Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Abilio Azambuja Rodrigues Filho

Ciências Humanas

Filosofia
  • negações, excessos e lacunas
  • A negação clássica é um operador de contraditoriedade no sentido em que transforma o valor semântico V em F, e vice-versa. Lógicas paraconsistentes admitem excessos (gluts), que são circunstâncias em que uma dada proposição e sua negação recebem ambas o valor V, e lógicas paracompletas admitem lacunas (gaps), circunstâncias em que uma proposição e sua negação recebem ambas o valor F. Lógicas paraconsistentes tem aplicações no processamento de informação, pois bancos de dados frequentemente contém contradições. A lógica intuicionista, que é paracompleta, tem uma estreita conexão com a ciência da computação, expressada pelo isomorfismo de Curry-Howard, que estabelece uma relação direta entre provas intuicionistas e programas. A interpretação de lógicas paraconsistentes e paracompletas coloca diversas questões de caráter filosófico-conceitual. Excessos e lacunas ocorrem também em topologia, álgebra, e áreas correlatas. A topologia oferece um arcabouço conceitual natural para modelar lacunas e excessos - o interior do complemento de um conjunto define uma negação com lacunas, e o fecho do complemento de um conjunto define uma negação com excessos. Abstraindo as operações topológicas conjuntistas, obtêm-se as álgebras de Heyting, que são modelos da lógica intuicionista. A abordagem algébrica também fornece semânticas adequadas para diversas lógicas paraconsistentes e paracompletas, por meio das estruturas Fidel, twist e swap. O objetivo deste projeto é prosseguir de forma colaborativa com as investigações técnicas e conceituais em paracompletude e paraconsistência já realizadas pelos membros da equipe, como também investigar tópicos ainda inexplorados em lógica, matemática e teoria da computabilidade. Pretende-se que a reunião de pesquisadores com experiências diferentes mas complementares no tema do projeto levante novas questões e produza novos resultados em um tópico central da subárea lógica e sua interseção com a matemática e a ciência da computação.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Abraham Cézar de Brito Rocha

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • desenvolvimento e avaliação de proteínas quiméricas para um diagnóstico sorológico rápido da dirofilariose canina.
  • A Dirofilariose canina é uma doença causada pelo verme Dirofilaria immitis que leva a um comprometimento cardiorrespiratório e posterior morte dos animais. Essa parasitose chama atenção da indústria farmacêutica, porque a prevenção anual gira em torno de $75 por cão e existe aproximadamente 80 milhões de cães infectados nos EUA e 54 milhões no Brasil. O padrão ouro do diagnóstico é o teste de detecção de antígeno circulante, porém há limitações em cães com baixa carga parasitária de fêmeas de D. immitis. Somado a isso, não há um teste de captura de anticorpos disponível comercialmente. Diante do exposto, o objetivo é desenvolver e avaliar proteínas quiméricas para o desenvolvimento de um teste rápido de captura de anticorpos para a dirofilariose canina. Primeiro, serão desenhados genes quiméricos (in silico) que reúnam regiões antigênicas de proteínas de D. immitis identificadas como epítopos para linfócitos B. A fim de diminuir a possibilidade de reação cruzada, as sequências similares a outras espécies de parasitas serão excluídas do gene em construção. Os genes serão clonados em vetores de expressão, que serão usados para transformar células competentes de E. coli. A expressão das proteínas quiméricas será estimulada por IPTG e a purificação será feita por cromatografia. Então, as proteínas serão avaliadas por ELISA indireto com soros de cães positivos e negativos para a dirofilariose (de áreas endêmicas e não endêmicas), além de outras parasitoses para avaliar a reação cruzada. Para cada antígeno, serão analisados a sensibilidade, especificidade, o valor preditivo positivo e negativo. Após a identificação da melhor proteína nos resultados do ELISA, será produzido um teste rápido do tipo lateral flow para avaliar o desempenho dessa plataforma e seu futuro uso no diagnóstico da dirofilariose canina. A expectativa é que o novo teste possa contribuir para um maior conhecimento sobre a epidemiologia da doença, direcionando esforços para controlar esta parasitose.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adair Roberto Soares dos Santos

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • estudo pré-clínico e clínico do efeito da acupuntura e terapia manual no manejo da dor: pesquisa translacional
  • A dor é um importante problema clínico, social e econômico, no mundo inteiro. A estimativa é que 20% dos adultos sofrem de dor, sendo que esse dado pode variar entre países, podendo atingir índices que chegam a 25% da população diagnosticada com dor crônica. Sendo assim, existem importantes razões para considerar seu tratamento como uma prioridade na saúde pública, não só por sua alta prevalência, mas também como sendo um fenômeno multifatorial, dinâmico e difícil de quantificar, o que dificulta seus dados epidemiológicos em todo mundo. A dor é uma queixa clínica importante, com reflexos negativos na vida social das pessoas, trazendo prejuízo na produtividade e na economia. Além disso, o manejo inadequado da dor é desumano e pode resultar no aumento da morbidade ou mortalidade. Tanto na dor somática, quanto na visceral, o alívio da dor, com o mínimo de efeitos secundários é o principal foco independente da doença que acompanha. A eficácia do tratamento bem como as considerações de ordem econômica é priorizada apesar de que esses objetivos não são alcançados com os fármacos comumente prescritos. No Brasil ainda não possuímos dados concretos, porém acredita-se que os custos com o tratamento da dor também sejam altos e pouco efetivos. Todos os analgésicos comumente usados têm limitações importantes quando usados no controle da dor crônica. Por exemplo, o uso prolongado de paracetamol (acetaminofeno) pode causar alterações na função hepática que são exacerbadas pelo consumo concomitante de álcool e antiinflamatórios não esteroidais estão associados a efeitos colaterais renais, gastrointestinais e cardiovasculares potencialmente graves. Os efeitos colaterais dos analgésicos opiáceos são constipação e sedação (particularmente em idosos) e o tratamento em longo prazo também pode levar à tolerância, hiperalgesia, dependência e uso indevido. Todavia, pacientes com dor crônica frequentemente não respondem bem a uma única abordagem de tratamento, bem como necessitam de cuidados de longa duração com reavaliações frequentes e ajuste da terapia. Tal fato ocorre devido a multiplicidade de fatores que contribuem para a dor crônica. O Laboratório de Neurobiologia da Dor e Inflamação (LANDI), o qual sou coordenador, gradativamente vem procurando formar um grupo de pesquisa multi- e transdisciplinar no manejo da dor. O LANDI desenvolve pesquisa com abordagem farmacológica, em que estuda as propriedades antinociceptivas (analgésicas) e anti-inflamatórias de produtos de origem sintética ou natural, em especial os derivados de plantas medicinais por meio da Etnofarmacologia. Todavia, nos últimos anos o LANDI vem trabalhando em projetos que visam estudar, por meio do uso de ferramentas farmacológicas, o efeito analgésico e anti-inflamatório, bem como o mecanismo de ação da acupuntura, terapia manual, exercício físico e fototerapia (emprego do LASER e LED). Neste sentido, a presente proposta visa estender os dados do nosso grupo acerca do efeito da acupuntura e da terapia manual no controle da dor aguda e crônica de origem pós-operatória, neuropática e muscular (DA SILVA et al., 2011, 2015; CIDRAL-FILHO et al., 2011; MORÉ et al., 2013; MARTINS et al., 2011, 2012, 2013, 2013a). Considerando que de maneira geral a dor crônica é de difícil tratamento e que as drogas disponíveis apresentam baixa eficácia e muitos efeitos colaterais, a realização de pesquisas pré-clínicas e clínicas que possam fornecer subsídios neurofisiológicos do efeito terapêutico da acupuntura e terapia manual são relevantes. Entre as dores crônicas de relevância e impacto na sociedade destaco a fibromialgia (FM) e a dor lombar (DL). A FM é uma síndrome bastante comum, caracterizada por dores articulares e musculares generalizadas, onde também se pode observar a presença de fadiga, alterações do humor, do sono e da cognição. Estima-se que sua prevalência chegue próxima a 5% da população, ocorrendo principalmente em mulheres, com idade que varia de 35 a 60 anos. A etiologia da FM não foi completamente elucidada, contudo, evidências recaem sobre a sensibilização do sistema nervoso central (SNC), o que leva ao quadro de hiperalgesia, alodínia e distúrbios autonômicos. Por outro lado, a DL é uma condição clínica que afeta 90% da população em algum momento da vida, sendo que nos últimos 10 anos esse quadro clínico aumentou em 162%. Muito disso se deve a vida agitada do dia-a-dia. Estudos nos mostram que fatores biopsicossociais como catastrofização, cinesiofobia, ansiedade, depressão, estresse e insatisfação no trabalho, e preocupação financeira podem ser problemas associados com a DL. Ademais, acreditamos fortemente que os dados gerados a partir deste projeto podem fornecer subsídio científicos que reafirmaram a importância da utilização destas práticas no controle da dor crônica no Sistema Único de Saúde (SUS), tendo em vista as políticas relacionadas as Práticas Integrativas e Complementares (PICs). Com isso, podemos contribuir fornecendo dados científicos para a utilização da acupuntura e terapia manual na atenção básica como forma de reduzir a dor e melhorar a qualidade de vida das pessoas com dor crônica. Assim, a presente proposta pretende dar continuidade aos estudos desenvolvidos no LANDI visando avaliar os efeitos da acupuntura e terapia manual no controle da dor e inflamação associado a fibromialgia e lombalgia por meio de uma abordagem da pesquisa translacional, utilizando estudos pré-clínicos e clínicos. Além disso, no decorrer do desenvolvimento do presente projeto pretende-se dar continuidade à formação de pessoal em nível de graduação (iniciação cientifica) e pós-graduação (mestrado e doutorado).
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Adalberto Luis Val

Ciências Biológicas

Biologia Geral
  • inct para adaptações da biota aquática da amazônia - adapta-ii
  • A diversidade biológica existente nos diversos ambientes aquáticos da Amazônia é uma “mina de ouro” biológica. São milhares de espécies de mamíferos, peixes, crustáceos, insetos, plantas, algas, fungos e microrganismos que se espalham desde os grupos ancestrais até os grupos mais especializados. Entre os peixes, por exemplo, encontram-se arraias e acarás vivendo em simpatria; enquanto aquelas pertencem ao grupo dos peixes cartilaginosos que apareceram há cerca de 400 milhões de anos, os acarás constituem um grupo altamente especializado que apareceu mais recentemente. O genoma dessas espécies encerra um conjunto especial de informações que, a despeito de dar origem a uma “marcante unidade bioquímica”, possibilita a geração da diversidade biológica que marca a Amazônia, em particular o ambiente aquático. Estamos muito longe de conhecer a diversidade que podemos ver a olho nu ou sob as lentes de um microscópio, e mais distante ainda, de conhecer o rol de informações que o genoma de cada animal ou planta encerra. Por isso, não raras vezes, temos colocado a Amazônia aos lado de sistemas também desconhecidos como o Mar e o Espaço Sideral. No entanto, o processo de ocupação desordenado que ocorre desde o “descobrimento” do continente americano, em conjunto com a ação do homem moderno no planeta, que divide o ônus do desenvolvimento, como, por exemplo, os efeitos das mudanças climáticas, coloca em risco essa “mina de ouro” biológica aquática, já que os corpos d’água são os receptores finais dessas atividades. Cabe à ciência antecipar-se e produzir informações robustas que permitam a mitigação de efeitos, ou a adaptação aos novos cenários ou, ainda, a compatibilização da expansão urbana, da construção de hidroelétricas, da abertura de estradas, da mineração, do aquecimento global com a conservação ambiental. O conhecimento adquirido na fase inicial do ADAPTA, veiculado em centenas de artigos científicos, dissertações e teses, permite-nos avançar de forma segura e contribuir com informações robustas para a conservação ambiental, para a mitigação dos efeitos das mudanças ambientais e, a partir da habilidade adaptativa de plantas e animais, desenhar processos e buscar novos produtos que permitam ampliar a inclusão social e a geração de renda. Evidentemente, um forte compromisso com a capacitação de pessoal em todos os níveis e a socialização da informação, por meio de unidades demonstrativas, vão permitir que a finalidade social da informação produzida se concretize. Para isso, a presente proposta, baseada no conjunto de informações produzido até aqui, utilizará desde ferramentas convencionais da biologia até tecnologias de última geração, como a genômica, a transcriptômica e a metabolômica, para alcançar os objetivos e será desenvolvida valendo-se das seguintes estratégias: a) experimentos em laboratório e sob condições controladas, com uso de microcosmos que simulam os cenários ambientais previstos pelo IPCC para o ano 2100, já em funcionamento; b) análise comparativa de peixes, plantas e invertebrados vivendo em ambientes naturais com diferentes características ou expostos a ambientes modificados pelo homem; c) avaliação de ação para recuperação de um trecho de igarapé poluído com vistas à produção de um processo a ser aplicado em outros sistemas; d) contribuição para o estabelecimento de uma espécie de peixe tropical amazônica para a aquicultura mundial; e) contribuição para a definição de uma espécie de peixe tropical modelo para experimentação laboratorial; f) capacitação de pessoal em todos os níveis acadêmicos; g) socialização da informação por diversos meios; h) cooperação técnico-científica e intercâmbio de estudantes para assegurar a continuidade dos estudos; e i) interação com INCTs envolvidos com recursos hídricos de outras regiões, incluindo a criação de um programa de doutorado internacional em recursos aquáticos. A presente proposta prevê a colaboração de mais de duas dezenas de laboratórios brasileiros associados, localizados em diferentes regiões do país, liderados por pesquisadores com destaque acadêmico, vários com bolsas de produtividade, bem como de mais de uma dezena de pesquisadores estrangeiros de destaque internacional (vide lista de participantes). A consecução da presente proposta resultará na produção de informações robustas, inéditas, que contribuirão de forma marcante com o avanço científico no que se refere a questões centrais da biologia, da bioquímica, da fisiologia e da ecologia, com o desenvolvimento sustentável da região, ao produzir informações que balizam a tomada de decisões, e com a capacitação de pessoal de alto nível para as instituições locais. Por fim, é importante destacar que a proposta alinha-se com as áreas estratégicas estabelecidas pelo Governo Federal do Brasil e envolve os seguintes temas considerados estratégicos pelo edital: Tecnologias ambientais e mitigação de mudanças climáticas, Biotecnologia e uso sustentável da biodiversidade, Agricultura (aquicultura), e Saúde e fármacos.
  • Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - AM - Brasil
  • 25/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Adalberto Luiz Rosa

Ciências da Saúde

Odontologia
  • participação de agrin na diferenciação osteoblástica e na regeneração do tecido ósseo induzida por células-tronco mesenquimais em defeitos criados em calvárias de camundongos
  • A terapia celular é uma das estratégias da medicina regenerativa que se mostra promissora para o tratamento de defeitos ósseos extensos utilizando, principalmente, células-tronco mesenquimais (MSCs, abreviação do Inglês, mesenchymal stem cells) e o estudo de moléculas que atuam nessas células para favorecer a regeneração óssea é relevante nesse contexto. Dentre essas moléculas, a proteína de matriz extracelular agrin, envolvida em vários processos biológicos, foi detectada em condrócitos e demonstrada sua participação no desenvolvimento do sistema esquelético. No entanto, até o momento, há pouca informação na literatura acerca dos efeitos de agrin na diferenciação osteoblástica de MSCs e na formação óssea por elas induzida, assim como das vias de sinalização celular envolvidas nesses efeitos. Portanto, os objetivos desse estudo são investigar: (1) in vitro, o efeito da sobre-expressão e do silenciamento de agrin por CRISPR/Cas9 sobre a diferenciação osteoblástica de MSCs, (2) in vitro, a participação das vias de sinalização de BMPs, Wnt, Notch e Hippo-Yap/Taz no efeito de agrin sobre a diferenciação osteoblástica de MSCs e (3) in vivo, o efeito de MSCs com sobre-expressão e silenciamento de agrin por CRISPR/Cas9 sobre a regeneração do tecido ósseo em defeitos criados em calvárias de camundongos. Os resultados desse estudo poderão gerar dados importantes acerca da função de agrin no tecido ósseo e para o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas em situações clínicas que envolvem a regeneração óssea.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adalene Moreira Silva

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • pesquisa e inovação na industria mineral brasileira: proposta de revolução 4.0 na província mineral de carajás
  • Depósitos de óxido de ferro, cobre-ouro (IOCG) têm sido descritos como depósitos de classe mundial em diferentes ambientes tectônicos, apresentando volumes expressivos de alteração hidrotermal que podem ser mapeados em múltiplas escalas. Os depósitos IOCG são controlados por estruturas transcrustais e ocorrem associados a altas concentrações de magnetita e/ou hematita. Estas concentrações são usualmente mapeadas através de anomalias magnéticas e/ou gravimétricas e representam vetores que funcionam como guias exploratórios chaves para o mapeamento de novos depósitos do tipo IOCG. A ideia do presente projeto é utilizar dados multifonte para mapear a arquitetura do sistema mineral tipo IOCG da Província Mineral de Carajás e caracterizar a assinatura (footprint) das mineralizações associadas, a partir de uma abordagem assistida por Inteligência Artificial. Ao mapear uma região potencial para hospedar mineralizações de cobre, em várias escalas, é possível discriminar os vetores exploratórios e compreender os fatores críticos através dos diferentes tipos de assinaturas. A caracterização do footprint permite o mapeamento de novos alvos que afloram parcialmente ou mesmo alvos que não possuem expressão em superfície. O projeto proposto possui várias vertentes tais como: mapeamento na escala da litosfera, utilizando dados gravimétricos que recobrem Carajás; mapeamento em escala regional através de dados multifonte e caracterização do sistema mineral na escala de distrito através de dados geofísicos, geoquímicos, geológicos, isotópicos, hiperespectrais e petrofísicos. A partir deste enfoque multi-metodológico e inovador pretende-se integrar os dados utilizando técnicas de machine learning e contribuir para a geração de novas aplicações para a indústria mineral 4.0. Os produtos gerados poderão contribuir para a inovação na indústria do cobre através do aumento da taxa de sucesso na prospecção de corpos profundos e nas taxas de recuperação do cobre nos ensaios geometalúrgicos.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adebaro Alves dos Reis

Ciências Humanas

História
  • v feira de ciência, tecnologia e inovação social da amazônia paraense (v fecitis): valorizando saberes e sabores amazônicos
  • A V FEIRA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SOCIAL DA AMAZÔNIA PARAENSE (V FECITIS): Valorizando Saberes e SaboresAmazônicos temo objetivo de Promover a V Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação Social da Amazônia Paraense (V FECITIS): valorizando saberes e sabores amazônicos, visando a popularização da ciência, como instrumento de contribuição para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do estado do Pará. A V FECITIS terá abrangência estadual, mobilizando participantes dos territórios do Estado do Pará, envolvendo escolas de rede pública de ensino médio e técnico, assim como, os campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará. O público alvo serão os pesquisadores e professores da educação profissional e tecnológica dos Campi do IFPA, professores da educação básica do ensino fundamental, médio e técnico de escolas públicas, alunos da educação básica (ensino fundamental, médio e técnico das escolas públicas), do ensino profissionalizante/técnico, do ensino superior, da rede pública ou particular de ensino, bem como todos aqueles que tenham interesse em ciência e tecnologia. A comunidade em geral e segmentos socialmente vulneráveis, tais como: agricultores familiares, quilombolas, ribeirinhos, indígenas, aquicultores, pescadores, meninas e mulheres rurais, deficientes físicos, dentre outras. A V Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação Social da Amazônia Paraense (V FECITIS): Valorizando Saberes e Sabores Amazônicos será realizada junto com o XIV Seminário Internacional em Desenvolvimento Rural Sustentável, Cooperativismo e Economia Solidária (XIV SICOOPES), a partir de metodologias participativas e interdisciplinar. Além disso, a V FECITIS irá utilizar metodologias criativas, valorizando a experimentação, a inovação e a utilização do método científico, incentivando trabalhos interdisciplinares e a atitude investigativa, a fim de estimular o trabalho colaborativo e as atividades de iniciação científica na educação básica.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - PA - Brasil
  • 12/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Adebaro Alves dos Reis

Outra

Divulgação Científica
  • vi feira de ciência, tecnologia e inovação social da amazônia paraense (vi fecitis): valorizando saberes e sabores amazônicos
  • A VI FEIRA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SOCIAL DA AMAZÔNIA PARAENSE (VI FECITIS): Valorizando Saberes e SaboresAmazônicos temo objetivo de valorizar os saberes e sabores amazônicos, visando contribuir significativamente para o desenvolvimento científico, tecnológico e inovação do País, como instrumento de produção, difusão e popularização da ciência e melhoria dos ensinos médio e técnico, possibilitando a identificação de jovens talentosos que possam ser estimulados a seguir carreiras técnico-científicas e docente, para o uso do conhecimento científico como mecanismo de empoderamento, inclusão e transformação social, no estado do Pará. O objetivo geral é de realizar a VI Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação Social da Amazônia Paraense (VI FECITIS): valorizando saberes e sabores amazônicos, visando a divulgação do conhecimento científico e tecnológico e a popularização da ciência que estimulem a curiosidade científica e o pensamento crítico, que contribuam para desenvolvimento sustentável e melhoria da qualidade de vida da população do estado do Pará. A VI FECITIS terá abrangência estadual, mobilizando participantes de quatro territórios do Estado do Pará, envolvendo escolas de rede pública de ensino médio e técnico, assim como, os campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará. O público alvo da VI FECITIS serão os pesquisadores e professores da educação profissional e tecnológica dos Campi do IFPA, professores da educação básica do ensino fundamental, médio e técnico de escolas públicas, alunos da educação básica (ensino fundamental, médio e técnico das escolas públicas), do ensino profissionalizante/técnico, do ensino superior, da rede pública ou particular de ensino, bem como todos aqueles que tenham interesse em ciência e tecnologia. A comunidade em geral e segmentos socialmente vulneráveis, tais como: agricultores familiares, quilombolas, ribeirinhos, indígenas, aquicultores, pescadores, meninas e mulheres rurais.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - PA - Brasil
  • 05/01/2022-31/01/2024
Foto de perfil

Ademar Benévolo Lugão

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • laboratório nacional de nanotecnologia aplicada às áreas nuclear e correlatas
  • A CNEN tem atuação em todo território Brasileiro. Suas 14 unidades, dentre institutos de pesquisa, laboratórios, agências distritais e escritórios regionais, estão distribuídas por nove estados brasileiros e sua sede localiza-se no Rio de Janeiro e ainda no Rio estão o Instituto de Radioproteção e Dosimetria - IRD; o Distrito de Angra dos Reis - DIANG (RJ), o Instituto de Engenharia Nuclear - IEN e o Escritório de Resende (ESRES). As demais unidades espalhadas por todas as regiões do país são: - Distrito de Caetité - DICAE (BA) - Distrito de Fortaleza - DIFOR (CE) - Escritório de Porto Alegre (ESPOA) - Escritório de Brasilia - ESBRA (DF) - Laboratório de Poços de Caldas - LAPOC (MG) - Centro Regional de Ciências Nucleares do Centro-Oeste - CRCN-CO, em Goiânia (GO) - Centro Regional de Ciências Nucleares do Nordeste - CRCN-NE, em Recife (PE) - Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear - CDTN, em Belo Horizonte (MG) - Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN, em São Paulo (SP) O IPEN, que produz atualmente 38 diferentes radiofármacos, incluindo o flúor FDG-18F, além de ser o único produtor de Geradores de Tecnécio-99m no país. O IEN, localizado no Rio de Janeiro, produz o FDG-18F, iodo-123 ultra-puro e metaiodobenzilguanidina marcada com iodo-123; o CDTN, em Belo Horizonte, produz o FDG-18F e Na18F; e o CRCN-NE, em Recife, produz somente o FDG-18F. Além desses, o IPEN fornece fios de irídio-192 e sementes de iodo-125, ambos utilizados em tratamentos oncológicos, por meio de procedimentos de braquiterapia. A atuação da CNEN em nanotecnologia é evidente nos avanços nas áreas de atuação seguintes: •medicina nuclear (fortemente ligado à nanotecnologia, pois comercializamos radioisótopos conjugados com moléculas ou nanopartículas com afinidade tumoral); •aplicações na indústria, agricultura e meio ambiente (fortemente ligado à nanotecnologia, pois a aplicação de radiação ionizante gera alterações na nano/microestrutura dos materiais); •pesquisa e ensino relacionados a tecnologias aplicadas (nossos cursos de posgraduação oferecem várias disciplinas em nanotecnologia); A CNEN está formando o laboratório nacional de nanotecnologia aplicada às áreas nuclear e correlatas – NuclearNANO, considerando a integração das suas 14 unidade distribuídas por todo o país. Porém, o laborabório nuclearnano, nesse momento, se consolida por uma atuação em rede das várias instalações e laboratórios do IPEN em SP, do CDTN em MG e do CRCN-NE em Pernanbuco. A nanotecnologia aplicada às áreas nucleares e correlatas atendem de forma intensa, as áreas a seguir: •Saúde: - por meio dos radiofármacos nanoestruturados e desen-volvimento de nanopartículas com aplicações teranósticas ou para o carreamento de fármacos e curativos avançados com nanopartículas de prata etc.; •Agropecuária: - desenvolvimento de sistemas de liberação controlada de defensivos agrícolas (agrotóxicos); reaproveita-mento de celulose por meio da síntese de nanocelulose, uso de radionuclídeos nanoestruturados como traçadores para estudo do desenvolvimento de novas variedades e também diagnostico e tratamento de doenças. •Automobilística: o uso de polímeros nanoestruturados por meio da radiação ionizante já é uma prática comum na indústria automobilística. Por exemplo, os pneus são produzidos por meio da pré-reticulação e oxidação seletiva induzidas por radiação ionizante de camadas de borracha reforçadas por mantas de poliéster e ou aço. Outro exemplo, os fios e cabos elétricos usados debaixo do capô de um automóvel são nanoestruturado por meio da reticulação induzida por radiação. Espumas e compósitos na industria automobilística também são processados por radiação para melhoras de propriedades. •Eletro-eletrônica – dopagem de semicondutores em reator nuclear, fios e cabos elétricos usados em quase todos os dispositivos eletrônicos, computadores celulares, televisão, sistemas militares etc. são nanoestruturado por meio da reticulação induzida por radiação. •Mineração: indução de centros de cor para valorização de gemas e pedras preciosas; •Alimentos: embalagens termoencolhíveis e inteligentes nanoestruturadas por meio da reticulação induzida por radiação; •Farmacêutica e cosmética e conservação de objetos de arte: demandam a esterilização por radiação dos seus produtos e nossos laboratórios precisam apoiar o desenvolvimento das formulações para resistirem ao processo ou minimizar os danos; ETC.
  • Comissão Nacional de Energia Nuclear - RJ - Brasil
  • 18/12/2019-31/12/2023
Foto de perfil

Ademar Benévolo Lugão

Engenharias

Engenharia Nuclear
  • sintese de nanoaparticulas de albumina para deteção de linfonodo sentinela
  • Introdução: O linfonodo sentinela (SLN) é definido como o primeiro linfonodo para o qual as células cancerígenas possuem maior probabilidade de se espalhar a partir de um tumor primário. A disseminação de alguns tipos de câncer geralmente segue uma progressão ordenada, espalhando-se primeiramente para os linfonodos regionais próximos ao tumor. Foco: Para serem captados pelo SLN, grandes moléculas ou coloides devem percorrer o espaço intersticial, atravessar a membrana dos capilares linfáticos, fluir livremente dentro dos vasos linfáticos e, finalmente, serem endocitados pelos fagócitos do linfonodo sentinela. As características relacionadas ao tamanho, forma e carga das partículas são geralmente mencionadas como as mais relevantes para o sucesso do procedimento. Problema: No Brasil usamos a dextrana e o ácido fítico, sistemas já superados com sérios problemas de toxicidade e alergenicidade. Portanto o problema em pauta é a falta de um sistema eficaz, de baixo custo e não tóxico. O objetivo desse projeto é o desenvolvimento de nanopartículas não tóxicas de Albumina para a deteção mais eficaz e sem efeitos colaterais das metástases. Especioficamente visamos o desenvolvimento de técnicas de sintese de nanopartículas de albumina sérica humana (HSA) a partir da reticulação induzida por radiação. Estado da arte (evidência): A radiação ionizante em sistemas aquosos cria especies oxidantes e redutoras que induzem a reticulação de proteínas permitindo a obtenção de nanoparticulas com tamanho controlado e em condições estéreis. Nosso grupo ja publicou cerca de 5 ou 6 artigos internacionais e duas patentes realcionadas ao assunto. Metodologia: 1. Sintetizar nanopartículas na faixa de concentração de 1 mg.mL-1 a 100 mg.mL-1. Homogeneizar, irradiar, liofilizar e caracterizar por DLS, MET, MEV, DSC 2. Radiomarcação: O sistema nanopartículas de HSA será conjugado ao tecnécio-99m. Seguido de avaliação radioquímica, estabilidade radioquímica e citotoxicidade
  • Comissão Nacional de Energia Nuclear - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ademar Dutra

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • environmental, social and governance (esg): proposta de um modelo multicritério de avaliação para terminais que movimentam cargas conteineirizadas
  • A Agenda voltada as questões ESG (environmental, social and governance) está em ascensão. O Capitalismo de Stakeholders está em crescimento, juntamente com o aumento da disseminação dos investimentos ESG e em empresas que praticam o ESG. Em 2020, o World Economic Forum, apontou a essencialidade da reflexão sobre estruturas de governança que garantam o equilíbrio entre as demandas dos vários grupos diretamente interessados em um negócio. Ressurge assim o capitalismo das partes interessadas em oposição ao capitalismo de acionistas. Se as preocupações com o ESG são importantes é necessário um processo de avaliação dos resultados das práticas adotadas pelas organizações. Assim, insere-se a preocupação central da presente pesquisa, ao propor o desenvolvimento de um modelo de avaliação das práticas de ESG, com foco nos terminais portuários que movimentam cargas conteinerizadas. Tem-se como questão central a ser investigada: quais aspectos devem ser levados em consideração para avaliar o desempenho das práticas ESG de terminais portuários que movimentam cargas conteinerizadas? A viabilidade do presente estudo está na parceira existente com os principais terminais de containers do país e no perfil da equipe de pesquisadores. Justifica-se ainda a presente investigação, face a maioria dos modelos de avaliação ESG, presentes na literatura serem genéricos. Para fins metodológicos serão utilizados dois instrumentos de intervenção amplamente explorados na literatura: ProKnow-C (Knowledge Development Process–Constructivist) para a realização de uma revisão abrangente da literatura sobre o tema ESG e Metodologia MCDA-C (Metodologia Multicritério de Apoio à Decisão Construtivista) para construir o modelo de avaliação das práticas ESG, visando apoiar os gestores dos terminais investigados na melhoria do desempenho. Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, com abordagens quali-quantitativa, envolvendo a coleta de dados primários e secundários, por meio de um estudo de caso.
  • Universidade do Sul de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 20/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ademar Takeo Akabane

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • aplicação dos conceitos de computação urbana no provimento de soluções inteligentes com foco em problemas de mobilidade veicular urbana
  • Devido ao rápido crescimento populacional urbano, o acesso aos recursos limitados de uma cidade tem afetado negativamente a vida de bilhões de cidadãos ao redor do mundo. Para amenizar esse enorme problema, pesquisadores, empresas e orgãos públicos têm investido cada vez mais no conceito de computação urbana com intuito de melhorar os serviços urbanos, e consequentemente, aumentando a qualidade de vida de seus habitantes. Computação urbana é uma área interdisciplinar que utiliza diversas tecnologias da informação e comunicação, gestão avançada de grandes volumes de dados e diversos métodos de análises de dados coletados. Dentro do cenário apresentado, este projeto visa fomentar pesquisas na área da computação urbana, por meio de estudos, proposição e avaliação de soluções inteligentes que buscam contribuir com o estado-da-arte no campo da mobilidade veicular urbana. O objetivo geral deste projeto de pesquisa é propor algoritmos, modelos e protocolos que possam, a partir dos dados heterogêneos do espaço urbano, extrair informação útil para aplicações ou serviços para cidades inteligentes. Para isso, serão utilizados os paradigmas de redes veiculares e de Computação em Névoa, por exemplo, para processar os dados coletados e assim extrair informação útil que será consumida pelos Sistemas de Transporte Inteligentes. Vale destacar que o foco da computação urbana é melhorar o planejamento das cidades e também compreender a natureza dos fenômenos urbanos e sociais.
  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas - SP - Brasil
  • 06/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Adenilton José da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • aprendizado em dispositivos quânticos de escala intermediária
  • A computação quântica permite a resolução de alguns problemas com um ganho exponencial no tempo de execução quando comparada com os computadores atuais ou clássicos. Devido ao ruído e a escala intermediária dos processadores quânticos, as vantagens teóricas ainda não puderam ser verificadas. Na aprendizagem de máquina quântica (AMQ) a computação quântica é utilizada para resolver as limitações da aprendizagem de máquina. Diversos algoritmos de aprendizado já foram propostos, mas ainda não foi realizado um experimento que comprove os ganhos da AMQ sobre sua versão clássica. A dificuldade de realização experimental da AMQ ocorre devido a limitações do Hardware e necessidade de desenvolvimento de algoritmos de aprendizado específicos para os dispositivos de escala intermediária. Este projeto irá investigar o desenvolvimento de algoritmos de aprendizado para dispositivos quânticos que possuam vantagens em relação ao tempo de processamento, memória ou capacidade de aprendizado e que possam ser executados em dispositivos ruidosos de escala intermediária. Com o advento dos primeiros processadores quânticos os algoritmos desenvolvidos terão impacto em diversas áreas do conhecimento, acelerando o desenvolvimento de sistemas inteligentes através do uso de processadores quânticos. Será investigado o desenvolvimento de algoritmos quânticos de treinamento para modelos híbridos (clássicos/quânticos) de aprendizado com ganhos em relação a aprendizagem de máquina clássica e que possam ser executados nos dispositivos quânticos atuais. Os primeiros experimentos com dispositivos reais com vantagens em relação aos computadores clássicos foram realizados em 2019 e existe uma expectativa de que problemas práticos possam ser resolvidos nos próximos anos. Diversas estratégias serão utilizadas para o desenvolvimento dos algoritmos. Por exemplo, circuitos quânticos variacionais, aprendizado baseado em distância e o treinamento quântico de modelos clássicos de aprendizagem de máquina.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adenir Vieira Teodoro

Ciências Agrárias

Agronomia
  • sistemas microemulsionados contendo compostos bioativos de vitex gardneriana (lamiaceae) a ácaros-praga do coqueiro e dos citros
  • Vitex gardneriana (Lamiaceae) é uma planta endêmica do Nordeste e possui em seu óleo essencial compostos acaricidas promissores no desenvolvimento de biopesticidas. No entanto, a baixa solubilidade em meio aquoso e a volatilidade dos compostos dos óleos essenciais são limitações para seu uso no controle de pragas. Desta forma, a utilização de sistemas estabilizados por tensoativos, como as microemulsões, são promissores para veicular óleos essenciais e seus compostos bioativos. Cultivos de coqueiro e de citros possuem grande relevância econômica e social para o Brasil. A região Nordeste é a maior produtora de coco do País e possui um importante polo citrícola de cerca de 100 mil hectares no norte da Bahia e sul de Sergipe. O ácaro-da-necrose Aceria guerreronis e o ácaro-da-falsa-ferrugem Phyllocoptruta oleivora (Acari: Eriophyidae) são respectivamente pragas-chave do coqueiro e dos citros no Nordeste, onde causam redução de produtividade e dano estético aos frutos que reduz o seu valor comercial. O controle atual dessas pragas é realizado por meio de pulverizações frequentes de agrotóxicos registrados ou não registrados. Visando o manejo ecológico de A. guerreronis em coqueiro e de P. oleivora em citros, o presente projeto desenvolverá microemulsões a partir sesquiterpenos voláteis isolados e/ou fracionados de V. gardneriana e avaliará sua bioatividade sobre essas duas pragas-chave. Espera-se que as microemulsões ampliem e prolonguem os efeitos letais e subletais sobre A. guerreronis e P. oleivora por meio da redução da volatilidade dos sesquiterpenos. Ressalta-se ainda que baixas concentrações dos compostos voláteis de V. gardneriana apresentaram alta letalidade e repelência a A. guerreronis em estudo conduzido e publicado por nosso grupo e espera-se que haja bioatividade também contra P. oleivora por serem espécies da mesma família (Eriophyidae).
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - SE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Aderson Farias do Nascimento

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • atividade sísmica, emissões bioacústicas e imageamento do assoalho oceânico na região do arquipélago de são pedro e são paulo, atlântico equatorial
  • A presente proposta é o resultado do esforço de um grupo motivado, multi e interdisciplinar de pesquisadores das áreas de geociências e biologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Brasil) de três departamentos acadêmicos distintos: Geofísica, Geologia, e Fisiologia, além da Universidade de Brest (Institut Universitaire Européen de la Mer, França). Esse grupo se propõe a investigar problemas de aspectos tectônicos, de comportamento animal e de caracterização fisiográfica da região do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP), Atlântico Equatorial. O ASPSP é parte do Sistema Transformante de São Paulo (STSP) e, além de ser importante do ponto de vista geocientífico e geopolítico, inclui uma megafauna quase desconhecida e que potencialmente sofre influências das feições oceanográficas e cenários sísmicos (naturais e antropogênicos) que alteram sua ecologia e comportamento. Além de realizar imageamento do assoalho oceânico na região do ASPSP, o projeto lançará ao mar hidrofones através de embarcações oceanográficas brasileiras e francesas, para registrar terremotos, ruído antropogênico e vocalização de cetáceos. Adicionalmente, o projeto garantirá sustentabilidade à estação sismográfica já operando no ASPSP. Neste sentido, elaboramos um programa de pesquisa e desenvolvimento que possuem um enorme potencial de descobertas científicas inéditas na pesquisa oceanográfica, além de benefícios tais como: formação de RH, processos inovativos de detecção, processamento, integração de dados e interpretação do inventário (geofísico e biológico) obtidos através dos registros de sismômetros, hidrofones e imageamento usando multifeixe. Aspectos de divulgação científica e gestão também são abordados. A presente proposta também insere, através de colaboração com a U. de Brest (França), o Brasil num fórum restrito de países que realizam pesquisas neste importante e estratégico ramo científico, além contribuir para a internacionalização da pesquisa científica oceanográfica brasileira.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 28/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Adevailton Bernardo dos Santos

Outra

Divulgação Científica
  • xxvii ciência viva
  • A feira Ciência Viva é uma feira do conhecimento, realizada anualmente desde 1995 na cidade de Uberlândia-MG, aberta a estudantes da educação básica (ensino fundamental, médio, profissionalizante e da educação de jovens e adultos - EJA) das instituições de ensino do município, preferencialmente da rede pública, e completará 27 anos em 2022. O objetivo da Ciência Viva é promover o desenvolvimento da criatividade, da capacidade inventiva e investigativa, em todas as áreas de conhecimento, possibilitando e divulgando a construção de novos saberes, despertando vocações, revelando capacidades e contribuindo para formar estudantes comprometidos com o desenvolvimento e o bem-estar da sociedade. As atividades, que ocorrerão de forma remota, são planejadas de forma a envolver a participação de equipes das escolas do município de Uberlândia, que serão avaliadas por uma banca avaliadora na apresentação de seus trabalhos no evento principal. As ações formativas, que favorecem as trocas de saberes e foram uma constante ao longo das edições anteriores, serão mantidas e aprimoradas, principalmente na forma de oferta de palestras, rodas de conversas, minicursos e oficinas, e também ocorrerão de forma remota. Outra característica que será mantida é a assessoria prestada, pela equipe de pesquisadores e monitores integrantes do projeto, aos professores e estudantes das escolas. Dentre os trabalhos apresentados haverá a seleção de pelo menos um para apresentação em evento de âmbito nacional.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Adillys Marcelo da Cunha Santos

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • scaffolds bioativos fibrilares híbridos orgânico-inorgânicos com potencial de liberação de moléculas osteoindutoras
  • A baixa disponibilidade de tecido ósseo de pacientes submetidos à procedimentos cirúrgicos de autoenxertos levou ao surgimento de pesquisas e desenvolvimento de materiais na forma de scaffolds, capazes de liberar íons terapêuticos e moléculas osteoindutoras para auxiliar na regeneração do tecido ósseo. O desenvolvimento de scaffolds híbridos de biocerâmicas e polímeros biocompatíveis e biodegradáveis tem se destacado por combinarem propriedades intrínsecas de cada componente, como rigidez e flexibilidade, respectivamente, além de promoção da liberação controlada dos componentes osteoindutores nele contido. Embora existam muitos procedimentos usados na confecção de tais estruturas, técnicas de produção de fibras como Solution Blow Spininig, ou simplesmente SBS, se mostram mais promissoras devido à similaridade com a natureza fibrilar da matriz extracelular do osso (MEC). No entanto, na confecção de scaffolds híbridos fibrilares, existe uma limitação de quantidade adicionada de biocerâmica contendo íons terapêuticos, o que muitas vezes provoca precipitação da fase orgânica, ou mesmo colapso estrutural. Além do mais, muitos estudos usam solventes tóxicos que podem gerar resíduos e, por conseguinte, influenciar na atividade celular. Moléculas osteoindutoras têm sido investigadas nos estudos de engenharia de tecidos, assim também como formas de controlar sua liberação. Neste trabalho, pretende-se procurar novas rotas de desenvolvimento de scaffolds contendo biocerâmicas e fármacos, combinando a SBS com o procedimento de sol-gel, de forma a otimizar a incorporação e encapsulamento dos materiais osteoindutores, bem como estudar sua bioatividade in-vitro e cinética de liberação. Os scaffolds também serão caracterizados do ponto de vista morfológico, propriedades térmicas, avaliando também alguns aspectos da química de superfície. Por fim, o trabalho permitirá a consolidação de parcerias entre professores da UFRB, alunos e parceiros externos à instituição.
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BA - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adilson Luiz Chinelatto

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de eletrodos para aplicação em células a combustível reversíveis de óxido sólido - rsofc
  • As Células a Combustível de Óxido Sólido (SOFC) são dispositivos eletroquímicos que geram energia elétrica a partir de reações químicas, sendo uma fonte de energia com alta eficiência, sustentável e ambientalmente amigável. Dentre os diversos tipos de SOFCs, as Células a Combustível Reversíveis de Óxido Sólido (RSOCs) permitem não só gerar energia elétrica, mas também podem gerar seu próprio combustível nos momentos em que não há a necessidade da geração de energia elétrica. As principais RSOFCs operam na faixa de 800-1000°C. Estas elevadas temperaturas de operação encarecem sua produção e limitam sua utilização em aplicações de pequeno porte. Uma das alternativas para o abaixamento da temperatura de operação é utilizar RSOFC com eletrólitos condutores de prótons (RSOFC-PCFC), os quais podem operar em temperaturas entre 400-600°C. Para o funcionamento de uma RSOFC, são necessários dois eletrodos, sendo um para as reações do oxigênio e um para as reações do hidrogênio. Para viabilizar o uso das RSOFCs-PCFC é necessário ainda um maior desenvolvimento desses eletrodos, os quais possuem um importante papel, pois a cinética da reação no eletrodo de oxigênio e no eletrodo de hidrogênio são mais lentas do que a difusão dos íons no eletrólito. Estes eletrodos precisam funcionar como catalisadores das reações eletroquímicas, possuir condutividade eletrônica e ter compatibilidade química e térmica com o eletrólito. A literatura tem demostrado que o uso de materiais compósitos com condutividade mista eletrônica-protônica aumenta a eficiência do eletrodo. Para este projeto serão desenvolvidos eletrodos de oxigênio e hidrogênio para células RSOFC–PCFC. O eletrodo de oxigênio será um material compósito formado entre o eletrólito com composição BaCe(0.2)Zr(0.7)Y(0.1)O(3-d) (BCZY) e um condutor eletrônico baseado no LaNi(x)M(1-x)O(3-d) (LNM) com M=Fe, Cr ou Co, e o eletrodo de hidrogênio será um compósito formado por Ni metálico e BCZY.
  • Universidade Estadual de Ponta Grossa - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adilson Luiz Pinto

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • e(co)-science
  • A disponibilização de dados sobre a produção científica nacional e internacional tem crescido expressivamente e, em perspectiva às especificidades de campos disciplinares distintos, esta produção se revela diversa quanto a sua tipificação, tanto em termos quantitativos como qualitativos, e se materializa em forma de artigos, livros, teses e dissertações, além de produtos como: softwares, patentes, obras e instalações artísticas, entrevistas e projetos cinematográficos. Nos últimos anos, várias iniciativas que visam a criação de mecanismos de monitoramento da produção acadêmica de uma instituição, país ou área de conhecimento têm recebido atenção. Em especial, técnicas de organização da informação e métodos computacionais avançados são aplicados de forma a se automatizar o processo de extração de indicadores sobre uma massa de dados agregada. Neste contexto, sistemas de informação sobre o Ecossistema da Pesquisa Científica têm como objetivo agregar e organizar as informações de bases de dados diversas e heterogêneas, para se obter serviços e dados consolidados a pesquisadores e gestores que necessitam tomar decisões com base nas informações extraídas destes dados. Portanto, a presente Proposta apresenta a criação de um sistema de interoperabilidade que contemple agregação da informação de todo o ecossistema da pesquisa científica nacional, tendo como fonte dados científicos abertos e dados governamentais abertos, com o objetivo final de oferta de serviços de identificação de serviços de recomendações em diversas áreas do conhecimento.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adivaldo Henrique da Fonseca

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • prevalência, isolamento e propagação in vitro de hemoparasitos de carrapatos e pulgas de animais domésticos e silvestres
  • Os carrapatos são relevantes pelos prejuízos à produção animal e por transmitirem a maior diversidade de patógenos para animais e humanos. O diagnóstico preciso dos agentes das hemoparasitoses transmitidas por carrapatos, assim como a produção de imunógenos autóctones dependem do isolamento e propagação do agente etiológico local, por representarem o perfil genético destas populações. O projeto tem como objetivos, diagnosticar carrapatos e pulgas portadores de hemoparasitos, assim como dos hospedeiros e proceder o estudo da ocorrência, prevalência, isolamento e a propagação em cultivos in vitro em meios seletivos e em linhagens de células de mamíferos e de carrapatos. O estudo a campo será conduzido em áreas rurais antrópicas do estado do Rio de Janeiro e regiões limítrofes do estado, principalmente onde casos clínicos tenham sido previamente registrados. Serão determinados pontos para coleta de carrapatos em vida livre pela técnica do arraste de flanela. Além disso, serão coletados carrapatos e pulgas, sangue e soro de hospedeiros domésticos ou silvestres disponíveis na região, incluindo repteis. Será procedido métodos e técnicas específicas para isolamento e propagação de Babesia spp., Anaplasma spp., Rickettsia spp., Ehrlichia spp., Hemoplasmas, Trypanosoma spp., Mycobacterium e Borrelia spp. Órgãos como intestino, túbulos de Malpighi, glândulas salivares e ovários serão examinados por dissecção das fêmeas de carrapatos/pulgas utilizando técnicas citológicas, sorológicas e/ou de biologia molecular. Sangue e fluidos dos hospedeiros serão examinados. Novas sequencias isoladas serão submetidas para o banco de dados GenBank®. Os principais resultados esperados incluem o isolamento e propagação dos diferentes hemoparasitos, estruturação de um banco de isolados autóctones, aperfeiçoamento da metodologia e dos procedimentos para cultivo e propagação em células embrionárias e a capacitação de recursos humanos especializados no tema proposto.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adley Forti Rubira

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • sistemas poliméricos inteligentes: quitosana hiperramificada com sílica mesoporosa como plataforma para o desenvolvimento curativos tópicos ativos
  • O desenvolvimento/aprimoramento de curativos ou peles sintéticas pode aliviar a dor e agilizar o processo de regeneração de pacientes com severos traumas cutâneos, principalmente aqueles acometidos com graves queimaduras. A pele sintética (ou curativos) deve proteger o tecido danificado de infecções causadas por bactérias e fungos, e ainda permitir o processo natural de transpiração. Em casos de queimaduras severas o tratamento pode ser feito pela adição de agentes antibacterianos e/ou anti-inflamatórios na pele sintética (ou curativo), que será lentamente liberado para inibir o desenvolvimento de bactérias e/ou combater excessivas inflamações crônicas decorrentes de traumas cutâneos.Neste projeto, iremos desenvolver uma metodologia de preparo de materiais híbridos multifuncionais na forma de filmes (membranas), produzidos por métodos de liofilização seguida por reação no estado sólido de poli (ácido acrílico) (PAA) e quitosana. A quitosana será, previamente, complexada com cobre com o intuito de melhorar sua atividade bactericida e solubilidade. No interior da matriz polimérica será aprisionado elevado teor (+20%) de sólidos inorgânicos porosos, modificados com organosilanos. Esses sólidos irão atribuir, ao material inicial, elevada capacidade de retenção de fármacos (antimicrobianos) e irá promover o processo de liberação prolongada dos mesmos, que é de particular interesse para o processo de cicatrização de lesões graves. Dessa forma, o material a ser desenvolvido também poderá atuar como modelo para liberação sustentada de fármacos.Assim, materiais híbridos com potencialidade para serem usados como pele sintética serão preparados. Para confirmar a aplicabilidade destes materiais será determinado o perfil de liberação de fármacos (antimicrobianos, e.g. eritromicina) e testes de proliferação celular/regeneração celular frente a fibroblastos e de propriedades bactericidas.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 18/02/2019-09/11/2022
Foto de perfil

Adolfo Tanzi Neto

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • a vulnerabilidade social de jovens brasileiros: agências multimidiáticas no resgate do exílio contemporâneo (pós)pandêmico
  • A sociedade pós-moderna se caracteriza por produções e interações multimidiáticas em espaços superdiversos. Esses encontros com as diferentes linguagens nos levam a (re)conhecimentos linguísticos, travestidos em repertórios superdiversos (das línguas materna, de sinais, de herança, adicionais etc.). Nesse sentido, apoiamo-nos na discussão de Blommaert (2010), Silverstein (1985) e Vertovec (2007) sobre como os repertórios linguísticos estão ideologicamente carregados de características semióticas; de valores implícitos de identidade e poder que geram níveis de indexicalidade que determinam sentimentos de pertença, cultura, identidade e papéis na sociedade. Para tanto, esta pesquisa, em parceria com escolas públicas do Rio de Janeiro, buscará responder às seguintes perguntas: a) como os jovens de escolas públicas do Rio de Janeiro (re)apresentam seus contextos sócio-histórico-culturais em suas produções multimidiáticas? b) como os conceitos de translocalidade, indexicalidade e repertórios permeiam/influenciam as atividades desses jovens? c) como as barreiras sócio-histórico-culturais, por meio do uso de múltiplas mídias, assumem diferentes papéis para expandirmos as discussões teóricas de agência e transformação social? Atentaremo-nos para o papel agentivo desses jovens nos espaços de interações da vida social em sua historicidade, buscando interpretações locais dessas atividades atribuídas de gênero, manipulação, poder, posições ideológicas e identidade. Metodologicamente, apoiamo-nos na Pesquisa Crítica de Colaboração (MAGALHÃES, 2004), que busca propiciar espaços de confronto dialético para (co)produção de saberes, formação, reflexão e desenvolvimento humano. Os dados gerados serão interpretados sob uma perspectiva dialógico-enunciativa, tendo como foco as categorias argumentativas para as questões de agência, translocalidade, indexicalidade e repertórios para mobilidade social.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adonis Ferreira Raiol Leal

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • sistema automático de detecção, rastreamento e previsão de descargas atmosféricas para proteção da navegação aérea e fluvial na amazônia
  • A Amazônia Legal possui uma floresta tropical densa e exuberante, a qual é marcada pela maior rede fluvial do mundo. Esta característica torna a região bastante peculiar, com enormes dificuldades de acessibilidade, tornando a população fundamentalmente dependente do tráfego aéreo e fluvial. As embarcações que navegam nos rios amazônicos são utilizadas tanto para o transporte de pessoas, como de cargas. Embora trafeguem embarcações de variados tamanhos, predominam as de pequeno porte, dotadas de pouco ou nenhum recurso para enfrentar as condições atmosféricas adversas da região. O fluxo de aeronaves, de pequeno porte, também representa um percentual expressivo do tráfego aéreo da região. Dada sua localização geográfica, a região amazônica possui clima tropical quente e úmido, sendo afetada o ano inteiro por sistemas meteorológicos convectivos de rápido desenvolvimento e grandes extensões verticais, portanto com potencial para chuvas volumosas, acompanhadas de raios e rajadas de ventos fortes. Tais eventos são característicos das nuvens cumulonimbus que formam as tempestades tropicais frequentes na região e que, eventualmente, expõem embarcações e aeronaves a grandes riscos, ocasionando, por vezes, acidentes que levam a danos materiais e perdas de vidas humanas. Neste contexto, a atual proposta busca desenvolver um sistema para a detecção, rastreamento e previsão de tempestades severas, no intuito de auxiliar a navegação aérea e fluvial na Amazônia mediante o uso de dados de descargas atmosféricas do sensor GLM (Geostationary Lightning Mapper) do satélite GOES-16, obtidos através da estação de recepção de dados e produtos de satélites ambientais GeonetCast-Americas do CENSIPAM, sendo estes dados tratados por técnicas de inteligência artificial. Desta forma, o estudo buscará desenvolver um produto inovador que possa auxiliar pessoas quanto à melhor decisão a ser tomada, em termos dos cuidados necessários para a trafegabilidade eficiente e eficaz na Amazônia.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adrian Antonio Garda

Ciências Biológicas

Zoologia
  • sistemática, biogeografia e conservação de vertebrados das áreas de altitude do domínio das caatingas no nordeste brasileiro
  • A região das caatingas é marcada por alta diversidade e taxas de endemismo em comparação com outras regiões semiáridas do mundo. Pesquisas ao longo das últimas décadas demonstraram o papel chave das áreas de altitude nos padrões de riqueza e diversidade deste bioma, as quais atualmente representam parte significativa das áreas prioritárias para a conservação da Caatinga, concentrando grande número de espécies endêmicas. Devido às chuvas orográficas, florestas mésicas ocorrem nas encostas e/ou nos topos dessas áreas que são popularmente conhecidas como brejos de altitude. Tais áreas abrigam espécies compartilhadas ou espécies irmãs com as grandes florestas tropicais vizinhas (Amazônica e Atlântica), testemunhando o passado dinâmico de expansão e contração desses biomas. Todavia, o número de espécies continua subestimado nessas regiões, bem como as principais ameaças à sua fauna e flora. Igualmente, os processos evolutivos responsáveis por essa grande diversidade e taxas de endemismo permanecem pouco conhecidos. O presente projeto objetiva, utilizando-se de dois grupos importantes e ameaçados de vertebrados: (1) descrever espécies crípticas previamente identificadas em estudos de filogeografia recentes; (2) avaliar a presença e a abundância de doenças emergentes (fungo quitrídio em anfíbios) e parasitas (malária aviária) nessas áreas; (3) testar hipóteses de diversificação das faunas de anfíbios e aves nas áreas de altitude do nordeste brasileiro usando técnicas de filogeografia multilocus e sequenciamento de nova geração. Nós faremos expedições a campo para complementar nossas amostras, identificaremos a presença de parasitos em aves e anfíbios e usaremos métodos de taxonomia integrativa para descrever espécies crípticas previamente identificadas em outros trabalhos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adrian Pablo Hinojosa Luna

Ciências Sociais Aplicadas

Demografia
  • modelagem demográfico-estrutural de processos infeciosos em síndromes respiratórias agudas (severe acute respiratory syndrome sars): estudo longitudinal de contatos sociais epidemiologicamente relevantes.
  • Os estudos científicos sobre modelos epidemiológicos para doenças relacionadas à síndrome respiratória aguda grave – SARS tem demonstrado que as capacidades preditivas dos modelos matemáticos foram aprimoradas através da quantificação das taxas de contato social. A equipe envolvida nesta proposta tem atuado nesta fronteira de pesquisa, por meio da construção de modelos que associam características epidemiológicas a diversos fatores sociométricos, vinculados às interações sociais em alguns contextos de socialização, o que chamamos de círculos sociais-chave: vizinhança, trabalho, lazer, escolas e transporte público. A partir da pesquisa aqui proposta, a equipe pretende aprimorar este modelo epidemiológico, realizando a quantificação dos contatos sociais de forma longitudinal, o que permitirá rastrear o número de contatos ao longo do tempo e explorar as diferenças sociodemográficas associadas à sua permanência ou variação. Dito em forma sucinta, queremos pesquisar quais são os determinantes sociodemográficos das interações humanas que favorecem a disseminação de agentes patógenos causantes de Síndromes Respiratórias Agudas. Para tanto, serão realizados levantamentos de dados primários e secundários, utilizando fontes oficiais, nacionais e internacionais, que disponibilizam informações epidemiológicas sobre SARS e dados sociodemográficos da população de estudo. Além disso, pretende-se coletar informações longitudinais sobre contatos sociais em um setor popular urbano em Belo Horizonte/MG, mediante entrevista domiciliar, durante a qual será aplicado um questionário (diário epidemiológico) abordando informações sobre contatos sociais diários e entre agrupamentos de pessoas (contatos pele a pele ou face to face). Esses dados irão alimentar três tipos de modelos epidemiológicos complementares, de caráter estatístico, que permitam estimar, de forma realista, a evolução de doenças relacionadas à SARS.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 05/05/2022-31/05/2025
Foto de perfil

Adriana de Andrade Mesquita

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • a (re)configuração da política de assistência social brasileira na cena contemporânea
  • A implantação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), em 2005, trouxe inflexões significativas à institucionalidade da assistência social no Brasil. Buscando introduzir uma lógica integrada entre serviços, programas e benefícios, o SUAS veio dar materialidade à previsão constitucional de um sistema descentralizado e participativo para a área. Desde então, o SUAS expandiu suas ações, seja em termos de benefícios e programas, seja no que tange à oferta de serviços, possibilitando incorporar segmentos sociais anteriormente excluídos ou com enormes dificuldades de acessar os direitos sociais. Mas o processo de constituição do SUAS também tem enfrentado limites e contradições, postos por elementos de ordem estrutural relativos à acumulação capitalista em seu estágio atual quanto por um conjunto de aspectos políticos-institucionais que tem conformado sua condução no país. Esses limites têm se aprofundado na conjuntura que se abre no país em anos recentes, quando uma série de medidas adotadas pelo governo federal radicaliza o projeto neoliberal, acarretando cortes nos gastos sociais, desmonte do sistema de proteção social constituído no pós-88 e retrocessos nos direitos sociais. Examinar essas mudanças recentes no âmbito da política de assistência social no Brasil e como elas afetam a configuração político-institucional do SUAS é a preocupação que orienta a pesquisa. O objetivo central é analisar a configuração institucional da política nacional de assistência social (PNAS) diante da atual conjuntura. Para alcance dos objetivos, nos apropriamos de metodologias diversas: pesquisa bibliográfica, documental, ciência de dados, survey e entrevistas que melhor auxiliem no processo de desenvolvimento da pesquisa. Entendemos que a aproximação à temática gerará informações importantes para a apreensão da realidade, construção de conhecimento científico e propostas de intervenções entre estudiosos, gestores e formuladores de política que lidam diretamente com a PNAS.
  • Universidade Federal de Ouro Preto - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriana de Miranda-Ribeiro

Ciências Sociais Aplicadas

Demografia
  • fatores escolares determinantes da alta qualidade do ensino médio da rede pública: uma análise para a brasil, unidades da federação e capitais
  • O ensino médio, última etapa do ensino básico no país, prepara os jovens para o mercado de trabalho ou para a entrada no ensino superior. No Brasil, apesar da expansão do número de vagas, o percentual de jovens matriculados no ensino médio ainda é baixo, quando comparado ao ensino fundamental e suas estatísticas são marcadas pelos elevados índices de evasão e abandono. Realidades distintas e heterogeneidade em diversos níveis fazem de qualquer análise do ensino médio público no país um grande desafio. Nessa condição, a qualidade dos serviços prestados assume proporções ainda mais relevantes. O que está por trás do bom desempenho dos alunos de uma determinada escola? Que fatores impactam positivamente na qualidade do ensino? Quais características da escola estão associadas aos melhores resultados? O presente projeto se insere nesse contexto, ao propor a compreensão da relação entre fatores escolares e qualidade do ensino médio público, na busca por evidências que possam contribuir para a melhoria do sistema educacional público brasileiro. O objetivo principal é identificar quais os fatores escolares são determinantes da alta qualidade do ensino das escolas públicas de ensino médio das administrações federal e estadual no Brasil, Unidades da Federação e capitais. Utilizaremos conjuntamente as bases de dados do Censo Escolar (2018) – para identificar os fatores escolares - e do Exame Nacional do Ensino Médio (2016 a 2020) – para mensurar a qualidade do ensino, aplicando a mineração de dados e modelos estatísticos. As unidades de análise serão o Brasil, unidades da Federação e capitais. Pretendemos contribuir para o entendimento dos fatores determinantes da qualidade do ensino médio público no país e criar parâmetros que possam auxiliar a proposição de políticas públicas que visem a melhoria da qualidade do ensino médio público no país.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Adriana Flach

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • composição química e atividade biológicas de própolis
  • Própolis é um material resinoso elaborado pelas abelhas a partir de resinas coletadas de plantas e é utilizada na colônia para proteger o ninho. Sua constituição química é bastante variada e depende entre outros fatores da espécie de abelha e da flora da região o que a torna uma fonte diversificada para exploração de perfil químico e atividade biológica. Por esse motivo o presente trabalho tem como objetivo caracterizar e isolar marcadores, além de determinar do potencial biológico de própolis produzida no extremo norte do Brasil. Para essa finalidade, inicialmente serão selecionadas abelhas produtoras de própolis, coletadas amostras que serão extraídas para obter voláteis, assim como serão extraídas com diferentes solventes extratores. Os extratos e voláteis serão submetidos à atividade antioxidante e antimicrobiana para determinar os extratos mais ativos. Os extratos ativos serão fracionados e caracterizados quimicamente buscando identificar moléculas bioativas.
  • Universidade Federal de Roraima - RR - Brasil
  • 18/02/2019-28/05/2023
Foto de perfil

Adriana Fontes

Ciências Biológicas

Biofísica
  • estratégias biofotônicas para inativação de candida spp. assistidas por nanoestruturas metálicas
  • A C. albicans é a principal espécie relacionada a casos graves de candidíase recorrentes, levando à exposição tóxica frequente de tratamentos antifúngicos sistêmicos. O uso indiscriminado de antifúngicos viabiliza a emergência e disseminação de cepas resistentes, as quais estão associadas com prolongamento de hospitalizações e alta mortalidade. Logo, a inativação fotodinâmica (PDI) surge como uma tecnologia promissora para o tratamento de infecções por Candida spp. Até então, não há relatos de resistência microbiana após a PDI. O efeito fotodinâmico ocorre quando, em presença de oxigênio, a luz excita o fotossensibilizador (FS), levando à produção de espécies reativas de oxigênio (EROs) com ação citotóxica localizada. A nanotecnologia apresenta potencial para aprimorar ainda mais a PDI, especialmente as nanoestruturas de prata (AgNSs), que podem ajudar a elevar a produção de EROs por efeito plasmônico, além da prata ter atividade antimicrobiana. Assim, esse estudo tem como objetivo avaliar os efeitos da PDI em isolados sensíveis e resistentes de C. albicans planctônicas e em biofilmes utilizando como FSs as porfirinas ZnTnHex-2-PyP4+ (ZnP hexil), ZnTE-2-PyP4+ (ZnP etil) e/ou azul de metileno (AM) associados ou não a AgNSs esféricas e/ou prismáticas (FS-AgNSs). Esses FSs apresentam um grande potencial para PDI. Serão avaliados diferentes parâmetros de irradiação e concentrações de FSs e FS-AgNSs na PDI dos isolados de C. albicans, na sua forma planctônica e em biofilmes, para determinar os mais eficientes para sua inativação. Os efeitos da PDI sobre os isolados serão também avaliados por microscopias de fluorescência e eletrônica de varredura. Também será realizado ensaio de citotoxicidade em linhagem epitelial imortalizada (mamíferos). Espera-se que a presente proposta venha auxiliar o estabelecimento de terapias alternativas para candidíase, de modo que possa trazer benefícios no tratamento e na qualidade de vida dos indivíduos acometidos por essa infecção.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 06/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Adriana Martinelli Catelli de Souza

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • reciclagem e reaproveitamento de resíduos em polimeros
  • A elevada produção de plásticos associada ao baixo nível de reciclagem e o descaso no descarte destes materiais têm sido o maior problema ambiental do século XXI. Soluções de engenharia podem auxiliar na resolução deste problema, como a viabilização de processos de reciclagem e o reaproveitamento dos produtos pós consumo e dos rejeitos industriais. Como a reciclagem mecânica é considerada a melhor forma de reciclar polímeros por usar menos recursos e energia, uma das alternativas para reaproveitar sucatas poliméricas seria o seu reuso no desenvolvimento de novas blendas e compostos poliméricos, agregando valor a este resíduo. O objetivo deste projeto é estudar a possibilidade de reaproveitar os produtos pós consumo e os rejeitos industriais para formar novos compostos e blendas de matriz polimérica, visando agregar valor aos resíduos e encontrar alternativas para evitar o descarte inadequado destes materiais no meio ambiente. Estes rejeitos poderão funcionar como modificadores de impacto, cargas de reforço ou de enchimento, ou até agentes compatibilizantes. Resíduos de ionômeros usados na fabricação de embalagens de cosméticos, polietileno reticulado usado em revestimentos de fios condutores, espumas termofixas, serão usadas nos estudos. Estes resíduos serão incorporados em matrizes de termoplásticos commodities e de engenharia. Os compostos serão obtidos por extrusão seguida de injeção dos corpos de prova. Em seguida, serão submetidos a ensaios mecânicos (tração, flexão, impacto, fadiga), térmicos (HDT, DSC e TGA) e morfológicos (MEV). Neste projeto, será solicitado verba para adquirir o equipamento acessório RCS40 para controle da taxa de resfriamento a ser acoplado no equipamento de DSC Q20, pertencente ao Centro Universitário FEI, que permitirá o desenvolvimento de uma caracterização térmica mais completa dos compostos obtidos. Esta caracterização trará informações sobre a microestrutura dos compostos, sendo possível relacioná-la com seu desempenho mecânico.
  • FUNDACAO EDUCACIONAL INACIANA PADRE SABOIA DE MEDEIROS - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025