Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Aldo Ângelo Moreira Lima

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • desenvolvimento de um novo modelo murino de desnutrição infantil e patobiologia da infecção intestinal por escherichia coli enteroagregativa
  • A desnutrição infantil é um problema de saúde pública mundial que afeta principalmente países com baixo e médio poder socioeconômico, resultando no aumento da morbidade por doenças diarreicas e outras doenças infecciosas, enteropatia ambiental, déficit cognitivo e mortalidade infantil. Dentre os agentes etiológicos mais prevalentes na infecção entérica, temos a Escherichia coli enteroagregativa (EAEC). A EAEC causa infecção entérica subclínica e clínica, gerando um processo inflamatório intestinal que pode comprometer a absorção de nutrientes. Neste contexto, a desnutrição e a infecção por EAEC são duas patologias extremamente associadas, que impactam na saúde pública e necessitam da melhor compreensão quanto a sua patofisiologia para o desenvolvimento e aplicação de medidas preventivas e de tratamentos. Este estudo tem como objetivo desenvolver um novo modelo murino de desnutrição fundamentado com base nos dados do estudo coorte-multicêntrico de desnutrição e infecção entérica infantil (MAL-ED; https://www.fic.nih.gov). Neste modelo murino de desnutrição iremos caracterizar as alterações na composição de substratos orgânicos corporal, a disfunção na barreira morfofuncional intestinal, o perfil metabólico e a susceptibilidade a infecção por EAEC. Para isto, iremos reproduzir um modelo de desnutrição em camundongos C57BL/6 com base na dieta dos dados coletados e analisados do recordatório alimentar de 24 horas em crianças (0-24 meses de idade) participantes no estudo coorte MAL-ED em oito países na América do Sul (Peru e Brasil), África (África do Sul e Tanzânia) e Ásia (Bangladesh, Nepal, Paquistão e Índia) com baixo e médio poder socioeconômico. A partir deste modelo, poderemos compreender o impacto da desnutrição infantil e infecção entérica por EAEC no desenvolvimento corporal através de dados como peso, comprimento da cauda e composição corporal, por meio da bioimpedância elétrica; também avaliaremos as alterações desencadeadas na barreira morfofuncional intestinal, como alterações morfológicas através de estudos utilizando a microscopia óptica, eletrônica de varredura e de crio-fratura; alterações na área de absorção, permeabilidade e lesão intestinal através do uso de câmaras de Ussing e teste com biomarcadores moleculares, lactulose e manitol; e alterações de transcritos e expressões proteicas através do uso de PCR em tempo real e Western Blotting. Avaliaremos também o impacto da desnutrição no perfil metabólico através da ressonância magnética nuclear (RMN) de 1H e cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massa (LC-MS/MS). Os resultados deste estudo têm a perspectiva de desenvolver um novo modelo murino de desnutrição e identificar os mecanismos patofisiológicos associados a barreira morfofuncional intestinal, suas influências sobre a determinação do perfil metabólico relacionados ao modelo murino de desnutrição, bem como a susceptibilidade e patobiologia da infecção por EAEC em associação com a desnutrição. Estes resultados contribuirão para o desenvolvimento potencial de medidas preventivas e intervenções clinicas neste importante problema mundial de saúde pública.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aldo Merotto Junior

Ciências Agrárias

Agronomia
  • avaliação de indicadores e efeitos ambientais, toxicológicos e de evolução da resistência de plantas daninhas causados por misturas de agrotóxicos
  • Agrotóxicos são amplamente utilizados em misturas devido a ocorrência simultânea de múltiplos problemas para os quais estes produtos são utilizados. No entanto, a legislação brasileira não permite a recomendação da utilização de agrotóxico em misturas. Atualmente, existem proposições relacionadas a regulamentação do uso de misturas de agrotóxicos no Brasil, sendo que como parte destas proposições descreve-se a necessidade de conhecimento dos efeitos dos produtos utilizados em misturas. Existem poucas informações sobre o efeito de misturas agrotóxicos, principalmente em condições da agricultura brasileira. Ainda, não existem especificações científicas sobre indicadores a serem avaliados em relação a análise do efeitos de misturas de agrotóxicos. O objetivo deste projeto é avaliar o efeito da utilização de misturas de agrotóxicos de forma a desenvolver indicadores de análise de seus efeitos ambientais, toxicológicos e na evolução de resistência em plantas daninhas como forma de entendimento de processos biológicos e moleculares e para o embasamento de recomendações e legislações do uso de misturas. Serão realizados três estudos estabelecidos de forma a representar condições distintas de utilização de herbicidas, fungicidas e inseticidas em situações de manejo fitossanitário de culturas que permitam a determinação de indicadores do efeito de misturas. O primeiro estudo está relacionado ao efeito ambiental de misturas. Serão analisados o efeito de herbicidas de ação total e residuais sobre microrganismos de solo através de avaliação de atividade e diversidade microbiana por sequenciamento de DNA de nova geração. O segundo estudo consiste na avaliação do uso de herbicidas em misturas com protetores e inseticidas sobre a evolução da resistência a herbicidas. Este estudo será realizado com espécies de diferentes sistemas de fecundação e a espécies modelo Braquipódio em gerações sucessivas sob efeito de seleção dos tratamentos de misturas. O terceiro estudo irá avaliar o efeito de misturas de herbicidas + inseticidas e fungicidas + inseticidas sobre o acúmulo de resíduos destes produtos em grãos de soja. Ainda, será constituído um grupo de trabalho envolvendo participantes de instituições envolvidas na regulamentação de agrotóxicos para acompanhamento dos resultados obtidos e formatação de proposição sobre indicadores a serem avaliados em estudos de regularização de misturas. Os resultados a serem obtidos são pioneiros em relação aos efeitos de diferentes agrotóxicos em misturas em comparação com seus efeitos isolados. Os indicadores desenvolvidos neste projeto poderão ser utilizados em outros estudos científicos ou em estudos técnicos quando da regulamentação do uso de misturas. O projeto proporcionará o treinamento de alunos de graduação e pós-graduação. A divulgação técnica irá acontecer através do grupo de trabalho e a divulgação científica ocorrerá através da apresentações de trabalhos em congressos e publicação de quatro artigos em revistas qualificadas internacionalmente.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aldo Roberto Ometto

Engenharias

Engenharia de Produção
  • proposta de um roadmap para transição de modelo de negócio circular através de práticas, mindset e nível de maturidade
  • A pressão da sociedade, o aumento significativo do preço dos produtos/serviços e volatilidade dos negócios estão forçando os líderes e formuladores de políticas a repensar no uso dos materiais e energia. Como alternativa para mudança desse cenário, surge o conceito de economia circular que tem como objetivo manter os produtos, componente e materiais utilizáveis e úteis para que possam voltar ao ciclo técnico, quando a vida útil de um produto termina. Sendo assim, novos Modelos de Negócio (MN) devem ser desenvolvidos no Brasil para impulsionar a transição de uma economia linear (extrair, produzir e descarta) para uma circular. Diante desse contexto, este projeto de pesquisa tem como objetivo desenvolver um roadmap de transição para modelos circulares em empresas instaladas no Brasil. A metodologia de pesquisa proposta está baseada no Design Research Methodology (DRM), revisão bibliográfica e múltiplos estudos de caso em empresas brasileiras.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aldri Luiz dos Santos

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • disseminação de informações pessoais vitais para apoio às tomadas de decisão em situações de emergências não especificadas
  • A Internet das Coisas (IoT) compreende a interconexão de diversos dispositivos computacionais que conectam-se em redes e obtém acesso à Internet. A IoT pode englobar desde objetos comuns ao nosso dia-a-dia, como fogões, fechaduras e automóveis, até dispositivos médicos implantados no corpo humano, vestíveis e sensores. Ela tem sido de fato o alicerce para a revolução em diversos cenários, desde residências, passando por cidades e chegando em áreas mais sensíveis, como aquelas voltadas ao apoio a saúde. Nesse contexto, ela pode auxiliar os profissionais de saúde a acessarem as informações dos pacientes de maneira rápida e eficiente. Contudo, garantir que esse tipo de informação seja disseminada de forma segura, sem comprometer a privacidade de seu proprietário, ainda é um grande desafio, por exemplo, devido à falta de infraestrutura de rede em locais fora âmbito hospitalar. As soluções para redes móveis e não estruturadas não atendem adequadamente, pois não consideram questões como a mobilidade dos dispositivos e a dinamicidade das redes. Essa situação ganha relevância diante de dados críticos como os de saúde, que exigem ações, muitas vezes imediatas, especialmente diante de situações emergenciais como um acidente de trânsito ou um cidadão que sofre um ataque cardíaco. Nesses casos, elas são chamadas de emergências não especificadas, isto é, podem ocorrer em qualquer local e momento, o que torna impraticável prover uma infraestrutura adequada ao seu atendimento. Este projeto tem como objetivos a pesquisa e construção de um sistema para garantir a privacidade na disseminação de informações críticas em situações emergenciais não especificadas. O sistema terá como base as relações de confiança entre os dispositivos envolvidos, tal que ele possa garantir que as informações compartilhadas tenham seu acesso restrito aos indivíduos que delas necessitam e viabilizam o atendimento médico adequado. A avaliação da eficácia do sistema se dará mediante simulação e experimentação, quando serão analisados o comportamento dos dispositivos durante suas interações, a garantia da privacidade dos dados disseminados, bem como o impacto do uso dos mecanismos de confiança entre os dispositivos.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Aldrin Mario da Silva Benjamin

Ciências Agrárias

Agronomia
  • núcleo interinstitucional de estudos em agroecologia do baixo tocantins: identificação, sistematização e disseminação de inovações tecnológicas em agroecologia e produção orgânica no baixo tocantins.
  • A presente proposta tem por objetivo central a criação e implantação de um Núcleo de Estudos Agroecológicos no Território do Baixo Tocantins, que integre as Instituições de Ensino, Pesquisa e Extensão situadas no Território, a saber, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (Campus Cametá), Universidade Federal do Pará (Campus Tocantins/Cametá) e Universidade do Estado do Pará. A partir de ação conjunta a equipe atuará na identificação, sistematização, construção participativa e disseminação de inovações agroecológicas, que oportunizem a formação em agroecologia nas suas diversas dimensões (ecológica, social, política, econômica e cultural), por meio de oficinas de capacitação e intercâmbios que envolvam pesquisadores, camponeses, estudantes e técnicos de ATER que atuam no Baixo Tocantins de forma a contribuir com a transição agroecológica e a construção de agriculturas mais sustentável no Território. Para tanto, almeja-se: 1) a criação, formação e consolidação do Núcleo; 2) identificação e sistematização de inovações tecnológicas que caracterizem processos de transição agroecológica e produção orgânica no Território; 3) implantação de unidades demonstrativas, realização de cursos de formação inicial e continuada (FIC), intercâmbios e dias de campo para e com camponeses, técnicos de ATER e estudantes e; 4) produção de cartilhas, comunicados/circulares técnicos, artigos científicos e material audiovisual, descrevendo as tecnologias identificadas que oportunizem a transição agroecológica, bem como a promoção dos sistemas orgânicos de produção.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - PA - Brasil
  • 01/02/2018-31/10/2020
Foto de perfil

Alécio Perini Martins

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • estudo de viabilidade do uso de drones para levantamentos aerofotogramétricos: aplicações em planejamento urbano, regularização fundiária e monitoramento agrícola e ambiental.
  • No início do século XXI, o uso das geotecnologias, entre elas as Aeronaves Remotamente Pilotadas, apresentou um considerável avanço, sendo aplicadas em diferentes áreas de estudo, como geografia, agronomia e engenharias, em especial para o monitoramento de áreas urbanas (regularização e atualização fundiária, identificação de áreas de risco, etc) e áreas agrícolas (agricultura de precisão, monitoramento de pragas em lavouras e acompanhamento dos processos de produção e colheita). O uso de fotografias aéreas obtidas por VANTs, ou por DRONES nesse caso específico, reduzem significativamente os custos destes estudos, visto que são equipamentos com preços de mercado significativamente menores e que permitem uma maior maleabilidade nos processos de obtenção de imagens, independente do período do ano ou das condições atmosféricas. Outra facilidade é a possibilidade de operação destas plataformas utilizando aplicativos gratuitos em smartphones, com sistema intuitivo de controle do usuário, estabelecimento de planos de vôo e obtenção de fotografias em alta resolução, o que torna esta tecnologia acessível para profissionais de diferentes áreas do conhecimento. Nesse sentido, o estudo apresentado tem como objetivo geral adaptar e avaliar a viabilidade de uso de drones, equipamento relativamente simples e de uso civil (doméstico), para levamentamentos aerofotogramétricos visando a aplicação desta ferramenta para planejamento urbano, regularização fundiária e monitoramento agrícola e ambiental. Com a execução do projeto, espera-se atribuir um uso prático, científico e profissional aos Drones. Por se tratar de um equipamento com preço de mercado bem abaixo de outras ferramentas mais profissionais como os VANT’s (cerca de 10 vezes mais barato), acredita-se que este estudo possa oferecer uma alternativa mais acessível para centros de pesquisa e órgãos de gestão pública.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alejandro Cabrera

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • grupóides de lie em geometria poisson
  • A Geometria Poisson transformou-se recentemente em uma área de pesquisa independente, com intensa atividade ao nivel global, estimulada por aplicações e relações com outras áreas, como Geometria Simplética, Teoria de Lie e Física Matemática. Este projeto interinstitucional visa consolidar um eixo de desenvolvimento para a Geometria Poisson como área de destaque no Brasil, articulando o trabalho dos professores membros, com base em Rio de Janeiro e São Paulo. Nossa equipe é formada por cinco jovens pesquisadores da UFRJ, UFF e USP, com alta produtividade individual e numerosas colaborações entre nós já publicadas em revistas de primeiro nível. Contabilizamos dois bolsistas de produtividade CNPq, um Jovem Cientista FAPERJ, oito alunos de doutorado, e participações como palestrantes nas conferências internacionais mais importantes da área. O objetivo geral do projeto é estimular a integração entre o trabalho realizado pelos participantes, seus alunos, e os colaboradores regionais e internacionais. O objetivo científico prevê avanços signifcativos no estudo dos grupóides de Lie, como objetos ligado à quantização e integração de estruturas de Poisson, como uma ferramenta para estudar simetrias e dinâmicas, e servindo como modelos para espaços singulares.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alejandro César Frery Orgambide

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • abordagem sit-sig em processamento e análise de sinais e imagens
  • Este projeto tem por objetivo avançar a fronteira do conhecimento a respeito do uso de técnicas oriundas da Teoria Estatística da Informação (SIT - Statistical Information Theory) e Geometria Estatística da Informação (SIG - Statistical Information Geometry) para a solução de problemas em processamento e análise de imagens e sinais.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Alejandro Correa Dominguez

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • prospectando o potencial terapêutico das vesículas extracelulares obtidas de células-tronco mesenquimais derivadas de células-tronco pluripotentes humanas
  • Células-tronco mesenquimais (CTM) são células-tronco adultas indiferenciadas com capacidade de autorrenovação e diferenciação celular presentes na medula óssea e em vários, provavelmente em todos, os órgãos e tecidos. O grande interesse das CTM na medicina regenerativa reside na habilidade que essas células apresentam para manter a homeostase tecidual e induzir reparos no tecido danificado. O uso de CTM para a terapia celular advém da hipótese de que essas células são capazes de diferenciar em células especializadas dentro do tecido lesionado. No entanto, sabe-se agora que apenas uma pequena fração das células transplantadas se integra e sobrevive no tecido lesionado. Portanto, o mecanismo predominante através do qual as CTM participam no reparo do tecido está relacionado com sua atividade parácrina. De fato, as CTM fornecem ao microambiente uma quantidade de sinais tróficos e de sobrevivência, incluindo fatores de crescimento e citocinas. Essas células também são capazes de regular a resposta imune e contribuir para o processo reparador em diferentes condições patológicas. Recentes descobertas sugerem que as Vesículas extracelulares (VE, incluindo microvesículas e exossomos) liberadas pelas CTM são importantes para a manutenção das funções fisiológica dessas células. Por transferir proteínas, lipídeos e várias formas de RNA às células vizinhas, acredita-se que o papel principal das VE é mediar diversas respostas biológicas. Dentre elas estão das propriedades de reparação/proteção do tecido lesionado e de modulação do sistema imune. Portanto, as VE derivadas das CTM representam uma oportunidade inédita de utilização em terapias regenerativas livre de células. Porém, pelo menos duas limitantes importantes se contrapõem às vantagens dessa aproximação terapêutica. A primeira se refere à produção padronizada e em grande escala das CTM, o qual constitui um desafio devido ao tempo de vida finito (limitada capacidade de proliferação/autorrenovação) destas células. Segundo, e igualmente importante, é a grande variação entre doadores e os tecidos de origem. Essas limitações poderiam ser contornadas se contássemos com uma fonte única e inesgotável de CTM tais como células-tronco pluripotentes e, como consequência, das VE derivadas destas. Assim, propomos utilizar CTM derivadas a partir de células-tronco humanas pluripotentes (embrionárias ou induzidas). A derivação será realizada seguindo protocolos descritos na literatura, desde protocolos simples de derivação espontânea até protocolos que utilizam fatores de crescimento específicos. As células-tronco mesenquimais derivadas de célula pluripotentes (CTM-CP) serão avaliadas no referente a: (i) a expressão / ausência de marcadores associados com a CTM derivadas de tecido adulto (CD146+, CD105+, CD73+, CD90+, SRO-1+. MHCI+, MHCII-, CD45-, CD34-); (ii) a multi-potencialidade para se diferenciar em adipócitos e células tipo osteócito; (iii) características morfológicas e adesão ao plástico; (iv) estabilidade cromossômica; (v) ausência de marcadores pluripotentes e capacidade “teratogênica” in vitro. Uma análise prospectiva da utilização de VE derivadas de CTM produzidas a partir de células pluripotentes (CTM-CP) exige em primeiro lugar uma caracterização exaustiva deste recurso para estabelecer a equivalência ou desvio destas CTM-CP com as CTM derivadas de tecido utilizando os protocolos tradicionais. Para tanto, nesse trabalho pretende-se: A - Comparar CTM derivadas de medula óssea humana e CTM-CP utilizando o RNA associado aos polissomos e os microRNAs. A utilização da fração polissomal permitirá estabelecer um perfil de expressão mais fidedigno e próximo ao proteoma celular; B - isolar VE de CTM humanas e de CTM derivadas de células-tronco pluripotentes humanas, assim como caracterizar em profundidade do ponto de vista celular e molecular (ácidos nucleicos e proteínas) essas VE. Devemos destacar que com esses dados a disposição poderemos analisar de forma comparativa e prospectiva a utilização de VE derivadas de CTM-CP visando o melhoramento da função e o desenho de estudos in vitro e, possivelmente, pré-clínicos com modelos de doenças variados. Seguindo essas caracterizações fundamentais, um objetivo em longo prazo seria a de editar geneticamente biomoléculas específicas (i.e. produtos genes bio-terapêuticos ou “hairpin” curto de um RNA de interferência especifico) para realizar a entrega dessas biomoléculas através de VE seja em arranjos de moléculas simples ou complexas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 05/12/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Alejandro Ferraz do Prado

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • uso de mmp-2 recombinante para avaliar os mecanismos intracelulares envolvidos na disfunção cardíaca e vascular induzidos pelo aumento plasmático de mmp-2
  • A metaloproteinase da matriz (MMP)-2 é uma das mais estudadas MMPs envolvidas no remodelamento cardiovascular em doenças como insuficiência cardíaca e hipertensão. Estudos mostraram que o aumento de MMP-2 no coração pode induzir disfunção cardíaca. No entanto, esses mecanismos ainda não estão totalmente elucidados. Estudo recente mostra que a MMP-2 ativa vias pró-oxidantes que resultam em disfunção vascular. Deste modo, a hipótese deste estudo é que a disfunção cardiovascular é decorrente do aumento do estresse oxidativo. Para avaliar a nossa hipótese nos iremos realizar dois estudos, primeiramente um “time-course” avaliando os efeitos cardiovasculares induzidos pela MMP-2 durante 1-4 semanas. Em seguida, iremos avaliar se os antioxidantes (tempol e N-acetilcisteína) e a doxiciclina impedem a disfunção cardiovascular induzida pelo aumento plasmático de MMP-2. Para realização deste trabalho iremos expressar a MMP-2 de bactéria E.coli e a proteína será purificada em coluna cromatográfica de gelatina sefarose. Para o tratamento in vivo serão utilizados camundongos C57BL/6 [Wild type (Wt)]. Os animais Wt serão tratados com MMP-2 (150 ng/g de peso corporal) durante 1-4 semanas a partir da 7º semana. Como controle experimental, animais serão tratados com salina (NaCl 0,9%) ou com MMP-2 sem atividade (MMP-2 mutada) via intraperitoneal. Para avaliar os efeitos dos antioxidantes (Tempol e N-acetilcisteína) e doxiciclina os animais serão tratados com MMP-2 (150 ng/g de animal) durante 4 semanas na ausência e presença das drogas. Ao final de todos os tratamentos, será coletado o sangue, coração e aorta. O sangue será utilizado para realização de hemograma e dosagens séricas de colesterol total e frações, TGO, TGP, glicemia, dosagem e atividade de MMP-2. Metade dos corações e aortas coletadas serão fixadas para histologia (HE, orceína e picrosirius). Outra metade será para análise de atividade de MMPs, imunofluorescência, PCR em tempo real, espécies reativas, atividade antioxidante, western blotting e zimograma.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022