Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Cláudia Lúcia de Moraes Forjaz

Ciências da Saúde

Educação Física
  • respostas cardiovasculares e autonômicas ao exercício máximo em homens e mulheres com claudicação intermitente
  • A Doença Arterial Periférica (DAP) se caracteriza pela presença de obstruções nas artérias dos membros inferiores, que reduzem o aporte sanguíneo aos músculos, provocando dor durante o exercício (claudicação intermitente - CI). A caminhada é recomendada no tratamento dessa doença, porém sua execução causa respostas cardiovasculares e metabólicas diferentes das observadas em saudáveis. Essas respostas foram investigadas em homens com DAP e CI e, embora a doença seja igualmente prevalente entre os sexos e suas consequências funcionais sejam maiores nas mulheres, as respostas agudas à caminhada não foram investigadas no sexo feminino. O objetivo desse estudo é avaliar e comparar as respostas funcionais, cardiovasculares e autonômicas a um teste ergoespirométrico máximo realizado em esteira rolante em homens e mulheres com DAP e CI. Para isso, 40 indivíduos com DAP e CI (20 homens e 20 mulheres) realizarão duas sessões experimentais em ordem aleatória: uma controle (repouso na esteira) e uma de exercício (teste máximo na esteira). Durante o exercício, serão avaliadas a capacidade funcional (distância inicial de claudicação, distância total de caminhada e consumo pico de oxigênio) e as respostas cardiovasculares (frequência cardíaca – FC e pressão arterial – PA) submáximas e máximas. Antes e após o exercício serão realizadas medidas cardiovasculares (PA, FC, débito cardíaco, resistência vascular periférica, volume sistólico, duplo produto) e autonômicas (variabilidade da FC e da PA e sensibilidade barorreflexa), e após as sessões será feita a monitorização ambulatorial da PA. Os dados entre os sexos serão comparados pelo teste t-student ou pela ANOVA mista de 2 fatores, com P<0,05.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cláudia Luísa Zeferino Pires

Ciências Humanas

Geografia
  • territórios e territorialidades de quilombos urbanos em porto alegre/rs
  • Esse projeto visa compreender os processos de territorialização das comunidades quilombolas certificadas e em processo de certificação pela Fundação Cultural Palmares do município de Porto Alegre. Por intermédio da construção de uma cartografia social e co-participativa, possibilitar a visibilização e compreensão de identidades e da situação quilombola no espaço-tempo das memórias e do cotidiano que configuram a cidade de Porto Alegre, de modo a reunir, organizar e valorizar a trajetória dos territórios negros da Cidade. Tendo como referência experiências construídas junto a comunidade do Quilombo dos Alpes, propomos para esse projeto a elaboração de uma cartografia social dos quilombos de Porto Alegre, com o intuito de visibilizar as dimensões de pertencimento e territorialidade dos sujeitos quilombolas. Através da identificação e registro das memórias de seus respectivos moradores, gerando como produto final um Atlas das Territorialidades Quilombolas, expresso através da produção de mapas, memoriais, e vídeos-documentários das comunidades. A partir da produção deste material e dos levantamentos gerados pela pesquisa acreditamos colaborar para o fortalecimento das noções de territorialidade quilombola manifestada no espaço urbano e na inter-relação entre os diversos elementos socioculturais e espaciais presentes na formação política e cultural desses territórios, evidenciando processos de significação do conhecimento e da diversidade cultural afro-brasileira em Porto Alegre. O avanço da legislação em favor do povo negro não tem sido acompanhado pela plena aceitação das comunidades quilombolas no seio de nossa sociedade, por isso, é importante o fortalecimento desses grupos na construção de sua coesão interna e vínculos com seu território por meio da produção de materiais e ideias próprias, que possam antecipar-se e ser independentes da legislação. Nesse sentido, busca-se articular o conhecimento produzido na universidade com as memórias destas comunidades, com apoio de metodologias da pesquisa-ação para contribuir com a conquista de ganhos no âmbito da organização, a partir do auto-reconhecimento por parte das comunidades quilombolas de Porto Alegre/RS. Ainda que o Brasil possa ser analisado como uma nação que comporta uma pluralidade de povos e etnias, os princípios jurídicos têm sido efetivados a muito custo como possibilidades para a transformação das desigualdades econômicas e sociais. O debate travado pela efetivação das cotas de ingresso da população negra, indígena e de escolas públicas como ações afirmativas do Estado brasileiro, põe em questão a mediação das diferenças na negociação democrática entre os agentes sociais. Essa é uma conquista recente da democracia brasileira e de extrema importância como representação dos avanços no processo de inclusão social. Entende-se que a reação dos desfavorecidos pelas condições socialmente construídas deve ser levada adiante com responsabilidade, a qual se conquista com o entendimento das causas que geram condições desiguais de acesso aos benefícios sociais, impostas na realidade factual. São fartos os relatos históricos de povos oprimidos que reconstruíram barreiras e exclusões sociais como pretexto para exercer o sectarismo e fomentar preconceitos, reproduzindo a opressão sofrida. A partir desse trabalho de pesquisa e do reconhecimento dos saberes e fazeres das comunidades quilombolas, expressos e representados nos mapas, podemos discutir através e para além dos ambientes das comunidades, considerações sobre as territorialidades quilombolas no espaço urbano, constituídas de valores afro-civilizatórios, e possibilitadora de uma cidade plural e diversa. Considera-se para a realização desse projeto, as seguintes comunidades remanescentes quilombolas certificadas: (a) Alpes, (b) Família Silva, (c) Areal Luiz Guaranha, (d) Família Fidelix, (e) Família Machado e (f) Família Flores, que está sob análise técnica, conforme Fundação Palmares (2017). Consideramos o já exposto para evidenciar a relevância de constituir um mapeamento das comunidades quilombolas de Porto Alegre, visto que se constitui um importante instrumento de planejamento e de geração de políticas públicas como também a inserção desses territórios no mapa do município de Porto Alegre.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudia Mara de Melo Tavares

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • necessidades emocionais do adolescente e suas demandas para programas de promoção da saúde mental na atenção básica
  • A adolescência compreende uma etapa importante no desenvolvimento humano, sendo caracterizada por conflitos de natureza diversa, bem como de grande potência existencial. Os desafios ético-estéticos dos jovens são pouco enfrentados pelos profissionais de saúde. Embora haja no país um Programa Nacional de Atenção à Saúde do Adolescente, é raro encontrarmos nas unidades de saúde ações concretas de promoção à saúde mental ou apoio emocional aos adolescentes. A escola - em colaboração com as unidades básicas de saúde - constitui espaço privilegiado para o desenvolvimento de ações de apoio emocional/promoção a saúde mental do adolescente, além de ser cenário de aprendizagem para formação de profissionais de saúde. O objetivo da pesquisa é compreender como o encontro unidade básica de saúde-escola-universidade pode contribuir para a promoção da saúde mental dos adolescentes. O método utilizado para a investigação será o descritivo-analítico-experimental da sociopoética; aplicar-se-á a técnica do grupo-pesquisador e práticas artístico-teatrais para produção de dados. Espera-se com esta pesquisa contribuir com a inovação da atenção a saúde mental do adolescente numa perspectiva estética, possibilitando a incorporação dos resultados pelos setores de saúde e educação, colaborando com a estruturação de novos modelos de atendimento ao adolescente e criação de tecnologias relacionais.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudia Maria Barbosa

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • a accountability social no judiciário brasileiro
  • Judicialização da política, ativismo judicial e juristocracia não são sinônimos, mas compartilham o pressuposto do agigantamento do papel político do Judiciário. O protagonismo político do sistema de justiça como um todo, e do Poder Judiciário em particular, compromete o Estado Democrático de Direito porque a um só tempo enfraquece o sistema de equilíbrio e controle mútuo dos Poderes, pressuposto do Estado de Direito, e fragiliza a democracia representativa porque fortalece um Poder cujas bases de legitimação não é o voto. No contexto em que Judiciário assumiu um papel político que antes era velado, e como o poder de interpretar ou mesmo criar normas, favorecido pela teoria constitucional contemporânea ocidental, a legitimação do Judiciário passa a depender também da existência de eficientes mecanismos de controle sobre seus resultados e sobre a atuação de seus membros, em um debate sobre a independência judicial. A independência judicial, embora seja pressuposto do estado democrático, quando combinada com o poder político, agora explícito dos juízes, e mau equilibrada na accountability do Judiciário favorece um novo tipo de regime político que o cientista político canadense Ran Hirschl denominou juristocracia. A juristocracia afirma o protagonismo político do judiciário, mas repele o potencial conflito que poderia existir entre Legislativo e Judiciário. Na hipótese da juristocracia, as elites econômica, política e judiciais aliam-se para defender interesses que são próprios da elite, e o fazem através das Cortes porque ali os conflitos políticos revestem-se de um caráter técnico que esvazia o conteúdo político das decisões enfraquece a função dos controles mútuo, torna-se necessário A hipótese central que sustenta o projeto é de que no cenário da juristocracia os mecanismos de controle mútuo entre os Poderes é disfuncional, o que torna essencial o aprimoramento de mecanismos de controle e participação do cidadão sobre a atuação do judiciário, denominada accountability social no Judiciário. O projeto parte de um estudo que explora o protagonismo político do Judiciário em estudos sobre judicialização da política, ativismo judicial e a juristocracia. Em seguida estudam-se as bases da responsabilidade do judiciário e do controle e participação social que sustentam o conceito de accountability social. Segue-se uma investigação comparada que identificará mecanismos de controle social sobre o Judiciário existentes no Canadá, Portugal e Brasil. Analisa-se esses mecanismos a partir da escada de participação sobre controle social proposta por Sherry Arnstein, que distingue oito degraus de participação que partem da simples manipulação da informação até o controle do cidadão. O objetivo é comparar mecanismos existentes e identificar melhores mecanismos de controle do cidadão sobre o judiciário, de maneira a assegurar sua independência, mas combina-la à responsabilidade inerente a toda instituição que exerça o poder. Apenas o exercício accountable do Poder poderá assegurar a legitimidade que falta ao Judiciário por seus membros não serem eleitos e garantir um Poder independente que assegure o estado democrático de direito. Judicialization of politics, judicial activism, and juristocracy are not synonyms, but they share the assumption of the enlargement of the political role of the Judiciary. The rising political protagonism of the justice system as a whole, and of the Judiciary in particular, compromises the democratic rule of law. It weakens the typical system of checks and balances and also the representative democracy, once it strengthens a Power whose base of legitimation is not the vote. In the context in which the Judiciary assumed a political role that was previously veiled, and with the power to interpret or even create norms, favored by contemporary Western constitutional theory, the legitimization of the Judiciary now depends also on the existence of efficient mechanisms of control over its results and on the performance of its members, in a debate on judicial independence.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudia Maria Bauzer Medeiros

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • arapuan -- interoperabilidade de dados agricolas em escience
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudia Maria Fontes de Oliveira

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • inquérito entomológico, por xenomonitoramento molecular (xm), para conhecer o status da transmissão da filariose linfática no brasil.
  • A vigilância entomológica realizada pela técnica de Xenomonitoramento Molecular (XM) permite detectar agentes patogênicos em seu hospedeiro intermediário (vetor). Sendo assim, o presente estudo, busca detectar o agente etiológico da filariose linfática nas Américas, o nematoide Wuchereria bancrofti, no mosquito vetor (Culex quinquefasciatus). Para isso, será necessária uma estruturação nas atividades de campo para obter os mosquitos de forma adequada à análise molecular. A filariose linfática (FL) é uma parasitose que pode causar debilidades físicas incapacitantes e consequentemente causa sério impacto econômico nos países onde é endêmica. Atinge populações de baixas condições socioeconômicas com deficiências de infraestrutura pública. Em 1997 a OMS estabeleceu Programa Global de Eliminação da Filariose Linfática (PGEFL) como meta: eliminar essa enfermidade como problema de saúde pública até o ano de 2020. De acordo com a OMS, a FL é endêmica em 73 países na Ásia, na África e nas Américas. No Brasil, entre os anos de 1951 a 1958, 852 localidades de 24 Unidades Federativas tiveram 811.361 pessoas examinadas por inquéritos hemoscópicos para diagnóstico da FL. Além de inquéritos entomológicos, realizados por dissecção individual de fêmeas de Culex quinquefasciatus, nos quais detectaram larvas infectantes do parasito. Tais inquéritos permitiram identificar focos autóctones de FL em oito estados brasileiros: Ponta Grossa/PR; Belém/PA, Barra de Laguna/SC; Recife/PE; Castro Alves/BA; Florianópolis/SC; São Luís/MA; Salvador/BA; Maceió/AL; Manaus/AM e Porto Alegre/RS onde medidas de controle foram adotadas e levaram a um declínio nas taxas de infecção. Na década de 1980 apenas as cidades de Belém/PA e Recife/PE foram consideradas endêmicas para FL no Brasil; nos anos de 1990 foram verificados focos de transmissão ativa de W. bancrofti em Maceió/AL, Olinda/PE, Jaboatão dos Guararapes/PE e Paulista/PE, além de Recife/PE e Belém/PA. Nos anos de 2001 e 2004 foram notificados os últimos casos de FL em Belém/PA e Maceió/AL, respectivamente. Em 2005 a área endêmica no Brasil ficou restrita a quatro municípios da Região Metropolitana do Recife/PE: Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Paulista. Atualmente o Brasil está na fase de avaliação da interrupção da transmissão. Porém, para obter a certificação de eliminação da FL, é imprescindível evidenciar a ausência de transmissão em áreas já submetidas a Administração da Droga em Massa (MDA). Nas Américas, a transmissão da W. bancrofti só é considerada ativa em apenas quatro países: Haiti, República Dominicana, Guiana e Brasil. O XM será utilizado para indicar a interrupção do processo de transmissão do parasito causador da bancroftose em antigos focos endêmicos e investigar o surgimento de novos casos no Brasil. Este método apresenta a vantagem de não ser invasivo, pois investiga a infecção no hospedeiro intermediário do parasito, além de recolher mosquitos do interior das residências geralmente situadas em áreas com alta infestações de Culex quinquefasciatus. O diagnóstico de infecção vetorial foi aperfeiçoado através de uma reação duplex em cadeia da polimerase (PCR). Nessa nova abordagem, é utilizado um controle endógeno com o mosquito como alvo, além da sequência Ssp I do parasita, diminuindo a possibilidade de falsos negativos e tornando assim o diagnóstico mais seguro. Na determinação da taxa de infectividade no diagnóstico vetorial será utilizada a técnica de PCR multiplex com transcrição reversa em um único tubo (RT-PCR one-step multiplex). Além da detecção do parasita W. bancrofti em qualquer estágio de desenvolvimento e também no estádio de larva infectante (L3), tornando, portanto, o diagnóstico vetorial mais informativo quanto a potencialidade de transmissão da FL. Espera-se que: os resultados produzidos no XM subsidiem os programas de controle da FL na comprovação da eliminação da doença no Brasil; além disso, a transferência de tecnologias através dos treinamentos técnicos perpetuem as boas práticas no combate de mosquitos vetores reduzindo a miséria propagada por endemias como a Filariose Linfática.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2022
Foto de perfil

Cláudia Maria Sabóia de Aquino

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • geodiversidade e patrimônio geomorfológico do aglomerado 06 do território de desenvolvimento dos carnaubais, piauí, brasil: base para o planejamento e a sustentabilidade local
  • Nas últimas décadas, é possível constatar um aumento no número de publicações acerca de temas voltados ao estudo geodiversidade e do patrimônio geomorfológico. No Brasil, um país detentor de uma enorme geodiversidade, há carência de estudos sobre tais temáticas, apesar do crescente número de eventos e publicações relacionados ao assunto. Constatação semelhante aplica-se ao Estado do Piauí, daí a realização da presente proposta de pesquisa que tem como objetivo o levantamento da geodiversidade e a avaliação do patrimônio geomorfológico do aglomerado 06 do território de desenvolvimento dos Carnaubais, Piauí, Brasil. A metodologia utilizada basear-se-á em autores como Pereira (2006) e Oliveira (2015). Serão coletados, descritos e caracterizados perfis de solos representativos das diversas Formações geológicas e dos Geomorfossítios, com objetivo de relacionar com a fragilidade dos diversos ambientes. Os resultados obtidos na referida pesquisa subsidiarão iniciativas de geoconservação e geoturismo, possibilitando quiçá o desenvolvimento em moldes sustentáveis do aglomerado 06 do território de desenvolvimento dos Carnaubais, composto pelos municípios de Assunção do Piauí; Buriti dos Montes; Castelo do Piauí; Juazeiro do Piauí; Novo Santo Antônio; São João da Serra; São Miguel do Tapuio.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudia Marquez Simões

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação da aeração pulmonar: ultrassonografia e congruência dos achados tomográficos
  • Pacientes submetidos à anestesia geral e ventilação artificial quase sempre desenvolvem atelectasia pulmonar, podendo determinar consequências adversas tanto no intraoperatório quanto no pós-operatório. Recomenda-se o uso de volume corrente fisiológico (6 – 8 mL/Kg de peso ideal) durante o intraoperatório com intuito de minimizar o risco de lesão pulmonar. Para prevenir a formação de atelectasia, minimizando o risco de complicações, tem se recomendado o uso da PEEP. No presente momento, não existe um modo de fazer, a beira leito, um ajuste ótimo dos valores de PEEP para as necessidades de cada paciente, buscando um valor que mantenha os alvéolos aberto sem formação de atelectasia e também sem áreas de hiperdistensão. O objetivo deste estudo é avaliar a concordância entre a USG e a tomografia computadorizada para avaliação de áreas de atelectasia e hiperdistensão pulmonar. Serão estudados prospectivamente, 10 porcos submetidos à anestesia geral. Todos os animais serão anestesiados, com uso de bloqueio neuromuscular, sendo ventilados com fração inspirada de 50% de oxigênio (ou maior para manter SpO2 > 96%), volume corrente de 6 mL/Kg e frequência respiratória para manter a ETCO2 entre 35-45 cmH2O. Os animais terão os pulmões avaliados pela USG e pela tomografia computadorizada, permitindo assim a avaliação da congruência dos achados entre ambas as técnicas após o recrutamento alveolar em diferentes níveis de PEEP.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudia Martins Carneiro

Ciências Biológicas

Morfologia
  • análise proteômica e parasitária em camundongos swiss infectados com cepas de trypanosoma cruzi com suscetibilidade variáveil ao benznidazol
  • A doença de Chagas, embora seja a doença parasitária mais importante da América Latina e seja considerada internacionalizada, devido aos intensos fluxos migratórios da população latino-americana, é uma doença tropical negligenciada. Ela é causada pelo tripanossomatídeo Trypanosoma cruzi, o qual possui diversas cepas, com diferentes suscetibilidades ao benznidazol (BNZ), como: Be-78, susceptível; Y, semi resistente e VL-10, resistente. O BNZ é o medicamento de referência para o tratamento da infecção. Porém, pouco se sabe sobre seu mecanismo de ação contra o protozoário. Ferramentas proteômicas, parasitológicas e histopatológicas, quando aliadas, possibilitam uma nítida visão da dinâmica de parasitos dentro do hospedeiro e frente aos tratamentos. Assim, pretende-se com o trabalho ora proposto, realizar de forma inovadora, uma abordagem multiplataforma de análise, que tange a proteômica, parasitologia e histopatologia, revelando as vias moleculares de camundongos Swiss infectados pelo T. cruzi e a dinâmica parasito-hospedeiro frente ao BNZ, nas fases aguda e crônica da doença, além das diversas correlações possíveis analisadas. Este trabalho, também, levantará alvos moleculares com potencial utilização farmacológica.
  • Universidade Federal de Ouro Preto - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cláudia Mendes Mählmann

Ciências Humanas

Filosofia
  • feira de ciências – inovação e sustentabilidade
  • O projeto visa a disseminação a ciência, visando o estímulo de vocações científicas e tecnológicas em jovens estudantes, nos níveis fundamental e médio, impulsionando a troca de conhecimentos. A divulgação e a promoção à produção de propostas e ideias que contribuam para o desenvolvimento de inovações e a identificação e promoção de grupos interessados em pesquisa, também serão incentivadas. Para isto, atividades científicas que compõem esta proposta, como por exemplo, a interação com as coordenadorias regionais de educação (3ª CRE, 6ª CRE e 24ª CRE), com a Secretarias Municipal de Educação do Município de Santa Cruz do Sul e escolas públicas e privadas situadas na região de abrangência desta proposta, ocorrerá por meio de reuniões para a organização, acompanhamento e avaliação da Feira de Ciências – Inovação e Sustentabilidade. Um curso online de formação científica será realizado com objetivo de capacitar professores das escolas participantes para o desenvolvimento de projetos voltados para a Feira de Ciências. Todos os estudantes participantes da feira receberão certificado de participação e os melhores trabalhos serão agraciados com prêmio de honra ao mérito além da possibilidade de participar de outra feira e de fazer parte de um grupo de pesquisa da Universidade de Santa Cruz do Sul Unisc. A divulgação da Feira e seus resultados será realizada de diversas maneiras, em especial por meio eletrônico, com uso de redes sociais, buscando assim, abranger um grande número de pessoas.
  • Universidade de Santa Cruz do Sul - RS - Brasil
  • 08/01/2020-31/01/2022
Foto de perfil

Claudia Merlini

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • fabricação de sensores de compressão piezoresistivos flexíveis a partir de nanofibras poliméricas condutoras
  • O aumento na demanda por sensores piezoresistivos cada vez mais sensíveis e flexíveis para serem utilizadas em diferentes aplicações, tais como, em sensores de compressão flexíveis integrados a pele artificial ou na detecção de movimento humano, tem despertado o interesse crescente em materiais nanoestruturados, tais como nanofibras. O processo de eletrofiação exibe a capacidade única de produzir diversos tipos de membranas fibrosas, as quais apresentam alta porosidade e notável área de superfície específica, características que tornam-nas atraentes para sensores ultrassensíveis com desempenho superior aos materiais piezoresistivos com estrutura densa. Baseado nesse contexto, este projeto de pesquisa visa o desenvolvimento de membranas eletrofiadas constituídas nanofibras de polímeros termoplásticos e aditivos condutores, tais como aditivos carbonáceos (nanotubos de carbono, grafeno, grafite e negro de fumo) e aditivos condutores nanoestruturados baseados em polímeros intrinsecamente condutores (PICs). O uso destes aditivos condutores mostra-se promissor devido às suas propriedades elétricas intrínsecas, associada as características tridimensionais das membranas eletrofiadas, permite a obtenção de sensores piezoresistivos altamente sensíveis. As membranas serão preparadas pelo processo de eletrofiação a partir de uma solução polimérica contendo o aditivo condutor disperso, bem como utilizando-se um dispositivo coaxial para fabricação de membranas com microestrutura core-shell. Com o intuito de obter-se membranas com diferentes morfologias, será avaliado o efeito do uso de coletores estáticos e rotativos. As propriedades físico-químicas e as variações da resistividade elétrica durante repetidos ciclos de compressão e descompressão das membranas eletrofiadas serão investigadas, de modo a avaliar se as mesmas apresentam morfologia, propriedades mecânicas e elétricas adequadas para serem utilizadas como sensores piezoresistivos flexíveis.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudia Miranda

Ciências Humanas

Educação
  • como a educação intercultural impacta as políticas e as práticas curriculares no brasil e na colômbia: um estudo comparado sobre a participação dos movimentos pedagógicos e as perspectivas de gestores/as e etno-educadores/as
  • A proposta de pesquisa objetiva dar prosseguimento às investigações iniciadas há cerca de 10 anos, e que passamos a desenvolver no âmbito do “Grupo de Estudos e Pesquisas Formação de Professores, Currículo (s), Interculturalidade e Pedagogias Decoloniais”. Dessa vez, o foco está nos “Movimentos Pedagógicos” do Brasil e da Colômbia que defendem outras pedagogias para a descolonização dos currículos prescritos (Miranda, 2013). No caso do Brasil, destacamos a Rede FALE e a Rede Carioca de Etnoeducadoras Negras, ambas dinamizadas por pesquisadoras da UNIRIO (Rio de Janeiro) atuantes em iniciativas como o Programa de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). Na Colômbia, merece destaque a Red de Maestros e Maestras Tras los Hilos de Ananse (Bogotá) em um trabalho de fortalecimento e promoção das ações de cooperação também entre escola, coletivos organizados da sociedade civil e as universidades de grande envergadura. Trabalharemos com o foco nas seguintes organizações de professores e educadores populares: Red de Maestros y Maestras Tras los Hilos de Ananse, Red de Cualificación de Educadores em ejercicio, Red Valle, Red de docentes de Antioquia, RedOrinoquia, RedGuajira, RedChocó, Red Quindío e Red Bogotá (Colombia) e Rede FALE e a Rede Carioca de Etnoeducadoras Negras (Brasil).
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudia Nunes Duarte dos Santos

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • identificação e caracterização de vírus exclusivos de insetos (isvs) e sua interação com arbovirus de relevância clínica
  • Devido ao crescente número de novos vírus específicos de insetos (ISVs) descobertos na última década, os arbovírus (por ex. dengue, febre amarela, Zika e West Nile) são atualmente definidos como vírus mantidos na natureza através da transmissão por artrópodes hematófagos para hospedeiros vertebrados suscetíveis, e pela transmissão transovariana e venérea entre os artrópodes. Os vírus sem vetor conhecido (do inglês no-known arthropod vector (NKV) viruses) são vírus mantidos por transmissão exclusiva entre vertebrados, enquanto os ISVs infectam insetos e se replicam exclusivamente em linhagens celulares de insetos in vitro, mas não em vertebrados. A interação entre arbovírus, NKVs e ISVs representa um desafio e uma oportunidade para entender a dinâmica da transmissão de arbovírus na natureza. Além disso, a co-circulação desses grupos de vírus é comumente observada devido à ampla distribuição geográfica de vetores/hospedeiros em todo o mundo, mas pouco se sabe sobre as interações entre eles. Recentemente, analisamos pools de mosquitos vetores provenientes de áreas de circulação de arbovírus como Zika (ZIKV), dengue (DENV), febre amarela (YFV) e Chikungunya (CHIKV) e detectamos uma alta prevalência de ISVs em todas as áreas analisadas e, um novo flavivirus (ISFV) foi isolado a partir de um pool de mosquitos do gênero Sabethes (SbFV). A circulação de ISFVs pode influenciar a interpretação de padrões epidemiológicos de arboviroses, uma vez que a presença de ISFVs em mosquitos pode afetar a infecção secundária por arbovírus de importância médica e sua dinâmica de transmissão entre vetores e hospedeiros. Neste projeto pretendemos caracterizar o SbFV in vitro e in vivo infectando mosquitos para estudar a disseminação viral em tecidos do inseto como glândula salivar e na saliva. Além disso, iremos avaliar a interação de SbFV e outros ISVs já isolados em nosso laboratório com outros arbovírus de importância clínica em linhagem de células de mosquitos para verificar parâmetros como interferência viral e se coinfecções (ou infecção secundárias) entre ISFVs e arbovirus aumentariam ou reduziriam a competência vetorial para transmissão de arbovírus como ZIKV, DENV e YFV.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 05/12/2019-31/12/2021
Foto de perfil

Claudia Nunes Duarte dos Santos

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • identificação e caracterização de vírus exclusivos de insetos (isvs) e sua nteração com arbovirus de relevância clínica
  • Devido ao crescente número de novos vírus específicos de insetos (ISVs) descobertos na última década, os arbovírus (por ex. dengue, febre amarela, Zika e West Nile) são atualmente definidos como vírus mantidos na natureza através da transmissão por artrópodes hematófagos para hospedeiros vertebrados suscetíveis, e pela transmissão transovariana e venérea entre os artrópodes. Os vírus sem vetor conhecido (do inglês no-known arthropod vector (NKV) viruses) são vírus mantidos por transmissão exclusiva entre vertebrados, enquanto os ISVs infectam insetos e se replicam exclusivamente em linhagens celulares de insetos in vitro, mas não em vertebrados. A interação entre arbovírus, NKVs e ISVs representa um desafio e uma oportunidade para entender a dinâmica da transmissão de arbovírus. Além disso, a co-circulação desses grupos de vírus é comumente observada devido à ampla distribuição geográfica de vetores/hospedeiros em todo o mundo, mas pouco se sabe sobre as interações entre eles. Recentemente, analisamos pools de mosquitos vetores provenientes de áreas de circulação de arbovírus como Zika (ZIKV), dengue (DENV), febre amarela (YFV) e Chikungunya (CHIKV) e detectamos uma alta prevalência de ISVs em todas as áreas analisadas e, um novo flavivirus (ISFV) foi isolado a partir de um pool de mosquitos do gênero Sabethes (SbFV). A circulação de ISFVs pode influenciar a interpretação de padrões epidemiológicos de arboviroses, uma vez que a presença de ISFVs em mosquitos pode afetar a infecção secundária por arbovírus de importância médica e sua dinâmica de transmissão entre vetores e hospedeiros. Neste projeto pretendemos caracterizar o SbFV in vitro e in vivo infectando mosquitos para estudar a disseminação viral em tecidos do inseto como glândula salivar e na saliva. Além disso, iremos avaliar a interação de SbFV com outros arbovírus de importância clínica em linhagem de células de mosquitos para verificar parâmetros como interferência viral e se co-infecções (ou infecção secundárias) entre ISFVs e arbovírus aumentariam ou reduziriam a competência vetorial para transmissão de arbovírus como ZIKV, DENV e YFV.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cláudia Piantá Costa Cabral

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • natureza, figuratividade e arquitetura moderna. enquadramentos latino-americanos.
  • Se a história da arte moderna, como admitiu Neil Levine, foi contada principalmente desde o ponto de vista da abstração, o mesmo pode ser observado com relação às vertentes dominantes de uma historiografia da arquitetura moderna que, até o momento, foi extremamente eficaz em observar e descrever as relações decisivas entre a abstração e o conjunto de transformações formais postas em marcha pelos arquitetos modernos, desde os primeiros anos do século XX. Comparativamente, a presença da figuração na arquitetura moderna, quando não deliberadamente encoberta, foi bem menos explorada como objeto de estudo sistemático. Essa pesquisa pretende abordar especificamente o problema da figurabilidade da natureza na arquitetura moderna latino-americana. Parte da premissa de que a figuração da natureza foi um procedimento inserido nos horizontes teóricos da modernidade, contrapondo-se, assim, tanto a uma descrição da figuração como algo superado por essa modernidade (presente em certa literatura que enfoca a herança moderna), quanto a uma descrição da figuração da natureza como algo que representa uma superação da modernidade (presente em certa literatura dita pós-moderna).
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudia Priori

Ciências Humanas

História
  • produção artística de mulheres e uma história das imagens: relação entre arte e gênero (paraná - século xx)
  • Resumo: O presente projeto se caracteriza como pesquisa científica na área de Ciências Humanas, especificamente na área de História, na perspectiva dos estudos de gênero , articulado com a área de Artes, e tem o intuito de analisar a produção artística de mulheres – pintoras – no contexto paranaense do século XX, abordando suas representações pictóricas, as temáticas trabalhadas, a mensagem e os significados simbólicos de suas expressões artísticas, evidenciando a participação das mulheres no âmbito da história da arte paranaense. Propomos uma problematização que pretende abordar mediante a análise iconográfica/iconológica como a arte pictórica produzida pelas artistas paranaenses, ao longo do século XX, especificamente na sociedade curitibana, pode ser compreendida como um dos aspectos possíveis para se entender a inserção social feminina, os lugares que ocupavam, a produção cultural dessas mulheres, as formas como enxergavam e representavam o mundo, o contexto histórico, as práticas sociais e experiências vivenciadas, bem como suas subjetividades. Este projeto se justifica pelo fato dessa abordagem ainda não ter recebido a merecida atenção por parte da historiografia, carecendo de novos olhares para essa perspectiva. Assim, a pesquisa pretende trazer contribuições para os estudos históricos e a história da arte, produzindo conhecimento científico acerca da arte produzida pelas mulheres, especialmente as representações pictóricas, ampliando as discussões e debates em torno da participação e expressão feminina no contexto social, histórico e artístico no Paraná. Esperamos ainda - por meio da reflexão intelectual, diálogo entre a história e a arte, análise iconográfica/iconológica da produção artística das mulheres – proporcionar e tecer debates, colaborar com a discussão historiográfica e interdisciplinar, e lançar novos olhares sobre a presença histórica e produção artística na sociedade curitibana, no recorte temporal proposto, e principalmente, alcançar resultados sobre a problemática levantada.
  • Universidade Estadual do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudia Regina Cavaglieri

Ciências da Saúde

Educação Física
  • análise metabolômica e lipidômica: respostas metabólicas agudas e crônicas ao exercício físico em pessoas de meia idade saudáveis, obesas e diabéticas tipo 2
  • A Biologia de Sistemas estuda a conexão entre sistemas orgânicos e vias metabólicas para encontrar respostas abrangentes do funcionamento do organismo. Para isso podemos utilizar a metabolômica, que identifica e quantifica metabólitos, entre eles os lipídios (lipidômica). Por meio dessas abordagens é possível analisar alterações nesses metabólitos, causados por perturbações na homeostase metabólica, devido a condições fisiopatológicas e/ou respostas metabólicas ao exercício. Sabe-se que o exercício físico interfere na resposta metabólica, e a prática de treinamento aeróbio (TA) e de força (TF) juntos, o chamado Treinamento Combinado (TC), tem sido recomendado para promoção da saúde e para atenuar as comorbidades associadas a obesidade, e diabetes em adultos de meia idade. Assim, o objetivo é analisar as respostas agudas do TA, TF e TC sobre o perfil metabólico e lipídico, e as respostas crônicas ao TC utilizando a metabolômica e lipidômica, em indivíduos saudáveis, com excesso de peso e com diabetes tipo 2. A amostra será composta por sujeitos na meia idade (40 a 60 anos), de ambos os sexos, com IMC entre 18 e 34,9 kg/m². Serão realizadas sessões agudas de TA, TF e TC. O TC crônico será composto pela realização do TA e TF na mesma sessão, com frequência de três vezes na semana. Serão realizadas análises funcionais, antropométricas e bioquímicas. As análises metabolômicas e lipidômicas serão realizadas por espectrometria de massas (MS). Espera-se que os diferentes tipos de exercícios promovam respostas diferentes agudas e crônicas, e que o treinamento promova uma melhora na aptidão física, e composição corporal, promovendo mudanças no metabolismo dos voluntários, encontrando candidatos a bioindicadores para entender melhor os mecanismos envolvidos nas mudanças.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Cláudia Regina de Oliveira Vaz Torres

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • impacto epidemiológico do covid-19 no sistema prisional na cidade de salvador, bahia, brasil.
  • No início deste 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto do novo coronavírus 2019-nCoV como uma “emergência de saúde pública de interesse internacional”. Um alarme reservado para eventos que representam riscos planetários e que exige uma resposta internacional coordenada. Seja para o acometimento em escala epidêmica, seja para uma resposta sincrônica aos esforços internacionais coordenados pela OMS, o Brasil é diretamente convocado, dada a sua importância geopolítica, econômica e social. Neste contexto, quando o foco recai sobre a população encarcerada, confinada pelos imperativos intrínsecos aos sistemas penais, os riscos e a vulnerabilidade frente ao acometimento de doenças infecto contagiosas são aritmeticamente potencializados, considerando o que ocorre neste tipo de cenário às comunidades livres. Contudo, as populações encarceradas permanecem pouco estudadas, sendo alvo acentuadamente crítico quando se trata de pensar políticas públicas voltadas para as evidências de suas necessidades de saúde. A administração pública que se ocupa do Sistema Prisional, ao que os indicadores demonstram, têm se ocupado das emergências sem que o esforço de elaboração de políticas públicas eficientes em saúde para este campo seja uma ocupação, embora seja uma atribuição constitucional sua. Isto solicita a solidariedade de instituições da sociedade civil, a saber: elaborar subsídios para políticas públicas em saúde para o sistema prisional. Particularmente no cenário trágico da COVID-19. Assim, este projeto tem como objetivo principal caracterizar o impacto da pandemia do COVID-19 nos serviços de atenção à saúde no sistema prisional de Salvador. Para tanto será utilizado como proposta metodológica a revisão sistemática do estado da arte sobre a matéria em perspectiva internacional e comparada, um estudo epidemiológico do tipo corte transversal e, uma terceira etapa, que usa de métodos qualitativos para examinar e interpretar os resultados organizados previamente.
  • Universidade do Estado da Bahia - BA - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Claudia Regina Lopes Cardoso

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação da circulação retrobulbar em pacientes com retinopatia diabética com o uso do eco doppler em cores
  • A retinopatia diabética é uma complicação comum nos indivíduos com diabetes e permanece com uma das principais causas de perda da visão em populações em idade economicamente ativas. É descrita como uma doença microvascular intraretiniana e clinicamente é dividida em dois estágios: não proliferativa e proliferativa. A retinopatia não proliferativa representa um estágio inicial da retinopatia diabética, no qual a alteração na permeabilidade vascular e a oclusão capilar são os dois principais achados na vasculatura retiniana. A retinopatia proliferativa, um estágio mais avançado da retinopatia, é caracterizada pela neovascularização. Outra complicação da retinopatia diabética é o edema macular que é a causa mais comum de perda de visão no diabetes, e pode ocorrer em qualquer estágio da retinopatia diabética. Os mecanismos que levam às alterações histopatológicas na retinopatia diabética são complexos e multifatoriais, sendo secundários a um estado de desregulação de uma série de vias metabólicas e hemodinâmicas. A presença de hiperglicemia diminui o fluxo vascular retiniano nos estágios iniciais do diabetes e modifica a contratilidade das células da parede dos microvasos resultando em uma disfunção microvascular retiniana. O ultrassom com Doppler é um método não invasivo de imagem que pode ser de valor na avaliação das alterações hemodinâmicas dos vasos retrobulbares na retinopatia diabética. No entanto, os resultados entre os estudos que avaliam os vasos retrobulbares são discrepantes. Acredita-se que essas diferenças se devam principalmente a avaliações realizadas em diversos estágios da retinopatia diabética e aos critérios de seleção dos participantes nos estudos serem não uniformes. Outras diferenças dizem respeito ao tipo de diabetes, duração da doença, comorbidades, doenças oculares coexistentes e parâmetros avaliados. Portanto, novos estudos são necessários, para criar melhores perspectivas de predição da progressão da retinopatia diabética. Nessa perspectiva, o rasteio de retinopatia diabética através de fotografia anual com o retinógrafo digital (DRS) e sua correlação com o exame de Doppler dos vasos retrobulbares podem contribuir para o melhor entendimento da fisiopatologia da retinopatia diabética, dados que podem se de importância na detecção precoce e melhora do prognóstico de indivíduos com retinopatia diabética. Este estudo tem por objetivo descrever as alterações da circulação retrobulbar com o uso do eco Doppler em cores na retinopatia diabética proliferativa, não proliferativa e em indivíduos sem retinopatia acompanhada no Programa de Diabetes do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho. Assim como correlacionar as alterações da circulação retrobulbar com a presença da retinopatia diabética e os seus diferentes estágios, e com as demais complicações degenerativas associadas ao diabetes.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Claudia Santos Oliveira

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • atividade cerebral em córtex motor primário e atividade muscular dos membros superiores de crianças com síndrome de down submetidas a estimulação transcraniana por corrente continua associada a realidade virtual
  • Objetivo: Realizar uma análise comparativa dos efeitos de um treino manual com Realidade Virtual com e sem a associação da estimulação transcraniana por corrente contínua de crianças com Síndrome de Down sobre a atividade cerebral. Materiais e método: A amostra populacional será definida após realizado um estudo piloto, com a mesma metodologia do estudo proposto, fará parte deste projeto crianças com Síndrome de Down com idade cognitiva de 7 a 12 anos no entanto as crianças serão submetidas ao Escala de Inteligência Wechsler para crianças com intuito de caracterizar sua idade cognitiva. Serão alocadas randomicamente em dois grupos (Grupo 1: tDCS anódica no córtex motor primário bilateral e catodo na deltoide unilateral associada ao treino de realidade virtual motivacional. Grupo 2: tDCS anódica sham no córtex motor primário bilateral e catodo no deltoide unilateral associada ao treino de realidade virtual motivacional. As avaliações serão em três momentos distintos (antes, após e um mês após os treinos propostos). A avaliação será constituída por uma análise de sinais do eletrocenfalograma por meio do sistema tEEG em diferentes variáveis e regiões cerebrais e simultaneamente uma análise da eletromiografia em bíceps e tríceps braquial. Os treinos serão realizados um total de 10 sessões, com 3 sessões de treino por semanas (20 minutos), com uma intensidade de 1 mA. Os resultados serão analisados estatisticamente assumindo um nível de significância de p≤0,05.
  • Centro Universitário de Anápolis - GO - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022