Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adriano Maia dos Santos

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • implementação da política nacional de saúde integral de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (pnsi-lgbt) no estado da bahia
  • Trata-se de pesquisa que visa a “análise da implementação da Política Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (PNSI-LGBT) no estado da Bahia”. Para tanto, a investigação será realizada em três municípios do interior, eleitos por conveniência, por serem espaços de trabalho dos proponentes da pesquisa e, coincidentemente, importantes municípios do estado da Bahia: Vitória da Conquista, Jequié e Paulo Afonso. A pesquisa de cunho qualitativo dará foco na compreensão dos desafios da implementação da PNSI-LGBT na perspectiva estadual e seus desdobramentos em outras três cidades do estado. Porém, não serão estudos avaliativos dos municípios selecionados, pois busca-se a compreensão da política na perspectiva dos stakeholder (ativistas, militantes e usuários de serviços) e, também, de formuladores de políticas. Para tanto, busca-se a análise documental para debater a construção da agenda: disputas em jogo, contexto político e participação social na formulação da política de saúde. Além disso, serão realizadas entrevistas semiestruturadas com informantes-chave participantes diretos na formulação das políticas de saúde na Bahia e no âmbito nacional. Também, serão sujeitos do estudo, participantes do movimento LGBT com destaque na militância pelos direitos à saúde, no âmbito estadual e nos três municípios eleitos. Por fim, em cada um dos municípios serão realizadas entrevistas, também, com transexuais que relatem seus itinerários terapêuticos e, neste sentido, revelem as trajetórias que vivenciam no cotidiano para que se possa articular os elementos da política às narrativas de vivência concreta para acesso aos serviços de saúde. Para identificação de pessoas transexuais, será utilizada a técnica da “bola de neve” – snowball – por meio do “chain referral sampling techniques”. Nesta perspectiva, busca-se identificar as barreiras de acesso aos serviços de saúde e os percursos dentro e fora do sistema “formal” para obtenção do cuidado em saúde. Ressalta-se que os achados, além de indicarem os avanços e desafios para universalidade do Sistema Único de Saúde, servirão como marcadores da qualidade da atenção na perspectiva dos usuários. Por conseguinte, compreende-se o usuário do serviço enquanto indivíduo ativo no processo saúde-doença, que imprime suas escolhas e desejos na busca por cuidado e dessa forma, se constitui como agente imprescindível no planejamento de políticas de saúde e na organização dos serviços.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 29/10/2018-30/09/2021
Foto de perfil

Adriano Marcos Rodrigues Figueiredo

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • complexidade econômica em cadeias globais de valor: dinâmicas e tendências do desenvolvimento regional
  • A análise das cadeias globais de valor (CGV) tem sido importante para avaliar o posicionamento estratégico dos países e dos setores econômicos (TIAN et al, 2016) e como os setores econômicos têm se modernizado ou desenvolvido. Marcato e Baltar (2017) analisaram o progresso econômico e social associado às CGV. As diferenças entre os países ricos e pobres, e a discussão ainda presente de “centro-periferia” nas cadeias globais de valor têm apontado para a presença de maior complexidade econômica (CE) naqueles países centrais, ou mais ricos (CARDOSO e REIS, 2016). Questiona-se: de que modo a complexidade econômica está associada à participação nas cadeias globais de valor em regiões subnacionais? A hipótese de Cheng et al (2015) é que um posicionamento mais acima na CGV (setores mais a frente na cadeia, rumo ao consumidor final) e com maior complexidade econômica estão associados a maior parcela do país no valor adicionado da CGV. A análise da CE tem se desenvolvida em termos da diversidade e ubiquidade dos produtos nos fluxos internacionais de comércio, assim como em termos da estrutura setorial do emprego. Desta forma, busca-se compreender a interação entre as cadeias globais de valor relevantes para regiões subnacionais e as medidas de complexidade econômica baseadas em fluxos comerciais assim como em emprego gerado nos setores econômicos.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adriano Marim de Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • rede de laboratórios em bionanomanufatura
  • A Rede de Laboratórios em Bionanomanufatura e Materiais (BIONANO) do IPT consiste em uma iniciativa para viabilizar o desenvolvimento e aplicação de tecnologias em Micromanufatura, Nanotecnologia, Biotecnologia e Materiais Avançados de forma integrada e sustentável. Para o desenvolvimento de projetos de P&D e compartilhamento de sua infraestrutura com usuários externos, o BIONANO possui uma Política de Governança, que se apoia na estrutura básica formada pelo Comitê Gestor, pelo Comitê de Usuários e pela estrutura de Gestão da Informação, conjugada com apoio de instrumentos de fomento públicos e privados, além da inciativa de abertura do Instituto à comunidade externa por meio do IPT Open Experience.
  • Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Adriano Martimbianco de Assis

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • um olhar neuroenergético sobre a doença de alzheimer: o papel da lançadeira de lactato
  • A diminuição da expectativa de vida está relacionada com o aumento da incidência de doenças neurodegenerativas, tais como a doença de Alzheimer (DA). A DA é uma importante doença neurodegenerativa, pois é a principal causa de demência no mundo e ainda não existe um tratamento que pode impedir a sua progressão ou curar a doença. Desta forma, estudos adicionais são necessários para entender melhor esta doença, e permitir o progresso na busca de um tratamento. A DA é caracterizada inicialmente pelo acúmulo da proteína β-amilóide (Aβ) e do hipometabolismo hipocampal que evolui para morte neuronal, que se traduz clinicamente em perda de memória, declínio cognitivo e demência. A causa do aumento e deposição da proteína Aβ ainda é desconhecida, indicando a necessidade de uma melhor compreensão da ontologia da doença. Contudo, uma nova hipótese sugere que a diminuição do aporte energético cerebral causado pelo envelhecimento levaria a um aumento na competição neuronal por substrato, ocasionando na morte de muitos neurônios e consequentemente no aumento da formação de proteínas mal dobradas como a Aβ. Segundo esta hipótese, este seria o estágio inicial e pré-sintomático da DA. Recentes pesquisas demonstram que o lactato astrocitário pode ser transferido para os neurônios para sua metabolização. Este processo de interação astrócito-neurônio é conhecido como o sistema de lançadeira de lactato, e tem um papel muito importante no aporte energético cerebral principalmente em situações patológicas. O sistema de lançadeira de lactato é constituído de transportadores de monocarboxilatos (MCTs) localizados predominantemente nos astrócitos (MCT1 e 4) e neurônios (MCT2). Neste contexto, o objetivo deste projeto é analisar a influência do silenciamento gênico da expressão do transportador de monocarboxilato neuronal (MCT2) in vitro e in vivo sobre parâmetros clássicos da doença de Alzheimer. Alguns dos ensaios in vitro serão realizados por mim na Universidade de Lausanne na Suiça em parceria com o Prof. Luc Pellerin, através de um projeto financiado pela CAPES (Professor Visitante no Exterior Júnior - PVE Edital n° 45/2017 – Processo 88881.169978/2018-01). Em suma, a presente proposta tem um caráter inovador que visa investigar alterações neuroenergéticas precoces da DA com extrema relevância clínica. Durante o percorrer deste projeto, pretendo orientar uma dissertação de mestrado, uma tese de doutorado e duas orientações de iniciação cientifica, publicando 6 artigos em revistas científicas Qualis A. Todas as atividades científicas e educativas serão realizadas para promover o desenvolvimento do campo da neuroenergética no país contribuindo para área das Ciências Biológicas II (CBII) com a participação de estudantes de pós-graduação, bem como de iniciação científica, profissionais e pesquisadores.
  • Universidade Católica de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022