Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Gisele Zapata-Sudo

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • avaliação pré-clínica e clínica de inibidores da via rhoa/rock para tratamento do infarto do miocárdio
  • As doenças cardiovasculares (DCV) são as principais causas de internações e geram o maior custo ao sistema de saúde nacional. Em 2007, 27,4% das internações de indivíduos de 60 anos ou mais foram causadas por DVC. As DCV representam aproximadamente um terço da mortalidade mundial, com aproximadamente 17,5 milhões de mortes em 2012 e tende a elevar-se para mais de 23 milhões até 2030, sendo o infarto do miocárdio (IM) a principal causa das mortes. A fibrose cardíaca que ocorre após o IM leva a disfunção cardíaca, caracterizando o início da insuficiência cardíaca (IC) que apresenta uma morbidade elevada com uma taxa de sobrevivência de apenas 50% após cinco anos de diagnóstico. Após o evento isquêmico inicial, observa-se o processo de remodelamento ventricular que pode ser dividido em três fases: fase inflamatória, fase proliferativa e a fase de maturação. A fase inflamatória é mediada por citocinas que recrutam leucócitos e estes removem células necróticas e liberam fatores de crescimento e citocinas. Os fibroblastos atuam na fase proliferativa, aumentando em número e sintetizando colágeno para formar uma cicatriz. O aumento do estresse da parede ventricular e a ativação neuro-humoral permanente provoca apoptose dos cardiomiócitos na área não isquêmica o que ocasiona o adelgaçamento da parede e dilatação da câmara, produzindo consequentemente aumento da massa do ventrículo esquerdo (VE). Embora estas alterações possam ser benéficas para a manutenção do débito cardíaco através do aumento do volume de enchimento ventricular durante as fases inicias pós IM, este mecanismo compensatório tende a falhar e há progressiva deterioração da função cardíaca, ocasionando a IC. Após o estabelecimento da necrose uma série de hormônios são liberados na corrente sanguínea interferindo com o sistema renina-angiotensina-aldosterona, citocinas, metaloproteinases que participam do remodelamento ventricular gerando a cura ou graus diferenciados de dilatação ventricular. Essa é a base fisiopatológica das estratégias utilizadas como ação anti-fibrose baseadas nos inibidores do sistema renina-angiotensina-aldosterona, antagonistas dos receptores da angiotensina, bloqueadores mineralocorticoides e estatinas, que reduzem o desenvolvimento progressivo da fibrose perivascular. Porém, essa estratégia funciona somente em dois terços dos pacientes. Pacientes acometidos por isquemia cardíaca, apresentam também aumento da atividade da via Rho A/ROCK o que evidencia sua relevância para o surgimento das alterações morfofuncionais após IM. O fato da inibição da ROCK em modelos experimentais de IM demonstrarem melhora na função cardíaca, da inflamação e fibrose tecidual reforça a importância de se intervir nesta via de sinalização como forma alternativa de prevenção e tratamento da IC após IM. O principal representante de inibidor da via Rho A/ROCK, fasudil foi aprovado apenas para tratamento do vasoespasmo cerebral. No entanto, o desenvolvimento de novos inibidores desta enzima tem sido alvo de investigação como possíveis alternativas para o tratamento de doenças cardiovasculares como hipertensão arterial sistêmica, hipertensão pulmonar e IM. Recentemente, em colaboração com o Laboratório de Avaliação e Síntese de Substâncias Bioativas foram identificados novos derivados N-sulfonilidrazônicos inibidores de ROCK sintetizados através de uma estratégia de hibridação molecular entre o fasudil e um protótipo inibidor de IKKβ. Assim, este projeto apresenta como proposta a avaliação pré-clinica de novos inibidores RhoA/Rock em modelo animal de IM assim como a avaliação destas substâncias em amostras obtidas de pacientes acometidos pelo IM através da análise de marcadores de lesão e inflamação na ausência ou presença dos inibidores selecionados.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Giseli Barreto da Cruz

Ciências Humanas

Educação
  • pesquisa com professores iniciantes: um estudo sobre indução profissional
  • O estudo investigará como a indução entre pares mediada pelo fazer da pesquisa contribui para o agir e reagir de professores em relação às dificuldades que afetam a docência em seus primeiros anos de exercício profissional. Inscrito no campo da narrativa enquanto atividade (auto)biográfica, será conduzido na perspectiva da pesquisa-formação como estratégia de indução profissional com professores da Educação Infantil e do Ensino Fundamental em situação de inserção profissional no contexto de redes públicas municipais de ensino localizadas nos Estados do Rio de Janeiro, Santa Catarina e Ceará, envolvendo três grandes momentos: etapa preparatória; etapa da pesquisa-formação enquanto indução; e, etapa de análise das narrativas e da efetividade e contribuição do processo de indução desenvolvido. Teoricamente considerará as ideias de: i) Marcelo e Vaillant (2017), no tocante à indução profissional; ii) Clandinin e Connelly (2015); Delory-Momberger (2016); e Josso (2006), em referência à pesquisa narrativa; iii) Cochran-Smith (2012); Zeichner, Payne e Brayco (2015); e Nóvoa (2017, 1995), no que diz respeito à formação de professores. Pretende-se com os seus resultados fomentar o desenvolvimento de um processo de indução profissional baseado na investigação e no trabalho coletivo, o que pressupõe o delineamento de fundamentos e a sistematização de materiais, estratégias e práticas constitutivas de um dispositivo de formação com marcas distintas daqueles já constituídos e prevalecentes no âmbito das políticas públicas vigentes.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Giseli Cristina do Vale Gatti

Ciências Humanas

Educação
  • o ensino secundário em perspectiva comparada: historiografia, legislação, instituições e práticas escolares no brasil e em portugal no século xx
  • Trata-se de investigação na área de Educação, subárea de História da Educação, dedicada à temática da História do Ensino Secundário. O objeto privilegiado na pesquisa será a comparação do processo de desenvolvimento do Ensino Secundário no Brasil e em Portugal no Século XX, época na qual se consolidaram os regimes republicanos em ambos países e na qual ganhou centralidade a questão educacional. O objetivo geral da investigação é compreender as trajetórias em comum e os elementos diferenciadores do desenvolvimento do Ensino Secundário no Brasil e em Portugal ao longo do Século XX, com especial atenção aos antecedentes, aos contextos históricos, às legislações de ensino, às instituições e às práticas escolares. Para tanto, serão efetivados procedimentos de estudo e de pesquisa pautados pelo: aprofundamento do conhecimento acerca da historiografia, em especial da portuguesa na temática do Ensino Secundário; levantamento e conhecimento mais detalhado da legislação acerca do Ensino Secundário, em especial de Portugal; levantamento das principais instituições escolares destinadas a este nível de ensino em Portugal e no Brasil, com seleção daquelas que poderão ser objeto de aprofundamento; exame das diferentes propostas curriculares em vigor em ambos países; conhecimento dos aspectos principais das práticas escolares efetivadas no Ensino Secundário em ambos países. Para tanto, as principais fontes de pesquisa serão a bibliografia sobre o Ensino Secundário, a legislação de ensino, os currículos e os programas escolares.
  • Universidade de Uberaba - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Giseli Donadon Germano

Ciências da Saúde

Fonoaudiologia
  • caracterização e identificação do perfil de leitura de escolares com dislexia do desenvolvimento dos subtipos visual, fonológico e misto.
  • Esta pesquisa terá como objetivo geral caracterizar e identificar o perfil de leitura de escolares com dislexia do desenvolvimento dos subtipos visual, fonológico e misto. Para tanto, esta pesquisa será desenvolvida em 2 fases. Fase 01: objetivos de caracterizar e comparar do desempenho de escolares disléxicos e bom desempenho acadêmico em procedimentos de leitura de palavras, as habilidades visoatencionais e percepto-viso-motoras, habilidades metafonológicas e neuropsicológicas. Participarão desta fase 120 escolares, com faixa etária de 8 anos à 11 anos e 11 meses de idade, de 3º ao 5º ano do Ensino Público Fundamental I, sendo divididos em grupos GI composto por 60 escolares com o diagnóstico interdisciplinar de dislexia; e GII composto por 60 escolares com bom desempenho acadêmico, pareados com GI em relação ao ano escolar. Os escolares serão submetidos às seguintes avaliações leitura, Instrumento de Avaliação Neuropsicológica Breve Infantil, avaliação das habilidades metafonológicas, Desenvolvimento da Percepção Visual e Visual attentional span tasks. Os resultados serão analisados estatisticamente, com a aplicação do teste Mann-Whitney ajus¬tado pela Correção de Bonferroni, cujo objetivo será de identificar quais grupos diferenciaram-se entre si, quando comparados. Será realizada a análise de Correlação de Spearman, para verificar o grau de relacionamento entre as variáveis de interesse. Fase 02: objetivos de caracterizar e identificar o perfil de leitura de escolares com dislexia do desenvolvimento dos subtipos visual, fonológico e misto. Os escolares de GI serão classificados de acordo com o subtipo de dislexia, a partir da elaboração de um fator visual e um fator fonológico a partir dos procedimentos aplicados na fase 01. Nesta etapa do estudo será realizada análise estatística dos resultados complementar, utilizando os testes de ANOVA, com o objetivo de analisar a variância nos desempenhos tanto dos participantes quanto dos itens avaliados. Será realizada uma análise descritiva, seguida de uma Análise de Componentes Principais (PCA) com rotação varimax das variáveis fonológica e visuais. Este procedimento deverá ser realizado a fim de evitar que uma variável visual possa se relacionar com uma variável fonológica, a partir de ativação de processos cognitivos subjacentes ao escolar. Os valores das cargas fatoriais serão analisadas e será atribuído um valor para interpretação. Assim serão selecionados as variáveis com maiores cargas fatoriais, que irão formar cada fator. Serão realizadas duas análises de regressão hierárquica (passo-a-passo) que serão computadas para os dois fatores de interesse. Os fatores serão inseridos alternadamente em cada etapa, que verificará a contribuição de cada fator exclusivo para o desempenho de leitura. Finalmente, será realizada a distribuição dos coeficientes fatoriais individualmente, que possibilitará a classificação de cada escolar de acordo com o subtipo, sendo visual, fonologico ou misto. Em seguida, os escolares serão agrupados de acordo com sua classificação e terão delineados seus perfis de leitura.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Giselle Fazzioni Passos

Ciências da Saúde

Farmácia
  • disfunção neuroendócrina na síndrome do ovário policístico: impacto na susceptibilidade à doenças neurodegenerativas
  • Um aumento expressivo da expectativa de vida da população vem sendo observado nas últimas décadas, como resultado de avanços médicos e desenvolvimento sócio-econômico. Contudo, apesar de positivo, o aumento na expectativa de vida pode resultar em um crescimento significativo do número de pessoas acometidas pelos chamados “males da idade”. A doença de Alzheimer (DA) representa um dos distúrbios neurodegenerativos relacionados à idade mais comuns. Evidências recentes indicam que desordens metabólicas, como obesidade e diabetes mellitus do tipo 2 apresentam mecanismos patogênicos em comum com a DA. A resistência à insulina e inflamação crônica comumente associada à estas doenças têm sido apontadas como importantes mediadores de deterioração sináptica e perda de memória na DA. Outra condição que também é caracterizada por alterações metabólicas e neuroendócrinas significativas é a síndrome do ovário policístico (SOP), que afeta cerca de 6-8% das mulheres em idade reprodutiva. A SOP, que está associada à obesidade, resistência à insulina, síndrome metabólica e diabetes mellitus do tipo 2 também parece estar associada à resistência à insulina no cérebro, uma vez que um estudo recente demonstrou um metabolismo de glicose reduzido no córtex e hipocampo, de maneira semelhante à observada na DA. Além disso, alterações cognitivas tem sido descritas em mulheres com SOP, o que reforça a hipótese que as alterações neuroendócrinas observadas na doença poderiam contribuir para o desenvolvimento de doenças neurodegenerativas como a DA. Na presente proposta, pretende-se utilizar dois modelos murinos de SOP para caracterizar o impacto das alterações neuroendócrinas e neuroinflamatórias relacionadas à doença na susceptibilidade ao desenvolvimento de alterações cognitivas e neuropatológicas em resposta à administração central de oligômeros do peptídeo beta amiloide. Os oligômeros do peptídeo beta amiloide são a forma mais neurotóxica do peptídeo, que apresenta um papel central na patogênese da DA e cuja administração em camundongos tem sido utilizada com sucesso pelo nosso grupo de pesquisa para estudar a fisiopatologia da doença. Além disso, pretende-se avaliar o efeito de estratégias já utilizadas com sucesso na clínica para o tratamento de inflamação e resistência à insulina (infliximab e metformina, respectivamente) nas alterações cognitivas relacionadas à SOP e à DA. Assim, os resultados do presente estudo poderão contribuir para o estabelecimento de novos alvos terapêuticos para o tratamento da DA, bem como para o delineamento de estratégias de prevenção desta doença neurodegenerativa devastadora.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Giselle Watanabe

Ciências Humanas

Educação
  • propostas de aulas de ciências socioambientais na escola básica
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 12/08/2019-31/10/2022
Foto de perfil

Gisely Cardoso de Melo

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • prevalência de metabolizadores lentos de dihidroartemisinina-piperaquina: preenchendo uma lacuna no tratamento antimalárico em situações de resistência à cloroquina aos esquemas atuais
  • Nos últimos 20 anos, portanto, houve um aumento substancial na pesquisa clínica sobre o tratamento de malária vivax, que gerou uma maior conscientização sobre a extensão global da resistência à CQ. A adoção de ACTs no tratamento de P. vivax atualmente é restrita a cinco países da Ásia e Pacífico onde a resistência à CQ já atingiu níveis mais elevados. Entre os fatores que podem explicar a variabilidade nos desfechos clínicos antimaláricos é a farmacogenética. Os principais alvos da farmacogenética são os genes que codificam enzimas metabolizadoras, transportadores ou receptores celulares responsáveis pela farmacocinética e farmacodinâmica dos medicamentos. O conhecimento de variações interindividuais nos genes de CYP3A4, CYP2B6 ineficácia terapêutica de artemisininas e piperaquina em pacientes que serão tratados com estes medicamentos ajudando na compreensão dos mecanismos de diminuição da resposta terapêutica. O objetivo será avaliar a prevalência de metabolizadores lentos de dihidroartemisinina-piperaquina. Um estudo aberto, multicêntrico e de fase III, randomizado e comparativo, com quatro grupos de tratamento será realizado na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado – FMT-HVD (Manaus, Amazonas). Os doentes receberão tratamento supervisionado com associação de dose fixa com dihidroartemisinina + piperaquina, com administração supervisionada. Para diagnóstico da infecção por Plasmodium sp. serão confeccionadas lâminas de gota espessa. Os parasitas serão contados em 200 leucócitos. Serão feitas duas leituras das lâminas por dois microscopistas experientes. No dia da recorrência (DR), será coletado sangue para determinação de níveis plasmáticos de piperaquina e artemisinina e seus metabólitos por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). O DNA genômico será extraído segundo kit Qiagen. A técnica de real-time PCR será usada para a genotipagem dos polimorfismos em CYP2B6 (Alelo *6), CYP3A4 (Alelo *1B).
  • Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gislaine Cristina Luiz

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • análise temporal e espacial do aerossol no bioma cerrado: influências no clima e na geração de energia elétrica
  • A sociedade busca formas de interação com o ambiente que causem menor impacto ambiental, em que a visão de sustentabilidade vem ganhando espaço e tomando forma em diferentes ações políticas e econômicas. Com efeito, a geração de energia limpa representa uma alternativa frente às mudanças climáticas e sociais percebidas nos últimos anos. Porém, esta tendência de crescimento pode ser frustrada pela presença de aerossóis na atmosfera, que reduzem a eficiência de painéis solares em até 20%. No estado de Goiás, atualmente 8° maior gerador de energia solar, ocorre aumento de incidência de aerossóis por ações antrópicas, principalmente, no período de seca por queimadas. Além do exposto, quantidades expressivas de aerossóis na atmosfera altera o fluxo de energia entre superfície e atmosfera, o que contribui para significativas variações no padrão dos atributos climáticos. O objetivo deste trabalho é avaliar séries-temporais de produtos aerossol provenientes de dados de satélites orbitais e também de rede de estações de superfície terrestre, com o intuito de identificar tendências temporais, e avaliar estatisticamente a relação da geração de energia solar sobre influência do aerossol. No que se refere a variação climática, este trabalho permitirá identificar a relação dos aerossóis na variação dos atributos climáticos. Para tanto, propõe-se uma revisão da literatura relacionada à estimativa de aerossol por meio de dados provenientes de satélites; geração de rotinas para processamento de dados, utilizando linguagem Python e a biblioteca GDAL (Geospatial Data Abstraction Library), e dados dos produtos MODIS (Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer) e GOES (Geostationary Operational Environmental Satellite); geração de imagens diárias e séries temporais para o bioma Cerrado de aerossol; e, por último, será feita comparação de geração de energia solar com dados de estimativa de aerossol, feita a partir de dados de geração de energia solar de sistemas já em diferentes localidades do bioma. Espera-se com isto a geração de análises que forneçam subsídio para mapeamento de potencial de geração de energia solar para o Cerrado frente a influência de aerossóis, integração com pesquisas relacionados à geração de energia e possíveis variabilidade climática, com publicação em revista científica ou anais de evento científico dos resultados obtidos.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gislaine Zilli Réus

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • investigação de marcadores neuroinflamatórios e de dano neuronal e suas relações com transtornos neuropsiquiátricos em sujeitos positivos para covid-19
  • A pandemia causada pelo novo coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2), causador da COVID-19 cresce a níveis alarmantes trazendo graves problemas de saúde pública, além dos próprios problemas ocasionados pelo vírus, que incluem graves problemas respiratórios. Além disso, tanto o vírus quanto as consequências da pandemia podem levar ao surgimento de problemas neurológicos e transtornos psiquiátricos. Estudos recentes apontam que indivíduos infectados apresentam alterações neurológicas, mas os mecanismos pelos quais essas alterações e outras que possivelmente ocorrerão tardiamente ainda não foram elucidadas. Há evidências de que o processo inflamatório decorrente da infecção, bem como do estresse psicológico causado pela pandemia levaria a alterações importantes em vários sistemas biológicos e que afetaria o sistema nervoso, levando então ao surgimento de transtornos psiquiátricos. Assim, o presente projeto tem como objetivo investigar a associação de marcadores inflamatórios e de dano neuronal e suas relações com transtornos neuropsiquiátricos em sujeitos positivos para COVID-19. O estudo será um caso-controle em que os casos serão indivíduos sintomáticos e assintomáticos positivos para COVID-19 e os controles serão indivíduos negativos para COVID-19. Serão aplicadas escalas para avaliação da presença de estresse, depressão, ansiedade e transtornos do sono. Além disso, será investigado perifericamente marcadores de dano neuronal, bem como de inflamação, dano mitocondrial e microbiota intestinal, os quais também se relacionam com inflamação. Será correlacionado esses marcadores com a ocorrência dos transtornos psiquiátricos. Os resultados da pesquisa poderão trazer o entendimento de como o vírus afeta o sistema nervoso central, além de identificar a presença de transtornos que já são por si um problema de saúde pública. As correlações entre os escores de transtornos e a expressão de marcadores biológicos serão também relevantes, tanto para subsídio dos serviços de saúde, quanto para elencar novos estudos que apontem para possíveis tratamentos.
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Gislaine Zilli Réus

Outra

Biomedicina
  • investigação do papel do eixo intestino-microbiota-cérebro durante diferentes fases do desenvolvimento no comportamento depressivo induzido por estresse no início da vida
  • O transtorno depressivo maior (TDM) é um transtorno de humor que afeta milhões de pessoas em todo o mundo levando a graves consequências tanto para a saúde da população quanto socioeconômicas. O TDM é também um dos transtornos mais frequentes e mais incapacitantes. Além disso, pacientes com TDM tem alto risco de cometer suicídio. A causa do TDM ainda é desconhecida e a sua descoberta ajudaria a desenvolver tratamentos para os indivíduos afetados. Existe uma comunicação entre bactérias intestinais e o sistema nervoso central (SNC), o chamado eixo intestino-cérebro influência as funções cerebrais e afeta o comportamento. O estresse vem sendo associado a disfunções da microbiota intestinal, sendo que o estresse no início da vida tem uma relação importante com o desenvolvimento do TDM e disbiose intestinal. Assim, o objetivo deste estudo será investigar como a relação intestino-microbiota-cérebro está relacionada com o comportamento do tipo depressivo após a indução de um modelo animal de depressão no início da vida, a privação materna (PM). Após a indução do protocolo de PM, será investigado durante o desenvolvimento as possíveis alterações na microbiota intestinal através de coprologia e permeabilidade intestinal através de amostras fecais. Além disso, serão retiradas as estruturas córtex frontal e hipocampo para as análises bioquímicas relacionadas a neuroinflamação, integridade da barreira hemato-encefálica (BHE), estresse oxidativo e epigenética. Após verificar os períodos de desenvolvimento, durante os quais as respostas inflamatórias e as alterações comportamentais podem ocorrer, diferentes estratégias terapêuticas serão testadas para verificar se estas podem prevenir ou reverter as alterações induzidas pela PM.
  • Universidade do Extremo Sul Catarinense - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gislene Maria da Silva Ganade

Ciências Biológicas

Ecologia
  • restauração de caatinga: efeitos da biodiversidade e processos de facilitação na reconstrução de ecossistemas semiaridos
  • A Caatinga é um ecossistema brasileiro que se encontra entre os três ecossistemas mais degradados do Brasil apresentando um pequeno número de áreas protegidas e regiões com alto risco de desertificação. Métodos de restauração florestal desenvolvidos para esse ecossistema são ainda incipientes e raramente incorporam em seu delineamento informações científicas avançadas sobre processos ecológicos que moldam o funcionamento, a biodiversidade e o uso sustentável de produtos da floresta para populações humanas locais. O presente projeto tem como objetivo monitorar em longo prazo um experimento de ampla escala de restauração de Caatinga implementado em 2016 com intuito de definir metodologias de restauração mais eficientes para a Caatinga em termos de promoção de biodiversidade, serviços ecossistêmicos e potencial de exploração de produtos químicos comercializáveis pela população local a partir do plantio e uso sustentável das áreas restauradas. Para tanto, o projeto testa como a diversidade e composição de espécies, e processos de facilitação poderiam influenciar o funcionamento do ecossistema restaurado e sua resistência à desertificação. Utilizando uma tecnologia de ponta desenvolvida por nosso grupo de pesquisa para implementar em 2016 um experimento de restauração de Caatinga em larga escala na Floresta Nacional de Açu, FLONA de Açú – ICMBio, no Estado Rio Grande do Norte. Esse experimento está ligado a uma rede internacional de experimentos de plantio de florestas que contempla 17 países localizados em todos os continentes, sendo o nosso experimento o primeiro representante da América do Sul (http://www.treedivnet.ugent.be/ExpBrazilDry.html). Todos os experimentos dessa rede testam como a diversidade de espécies arbóreas influenciaria o funcionamento do ecossistema florestal. O nosso experimento foi estabelecido seguindo o delineamento de partições aleatórias que permite que sejam avaliados separadamente os efeitos da diversidade e da composição de espécies sobre o funcionamento das comunidades restauradas. Restauramos comunidades de Caatinga com 6 níveis de riqueza de espécies: 0 (controle sem plantio), 1, 2, 4, 8 e 16 espécies, utilizando 45 composições aleatórias de espécies com um mínimo de 3 repetições em cada tratamento. Cada comunidade contém 32 arvores distribuídas de maneira regular em uma parcela, com um total de 155 parcelas e 4704 mudas. Estudos experimentais realizados previamente definiram o potencial facilitador dessas espécies arbóreas através do cálculo de um índice de interação relativa para cada espécie (RII). Esse valor de RII por espécie foi utilizado para calcular a média ponderada dos valores de RII para cada comunidade restaurada (índice de capacidade de facilitação da comunidade). Os primeiros quatro anos de levantamento de dados (2016 a 2020) foram realizados nas estações chuvosas onde registramos a sobrevivência e crescimento das plantas, e efetuamos a poda da vegetação herbácea competidora e o replantio de mudas mortas. A partir da estação chuvosa de 2021, serão coletadas as seguintes variáveis de funcionamento ecossistêmico: 1) estoque de carbono; 2) taxa de decomposição de serrapilheira; 3) aporte de serapilheira; 4) acúmulo de nutrientes no solo; 5) salinidade do solo; 6) taxa de erosão do solo; 7) taxa de compactação do solo e 8) colonização espontânea de vegetação 9) colonização e uso de habitat da fauna de insetos, anfibios, repteis e aves; 10) porcentagem de solo exposto para cálculo das taxas de contração das manchas vegetais restauradas (índice de propensão à desertificação) e 11) coletas e analise de produtos quimicos de interesse comercial que possam ser retirados das arvores plantadas, especialmente taninos (dos galhos) e derivados fenólicos (das folhas). As medidas de funcionamento ecossistêmico serão comparadas entre comunidades vegetais restauradas para identificar como as variáveis, diversidade de espécies arbóreas, proporção de espécies arbóreas facilitadoras e composição de espécies arbóreas facilitadoras influenciam o sucesso de funcionamento das comunidades restauradas e sua resistência a desertificação. Adicionalmente, esse trabalho pretende definir quais as comunidades vegetais seriam mais eficientes em promover servicos ecossistemicos e quimiodiversidade para a extracao de produtos de interesse farmacêutico e/ou cosmético que podem ser retirados das arvores plantadas (folhas e galhos). Essa tecnologia sera difundida atraves de cursos para a comunidade local e multiplicadores. O presente projeto visa dar continuidade à produção de tecnologias de ponta para a restauração de Caatinga que vem sendo desenvolvidas pela UFRN há vários anos, obtendo subsídio para criação de modelos de restauração que compatibilizem a preservação da biodiversidade, o funcionamento dos ecossistemas semiáridos e a convivência sustentável dos seres humanos com o semiárido. Esse trabalho está alinhado com dois grandes interesses nacionais: 1) o Programa de Ação Nacional de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca (PAN-Brasil) (MMA 2005) e 2) o comprometimento do governo Brasileiro de restaurar 22 milhões de hectares de terra degradada até 2030. Adicionalmente, os resultados obtidos neste estudo podem contribuir para geração de informações inovadoras para o desenvolvimento de programas de plantio do setor produtivo de restauração para a compensação ambiental e de pequenos proprietários de terra. Em termos globais, as informações inovadoras geradas por este estudo pretendem contribuir para o avanço no desenvolvimento de técnicas de restauração de sistemas semiáridos que aumentem sua capacidade de uso sustentável pelas populações locais, captura de carbono e resistência à desertificação.Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 05/12/2020-30/04/2024
Foto de perfil

Giulianna Paiva Viana de Andrade Souza

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • ensino de ciências: fonte de conhecimento para desenvolver hábitos saudáveis e sustentáveis
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 12/08/2019-31/10/2022
Foto de perfil

Giuseppe Mario Cocco

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • enigmas da globalização e linhas dos territórios produtivos: por uma nova geração de políticas públicas
  • O projeto assume a herança e propõe a tarefa de começar a traçar linhas de compreensão que possam apreender esses enigmas que atravessam o globo e o Brasil e procurar a articulação de um novo nomos produtivo. Um nomos que desloque os campos de problematização. Assume-se como necessário, pois, explorar o sem-número de brechas que o dramático impasse que vivemos paradoxalmente nos oferece. Não se trata de repetir o mantra de que "crise" é sinônimo de "oportunidade", mas de propor uma pesquisa sobre os fenômenos globais e locais através da sua complexidade ao mesmo tempo em que articula uma inversão radical de perspectiva: não mais pensar as políticas sociais como consequências das condições de mobilização produtiva (e das políticas econômicas que deveriam guiar a economia), mas a políticas sociais e as políticas públicas como base para a mobilização produtiva necessária para enfrentar a crise. Além da conjugação das diferentes linhas para compreender a atualidade, a proposta é, fora de qualquer determinismo, assumir, principalmente, a segurança como uma questão econômica e a economia como uma questão de segurança. A especificidade da abordagem consiste em analisar de forma material o drama da segurança e da criminalidade e, por meio disso, (i) tentar evitar, ao mesmo tempo, os atalhos das soluções técnicas internas ao próprio campo da legislação e de sua aplicação (aquela das agências policiais e judiciárias); (ii) e o seu campo fundante, qual seja, a defesa de princípios formais e abstratos consubstanciados em direitos (humanos e sociais). O que buscamos é uma compreensão da cidadania como exercício real – e territorial - dos direitos humanos. Já nos dois casos anteriores, a “solução” é colocada no interior do funcionamento formal do sistema institucional e jurídico (como ferramentas punitivas ou como dispositivos de garantias), restando uma vaga expectativa de que o crescimento econômico e a redução da desigualdade permitam um melhor funcionamento da Justiça. Em sentido contrário, a proposta de pesquisa afirma que é através da materialização efetiva do repertório de direitos que outro tipo de crescimento surge, tendo como premissa a abertura do horizonte da Lei ao nomos material que caracteriza o funcionamento dos territórios (entendidos como territórios produtivos). O que isso significa? Pensar uma geração de políticas e ferramentas que se organizem em torno de dois princípios básicos: (i) a mobilização dos territórios tem que vir de baixo, reconhecendo o que já existe e produzindo uma política do comum: não mais esperar que o emprego gerado pela construção de estádios (ou de teleféricos destinados ao turismo) reverta para as favelas melhores níveis de consumo e, por consequência indireta, uma diminuição da violência, mas organizar nas favelas – com formas de mobilização produtiva (de vida) – as “obras” que as favelas já decidiram: saneamento, urbanização, saúde, cultura etc; (ii) reconhecer que isso já existe nas favelas, mas que é totalmente atravessado por inúmeras redes informais, ilegais, criminais que controlam e esvaziam essas dinâmicas produtivas das redes sociais dos pobres (tema, que no projeto encontra um eixo global, das formas de expropriação dos horizontais produtivos do território). E, no caminho dessa inversão da percepção das políticas públicas, articular o estudo através de três grandes fatores de alteração da ordem global: a crise do capitalismo, a China e os algoritmos. Quanto ao primeiro, serão articuladas através de temas como o reconhecimento da crise como falência das políticas públicas nas periferias da Europa e do Brasil, dos dispositivos jurídico-políticos na garantia dos direitos mínimos à sobrevivência no território e do acesso à cidade, ou seja, da governança de um modo geral imposta aos territórios, mas também questões mais propositivas como renda básica universal, uso de tecnologias de informação e comunicação na democracia e a centralidade dos territórios produtivos em qualquer política pública, etc. O outro grande fator é a ascensão da China à posição de grande potência nos últimos 30 anos, que levanta a questão de saber se é possível identificar as linhas desse estabelecimento, bem como as suas brechas. Na América do Sul devastada pela ilusão neo-desenvolvimentista, a China continua a avançar com suas linhas globais de expansão, concentrando seus investimentos em infraestrutura (energia e logística), que em grande parte marcam a proposta de renovação da antiga rota da seda. O terceiro ponto de reflexão concentra-se nas novas linhas dos algoritmos na economia política das redes. O trabalho das linhas não deixa de ser o trabalho dos algoritmos e são eles que vão desenhar a segunda navegação da conquista digital. Novamente, a valorização dos mares de informação (os big data) se coloca em relação de polinização entrecruzada com o trabalho computacional de autenticação das transações e de criação de novas moedas. Para navegá-las, os algoritmos mapeiam e esquadrinham continuamente os oceanos de informações, segundo múltiplos métodos de autorregulação de bits. Nós vivemos e trabalhamos dentro dos oceanos com os seus algoritmos, suas matrizes energéticas, sua atmosfera e suas ondas. Mas a engenharia das redes nos escapa cada vez mais, pois são deliberadamente fechadas: “A maior parte da maquinaria computacional permanece fechada a nós” e se nos apresenta como um “terreno de crença coletiva, um espaço de fé”. Ou seja, o algoritmo como um pequeno deus. Vivemos e trabalhamos neste oceano com (e produzido por) algoritmos.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Giuseppi Gava Camiletti

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • show de física da ufes
  • O Show de Física da UFES é um projeto de Extensão Universitária e a principal atividade presencial é a apresentação de experimentos de Física das áreas de mecânica (banco de pregos), mecânica dos fluidos (canhão de vórtices), termodinâmica (congelamento de balões, congelamento de chips do tipo fandangos, choque térmico, todos usando nitrogênio líquido), ondas sonoras (tubo de Rubens) e eletromagnetismo (bola de plasma), em estilo teatral. É conduzido por dois locutores dialogando entre si e promovendo uma interação da plateia com os experimentos em uma apresentação com 1 hora de duração. O breve vídeo disponível no link (https://www.youtube.com/watch?v=w4SvWUloQKA) pode fornecer uma boa ideia de como são as apresentações. As explicações dos experimentos e utilidade no dia a dia dos participantes é feita pós-Show, no formato de oficina, que pode ter duração de uma a três horas, de acordo com o interesse dos participantes. Com a pandemia, essas atividades tiveram sua frequência diminuída e depois precisaram ser paralisadas. Sendo assim, a continuidade das atividades do projeto ocorreu a partir do desenvolvimento de conteúdos voltados para o “mundo digital”, constituídos de explicações sobre curiosidades da Física, na forma de postagem ilustradas e de gravação de podcasts com explicações sobre temas atuais da Física. As curiosidades são postadas na rede social Instagram do projeto (@showdefisica) e os podcasts, gravados diretamente com os cientistas e pesquisadores, são disponibilizados no youtube e spotify (showdefisica.ufes). O objetivo principal do projeto é promover a popularização da ciência, despertando a curiosidade para a Ciência e estimulando o espírito científico dos participantes. O público alvo são professores e estudantes da educação básica. Participantes: Desde o início das atividades, no ano de 2011, temos atendido um público entre 3 a 4 mil participantes/ano. Com o início das atividades voltadas para as redes sociais do projeto, em 2020 atingimos um público aproximado de 6.500 pessoas. Mais detalhes das atividades podem ser encontrados em www.showdefisica.ufes.br.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Giustino Tribuzi

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • estratégias inovadoras e de baixo custo operacional para secagem de biomassa de spirulina e obtenção de pós de alta qualidade
  • A microalga Spirulina (Arthrospira platensis) é uma cianobactéria que apresenta em sua composição proteínas, vitaminas e compostos com elevado capacidade antioxidante. A Spirulina é comercializada, na maioria dos casos, sob forma de pó, mas os processos de desidratação podem causar consideráveis reduções na concentração de compostos bioativos e de elevado valor nutricional. O objetivo desta proposta é estudar métodos de secagem de Spirulina, inovadores e de baixo custo operacional, para obtenção de pós de elevada qualidade utilizáveis como suplementos ou ingredientes para produção de alimentos e bebidas. Os processos de secagem por Cast-Tape Drying e Vacuum Cast-Tape Drying, atualmente estudados para aplicações em polpas de fruta, têm demonstrado grande potencial para a produção de Spirulina em pó. Serão avaliados os efeitos dos parâmetros de processo nas propriedades físico-químicas e nutricionais dos pós obtidos por esses métodos, e os mesmos serão comparados com os pós desidratados por métodos tradicionais. Posteriormente, será realizado o estudo do scale-up do processo de secagem da biomassa de Spirulina em secador a vácuo, solar e com zero emissões de carbono que está sendo construído no laboratório de Propriedades Físicas de Alimentos – UFSC (escala piloto). O intuito desse estudo é otimizar uma tecnologia que possa ser adaptada às regiões produtoras de Spirulina e que permita a obtenção de pós de elevada qualidade gerando fonte alternativa de renda para os produtores. Por último, através de uma parceria internacional, produtos à base de Spirulina presentes no mercado serão comparados aos pós obtidos nesse projeto, quanto ao perfil de aminoácidos, ácidos graxos e minerais, com a finalidade em divulgar e promover a qualidade dos processos objeto desta pesquisa.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gladstone Alves da Silva

Ciências Biológicas

Botânica
  • fungos endofíticos em folhas de espécies de araceae e orchidaceae em três brejos de altitude no estado de pernambuco
  • Os microrganismos endofíticos são principalmente fungos e bactérias que vivem no interior das plantas, habitando, de modo geral, suas partes aéreas, como folhas e caules, sem causar dano aparente a seus hospedeiros. Os fungos endofíticos excretam metabólitos secundários que protegem as plantas de doenças e pragas, além de atuarem na promoção do crescimento da planta hospedeira, enquanto essas últimas fornecem nutrientes e um ambiente estável para o desenvolvimento dos fungos. No Brasil há poucos estudos sobre fungos endofíticos, principalmente em plantas nativas. Os Brejos de Altitude nordestinos são ilhas de floresta úmida, em plena região semiárida, cercadas por vegetação de caatinga (floresta seca) e abriga muitas espécies de plantas endêmicas. Praticamente não há trabalhos sobre a ocorrência de fungos endofíticos em áreas de Brejos de Altitude, o que reforça a necessidade de trabalhos como o aqui proposto. O objetivo desse trabalho é estudar a diversidade de fungos endofíticos em folhas de espécies de Araceae e Orchidaceae coletadas em três Brejos de Altitude no estado de Pernambuco, contribuindo para o conhecimento desses microrganismos. O trabalho será realizado em três áreas de Brejos de Altitude localizadas em Pernambuco (Brejo dos Cavalos (Caruaru), Serra do Contente (Gravatá) e Serra do Bitury (Brejo da Madre de Deus)). As coletas serão realizadas em plantas maduras e saudáveis, sendo coletadas folhas de cinco a 10 indivíduos de cada família vegetal (Araceae e Orchidaceae) por área. Após a coleta do material, as folhas serão lavadas e submetidas a desinfestação para eliminação dos microrganismos presentes na superfície das mesmas. Inicialmente os fungos serão isolados em placas de Petri com meio BDA e posteriormente transferidos para tubos de ensaio com meio BDA. Os fungos serão caracterizados morfologica e molecularmente com o objetivo de identificar os indivíduos em nível específico. Índices ecológicos serão aplicados para observação de diferenças nas comunidades de fungos endofíticos entre os diferentes Brejos de Altitude, de acordo com as plantas estudadas. Devido ao endemismo vegetal, é possível que novas espécies e registros de fungos endofíticos sejam encontrados.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gladstone de Alencar Alves

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • processos epidêmicos com difusão em redes bidimensionais
  • Nós consideramos o Processo Epidêmico Difusivo (Modelo DEP), acoplado às redes quadrada e o tiling de Penrose. Na definição usual, o modelo DEP considera uma população não sedentária, composta por indivíduos (ou partículas) em difusão ao longo dos nós de uma rede conectada, dividida em dois compartimentos: suscetíveis e infectados. O contágio ocorre em um sítio em que há ao menos um indivíduo infectado e ao menos um indivíduo suscetível. Neste projeto, abordaremos o caso da difusão browniana nas redes quadrada e no tiling de Penrose, porém, o mesmo modelo pode ser generalizado para superdifusão através de vôos de Levy. Este modelo simula, de forma um pouco mais realista do que os processos de contato em redes, o espalhamento de uma infecção cujo parâmetro de controle é o número de indivíduos total. Resultados nas redes unidimensionais apontam que há uma transição da fase absorvente (onde a infecção naturalmente desaparece após um intervalo de tempo) e uma fase endêmica em que a infecção prospera na rede. Nosso objetivo é estudar o comportamento crítico da transição em redes bidimensionais e determinar se a quasiperiodicidade da rede é capaz de alterar o comportamento crítico.
  • Universidade Estadual do Piauí - PI - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Gladys Beatriz Barreyro

Ciências Humanas

Educação
  • internacionalização da educação superior: usos e impactos dos rankings acadêmicos internacionais, nas universidades “de pesquisa” no brasil
  • Desde as décadas finais do século XX, a globalização tem impactado as políticas educacionais, criando uma agenda globalmente estruturada para a educação (DALE, 2010). Nos sistemas educativos nacionais surgiu preocupação pela avaliação e, no caso da educação superior, políticas relativas à aferição da sua qualidade começaram em torno dos anos de 1980, iniciando uma primeira fase do Estado Avaliador (AFONSO, 2013; NEAVE, 2012). No século XXI, estaria se evidenciando uma fase pós-Estado Avaliador (AFONSO, 2013), em que cada vez mais os Estados Nacionais terão menos autonomia perante outras instituições que compõem a governança global da educação superior (DALE, 2010). Dentre as políticas, na primeira década do século XXI, surgem: a) os rankings internacionais acadêmicos como uma nova forma de tratar da qualidade na escala global, com impactos nas escalas regional e nacional; e b) as “universidades de classe mundial”, instituições dedicadas à pesquisa - aplicada e, se possível, rentável) Esta pesquisa pretende investigar os usos e impactos dos resultados dos rankings acadêmicos internacionais de universidades na educação superior brasileira, focando em três instituições ditas “de pesquisa”: a Universidade de São Paulo, a Universidade Estadual de Campinas e a Universidade Federal de Rio de Janeiro.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Gladyston Rodrigues Carvalho

Ciências Agrárias

Agronomia
  • manutenção e caracterização dos acessos de café do banco de germoplasma de minas gerais visando qualidade de bebida
  • O sucesso dos programas de melhoramento genético tem colocado à disposição dos cafeicultores cultivares mais adaptadas, produtivas e com qualidade superior de bebida. Logo, iniciativas de estudos da qualidade de diferentes genótipos gera informações importantes sobre o futuro da produção de cafés especiais no Brasil. Esta proposta tem por objetivos a caracterização física, química e sensorial de acessos de Coffea arabica do Banco de Germoplasma de Minas Gerais, e a identificação de metabolitos associados à qualidade de bebida superior, por meio da a) Identificação acessos com potencial para a produção de cafés com bebidas diferenciadas, b) Identificação da variabilidade genética para atributos sensoriais entre os acessos selecionados, c) Classificação dos acessos selecionados de acordo com as características físicas dos grãos d) Avaliação da influência dos processamentos via úmida e via seca na qualidade de acessos e) Identificação de compostos bioquímicos que se associem com a qualidade de bebida superior em folhas, grãos e em diferentes estádios de desenvolvimento dos frutos. Avaliações sensoriais e vegetativas foram realizadas em 344 acessos do Banco. Essas avaliações permitiram a seleção de 35 acessos de qualidade superior, os quais estão sendo submetidos a dois tipos de processamentos (via seca e via úmida) para uma nova avaliação de qualidade, além de avalição física dos grãos e ressonância magnética nuclear. Adicionalmente, baseado em atributos sensoriais, foram selecionados dois acessos do grupo genealógico Híbrido de Timor e dois acessos do grupo Bourbon, os quais serão avaliados por meio de analises químicas, enzimáticas e sensoriais, por duas safras, considerando os estádios de maturação dos frutos verde, verde cana e maduro. Como resultado do presente projeto espera-se identificar com a metodologia proposta, acessos com potencial de qualidade para a produção de cafés com bebidas diferenciadas de modo a permitir escolhas mais apropriadas de genitores para cruzamentos. Em paralelo, espera-se o entendimento entre os metabolitos associados à qualidade de bebida superior. Dentro desse contexto, serão gerados conhecimentos para serem utilizados dentro dos programas de melhoramento genético do café, diminuindo o tempo para o lançamento futuro de cultivares que possuam genes para expressarem qualidade de bebida.
  • Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Glaecir Roseni Mundstock Dias

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • alterações neurocomportamentais induzidas por desreguladores endócrinos: uma confluência entre a endocrinologia e a neurotoxicologia
  • Um desregulador endócrino pode ser definido como um “agente exógeno que interfere com a síntese, secreção, transporte, metabolismo, ligação a receptores ou eliminação de hormônios naturais presentes no organismo e responsáveis pela homeostasia, reprodução e o processo de desenvolvimento” (USEPA, 1997). A exposição aos desreguladores endócrinos tem sido relacionada ao aumento da incidência e prevalência de câncer de mama, próstata e testículo, diabetes, obesidade, diminuição da fertilidade e alterações neurocomportamentais. O objetivo principal desse projeto é investigar os efeitos neurocomportamentais dos desreguladores endócrinos (tributilestanho, piriproxifeno, metais pesados (chumbo) e agentes plastificantes (bisfenol- A, bisfenol- S e ftalatos) e a sua possível relação com as alterações endócrinas dos eixos hipotálamo- hipófise- tireoide (HPT) e gônadas. Serão utilizados ratos adultos machos e fêmeas submetidos à exposição aos desreguladores endócrinos através de protocolos subagudos (até 30 dias), subcrônicos (30- 90 dias) e crônicos (> 90 dias). Todos os experimentos serão realizados de acordo com os padrões éticos de cuidados com os animais (CEUA-UFRJ). Ao final do período de exposição, os animais serão avaliados nos testes comportamentais (labirinto em cruz-elevado, campo-aberto, rotarod, nado forçado, teste do reconhecimento de objeto e esquiva inibitória). As análises bioquímicas incluem a determinação dos níveis séricos dos hormônios tireoidianos, hormônios sexuais, atividades enzimáticas e determinação de parâmetros de estresse oxidativo. Adicionalmente, serão analisados os níveis de expressão gênica e proteica dos transportadores, receptores e enzimas de síntese e metabolismo de hormônios tireoidianos. As análises histomorfométricas incluirão as colorações de Hematoxilina- Eosina (HE), Ácido Periódico de Schiff (PAS) e Picrosirius Red. Assim, esperamos esclarecer os efeitos neurocomportamentais desses desreguladores endócrinos e a sua relação com o eixo HPT e gônadas.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022