Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Valdemar Rodrigues de Pinho Neto

Ciências Sociais Aplicadas

Economia
  • acessibilidade aos serviços: proximidade às unidades de saúde e a importância do atendimento adequado na redução da mortalidade materna e infantil por causas evitáveis
  • Nas últimas décadas, o Brasil passou por grandes mudanças sociais e econômicas que se refletiram na melhoria de vários os indicadores de saúde da população, incluindo reduções nos índices de mortalidade materna e infantil (Leal et. al. 2018). Apesar dos avanços, ainda ocorrem cerca de 59,1 óbitos maternos para cada 100 mil nascidos vivos e 12,4 mortes de crianças até 1 ano de idade a cada mil nascidos vivos. Entre os óbitos maternos, 67% decorre de causas obstétricas diretas: complicações na gravidez, parto ou puerpério. No caso dos óbitos infantis, cerca de metade deles ocorrem até o sexto dia após o parto. Ambas as observações sugerem que grande parte das mortes maternas e infantis poderiam ser evitadas, sendo decorrentes de intervenções desnecessárias, omissões ou tratamentos incorretos. Nessa pesquisa, iremos explorar variações no acesso, decorrentes das distâncias da residência para os hospitais próximos, e variações nos serviços oferecidos às gestantes em cada unidade de saúde. A assistência que as gestantes recebem durante o pré-natal ou no parto exibe bastante variabilidade, tanto na composição e características da equipe atendente (e suas práticas) quanto na estrutura disponível em cada hospital. De forma mais importante, o tipo de atendimento recebido depende mais da proximidade da residência da gestante às unidades de saúde, e menos das preferências da paciente ou mesmo seus fatores de risco. As distâncias são particularmente importantes no contexto do Brasil, onde as mortes maternas estão principalmente ligadas à demora no transporte para hospitais com instalações adequadas e atendimentos de maior complexidade, ou à demora na provisão do tratamento mesmo dentro do hospital apropriado. Inicialmente, exploraremos variações no atendimento das gestantes induzidas principalmente pela incidência diferenciada do parto cirúrgico entre as diferentes unidades de saúde. Como as gestantes geralmente optam pelo atendimento em hospitais mais próximos, a distância relativa da residência às unidades de saúde com diferentes práticas de parto cirúrgico gera variação exógena (tão boa quanto aleatória) no atendimento recebido por elas. Como medidas de desfecho, consideraremos: mortalidade materna e suas causas obstétricas, mortalidade infantil e seu componente neonatal precoce (0-6 dias) e tardio (7 a 27 dias), semanas gestacionais, prematuridade, peso ao nascer, Apgar e anomalias congênitas. Outros mediadores considerados na análise causal das distâncias serão os demais recursos existentes nas unidades de atendimento, como: leitos de UTI, experiência e características da equipe, disponibilidade de equipamentos, exames e infraestrutura. Ainda, este projeto contribui na primeira tentativa de georreferenciamento dos endereços do Cadastro Único e verificação da qualidade destes dados para uso em pesquisa e monitoramento de acesso aos serviços de saúde, com foco na população em situação de vulnerabilidade socioeconômica. O resultado do georreferenciamento poderá ser visualizado na forma de mapas, gráficos, dashboards, entre outros. As informações geradas irão compor nova base de dados contendo, além das distâncias, várias medidas de desfecho de saúde materna/infantil no nível de estabelecimentos de saúde, enriquecida com informações socioeconômicas das famílias e características dos domicílios que cada estabelecimento de saúde atende. Construiremos um banco de dados contendo coordenadas geográficas das residências das mulheres e dos estabelecimentos de saúde (com atendimento à maternidade e primeira infância), e calcularemos as distâncias da residência das gestantes para os hospitais mais próximos. A metodologia empregada nessa pesquisa recupera relação de causa e efeito por meio de um modelo de regressão linear com variáveis instrumentais. No caso em questão, a variável instrumental é a distância relativa da gestante às unidades de saúde com diferentes práticas e/ou características, com base na qual mediremos a associação causal de tais práticas/características sobre os desfechos de saúde da gestante e do recém-nascido. Em suma, o projeto contribui para melhorar o entendimento sobre saúde materno-infantil no Brasil, com resultados que podem ser utilizados por gestores para aperfeiçoar o acesso aos serviços de saúde.
  • Fundação Getúlio Vargas - RJ - Brasil
  • 05/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Valdemiro Pereira de Carvalho Júnior

Outra

Divulgação Científica
  • feira de ciência e tecnologia do oeste paulista
  • O projeto propõe a realização de uma Feira de Ciência e Tecnologia com a participação de oito instituições de ensino da região do Oeste Paulista. A proposta almeja estreitar as relações técnico-científicas entre as instituições de ensino básico e superior por meio de ações integradas para a divulgação da Ciência e o enriquecimento das atividades de pesquisa, ensino e extensão. A Feira envolverá professores e alunos da educação básica e do ensino técnico das escolas públicas e privadas da região do Oeste Paulista. Com o evento se propõe aumentar a divulgação de cursos disponíveis nas instituições com a visitação dos laboratórios de pesquisa para os estudantes, cuja intenção é disseminar as carreiras científicas, juntamente com uma visão ampla sobre as possibilidades de atuação no mercado de trabalho. O evento, que integrará a 19ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, contará com palestras, minicursos, oficinas, pod-cast, visitas aos laboratórios, shows e mostra científica das escolas.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Valdenia Maria Oliveira de Souza

Ciências Biológicas

Imunologia
  • efeitos da infecção por schistosoma mansoni e dos antígenos parasitários (sea/swap) na memória imunológica inata (treinada) e adaptativa ao sars-cov-2
  • Na COVID-19 há prejuízo na regulação e na memória do sistema imune, porém não se sabe em resposta as vacinas, bem como se o Schistosoma mansoni pode alterar a resposta vacinal. Houve diminuição no número de linfócitos T CD4+, TCD8+, células B e NK e nos casos graves de COVID-19 a diminuição foi maior. Células T específicas na maioria dos indivíduos, um ano após COVID-19 leve; em casos graves, as células T CD4+ ou CD8+ e CD45RO + diminuíram, bem como as T reguladoras (Treg) que pode influenciar a imunidade de memória ativa (pós-infecção) ou passiva (pós-vacina). Células B de memória anti-spike ou RBD foram detectadas em casos de COVID-19 e com expressão de anticorpos com hipermutação somática (maior potência e resistência), mas avaliados em até 6 meses. IgM e IgG anti-RBD diminuíram em 6 meses, com IgA inalterada. Então, não é sabido o curso dos linfócitos T e B de memória, 1 e 2 anos da vacina e em áreas endêmicas para esquistossomose. S. mansoni levou aumento de Treg para antígenos heterólogos, em humanos, e melhora de memória CD8+ anti-viral, com participação de IL-4, em camundongos. Além disso, não se sabe se antígenos do parasita induzem memória inata, monócitos dependente (treinada), ao SARC-Cov-2. A hipótese que antígenos do S. mansoni in vivo (infecção) ou in vitro (SEA/SWAP) induzem Th2/Treg, altere a memória adaptativa e inata anti-SARS-CoV-2 torna-se importante para esclarecer imunidade de memória e potencial de moléculas imunododuladoras (antígenos parasitários) ao SARS-Cov-2. Assim, num ensaio de caráter exploratório in vitro, pacientes adultos de Escada-PE (demanda espontânea) terão, 1 e 2 dois anos de vacina anti-COVID, amostras de fezes colhidas (Nested-PCR), separados em infectados e não-infectados, verificada marca de BCG, com ou sem, (variável confundimento) e obter 4 grupos com sangue coletado para cultura de linfócitos e monócitos com SEA/SWAP/SARS-Cov-2, imunofenotipagem, dosagem de citocinas/quimiocinas (FACS) e IgG/IgA anti-SARS-CoV-2 (ELISA)
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Valderez Marina do Rosário Lima

Ciências Humanas

Educação
  • análise textual discursiva: avaliação do uso em contextos acadêmicos nacional e internacional e implicações decorrentes.
  • A proposta é uma pesquisa na área de Ciências Humanas, com foco em métodos qualitativos de análise de textos. O estudo tem vínculo com o macroprojeto Métodos de pesquisa e de análise de informação associados à Educação em Ciências e Matemática (Macroprojeto PPG – Educação em Ciências e Matemática/PUCRS), que investiga ações teóricas e práticas de pesquisa voltadas à produção de conhecimento em métodos de investigação e de análise de informações para os campos de Educação e de Ensino de Ciências e Matemática. Trata-se da análise de dados qualitativos em específico, a Análise Textual Discursiva (MORAES; GALIAZZI, 2016). O método é reconhecido e largamente empregado em pesquisas qualitativas de nível Stricto sensu no contexto nacional e internacional nos campos da Educação e do Ensino em Ciências e Matemática. O problema de pesquisa é: como a Análise Textual Discursiva se apresenta em estudos delineados por pesquisadores e acadêmicos no contexto nacional e internacional? A relevância da proposta situa-se nas possibilidades de revisão e aperfeiçoamento do método a partir de novas significações impressas por pesquisadores que utilizam tal método de análise em suas pesquisas. Desse modo, o objetivo principal é avaliar avanços e reelaborações do método de Análise Textual Discursiva em produções nacionais e internacionais, com a finalidade de aprofundar a compreensão de conceitos teóricos subjacentes ao método. A pesquisa é qualitativa e delineada em estudo de caso e metanálise qualitativa. As análises também serão apoiadas em softwares qualitativos. A considerar as intenções do projeto, espera-se que as ações desenvolvidas produzam resultados de aprofundamento na compreensão frente à utilização do método da Análise Textual Discursiva, ampliação das bases filosóficas e desenvolvimento de uma forma de utilização de software qualitativo que seja condizente com os princípios preconizados no método em questão e consolidação do uso do método em questão.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Valderez Pinto Ferreira

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • estudos geológicos, geoquímicos e isotópicos de plutons graníticos nos terrenos cachoeirinha-salgueiro e alto pajeú, domínio transversal da província borborema: uma revisão com base em dados novos e da literatura
  • Ao longo das últimas décadas plutons graníticos l.s. de diversas séries magmáticas, intrusivos nos Terrenos Cachoeirinha-Salgueiro e Alto Pajeú, no Domínio Transversal da Província Borborema, têm sido alvos de trabalhos com diferentes enfoques. Apesar disso, há ainda um enorme trabalho a ser realizado tanto do ponto de vista de cartografia geológica como de caracterização petrográfica, petrológica, geoquímica e isotópica, e significado tectônico de uma boa parte dos plutons identificados em mapas geológicos regionais. Este projeto é uma continuação de projeto Universal anterior, e consiste de uma reavaliação à luz de novos dados e existentes, da petrogênese e geoquímica elemental e isotópica de plutons intermediários a ácidos de séries magmáticas diferentes no Domínio Transversal. Este estudo é de grande importância para o entendimento da gênese das diferentes séries de magmas, das características de suas regiões-fonte, sua evolução petrogenética, seu posicionamento na crosta e papel no crescimento crustal da região estudada do Cyrogeniano ao Cambriano durante a orogênese Brasiliana. Trará assim subsídios para a compreensão da evolução crustal e dos processos de amalgamação do paleocontinente Gondwana oeste. Para atingir esses objetivos serão coletadas amostras de plutons selecionados, e realizadas petrografia dessas amostras, análises químicas de elementos maiores e traços, incluindo elementos terras raras, datações geocronológicas U-Pb (zircão), determinações de razões isotópicas Rb/Sr, Sm/Nd (rocha total), delta18O (zircão), e estudos termobarométricos usando química de minerais. Isotopos de thallium epsilon205Tl, rocha total) e de silício (deltaSi em quartzo) serão utilizados para testar a hipótese de uma fonte basáltica para os granitoides cálcio-alcalinos com epidoto magmático da região.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Valdomiro Severino de Souza Júnior

Ciências Agrárias

Agronomia
  • cronossequência de tecnolossolos da mineração de scheelita no semiárido tropical: perspectivas para gerenciamento de resíduos, recuperação ambiental e uso sustentável do solo
  • Uma das maiores minas de scheelita da América do Sul opera no Semiárido do Nordeste, acumulando depósitos de rejeitos a céu aberto desde a década de 40. Uma possível alternativa é a construção de tecnossolos a partir destes rejeitos de mineração, o que poderia reconstruir paisagens e gerenciar os resíduos. Ao mesmo tempo fornecem serviços ambientais, como produção de alimentos e geração de energia, sequestro de carbono, reciclagem de matéria orgânica, recarga de águas subterrâneas e habitats para a biodiversidade. Embora os tecnossolos estejam recebendo atenção crescente da comunidade científica nos últimos anos, informações sobre a sua evolução em regiões semiáridas são raras e nenhum desses estudos foram feitos no semiárido brasileiro. Assim, o objetivo desse projeto é estudar a gênese, macro e micromorfologia, mineralogia, microbiologia e geoquímica de tecnossolos construídos a partir de rejeitos da mineração de scheelita ao longo de uma cronossequência de 50 anos no semiárido brasileiro, para avaliar o seu potencial para gerenciamento de resíduos, recuperação ambiental e uso sustentável do solo. Um solo sob caatinga preservada será usado como área de referência e as diferenças serão quantificadas. Esses resultados servirão de base para identificar processos pedogenéticos e entender a evolução de tecnossolos no semiárido tropical; compreender as transformações dos minerais de argila em tecnossolos e como elas influenciam nas concentrações de macronutrientes, micronutrientes e elementos potencialmente tóxicos; propor critérios para a adição da ordem dos tecnossolos no SiBCS; entender como a criação do tecnossolo afeta a abundância, diversidade e atividade microbiana e a sua capacidade de sequestrar carbono e estabelecer indicadores de qualidade física, química e biológica de tecnossolos no semiárido.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 30/05/2022-31/05/2025
Foto de perfil

Valéria Carpentieri-Pípolo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • fenotipagem de alto desempenho de genótipos para a tolerância à ambientes com restrição hídrica visando a utilização no programa de melhoramento de trigo tropical para o cerrado
  • As mudanças climáticas deverão alterar o quadro agrícola brasileiro, onde a maioria das áreas é cultivada em condições de sequeiro. O Brasil produziu na útima safra, 5,4 milhões de toneladas de trigo, 40% do consumo interno, a demanda de trigo importado, para abastecimento interno é cerca de 7 milhões de toneladas. A redução da dependência por trigo importado é razão de segurança alimentar. O cerrado brasileiro apresenta cerca de 2,7 milhões de ha apropriados para o cultivo trigo de sequeiro. Dentre os fatores abióticos que restringem a produção de trigo nessa região está a distribuição irregular de chuvas com período de seca após o estádio de florescimento. Neste cenário, torna-se imperativo nos programas melhoramento a introdução de características de adaptação à limitação hídrica. O objetivo deste trabalho é identificar genótipos de trigo tolerantes à ambientes com restrição hídrica, visando a incorporação dessa característica no programa de melhoramento genético de trigo para o sistema agrícola do Cerrado. Na última década, embora a genômica tenha avançado, à falta de plataformas de fenotipagem confiáveis, automáticas, multifuncionais e de alto rendimento tem impedido que a informação genética disponível seja explorada adequadamente. Dentre deste contexto, as metodologias de seleção para arquitetura de raiz (AR) (sistema radicular compacto e profundo) e menor temperatura do dossel (TD) medida á campo, tem alta herdabilidade, alta correlação genética com rendimento de grãos. Nesta proposta, genótipos de trigo serão avaliados para AR, em casa de vegetação. A confirmação dos genótipos selecionados será feita através da TD medida a campo, em condições de estresse hídrico em Uberaba (MG). Os produtos desta proposta serão 1)genótipos trigo com adaptação e tolerância à restrição hídrica para incorporação como parentais no programa de melhoramento e 2) implementação de metodologia de fenotipagem, com baixo custo e de fácil implementação para uso direto no programa.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 23/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Valeria Cavalcanti Rolla

Ciências da Saúde

Medicina
  • impacto da covid-19 nas manifestações clínicas, diagnóstico, desfechos do tratamento e resposta imune para tuberculose pulmonar
  • O controle da tuberculose (TB) continua sendo um desafio nos países de alta carga, especialmente nas pessoas vivendo com HIV (PLHIV). Embora novas ferramentas como o Xpert-MTB-RIF tenham sido introduzidas, o baixo número de bactérias em PLHIV, ainda cria desafios significativos na obtenção de um diagnóstico definitivo. Quando combinadas com a incapacidade de produzir escarro em um número significativo de casos, essas limitações resultam em um diagnóstico tardio com um consequente aumento da morbidade e mortalidade desses pacientes. Recentemente, a pandemia COVID-19 destacou desafios de longa data e novos desafios para o controle da TB. Em primeiro lugar, a maioria dos casos suspeitos de TB com COVID-19 grave é incapaz de produzir escarro devido à dispneia e ressecamento respiratório. Além disso, não há dados consistentes sobre o impacto de condições graves de COVID-19 (imunossupressão periférica transitória e hiperinflamação pulmonar) em pacientes com TB. Nossa equipe de pesquisa clínica observou manifestações clínicas de TB/COVID-19 graves, sem informações consistentes sobre o impacto destes na resposta ao tratamento da TB e nos desfechos do tratamento. Além disso, não há descrição da resposta imune específica para Mycobacterium tuberculosis (Mtb) e COVID-19 em condições clínicas que poderiam estar associadas à imunopatogênese de casos graves de TB. Assim, este estudo tem como objetivo coletar e armazenar amostras biológicas de pacientes com TB pulmonar e ou TB/COVID-19 em um biorrepositório localizado nos países de cada parceiro (Brasil, Índia e África do Sul) para serem utilizados para entender o impacto do COVID-19 na resposta imune do hospedeiro associada ao controle da infecção por Mtb, e também no futuro, para estudos de biomarcadores de TB ativa e/ou confirmação de cura após o tratamento. Para isso, iremos recrutar aproximadamente 450 pacientes (150 no Laboratório de Pesquisa Clínica em Micobactéria e Centro Hospitalar COVID-19, INI-FIOCRUZ, Brasil; 150 pacientes atendidos nos ambulatórios do ICMR-NIRT, Chennai, Índia, e 150 pacientes que frequentam unidades básicas e secundárias de saúde na África do Sul) com diagnóstico suspeito ou confirmado de TB pulmonar, com e sem co-infecção com COVID-19, durante um período de 15 meses. Amostras biológicas juntamente com dados clínicos, epidemiológicos e laboratoriais serão bem documentados, coletados sequencialmente (antes do tratamento, dois meses e fim do tratamento de TB) de forma padronizada e seguindo as Boas Práticas Clínicas e Laboratoriais. Amostras clínicas como células mononucleares de sangue periféricos (PBMC), plasma, tubos Tempus/Paxgene para preservar RNA, e urina serão preparados, identificados e armazenados adequadamente para uso futuro. Em paralelo, linfócitos específicos de Mtb e resposta imune humoral inata serão investigados com a perspectiva de determinar: a) O impacto da linfopenia ou da hiperinflamação da COVID-19 nas respostas imunes específicas ao Mtb; b) O impacto do COVID-19 na ativação do sistema complemento e consequente hiperinflamação; e c) A correlação dessas mudanças de resposta imune com os desfechos da TB. O desfecho dos casos de TB e TB/COVID-19 será analisado comparando desfechos favoráveis (cura e conclusão do tratamento da TB) ou desfechos desfavoráveis (falha, perda de seguimento e morte). Os dados da resposta imune estarão correlacionados com informações clínicas e laboratoriais. Além disso, espécimes da África do Sul serão usados para sequenciar os genótipos COVID-19 predominantes para descrever retrospectivamente a epidemiologia da doença de forma que melhor informe futuras práticas de saúde pública. Finalmente, será realizada a validação de amostras alternativas (swabs da bochecha interna e língua, e aspiração oral) para o diagnóstico Xpert-MTB-RIF ULTRA de pacientes do Brasil e da África do Sul, cuja utilidade será importante para aqueles pacientes dispnéicos incapazes de obter amostras respiratórias. Coletivamente, este estudo representará o primeiro do gênero nas nações do BRICS e produzirá uma coleta de alto valor de espécimes e dados que serão utilizados para aumentar o conhecimento que permitirá um melhor controle do COVID-19 e da TB.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 17/04/2021-31/03/2023
Foto de perfil

Valéria Cristina da Costa

Outra

Divulgação Científica
  • arte e ciência: o teatro científico como mediação para a divulgação científica e a popularização da ciência
  • São ações desta proposta:realização de 15 apresentações teatrais do espetáculo a ser produzido, seguidas de debates sobre o tema e subtema da SNCT 2022 e discussões sobre as formas de acesso aos cursos disponíveis na UFVJM e no IFNMG; Produção de 01 livro contendo o texto dramatúrgico escrito neste projeto e relatos sobre as apresentações realizadas; Produção de 06 livros já escritos pelo coletivo deste projeto, com vistas à divulgação cientifica; Distribuição de livros produzidos para escolas da rede básica de ensino; 25 Realização de 15 sessões de contação de histórias ou leituras dramatizadas, a partir dos demais livros produzidos, seguidas de debates sobre o tema e subtema da SNCT 2022 e discussões sobre as formas de acesso aos cursos disponíveis na UFVJM e no IFNMG; Realização de 03 oficinas sobre os 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil e sobre a ciência nas universidades, utilizando o teatro como ferramenta; Realização de 01 oficina com estudantes dos cursos de Licenciatura em Ciências Biológicas e/ou Licenciatura em Educação do Campo da UFVJM, sobre o uso da arte na divulgação científica e popularização da ciência e a construção de textos dramatúrgicos para o teatro científico; Produção de 01 resumo ou artigo contendo os resultados da realização da proposta para divulgação em evento científico; Produção de 01 vídeo curto contendo informações sobre o desenvolvimento do projeto; Realização de 02 oficinas em eventos científicos: Sintegra 2022 (Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFVJM) e Cobeai 2023 (Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Interdisciplinar) e/ou outro, referentes ao tema da SNCT 2022, ao uso do teatro como ferramenta de divulgação científica e popularização da ciência e aos resultados do desenvolvimento desta proposta – (ação de médio prazo).
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Valéria Cristina da Costa

Outra

Divulgação Científica
  • arte e ciência: o teatro científico como mediação para a divulgação científica e a popularização da ciência
  • A divulgação científica pode ser realizada de diversas maneiras e tem uma importância fundamental para o progresso da ciência e para que a sociedade possa usufruir dos avanços possíveis em função do desenvolvimento científico. O teatro tem se mostrado ferramenta muito importante para promover reflexões sobre diversos assuntos, inclusive na divulgação científica e popularização da ciência. Sendo assim, o objetivo geral desta proposta é promover a divulgação de conhecimentos científicos sobre o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2021, por meio do teatro científico, com foco no subtema “A transversalidade da CT&I na concretização do Segundo Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030: a agroecologia como possibilidade de produção sustentável de alimentos”. São ações desta proposta: realização de 15 apresentações teatrais do espetáculo teatral a ser produzido, seguidas de debates sobre o tema e subtema da SNCT 2021 e discussões sobre as formas de acesso aos cursos disponíveis na UFVJM e no IFNMG; Produção de 01 livro (físico e digital) contendo o texto dramatúrgico escrito e relatos sobre as apresentações realizadas; Distribuição do livro físico em escolas e divulgação do livro digital em escolas e nas redes sociais; Realização de 03 oficinas sobre transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta e agroecologia, utilizando o teatro como ferramenta; Realização de 01 oficina com estudantes dos cursos de Licenciatura em Ciências Biológicas e/ou Licenciatura em Educação do Campo da UFVJM, sobre o uso da arte na divulgação científica e popularização da ciência e a construção de textos dramatúrgicos para o teatro científico; Produção de 01 resumo ou artigo contendo os resultados da realização da proposta para divulgação em evento científico; Produção de 01 vídeo curto contendo informações sobre o desenvolvimento do projeto; Realização de 02 oficinas em eventos científicos: Sintegra 2022 (Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFVJM) e Cobeai 2022 (Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Interdisciplinar) e/ou outro, referentes ao tema da SNCT 2021, ao uso do teatro como ferramenta de divulgação científica e popularização da ciência e aos resultados do desenvolvimento desta proposta. Essa proposta tem, como público alvo majoritário, alunos da educação básica (Ensinos Fundamental, Médio e Técnico Profissionalizante). As ações serão realizadas em 12 municípios mineiros, a saber: Bertópolis, Crisólita, Itaipé, Ladainha, Malacacheta, Monte Formoso, Novo Oriente de Minas, Ouro Verde de Minas, Poté, Serra dos Aimorés, Setubinha e Teófilo Otoni. As ações dos projetos ocorrerão em pátios, auditórios ou ginásios de escolas das redes públicas municipal ou estadual e, também, em espaços públicos como ginásios ou praças. Esses espaços normalmente são espaços acessíveis. De toda forma, espaços que não garantam a acessibilidade serão descartados no ato de planejamento das ações da SNCT 2021 nos municípios. Para a divulgação das ações a serem realizadas e publicação de relatos sobre atividades já ocorridas, além de difusão de conhecimentos referentes à temática, serão utilizados os perfis do Grupo de Extensão e Pesquisa em Agricultura Familiar (GEPAF) no Instagram e FaceBook, o canal YouTube vinculado a este grupo, bem como o perfil Arte e Ciência no Facebook e o perfil arteeciencia1 no Instagram. Tais perfis serão amplamente difundidos, principalmente nos municípios em que as ações ocorrerão. Em todos os municípios em que existirem emissoras de rádio, serão buscados espaços na programação para a divulgação das ações referentes à SNCT 2021 e para o aprofundamento da temática abordada nesta edição da semana.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 05/11/2021-30/11/2023