Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Washington Luis Conrado dos Santos

Ciências da Saúde

Medicina
  • desestruturacao da polpa branca e plasmocitose: potenciais mecanismos envolvidos na susceptibilidade e morte na leishmaniose visceral
  • Um dos principais problemas relacionado à leishmaniose visceral (LV) no Brasil é o surgimento de formas clínicas graves responsáveis por 5-20% dos óbitos associados à doença, mesmo na vigência do tratamento específico. Formas graves da LV humana e canina cursam com desorganização da polpa branca do baço e extensa substituição da celularidade normal da polpa vermelha por plasmócitos. O baço é um orgão linfoide responsável pela vigilância imunológica contra antígenos circulantes no sangue. Apesar do comprometimento do baço em todos os casos da LV e de sua regressão de tamanho ser considerado um marcador de resposta terapêutica, sabemos pouco a respeito do da contribuição da desestruturação esplênica para o agravamento da doença. Por exemplo, não sabemos de que forma a desestruturação do baço interfere com a resposta do hospedeiro à Leishmania? Ou que impacto tem a desestruturação de sítios de diferenciação e homing de células B de memória tem sobre a proteção contra infecções bacterianas. Não sabemos se as mudanças na celularidade esplênica muda o perfil de produção de citocinas no orgão favorecendo a susceptibilidade à Leishmania. Nosso grupo tem contribuído na busca de respostas para estas questões, utilizando cães naturalmente infectados como modelo de doença humana. Nesses estudos demonstramos que a atrofia e desestruturação do tecido linfoide esplênico estão associadas a marcadores de susceptibilidade à leishmaniose visceral. A desestruturação não atinge uniformemente os compartimentos do tecido linfoide. Há uma diminuição do número de células dendríticas foliculares nos folículos e o de células B na zona marginal associadas a uma diminuição na expressão de CXCL13, sugerindo disfunção no segmento mais terminal da alça de estimulação positiva [linfócito B] - [LT-alfa/beta] – [célula dendrítica] – [CXCL13] – [linfócito B], afetando a manutenção dos folículos linfoides. A desorganização do tecido linfoide cursa com progressiva plasmocitose, sugerindo a existência de uma diferenciação anômala de linfócitos B. Os linfócitos B estão envolvidos na defesa de seres humanos e cães contra infecções bacterianas e virais. São capazes também de modular a resposta de linfócitos T a uma variedade de antígenos. Nossa hipótese é de que a desorganização linfoide leva à diferenciação anômala de linfócitos B contribuindo para a progressão da leishmaniose visceral por favorecer a emergência de coinfecções e por desestruturar microambientes responsáveis pela cooperação celular na resposta imune a uma variedade de antígenos. Neste projeto acessaremos algumas destas questões através do estudo das alterações histológicas, mudanças nas populações celulares, alterações no perfil de produção de citocinas e especificidade dos plasmócitos em baços de indivíduos com formas graves de leishmaniose visceral, refratários ao tratamento convencional e submetidos a esplenectomia terapêutica. Contamos no momento com amostras de quatro pacientes obtidas nessa condição e temos em perspectiva de obtermos outras duas. Como controles utilizaremos baços obtidos de indivíduos submetidos à esplectomia por trauma, sem enfermidades adicionais. Sumário dos objetivos e metas deste projeto: Objetivos: 1- Definir as alterações histológicas mais relevantes em baços de seres humanos com formas graves de LV utilizando microscopia ótica convencional; 2- Definir as alterações nas populações leucocitárias mais relevantes em baços de seres humanos com formas graves de LV utilizando imunoistoquímica; 3- Definir na população de plasmócitos que se acumula no baço a proporção de células com especificidade para antígenos de Leishmania; 4- Definir as alterações no perfil de produção de citocinas mais relevantes em baços de seres humanos com formas graves de LV utilizando RT-PCR; 5- Examinar o perfil de produção de citocinas por plasmócitos esplênicos de seres humanos com formas graves da LV utilizando RT-PCR de plasmócitos microdissecados a laser do baço; 6- Formação de pessoal em pesquisa: 1 pós-doutorando, 2 doutores, 2 estudantes de iniciação científica. Finalmente, esse projeto integra-se na linha de pesquisa do nosso laboratório que visa a identificação de marcadores de progressão e morte na LV. Será desenvolvido no âmbito de uma rede de colaborações envolvendo laboratório do Centro de pesquisas Gonçalo Moniz (Fiocruz-BA), Hospital de Doenças Tropicais Nathan Portela (Teresina-PI) e Laboratório da Disciplina de Patologia de Moléstias Transmissíveis (Faculdade de Medicina, USP-SP). Como resultado direto da execução deste projeto, esperamos gerar conhecimentos sobre alterações teciduais associadas à gravidade e morte na LV que possam contribuir com a identificação de alvos terapêuticos e de definição de prognóstico da doença. Esperamos ainda contribuir com o entendimento dos mecanismos de alteração da diferenciação de linfócitos B comuns à LV e outras enfermidades inflamatórias crônicas de origem infecciosa ou autoimune, nas quais os plasmócitos tem importante participação nos infiltrados inflamatórios.
  • Fundação Oswaldo Cruz - BA - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Washington Soares Ferreira Júnior

Outra

Ciências Ambientais
  • quais fatores influenciam no conhecimento e na seleção de estratégias de tratamento ao longo do curso da doença em um grupo humano?
  • O que leva as pessoas na busca por tratamentos e a adotar estratégias de prevenção de doenças em sistemas médicos locais? Algumas evidências mostram que doenças percebidas pelas pessoas com alta frequência de ocorrência tendem a apresentar muitas plantas e animais medicinais para o seu tratamento. Uma explicação para isso pode estar ligada à experiência prévia que as pessoas possuem com essas doenças frequentes. O papel da experiência prévia tem sido destacado nos estudos de percepção de risco das pessoas sobre desastres ambientais. Isso sugere que o fato de uma pessoa não apresentar experiência prévia com a doença levaria a pessoa a adotar menos comportamentos preventivos e apresentar um menor conhecimento sobre as estratégias de tratamento (plantas medicinais e medicamentos de origem biomédica). Além disso, a busca por tratamentos pode ser bastante variada ao longo do curso de uma doença. Nesse caso, é também importante verificar se a frequência de ocorrência da doença, além de outros fatores ligados às características das doenças e dos moradores locais, afeta a seleção de tratamentos à medida que a doença avança. Para avaliar o papel da experiência prévia em sistemas médicos locais, e os fatores que afetam as decisões terapêuticas ao longo da doença, realizaremos um estudo em um grupo humano no nordeste brasileiro. Serão realizadas entrevistas individuais em que os participantes serão convidados a listar as plantas medicinais, os medicamentos de origem biomédica e as estratégias de prevenção que utilizam para cada doença indicada. Os participantes também serão convidados a informar a probabilidade de adquirir a doença no próximo ano após a realização da entrevista, a percepção de gravidade e o grau de preocupação em relação à doença. Será realizado um itinerário terapêutico para acompanhar famílias da comunidade ao longo de dois anos, registrando os eventos de doenças e as decisões terapêuticas tomadas em cada episódio. Também será realizada uma oficina participativa para obter informações sobre a percepção da frequência de ocorrência da doença. Esperamos que a experiência prévia com a doença seja o principal preditor do número de plantas, medicamentos conhecidos e do número de estratégias adotadas para prevenir a doença. Esperamos também que a frequência da doença seja importante em predizer o número de estratégias tomadas ao longo do curso da doença. Esse achado indicaria um importante mecanismo pelo qual as pessoas em um sistema médico direcionam suas estratégias de prevenção e tratamento de doenças e explicaria por que há uma grande riqueza de tratamentos para doenças com alta frequência de ocorrência em grupos humanos.
  • Universidade de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wayne Leonardo Silva de Paula

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • métodos não perturbativos em teoria quântica de campos: estrutura hadrônica e materiais bidimensionais.
  • Neste projeto de pesquisa pretendo desenvolver métodos não perturbativos em Teoria Quântica de Campos (TQC) para investigar problemas que são de interesse da Física de Hádrons e da Física da Matéria Condensada. Mais especificamente, me dedicarei aos seguintes temas principais: i) Estrutura tridimensional dos hádrons a partir da solução das Equações de Bethe-Salpeter (BS) e Dyson-Schwinger (DS) para o estado ligado de dois férmions na Eletrodinâmica Quântica (QED) e na Cromodinâmica Quântica (QCD); ii) explorar fenomenologicamente modelos Holográficos da QCD e iii) aplicar técnicas da TQC para descrever as propriedades eletrônicas do grafeno na presença de impurezas, defeitos e curvatura espacial. Gostaria de ressaltar que devido as propriedades eletrônicas peculiares ao grafeno, atualmente é possível vislumbrar uma conexão entre a TQC Relativística e a física de novos materiais, o que certamente levará a inovações tecnológicas no desenvolvimento de dispositivos nanoeletrônicos.
  • Instituto Tecnológico de Aeronáutica - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Weeberb João Réquia Júnior

Outra

Ciências Ambientais
  • inter-relação entre mudanças climáticas, qualidade do ar, queimadas, serviços ecossistêmicos e saúde da população brasileira
  • As condições atuais e algumas projeções indicam que o Brasil continuará tendo desafios ambientais, incluindo questões relacionadas às variações climáticas, ocorrência de queimadas, poluição atmosférica, gestão dos serviços ecossistêmicos e saúde da população. Este projeto visa o estudo da inter-relação dessas questões ambientais no Brasil. O estudo será dividido em 5 objetivos: i) Quantificar os efeitos das mudanças climáticas sobre a poluição do ar, queimadas e saúde da população no Brasil. ii) Quantificar os efeitos das queimadas na concentração de gases e partículas atmosféricas no Brasil. iii) Avaliar os impactos das variações espaço-temporais do clima, poluição do ar e queimadas na saúde da população brasileira. iv) Avaliar a relação entre serviços ecossistêmicos e clima, poluição do ar, queimadas e saúde. v) Consolidar os resultados das inter-relações entre mudanças climáticas, qualidade do ar, queimadas, serviços ecossistêmicos e saúde da população brasileira (resultados dos objetivos i, ii, iii e iv) visando a criação de indicadores ao desenvolvimento urbano sustentável para os municípios brasileiros. A proposta metodológica engloba diversos métodos quantitativos com foco em análise espaço-temporal, incluindo modelo aditivo generalizado para as análises do objetivo 1 e 2, geoestatística e Over-dispersed Poisson Regression para as análises do objetivo 3, machine learning para a análises do objetivo 4, e análise espaço-multicriterial para criação de indicadores de desenvolvimento urbano sustentável no objetivo 5. Toda a proposta metodológica já foi aplicada em estudos anteriores liderados pelo coordenador da presente proposta de pesquisa. O study design desta proposta de pesquisa está orientado para que os resultados decorrentes das abordagens quantitativas e espaço-temporais contribuam de forma efetiva com a produção e validação de indicadores de sustentabilidade urbana. Esses indicadores estão direcionados para a avaliação dos riscos de impactos climáticos relevantes para o setor ambiental, de planejamento urbano, de agricultura, de infraestrutura de transporte e de saúde pública.
  • Fundação Getúlio Vargas - RJ - Brasil
  • 15/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Weiliang Qian

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • um estudo de modelos hidrodinâmicos e a dualidade fluido/gravidade
  • A hidrodinâmica é amplamente aplicada em diversas áreas interdisciplinares. Em particular, o sistema quente e denso criado em colisões relativísticas de íons pesados é bem descrito por um fluido relativístico com pequena viscosidade. A dedução tradicional da equação hidrodinâmica é fortemente relacionada com conceitos físicos importantes, como por exemplo, a conservação de energia-momento, a segunda lei da termodinâmica, bem como a causalidade. Do ponto de vista microscópico, o modelo hidrodinâmico é uma teoria de campo efetivo que descreve o limite de comprimento de onda longo da teoria dinâmica correspondente em termos de expansão de gradiente. Nesse sentido, a dualidade fluido/gravidade fornece uma visão valiosa à hidrodinâmica. Neste projeto, propomos investigar a derivação e as propriedades das equações hidrodinâmicas associadas às teorias de gravidade modificadas. O estudo proposto tenta chegar a uma melhor compreensão do modelo hidrodinâmico, e em particular, implicações para a descrição hidrodinâmica de colisões relativísticas de íons pesados. Planejamos também continuar o desenvolvimento de um esquema numérico para equações diferenciais, bem como suas aplicações em vários sistemas físicos.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022