Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Artur Francisco Schumacher Schuh

Ciências da Saúde

Medicina
  • estudo de prevalência e determinantes genéticos, ambientais e de estilo de vida em um inquérito de base populacional de indivíduos idosos no município de veranópolis, rs
  • A doença de Parkinson (DP) tem distribuição universal, sendo a segunda enfermidade neurodegenerativa mais frequente, atrás apenas da doença de Alzheimer. No Brasil, um único estudo de base populacional identificou prevalência de 3,3% para a DP entre maiores de 60 anos. Projeções recentes mostram um aumento na prevalência da DP em 10% além do que seria previsto somente levando em consideração o envelhecimento populacional; dentre as hipóteses levantadas para explicar essa elevação estão fatores ambientais e de estilo de vida. Considerando o envelhecimento da população brasileira e as projeções de aumento da prevalência da DP além do previsto pelo simples aumento da expectativa de vida, espera-se que nos próximos anos ocorra um incremento expressivo de casos da doença no Brasil. Faltam dados confiáveis sobre a prevalência e incidência da DP, outros parkinsonismos e seus determinantes em nosso país, que são essenciais para entender a dimensão do problema e as necessidades não atendidas, bem como propor políticas públicas, planejar estudos e avaliar o papel de fatores de risco. Esta proposta objetiva determinar a prevalência da DP e explorar potenciais fatores de risco através de um inquérito de base populacional. Na primeira fase, todos os residentes idosos de Veranópolis (RS) com idade igual ou superior a 60 anos (3493 pessoas) serão submetidos a uma triagem telefônica para identificar sintomas motores compatíveis com a DP e distúrbio do comportamento do sono REM, condição de risco para a doença. Posteriormente, neurologistas com experiência em Transtornos do Movimento examinarão os sujeitos com suspeita de comprometimento motor ou do sono e um grupo controle, e será determinada a prevalência de DP ou outros Parkinsonismos. Uma avaliação abrangente de sintomas prodrômicos, exposição ambiental, estilo de vida e características clínicas também será realizada. Sujeitos diagnosticados terão seu sangue periférico coletado para extração de DNA e posterior análise genética.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 14/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Aryadne de Jesus Picoli

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • iv semana acadêmica do ceet "talmo luiz silva"
  • O Centro Estadual de Educação Técnica “Talmo Luiz Silva”, está localizada no município de João Neiva, norte do Espírito Santo. Uma instituição pública de educação profissional de nível técnico que busca desenvolver no aluno competências e habilidades que os torne não somente profissionais habilitados em sua área técnica, mas, cidadãos conscientes de suas responsabilidades sociais e ambientais, para isto, na instituição são desenvolvidos vários projetos, cuja finalidade é apresentação de propostas de ensino complementar através da multidisciplinaridade, enfatizando não só conteúdos balizadores dos planos de ensino dos cursos técnicos oferecidos, mas principalmente, abordagem de temáticas transversais que promovam a curiosidade e a criticidade de seus alunos. Temos como por exemplo a IV Semana Acadêmica do CEET “Talmo Luiz Silva”, um projeto que proporciona uma enorme transversalidade aos cursos do CEET. Um evento apresentado de forma híbrida onde serão ministrados minicursos, apresentação de projetos desenvolvidos por alunos, oficinas e lives com temas transversais, sempre integrando nossa instituição a temática da 18° Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que para o ano de 2021 aborda a temática “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”; É importante destacar que o perfil dos alunos do CEET, são de pessoas provenientes de famílias de baixa renda per capta, que vislumbram na qualificação técnica, gratuita e de qualidade possibilidades de inserção ou ascensão no mercado de trabalho. Todos os projetos desenvolvidos na instituição possuem a missão de extrapolar a ideia da interdisciplinaridade promovendo a transversalidade e exercitando a capacidade real de pensar em soluções cabíveis e sustentáveis para as situações problemas abordados. A IV Semana Acadêmica do CEET “Talmo Luiz Silva” abrange projetos científicos, sociais, ambientais e culturais o que aproxima nossos alunos dos temas transversais e estimula sua capacidade de interagir contribuindo para construção de sua cidadania. Alguns projetos que já estão em andamento e serão apresentados neste evento são: 1) Coletando Segurança; 2) Município Empreendedor: O protagonismo para uma economia sustentável; 3) CEET de portas abertas; 4) Agenda 2030; 5) Cozinhando com a comunidade; Além dos projetos a IV Semana Acadêmica do CEET “Talmo Luiz Silva” contempla mostra de projetos desenvolvidos por alunos, mini cursos em diversas áreas onde não há pré-requisito para inscrição, deste modo promove um intercâmbio entre os alunos dos diversos cursos da própria instituição. Também palestras e workshops com temas transversais e atuais da indústria com profissionais qualificados.
  • CENTRO ESTADUAL DE EDUCACAO TECNICA TALMO LUIZ SILVA - ES - Brasil
  • 27/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Astrid Wiens Souza

Ciências da Saúde

Farmácia
  • simulador para estimativa da difusão de tecnologias em análises de impacto orçamentário no sus
  • Para incorporar uma nova tecnologia no SUS, além da avaliação da eficácia, segurança e custo-efetividade, é necessária a condução de análise de impacto orçamentário (AIO), objetivando estimar o quanto seria gasto pelo governo para a oferta de uma determinada tecnologia para a população brasileira. A AIO é essencial para a decisão dos gestores sobre a incorporação ou não de uma tecnologia ao SUS, contudo, os parâmetros utilizados em sua elaboração podem apresentar incerteza elevada, destacando-se os valores de difusão da tecnologia. Os relatórios de recomendação de novas tecnologias mostram a criação de cenários para definir os valores alcançados da difusão após sua incorporação. No entanto, a escolha dos valores utilizados não é baseada em dados do mundo real, aumentando as incertezas. É de extrema importância a criação de ferramentas capazes de diminuir estas incertezas, utilizando bases de dados do próprio SUS, com o objetivo de se obter taxas de difusão o mais aproximadas possível da realidade. O presente projeto pretende identificar quais os principais fatores relacionados à difusão de novas tecnologias no SUS e, a partir disso, criar um simulador capaz de estimar melhor o seu comportamento de utilização pelos seus usuários depois de incorporada e, consequentemente, seu custo para o sistema de saúde. É possível que diversos fatores contribuam para que as taxas de difusão sejam variáveis entre diferentes tecnologias e doenças, sendo que estes parâmetros devem ser considerados para a estimativa dos valores de difusão a serem aplicados durante as AIOs. O simulador de difusão de tecnologias SUS será desenvolvido com base em dados históricos do DATASUS e por meio do software estatístico R, com modelagem baseada regressão linear generalizada e posterior criação de ferramenta de fácil utilização para que qualquer profissional da área de ATS possa utilizá-lo para condução de AIO. Serão analisadas todas as doenças que possuem PCDT e tecnologias do grupo 1 do CEAF.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 31/05/2022-31/05/2024
Foto de perfil

Attilio Pane

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • análise do viroma de insetos triatomíneos e suas interações com o inseto hospedeiro e trypanosoma cruzi, o agente etiológico da doença de chagas
  • Mais de 150 espécies de insetos triatomíneos suportam infecções por Trypanosoma cruzi, o agente etiológico da doença de Chagas, com Rhodnius prolixus e Triatoma infestans sendo os principais vetores na América do Sul e na América Central. Apesar da importância médica, a complexidade do viroma de Rhodnius prolixus bem como de outros Triatomíneos, é em grande parte desconhecida. Este projeto propõe utilizar uma combinação de técnicas baseadas em Sequenciamento de Nova Geração - Next Generation Sequencing (NGS) e técnicas clássicas de biologia molecular para: A) caracterizar o viroma de triatomíneos de campo através de abordagens meta-transcriptômicas; B) investigar a resposta antiviral em triatomíneos utilizando Rhodnius prolixus como sistema modelo e 7 novos vírus (Rhodnius prolixus viruses ou RpVs) que nosso grupo identificou recentemente; C) analisar a restrição de hospedeiro dos RpVs em células de mosquito (Aedes aegypti - Aag2 e Aedes albopictus - C6/36), de macaco (Vero) bem como em células musculares humanas; D) investigar a interação entre vírus e Trypanosoma cruzi. O projeto visa a fortalecer a colaboração entre os membros do grupo proponente e os respectivos Institutos de Pesquisa e treinar alunos de vários níveis em abordagens genômicas e as ferramentas bioinformáticas relacionadas. Os resultados desta pesquisa permitirão lançar luz sobre interação entre triatomíneos vetores, T. cruzi e vírus, além de disponibilizar novos e valiosos recursos de bioinformática pela comunidade científica.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Augusta Cerceau Isaac Neta

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de nova geração de nanocompósitos de matriz metálica com elevada resistência mecânica e estabilidade térmica
  • Materiais metálicos nanoestruturados – com alta densidade de contornos de grãos (CGs) – impõem maior restrição ao movimento de deslocações e, consequentemente, apresentam melhores propriedades de resistência mecânica. Entretanto, pelo fato de os CGs serem interfaces incoerentes e de alta energia, estes materiais frequentemente exibem instabilidade microestrutural quando expostos a temperaturas elevadas. Estudos recentes têm mostrado o efeito positivo da decoração de CGs com átomos de soluto sobre a estabilidade destes materiais. Isso se deve à redução da energia e da mobilidade dos CGs com a segregação, o que pode inibir os mecanismos de deformação plástica mediados por CGs. Além disso, a segregação pode alterar a coesão dos CGs, aumentando a resistência à fratura e a tenacidade. Uma estratégia promissora para a obtenção de materiais nanoestruturados com elevadas resistência mecânica e estabilidade térmica consiste na manipulação de CGs por meio da segregação de átomos de soluto. Nos últimos anos, a equipe proponente desenvolveu vários compósitos e ligas nanoestruturadas e constatou que a segregação pode ser controlada durante o processamento dos materiais via técnicas de deformação plástica severa (DPS) e, mais particularmente, a técnica de High-Pressure Torsion (HPT). Este trabalho tem como objetivo dar continuidade ao desenvolvimento de nanocompósitos, avançando para um estudo sistemático do fenômeno de segregação e sua influência sobre a estabilidade microestrutural térmica. Vários nanocompósitos serão produzidos utilizando a técnica de HPT, a partir de misturas de 3 metais distintos (Al, Mg e Ti) e 3 óxidos nanoestruturados (Nb2O5, TiO2 e ZrO2). Ajustaremos o nível de segregação nos CGs através da quantidade de óxido utilizada na produção dos compósitos e de variáveis do processo. As amostras serão caracterizadas utilizando microscopia eletrônica de transmissão; enquanto as propriedades mecânicas, ensaios de tração e fluência em uma ampla faixa de temperaturas.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 24/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Augusto Cezar Alves Sampaio

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • inct para engenharia de software
  • Encontramo-nos em um estágio onde muitas decisões são estabelecidas - ou auxiliadas - por inteligência presente em software, como em casas, veículos, aviões, até prédios e cidades inteiras; diariamente é fácil participar de discussões que já preveem moradias inteligentes com relação a consumo de energia, ou carros auto-controlados. A partir de sensores, sistemas são programáveis e programados em função do que captam (ou capturam), como dados do comportamento do ambiente e de agentes, nele imersos, ao seu redor. O conceito de Cidades Inteligentes - uma das mais importantes e úteis aplicações dos sistemas programáveis - visa organizar centros urbanos através da convergência de diferentes tecnologias de informação e comunicação (TIC). O diferencial de tais soluções é gerenciar interrelacionamentos entre os dispositivos que apliquem aos dados análise avançada a partir da integração destes dados com fontes externas relacionadas. Neste contexto, esforços experimentais são comumente soluções sob medida, cujos componentes não foram modelados como peças intercambiáveis, nem foram concebidos para serem integrados com outros sistemas, e tampouco focados na criação de ecossistemas de software. A criação de uma plataforma aberta que possibilite um ecossistema de software traz desafios científicos e tecnológicos associados. Técnicas atuais de engenharia de software não contemplam adequadamente os novos desafios apresentados pelo surgimento de sistemas cada vez maiores (ultra-large-scale systems) e pela necessidade de programação por parte de usuários finais (end user programming). Em um universo de negócios habilitado por soluções computacionais deste nível de complexidade, o Brasil deve assumir como desafio o fato de que commodities não irão sustentar a economia e a sociedade para a qual nosso país tem potencial. Na era da informação e do conhecimento, os nossos principais desafios, tanto educacionais, como científicos, industriais, comerciais ou de serviços, consistem em descobrir e empreender sobre os algoritmos complexos que irão gerar grandes negócios realmente inovadores de crescimento empreendedor. Pretendemos, com esta proposta, dar continuidade ao trabalho do Instituto Nacional de Engenharia de Software (INES), com foco no desenvolvimento de uma plataforma e resultados novos de engenharia de software que podem servir de diferencial competitivo para inovação gerada por empreendedores brasileiros apoiados por recursos humanos qualificados, gerando negócios sustentáveis em um cenário global. Neste caso, enfatizando o conceito de cidades inteligentes, mas não exclusivamente - outras áreas de aplicação e inovação podem ser endereçadas, como biotecnologias, ou Internet das Coisas (Internet of Things - IOT).
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Aurelio Ribeiro Leite de Oliveira

Engenharias

Engenharia de Produção
  • métodos numéricos eficientes para a solução de problemas de programação matemática de grande porte
  • O projeto tem três objetivos na busca de eficiência: 1. Solução de sistemas lineares de grande porte em programação matemática 2. Melhoria do desempenho de métodos de programação linear 3. Solução de problemas reais de grande porte com estruturas particulares. 1. A solução eficiente dos sistemas lineares nos métodos de pontos interiores é uma atividade constante de diversos pesquisadores em todo o mundo. Cada iteração envolve a solução de um ou mais sistemas lineares e é o passo mais caro destes métodos. Em aplicações reais esses sistemas quase sempre possuem dimensões elevadas e alto grau de esparsidade. A abordagem mais utilizada é a fatoração de Cholesky no sistema de equações normais. Devido a limitações de tempo e memória, o uso de métodos diretos torna-se proibitivo em problemas de muito grande porte, fazendo com que abordagens iterativas sejam mais adequadas. Na solução destes sistemas por métodos iterativos o uso de precondicionadores se faz necessário para que uma convergência rápida possa ser obtida. A maior parte das atividades desta linha de pesquisa está relacionada à solução dos sistemas lineares por métodos iterativos. 2. O número de iterações necessárias para a convergência de métodos de pontos interiores é tipicamente pequeno, raramente chegando a 50 se for usado um grande número de correções. No entanto, essas iterações são muitos caras e mesmo uma pequena redução no número de iterações proporciona grande redução no tempo total. Existem estudos que apontam deficiências nos métodos mais utilizados atualmente, e que desenvolvem novas abordagens. 3. Ao longo dos últimos anos têm surgido aplicações de métodos de programação matemática especializados na solução de problemas com estrutura particular obtendo excelente desempenho com respeito a velocidade e robustez. Os problemas estudados são os seguintes: Pré-despacho do sistema nacional Visualização de imagens Tratamento por radioterapia Reconhecimento de linguagens Controle de estoque em e-commerce.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Aureo Eduardo Magalhães Ribeiro

Ciências Sociais Aplicadas

Planejamento Urbano e Regional
  • secas e mudanças climáticas no vale do jequitinhonha mineiro: história, consequências e ações públicas para a segurança hídrica
  • A porção do vale do rio Jequitinhonha situada em Minas Gerais fica na transição dos biomas Cerrado, Caatinga e Mata Atlântica, localizada em grande parte no Semiárido, contando com grande população rural e economia pouco diversificada. Tendo a produção assentada fundamentalmente no setor primário e na agricultura familiar, a região está particularmente exposta a eventos climáticos, como a grande seca de 2013 a 2019 que afetou severamente a produção agrícola e o abastecimento de água na região. O objetivo deste projeto é analisar o quadro das secas do Jequitinhonha, com foco no mundo rural e suas interações com as cidades, analisando o histórico das secas, suas consequências para a população rural – particularmente sobre abastecimento de água, produção de alimentos, renda e ocupação – e a ação dos programas públicos. A investigação partirá de levantamentos memorialísticos, documentais e bibliográficos sobre as secas do Jequitinhonha, entrevistas com agentes públicos, e pesquisas por amostragem no mundo rural, procurando assim identificar, selecionar e analisar variáveis essenciais para o planejamento urbano e regional no vale do Jequitinhonha mineiro. Com essas informações procura-se construir bases de previsibilidade para a atuação governamental e pública, que se tornam mais relevantes no cenário de mudanças climáticas e despesas crescentes com provimento de água no rural e urbano. Com parceria com organizações de atuação territorial, notadamente CAV, ITAVALE e IFNMG, além de universidades federais, o projeto espera ter potencial de impactar nas relações entre população e secas, permitindo planejar e organizar ações coletivas entre agências de natureza diferente, propiciando maior segurança hídrica para a população do território.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 28/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Aurora Trinidad Ramirez Pozo

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • sistema inteligente de monitoramento de espécies marinhas
  • Este projeto foca na área de sistemas inteligentes para o monitoramento de espécies marinhas. A hipótese deste estudo é que as redes sociais são potenciais fontes de registros de ocorrências de espécies marinhas na costa brasileira. Para explorar estes dados, este projeto propõe trabalhar na captura, curadoria, armazenamento e análise de dados e metadados de redes sociais, jornais e bases externas; reconhecimento de imagens com técnicas de aprendizado de máquina e processamento de linguagem natural. Como produto final, planeja-se desenvolver plataformas digitais de livre acesso para a divulgação de informações sobre a distribuição de espécies, sua importância ecológica, medidas para conservação ambiental e prevenção de acidentes, incentivando a ciência cidadã nos ecossistemas costeiros. O projeto realizará pesquisa básica e aplicada nas seguintes linhas de pesquisa: i) aprendizado de máquina, concebendo e desenvolvendo métodos avançados para acesso, processamento e análise de todas as informações coletadas das diferentes fontes de dados e realizando análises quantitativas, qualitativas e de semântica dos dados.; ii) bases de dados, no desenvolvimento de métodos e ferramentas para entender, consolidar e correlacionar dados extraídos de diversas fontes de dados e em diferentes formatos. Além disso, serão investigados métodos de curadoria dos dados, a fim de gerar estruturas de dados para representar de forma abstrata as observações extraídas do monitoramento das espécies-alvo; iii) computação paralela com GPUs e algoritmos computação de alto desempenho para otimizar algoritmos de alto custo computacional na área de inteligência artificial. Estas metodologias e ferramentas tecnológicas poderão futuramente ser aplicadas no estudo de diferentes espécies marinhas e até mesmo em outros tipos de monitoramento costeiro, como derramamento de óleo e poluição nas praias.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ayla Sant Ana da Silva

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • processamento de resíduos agroindustriais do açaí e da juçara para a obtenção de manano-oligossacarídeos (mos) e avaliação in vitro de sua atividade prebiótica
  • Prebióticos são compostos não digeríveis que propiciam o crescimento de bactérias que favorecem a saúde humana e animal, sendo ingredientes funcionais de rações, alimentos e cosméticos. A crescente demanda por prebióticos abre oportunidade para explorar sua produção a partir de resíduos agroindustriais em processos sustentáveis. Assim, o processamento desses resíduos pode gerar oligossacarídeos com potencial prebiótico, como os manano-oligossacarídeos (MOS), produzidos hoje a partir da parede celular de leveduras (alfa-MOS). Contudo, estudos indicam que MOS oriundos de parede celular vegetal (beta-MOS) de biomassas que contenham manana têm maior eficiência prebiótica. Portanto, a obtenção de beta-MOS pode ocorrer a partir da hidrólise parcial desse polissacarídeo. Resíduos agroindustriais ricos em manana são escassos, porém estudos do nosso grupo mostraram que as sementes de açaí e juçara apresentam ~50% de manana, o que as torna alvos promissores para a produção de beta-MOS. Ao mesmo tempo, existe interesse em identificar opções para o aproveitamento desses resíduos, uma vez que essas sementes correspondem a ~85% dos frutos. Hoje, o comércio de polpa de açaí gera anualmente 1,4 milhão de toneladas de sementes, causando um problema ambiental. A expansão da produção de juçara indica que o mesmo pode ocorrer nessa cadeia produtiva. Logo, é de interesse ambiental, econômico e social avaliar rotas para a obtenção de produtos que agreguem valor a estas sementes. Neste projeto, as sementes serão caracterizadas e seu processamento será avaliado através da hidrólise sequencial com ácidos dicarboxílicos e enzimas fúngicas (mananases), que terão sua produção também avaliada nesse estudo. Em seguida, os beta-MOS obtidos serão caracterizados e analisados quanto à sua atividade prebiótica in vitro comparada à alfa-MOS comerciais. Assim, o projeto visa a produção de um insumo de alto valor que poderá gerar benefícios para os envolvidos nas cadeias produtivas do açaí e da juçara.
  • Instituto Nacional de Tecnologia - RJ - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ayumi Aurea Miyakawa

Ciências da Saúde

Medicina
  • influência do crp3 nas propriedades mecânicas das células musculares lisas e no desenvolvimento de doenças vasculares.
  • As células musculares lisas (SMC) são os principais constituintes celulares da camada média vascular, controlam as propriedades contráteis do vaso e o fluxo sanguíneo. Já é bem demonstrado que alterações de forças mecânicas na parede vascular tem papel importante no desenvolvimento de doenças como aterosclerose, aneurismas e doença do enxerto venoso. O nosso laboratório demonstrou que a proteína rica em cisteína e glicina - 3 (Crp3) é expressa em SMCs arteriais e normalmente ausente em SMCs venosas. Entretanto, quando submetidos ao ambiente arterial, mimetizando as adaptações da veia safena utilizada na revascularização cardíaca, demonstramos que o estiramento induz a expressão de Crp3 em SMCs venosas. Dados não publicados demonstram que o Crp3 localiza-se nas adesões focais e modula a sinalização mediada por Fak. As adesões focais estão ligadas ao citoesqueleto de actina contribuindo para as propriedades mecânicas e a contratilidade das SMCs, alterando a organização da matriz extracelular (ECM). Os fatores que influenciam este processo não são completamente conhecidos e, neste trabalho, testaremos a hipótese de que o Crp3 modula a sinalização nas adesões focais, influenciando na contratilidade das SMCs de aorta e nas propriedades mecânicas celulares e da ECM. Serão utilizadas SMCs extraídas de aorta de ratos selvagens e knockouts para Crp3 (Crp3-KO). A rigidez celular será avaliada por microscopia de força atômica (AFM) e as propriedades contráteis serão avaliadas por ensaio de contração de gel de colágeno. A organização diferenciada das fibras de colágeno da ECM e impactos na morfologia serão avaliados pela técnica de imagem por difração de raio-X coerente (CDI) e correlacionados com dados funcionais das SMCs e da sinalização das adesões focais. Entender as propriedades mecânicas das SMCs é crítico para esclarecer os mecanismos subjacentes das doenças vasculares associadas ao estresse mecânico, possibilitando desenvolver novas abordagens terapêuticas.
  • Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Barbara Stolte Bezerra

Engenharias

Engenharia de Transportes
  • meta-análise sobre o efeito de segurança de intervenções viárias
  • Recentemente, o governo brasileiro tem lançado programas para as mortes e feridos no trânsito. Em 2018 foi promulgada a Lei 13.614/2018 que criou o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (PNATRANS), reestruturada pela Resolução CONTRAN nº 870/2021. Este plano apresenta seis pilares sendo a Engenharia um deles, e estabelece a responsabilidade compartilhada para a promoção de um sistema viário seguro, incluindo quem projeta, constrói e gerencia esse sistema; e tem como uma das metas principais reduzir em 50% o número de morte de pedestres e ciclistas. Desse modo, a gestão as segurança no trânsito é integrada e proativa. Papadimitriou et al. (2016) apontam que os manuais de projeto de infraestruturas viárias nem sempre garantem a segurança, e por isso os gestores da infraestrutura viária precisam de suporte baseado em evidências para escolher a melhor intervenção; porém há a falta de avaliação consolidada de um conjunto de medidas para a segurança viária. Hauer (2019) aponta que os engenheiros civis não estão preparados para tomar as decisões quanto à escolha dos parâmetros de projeto, os quais ficam em aberto na maioria dos manuais de engenharia de tráfego; e que há a necessidade de consolidação, sistematização de pesquisas e publicações com as boas práticas para intervenções viárias para embasar a tomada de decisão dos engenheiros. Nos Estados Unidos e na Comunidade Europeia há esforços para a elaboração de ferramentas para auxiliar na análise da estimativa dos efeitos de segurança das intervenções viárias. Assim, o objetivo deste projeto de pesquisa é criar um protocolo para estimar os efeitos de segurança de intervenções viárias de forma sistematizada para auxiliar na tomada de decisões. A questão que se coloca refere-se em como realizar a escolha de intervenções viárias com foco na segurança viária e economia de recursos públicos? Para atingir esse objetivo será utilizada a meta-análise de estudos de segurança viária.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 05/05/2022-31/05/2025
Foto de perfil

Bartira Mendes Gorgulho

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • organização do cuidado às pessoas com dcnt em mato grosso: diagnóstico e capacitação
  • A maior parte das ações de controle e prevenção da obesidade e das DCNT acontecem na Atenção Primária à Saúde (APS), ou Atenção Básica (AB). No entanto, embora haja o plano de enfrentamento e controle das DCNT realizado pelo MS, com a proposta de implementação da Rede de Cuidado pelo SUS, sabe-se que nem todos os Estados já conseguiram implementá-lo, incluindo o Mato Grosso (BRASIL, 2019). Neste contexto, busca-se diagnosticar a organização da gestão do cuidado às pessoas com Doênças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) na Atenção Primária a Saúde (APS) do Estado de Mato Grosso, com ênfase nos fatores de risco modificáveis para diabetes, hipertensão arterial e obesidade, apoiando os municípios e territórios no planejamento, monitoramento e avaliação das ações e estratégias, bem como na organização de suas equipes, no reconhecimento dos equipamentos disponíveis e da intersetorialidade e transdisciplinaridade necessárias. Dessa forma, com base nos dados resultantes de avaliação situacional, com ênfase na obesidade (prevenção e estratégias de tratamento), serão planejadas e executadas atividades semipresenciais de formação em saúde, tanto para os gestores, quanto para os profissionais de saúde da rede.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Beatrice Padovani Ferreira

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • peld tamandaré - dinâmica espacial e temporal da paisagem marinha: conectividade, resiliência e uso sustentável no sul de pernambuco
  • O sítio PELD TAMS se localiza na região costeira sul de Pernambuco e se estende da costa até o talude continental. O ambiente é reconhecido como hotspot de biodiversidade, com uma rica área estuarina e costeira, formada por um mosaico de habitats que incluem manguezais, pradarias de fanerógamas e recifes costeiros. Tradicionalmente, a maioria dos estudos se concentram em áreas costeiras, de mais fácil acesso e uso humano mais intenso. No entanto, os ecossistemas se distribuem em um contínuo sobre a plataforma continental, recortada por canais submersos onde recifes profundos formam habitats responsáveis por suportar recursos que sustentam a intensa atividade de pesca. A ecologia da paisagem marinha requer uma compreensão integrada das massas d’água e de sua dinâmica. Sobre esta base topográfica, se distribui um sistema marinho interconectado pelo fluxo de energia, por meta-populações e por populações que se deslocam ocupando diferentes habitats ao longo de seu ciclo de vida. Na escala temporal, efeitos de ciclos sazonais, interanuais e decadais têm sido observados, com diferentes impactos na zona costeira. A intensidade, duração e frequência destes fenômenos mediados por conexões interoceânicas têm apresentado variações, e os efeitos nos ciclos das populações e comunidades, bem como efeitos ecossistêmicos de curto e longo prazo, ainda são pouco estudados no Atlântico tropical. Os impactos humanos, como poluição, modificação/supressão de habitats e remoção de organismos pela pesca, agravam as consequências destes fenômenos e podem, em sinergia, levar sistemas ao colapso. A continuidade do monitoramento destes fenômenos e das possíveis respostas biológicas a longo prazo é essencial para a compreensão da dinâmica temporal operante e dos impactos de fenômenos climáticos em escala global e local, e consequentemente para o direcionamento de decisões de gestão e prevenção e mitigação de possíveis impactos. O Projeto para o sítio PELD-TAMS (Programa Ecológico de Longa Duração - Tamandaré Sustentável) foi aprovado pelo CNPq em 2017, porém estudos têm sido desenvolvidos na região há mais de duas décadas. Estes estudos têm fundamentado a gestão, com contribuições tanto para a criação de UCs federais, estaduais e municipais, quanto para seus planos de manejo. O PELD-TAMS inclui a primeira zona de recuperação recifal da costa nordeste, criada em 1999, e se desenvolve em estreita parceria com o Centro de Estudos da Biodiversidade do Nordeste (CEPENE) do ICMBio e com gestores das unidades de conservação locais. Assim, a integração da pesquisa com as ações de gestão são constantes no programa. O sítio PELD-TAMS (ILTER 18) tem atraído novas e importantes parcerias, e busca o acompanhamento dos efeitos das intervenções e a observação das respostas a curto, médio e longo prazo. A presente proposta do sítio PELD é a continuidade do estudo da paisagem marinha, com novas perspectivas obtidas a partir de avanços tecnológicos de observação remota (satelital) das tendências temporais de cobertura de habitats submersos, de feições do fundo marinho e associações de usos e diversidade. Devido ao histórico de impactos de origem terrestre, a proposta do sítio incorpora agora estudos de contaminantes e seus efeitos na biota. Concentrado em áreas costeiras consideradas berçários de recurso pesqueiros, estas informações visam fortalecer a abordagem ecossistêmica no manejo pesqueiro e seus territórios. Em conjunto, estes estudos que são desenvolvidos em forte parceria com gestores e comunidade local, objetivam subsidiar a gestão numa abordagem adaptativa e de planejamento espacial marinho.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2024
Foto de perfil

Beatrice Padovani Ferreira

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • avaliação ecossistêmica dos recursos pesqueiros demersais e pelágicos das costas norte e nordeste: subsídios para o ordenamento pesqueiro sustentável
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 16/12/2015-31/10/2022
Foto de perfil

Beatriz D'Agord Schaan

Ciências da Saúde

Medicina
  • ensaio clínico randomizado em cluster para estruturação do cuidado ao diabetes na atenção primária: protocolo com metas individualizadas, integração multiprofissional e apoio de teleconsultoria
  • O Diabetes mellitus tipo 2 (DM) tem prevalência crescente e é causa de doença cardiovascular, cegueira, doença renal, amputações e hospitalizações, justificando a importância de estratégias de gerenciamento eficazes e reorganização dos recursos disponíveis, especialmente na atenção primária à saúde (APS). A magnitude da doença, princípios operacionais centrados no paciente, disponibilidade de equipes multidisciplinares e proximidade com a população fazem com que a APS tenha potencial de oferecer atendimento de alta qualidade a estes pacientes. Porém, estudo de nosso grupo (DOI: 10.1016/j.jdiacomp.2020.107835) mostrou que <35% dos pacientes idosos atendidos na APS apresentam hemoglobina glicada (HbA1c) na meta para alvos individualizados; apenas 26,7% recebem ajustes farmacológicos (falta intensificação ou desintensificação). Mostramos (DOI: 10.1186/s13098-019-0428-8) que na APS menos de 5% destes pacientes têm todos indicadores de qualidade avaliados (avaliação de complicações crônicas e controle metabólico regularmente, orientação nutricional, recomendação de cessação do fumo). Isso reforça a necessidade de reorganização de recursos e realização de estudos para elaboração/otimização de protocolos e sistematização de atendimento, com foco multiprofissional baseado em evidências (10.3390/jcm10153428). Objetivos: Avaliar a efetividade de conjunto de intervenções baseadas em telessaúde para equipes de APS, utilizando estratégias individualizadas de cuidado. Trata-se de ensaio clínico com randomização em cluster de Unidades de Saúde, incluindo intervenção que consiste em novo protocolo de tratamento/redistribuição de papéis no cuidado do DM na APS, com enfoque ao papel do enfermeiro no atendimento, introdução de website para determinação de metas individualizadas de cuidados/tratamentos. Teleconferências de capacitação e treinamento (via plataforma TelessaúdeRS), uso de website e mensagens de Whatsapp reforçando medidas serão oferecidas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 22/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Beatriz de Aguiar Giordano Paranhos

Ciências Agrárias

Agronomia
  • nanoformulação de bioinseticida para controle da mosca da fruta ceratitis capitata via tecnologia de rna interferente
  • A mosca-das-frutas Ceratitis capitata é uma praga de grande importância econômica na fruticultura nacional e internacional, que causa enormes prejuízos à produção e comercialização de frutas, limitando sua exportação devido às barreiras quarentenárias impostas por países importadores. Ceratitis capitata, conhecida popularmente como mosca do mediterrâneo ou moscamed, foi introduzida no início de 1900 e está amplamente distribuída pelo país, sobretudo no Submédio Vale do São Francisco. Com o agravamento dos impactos ambientais em resposta a ação antropogênica na natureza, tem se desenvolvido técnicas de controle de inseto alternativas ao uso de agroquímicos como o controle biológico e o uso de moscas estéreis (transgênicas ou mutantes). Entre os métodos complementares de controle de insetos, este projeto tem como objetivo viabilizar o uso da tecnologia do RNA interferente no controle de C. capitata com foco na seleção de potenciais genes alvo a terem sua expressão suprimida, no aumento da estabilidade do dsRNA por meio de seu nanoencapsulamento e na otimização de entrega dessa molécula ao inseto adulto na forma de isca (atrativo alimentar + dsRNA), já que as larvas se desenvolvem no interior dos frutos. Além disso, será avaliado possíveis efeitos nocivos do bioinseticida a macros e microrganismos associados à C. capitata. Essa tecnologia inovadora apresenta grande potencial para o manejo de insetos-praga, com as vantagens da alta especificidade à espécie alvo e a possibilidade de desenvolvimento de sistemas não transgênicos, que será associada à nanotecnologia para aumentar a estabilidade de RNA dupla-fita (dsRNA).
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - PE - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Beatriz Fátima Alves de Oliveira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • emergência climática e saúde pública: um estudo sobre ondas de calor e riscos à saúde no brasil
  • A crise climática representa uma séria ameaça à saúde pública. Seus efeitos na saúde humana podem se dar por inúmeras vias, sendo uma importante via o efeito do aquecimento global e do aumento da frequência e da intensidade das ondas de calor, que podem comprometer os mecanismos de termorregulação e resultar em internações e óbitos. Um dos grandes desafios é o fortalecimento da vigilância em saúde sobre os impactos relacionados à variabilidade climática e aos eventos extremos. Nesse sentido, este estudo tem como objetivos identificar áreas potencialmente vulneráveis para ondas de calor no Brasil e desenvolver um painel que possibilite o acesso a informações estratégicas que subsidiem ações de saúde pública para a redução dos impactos das ondas de calor na saúde humana. Os sistemas de alerta para ondas de calor são desenvolvidos para se adequarem às condições locais e dados disponíveis, capacidade de previsão de tempo e recursos humanos. Nesse sentido, a proposta é desenvolver uma estrutura básica para implementação do sistema de alerta, a partir das seguintes etapas: 1) Revisão dos critérios estabelecidos para definição de ondas de calor; 2) Identificação dos agravos e das populações mais sensíveis em termos de morbimortalidade às ondas de calor; 3) Coleta e processamento de um conjunto de dados climáticos, ambientais e de saúde humana para avaliar os impactos e vulnerabilidade das ondas de calor no Brasil, com base em projeções de modelos climáticos globais e regionais; 4) Após o processamento dos dados, será estudada a relação entre os indicadores de onda de calor e os desfechos de saúde estabelecendo os indicadores mais sensíveis para avaliar os impactos na saúde humana nas capitais do Brasil; 5) Elaboração de um painel de informações estratégicas com informações referentes às ondas de calor e os indicadores de saúde, com sinal de alerta para eventos extremos e seus impactos na saúde humana em áreas prioritárias.
  • Fundação Oswaldo Cruz Piauí - PI - Brasil
  • 22/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Belita Koiller

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • informação quântica
  • Esta proposta apresenta o projeto para a realização de um novo Instiuto de Ciência e Tecnologia em Informação Quântica, estendendo e aperfeiçoando o Instituto atualmente em atividade. A pesquisa em Informação Quântica no Brasil atingiu um grau considerável de organização, coerência e maturidade durante os últimos anos. Como resultado imediato deste processo, a produtividade quantitativa e qualitativa teve aumento significativo, bem como o número de doutores e mestres formados na área. Nota-se ainda uma melhoria na qualificação do pessoal formado e a intensificação das cooperações internacionais. Vários recém-doutores foram contratados para posições na carreira de universidades e centros de pesquisa e agora participam deste projeto como pesquisadores e orientadores. Isto produziu uma renovação no grupo de pesquisadores participantes em comparação com o Instituto de 2008-presente, o que pode ser quantificado pelos 28 pesquisadores contratados em posições permanentes durante os ultimos 3 anos, entre os 107 cientistas participantes deste projeto. Além destes 107 pesquisadores, o Instituto engloba 15 Laboratórios associados, 28 estagiários de pós-doutorado, 100 estudantes de doutorado, 43 estudantes de mestrado e 35 estudantes de iniciação científica, totalizando uma equipe de 313 pesquisadores distribuídos em 24 grupos de pesquisa em 25 universidades e centros de pesquisa brasileiros, localizados em 12 estados da federação. Observamos nos últimos anos um crescente e forte interesse da comunidade internacional, inclusive no Brasil, em temas como correlações quânticas, termodinâmica quântica e metrologia quântica/controle quântico. Estes três temas foram portanto somados aos temas de comunicação e computação quântica, para estabelecer um foco renovado em torno de cinco linhas de pesquisa. O trabalho nestas linhas inclui o aprofundamento dos estudos dos atributos quânticos de diferentes sistemas físicos, que vão desde os fenômenos ópticos e atômicos até os sistemas de matéria condensada, visando identificar os melhores candidatos para a implementação de dispositivos de processamento, transmissão e armazenamento de dados. Notamos que a comunicação quântica ainda é o tema mais próximo das aplicações práticas e pretendemos explorar este caminho. Verificamos também que a computação quântica se diversificou e a simulação quântica passou a desempenhar um papel importante, abrindo o caminho para a realização de computadores quânticos dedicados. O objetivo geral da presente proposta é consolidar grupos ativos de pesquisa em torno dos cinco temas, buscando otimizar o entendimento e o controle de sistemas quânticos para solucionar ou melhorar soluções conhecidas para processamento, armazenamento e a transmissão de informação. O detalhamento do projeto pode ser encontrado no arquivo anexo.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Ben Hur Marimon Junior

Ciências Biológicas

Ecologia
  • transição cerrado-amazônia: bases ecológicas e socioambientais para a conservação (etapa iv)
  • O PELD-TRAN iniciou em 2010 com o edital MCT/CNPq 59/2009 e continuou com as chamadas MCTI/CNPq/FAPs 34/2012 e CNPq/Capes/FAPs/BC-Fundo Newton 15/2016, perfazendo mais de 10 anos de ações socioambientais, coleta de dados e publicações, cujo foco é a transição entre o Cerrado e Amazônia, abrangendo uma linha de traçado sinuoso que ultrapassa 6.000 km, que está sob ameaça extrema e intensa por conta de atividades antrópicas. A equipe do PELD-TRAN já monitora a vegetação da transição há mais de 25 anos e está avaliando os impactos causados por eventos climáticos extremos e os impactos antrópicos, como o fogo e desmatamentos. Em 10 anos de pesquisas do PELD-TRAN já foram publicados 92 artigos científicos, alguns em periódicos de altíssimo impacto, e as atividades do Sítio contribuíram com o treinamento, formação e capacitação de 158 alunos e deram suporte para a produção de 105 monografias, dissertações e teses. Esta nova proposta representa o amadurecimento da equipe PELD-TRAN, que após amplos e detalhados estudos agora está pronta para alçar voos mais altos que envolverão análises mais complexas, que além de incluírem a transição Cerrado-Amazônia também incluirão os próprios biomas. Na primeira etapa a área de estudo (e base do Sítio) se restringiu a uma unidade de conservação (Parque Municipal do Bacaba), na segunda etapa foram englobadas parcelas de monitoramento em toda a região leste de Mato Grosso e o sul do Pará e, na terceira, o Sítio se expandiu para a transição de todo o estado de Mato Grosso, englobando núcleos de monitoramento em Alta Floresta, Cáceres e Tangará da Serra. Uma vez consolidada essa rede de monitoramento da vegetação e os dados já depositados na Plataforma ForestPlots, estamos prontos para realizar análises em escala Neotropical e até Global. Um grande desafio para essa nova etapa será o mapeamento e a elaboração de políticas públicas para a faixa de transição Cerrado-Amazônia em todo o território brasileiro, bem como avaliar o uso de agrotóxicos por produtores agrícolas. Também incluiremos análises e comparações climáticas e edáficas em ampla escala e continuaremos com ações socioambientais visando a divulgação científica e a formação de coletores da Rede de Sementes do Xingu, os quais apresentam papel-chave na recuperação de Áreas de Preservação Permanente (APPs) que estão no entorno do Parque Indígena do Xingu (PIX). A região de abrangência do PELD-TRAN foi recentemente sugerida em um artigo como sendo um “super sítio”, sendo recomendada a fazer parte de uma rede global de amostragem para dar suporte aos cálculos de biomassa da vegetação determinados por sensoriamento remoto. Assim, o Sítio PELD-TRAN foi indicado como um dos potenciais “super sítios” globais, pois além de atender a quase todos os requisitos sugeridos pelos autores do artigo, conta também com uma equipe permanente de cientistas locais realizando o monitoramento da vegetação em longo prazo. O PELD-TRAN, nesta quarta etapa, continuará buscando respostas para questões de longa duração relacionadas ao funcionamento dos ecossistemas e de como estes respondem às mudanças climáticas e de uso da terra. Para tanto, levantamos cinco QUESTÕES DE LONGA DURAÇÃO: 1) Como a vegetação muda ao longo do tempo e como os eventos climáticos extremos afetam a dinâmica, estrutura, composição e o balanço do carbono da vegetação da transição? Para responder a pergunta realizaremos inventários e reinventários da vegetação arbórea para entendermos os efeitos de eventos climáticos extremos; 2) Como os parâmetros edáficos determinam os padrões da vegetação da transição? Para tanto coletaremos amostras de solos e analisaremos quais os efeitos desses parâmetros na dinâmica, resistência e resiliência da vegetação; 3) Qual a resposta da vegetação à intensificação ou redução de impactos antrópicos na transição? Realizaremos reinventários da vegetação e avaliaremos a sucessão em áreas alteradas, sendo uma excelente oportunidade para elaborar propostas de manejo e restauração dessas áreas; 4) Qual é a área da faixa de transição entre os biomas Cerrado e Amazônia em todo o território brasileiro e como as atividades socioeconômicas afetam a dinâmica da vegetação e a integridade da faixa ao longo dos anos? Utilizaremos dados de inventários da vegetação para mapearmos a faixa de transição e realizarmos a caracterização socioeconômica e ambiental e elaborarmos políticas públicas de sustentabilidade; 5) De que forma as ações de educação ambiental, a comunicação pública dos resultados do projeto e o treinamento de coletores da Rede de Sementes do Xingu (RSX) contribuirão com a conservação da biodiversidade e com o uso sustentável dos recursos naturais da transição Cerrado-Amazônia? Avaliaremos o efeito prático das ações educacionais, de divulgação científica e de qualificação de coletores da RSX. Em um estado, cuja economia está quase que integralmente baseada na agricultura e pecuária, jamais poderá deixar de prestar atenção em estudos que se propõem a compreender os efeitos do clima sobre a vegetação e os efeitos do uso de agrotóxicos sobre a saúde ambiental e humana. Infelizmente, ainda temos muitas incertezas sobre as atuais tendências climáticas, porém alguns estudos recentes demonstraram que os serviços que as florestas tropicais prestam para compensar os desmatamentos e as emissões de combustíveis fósseis podem estar ameaçados face às mudanças climáticas cada vez mais evidentes e incertas. Compreendendo melhor esses fatores poderemos recomendar ações para o manejo e a conservação da biodiversidade de áreas naturais. Uma vez que essas áreas sejam conservadas e preservadas de modo eficaz, garantindo a manutenção dos serviços ecossistêmicos, é esperado que as flutuações climáticas diminuam. Com isso, o maior beneficiário será o setor agrícola e pecuário, minimizando as perdas de safras e as reduções no peso animal, contribuindo para o sucesso socioeconômico de todo os agricultores do estado de Mato Grosso.
  • Universidade do Estado de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 11/12/2020-31/12/2024