Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Francisco de Assis Mendonça

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • apoio à formação de doutores em áreas estratégicas na ufpr
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 15/01/2020-15/01/2025
Foto de perfil

Francisco de Assis Nascimento Junior

Outra

Divulgação Científica
  • oca da ciência na escola
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Sul da Bahia - BA - Brasil
  • 12/08/2019-30/11/2021
Foto de perfil

Francisco Edviges Albuquerque

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • processo de alfabetização e letramento das crianças apinayé: uma proposta metodológica
  • O Projeto “Processo de Alfabetização e Letramento das Crianças Apinayé: uma proposta metodológica” faz parte de um convênio entre o Campus Universitário de Araguaína /LALI/NEPPI/UFT/ SEDUC), através da Coordenação de Educação Indígena da FUNAI/Palmas, firmado pelas duas instituições. O objetivo é realizar um trabalho com o povo indígena Apinayé, identificando as lacunas na educação ofertada na escola da aldeia, dando continuidade às ações do “Projeto de Apoio Pedagógico à Educação Indígena Apinayé”. Busca, também, realizar oficinas pedagógicas e cursos de aperfeiçoamento que habilite os professores indígenas Apinayé a atuarem nas escolas de suas aldeias como professores de língua materna na primeira fase do Ensino Fundamental (1º ao 4ºano). A proposta é realizar alfabetização e letramento em língua materna, para que as crianças indígenas possam adquirir as habilidades de leitura e escrita na língua indígena, para então, posteriormente, a partir do 6º ano, adquirir as habilidades de leitura e escrita em Português. O projeto apresenta uma metodologia voltada para os métodos de alfabetização e letramento em língua Apinayé, articulando as teorias com as práticas de leitura e escrita, isto é, letramento infantil (SOARES, 2007; 2016. 2017; ALMEIDA, 2015), no estado atual das ciências linguísticas, da Psicologia Cognitiva e da Psicologia do Desenvolvimento. O projeto abrange ações relacionadas à oferta de oficinas em língua materna e em português, mediante participação efetiva das comunidades Apinayé, com ênfase na aquisição da língua materna. A aquisição da Língua Indígena em contexto de imersão oportunizará ao aluno, além do conhecimento de sua língua, a vivência da cultura de seu povo nas escolas de suas aldeias. O projeto surgiu a partir de uma proposta dos professores indígenas Apinayé e visa a contribuir com a superação das dificuldades que eles enfrentam em relação às práticas pedagógicas de Alfabetização e Letramento em Língua Materna, à escrita ortográfica indígena, bem como na elaboração do material didático pelos próprios professores indígenas Apinayé, levando em consideração os aspectos históricos, socioculturais e linguísticos desse povo. Nesse sentido, esperamos que ao final, os resultados possam ser utilizados também como sistematização das ações pedagógicas dos professores indígenas Apinayé de outras aldeias, contribuindo para que a educação escolar indígena seja algo incorporado às práticas sociais dos indígenas em suas iterações intragrupo e intergrupo, promovendo a interculturalidade, razão de ser das escolas nos domínios sociais Apinayé.
  • Universidade Federal do Tocantins - TO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Eteval da Silva Feitosa

Outra

Divulgação Científica
  • ii feira amazonense de matemática
  • A 1ª Feira Amazonense de Matemática é um processo educativo científico-cultural, que alia vivências e experiências da qual podem participar na condição de expositores, alunos matriculados na Educação Básica (compreendendo Ensino Fundamental II e Ensino Médio), Educação Especial, Educação Indígena, Educação de Jovens e Adultos e Professores das instituições das redes públicas e privadas do Estado do Amazonas (compreendendo capital e interior), bem como pessoas da comunidade, em geral.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 04/12/2018-31/12/2020
Foto de perfil

Francisco Eteval da Silva Feitosa

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • iii feira amazonense de matemática
  • A III Feira Amazonense de Matemática tem como finalidade incentivar, divulgar, e socializar as experiências, pesquisas e atividades matemáticas, bem como confirmar que as Feiras de Matemática se constituem numa experiência curricular ou extracurricular de relevância, para sistematizar e implementar os Projetos e/ou Programas de Educação Científica dos Alunos e Professores do Estado do Amazonas, contribuindo para a inovação curricular, durante o ano letivo, nas instituições envolvidas. O projeto será desenvolvido no decorrer do ano letivo de 2020 iniciando pelas Feiras Escolares, seguida das Feiras Distritais e culminando na Feira Estadual que ocorrerá em 3 (três) dias, durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2020. O projeto envolverá além das escolas da capital Manaus, escolas dos municípios: Parintins, Manacapuru, Iranduba, Rio Preto da Eva, Itacoatiara, Presidente Figueiredo, Silves, Itapiranga, Parintins, Anamã, Manaquiri, Barreirinha e Novo Airão. Serão beneficiados por esta proposta alunos da rede pública de ensino, dos ensinos fundamental I e II, Ensino Médio, incluindo alunos com necessidades especiais, alunos da educação indígena e da EJA.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 07/01/2020-31/01/2022
Foto de perfil

Francisco Evangelista Junior

Engenharias

Engenharia Civil
  • modelagem experimental e computacional da fluência com envelhecimento em materiais cimentícios considerando ensaios dinâmicos e a mesoescala do concreto
  • Este projeto avança o estado da arte na proposição de um modelo constitutivo de envelhecimento combinando o modelo de solidificação tradicional e o modelo de envelhecimento do tempo diferido possibilitando corrigir as limitações destes e a correta estimação da fluência com envelhecimento de argamassas de alto desempenho (microconcretos). Novas técnicas de caracterização viscoelástica por meio de ensaios viscoelásticos dinâmicos, em vez de estáticos, usarão uma faixa de solicitações senoidais de baixa e altas frequências que reduzirá consideravelmente o tempo dos experimentos, passando de meses para cerca de horas. O uso de ensaios dinâmicos será possivel com o desenvolvimento de uma metodologia de interconversão entre funções viscoelásticas, em que a função fluência dinâmica passará por uma sequência de transformações, de acordo com a teoria matemática da viscoelasticidade, até a determinação final da função fluência considerando o envelhecimento. A relação constitutiva de fluência e envelhecimento proposta será implementada, verificada e validada como UMAT (User Material) do software comercial Abaqus, e simulações 3D da mesoescala de concretos compostos por diferentes gradações de agregados graúdos e a argamassa caracterizada serão realizadas de modo a se estimar curvas de fluência de concretos em várias idades. Espera-se com este projeto, o desenvolvimento de uma metodologia inovadora para a determinação eficiente de relações constitutivas fundamentais de fluência e relaxação, considerando o envelhecimento, por meio de caracterização experimental acelerada e modelagem numérico-matemática dos resultados. Além disso, é esperada a avaliação dos efeitos de polímeros superabsorvente e incorporação de nanossílica nas características constitutivas de fluência e relaxação para o estado sólido. Por tratar-se de técnicas inovadoras, espera-se com esta pesquisa contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico de concretos de alto desempenho, possibilitando, assim, seu uso mais racional pela indústria da construção civil propiciando estruturas com melhor custo-benefício econômico.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Ferreira de Sousa

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • crescimento e caracterização de cristais de ácidos carboxílicos e fármacos de interesse para indústria
  • Ácidos graxos são compostos que têm grande interesse biológico. Eles são os principais constituintes de membrana celular de reinos animal e vegetal. A partir do ponto de vista físico-químico, eles são materiais que apresentam propriedades interessantes, tais como alta capacidade calorifica e entalpia associada à fusão, estocagem de energia e mudança de fase estável. Adicionalmente, o polimorfismo em ácidos carboxílicos é outra propriedade importante, o qual está relacionado com diferentes caminhos de empacotamento das moléculas que constituem o cristal durante o processo de cristalização. Particularmente, as propriedades estruturais desses ácidos ainda foram investigadas em detalhes e seu polimorfismo ainda é uma questão em aberto. Por outro lado, nós pretendemos estudar dois fármacos conhecidos mundialmente, neste caso são o L-ácido ascórbico (L-AA) e a azitromicina. O L-AA é conhecido popularmente como vitamina C e é um componente essencial na dieta humana, sendo responsável por um grande número de reações bioquímicas, as quais são responsáveis pelo sistema imunológico. Os efeitos protetivos são muito variados, somente para citar um exemplo sobre o efeito anti-oxidante em distúrbios neurológicos, sua ausência pode causar danos no corpo humano induzindo a vários tipos de doença, tais como acidente vascular cerebral, isquemia, convulsões epiléticas. Com relação à azitromicina, ela é um antibiótico semi-sintético usado em larga escala contra doenças infeccionas como toxoplasmose e criptosporidiose, por exemplo. Ele pertence a uma classe de antibióticos chamados de azalides, sendo derivado da eritromicina A. Por isso, nós pretendemos crescer novas polimórficas de cristais de ácidos carboxílicos, bem como de cristais de L-AA e azitromicina através do método de evaporação lenta do solvente orgânico. Portanto, nós investigaremos a estabilidade estrutural e vibracional desses cristais usando difração de raios X e diversas técnicas espectroscópicas, os quais serão submetidos a condições não ambientes com diferentes temperaturas e pressões. Para usos farmacêuticos, é importante conhecer a estrutura conformacional desses compostos em solução e na fase cristalina, e a estabilidade térmica também para tal fim. Como mencionado acima, os compostos deste estudo apresentam polimorfismo e estudos estruturais e vibracionais em função de temperatura e pressão são muito importante para pesquisa de materiais e aplicações industriais.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Gil Coury

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • design e produção de ligas de alta entropia com alta resistência mecânica e tenacidade assistida por métodos computacionais
  • Ligas de Alta Entropia (LAE) são materiais que apresentam uma flexibilidade composicional muito grande o que proporciona a estas ligas uma vasta gama de propriedades. Neste projeto de pesquisa é proposto projetar diferentes LAE que combinam alta resistência mecânica e tenacidade usando um sistema computacional de design de ligas que conciliam: (1) Previsões termodinâmicas usando CALPHAD (Thermo-Calc®), (2) cálculos de alto rendimento de limite de escoamento em LAEs e (3) predição de mecanismos de deformação. As ligas que serão selecionadas por este sistema serão produzidas e testadas mecanicamente para validar as previsões e para verificar se o método é efetivo para realizar o design de LAEs com boa resistência mecânica e tenacidade. Diferentes técnicas de caracterização microestrutural serão empregadas para validar as previsões termodinâmicas e verificar os mecanismos de deformação encontrados. Ao final do projeto, espera-se identificar novas LAE com boa combinação de resistência mecânica e tenacidade.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Gildemir Ferreira da Silva

Engenharias

Engenharia de Transportes
  • proposição de modelos de produção e custo para caracterização das propriedades econômicas e regulação de concessões ferroviárias brasileiras
  • A literatura científica de transportes sugeria que haveriam ganhos significativos ao se substituir empresas públicas por privadas. Presumia-se que a desconcentração e ampliação de competitividade intermodal melhoria, significantemente, a produtividade dos transportes. Atualmente o estado brasileiro se preocupa em avaliar a renegociação dos contratos das concessões via revisão dos contratos. Neste contexto, o que nos primórdios das concessões não era possível em vista de dados escassos, pouca experiência empírica em concessões e teoria econômica em desenvolvimento, pode ser investigado com maior rigor científico após esses aproximadamente 20 anos de experimentação. Esta pesquisa se propõe a avaliar a produção e custo do transporte por ferrovia no Brasil, analisando o setor enquanto Indústria de Rede, estudando: produção, produtividade, eficiência, subaditividade de custo, economias de densidade, economias de escala, compatibilidade entre ferrovias, impactos na produção e produtividade de ferrovias por ações regulatórias e fusões entre empresas ferroviárias. Partindo-se de abordagens já aplicadas internacionalmente como benchmarking, que serão descritas na revisão bibliográfica, serão ampliados métodos e técnicas de análise, em particular para o caso de mensuração da subaditividade de custo, economias de densidade e de escala, sendo esperado como produto adicional levantar aspectos relativos a interação entre ferrovias distintas e entre ferrovias e portos. Assim, o trabalho propõe investigar profundamente aspectos econômicos não investigados até o momento e ampliar abordagens empíricas, sendo os resultados passíveis de utilização pública em regulação e proposição de políticas públicas.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Heber Lacerda de Oliveira

Engenharias

Engenharia Civil
  • estudo do conforto ao rolamento por meio de sensores de smartphones para sistemas de gerência de pavimentos urbanos
  • O uso de sensores presentes em smartphones acoplados a veículos para obtenção de dados relativos a conforto ao rolamento vem se mostrando uma opção razoável, devido a seu baixo custo e alta produtividade, em sistemas de gerencia de pavimentos urbanos (SGPU). A correta interpretação dos outputs e o desenvolvimento de modelos eficientes que relacionem acelerações, orientação e localização geográfica contribuem para a melhoria das técnicas de manutenção adequadas economizando tempo, dinheiro, recursos humanos e materiais. Nesse sentido, o objetivo geral deste projeto de pesquisa é desenvolver um processo para coleta de dados da condição de pavimentos urbanos no que tange ao conforto ao rolamento dos veículos a partir dos sensores dos smartphones e traduzi-los em plataforma de gerenciamento de dados para facilitar o processo de tomada de decisão das atividades de manutenção das vias urbanas.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Henrique de Oliveira

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • dispositivos de baixo custo aplicados à maximização da resiliência de comunidades e edificações expostas às inundações e enchentes urbanas frequentes
  • A falta de informações geoespaciais e cadastrais bi e tridimensionais (em nível de detalhes) sobre os municípios brasileiros culmina no desconhecimento sobre o território e na sua dinâmica. De modo especial o lapso cartográfico somado a fragilidade metodológica e histórica na coleta e análise espacial de dados alfanuméricos sobre o comportamento resiliente da sociedade frente aos eventos naturais, desencadeia no desconhecimento sobre os potenciais instrumentos de maximização à resiliência aos desastres ambientais, tais quais as enchentes e as inundações. O município de Itajai (SC) configura-se em um caso emblemático nesse contexto, uma vez que é acometido, regularmente, por episódios de cheias e inundações devido à sua organização espacial e às dinâmicas naturais do Rio Itajaí. A recorrência dos episódios na área caracteriza uma situação de permanente adaptação e convivência da população com esses eventos, e uma necessidade de garantir que os desastres sejam menos danosos, a cada ocorrência. O reconhecimento da condição de resiliência dessa população tem o potencial de direcionar medidas de adaptação e mitigação dos efeitos das enchentes e inundações futuras, auxiliando a população a “conviver com o risco” e estar preparado para o desastre. Da mesma forma, tal reconhecimento dá suporte às ações de organização e reorganização espacial, e às ações de gestão de riscos e desastres (políticas públicas), ambos de competência municipal. Nesse contexto, o objetivo desse projeto é desenvolver/adaptar dispositivos (aparatos) para mitigar e controlar os efeitos danosos de enchentes e/ou inundações urbanas nas residências a partir da mensuração da resiliência das comunidades (pessoas) e das edificações. Considerando a viabilidade de aplicação, e a relevância da problemática da região, considera-se como área de estudo o município de Itajaí – SC. O método de pesquisa se estabelece a partir das seguintes etapas: 1) aplicação de procedimentos técnicos para a coleta de dados geográficos em grande escala (realizados através de mapeamento por Drone); 2) mapeamento cadastral territorial bi e tridimensional (embasado no conjunto de diretrizes do Cadastro Territorial Multifinalitário, estabelecida pelo Ministério das Cidades - Diretriz 511/2009); 3) desenvolvimento e aplicação de metodologia para diagnosticar e caracterizar a resiliência da comunidade e das edificações frente as enchentes e inundações; 4) desenvolvimento, adaptação e instalação de dispositivos/aparatos de maximização da resiliência de edificações aos episódios de enchentes e inundações, considerando a experiência/técnica e eficiência já mensurada pela equipe inglesa liderada pelo Prof. David Proverbs (Birmingham City University) e o baixo custo de manufatura a partir de materiais nacionais; 5) avaliação quali-quantitativa da metodologia de diagnóstico de resiliência/desempenho dos dispositivos instalados; e 6) da elaboração de orientações técnicas para a readequação construtiva de edificações em cenários de risco semelhantes e orientação pedagógica para caracterizar a mudança comportamental de hábitos da população local frente aos eventos (pré - durante e pós). Para além do material científico e técnico produzido, com aplicação local e delineamento de uma metodologia que pode ser aplicada em outros contextos, o projeto permitirá a divulgação das instituições envolvidas, e a integração de ações entre os grupos de pesquisa da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), a Birmingham City University (BCU-Inglaterra), a Secretaria de Estado da Defesa Civil de Santa Catarina (SDC) e a Secretaria de Estado do Planejamento de Santa Catarina (SPG). A troca de experiências internacional se dará especificamente por meio do desenvolvimento de metodologia nacional para construção e adaptação de aparatos e dispositivos de baixo custo que já apresentam eficiência prévia na Inglaterra, e tem a finalidade de mitigar os danos causados pelos fenômenos ambientais supracitados. Espera-se, por fim, realizar o patenteamento dos dispositivos desenvolvidos, a construção conjunta de novas propostas de pesquisa e a plena integração entre os experts ingleses com a equipe técnica brasileira, bem como a escrita e divulgação científica do sucesso dos resultados obtidos em revistas internacionais e nacionais de alto impacto científico.
  • Universidade do Estado de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Inacio Pinkusfeld Monteiro Bastos

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • revisão integrativa acerca da testagem rápida para o hiv e das ações de promoção da saúde relacionadas ao hiv/aids na população de travestis/mulheres trans e homens que fazem sexo com outros homens no brasil
  • Em dezembro de 2014, o The Joint United Nations Programme on HIV/AIDS (UNAIDS) estabeleceu novas metas para a ampliação do tratamento do HIV, e lançou a estratégia de Agilização da Resposta ao HIV, que busca mobilizar esforços nos países signatários para que se alcance o fim da epidemia de AIDS até 2030, de acordo com o proposto pela agenda dos objetivos/metas de desenvolvimento do milênio (Agenda 2030). Na ocasião, a UNAIDS estabeleceu como meta que a estratégia conhecida como 90-90-90 seja atingida até 2020, o que significa ter pelo menos 90% das pessoas que estão vivendo com HIV diagnosticadas, 90% dos diagnosticados em tratamento antirretroviral e 90% das pessoas em tratamento com carga viral indetectável. No Brasil, assim como na maior parte dos países ocidentais atualmente, a epidemia de HIV/AIDS é concentrada, ou seja, apresenta uma maior prevalência entre determinadas populações do que na população geral. Tais populações são consideradas populações-chave para o HIV, e dentre elas estão: homens que fazem sexo com homens, usuários de drogas injetáveis, pessoas privadas de liberdade, trabalhadores do sexo e travestis/mulheres transexuais. Neste sentindo, estratégias para viabilizar o diagnóstico da infecção pelo HIV nestas populações são de extrema importância, uma vez que este é o primeiro passo para o tratamento dos infectados, e, consequentemente a obtenção de carga viral indetectável. No Brasil, além dos testes laboratoriais convencionais para detecção do HIV, desde a década de 1980 o teste rápido e o aconselhamento para têm sido importantes estratégias para diagnóstico e assistência, sendo muita das vezes a porta de entrada para o sistema de saúde. No entanto, as populações-chave para o HIV enfrentam ainda barreiras legais, sociais, que aumentam sua vulnerabilidade ao HIV e que dificultam seu acesso a programas de prevenção, testagem e tratamento. Em relação à promoção da saúde, a literatura aponta para discriminação como importante fator relacionado ao acesso (ou à falta de/deficiência de) e envolvimento das populações-chave com ações deste tipo, apontando para necessidade de ações especificamente desenhada para cada população alvo. Historicamente sabe-se da importância do envolvimento da sociedade civil e organizações não governamentais (ONG) no enfrentamento da epidemia do HIV/AIDS no Brasil. Muitas das ações de acesso a testagem rápida, promoção à saúde e prevenção realizadas nos últimos anos no país pelo governo federal são desenvolvidas em parceria com a sociedade civil e ONGs. Estas ações, embora sejam largamente divulgadas entre as populações alvo, não constam de publicações científicas tradicionais, mas sim de relatórios internos e/ou de notícias na mídia. Desta forma, tais ações acabam não sendo incluídas, por exemplo, em estudos de revisão sistemática tradicionais. Embora saiba-se que os estudos de revisões sistemáticas e meta-análises são considerados os que apresentam o melhor nível de evidência científica, e tenham embasado as práticas da medicina baseada em evidências (assim como em outras áreas de assistência clínica em saúde), a literatura científica sobre as evidências de intervenções clínicas não dão conta de atender às demandas por evidências científicas que embasem tomadas de decisão no campo da saúde pública. A medicina baseada em evidências se respalda em estudos de procedimentos médicos e produtos farmacêuticos que geralmente se valem dos resultados de ensaios clínicos randomizados. Já as intervenções em saúde pública geralmente se baseiam em estudos transversais, desenhos quase-experimentais e análises de séries temporais, e por vezes carecem de um grupo de comparação, portanto exigem mais cautela na interpretação dos resultados em contexto. Frequentemente, estudos clínicos randomizados (ECR) não são aplicáveis a determinadas intervenções, como programas de troca de agulhas e seringas, por razões éticas, operacionais e técnicas. Além disso, ECRs não necessariamente se traduzem em indicadores precisos quando são avaliados em condições realísticas em saúde pública. Desta forma, desde a década de 1990 o conceito de Saúde Pública baseada em evidências (do inglês Evidence-Based Public Health –EBPH), vem se consolidando e apoiando gestores, tomadores de decisão, população e pesquisadores, sobre o uso das melhores evidências científicas vigentes na tomada de decisões sobre os cuidados de saúde Neste quesito, a Revisão Integrativa tem disso indicada como inovação no campo da produção de evidências científicas em saúde pública, pois, atende a um dos direcionamentos da EBPH, ao integrar a síntese de evidências quantitativa e qualitativa, além de apresentar um escopo de revisão maior pois permite a inclusão e análise não só dos estudos científicos indexados em base de dados como também dos dados e informações da literatura cinzenta, tendo portanto um importante papel no fomento da prática baseada em evidência. Sendo assim, pretende-se nesta proposta realizar uma revisão integrativa, utilizando inventário de informações oriundas de estudos científicos disponíveis em bases de dados indexadas, bem como de ações de iniciativa pública ou privada (relatórios de projetos financiados pelo governo, ações realizadas por ONGs e etc), de forma a compreender como se dão as ações de testagem rápida e promoção da saúde direcionadas a população de HSH e travestis e mulheres trans no país, elencado barreiras, limitações e sucessos no intuito de subsidiar políticas públicas direcionadas a estas populações. Esta estratégia permitirá analisar achados de evidências científicas robustas complementados por informações de práticas oriundas de iniciativas independentes, tornando o seu resultado mais palatável e de prático reconhecimento e aplicação por parte dos gestores de saúde.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 03/02/2020-28/02/2023
Foto de perfil

Francisco Jaime Bezerra Mendonca Junior

Ciências da Saúde

Farmácia
  • planejamento, síntese, avaliação farmacológica e estudo farmacocinético de novos 2-aminotiofenos candidatos a fármacos leishmanicidas.
  • A presente proposta apresentada no âmbito da chamada Universal do CNPq - faixa B, visa o desenvolvimento através de uma rede de pesquisadores da UEPB, UFPB, UFAL, UFPI, UNESP e UFMT, através do uso de ferramentas do planejamento racional de fármacos de um novo candidato a fármaco para tratamento das leishmanioses que possa ser administrado por via oral. A motivação desse projeto surgiu após a recente descoberta por parte de nosso grupo de pesquisa da potente atividade leishmanicida in vitro, e in vivo mesmo quando administrado por via oral, de derivados híbridos contendo os scaffolds 2-amino-tiofênicos e indol. A grande eficácia em inibir as duas formas evolutivas promastigotas e amastigotas, a baixa toxicidade in vitro e in vivo, a promoção da redução da carga parasitária, a biodisponibilidade por via oral, associado à relativa facilidade sintética fornecem indicativos promissores para o sucesso desse projeto, que também se justifica devido ao fato de existirem para essa doença pouquíssimas opções de tratamento, que são feitos com drogas antigas (cujo uso prolongado causou seleção natural e o surgimento de cepas resistentes) de eficácia questionável, de toxicidade elevada, de alto custo; com tratamentos longos, e administrados sob a forma injetável requerendo internação dos pacientes, o que diminui consideravelmente a adesão ao tratamento. Nesse contexto, objetivamos obter por via sintética, através do uso de estratégias do planejamento racional de fármacos, novos protótipos candidatos a fármacos leishmanicidas contendo os scaffolds 2-amino-tiofênicos e indol que sejam ativos por via oral, avaliar o potencial leishmanicida in vitro e in vivo considerando parâmetros de eficácia, segurança, assim como investigar os prováveis mecanismos de ação, e identificar os protótipos com melhor perfil de atividade para submetê-los a ensaios de metabolismo in vitro e farmacocinética in vivo. Para tanto nos propomos a sintetizar novos protótipos candidatos a fármacos leishmanicidas através de técnicas de modificação molecular de protótipos, e selecionados através de metodologias Planejamento Racional de Fármacos Auxiliado por Computador (Computer-aided drug design, CADD)), realizar ensaios biológicos in vitro e in vivo para avaliação da eficácia frente a L. amazonensis, da segurança, e dos prováveis mecanismos de ação; realizar estudos de SAR e QSAR através de ferramentas de computer-aided drug design (CADD) com vistas a proposição do provável farmacóforo; e realizar estudos farmacocinéticos in vitro (quantificação dos analitos por LC-MS, investigação dos produtos de degradação ou metabólitos, incubação e em microssomos, quantificação em plasma) e in vivo por via oral para determinação dos principais parâmetros farmacocinéticos. Espera-se que ao fim dessas etapas, tenhamos pelo menos 1 (um) novo protótipo candidato a fármaco com biodisponibilidade oral, com potencial aplicação terapêutica, que possa ser enviado para estudos clínicos, e utilizado no futuro como alternativa terapêutica para as Leishmanioses.
  • Universidade Estadual da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco José Albuquerque de Paula

Ciências da Saúde

Medicina
  • aplicação da ressonância magnética para estudo quantitativo da microarquitetura óssea e sua relação com o acúmulo de gordura muscular e óssea no diabetes mellitus tipo 2
  • A fragilidade óssea recentemente foi reconhecida como uma das complicações do diabetes mellitus tipo 2 (DMT2). A massa óssea no DMT2 é normal ou elevada quando comparada com um grupo controle. Desta forma, a fragilidade óssea pode estar relacionada com prejuízo na qualidade óssea. A densitometria óssea, mesmo sendo o padrão ouro de avaliação da massa óssea, não revela parâmetros de qualidade óssea. Assim, torna-se necessário explorar outras ferramentas capazes de inferir parâmetros de qualidade óssea. Diversas evidências indicam que no DMT2, os tecidos muscular e adiposo apresentam alterações funcionais e estruturais, as quais são determinantes do aparecimento de complicações crônicas micro e macrovasculares. Em particular, a deposição ectópica de lipídeos é geradora de resistência insulínica e inflamação tecidual. Os tecidos muscular e adiposo também têm importante papel no desenvolvimento e manutenção da massa óssea. Atualmente, ainda está por ser elucidado o papel que a resistência insulínica, bem como as alterações musculares e do tecido adiposo exercem na osteopatia no DMT2. A ressonância magnética é uma metodologia versátil capaz de medir quantitativamente a adiposidade presente nos mais diversos tecidos, incluindo a medula óssea e o tecido muscular. Além disto, a ressonância magnética é também uma ferramenta alternativa, para avaliação da microarquitetura óssea. A adiposidade da medula óssea é um fator que vem sendo estudado como parâmetro que se correlaciona negativamente com a massa óssea, como por exemplo na anorexia nervosa e osteoporose associado ao envelhecimento. No entanto, ainda são escassos os dados de adiposidade da medula óssea em obesos e diabéticos do tipo 2. Desta forma, a presente proposta de estudo objetiva avaliar se existe relação entre a deposição ectópica de gordura em tecido muscular com a quantidade de tecido adiposo da medula óssea, assim como com a massa óssea e parâmetros estruturais do tecido ósseo em pacientes com DMT2. Para tanto, exames de densitometria óssea serão utilizados para avaliação de massa óssea e ressonância magnética será empregada para avaliação de gordura em osso axial (terceira vertebra lombar) e periférico tíbia proximal por meio de espectroscopia de 1H. A ressonância magnética será também utilizada para avaliação quantitativa da estrutura óssea. Serão realizados exames bioquímicos para identificar alterações dos fatores secretados por estes sistemas.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Jose de Paula Filho

Outra

Ciências Ambientais
  • biogeoquímica de metais traço em estuário sob clima semiárido: contribuição para monitoramento das mudanças ambientais no delta do rio parnaíba.
  • Os metais traço têm atraído interesse científico significativo devido à sua ampla dispersão no meio ambiente, proveniência de uma variedade de fontes naturais e antropogênicas, e sua toxicidade para biota e humanos. Estudos em bacias de drenagem e áreas costeiras da região NE do Brasil, mostraram que as emissões antrópicas de alguns metais traço ultrapassam as emissões naturais em uma ordem de magnitude e estas cargas adicionais podem alterar a qualidade da água estuarina (TERRA et al., 2007; CUNHA et al., 2010; PAULA et al., 2010; De PAULA FILHO et al., 2014; 2015a,b). Nesse contexto, o Delta do Rio Parnaíba, apresenta uma importância ecológica única para conservação de animais silvestres e dos recursos pesqueiros na costa Atlântica semiárida do NE do Brasil. Sua relevância, suscitou a criação da Área de Proteção Ambiental, entre os Estados do Piauí, Maranhão e Ceará. Nesta região, a preservação e o correto gerenciamento dos recursos hídricos compreendem dimensões fundamentais para o adequado suporte das condições de vida das populações e para a manutenção das atividades econômicas instaladas. Assim, a presente proposta tem como área de estudo a bacia litorânea do rio Parnaíba, em sua interface continente-oceano. Como em outras bacias ao redor do globo, o aporte antrópico de metais traço tem se intensificado a partir da expansão urbana e do uso de fertilizantes e outros insumos químicos empregados nas atividades agropecuárias (De PAULA FILHO et al., 2012; 2015a,b). Alterações nas concentrações naturais podem modificar o equilíbrio dos ecossistemas aquáticos na interface Continente-Oceano com a intensidade das práticas humanas (De PAULA FILHO et al., 2015b). No âmbito de projetos em rede de colaboração (ex. INCT-TMCOcean proc. Nº CNPq 573601/2008-9 e PRONEX/FUNCAP/CNPq proc. nº PR2­0101­00052.01.00/15) e como bolsista de produtividade regional (BPI/FUNCAP, proc. nº BP3-0139-00276.01.00/18), o proponente vem conduzindo pesquisas no campo da Biogeoquímica de metais traço em bacia continental e na costa Atlântica semiárida do Brasil, notadamente na bacia do rio Parnaíba e seu Delta (PAULA et al., 2010; De PAULA FILHO et al., 2014; De PAULA FILHO et al., 2015b). De Paula Filho, et al. (2014), estimaram as cargas naturais e antrópicas dos metais traço Zn, Cu, Pb, Cr, Cd e Hg, na bacia inferior do rio Parnaíba, através do uso de fatores de emissão. De Paula Filho, et al., (2015b), estabeleceram o Background geoquímico regional para os metais Zn, Cu, Pb, Cr, Mn, e Fe e utilizou outros critérios geoquímicos como o índice de geoacumulação (Igeo) e o fator de enriquecimento (EF) para a caracterização quantitativa de contaminação por metais no Delta do Parnaíba. A publicação destes estudos possibilitou prover a comunidade científica, gestores ambientais e a sociedade, deconhecimentos prévios para melhor compreensão e capacidade de previsão necessária na avaliação, antecipação e resposta às pressões e impactos que determinam as mudanças ambientais sobre a interação continente-oceano e suas consequências para o bem-estar social no litoral brasileiro. Apesar dos avanços científicos, estudos integrados que relacionem a quantificação das frações geoquímicas, aportes e fluxos continente-oceano, bem como seu acúmulo/liberação no ambiente estuarino do Delta do Parnaíba são ainda escassos, sendo fundamentais para compreensão dos mecanismos biogeoquímicos que ali ocorrem. Esta situação reflete a necessidade de uma visão holística da bacia hidrográfica na avaliação da escala dos problemas ambientais, com o objetivo de fornecer um quadro científico mais adequado para a gestão dos impactos das atividades humanas para esse setor do litoral. Faz-se, portanto, necessária uma nova etapa de pesquisas visando atualizar e calibrar as estimativas de cargas de metais para a bacia, bem como avaliar as possíveis mudanças nos fluxos destes materiais do continente para o oceano, numa frequência sazonal, com ênfase na especiação geoquímica e no comportamento biogeoquímico destas espécies químicas para balizar ações de planejamento e preservação. No mesmo sentido, ainda faltam estudos mais abrangentes com maior alcance espacial e temporal, permitindo ampliar a nossa compreensão sobre os processos biogeoquímicos que governam a dinâmica dos metais traço sobre o enriquecimento das águas e sedimentos costeiros. A integração de diferentes fermentas analíticas e técnicas geoestatísticas de interpretação de dados irão dar suporte a pesquisa. Técnicas clássicas para caracterização de água e sedimentos serão aliadas a técnicas instrumentais por espectrometria por massas com fonte de plasma, espectrometria por absorção atômica de chama, Difração e Fluorescência de Raios X e Microscopia Eletrônica de Varredura/Espectrometria de Energia Dispersiva. Serão investigados o regime hidrodinâmico e o transporte de sedimentos em suspensão nos canais estuarinos através do uso de um Perfilador acústico de correntes por efeito Doppler e de uma sonda tipo CTD(conductivity/temperature/depth). Espera-se: 1) quantificar fluxos e identificar os principais mecanismos atuantes na exportação de metais traço para a costa do Delta do rio Parnaíba, sazonalmente e em ciclos de maré; 2) quantificar as espécies biodisponíveis de metais e entender os processos biogeoquímicos de transporte, acumulação e exportação das frações geoquímicas na zona de mistura estuarina e nas fácies deposicionais no gradiente estuarino; 3) Atualizar o inventário de fontes, estimar e calibrar as cargas de metais traço; 4) Contribuir para a diminuição das desigualdades regionais no que tange a fixação e formação de recursos humanos e desenvolvimento científico da região nordeste do Brasil; 5) Difundir os conhecimentos gerados através de mecanismos acessíveis a sociedade em geral, promovendo um avanço na educação em ciência; 6) Criar mecanismos para interação e sinergia com o setor produtivo e governamental, subsidiando políticas públicas e o desenvolvimento regional sustentável
  • Universidade Federal do Cariri - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco José Lima Aragão

Ciências da Saúde

Odontologia
  • resistência a mosca branca mediada por rna interferente em feijoeiro
  • Vide projeto anexo
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 29/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Francisco José Lima Aragão

Ciências Agrárias

Agronomia
  • resistência a mosca branca mediada por rna interferente em tomateiro expressando dsrnas do gene de uma v-atpase
  • Mosca branca (Bemisia sp) é uma importante praga para muitas culturas (tais como tomate, soja, feijão, algodão) em várias partes do mundo, em especial nas regiões tropicais. Além de causar danos como um inseto sugador, mosca branca é um importante vetor de vírus para muitas espécies cultivadas. O método de controle mais empregado pelos agricultores é o químico. No entanto, o desenvolvimento de resistência aos inseticidas disponíveis tem tornado o controle de mosca branca muito difícil na maioria das regiões do Brasil e do mundo. A natureza invasora da mosca branca e sua alta taxa de reprodução fazem com que o inseto se torne rapidamente resistente a diversos inseticidas. Dada a importância do tomateiro para o Brasil e as dificuldades do controle de mosca branca nessa cultura, é fundamental que se encontre alternativas sustentáveis para o seu controle. Recentemente desenvolvemos uma estratégia baseada em HIGS (Host-Induced Gene Silencing), na qual plantas podem ser modificadas para expressar pequenos RNA (siRNA) que podem ser absorvidos pela praga. No inseto, esses RNA podem levar ao silenciamento de genes vitais, alterando o ciclo da praga, com o desenvolvimento de plantas mais tolerantes. Um dos genes-alvo que se mostraram importantes para ser utilizado nessa estratégia é o de uma ATPase vacuolar, clonado e caracterizado recentemente por nosso grupo. Com essa sequência, foi possível se fazer uma prova de conceito em alface geneticamente modificada para expressar dsRNA correspondentes a esse gene. Os resultados mostraram que essa estratégia foi muito efetiva. A população de mosca brancas que se alimentou em plantas de alface expressando esses siRNA foi rapidamente reduzida. Além disso, para uma postura de 300 ovos nas plantas controle, apenas se observou 20-30 ovos nas plantas de alface expressando v-ATPase-siRNA. Em adição, na geração seguinte, não houve sobrevivência de insetos adultos. O objetivo desse projeto é a geração de plantas transgênicas de tomateiro com essa estratégia. Além da geração de uma tecnologia importante para a cultura do tomateiro, poderá ser uma demonstração de que essa estratégia tem potencial para ser extrapolada para outras espécies, como a soja, o feijoeiro e algodoeiro.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco José Pegado Abílio

Ciências Humanas

Educação
  • educação ambiental em uma unidade de conservação no bioma caatinga - semiárido paraibano: do saber contextualizado à formação continuada de professores
  • A Formação Docente é um processo contínuo e precisa ser entendida como algo que faz parte dos diversos componentes relacionados à Escola. Nesse sentido investir em Projetos de Formação Continuada de Professores contextualizada para o ambiente Semiárido (região do Cariri da Paraíba) poderá contribuir para a ressignificação da práxis pedagógica. Esse projeto tem como objetivo geral desvelar princípios teórico-metodológicos para a efetivação de uma Educação Ambiental (EA) contextualizada para o Bioma Caatinga a partir de processos de formação continuada de professores. A abordagem metodológica será qualitativa e utilizar-se-á os pressupostos da Pesquisa Colaborativa. Para a implantação do projeto, que terá a duração de 36 meses, será levantado o conhecimento sobre a biodiversidade do Bioma Caatinga e a importância da RPPN Fazenda Almas na conservação desta biocenose, tendo como foco Professores de escolas da zona urbana e rural do município de São José dos Cordeiros – PB, em média 37 atores sociais, assim como orientar e fornecer suporte teórico e prático a estes atores sociais (totalizando 36 vivências pedagógicas), contribuindo tanto para a melhoria das condições do processo ensino aprendizagem no âmbito escolar, como para o exercício da pesquisa e da cidadania. Durante o desenvolvimento das atividades previstas neste projeto pretende-se contribuir para uma EA crítica/reflexiva colaborando para a formação continuada de professores, com ênfase em estudos na RPPN Fazenda Almas, assim como buscaremos contribuir para que estes professores se tornem membros dinamizadores da necessária Conservação da biodiversidade deste bioma.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Kennedy Silva dos Santos

Ciências Humanas

Geografia
  • aprendizagem geográfica na docência em geografia e as redes digitais na educação básica
  • Esta pesquisa, intitulada Aprendizagem Geográfica na Docência em Geografia e as Redes Digitais na Educação Básica insere-se no campo das investigações que elegem o ensino de Geografia e o uso das Redes Digitais como possibilidade de mediação pedagógica para a prática docente. A investigação visa compreender a mudança operada no trabalho docente dos professores de Geografia da educação básica, na rede pública estadual de Pernambuco no plano de suas representações diante da integração das Redes Digitais no ensino de Geografia, de suas atitudes diante desse novo modo de mediação pedagógica, de suas práticas pedagógicas na sala de aula para formação dos conceitos geográficos. Elegemos como principal problema: Como os professores de Geografia das escolas estaduais de tempo integral, localizadas no estado de Pernambuco, tem se apropriado das redes digitais no seu fazer pedagógico? O percurso metodológico se dará em duas fases, constituída de 4 etapas. Para cada fase adotaremos abordagens distintas (quantitativa e qualitativa), porém complementares, levando em consideração os objetivos e finalidades do estudo. Assim, utilizaremos dos seguintes procedimentos: a revisão bibliográfica e levantamento documental; aplicação de questionários com questões fechadas por meio do uso do survey; realização de entrevista semi-estruturada e de explicitação a partir de grupos focais e oficinas de saberes; e a observação não participante. Para análise e tratamento dos dados, optaremos pela a análise de conteúdos. Os dados serão tabulados, usando-se software específico de categorização que suporte métodos de pesquisa qualitativa e mista como o ‘NVivo’, onde serão produzidos tabelas e gráficos, que posteriormente serão analisados e categorizados, por meio da triangulação dos dados.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Francisco Linhares Fonteles Neto

Ciências Humanas

História
  • jesuíno brilhante o bandoleiro dos sertões do norte do brasil no século xix
  • O projeto de pesquisa ora apresentado tem como proposta realizar um estudo sobre o banditismo rural, um tipo de crime muito comum nas províncias do Norte do Brasil. Para atingir nossos objetivos, pretendemos explorar a fase mais famosa, porém menos estudada do fenômeno, nos referimos à segunda metade do XIX, período mais clássico em que aconteceu de forma endêmica, geralmente em momentos de crise, agudizados por brigas de famílias, disputas políticas ou pelas secas. Esse cenário foi propício para romantizar determinados bandoleiros, com suas ações monumentalizadas nas canções dos menestréis que ecoaram pelos sertões, na literatura naturalista, no folclore e na historiografia. De forma específica, nos dedicaremos ao bandoleiro Jesuíno Alves de Melo Calado, mais conhecido por Jesuíno Brilhante, e às suas ações praticadas nas províncias do Rio Grande do Norte, Ceará e Paraíba. Nosso intuito, entretanto, é fugir de uma visão cristalizada que o coloca em uma condição de “bom bandido” e revelar um outro Jesuíno pouco conhecido, mas muito mais humano.
  • Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022