Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Charbel Nino El Hani

Ciências Biológicas

Ecologia
  • inct em estudos interdisciplinares e transdisciplinares em ecologia e evolução (in-tree)
  • A Plataforma Carlos Chagas apresentou instabilidades durante todo o processo de entrada dos dados, perdendo e misturando informações de diferentes campos (e.g. a ordem e as informações das metas), até o dia final da submissão. É fundamental que os árbitros examinem o arquivo PDF anexado, onde as informações do projeto estão colocadas de modo correto. Na plataforma, foram perdidos dados até o último dia, sendo impossível reorganizá-los a tempo de submeter a proposta. A concepção e proposta do INCT IN-TREE são aderentes aos objetivos e adequados aos requerimentos da Chamada. O IN-TREE visa produzir e investigar a produção de conhecimento inter- e transdisciplinar em ecologia e evolução a partir da interação entre pesquisadores e estudantes brasileiros e estrangeiros e setores da sociedade brasileira, como órgãos ambientais e escolas. Com isso, atuará na fronteira do conhecimento, impactando de modo relevante esses campos científicos e contribuindo para a solução de problemas nacionais em áreas consideradas estratégicas nas políticas públicas de meio ambiente, C&T&I, educação e extensão universitária, e relacionadas a pelo menos dois dos temas estratégicos do edital. O IN-TREE inclui 154 pesquisadores e técnicos ambientais (20 deles bolsistas PQ do CNPq) de 49 laboratórios de 11 instituições brasileiras, principalmente do Nordeste, vinculados a 26 programas de pós-graduação (dos quais 10 possuem conceito entre 5 e 7) e 45 pesquisadores estrangeiros de 14 países. Assim, a proposta contribuirá para reduzir desequilíbrios regionais do desenvolvimento científico e ampliar processo de internacionalização. A experiência e complementaridade de competências da equipe associada ao tema do IN-TREE torna a proposta competitiva nos contextos nacional e internacional e adequada às abordagens inter- e multidisciplinares necessárias à solução de problemas complexos. O proponente, bolsista Pq1B do CNPq, é membro da Academia Baiana de Ciências, do Comitê Assessor da área de Educação do CNPq e foi membro da Câmara Interdisciplinar da FAPESB. Com ampla experiência em atividades inter- e transdisciplinares, lidera projeto apoiado pelo Programa PRONEX CNPq/FAPESB, centrado na integração entre ecologia, modelagem, epistemologia e interação com a sociedade, e que representa a nucleação central da presente proposta. Aquele projeto levou, de 2009 a 2014, à produção de 86 artigos e capítulos de livros e ao registro de 9 softwares. A vice-coordenadora, bolsista Pq1D, também possui experiência na coordenação de grandes projetos com atuação inter e transdisciplinar. A Universidade Federal da Bahia é adequada para sediar o IN-TREE. Ela figura entre as 15 mais importantes do Brasil em rankings que consideram atuação em C&T&I e formação de recursos humanos. De 1980 a 2007, sua produção científica aumentou 11 vezes enquanto a média brasileira foi de 9 vezes. Em 2012 estudantes da UFBA receberam 12.041 bolsas acadêmicas. O Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Biomonitoramento da UFBA, com Mestrados Acadêmico e Profissional e Doutorado, conceito 6 da CAPES (o mais alto para o Norte e Nordeste na área da Ecologia) possui vínculo direto com o IN-TREE. A UFBA possui ainda um Núcleo de Inovação Tecnológica, cuja coordenadora participa deste INCT. Além disso, a UFBA entrará com uma contrapartida relevante para a implementação do INCT: além das instalações de 23 laboratórios (ca. R$ 1,15 milhão em instalações físicas) e de equipamentos e mobiliário num valor de cerca de R$ 2,39 milhões, fornecerá apoio técnico-administrativo ao INCT. A rede de laboratórios associados ao IN-TREE desenvolverá 13 projetos temáticos (PT), abordando questões de pesquisa na fronteira do conhecimento em ecologia e/ou evolução a partir de uma diversidade de abordagens, incluindo: (a) procedimentos empíricos (de laboratório e de campo; mensurativos e manipulativos) e teóricos (modelagem conceitual, matemática, computacional, estatística, evolutiva) com foco em métodos, substâncias/moléculas, genes, fisiologia, desenvolvimento, indivíduos, comportamentos, plasticidade fenotípica, populações, filogenias, interações ecológicas, comunidades, ecossistemas, propriedades dos ecossistemas, serviços ecossistêmicos, sistemas socioecológicos, e impactos; (b) métodos relacionados às áreas da epistemologia, ética, educação, sociologia, antropologia, comunicação e economia; (c) metodologias participativos relacionadas à interação com a sociedade. Além disso, serão desenvolvidos cinco projetos integradores (PI), transversais aos projetos temáticos, que estimularão as equipes dos PT a adorar perspectivas inter- e transdisciplinares nos campos da modelagem, epistemologia/ética, interação com sociedade, comunicação e inovação. Uma série de estratégias, que incluem a atuação do Comitê Gestor, o uso de tecnologias de informação e comunicação, seminários, estabelecimento de comitês interdisciplinares de orientação e promoção de cursos serão adotadas pelo IN-TREE para catalisar a atuação interdisciplinar e transdisciplinar dos laboratórios. O IN-TREE possui um conjunto de ações de interação da sociedade que, para além da divulgação e popularização da ciência, estabelecerão estratégias de envolvimento de setores da sociedade na produção de conhecimento voltado para a solução de problemas, contribuindo para a implementação de políticas públicas e para o desenvolvimento social. Conta ainda com um PI especialmente voltado à prospecção de produtos e processos do Instituto que configurem inovação tecnológica e para criação de uma cultura de proteção à propriedade intelectual e transferência de tecnologia. O orçamento e cronograma de execução apresentados são consistentes com as demandas para que se cumpram as 28 metas de curto, médio e longo prazo nos prazos previstos. A proposta apresenta um conjunto de indicadores de acompanhamento que permitirão aferir os impactos alcançados.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Charles dos Santos Guidotti

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • xiii mostra de ciências e do conhecimento de santo antônio da patrulha
  • A Mostra de Ciências e do Conhecimento de Santo Antônio da Patrulha (MCCSAP) é um movimento anual, de incentivo a meninos e meninas da Educação Básica para a atividade científica, cultural e tecnológica. Desde 2009 a MCCSAP assume um importante papel social, fomentando na cidade de Santo Antônio da Patrulha (SAP) a criatividade e a reflexão em estudantes e professores da Educação Básica, por intermédio do desenvolvimento de projetos investigativos, nos diferentes campos do saber. No contexto da MCCSAP são desenvolvidas inúmeras atividades, durante o ano, de incentivo à cultura científica, tais como: palestras, oficinas, minicursos e visitas técnicas para professores, gestores e estudantes da Educação Básica. A MCCSAP é resultado da parceria entre Universidade Federal do Rio Grande – campus SAP (FURG-SAP) e Secretária Municipal de Educação de SAP (SEMED), mas principalmente do entrelaçamento entre professores da universidade, professores da Escola, estudantes da FURG-SAP e estudantes da Educação Básica, desse modo, constituindo-se em um espaço-tempo de aproximação entre universidade e escola. Desde 2009, o projeto tem revelado novos talentos e gerado oportunidades formativas a todos envolvidos, tornando a MCCSAP um dos principais eventos da cidade de Santo Antônio da Patrulha.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 12/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Charles dos Santos Guidotti

Ciências Humanas

Educação
  • xiv mostra de ciências e do conhecimento de santo antônio da patrulha
  • O projeto da XIV Mostra de Ciências e do Conhecimento de Santo Antônio da Patrulha (XIV MCCSAP), busca incentivar o desenvolvimento de projetos científicos, culturais e tecnológicos desde os primeiros anos escolares, através da criação de espaços e tempos de interação entre universidade e escola, estimulando o interesse de estudantes e professores pela pesquisa e estudos das Ciências de forma criativa, crítica e inovadora. O referido projeto, vinculado ao Instituto de Matemática Estatística e Física (IMEF) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e coordenado pelo grupo de pesquisa Comunidade de Indagação em Ensino de Física Interdisciplinar (CIEFI), promove desde 2009 na cidade de Santo Antônio da Patrulha - RS atividades formativas com professores, gestores e estudantes da Educação Básica com vista a realização de Feiras e Mostras científicas. Enquanto projeto de extensão, assumimos a Mostra de Ciências e do Conhecimento como um empreendimento técnico-científico-cultural que estabelece o inter-relacionamento entre universidade, escola e comunidade. Registramos a extensão como um dos pilares da Universidade e que essa possibilita a interação e recriação de saberes com a comunidade, através de ações fundamentalmente dialógicas e interdisciplinares, em articulação permanente com o ensino e a pesquisa. Neste sentido, a MCCSAP é resultante, principalmente, do entrelaçamento entre professores e estudantes dos cursos de Licenciatura e pós-graduação da FURG e professores e estudantes da Educação Básica, desde a Educação Infantil ao Ensino Médio. Além dos processos formativos instaurados com professores da Educação Básica, são promovidas atividades com crianças e jovens em torno de temas da Ciências e Tecnologia, com o propósito de divulgar e popularizar a ciência estimulando e valorizando a curiosidade, a criatividade e o pensamento crítico.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 09/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Charles Martins de Oliveira

Ciências Agrárias

Agronomia
  • manejo da cigarrinha dalbulus maidis (hemiptera: cicadellidae) e dos enfezamentos do milho: bioecologia do inseto-vetor na paisagem agrícola e estratégias de controle
  • Dalbulus maidis é o vetor dos patógenos (maize bushy stunt phytoplasma e corn stunt spiroplasma) associados aos enfezamentos do milho. No Brasil, essa espécie era considerada uma praga secundária. A partir de 2015 os enfezamentos se tornaram a principal ameaça fitossanitária na cultura do milho no Brasil e D. maidis assumiu o status de praga chave. Embora existam um conjunto de boas práticas agrícolas para reduzir a ocorrência e as perdas por enfezamentos, muitos aspectos relacionados à bioecologia de D. maidis, que poderiam auxiliar no manejo desse patossistema, ainda são desconhecidos. Além disso, os grupos químicos dos inseticidas registrados no Ministério da Agricultura, e seus modos de ação, carecem de testes de eficiência na redução na população do vetor e nos danos causados por essas doenças. Nossas hipóteses são que na entressafra outras plantas (gramínea) servem de abrigo para D. maidis, que plantas voluntárias de milho multiplicam o vetor e os patógenos, que existe relação dos enfezamentos e fungos de colmo e que o uso de inseticidas (químicos e biológicos) permitirão a redução dos danos pelas doenças, uma vez que observações de campo tem mostrado a presença de populações locais do vetor e que o controle do inseto na fase inicial da cultura gera reflexos positivos. Os objetivos do projeto serão alcançados por meio de atividades conduzidas em laboratório e a campo. Coletas periódicas (semanais e/ou mensais) de amostras em milho, em outras gramíneas e em tigueras de milho permitirão identificar outras plantas abrigo para D. maidis, acompanhar o movimento das populações do vetor entre essas plantas, determinar a flutuação populacional, distribuição espacial e avaliar métodos de amostragem e de coleta para D. maidis. Será investigada também a relação entre enfezamentos e fungos de colmo. O tratamento inseticida de sementes e a pulverização das plantas com inseticidas químicos e biológicos permitirão a avaliação da eficiência desses métodos de controle.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Charles Morphy Dias dos Santos

Engenharias

Engenharia de Energia
  • desafios interdisciplinares em energia para o século xxi: produção, transformação e eficiência
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 10/01/2020-10/01/2025
Foto de perfil

Chiara Valsecchi

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de materiais vitreos e cerâmicos refratarios inovadores utilizando cinza da casca de arroz
  • Na proposta, o resíduo agrícola cinza da casca de arroz (CCA) será utilizada como substituto de areia mineral na produção de vidros, e como substituto de argila na produção de materiais cerâmicos refratários, a serem utilizados na indústria siderúrgica, de sinalização e de energia. Serão investigados o processo e a formulação com a CCA para a produção de vidros soda-lime e borosilicatos transparentes e/ou condutores, que possuam as características mecânicas, óticas e físico-química ótimas para a transformação do vidro em microesferas retrorefletoras para sinalização viária e placas solares para produção de energia limpa. Serão também produzidas amostras cerâmicas com argila caulim e argila aluminosa, CCA e lodo ETA como fonte de alumina, além de adições de fibra de Volastonita, tendo com objetivo alta resistência mecânica, térmica e ductilidade. O Brasil apresenta uma safra de arroz de ~13 milhões de toneladas por ano, e quase 20% do peso do grão corresponde a casca do arroz. Parte da CA é queimada para a geração de energia, produzido um outro resíduo, a cinza da casca de arroz (CCA). A CCA não possui descarte apropriado e se torna assim um grave problema ambiental, que se planeja resolver através da produção de materiais de inovação tecnológica a partir de um lixo agrícola. A CCA possui elevadas concentrações de sílica (> 80%), podendo ser transformada em produtos comerciais de maior valor agregado, como materiais vítreos e cerâmicos. Estudos preliminares do grupo proponente demonstraram a viabilidade de produção de vidros sódico-cálcicos e vidros borosilicatos (coloridos e transparentes) utilizando como fonte de sílica unicamente a CCA. Também já foi demonstrada a produção de materiais cerâmicos refratários de alto desempenho com substituição de argila por CCA, aumentado a resistência à compressão. A proposta depende da produção de materiais vítreos e cerâmicos a altas temperaturas (~1500 C), que dependerá da aquisição de um forno mufla adequado.
  • Universidade Federal do Pampa - RS - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Christian Luiz da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • programa institucional de apoio à formação de doutores em áreas estratégicas
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 14/02/2020-13/02/2025
Foto de perfil

Christian Macagnan Probst

Ciências Biológicas

Genética
  • avaliação da diversidade genética de trypanosoma cruzi utilizando métodos modernos de sequenciamento de dna
  • Trypanosoma cruzi é um organismo eucarioto, protozoário da ordem Kinetoplastida, agente causal da doença de Chagas, patologia que acomete cerca de 8 milhões de indivíduos, principalmente na América Latina, apresentando grande impacto na saúde pública brasileira, especialmente no tocante à morbidade da doença. Esse parasita apresenta grande diversidade genética, sendo dividido atualmente em seis grupos genéticos principais, denominados DTUs (de discrete typing unit) que possuem estratificação genética intra-grupo (DTUs TcI a TcVI). O genoma desse organismo, embora de tamanho relativamente pequeno (~50Mb), apresenta grande complexidade estrutural, primariamente devido ao alto grau de elementos repetitivos presentes (famílias gênicas com centenas de cópias, elementos retrotransponíveis, microssatélites, genes com cópias idênticas in tandem), que perfazem aproximadamente 50% de seu conteúdo genômico e que causam uma grande dificuldade na obtenção de uma representação genômica (assembly) de qualidade: isso é claramente evidenciado no estado atual do genoma referência desse parasita, da cepa CL Brener (TcVI), que está fragmentado em ~32.000 contigs, com um N50 de ~14kb e diversos genes truncados, principalmente no tocante às famílias multigênicas, que apresentam grande importância na etiopatogenia da doença de Chagas; além disso, o alto grau de fragmentação da montagem do genoma referência impede a correta visualização da estrutura genômica desse parasita. Recentemente, nosso grupo obteve uma montagem de alta qualidade do genoma da cepa Dm28c (TcI, acesso Genbank MBSY01), a qual foi conseguida através da integração de um grande conjunto de dados ômicos, nominalmente o emprego da técnica de sequenciamento de leituras grandes da plataforma Pacific Biosciences e a incorporação de um banco com uma grande quantidade de dados transcriptomicos e proteomicos. Com isso, foi possível obter uma montagem de alta qualidade dessa cepa, permitindo identificar diversos elementos estruturais e gênicos que não haviam sido corretamente obtidos até o momento; outros grupos também empregaram técnicas de sequenciamento de leituras longas, ampliando a compreensão sobre a estrutura do genoma desse organismo, mas em geral esses outros genomas não apresentaram uma etapa concomitante de anotação aprimorada pela incorporação dos dados ômicos. Mesmo assim, o estado final da montagem desses genomas ainda apresenta-se fragmentado (cerca de 500 a 800 contigs, quando o número estimado de cromossomos varia entre 40 e 50), não sendo obtido cromossomos inteiros a partir somente dos dados de sequenciamento. Paralelamente a esse aprimoramento do conhecimento genômico de T. cruzi, nosso grupo desenvolveu dois métodos distintos de genotipagem de T. cruzi baseado em sequenciamento em larga escala. Com a aplicação desses métodos em um painel de ~30 cepas de T. cruzi foi possível avaliar com um nível inédito de resolução a variabilidade genética desse parasita e foram identificados potencialmente dois novos grupos (DTUs putativas) distintos, além de identificar grande diversidade genética dentro dos grupos de DTUs TcIII e TcIV. Portanto, o presente projeto se propõe a utilizar técnicas de sequenciamento de leituras longas para a obtenção de genomas de alta qualidade de diferentes cepas representativas de T. cruzi, com ênfase naquelas identificadas como divergentes de acordo com os resultados do método de genotipagem de alta resolução; e aprimorar o método de genotipagem, para que ele possa ser empregado de forma mais barata na análise de um amplo painel de amostras de T. cruzi, de origem silvática (a partir de vetores inseto e hospedeiros mamíferos) quanto de origem clínica (pacientes com doença de Chagas), visando ampliar nosso conhecimento sobre a diversidade genética desse parasita.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 05/12/2019-31/10/2022
Foto de perfil

Christian Muleka Mwewa

Ciências Humanas

Educação
  • teoria crítica para o inconformismo: a não-identidade como telos das relações étnicas e “raciais”
  • Por meio do conceito adorniano de ‘não-identidade’, pretende-se explicitar, compreender e analisar as relações étnicas e “raciais” entre pretos, pardos, amarelos, negros (não-brancos) e brancos tensionadas e tangenciadas pelas dimensões da diversidade cultural, geracional, econômica, social e de gênero nos Centros de Educação Infantil (0 a 5 anos) em Mato Grosso do Sul. A escola torna-se local privilegiado onde se explicitam os critérios residuais da macro sociedade que qualificam e desqualificam os sujeitos por meio de dispositivos sociais (gênero, poder aquisitivo, faixa etária, local de moradia etc.) e culturais (desempenho linguístico, ter viajado por outros países, acesso à Arte etc.). Esse procedimento de (des)qualificação é potencializado quando se agrega o critério étnico e “racial”. Buscar-se-á uma descrição densa da realidade pesquisada, em contexto e em documentos, como procedimento metodológico. Primeiro, mapearemos os Centros de Educação Infantil do Município de Três Lagoas onde está localizado o Campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul ao qual estamos vinculados. A formação cultural das professoras será considerada como pano de fundo para a percepção do modo como essas educadoras agem nas mediações das múltiplas relações. Após realizar um levantamento documental e bibliográfico, elegeremos o itinerário da pesquisa que se apropria do instrumental etnográfico que contemple análise documental (registros da secretaria estadual de educação dentre outros), observação dos contextos formativos e das relações entre crianças/adultos, crianças/crianças. Os instrumentos, quando possível, terão a observação (in loco) dos contextos formativos (educativos) e a incursão nos documentos produzidos para e na escola como principais instrumentos de geração de dados. O presente empreendimento pode contribuir para o desenvolvimento sustentável e melhora da qualidade de vida das crianças em processo formativo com o auxílio do autoconhecimento étnico e “racial".
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Christian Robson de Souza Reis

Ciências Biológicas

Genética
  • identificação de alvos para inibidores sintéticos do complexo de iniciação da tradução eif4f em leishmania infantum
  • Os tripanosomatídeos são protozoários flagelados conhecidos por causarem doenças humanas e veterinárias como a leishmaniose visceral cujo o agente etiológico no Brasil é a Leishmania infantum. Estes protozoários são caracterizados por apresentarem processos moleculares atípicos, como a regulação da expressão gênica por mecanismos pós-transcricionais incluindo a tradução dos seus mRNAs. Em eucariotos, a iniciação da tradução começa com a ligação do complexo eIF4F (composto pelas subunidades eIF4A, eIF4E e eIF4G) ao cap presente na região 5’ dos mRNAs, permitindo seu reconhecimento pelo ribossomo. A atividade do eIF4F é reforçada pela proteína de ligação à cauda poliA (PABP) que atua através da interação direta com o eIF4G. A iniciação da síntese de proteínas ainda não é totalmente compreendida nestes protozoários, todavia foram identificadas subunidades do eIF4F e PABP: seis homólogos do eIF4E (EIF4E1-6) e múltiplos homólogos das demais subunidades (EIF4G1-5, EIF4AI e III e PABP1-3). Alguns trabalhos prévios demonstraram a formação de complexos do tipo eIF4F, dos quais um está envolvido na tradução sendo formado por EIF4E4, EIF4G3, EIF4A1. Este complexo EIF4F interage com a PABP1, e recentemente foi descrito uma interação direta entre as proteínas PABP1 e EIF4E4, esta interação é única descrita em eucariotos. Diante deste cenário, a proposta deste trabalho é aprofundar o estudo das interações do complexo EIF4F e identificar inibidores para as interações EIF4E4/EIF4G3 e EIF4E4/PABP1. De inicio, será avaliada a afinidade de ligação entre as proteínas EIF4E4/EIF4G3. Assim, a proteína EIF4E4 será expressa e purificada em sistema eucariótico e será validada quanto a capacidade de interação aos parceiros EIF4G3 e PABP1 por ensaios de interação proteína-proteína (ELISA e/ou pull-down). Em seguida, utilizando modelagem molecular será gerado um modelo de interação EIF4E4/EIF4G3 incluindo a utilização da molécula 4EG1 que inibe a interação EIF4G/EIF4E humano. A partir desse modelo e da estrutura disponível EIF4E4/PABP1, por técnicas de engenharia de proteínas, serão produzidos peptídeos capazes de inibir as interações EIF4E4/EIF4G3 e EIF4E4/PABP1. Os peptídeos referentes as proteínas que apresentarem alta afinidade na simulação computacional serão sintetizados e utilizados para serem validados em ensaios de interação proteína-proteína (ELISA, pull-down e termoforese). Por fim, a interação EIF4E4/EIF4G3 na presença ou ausência da PABP1 será utilizada para obtenção de cristais e definição da estrutura usando difração de Raios-X. Os resultados obtidos nesse trabalho irão contribuir para o desenvolvimento de moléculas inibidoras que terão como candidatos as interações entre as proteínas do complexo EIF4F/PABP de Leishmania infantum. Essa busca racional por alvos específicos é importante uma vez que o tratamento disponível é escasso e tóxico e alternativas de uso de moléculas inibidoras para as interações no complexo eIF4F tem sido aplicada satisfatoriamente no modelo humano para tratamento do câncer. Em resumo, o conhecimento mais aprofundado das interações EIF4F/PABP1 com busca de alvos específicos para inibidores nos permitiram o desenvolvimento de uma nova geração de antiparasitários que combateriam de forma específica e precisa a Leishmania infantum.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2023