemente e com custos financeiros menores para o usuário. Nesse sentido, serão consideradas tanto instâncias permanentes (on demand) como transientes (spot), bem como múltiplos tipos de recursos computacionais (CPU, GPU e FPGA), aumentando o leque de alternativas explorado. O uso coordenado destas múltiplas instâncias será gerenciado numa forma dinâmica e autônoma. Neste sentido, será investigado o uso de agentes inteligentes para auxiliar nas decisões de elasticidade. Em termos do modelo de computação em nuvens públicas, além do uso só de máquinas virtuais, será estudado a viabilidade do uso de containers dentro das instâncias em comparação com implementações utilizando os serviços de containers e de kubernetes já oferecidos pelo próprio AWS e o conceito de serverless computing com AWS Fargate e Lambda. Porém, as diferentes abordagens, tecnologias, e instâncias estarão "escondidas" do usuário final através de um gateway portal web com um gerenciador de workflows atrelando os recursos necessários da nuvem.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 31/08/2020-31/08/2022
Foto de perfil

Albertina Xavier da Rosa Corrêa

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • mulheres nas ciências exatas e engenharias: um despertar de competências para soluções ecológicas e sustentáveis
  • O lançamento de poluentes nos cursos hídricos é uma das principais causas de degradação dos ecossistemas naturais, e diretamente associado à veiculação de doenças. No Brasil, 40% da população não possui esgotamento sanitário, e grande parte que possui encontra-se na região sudeste. Ainda assim, apenas 45% do esgoto coletado é tratado adequadamente, agravando problemas urbanos, saúde pública e qualidade de vida. Nos últimos anos, profissionais das ciências exatas e engenharias vêm pesquisando tecnologias alternativas que solucionem ou minimizem os impactos gerados pela falta de saneamento básico. Apesar do número de mulheres cursando engenharia ter crescido 67,8% nos últimos 20 anos, ainda em 2018 as ciências exatas e engenharias são vistas como áreas predominantemente masculinas. Desta forma, o presente projeto tem como objetivo despertar a vocação profissional das alunas de escolas públicas, para as áreas de engenharias e ciências exatas, fortalecendo o aprendizado entre mulheres na resolução de questões socioambientais, com foco em saneamento básico. Para alcançar os resultados esperados serão realizadas ações junto às alunas e professoras de três escolas básicas dos municípios de Bombinhas (EEB Prefeito Leopoldo José Guerreiro), Camboriú (E.E.B. Terezinha Garcia) e Itajaí (E.E.B. Raul Bayer Laus), para a projeção de sistemas de tratamentos de efluentes utilizando técnicas de fitorremediação, ou seja, jardins flutuantes. Serão beneficiados, diretamente, mais de 1000 pessoas, entre alunos, professores e funcionários, e indiretamente toda a comunidade inserida no contexto das escolas. Em cada escola serão selecionadas as alunas que farão parte da equipe do projeto. Posteriormente, serão realizadas atividades teóricas e práticas, que proporcionem às alunas conhecimento científico sobre sistemas de tratamento de efluentes (fossa filtro, rede coletora e tratamento ecológico); parâmetros físicos da água e dos efluentes; jardins filtrantes; e vegetação aplicada às técnicas de fitorremediação. Serão também oportunizadas ações que permitam às alunas desenvolver técnicas de projeto nos softwares SketchUp e AutoCAD; construir os protótipos dos jardins flutuantes em ‘bancada’ manual – maquete, de acordo com a realidade de cada escola; e em impressora 3D. Durante o processo, serão ainda trabalhadas as competências acadêmicas das alunas por meio da elaboração de artigos científicos e apresentação dos resultados do projeto para a comunidade onde as escolas estão inseridas, bem como à comunidade acadêmica. As ações contemplarão atividades na Universidade, que propiciem a iniciação à pesquisa; atividades de divulgação das ações desenvolvidas no âmbito do projeto tanto nas escolas, quando para a comunidade acadêmica e por meio de redes sociais. Espera-se que, ao final do período de execução do projeto, as alunas das escolas estaduais contempladas, compreendam que possuem capacidade e competência para atuar nas ciências exatas e engenharias, utilizando o conhecimento científico no auxílio da resolução de problemas sócio ambientais causados pela própria ação humana. Além disso, espera-se que estas escolas sejam o início de ações locais para resolução de problemas que afetam toda a população, uma vez que as mesmas constituem espaços para a construção de soluções, aproximando a gestão pública e privada no comprometimento mútuo da resolução dos problemas ambientais e sociais.
  • Universidade do Vale do Itajaí - SC - Brasil
  • 22/03/2021-30/09/2022
Foto de perfil

Alberto Colombo

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • plataforma de análise da redução do consumo de energia e configuração do controle de pressão em sistemas de irrigação pivô central
  • Em terrenos de topografia acidentada, a adoção de unidades de bombeamento de rotação variável em sistemas pivô central possibilita redução significativa da energia elétrica requerida para o bombeamento. Unidades de bombeamento de rotação variável permitem adequar a rotação da bomba e seu consumo energético, de forma a atender a demanda específica de pressão em cada posição angular da lateral ao girar no terreno. A redução da energia em relação às unidades de rotação fixa é substancial, porque, em função da presença de válvulas reguladoras de pressão, as unidades de rotação fixa fornecem continuamente a quantidade de energia requerida pela posição de maior demanda energética. Apesar da simplicidade desta ideia, o controle da rotação da bomba de um pivô central operando em terreno acidentado ainda é um desafio a ser vencido. O panorama atual de crise hídrica prejudica o controle da rotação baseado na posição angular da lateral, porque as constantes variações nos níveis de água de rios e reservatórios requerem a reprogramação do valor de rotação de trabalho requerido em cada posição angular. Por outro lado, o controle da rotação com sensores de pressão, que é imune à variações do nível de água dos reservatórios, nem sempre é adequadamente implementado, em decorrência do deslocamento do ponto de mínima pressão que ocorre em uma lateral operando em terreno acidentado. Em função de diversos trabalhos já realizados no tema em questão, a equipe proponente acredita ser possível a integração de mapas digitais de terreno baseado em imagens de satélite e o software EPANET de simulação hidráulica, em uma plataforma digital de avaliação, que depois de validada em campo, possa servir de ferramenta de análise do potencial de economia de energia com a adoção de unidade de bombeamento com rotação variável. Além de indicar a configuração dos sensores de pressão (posicionamento e valor de controle), que assegurem que a economia prevista seja efetivamente alcançada.
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 06/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alberto Gustavo Paashaus Junior

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • vii feira de ciências do ifpb campus picuí (vii fecap-2021)
  • As Feiras de Ciências são eventos nos quais alunos são responsáveis pela comunicação de projetos planejados e executados por eles sob a orientação de um professor. Durante o evento, os alunos apresentam algum artefato tecnológico ou trabalhos que lhes tomaram várias horas de estudo e investigação, em que buscaram informações, reuniram dados e os interpretaram, sistematizando-os para comunicá-los ao público. Eles vivenciam, desse modo, uma Iniciação Científica Junior de forma prática, buscando soluções técnicas e metodológicas para problemas que se empenham em resolver. Assim, esta proposta tem por objetivo a realização de uma Feira de Ciências de abrangência estadual, com no mínimo 80 trabalhos científicos de estudantes do ensino fundamental, ensino médio e técnico, de escolas públicas e privadas de pelo menos 10% dos municípios do Estado da Paraíba, no IFPB Campus Picuí através da construção gradual do método científico junto aos discentes com enfoque nas potencialidades regionais para o desenvolvimento da ciência e da tecnologia, conforme as regras definidas na Chamada CNPq/MCTIC Nº 17/2020. Para consecução do objetivo proposto, serão desenvolvidas as etapas prévias de formação de equipe técnica qualificada para a execução da proposta; captação de potenciais parceiros (Prefeitura e Estado); escolha do tema relacionado com a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT-2021); realização de um concurso de identidade visual da VII FEACAP; minicursos e oficinas preparatórias com participantes do evento; Divulgação ampla da Feira em todo o estado da Paraíba. A culminância do projeto se dará com a realização da VII Feira de Ciências do IFPB campus Picuí na qual haverá exposições de trabalhos científicos por alunos do ensino fundamental e médio; salas temáticas; oficinas e minicursos; Open Lab IFPB; competições; exibições e premiação dos melhores trabalhos. Espera-se atingir como resultados da proposta representações de pelo menos 28 municípios da Paraíba. Também é esperado pelo menos 700 inscrições de participantes em cem trabalhos, entre projetos, salas temáticas, oficinas e minicursos. Os premiados nas cinco categorias propostas (Mérito Científico, Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias, Ciências Humanas e suas tecnologias e Trabalho de Nível Fundamental) além do Prêmio Meninas Cientistas, terão, após o evento, a possibilidade de desenvolverem seus projetos por meio do auxílio de bolsas de pesquisa e de apresentar seus trabalhos em feiras, amostras e competições nacionais ou internacionais.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - IFPB - PB - Brasil
  • 05/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Alberto Jose da Silva Duarte

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação de diferentes tipos de vacina como booster em indivíduos que apresentaram eapv (evento adverso pós-vacinal) com vacina para covid-19
  • A pesquisa e desenvolvimento de vacinas para o novo coronavirus acontece numa velocidade sem precedentes na história da humanidade. A imunização contra a COVID-19 é fundamental para conter o avanço da pandemia e tem tido grande impacto sobre a morbidade e mortalidade associadas à doença. Neste contexto, os eventos adversos após a vacinação (EAPV) anti-SARS-CoV-2 têm mostrado aspectos de incidência, diversidade e magnitude extremamente relevantes do ponto de vista de saúde individual e coletiva. O aparecimento destes eventos adversos, por vezes graves, leva a reavaliação do esquema vacinal inicialmente proposto, levando à associação de diferentes plataformas vacinais. Devido à sua recentidade, poucos estudos abordaram questões sobre os mecanismos envolvidos no desenvolvimento de eventos adversos após diferentes esquemas vacinais possíveis. A presente proposta pretende estudar, evolutivamente, parâmetros clínicos e imunológicos, relacionados à imunogenicidade e reatogenicidade, em indivíduos que apresentaram eventos adversos após a primeira dose da vacina e que utilizaram, no reforço, produtos vacinais de plataformas idênticas, comparando aqueles em que a plataforma foi alterada. Para tanto, serão investigados parâmetros relacionados à presença de marcadores inflamatórios, mecanismos autoimunes e de hipersensibilidade, bem como a avaliação de marcadores imunológicos relacionados à resposta vacinal humoral e celular. Resultados derivados deste projeto podem auxiliar na elucidação de mecanismos envolvidos no desenvolvimento de eventos adversos e podem contribuir com padronizações futuras no manejo de eventos adversos com a vacina de COVID-19.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alberto Resende De Conti

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • modelagem teórico-experimental de cabos subterrâneos para simulação de transitórios eletromagnéticos
  • Cabos subterrâneos de comprimento reduzido, com extensão de dezenas a centenas de metros, têm sido frequentemente utilizados na integração de sistemas de geração de energia renováveis com redes de transmissão e distribuição. Além disso, encontram emprego na conexão de subestações isoladas a gás localizadas em centros urbanos, e na interligação de sistemas de aterramento de turbinas eólicas. No contexto brasileiro, é comum que a resistividade do solo no local de instalação dos cabos seja elevada, o que pode resultar em sobretensões de elevada magnitude no caso de surtos atmosféricos e de manobra. Além disso, a curta extensão dos cabos resulta em fenômenos transitórios com frequências elevadas que podem levar à ocorrência de falhas em transformadores e demais equipamentos. O estudo de transitórios eletromagnéticos em cabos subterrâneos é usualmente realizado em plataformas computacionais como o ATP (Alternative Transients Program) que, por ser de uso gratuito, é empregada em todo o mundo. Contudo, os modelos de cabos subterrâneos disponíveis no ATP só podem ser empregados na simulação de transitórios de baixa frequência em solos de baixa resistividade. Neste projeto, pretende-se desenvolver uma modelagem matemática rigorosa para a simulação de transitórios eletromagnéticos em cabos subterrâneos. Para isso, será aplicada a técnica numérica de diferenças finitas no domínio do tempo (FDTD), que soluciona diretamente as equações de Maxwell, para representar geometrias típicas de cabos em três dimensões. Essa técnica será utilizada como referência para validação de outras abordagens que serão propostas com base na teoria de linha de transmissão. Também serão realizadas medições da resposta transitória de cabos subterrâneos frente à aplicação de sinais impulsivos. Os resultados de simulação com FDTD e medição serão fonte para validação de modelos de cabos a serem propostos, que serão posteriormente implementados em programas como o ATP para uso pela comunidade.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Alberto Rodriguez Ardila

Ciências Exatas e da Terra

Astronomia
  • conduzindo a astronomia brasileira ao patamar de excelência mundial: desenvolvimento de equipamentos multiusuários
  • O Laboratório Nacional de Astrofísica tem sido imprescindível no processo de inserção do Brasil na astronomia internacional, principalmente através da construção e gerenciamento de infraestrutura astronômica observacional, por meio da qual são coletados dados para o desenvolvimento de pesquisas científicas nas mais variadas áreas da astrofísica. O LNA é responsável pela operação do Observatório do Pico dos Dias, e gerencia a participação brasileira nos consórcios internacionais SOAR (Chile) e Gemini (Chile e Havaí). Para atender as demandas científicas da comunidade brasileira por equipamentos capazes de expandir as fronteiras do conhecimento humano, o LNA investiu em novos laboratórios e capacitou sua equipe, sendo hoje referência nacional e internacional em instrumentação astronômica. Em cooperação com a comunidade científica nacional e internacional, e atendendo os interesses comuns destes, este Laboratório vem desenvolvendo novos instrumentos que representam avanços tecnológicos na área de instrumentação astronômica. Quando disponibilizados, representarão avanços científicos na área de astrofísica. Esta proposta visa obter apoio para acelerar e assegurar a finalização dos espectrógrafos de alta resolução STELES e ECHARPE, instalar o polarímetro SPARC4 no OPD, atualizar a eletrônica do espectrógrafo de campo integral do SOAR (SIFS), contribuir com o desenvolvimento do CUBES e participar do desenho conceitual do maior espectrógrafo em construção no mundo, MOSAIC. Alguns desses projetos possuem financiamento parcial de outras agências de fomento, entretanto, seu desenvolvimento foi seriamente afetado pela alta do dólar e pela pandemia. A motivação desse projeto é disponibilizar esses instrumentos para que a comunidade astronômica brasileira possa desenvolver projetos científicos de alto impacto, de forma independente ou em condições de maior igualdade nas parcerias científicas.
  • Laboratório Nacional de Astrofísica - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alberto Soares de Melo

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • indução de tolerância e modelagem para fenotipagem e diagnóstico de estresses hídrico e térmico em genótipos de feijão-caupi
  • Mudanças climáticas e suas consequências na agricultura do Semiárido suscitam novas tecnologias para indução de tolerância e modelagem para fenotipagem e diagnóstico de estresses abióticos. Estresses hídrico e térmico comprometem o rendimento de feijão-caupi. A sua fenotipagem e avaliação do status hídrico são realizadas a partir de variáveis agronômicas, fisiológicas e bioquímicas que oneram o seu manejo. Logo, induzir tolerância, realizar screening, fenotipagem e diagnóstico de restrição hídrica por imagens termográficas são agrotecnologias para o manejo agrícola sustentável. A proposta será executada em duas ações. A Ação 1 será realizada em câmara de crescimento Fitotron em Campina Grande, PB, no ano de 2022. Serão pesquisados 12 genótipos de feijão-caupi em três cenários. No primeiro cenário, o cultivo será em condições não estressantes; o segundo, em condições de estresses hídrico e térmico combinados; e no terceiro, os estresses combinados com adição de nanopartículas de silício. O delineamento será inteiramente casualizado em parcelas subdivididas com quatro repetições. Serão avaliados: crescimento, fisiologia e bioquímica nos estádios fenológicos V4 e R2; e rendimento de grãos no estádio R6. Os dados serão analisados por componentes principais, agrupamento e variância multivariada. A Ação 2 será realizada em Lagoa Seca e Sumé, PB. Serão ajustados modelos de fenotipagem e diagnóstico de restrição hídrica. Em 2023, os seis melhores genótipos do screening da Ação 1 serão cultivados em campo sob quatro regimes hídricos (100, 75, 50 e 25% da ETc). Em cada estádio serão obtidas 125 imagens termográficas, indicadores fisiológicos e bioquímicos. Com os dados das imagens e dos indicadores serão gerados modelos de redes neurais artificiais, cujas performances serão avaliadas. Em 2024, os cultivos em campo serão repetidos para validação dos modelos. Espera-se obtenção de genótipos mais tolerantes e modelagem para diagnóstico de restrição hídrica em feijão-caupi.
  • Universidade Estadual da Paraíba - PB - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Albino Oliveira Nunes

Ciências Humanas

Educação
  • alfabetização científica e tecnológica para a compreensão das relações ciência e tecnologia na educação científica
  • A alfabetização científica e tecnológica (ACT) é um dos principais objetivos da educação científica em quase todos os níveis de ensino. Apesar disso, muitas são as compreensões sobre o que é ACT e quais as suas metas. À luz das discussões sobre ACT, do seu papel na sociedade contemporânea, e do ensino de ciências como contexto para desenvolvê-la, temos como pressuposto, o fato de que muito tem sido posto para discussão sobre ACT, mas, pouco tem sido concretizado em diferentes níveis do ensino brasileiro, tanto na educação básica quanto no ensino superior. Nesse contexto, ACT e a formação de professores de Ciências são os objetos de investigação para o qual dirigimos nossa atenção. Assim, nosso objetivo é analisar como se tem realizado a ACT na formação inicial de professores de ciências em estados do Nordeste brasileiro. No âmbito da educação superior, mais precisamente nos cursos de formação de professores de ciências, alguns obstáculos podem ser destacados quando desejamos a alfabetização científica e tecnológica: compreensões ingênuas sobre a natureza da Ciência, dificuldades no planejamento de ações pedagógicas com foco na ACT e documentos norteadores do currículo que assumam compromisso com ACT. Do ponto de vista metodológico, a pesquisa será de natureza mista (Sampieri, Collado e Lúcio, 2016), exploratória e explicativa, desenvolvida a partir das seguintes etapas: 1)Levantamento bibliográfico; 2)Pesquisa documental (BNCC, BNCC-Formação) e PPC de cursos de ciências (química, física e biologia e pedagogia); 3) Questionários com licenciandos dos referidos cursos; 4)Entrevistas com licenciandos para aprofundamento da compreensão dos eixos de ACT desenvolvidos na licenciatura; 5)Pesquisa-Ação (Oficinas Formativas com licenciandos e professores da educação básica); 6)Socialização dos resultados em eventos e periódicos nacionais e internacionais. Os dados serão analisados com base na análise de conteúdo (BARDIN, 2002) e também com software Iramuteq 0.7 alfa 2.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 22/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Alcides Goularti Filho

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • desenvolvimento e logística: trajetória e desempenho dos transportes aéreos em santa catarina (1927-2018)
  • A partir de uma perspectiva interdisciplinar o objetivo geral deste projeto é analisar a trajetória e o desempenho do setor aéreo em Santa Catarina dentro do sistema nacional de aviação e da política nacional de transportes com foco no processo de integração regional e inserção da economia catarinense no cenário nacional e internacional. Os resultados da pesquisa terão como foco a comunidade acadêmica, agentes políticos vinculados aos órgãos governamentais dos transportes aéreos, secretarias e autarquias do governo do Estado de Santa Catarina que elaboram estratégias para o desenvolvimento da logística de transporte e executivos do mercado que tomam decisão para ampliar e modernizar o setor aéreo catarinense. Esta inédita pesquisa em Santa Catarina justifica-se por dois motivos: 1) A lacuna que há nas produções bibliográficas e historiográficas em Santa Catarina sobre a trajetória e o desempenho da aviação regional dentro do sistema nacional de aviação e da política nacional de transportes aéreos; 2) A relevância do tema para a sociedade e o mercado, dado que os transportes aéreos e a expansão da aviação regional nas duas últimas décadas cresceram de forma exponencial. O produto final será um relatório e artigos acadêmicos. Os mesmos poderão auxiliar os gestores públicos e os executivos do setor aéreo na formulação de políticas para o transporte aéreo catarinense e estratégias para obter mais eficiência produtiva. O impacto desta pesquisa revela-se pelo caráter inédito de um amplo estudo interdisciplinar sobre desenvolvimento e logística do setor aéreo em Santa Catarina, observando sua trajetória e desempenho atual. A partir de uma compreensão geral do sistema nacional de aviação e da política nacional de transportes aéreos, esta pesquisa tem por finalidade oferecer à sociedade catarinense e ao setor de transporte aéreo regional um estudo sobre a trajetória e o desempenho da aviação em Santa Catarina e nacional
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alckmar Luiz dos Santos

Lingüística, Letras e Artes

Letras
  • desenvolvimento de estratégias e ferramentas computacionais para literatura e linguística
  • Durante o processo de aprendizagem nos diversos campos que compõem a área de Letras, os professores muitas vezes envolvem os estudantes em tarefas que exigem destes uma participação ativa e contínua para chegarem à leitura competente dos materiais. As tecnologias educacionais são importantes para criação de novas possibilidades para esse processo de aprendizagem e a elaboração de novas perspectivas teóricas. Continuando as pesquisas em Literatura, Linguística e Computação realizadas pela equipe formada por pesquisadores da UFSC, da UTFPR e da UEMA, este projeto, voltado à educação e à cultura, propõe pesquisa e análise de ferramentas computacionais para o desenvolvimento de estratégias no ensino/aprendizagem de leitura e literatura, na pesquisa e acesso a bibliotecas digitais de textos literários e na análise de corpora linguísticos em Português. Tais estratégias consistem em: anotações semânticas manuais, semiautomáticas e automáticas, que associam conceitos de teoria literária a elementos das obras, tornando-se processáveis computacionalmente; anotações morfossintáticas, que associam automaticamente a cada termo ou expressão a sua classe gramatical e a sua função sintática; aprendizagem de máquina não supervisionadas para gerar representações vetoriais de palavras e mineração de padrões morfo-semânticos, que mapeiam automaticamente sequências recorrentes de termos com certas classes morfossintáticas e sentidos, para propor leituras e análises que se somam à leitura tradicional. Além de refletir sobre o impacto e a viabilidade do uso dessas estratégias e ferramentas para desenvolver novas abordagens e metodologias, este projeto também almeja ampliar a oferta de objetos culturais ligados ao patrimônio imaterial dos países lusófonos, disponibilizando aos usuários obras de domínio público e bancos de dados de história literária em formatos abertos para leitura e consulta diretas.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Alda Cristina Silva da Costa

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • “mídia e violência: sentidos e significados na amazônia” – versão 3
  • Esta pesquisa integra a compreensão dos fenômenos sociais, em específico a violência, a partir da midiatização da sociedade, considerando a transformação das referências simbólicas, da consciência contemporânea, dos processos de construção da realidade, da identificação dos sujeitos, e da reconfiguração da vida social. Ou seja, alinha-se entre as relações sociais e a prática dos meios. A proposta, busca ao mesmo tempo cartografar os conflitos de violência identificados na Amazônia e analisar as interações comunicativas entre os indivíduos, a mídia, os lugares e as instituições, sobre essas experiências no ambiente urbano e/ou rural. A violência é entendida de forma polissêmica, múltipla e plural, e de definição das alteridades. Por isso, qualquer que seja a forma através da qual se manifeste a violência, quase sempre recorre ao simbólico para se expressar (e, por sua vez, pode ser por ele engendrada). Assim, parte-se da hipótese de que há uma cultura do medo, a partir da violência, que tem transformado as sociabilidades, considerando que os indivíduos alteram suas relações com o outro e com os lugares. O medo passa a ser uma condição ou qualidade social que emerge ou subsume em função da relação real ou imaginária com o mundo exterior. Tal premissa é alimentada, em grande parte, pelas representações sociais produzidas pelas narrativas midiáticas. Como metodologia de análise e investigação, selecionamos: a) método cartográfico na reflexão do papel das periferias num novo mapa global, entre diversidade e resistência, possibilitando um exercício próprio do pensar sobre a diversidade da realidade amazônica; b) análise narrativas sobre a violência, a partir das construções ou representações feitas pelos indivíduos e pela mídia que podem conformar e/ou reelaborar as narrativas sobre e para a sociedade, podendo interferir diretamente, na compreensão das pessoas sobre o cotidiano dos amazônidas; e c) entrevistas narrativas (EN) com moradores do território.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 22/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Alda Izabel de Souza

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • bioacumulação simulada com glifosato: apis mellifera como modelo de bioindicador para qualidade ambiental
  • Atividades antrópicas relacionadas ao setor agropecuário têm alterando a estrutura ecossistêmica. A necessidade de fortalecer a produção agropecuária em sistemas que priorizam o uso de tecnologias para manutenção de ecossistemas saudáveis tem como exigência, estabelecer protocolos para processos de certificação, com a finalidade garantir a qualidade ambiental. Alguns contaminantes podem danificar, direta ou indiretamente, o material genético ou provocar lesões teciduais em organismos vivos. O glifosato, químico com ação herbicida não-seletiva sistêmica é amplamente utilizado, em diferentes formulações. Nesse contexto, o uso de bioindicadores destaca-se como alternativa para avaliar o impacto ambiental de contaminantes, por meio da detecção precoce do efeito indesejável de substâncias tóxicas em seres vivos. O ensaio do cometa (EC) e o teste do micronúcleo (MN), exames histológicos e detecção de atividade enzimática podem ser aplicados para analisar os efeitos de substâncias tóxicas em diferentes espécies animais. Diante da possibilidade de utilizar esses métodos para o monitoramento e certificação de qualidade ambiental, esse projeto sugere Apis mellifera como modelo animal, justificando sua fundamental importância como polinizadora, garantindo a produção de alimentos e a manutenção da biodiversidade tanto em sistemas produtivos agrícolas, como em ambientes silvestre. Para avaliar o modelo proposto, os grupos de experimentais serão expostos, em diferentes tempos, a concentrações crescentes de glifosato (bioacumulação simulada). Posteriormente serão realizados os testes EC, MN, histologia de intestino e detecção da atividade enzimática de catalase, superóxido dismutase (SOD) e Glutationa S Tranferase (GST) para verificar a presença das lesões e sua relação dose efeito. Com isso, supõe-se que esse modelo pode ser facilmente aplicável a campo para o biomonitoramento de qualidade ambiental.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Aldebaro Barreto da Rocha Klautau Júnior

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • inteligência artificial para otimização de recursos de redes de próxima geração em cenários estratégicos
  • Com o avanço das comunicações móveis, as redes Pós-5G (B5G/6G) se tornarão mais complexas, resultando em desafios significativos para novos cenários de casos de uso. Agronegócios, missão crítica e gêmeos digitais são exemplos estratégicos para o Brasil do uso de B5G/6G e investigados neste projeto. A complexidade gerada pela enorme quantidade de parâmetros e otimizações a serem feitas na pilha de protocolos para garantir bom desempenho fim-a-fim traz dificuldades à implantação e gerência dessas redes. O uso de inteligência artificial e aprendizado de máquina (AI/ML) na predição de tendências e extração de padrões a partir da coleta de medições do ambiente e de indicadores de desempenho assume papel de destaque em redes B5G/6G por permitir configuração sem a intervenção humana, com escolha automática de parâmetros e otimização do desempenho. Entretanto, muitos trabalhos científicos aplicam a AI/ML sem garantias de que a mesma obtenha resultados robustos em cenários reais. De fato, o uso de AI/ML em comunicações móveis ainda se encontra na sua infância, principalmente devido à pouca quantidade de dados disponíveis. A estratégia metodológica deste projeto supera essa dificuldade através de elaborada coleta dos dados necessários à concepção de modelos de AI/ML para os problemas estudados, adotando-se simuladores e plataformas experimentais. A principal hipótese é de que a AI/ML pode ser aplicada de forma eficiente em alguns desafios relevantes encontrados nas redes móveis de próxima geração. Este projeto investigará escalonamento de recursos de rádio, projeto de codebooks, parametrização de camada física e outros problemas que envolvam a escolha de parâmetros de operação, garantindo bom funcionamento das redes e otimizando o uso dos recursos. Pautado em rigor científico, este projeto almeja avançar o estado-da-arte integrando técnicas tradicionais baseadas em modelos com o uso de AI/ML, de forma a garantir soluções adequadas aos problemas nos cenários priorizados.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Aldenir Feitosa dos Santos

Ciências Humanas

História
  • educando pela pesquisa numa abordagem ambiental
  • O fortalecimento da cidadania através da difusão científica serve como instrumento de integração dos diversos saberes, propondo reflexões e articulação entre ciência, educação, linguagem e comunicação que permitem a compreensão e domínio públicos sobre a Ciência, Pesquisa, Tecnologia e Inovação. Neste contexto, de geração do saber científico, as escolas são ambientes multiplicadores de conhecimento para a sociedade, visto que os professores e alunos ao desenvolverem a criticidade e a busca pelo conhecimento, através de resoluções de problemas loco-regionais, extrapolam para além dos muros da academia, de forma aplicada os conteúdos curriculares apreendidos durante a sua formação de ensino-aprendizagem. Dessa forma, ações como o Educar pela Pesquisa, além de estimular o aprender a aprender, compreender e intervir na realidade, possibilitará a descentralização dos saberes, visto que as IES irão as escolas estimulando à pesquisa, aprendizagem e inovação em escolas públicas da capital e do interior de Alagoas, promovendo a formação de agentes multiplicadores de importância na integração EDUCAR PELA PESQUISA. Um tema transversal e de caráter interdisciplinar é a Educação Ambiental (EA) através da sustentabilidade, trazendo uma nova forma de ler a realidade e de como atuar sobre ela. Através dessa temática é possível o surgimento de novas propostas educativas, visões de mundo, e um ambiente propício para desenvolver diversas políticas de ensino e aprendizagem, a partir de atitudes, além de informações e conceitos, para que todos os educandos possam compreender que o ser humano não é uma peça isolada do meio ambiente em que vive, mas ele está integrado ao mesmo. Partindo disso, a proposta deste projeto de Feira de Ciências do Estado de Alagoas (FECEAL: educando pela pesquisa numa abordagem ambiental) é promover o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação no Estado de Alagoas, através da valoração de ações de educação ambiental que estimulem a melhoria da qualidade de vida da população em geral e o desenvolvimento sustentável. Para alcançar os referidos objetivos serão realizadas as atividades que promovam de forma lúdica, criativa, contextualizada, a integração entre alunos, professores e pesquisadores do ensino básico, técnico de escolas públicas e do ensino superior, da capital e do interior do estado de Alagoas, juntamente com a comunidade. As referidas atividades serão desenvolvidas em 5 etapas distribuídas entre as escolas, os Institutos Federais, a Universidade Estadual de Alagoas – Uneal, Universidade de Ciências da Saúde de Alagoas – Uncisal, Universidade federal de Alagoas - Ufal e o Centro Universitário Cesmac, que mais uma vez atua como instituição executora da proposta e, a ONG SOS Caatinga. Basicamente as etapas se constituem em: Na 1ª etapa ocorrerá preparação dos graduandos das IES participantes da FECEAL, para atuarem como agentes multiplicadores através do Programa de Residência Pedagógica e do incentivo à docência; Formação continuada para docentes da educação básica, através de palestras e oficinas. Na 2ª etapa, ocorrerá experimentação no ensino básico e técnico com a produção de trabalho finalizado e/ou projeto inovador; Atividade de mostras de vídeo através da produção de vídeos com temática ambiental. Na 3ª etapa será realizada a Feira de Ciências na Escola no qual haverá exposição dos trabalhos finalizados e/ou projeto inovador, exposição SOS Caatinga e portas abertas (Cesmac, Uncisal, Uneal e Ifal); A FECEAL com a Exposição de Iniciação Científica , Núcleo de Robótica, Científica-digital e apresentações artísticas e culturais. Na 4ª etapa ocorrerá a vivência dos cursos de graduação, nas clínicas e laboratórios, através da Visitação às clínica-escolas e laboratórios das IES; Vivência no núcleo de robótica através do desenvolvimento de projetos inovadores; Vivência de pesquisa nas IES através do desenvolvimento de parte de suas atividades de pesquisa nos espaços laboratoriais e/ou de clínicas das IES. E por fim, na 5ª etapa ocorrerá a Implementação das bolsas, acompanhamento dos projetos, apresentação dos resultados finais e prestação de contas.
  • Centro Universitário CESMAC - AL - Brasil
  • 15/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Aldina Maria Prado Barral

Ciências da Saúde

Medicina
  • ferramentas simples para diagnóstico e prognóstico da covid-19 no sus utilizando sintomas e saturação de oxigênio
  • Investigaremos as características clínicas dos pacientes com COVID-19 para desenvolver escores simples de diagnóstico e prognóstico para apoio na triagem dos pacientes com sintomas respiratórios e para orientar o prognóstico. Essas ferramentas serão para ampla utilização no SUS mesmo após curva inicial da epidemia, com a qual deveremos lidar por pelo menos mais dois anos. Aplicaremos métodos modernos e robustos de análise de dados, como rede neural e aprendizado de máquina (machine learning), para criar ferramentas clínicas precisas, repetindo estratégias de sucesso desenvolvidas pela nossa equipe e por outros pesquisadores, em síndromes febris virais. Tal estratégia é de grande importância considerando a rapidez como a COVID-19 propagou-se no mundo, impondo desafios especialmente para identificação precoce dos doentes e, entre esses, daqueles que necessitarão de internamento hospitalar. O diagnóstico laboratorial por PCR para identificar a infecção nos primeiros dias não está sendo realizado em massa pela escassez de kits para detecção molecular e necessidade de equipamento sofisticado. Por outro lado, os testes sorológicos disponíveis atualmente têm melhor desempenho após a segunda semana de sintomas, com pouca vantagem como estratégia para evitar disseminação do vírus. Adicionalmente, afora os fatores de risco de mortalidade, não é possível identificar precocemente o perfil clínico dos casos que irão necessitar de cuidados hospitalares. Para diagnóstico rápido e prognóstico de internamento é preciso criar ferramentas de vigilância que envolvam aspectos clínicos iniciais da doença. Essas ferramentas são factíveis considerando que, embora muitos sintomas de COVID-19 se assemelham a de outros quadros virais, há peculiaridades na apresentação clínica, como as alterações de olfato e de paladar. Com início precoce (em média 4 dias), essas alterações sensoriais foram descritas entre 45% a 86% dos casos de COVID-19, com alta especificidade, por tratar-se de sintomas incomuns em outras viroses. A associação dessas alterações sensoriais com outros sintomas da frequentes de COVID-19 infecção resultará em um escore diagnóstico de boa acurácia. Na avaliação de marcadores de prognóstico, além dos sintomas pretendemos analisar a taxa de oxigenação do sangue utilizando oximetria de pulso, uma medida indireta e simples para acessar a função pulmonar que tem sido utilizada em outros modelos de predição de infecção respiratória. Pretendemos realizar um estudo com 1200 pacientes testados para SARS-CoV-2 e outras viroses por PCR e/ou sorologia, aplicando questionário em dois momentos nos primeiros 30 dias de sintomas. Serão investigados presença e duração da manifestação clínica, condições coexistentes, uso de medicamentos, valor da oximetria e internamento hospitalar relacionado a COVID-19. Adicionalmente, em um grupo de pacientes positivos, pretendemos caracterizar e confirmar as queixas de alterações de olfato e paladar utilizando testes específicos. As características clínicas serão analisadas por árvore de decisão e análise multivariadas para derivação dos escores clínicos de risco de infecção e de internamento. Os escores serão derivados e validados em populações de diferentes estados e submetidas ao mesmo protocolo de avaliação. Os produtos desse estudo, duas ferramentas clínicas simples, de fácil utilização e aplicação sem custo adicional ao sistema de saúde, poderão ser utilizadas no contexto do SUS pela equipe de saúde de atenção primária. Esses escores serão especialmente úteis no período pós-epidemia considerando a necessidade de criar prioridades de atenção à saúde e de vigilância de novos surtos da doença num cenário de a escassez de recursos financeiros.
  • Fundação Oswaldo Cruz - BA - Brasil
  • 17/08/2020-16/09/2022
Foto de perfil

Aldo Jose Gorgatti Zarbin

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • filmes finos e transparentes de nanomateriais complexos para um desenvolvimento sustentável
  • Um filme fino pode ser definido como uma película contínua de um material com espessura de poucos nanômetros, depositadas sobre um suporte, considerado como uma das formas mais versáteis de processar materiais visando aplicações tecnológicas. Filmes finos correspondem à máxima economia possível de um material, o que tem um grande impacto na sustentabilidade (economia de custo e redução de resíduos). Nosso grupo de pesquisa desenvolveu uma nova rota de sintetizar e processar materiais multi-componentes na forma de filmes finos, baseado em interfaces entre líquidos imiscíveis, conhecido por rota interfacial líquido/liquido (RILL). A grande questão que se pretende responder nesse projeto é: podemos usar a técnica de RILL para preparar supercapacitores e bateriais aquosas e sem lítio, células solares, sensores e catalisadores para degradar poluentes? Trata-se de uma problemática de máxima relevância, pois envolve geração de energia limpa (célula solar); armazenamento de energia em dispositivos seguros, mais baratos, acessíveis e sustentáveis (baterias aquosas de íons sódio ou potássio, mais acessíveis e baratos que o lítio; água substituindo os solventes tóxicos e inflamáveis usados nas atuais baterias de íons lítio); e degradação e sensoriamento de pesticidas, uma problemática de extrema relevância no Brasil. Fundamentado em resultados prévios do grupo, que demonstram a viabilidade da proposta, serão preparados filmes inéditos de materiais multi-componentes (nanocompósitos), baseados em combinações entre materiais bidimensionais (grafeno, MoS2, fósforo negro), nanotubos de carbono, análogos de azul da Prússia, complexos inorgânicos e polímeros condutores. As composições serão cuidadosamente planejadas visando melhor desempenho para cada aplicação. Serão estudados aspectos fundamentais (rotas de síntese, interação entre componentes, propriedades dos filmes, relações estrutura/propriedade), e as melhores amostras serão utilizadas para preparação dos dispositivos.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Aldo Lopes Dinucci

Ciências Humanas

Filosofia
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025