Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Daniel Francisco Nagao Menezes

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • (re)construindo o direito cooperativo latino americano – criando uma matriz teórica e institucional para a américa latina
  • O presente projeto de pesquisa pretende responder a questão se o Direito Cooperativo é um ramo autônomo do Direito. Para isto o projeto reconstituirá as premissas teóricas do Direito Cooperativo e do próprio cooperativismo à luz das relações políticas, sociais e econômicas atuais, enfrentando os pontos críticos do Direito Cooperativo como ato cooperativo, sociedades cooperativas, relações de trabalho, tributação, dentre outras, para, a partir desta análise, afirmar se o Direito Cooperativo é autônomo ou não em relação aos outros ramos do Direito. As metodologias empregadas são as mais variadas, com especial ênfase no método Dogmático-Jurídico, com uso da Revisão Bibliográfica, Entrevistas Estruturadas com cooperativas, Reuniões Técnicas com especialistas. Haverá um avanço teórico nas ciências jurídicas com a reorganização da estrutura jurídica do cooperativismo e, a resposta sobre sua autonomia técnica ou não; bem como, haverá inovação prática vez que a reorganização teórica terá aplicação imediata nas relações jurídicas que envolvem cooperativa, impactando o desenvolvimento econômico e social deste setor e, a sua integração na América Latina tendo em vista que a perspectiva do projeto é de internacionalizar as sociedades cooperativas.
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie - SP - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021
Foto de perfil

Daniel Godoy Martinez

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • efeitos do treinamento físico aeróbico e treinamento muscular inspiratório em pacientes internados para transplante de células-tronco hematopoiéticas
  • O processo de internação para o transplante de células-tronco hematopoiéticas (TCTH) acarreta danos físicos e funcionais, mas o treinamento físico aeróbico e, mais recentemente, o treinamento muscular inspiratório, têm mostrado benefícios à saúde dos pacientes submetidos à essas intervenções. No entanto, não é conhecido o efeito da associação do treinamento físico aeróbico e treinamento muscular inspiratório em pacientes internados para o TCTH. O objetivo do estudo será verificar a segurança, a viabilidade e os efeitos da associação dessas duas modalidades de treinamento. Para isso, serão recrutados pacientes consecutivamente internados na Unidade de Transplante de Medula Óssea do HU-UFJF-EBSERH para realização do TCTH, que serão randomizados para um dos grupos: Grupo Treinamento Físico Aeróbico ou Treinamento Físico Combinado. Serão coletados dados clínicos dos prontuários dos pacientes diariamente. Na admissão e alta hospitalar, serão aplicados questionários de qualidade de vida e fadiga, além de serem avaliados força muscular periférica e respiratória, capacidade funcional e funcionalidade, pressão arterial e frequência cardíaca. Ainda, no fim da quimioterapia, no início e fim da neutropenia será avaliada a frequência cardíaca dos pacientes. A partir da avaliação da frequência cardíaca será avaliado o controle autonômico cardíaco. Durante toda a internação, dependendo dos critérios de contra-indicação e interrupção do protocolo de treinamento físico, os pacientes serão submetidos ao treinamento físico aeróbico (50-70% da frequência cardíaca de reserva) e no Grupo Treinamento Físico Combinado também realizarão treinamento muscular inspiratório a 40% da pressão inspiratória máxima. Os pacientes realizarão os protocolos de treinamento físico cinco vezes por semana. O tratamento estatístico será realizado por intenção de tratamento e, inicialmente, os dados serão avaliados por boxplots e teste de normalidade para, em seguida, serem definidos os testes estatísticos.
  • Universidade Federal de Juiz de Fora - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Gonçalves

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • interações entre álgebras de operadores, sistemas dinâmicos e álgebra pura
  • A frutífera interação entre álgebra de operadores, sistemas dinâmicos e álgebra pura vem sendo explorada por pesquisadores há vários anos, resultando em avanços científicos notáveis para as áreas envolvidas. Dentre exemplos destes avanços podemos citar os resultados de Giordano, Matui, Putnam e Skau sobre a classificação de sistemas dinâmicos de Cantor minimais através de invariantes de C*-algebras associadas (K-teoria), o programa de classificação de Elliott, o estudo de álgebras e C*-álgebras associadas a objetos combinatórios (como no caso de álgebras de Leavitt e C*-álgebras de grafos). O objetivo dessa proposta é explorar ainda mais as relações entre álgebra de operadores, álgebra pura e sistemas dinâmicos, através de pesquisa e colaboração com especialistas internacionais. A pesquisa proposta focará em cinco eixos: O desenvolvimento de sistemas ramificados para K-grafos, em conjunto com especialistas das Universidades do Colorado (Boulder) e Montana, USA; o desenvolvimento da noção de equivalência entre órbitas para ações parciais, a partir do modelo criado para ações parciais dos inteiros sobre o conjunto de Cantor, em conjunto com especialistas da Universidade de Ottawa e Carleton University (Ottawa), Canadá; o desenvolvimento de critérios de simplicidade para produtos cruzados parciais algébricos, em conjunto com especialistas da UFSC e do Blekinge Institute of Technology (Suécia), o estudo de propriedades algébricas de álgebras associadas a grafos (como álgebras de Leavitt) em conjunto com especialistas da Universidade de Málaga, Espanha; e o estudo de espaços shifts sobre alfabetos infinitos e sua entropia em conjunto com especialistas da Universidade de Louisville, EUA e da UFSC. A importância do projeto fica evidenciada dada a combinação única de interesses, conhecimento, internacionalização e experiência dos pesquisadores envolvidos. Ainda, o projeto deve atrair alunos de pós-graduação para trabalhar nos tópicos propostos. Com a implementação do projeto o intercâmbio entre os membros da UFSC e as equipes no exterior será fortalecido, de maneira a possibilitar o encontro dos pesquisadores com uma frequencia anual, o que contribuirá para o avanço da pesquisa proposta. Em particular, o coordenador do projeto já tem visita agendada junto a equipe da Universidade de Málaga, para dar continuidade a pesquisa proposta neste projeto. Desta forma uma contra-partida do CNPq é essencial para o pleno desenvolvimento da pesquisa proposta.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Gouveia Costa

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • bikesensor: monitoramento e visualização de fatores ambientais em ciclovias e ciclofaixas através de sensores
  • O uso de bicicletas como meio de transporte alternativo tem sido estimulado nas grandes cidades não apenas como alternativa aos graves problemas com mobilidade urbana e poluição, mas também como forma de estimular hábitos de vida mais saudáveis. Contudo, não há, na maioria das vezes, um planejamento adequado para a implantação de ciclovias e ciclofaixas no tocante às condições ambientais externas, fato esse que acarreta na frequente implantação dessas vias em locais inapropriados, o que pode trazer prejuízos à saúde dos ciclistas. Adicionalmente, trechos sem ciclovia ou ciclofaixa colocam ciclistas na mesma via dos automóveis, com riscos à segurança e com maior exposição a níveis nocivos de poluição. A fim de aferir as condições ambientais expostas aos usuários de bicicletas nas cidades, sobretudo a poluição do ar, a poluição sonora, a temperatura e a umidade relativa, este projeto propõe o desenvolvimento de uma solução de monitoramento baseada em sensores de baixo custo, que serão implantados em bicicletas para monitorar constantemente esses dados. Dessa forma, será possível processar e disponibilizar diariamente informações a cerca da qualidade das vias percorridas por ciclistas e potencialmente auxiliando os órgãos públicos na manutenção e implantação de novas ciclovias e ciclofaixas.
  • Universidade Estadual de Feira de Santana - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Granada da Silva Ferreira

Ciências Humanas

Sociologia
  • saude e migracoes no brasil de uma perspectiva socio antropologica.
  • O projeto visa compreender os fenômenos das migrações contemporâneas e suas relações complexas com os processos de saúde e adoecimento dos novos contingentes de populações migrantes. A região Oeste de Santa Catarina começou a receber, a partir de 2012 novos fluxos de imigrantes vindos em grande parte do Haiti, mas também do Bangladesh, do Benin, do Senegal. Este novo contingente, em função das dificuldades com relação ao domínio da língua começaram a representar um novo problema para a atenção à saúde do município. A proposta se destina a realização de uma revisão da bibliografia e pesquisa de campo com os imigrantes da região Central e Oeste de Santa Catarina para compreender suas percepções e necessidades com relação ao acesso à saúde no município. Neste sentido o objetivo geral é analisar o processo de instalação dos novos imigrantes no Brasil a partir do estudo sobre as relações entre imigração, saúde e condições de vida da população imigrante nos municípios de acolhimento em Santa Catarina.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Guerreiro e Silva

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • análise de componentes independentes em sinais de alfabeto finito
  • Recentemente surge, nas áreas de aprendizado de máquina e de processamento cego de sinais, a possibilidade de se trabalhar com sinais e estruturas misturadoras de natureza inerentemente discreta, transferindo assim a técnica de Análise de Componentes Independentes e o problema correlato de Separação Cega de Fontes para o domínio de corpos finitos. Com o pouco tempo de pesquisa nesta temática, há naturalmente diversas perspectivas em aberto, tanto em termos de desenvolvimento de novas técnicas como na exploração de modelos de separação mais complexos. Neste sentido, este projeto de pesquisa visa estudar melhorias e potenciais aplicações para os algoritmos de separação em misturas linear-instantâneas, além de buscar maior compreensão teórica e desenvolvimento de algoritmos para os modelos de misturas convolutivas e misturas não-lineares (i.e. alfabetos finitos). Metodologicamente, o projeto será desenvolvido sob a perspectiva de uso de critérios baseados na Teoria da Informação e de estratégias de busca baseadas em metaheurísticas para otimização combinatória, a fim de associar qualidade na decomposição dos sinais com um custo computacional mais adequado.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel José Nahid Mansur Chalhub

Engenharias

Engenharia Mecânica
  • análise térmica de dissipadores de calor utilizados para resfriamento de componentes eletrônicos
  • A eficiência de componentes eletrônicos diminui com o aumento da temperatura de operação dos mesmos e esta questão tem motivado estudos sobre a dissipação eficiente de calor. Este trabalho propõe uma abordagem analítica da análise de transferência de calor em dissipadores de calor que são usados para resfriamento de componentes eletrônicos. A metodologia proposta para a obtenção da solução final é a Técnica da Transformada Integral. Pretende-se apresentar uma formulação considerando condução e convecção nas aletas e desenvolver uma solução geral para o formato de aletas parabólica e triangular. Os resultados obtidos serão comparados pelo aumento da dissipação de calor que afeta a temperatura final do dissipador de calor.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Jost Brod

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • computação quântica e não-localidade em óptica
  • A computação quântica promete computadores que podem realizar tarefas exponencialmente mais rápido do que suas contrapartidas clássicas. No entanto, construir um computador quântico universal é uma tarefa tecnológica complexa, e até hoje não se sabe sequer em que arquitetura física eles serão construídos. Ao mesmo tempo, a área da computação quântica vem crescendo vertiginosamente, e nos últimos anos gigantes da indústria da tecnologia como Google, IBM e Microsoft começaram a investir no desenvolvimento dessas novas tecnologias. Assim é de extrema importância investigar as vantagens e desvantagens de se construir um computador quântico a partir de sistemas físicos específicos. O objetivo desse projeto é investigar o poder computacional da óptica quântica. Por um lado, podemos investigar o poder computacional de dispositivos que podem ser construídos hoje em dia em laboratórios de óptica linear, assim como a melhor forma de lidar com as imperfeições experimentais que inevitavelmente surgem. Por outro lado, também é de suma importância manter a perspectiva de um futuro em que computadores quânticos se tornarão uma realidade, e investigar a forma mais eficiente e prática de se construir dispositivos para processamento óptico de informação quântica. Nesse contexto, uma direção promissora que pretendo abordar nesse projeto é o de computação quântica com meios de Kerr. Por fim, a experiência mostra que o entendimento do poder computacional dos sistemas físicos anda lado a lado com um entendimento de suas características físicas mais fundamentais. Assim, esse projeto também visa entender as peculiaridades da óptica linear a partir da ideia de não-localidade de Bell, umas das características mais marcante da mecânica quântica.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Leandro Rocco

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • materiais nano e microestruturados para uso na refrigeração magnética.
  • O consumo de energia elétrica no planeta terra cresce dramaticamente. Em 2015, por exemplo, o mundo consumiu ~ 22.386 TWh de energia, sendo que só o Brasil consumiu 524 TWh (412 TWh em 2007, por exemplo, ou seja, um aumento de 27 % no consumo em 8 anos). Acredita-se que um total de 20 % desta energia é destinada a refrigeração (doméstica e industrial). Portanto, um incremento em eficiência de 10 % nas máquinas de refrigeração teria um enorme impacto na oferta de energia elétrica mundial. Tendo como base o consumo energético do ano de 2015, por exemplo, esse ganho em eficiência seria suficiente para atender 5 Milhões de pessoas durante um ano em um país como a Etiópia. Desta forma, a procura por tecnologias alternativas para a refrigeração é de extrema importância. Neste contexto a refrigeração magnética é notadamente uma tecnologia de refrigeração que tem um grande potencial para substituir a tecnologia convencional baseada na compressão e expansão de gases do tipo CFC/HCFC. Esses gases são sabidamente danosos a camada de ozônio, contribuindo desta forma para efeito estufa. Além da refrigeração magnética ser ecologicamente correta, já foi demonstrado que ela pode ser até 35 % mais eficiente energeticamente. Por fim, um refrigerador com esta tecnologia é mais silencioso devido a não utilização de compressores. Todos estes fatores foram constatados por meio das dezenas de protótipos desenvolvidos por diferentes grupos espalhados pelo mundo, e como destaque podemos citar os que foram desenvolvidos aqui no Brasil na UFSC, um outro na UNICAMP e um terceiro em fase de desenvolvimento no IF da UFF. A viabilidade comercial desta tecnologia foi demonstrada em um anuncio feito pela BASF/Haier do lançamento comercial de uma geladeira de vinho (https://www.youtube.com/watch?v=Py9IaztpKzs) baseada na tecnologia de refrigeração magnética. No anúncio prometeu-se o lançamento para 2016 (ainda não o encontro para comprar em lógicas virtuais) O presente projeto de pesquisa tem como objetivo a produção de materiais nano e microestruturados para uso na refrigeração magnética, assim como os estudos de suas propriedades estruturais e magnéticas. Nomeadamente os materiais que serão produzidos e estudados são: ligas do promissor material magnetocalórico MnAs dopadas com outros metais de transição e filmes de nanopartículas de ligas metálicas depositadas pela técnica PLD (Pulse Laser Deposition). Os detalhes da proposta de estudos estão apresentados mais a frente em dois subprojetos. Quanto ao orçamento solicitado nesta proposta, de forma bem direta e clara, os recursos solicitados aqui serão utilizados para a compra de um Chiller para o um liquefator de gás hélio. Este equipamento é fundamental para se manter em funcionamento o PPMS do laboratório de magnetismo da UFF.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Loebmann

Ciências Biológicas

Zoologia
  • revisão taxonômica e sistemática do complexo oxyrhopus rhombifer (serpentes: dipsadidae)
  • A tribo Pseudoboini compreende um grupo monofilético de Serpentes Neotropicais, sendo este formado pelos gêneros Boiruna, Clelia, Drepanoides, Mussurana, Oxyrhopus, Phimophis, Pseudoboa, Rodriguesophis, Rhachidelus e Siphlophis; não obstante da riqueza de trabalhos acerca de suas relações filogenéticas, diversos destes gêneros apresentam espécies pouco conhecidas, de histórico taxonômico instável, ou representando problemas de parafiletismo. O gênero Oxyrhopus Wagler, 1830 compreende 14 espécies, de pequeno a moderado porte, amplamente distribuídas na região Neotropical, desde o sul do México, ao norte da Argentina. Destas, destaca-se Oxyrhopus rhombifer Duméril, Bibron & Duméril, 1854, espécie que apresenta uma ampla distribuição na América do Sul em sua porção a leste dos Andes e status taxonômico pouco resolvido, possuindo três subespécies e sete táxons em sua sinonímia. A proposta atual visa realizar uma revisão taxonômica de natureza integrativa para a espécie, em toda sua distribuição geográfica, pautada em abordagens morfológicas e moleculares. Será realizado o exame de séries tipo associadas à espécie (Oxyrhopus rhombifer rhombifer, Oxyrhopus sub-punctatus, Oxyrhopus d’orbignyi, Oxyrhopus rhombifer septentrionalis, Coronella bachmanni, Leptodira weiseri, Oxyrhopus rhombifer var. inaequifasciata, Pseudoboa ornata), visando sua caracterização morfológica, seguido da associação de indivíduos em coleções zoológicas, para a avaliação de unidades taxonômicas operacionais; subsequentemente, serão geradas sequências genômicas de DNA mitocondrial e nuclear, visando a construção de uma hipótese filogenética para as relações entre as unidades taxonômicas previamente estabelecidas, pautando-se em critérios de parcimônia e máxima verossimilhança. Os resultados, além de representarem importantes alicerces à taxonomia das Serpentes Neotropicais, gerarão também impactos nas áreas de conservação e extensão; durante as visitas à coleções científicas e expedições de coleta, serão oferecidas palestras para residentes rurais e instituições de ensino, visando a conscientização regional da população acerca de Anfíbios e Répteis, despertando e concluindo um papel de conscientização ambiental, e estimulando a resolução harmoniosa de conflitos entre homem e natureza. Alunos de graduação e pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande e Universidade Estadual Paulista estarão envolvidos em todas etapas de projeto, contribuindo efetivamente para sua formação e capacitação técnica em pesquisa.
  • Universidade Federal do Rio Grande - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Luís Notari

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • iii mostra científica de conhecimento e inovação: elementos de transformação para o futuro
  • A educação escolar vive novos paradigmas. Os quatro princípios propostos pela Comissão Internacional sobre a Educação para o século XXI estabelecem que a educação deve ser estruturada em quatro eixos: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a viver e aprender a ser. Nessa proposta, o principal objetivo da educação escolar deve ser a aprendizagem permanente, que de acordo com os PCN’s, "supõe desenvolver a capacidade de assimilar mudanças tecnológicas e adaptar-se a novas formas de organização do trabalho”. A pesquisa e o aprendizado são características intrínsecas da natureza humana. A história da humanidade baseia-se na observação, análise, compreensão e transmissão deste conhecimento para os demais. A escola insere-se neste contexto com a missão de perpetuar e sistematizar o conhecimento adquirido. Considerando essas diretrizes, o ensino de Ciências tem a missão de ultrapassar as limitações do livro didático. A escola não pode ser alheia às modificações científico-tecnológicas que vêm acontecendo e sendo absorvidas no cotidiano. A formação dos educandos deve ser voltada para a compreensão e análise crítica destes eventos. A questão da experimentação é fundamental. O ser humano age cientista naturalmente ao olhar e ao entender o mundo. Deste modo, o ensino prático de Ciências deve trabalhar, também, com projetos investigativos. Nesta abordagem, o professor repassa orientações sobre o que é o método científico, como começar um projeto, criar hipóteses e buscar estratégias para confirmá-las. A investigação exige que se faça uma seleção da matéria a ser tratada. Essa seleção requer alguma hipótese que irá guiar e delimitar o assunto a ser investigado. Em seguida, conduzem-se os experimentos que testam e validam as hipóteses formadas. Esses resultados são então analisados e discutidos. Com base no exposto, o presente projeto propõe a inserção dos alunos das séries finais do ensino fundamental no contexto acadêmico a fim de formalizar o método científico e popularizar a ciência e a tecnologia. Além disso, procura-se estabelecer uma relação entre os avanços científicos e os eventos cotidianos da vida do estudante.
  • Universidade de Caxias do Sul - RS - Brasil
  • 07/01/2020-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Magalhães Mucci

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • orientação empreendedora versus inércia familiar nas empresas familiares: antecedentes e consequências
  • Este estudo tem como objetivo discutir os antecedentes e as consequências da orientação empreendedora (OE) na empresa familiar. Discutimos o efeito moderador das características e intenções particulares das empresas familiares como moderadora da associação entre fatores contingenciais e OE. Além disso, discutimos o efeito da OE sobre o desenho e uso dos Sistemas de Mensuração de Desempenho (SMD). Em relação às características particulares da empresa familiar, focamos nas intenções familiares não-econômicas baseadas na lente teórica da Riqueza Socioemocional (SEW). Também estudaremos o desenho em termos do nível de sofisticação e o uso diagnóstico e interativo dos SMD. Entre as consequências, discutiremos o apoio da EO ao alcance tanto de objetivos econômicos voltados para os negócios e objetivos não econômicos voltados para a família dentro do negócio da família. Para testar essas relações de maneira empírica, desenvolveremos uma pesquisa por meio de questionários com empresas familiares brasileiras de médio e grande porte. Como método de análise, empregaremos a técnica multivariada de Modelagem de Equações Estruturais (SmartPLS). Este tópico é relevante, uma vez que a OE tem sido vista como um determinante de muitos resultados positivos, como inovação, crescimento da empresa e desempenho. Com este estudo, esperamos trazer mais luz sobre como a SEW moderam a associação entre fatores contingenciais e OE, bem como a influência da OE sobre o SMD. Também esperamos fornecer evidências de que uma OE (em contraste com a inércia familiar) pode apoiar tanto a busca de objetivos financeiros quanto não financeiros em empresas familiares, e como tal associação é fortalecida pelos benefícios gerados por SMD, o que como consequência tende a aumentar as chances de sucesso da empresa familiar no longo prazo.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Mendes Pereira Ardisson de Araújo

Ciências Biológicas

Genética
  • caracterização de novas espécies ou isolados de baculovírus para uso no controle biológico de insetos-praga
  • O controle de insetos-praga tem sido feito predominantemente com uso de inseticidas químicos que geralmente são inespecíficos, perigosos para a saúde humana, poluem o ambiente e criam ambientes propícios ao surgimento de resistência. Nesse apelo, os vírus surgem como uma alternativa viável e já eficientemente empregada para o controle natural de pragas agrícolas e florestais. O uso de vírus como agentes de controle biológico no Brasil começou a se espalhar depois do sucesso do baculovírus AgMNPV para controle da lagarta da soja Anticasia gemmatalis, bem como a crescente demanda por produtos livres de agrotóxicos. Os baculovírus são vírus de DNA dupla-fita circular capazes de infectar larvas de insetos das ordens Diptera (mosquitos), Hymenoptera (algumas vespas) e principalmente Lepidoptera (lagartas de borboletas e mariposas). Entretanto, o principal gargalo no uso de baculovírus é a restrição no número de espécies virais identificadas na natureza e descritas, uma vez que os vírus são altamente específicos para o hospedeiro de onde foi isolado. Dessa forma, o presente projeto visa caracterizar em nível genético, evolutivo e biológico novas espécies ou isolados de baculovírus para entender os aspectos básicos da interação vírus-hospedeiro e sua evolução a fim de desenvolver agentes efetivos para controle biológico de pragas da agricultura.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Menezes Souza

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • inflamassoma nlrp3: estudo translacional sobre a importância da ativação dessa plataforma molecular sobre o desenvolvimento de lesões de cutâneas simples e de mucosa na leishmaniose tegumentar humana
  • Leishmania braziliensis é um parasito de grande importância por ser responsável, no Brasil, pela maioria dos casos de leishmaniose tegumentar (LTH), um grave problema de saúde pública. Este parasito está associado a um amplo espectro de manifestações clínicas da LTH, variando de lesões cutâneas simples, as quais podem curar espontaneamente, até lesões de mucosas, uma forma invasiva hiperalérgica e destrutiva da leishmaniose. A imunopatogênese da LTH é complexas e ainda não totalmente esclarecidas, sendo assim, um dos fatores mais intrigantes no estudo da doença envolve a compreensão dos mecanismos moleculares de interação entre o parasito-hospedeiro, enfatizando fatores associados ao desenvolvimento de lesões cutâneas simples até formas estigmatizantes, como ocorre na manifestação clínica mucosa (LTH-M). Nesse contexto, a ativação de receptores da imunidade inata em células, tais como macrófagos, é crucial para a iniciação da resposta imune contra patógenos e para determinar a ocorrência de lesões teciduais associadas a resposta inflamatória. Em modelo murino de infecção por parasitos causadores da LTH, tem sido demonstrado que a ativação do inflamassoma de NLRP3, um tipo de receptor da imunidade inata, durante a infecção por Leishmania, é crucial para a resistência do hospedeiro à infecção. Esse controle é mediado por mecanismos dependentes da produção de IL-1β e IFN-γ, os quais induzem a geração de óxido nítrico que contribui para a restrição da replicação do parasito no interior de macrófagos. Entretanto, pouco se sabe a respeito dos mecanismos pelos quais a ativação do inflamassoma restringe a replicação de patógenos intracelulares e/ou desencadeia processos inflamatórios que podem levar a lesões teciduais. Além disso, pouco se sabe a respeito do envolvimento do inflamassoma de NLRP3 na infecção provocada L. braziliensis em humano, e o possível papel no controle da infecção, redução da carga parasitária tecidual, bem como controle do processo inflamatório que pode desencadear lesões de mucosa grave observada nos pacientes infectados pelo parasito L. braziliensis. Dessa forma, torna-se de grande importância determinar o papel do inflamassoma de NLRP3, bem como os mecanismos envolvidos na ativação da imunidade inata mediada por essa plataforma molecular, durante a infecção por L. braziliensis. Nesse sentido, o objetivo do presente projeto é avaliar o envolvimento do inflamassoma NLRP3 no desenvolvimento de lesões cutâneas (simples e de mucosa) em pacientes com LTH. A determinação do papel desse receptor inato frente à infecção por L. braziliensis tem o potencial de abrir novas perspectivas para o tratamento e profilaxia desta infecção, bem como de outras doenças inflamatórias crônicas.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Orquiza de Carvalho

Outra

Microeletrônica
  • desenvolvimento de plataformas de opto-fluídicas para aplicação em sensoriamento
  • A opto-fluídica surgiu nas últimas décadas a partir da união da tecnologia de dipositivos fotônicos com a tecnologia microfluídica. Dispositivos opto-fluídicos utilizam luz nas regiões ultravioleta, visível e infravermelha do espectro para realizar funções de sensoriamento, imageamento e manipulação (através de pinças e armadilhas ópticas) em tempo real dentro de microcanais. As áreas de aplicações são diversas: biossensoriamento, citometria (contagem, caracterização e classificação de células e partículas microscópicas), análise de DNA, espectroscopia, manipulação e análise de propriedades mecânicas de objetos microscópicos, entre outras. Uma tecnologia bastante promissora para se fabricar microcanais é a tecnologia de cerâmica verde (LTCC – Low Temperature Co-fired Ceramic). Esta cerâmica é constituída de alumina, vidro e compostos orgânicos. O LTCC é chamado de cerâmica verde (Green Tape), pois é manipulado em estado não sinterizado, sendo seu aspecto flexível e de fácil manuseio. A cerâmica LTCC permite a microfabricação de sistemas em diversas camadas, formando estruturas tridimensionais. Além disso, as cerâmicas são materiais apropriados para a produção de dispositivos cujo funcionamento envolva altas temperaturas, como reatores químicos microfluídicos, por exemplo. Pela facilidade de fabricação e possibilidade de desenvolver dispositivos 3D utilizando múltiplas camadas que são unidas através do processo de prensagem uniaxial e tratamento térmico, o LTCC é uma alternativa bastante interessante para o desenvolvimento opto-fluídicos. Embora o LTCC já tenho sido usado para desenvolver dispositivos microfluídicos com bastante sucesso, aplicações usando esta tecnologia para o desenvolvimento de dispositivos opto-fluídicos são praticamente inexistentes, no melhor do nosso conhecimento. Não obstante, as dimensões e espessuras das camadas (da ordem de poucas dezenas a centenas de micrometros) são naturalmente apropriadas para integração de fibras ópticas. Ademais, esta tecnologia pode ser facilmente integrada com chips de silício. Com isso, dispositivos de fotônica em silício, fabricados com tecnologia planar, podem ser integrados a dispositivos microfluídicos fabricados em LTCC. Considerando as vantagens relacionadas com a utilização da tecnologia LTCC, a proposta do atual projeto é desenvolver dispositivos opto-fluídicos utilizando cerâmica verde para medida de tamanho de objetos microscópicos em suspensão coloidal. Estes dispositivos serão fabricados utilizando integração hibrida de microcanais fabricados em LTCC e fibras ópticas ou, alternativamente, guias fabricados em chips de silício utilizando tecnologia planar. Cabe ressaltar que em trabalhos anteriores adquirimos boa experiência no que diz respeito ao projeto e fabricação de guias em fotônica de silício. A vantagem da utilização de guias de onda fabricados com tecnologia planar para desenvolver sensores de tamanho de objetos microscópicos está no fato de que as dimensões deste guias de onda podem ser otimizadas para esta aplicação. Isto é o oposto do que acontece quando se utiliza fibras ópticas, métodos comumente usado para este fim. Sensores desenvolvidos com tecnologia planar tem o potencial de serem capazes de detectar partículas menores do que os sensores à fibra, justamente pela possibilidade de otimizar as dimensões dos guias de onda para a aplicação em questão. Ademais, existe a possibilidade de se fabricar guias de onda com núcleos líquidos. Neste caso, o núcleo do guia de onda, responsável por confinar a luz propagante, coincide com a região por onde o líquido flui. Desta forma a interação entre a luz e os objetos a serem medidos é muito maior. Espera-se que a utilização das técnicas propostas gere resultados promissores do ponto de vista acadêmico e de inovação. Ademais, o projeto proposto deve permitir estabelecer provas de conceito que futuramente se tornem dispositivos passiveis de ser fabricados comercialmente com aplicações nas áreas de medicina, química e farmácia.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Papoti

Engenharias

Engenharia Biomédica
  • desenvolvimento de uma bobina de rf com 8 canais para recepção dedicada para imagens por ressonância magnética do joelho em 7 teslas
  • Este projeto tem como proposta o desenvolvimento de uma bobina de radiofrequência (RF) com 8 canais de recepção operando em um campo de 7 Teslas para aquisições de imagens por ressonância magnética (IRM) do joelho. Esta bobina será desenvolvida dentro de uma proposta de cooperação entre o Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS) da Universidade Federal do ABC (UFABC) com o Instituto de radiologia da Faculdade de Medicina da USP (InRad-FMUSP) para operar como parte do equipamento de IRM MAGNETOM 7T – Siemens (Erlangen, Germany), adquirido com recursos da FAPESP dentro do projeto “Plataforma de Imagem na Sala de Autópsia” (PISA). A FMUSP, através do projeto PISA, adquiriu o primeiro tomógrafo de Ressonância Magnética de ultra-alto campo magnético da América Latina para a realização de diferentes projetos nas áreas de doenças respiratórias, doenças cardiovasculares, doenças neurológicas, envelhecimento e autópsias virtuais, este última em conjunto com o Serviço de Verificação de Óbitos da Capital (SVOC). Este sistema de IRM, por ser utilizado exclusivamente para ambiente de pesquisa, possui disponível pelo fabricante até o momento apenas uma bobina para imagens de cabeça. Por esta razão, para que o máximo ganho em termos de qualidade de imagem seja obtido também para outras anatomias além da cabeça, como o joelho, é de fundamental importância o desenvolvimento de geometrias dedicadas de bobinas. Além das vantagens em termos de relação sinal/ruído (RSR), esta bobina deverá permitir a implementação de metodologias de aquisição paralela para o estudo do sistema musculoesquelético. O projeto prevê ainda uma parceria de cooperação com grupos experientes em instrumentação para IRM, como o grupo liderado pelo Prof. Dr. Alberto Tannús, do Centro de Imagens e Espectroscopia in vivo por Ressonância Magnética (CIERMAG), do Instituto de Física da USP, campus de São Carlos.
  • Universidade Federal do ABC - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Pasquini

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • desenvolvimento de nanocompósitos poliméricos contendo híbridos de óxido de metal/grafeno, para aplicações em dispositivos de armazenamento de energia.
  • Metais ou óxidos metálicos normalmente sofrem dissolução, sinterização e aglomeração durante processos em que são aplicados, como por exemplo, quando empregado em processos catalíticos. Para aliviar essa dificuldade, as estruturas nanoestruturadas de grafeno 3D funcionam como matrizes de suportes para estes metais ou óxidos de metais, que em sua forma expandida maximizam as áreas de superfícies específicas eletroativadas e promove sua atividade e durabilidade, boa estabilidade química e ambiental e forte adesão às partículas dos metais e óxidos de metais. Apesar do tremendo progresso na adição de metais/óxidos de metais suportadas em grafeno, ainda observa-se problemas na montagem controlável de nanopartículas de óxidos de alguns metais suportados em sistemas de grafeno tridimensional (3D). Neste sentido, os sistemas de redes de polímeros têm sido um alvo atraente para suportar estas partículas sem a necessidade de trabalhar com grafeno 3D. Sistemas híbridos de óxidos metálicos/grafeno suportados em polímeros têm demonstrado potenciais de aplicações devido as seguintes e bem reconhecidas vantagens: - a grande área de superfície e a flexibilidade de nano folhas de grafeno (que é uma estrutura em 2D) podem oferecer área suficiente para acomodar vários nanomateriais e também podem evitar que eles se aglomerem. - devido às características superficiais finas do grafeno, a eficácia do contato interfacial com outros compostos aumenta e simultaneamente valoriza a quantidade de processos de adsorção. - a propriedade de condutividade elétrica do grafeno promove a taxa de transferência de elétrons na superfície. - por último, a condutividade elétrica dos híbridos são valorizadas pela incorporação de polímeros condutores tipo polianilina (PANi) e polipirrol (PPY). Assim sendo, o presente projeto visa produzir filmes compósitos produzidos por nanofibras de celulose e polímeros condutores PANi e PPY, com a incorporação de partículas híbridas de óxido de metal/grafeno. A presença das nanofibras de celulose é responsável pela formação de um filme e pela resistência mecânica final do material compósito, além de conferir flexibilidade do filme resultante. Os polímeros condutores serão sintetizados diretamente em solução contendo as nanofibras, de forma que estes se depositem na superfície das fibras durante a polimerização. As partículas híbridas serão adicionadas nas misturas posteriormente, de forma a se obter os compósitos com as propriedades desejadas para as aplicações em dispositivos de armazenamento de energia. É necessária uma gestão eficiente da energia renovável para um desenvolvimento sustentável do país e é esperado que o armazenamento eletroquímico de energia desempenhe um papel fundamental neste processo. Este projeto abordará o estado dos desenvolvimentos no campo do armazenamento de energia eletroquímica, com foco em materiais avançados e considerações de planejamento de baterias e supercapacitores para aplicações atuais e futuras em transporte, comércio, eletrônica, aeroespacial, biomédica e outros setores promissores. Para reduzir a dependência dos recursos convencionais e desenvolver uma nova paisagem energética, a geração de energia renovável deve ser complementada por sistemas eficientes de armazenamento de energia com operação robusta e com baixos custos. Os sistemas de armazenamento de energia eletroquímica possuem grandes promessas à medida que operam com alta eficiência, são escaláveis, podem ser implementado com várias substâncias químicas e podem ser baseados em materiais baratos, sustentáveis e recicláveis. A intenção deste projeto é desenvolver estratégias para melhorar as métricas de desempenho eletroquímico, atributos de segurança e reduzir o custo dos sistemas de armazenamento eletroquímico de energia. O projeto abordará os aspectos de química, materiais e engenharia para conceitos atuais e emergentes em baterias e além, armazenamento de energia capacitiva aprimorado, sistemas híbridos, mas também planejamento de células para considerações de nível de sistema. Os resultados se concentrarão nos projetos de armazenamento de energia multifuncional que vão além dos atuais desempenhos do sistema.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Pedrosa Alves

Ciências Agrárias

Agronomia
  • estudo da herança da resistência à peronospora destructor em populações avançadas de cebola
  • A cebola, Allium cepa, é uma hortaliça de grande importância econômica e social no Brasil e no mundo. O estado de Santa Catarina é o maior produtor de cebola do no Brasil, sendo o Alto Vale do Itajaí a principal região produtora de SC com mais de 70% da produção do Estado. Entretanto, o cultivo de cebola na região é muito afetado pela alta incidência do míldio, causado pelo patógeno Peronospora destructor. Essa doença onera os custos de produção, diminui a margem de lucro dos agricultores além de elevar os danos causados ao meio ambiente, uma vez que o manejo da doença é feito exclusivamente com agroquímicos. Graças a um projeto aprovado no edital universal do CNPq de 2014 e finalizado esse ano (449218/2014-7), foram desenvolvidas duas populações avançadas no programa de melhoramento de cebola da Epagri com alta resistência ao míldio, sendo experimentalmente conhecidas como “Bola Precoce Agroecológica” e “Superprecoce Agroecológica”. Essas populações se mostraram menos suscetíveis e mais produtivas frente à infecção do patógeno P. desctructor, e consequente ocorrência do míldio nas últimas três safras (2015/2016; 2016/2017 e 2017/2018). Até o presente momento não existe nenhum relato na literatura de resistência ao míldio em cebola comercial, A. cepa. Resistência ao míldio da cebola foi encontrado em uma espécie relacionada, Allium roylei, sendo que essa resistência é devido a um único gene dominante, denominado Pd. Assim sendo, torna-se necessário o completo entendimento da origem dessa resistência das populações “Bola Precoce Agroecológica” e “Superprecoce Agroecológica”. Dessa forma, o objetivo do presente projeto é estudar a herança da resistência à P. desctructor em plantas das populações avançadas “Bola Precoce Agroecológica” e “Superprecoce Agroecológica”. Para viabilizar esse estudo realizaremos hibridações de plantas resistentes de ambas populações com plantas suscetíveis de uma população de cebola roxa. Para assegurar a natura híbrida da progênie utilizaremos um marcador fenotípico, cor do bulbo, e marcadores moleculares para o gene Ms. Assegurada a natura híbrida das plantas F1, avançaremos a geração e analisaremos a segregação da resistência nas gerações filiais F2 e F2:3. Devido à natureza bienal da cebola (dois anos para completar o ciclo) no final deste projeto teremos pelo menos uma população segregante (F2) para a resistência ao míldio da cebola. Nessa população F2 realizaremos a fenotipagem para quantificar os indivíduos resistentes e suscetíveis além de extrair o DNA para futura genotipagem. Outra fenotipagem será realizada, em projetos futuros, em uma população F2:3, pois assim conseguiremos ter uma melhor estimativa do fenótipo utilizando um maior número de plantas e experimentos. Em um projeto futuro nós também faremos o mapeamento do gene de resistência dessas populações (usando o DNA extraído das populações F2).
  • Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Pens Gelain

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • o receptor para produtos finais de glicação avançada (rage) no desenvolvimento da neurodegeneração dopaminérgica típica da doença de parkinson a partir de inflamação sistêmica: estudo translacional
  • A Doença de Parkinson (DP) está entre as patologias neurodegenerativas mais frequentes atualmente. Não há uma causa específica identificada para a DP, portanto os tratamentos disponíveis focam na sintomatologia. A administração de L-DOPA para repor os níveis de dopamina e de agonistas de receptores de dopamina para ativar neurônios estriatais são as estratégias farmacológicas mais utilizadas, enquanto que o implante de marca-passo estimulador cerebral para controle do circuito dos gânglios basais é a alternativa cirúrgica disponível. No entanto, com a contínua degeneração dos neurônios dopaminérgicos, tais tratamentos perdem a efetividade com o tempo. Ultimamente, componentes típicos de resposta pró-inflamatória vêm sendo descritos na DP, como ativação microglial e produção elevada de citocinas pró-inflamatórias. A ativação microglial pode estimular o acúmulo de formas aberrantes da α-sinucleína, o que por sua vez acaba por estimular a formação de corpos de Lewy, a morte neuronal e reforçar a própria ativação microglial, em um ciclo de retroalimentalação positiva de neuroinflamação e neurodegeneração. Considerando esses fatores, pretendemos estabelecer o papel do receptor para produtos finais de glicação avançada (RAGE) como principal integrador da sinalização neuroinflamatória e neurodegenerativa. O RAGE é considerado um promotor de estados pró-inflamatórios crônicos, e um dos seus efeitos mais pronunciados é a indução de vias pró-inflamatórias controladas pelo NF-kB. Como o gene do RAGE (AGER) também conta com um elemento responsivo ao NF-kB, a sua ativação é capaz de aumentar a própria expressão. Em trabalhos recentes do nosso grupo, observamos que a inibição seletiva do RAGE na substância negra de ratos Wistar é capaz de prevenir a denervação dopaminérgica e o déficit motor causados pela administração de 6-hidroxidopamina, e também que a indução de inflamação sistêmica com LPS intraperitoneal é capaz de aumentar os níveis de RAGE na substância negra. O objetivo geral do presente projeto é o de estabelecer a importância do RAGE na patogênese e na progressão da neurodegeneração dopaminérgica típica da Doença de Parkinson. Para este objetivo ser alcançado, estudaremos a relação entre o RAGE e processos celulares reconhecidamente responsáveis pela indução da morte dos neurônios dopaminérgicos na Doença de Parkinson em modelos pré-clínicos da doença (roedores), avaliaremos a relação entre a presença deste receptor (e seus moduladores) no soro de pacientes e o estadiamento da doença, e a relação entre RAGE e seus moduladores com o estadiamento histopatológico em amostras de cérebro post-mortem de pacientes. Para tanto, iremos caracterizar, em animais submetidos à inflamação sistêmica induzida por LPS, o papel do RAGE na evolução de sintomas pré-motores (anosmia e anedonia), sintomas motores (déficits motores e locomotores) e não-motores (déficit cognitivo) associados à neurodegeneração dopaminérgica da substância negra, bem como a evolução da perda de neurônios dopaminérgicos e dos níveis de dopamina, ao longo de 10 meses após a administração de LPS. Além disso, propomos diferentes protocolos pré-clínicos de inibição do RAGE em modelos de neurodegeneração avançada (i.e., a partir da manifestação de estágios motores), testando a eficácia através de avaliações comportamentais, bioquímicas e histológicas. Também pretendemos caracterizar, através de estudos de microscopia confocal em cérebros de roedores, bem como utilizando ferramentas de biologia molecular combinadas com técnicas de visualização e imunodetecção em modelo in vitro (culturas de neurônios), o efeito do RAGE na expressão e tráfico vesicular de α-sinucleína, bem como na possível desregulação do turnover (etapas de degradação proteossômica) e consequente acúmulo celular/membranar, além da indução de formas aberrantes e seu acúmulo em neurônios dopaminérgicos. No contexto clínico, propomos caracterizar a presença de ligantes de RAGE, bem como de sua isoforma solúvel (sRAGE), no soro de pacientes da Doença de Parkinson estratificados de acordo com os diferentes estágios clínicos da doença, grau de envolvimento neurológico e de declínio motor e cognitivo. Por fim, iremos caracterizar a presença do RAGE e de seus moduladores na substância negra, bulbo olfatório e tronco cerebelar em amostras crio-preservadas de cérebros humanos provenientes de pacientes de Doença de Parkinson (e respectivos controles pareados). Tais esclarecimentos trarão avanços significativos no entendimento das causas da DP e na busca de terapias efetivas. Assim, se comprovado o papel deste receptor na associação entre o estímulo inflamatório e a progressão da morte das células dopaminérgicas da substância negra, identificaremos um alvo molecular de grande potencial terapêutico para o combate a um fator causador dos sintomas da DP, ou seja, a neurodegeneração dopaminérgica, em contraste com as terapias existentes atualmente, que focam no alívio ou retardo dos sintomas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Daniel Pereira da Silva

Engenharias

Engenharia Química
  • estratégias tecnológicas para integração de resíduos agroindustriais da indústria do suco e processos de obtenção de biossurfactantes
  • A presente proposta de pesquisa descreve a utilização de resíduos agroindustriais, provenientes do processamento de frutas na indústria de sucos, oriundos da região Nordeste e com especificidades locais, objetivando promover o desenvolvimento e a inovação na obtenção de biossurfactantes, tanto em características de processo como de produto. Os altos custos associados a produção bem como os baixos rendimentos nestes tipos de processos os tornam pouco eficientes em larga escala dificultando assim os biossurfactantes de competir com os produtos sintéticos comercialmente. Uma das maneiras de redução de custos na produção, aliado a maior sustentabilidade, é buscar meios de cultivo alternativos e que forneçam aos microrganismos melhores condições para obtenção de biossurfactantes. A estratégia alternativa proposta neste trabalho será avaliada e monitorada no tocante a estruturação de um meio de cultivo que melhor supra as necessidades dos microrganismos para que os mesmos possam produzir biossurfactantes de modo quantitativa e qualitativamente satisfatórios e inovadores, avaliados analiticamente por técnicas padronizadas na literatura. Deste modo, espera-se que pelos resultados obtidos seja possível a minimização dos custos de produção dos biossurfactantes, em especial devido ao grande potencial residual agrícola e agroindustrial do Brasil, bem como obtido um nível razoável de desenvolvimento, implementação e inovação no processamento e obtenção de biossurfactante.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022