Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Wislei Riuper Ramos Osorio

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • estudo da propriedade mecânica e resistência à corrosão de compósitos de matriz de al a partir de pós de reciclagem.
  • Na presente proposta pretende-se trabalhar com dois (02) subprojetos, tendo-se como “pano de fundo” a tríade rota de processamento, microestrutura e propriedade. Para isso, objetiva-se estudar compósitos de matriz de Al com reforços particulados de Silício e de Cobre (subprojeto 1), i.e. 2 e 4% dos elementos (em massa) com aplicações nas indústrias aeronáutica e automobilística. No subprojeto 2 trabalhar-se-á com “cavaco ou limalha” oriunda da indústria de usinagem e fundição de ligas de Al-Cu e Al-Si (composições comerciais, geralmente 4% Cu e 9% Si) para retrabalhar esse material reciclado por meio da rota de manufatura conhecida como metalurgia do pó (M/P) para compactação de amostras, sinterização em condições específicas e examinar as propriedades resultantes, e.g. propriedades mecânicas (dureza e limite de escoamento e limite de ruptura) e resistência à corrosão determinada por técnica de espectroscopia de impedância eletroquímica (EIE) e polarização potenciodinâmica em solução salina (0,5M NaCl). Essas composições foram escolhidas para permitir comparações com estudos prévios utilizando-se de outras rotas de processamento ou materiais de mais alto custo. Os materiais escolhidos propiciam aspectos de sustentabilidade ambiental e econômica. Compósitos Al/SiC foram amplamente reportados em literatura evidenciando o efeito positivo na dureza e propriedade mecânica. No entanto, substituir SiC por Si traz aspectos inéditos com possibilidade de redução de custos associada a relação peso vs. performance. Inexiste em literatura trabalhos tratando dos compósitos Al/Si, Al/Si/Cu propostos correlacionando condições operacionais interferindo na microestrutura resultante, e por consequência, nas resistências mecânica e à corrosão. A resistência à corrosão será determinada por técnica de EIE e polarização potenciodinâmica. Atrelado a isso, pretende-se determinar as resistências específicas (relação entre limite de resistência à tração e massa específica) e a relação da resistência à corrosão em termos de densidade de corrente de corrosão pela massa específica de cada proposto material.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wivian Jany Weller

Ciências Humanas

Educação
  • estudo comparado dos exames enem (brasil) e gaokao (china): repercussões nos currículos do ensino médio e no acesso à educação superior de jovens brasileiros e chineses
  • A China tornou-se, o principal parceiro comercial do Brasil e os acordos bilaterais tendem a crescer nos próximos anos. Nessa perspectiva, ambos os países vem investindo em estratégias de cooperação também na área educacional, uma vez que serão os jovens de hoje – tanto no Brasil como na China –, os que viverão essa aproximação econômica, social e cultural em seus aspectos positivos e negativos. Contudo, até o presente momento, os esforços para a realização de intercâmbio científico e de pesquisas conjuntas estão mais direcionados para a educação superior. Pesquisas sobre a educação básica ainda são escassas. Nesse sentido, o presente projeto de pesquisa pretende realizar um estudo comparado sobre o Gaokao e o Enem, exames em larga escala que dão acesso à educação superior na China e no Brasil. Objetiva conhecer o desenvolvimento de ambas as propostas, os seus pressupostos teórico-metodológicos, políticos e culturais orientadores bem como a experiência da implementação dos respectivos exames. O propósito é compreender o funcionamento, a adequação e os objetivos de cada exame, permitindo a realização de debates acerca da trajetória escolar daqueles que participam dos testes, da utilização como modelo de avaliação do ensino médio e de seleção para o ingresso na educação superior. O ensino médio representa uma etapa de formação na vida dos jovens, não apenas intelectual-cognitiva, mas também um momento de construção de identidades e de pertencimentos a grupos, de elaboração de projetos de vida que acontecem a partir de condições socioeconômicas e de percursos biográfico-familiares bastante distintos. Desse modo, torna-se importante conhecer a organização dessa etapa da educação básica, do que e de como se está ensinando e aprendendo no ensino médio brasileiro e chinês, bem como as estratégias desenvolvidas para o enfrentamento das desigualdades existentes entre escolas nas distintas regiões e localidades de ambos os países.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 01/06/2017-30/06/2021