Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Thiago de Araujo Mastrangelo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • uso de imagens multiespectrais e radiográficas no controle de qualidade de pupas de mosca-das-frutas e parasitóide criados massalmente .
  • Moscas estéreis e parasitóides podem ser utilizados em programas de manejo integrado de moscas-das-frutas. Dentre os braconídeos, destaca-se a vespa Diachasmimorpha longicaudata no controle de larvas da mosca Anastrepha fraterculus, uma das principais pragas da fruticultura. Durante a produção massal desses insetos, deve-se realizar o controle de qualidade dos lotes de pupas. A quantificação automatizada de materiais de baixa qualidade e de pupas parasitadas de cada lote seria de grande valia na produção massal. Uma das formas de determinar com acurácia a porcentagem de pupas de boa qualidade e de parasitismo seria a utilização de sistemas de análise de imagens multiespectrais e de raios-X. Portanto, este estudo objetiva avaliar a aplicação desses tipos de imagens para distinguir as diferentes classes de pupas de A. fraterculus e parasitadas. Para os testes, serão utilizadas pupas da criação massal de A. fraterculus do CENA/USP e larvas de 3º instar irradiadas de A. fraterculus serão oferecidas aos parasitóides da criação. Serão utilizados os equipamentos VideometerLab4® e MultiFocus® para obtenção e análise das imagens multiespectrais e radiográficas, respectivamente. As diferentes classes de pupas de A. fraterculus serão avaliadas por imagens multiespectrais ao longo dos 14 dias do período pupal de diferentes lotes da criação. Para se determinar qual o melhor momento do período pupal para se identificar as pupas parasitadas, imagens multiespectrais serão obtidas ao longo também de 14 dias, sendo as variações quantificadas com base em padrões de refletância. Imagens radiográficas serão obtidas pelo menos em três períodos da fase pupal, para se tentar identificar o melhor momento para visualização dos parasitóides no interior das pupas. Após a caracterização das amostras de pupas pelos sistemas de imagens, serão realizados blind tests para verificar a acurácia do uso do sistema multiespectral com amostras aleatórias dos lotes da criação massal.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Thiago Duarte Pimentel

Ciências Sociais Aplicadas

Turismo
  • a geopolítica do turismo nas américas: um estudo comparado das políticas públicas de turismo entre brasil, méxico e canadá
  • (1) Este projeto analisa como o turismo entra na agenda pública (econômica, social e política) nos Estados Nacionais no sistema mundo em contexto recente. (2) Especificamente analisa como o turismo entra na agenda pública dos países americanos de Brasil, México e Canadá, nos últimos 20 anos, por meio de suas políticas públicas de turismo (PPTUR). (3) Isso porque o turismo se tornou uma política de estado. Há ampliação crescente do número e da extensão de PPTUR, que emerge como um pano de fundo comum e recorrente nos países desenvolvidos e em desenvolvimento. (4) O argumento defendido é o de que os países periféricos têm dado significativa importância ao turismo na economia, conferindo assim progressivamente uma maior dependência relativa do sistema econômico em relação a esta atividade, e sendo adotado por tais países como uma tentativa de se buscar resultados econômicos e sociais de curto prazo, para geração de renda e empregos. (5) Parte-se da premissa da unificação econômica via sistema-mundo para se analisar o crescimento e institucionalização das PPTUR como política de Estado, e recorre-se aos conceitos de geopolítica, de “totalidade” e “turismo como modelo (produtivo)” (Dachary, 2016) para analisar como o turismo se insere no sistema produtivo capitalista contemporâneo, acelerando e potencializando este sistema, por meio da conversão de tempos-espaços ociosos em produtos e experiências de consumo. (6) Metodologicamente, recorrer-se a um estudo quanti-qualitativo, com dados secundários. Quantitativamente por meio do levantamento das políticas públicas de cada país, cujo material será analisado por protocolo próprio (Pimentel, 2014) para análise institucional de PPTUR, extraindo-se a evolução, perfil e padrão das PPTUR em cada país. Qualitativamente se dará via seleção de amostra representativa para análise de conteúdo com frequências e análise de discurso para analisar os imaginários e repertórios mobilizados, veiculados e instituídos oficialmente pelas PPTUR.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 09/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Thiago Eduardo Pedreira Bueno

Outra

Multidisciplinar
  • 6a mostra de ciências: ciência é soberania
  • A Mostra de Ciências é uma consequência da tradicional Mostra de Física & Astronomia da UFES que acontece anualmente desde 1997. Este evento teve início com um grupo de estudantes de graduação em física que convidando turmas de alunos de ensino fundamental e médio a ficarem algumas horas na Universidade interagindo com experimentos científicos, passou a receber também a colaboração dos cursos de química, matemática, estatística, geografia e biologia, na construção de um evento que recebe em média 7.000 alunos de escolas municipais, estaduais, federais e privadas da região metropolitana de Vitória e interior do Espírito Santo. Com tal recrudescimento, foi natural que a Mostra de Física desse lugar à Mostra de Ciências, e passasse a integrar efetiva e oficialmente dezenas de docentes e centenas de discentes de diversos cursos em uma proposta unificada de divulgação e popularização das atividades acadêmicas. Desde essa transformação o CNPq tem tido um papel fundamental no apoio deste que é um dos maiores Programas de extensão universitária e divulgação científica do estado do Espírito Santo. A partir dos recursos obtidos nos Quatro Editais anteriores da SNCT/linha A desta agência, o evento se tornou ainda mais consolidado em todo o estado. Neste ano, este tradicional evento interdisciplinar e transversal por natureza, deverá abordar a relação existente entre ciência e desenvolvimento de tecnologias com a Soberania Nacional.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 21/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Thiago Eduardo Pedreira Bueno

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • 5a mostra de ciências: para além do conhecimento
  • A Mostra de Ciências é uma consequência da tradicional Mostra de Física & Astronomia da UFES que acontece anualmente desde 1997. Este evento teve início com um grupo de estudantes de graduação em física que convidando turmas de alunos de ensino fundamental e médio a ficarem algumas horas na Universidade interagindo com experimentos científicos, passou a receber também a colaboração dos cursos de química, matemática, estatística, geografia e biologia, na construção de um evento que recebe em média 7.000 alunos de escolas municipais, estaduais, federais e privadas da região metropolitana de Vitória e interior do Espírito Santo. Com tal recrudescimento, foi natural que a Mostra de Física desse lugar à Mostra de Ciências, e passasse a integrar efetiva e oficialmente os docentes e discentes de diversos cursos em uma proposta unificada de divulgação e popularização das atividades acadêmicas. Desde essa transformação o CNPq tem tido um papel fundamental no apoio deste que é o maior evento de extensão universitária e divulgação científica do estado do Espírito Santo. A partir dos recursos obtidos nos três editais anteriores da SNCT/linha A desta agência, o evento se tornou ainda mais consolidado em todo o estado. Neste ano, este tradicional evento interdisciplinar e transversal por natureza, deverá abordar o papel da transversalidade na relação existente entre o ensino de ciências e o desenvolvimento de tecnologias para a solução de grandes problemas da humanidade.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 07/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Thiago Frances Guimarães

Ciências da Saúde

Farmácia
  • desenvolvimento de comprimidos dispersíveis para o tratamento pediátrico da malária usando resinas de troca iônica.
  • Dentre as doenças parasitárias mais conhecidas, a malária permanece endêmica principalmente nos trópicos, inclusive na Amazônia brasileira, sendo o maior número de vítimas crianças de 0 a 5 anos de idade. Atualmente os medicamentos mais utilizados no tratamento (difosfato de primaquina e difosfato de cloroquina) estão disponíveis na forma de comprimidos, dificultando a administração em crianças menores de cinco anos. As abordagens para melhorar a aceitação destes medicamentos incluem a complexação com resinas de troca iônica, para o mascaramento do sabor amargo dos fármacos, e a preparação de formulações edulcoradas e aromatizadas. A ausência de efeitos colaterais locais ou sistêmicos, associado com a grande estabilidade física e química dos complexos resinatos obtidos, somado à insolubilidade dessas resinas no trato gastrointestinal favorecem o uso desse material como adjuvantes de formulações pediátricas. O desenvolvimento de medicamentos específicos para pacientes pediátricos sempre foi um desafio para os formuladores. A aceitação de medicamentos orais por crianças é complexa e está relacionada a uma diversidade de fatores, incluindo a palatabilidade da formulação. A via oral é considerada a mais conveniente, segura e menos dispendiosa forma de administração de medicamentos. Dentre as diferentes formas farmacêuticas que existem para administração de medicamentos por esta via, comprimidos dispersíveis ou de desintegração oral são reconhecidos como promissores para uso em pacientes pediátricos, especialmente devido às suas rápidas propriedades de desintegração, podendo ser administrados sem a ajuda de água e não apresentarem problemas de deglutição. O fato de que comprimidos dispersíveis podem ser formulados com sabores aceitáveis para crianças aumenta ainda mais a importância dessas formas farmacêuticas no tratamento deste grupo de pacientes.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 24/06/2022-30/06/2024
Foto de perfil

Thiago Gonçalves Paluma Rocha

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • as novas tecnologias e o acesso transnacional à justiça no stj
  • Na atual conjuntura, a globalização trouxe profundas transformações na sociedade, promovendo uma internacionalização da vida privada a partir das atividades humanas exercidas sob a jurisdição de diferentes Estados, aumentando a demanda dos Tribunais internos na solução de litígios entre partes sob diferentes ordens jurídicas. O Brasil possui experiência na análise de relações jurídicas internacionais, participando de diversos tratados no âmbito americano e do Mercosul sobre a cooperação interjurisdiconal. O STJ, foco da pesquisa, tem implementado mecanismos de intercâmbio capazes de difundir avanços alcançados nos últimos anos pelo Judiciário e de identificar boas práticas inovadoras que contribuirão para a atividade judiciária no país. O objetivo é promover uma ambiência para o incremento, no Brasil, de relações com elementos internacionais, a partir de um meio mais eficaz para o acesso transnacional à justiça. Como objetivos específicos: analisar novas tecnologias e suas contribuições no acesso transnacional à justiça em uma perspectiva de litígios decorrentes de relações privadas internacionais. A hipótese é contribuir para o desenvolvimento da questão no país, gerando um ambiente mais propício e seguro para a recepção de novos investimentos estrangeiros e recepção de imigrantes para o desenvolvimento de relações interpessoais e negócios, assim como de evolução na doutrina relativa ao tema. A pesquisa realizará um estudo bibliográfico e documental, a partir da análise, comparada, da normativa, doutrina e dados do STJ sobre Cartas Rogatórias e outras medidas de cooperação que envolvam o Brasil. O resultado esperado é verificar de que forma o STJ pode implementar instrumentos das novas tecnologias aplicadas ao acesso transnacional à Justiça, além de permitir o desenvolvimento de conhecimento que contribua para uma ambiência de aprofundamento e desenvolvimento de relações negociais e interpessoais internacionais que favoreçam a segurança jurídica
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Thiago Henrique Bragato Barros

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • organização e representação do conhecimento subsídios teórico-metodológicos para o desenvolvimento de recurso semânticos em skos
  • Este projeto tem por objetivo desenvolver um modelo de Metacategorias semânticas na área da Ciência da Informação para aplicação em SKOS- Simple Knowledge Organization System.Busca especificamente, Sistematizar as diferentes correntes teórica sobre relações semânticas da área de Organização do conhecimento(OC) e seus respectivos métodos na Ciência da Informação. Entende que a partir do mapeamento das relações semânticas entre os termos da Ciência da Informação, especialmente aquelas classificadas como relações associativas em SKOS será possível sistematizar Metacategorias de relações semânticas. Se utilizará do arcabouços da OC para a definição dessas categorias, partir dos tesauros já criados na plataforma THESA -Tesauro Semântico Aplicado, atualmente são mais 100 tesauros, taxonomias e redes semânticas criadas. Por intermedio de literatura também irá se possibilitar a aplicação de SOCS no contexto dos arquivos e museus, considerando que são discussões que estão acontecendo especialmente em relação aos arquivos, ou seja, a intenção é que o THESA passe a ser uma ferramenta pedagógica para o ensino de tratamento temático na area de Ciência da Informação e profissional nas bibliotecas, museus e instituições arquivísticas para o desenvolvimento de tesauros, taxonomias, glossários, redes semânticas e futuramente ontologias ampliando seu escopo de atuação e possibilidades de uso. Por fim será possível auxiliar com o desenvolvimento tecnológico na area de organização do conhecimento no Brasil.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Thiago José de Carvalho André

Ciências Biológicas

Botânica
  • convergência em atributos florais associados à polinização de costaceae neotropicais
  • A diversificação de fenótipos é responsável pela imensa variação de formas e funções encontradas na natureza. Fenótipos similares por vezes são retidos por ancestralidade comum (homologia), porém sob um contexto filogenético comumente detectamos similaridade derivada independentemente (homoplasia), produto de evolução convergente. Assim, a análise da diversidade de fenótipos em uma abordagem macroevolutiva apresenta oportunidades para revelar as origens de traços morfológicos no contexto das funções associadas. Características genéticas, metabólicas e morfológicas associadas ao desenvolvimento floral de verticilos férteis são de extrema relevância para elucidação do fenótipo e sua relação com performance e diversificação. Esta abordagem comparativa e multidisciplinar pode trazer à luz os processos subjacentes à diversificação da morfologia floral e de recursos em relação aos seus polinizadores. A família Costaceae compreende espécies de ocorrência pantropical, que apresenta como centro de diversidade a América do Sul e Central. Embora seja consenso que a modificação dos tipos de polinização é um importante mecanismo na diversificação em Costaceae, pouco se sabe sobre as modificações envolvidas na evolução da estrutura e desenvolvimento da flor associada aos polinizadores. Além disso, o detalhamento ontogenético para os verticilos florais em Costaceae ainda são pouco conhecidos. Desse modo, este projeto se propõe a analisar a morfologia floral de espécies representativas da diversidade neotropical de Costaceae, detalhando o desenvolvimento dos verticilos florais férteis e do grão de pólen sob uma abordagem filogenética, descrever o metaboloma do néctar e a expressão gênica no botão floral, a fim de compreender o papel da convergência na diversidade estrutural e funcional em relação à polinização. Esperamos descrever os mecanismos responsáveis pela diversificação morfológica da flor em relação aos polinizadores.
  • Universidade Federal do Oeste do Pará - PA - Brasil
  • 01/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Thiago José Leonardi

Ciências da Saúde

Educação Física
  • desenvolvimento de jovens atletas de futebol a longo prazo: uma abordagem interdisciplinar
  • O percurso de desenvolvimento do jovem atleta é caracterizado por um processo longo, altamente seletivo, cujas complexidades requerem uma visão multidimensional suportada em evidências científicas. Embora o futebol tenha evoluído consideravelmente no que se refere à estrutura física, formação de profissionais e informação científica em áreas correlatas, poucos centros de treinamento apresentam um processo de avaliação com visão multidisciplinar para a seleção de talentos e o desenvolvimento de atletas a longo prazo. Tal fato se reflete na ausência de critérios e referências baseados em evidências que forneçam sustentação no processo de formação esportiva, condicionando comissões técnicas a adotarem, prioritariamente, parâmetros subjetivos nas tomadas de decisão acerca do potencial futuro de rendimento dos atletas. Para dar sustentação ao processo de formação esportiva, se faz necessário uma visão interdisciplinar que considere variáveis do desempenho esportivo como crescimento e maturação, desempenho funcional e desempenho técnico-tático de jovens atletas, sobretudo considerando o contexto do treino. Portanto, o objetivo deste estudo é avaliar a importância do estágio maturacional e do treino na explicação do desenvolvimento longitudinal do desempenho funcional e tático de jovens atletas de futebol. Há estudos que evidenciam a influência da maturação na performance física e tática, mas são inexistentes os que investigam o treino como variável confundidora . O estudo prevê avaliação ao longo de três temporadas de atletas que participem de competições formais. Serão avaliadas variáveis antropométricas, taxa de produção de força, força e potência de extensores e flexores do joelho, fadiga muscular, salto com contramovimento, RAST, teste tático em campo reduzido, Yo-yo Recovery test Level 1 e serão controlados a maturação biológica, o conteúdo e a carga externa de treino. Para a análise, serão adotados múltiplos modelos de regressão alométrica hierárquicos/multinível.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Thiago Luiz de Russo

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • tecnologias para monitoramento de atividade e participação social para pessoas com doenças neurológicas: hospitalização e alta responsável.
  • Lesões neurológicas geram longos períodos de hospitalização, impactando o Sistema Único de Saúde. Por exemplo, no Brasil, as doenças cerebrovasculares, como o Acidente Vascular Cerebral, representam alta mortalidade e são a maior causa de incapacidade grave em adultos. O processo de reabilitação inicia-se no ambiente intrahospitalar, mas muitas vezes é interrompido na alta, por falta de serviços especializados. Logo as pessoas perdem janelas ótimas de recuperação funcional, limitando a realização de atividades de vida diária e restringindo sua participação social, aumentando o risco de re-hospitalização. A saúde digital apresenta potencial para o desenvolvimento de plataformas de monitoramento e interação com o usuário, a partir da combinação de aplicativos de celular e tecnologias vestíveis, como os sensores inerciais. Estes dispositivos medem de forma contínua, em tempo real, no ambiente em que o indivíduo está inserido, atividades que são realizadas. Grandes bancos de dados são gerados para a caracterização dos usuários e seus comportamentos, permitindo direcionar programas terapêuticos durante a hospitalização e no pós-alta. Contudo, a validação e interpretação dos dados gerados por sensores inerciais em populações com incapacidades físicas são desafios para a ciência de dados. O Brasil, não conta com uma plataforma de monitoramento como descrita, sendo um estudo de fronteira desenvolvido por uma equipe interdisciplinar de pesquisadores. Para tal são necessários estudos de validação e usabilidade dos usuários finais do produto. A rede brasileira de serviços hospitalares (EBSERH) é um cenário propício para o desenvolvimento de tecnologias de saúde que possam ser empregadas no Sistema Único de Saúde. Logo, este projeto tem como objetivo acompanhar pessoas com doença neurológica na fase hospitalar e no pós-alta para validar uma plataforma de monitoramento de atividade e participação social.
  • Hospital Universitário da UFSCar/Ebserh - SP - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025