Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Adolfo Ricardo Calor

Ciências Biológicas

Zoologia
  • entomofauna da chapada diamantina, bahia, brasil: uma proposta de cooperação em taxonomia, filogenia e biogeografia
  • O “impedimento taxonômico” tem íntima conexão com os déficits Linneanos e Wallaceanos, que constituem verdadeiros obstáculos ao entendimento de padrões de diversidade e estabelecimento de estratégias eficazes de conservação. Muitos autores tem discutido as estratégias para reduzir o “impedimento taxonômico” e proposto verdadeiros desafios. Tais desafios englobam ações desde o apoio a formação de taxonomistas com sólida formação teórica ao investimento em coleções científicas, passando pela produção científica contextualizada, que incorpore novas tecnologias e amplie e integre os conjuntos de dados (considerando morfologia, moléculas, fatores históricos, clima etc) para suas inferências. Em caso de países megadiversos como o Brasil, tratar de grupos megadiversos como os insetos, em área com reconhecida taxa de endemicidade e elevada riqueza como a Chapada Diamantina, justifica a investida de tantos pesquisadores. Ademais, trata-se de área de nascente dos mais importantes rios do estado, assim como região que tem recebido forte influencia antrópica por parte da agricultura, pecuária, mineração e turismo. Outro lado do “impedimento taxonômico” pode ser visto na discrepância da concentração de especialistas e/ou centros de pesquisa nas diferentes regiões do país. O conhecimento acerca de determinados táxons tem relação direta com a presença de especialistas atuando nas áreas de ocorrência. Assim, estratégias de criação de redes de colaboração podem auxiliar na superação dos desafios, pois permitem o treinamento e a difusão de técnicas (coleta, preservação e identificação de Mecoptera, por exemplo) que favorecem a formação de jovens pesquisadores, além de incrementar as coleções envolvidas (e coleções tradicionais com depósitos de tipos) com o material biológico. Para tanto, os objetivos são: (i) descrever novas espécies; (ii) inferir filogenias e propor hipóteses biogeográficas; (iii) catalogar variados táxons de insetos; (iv) consolidar as coleções de referência e (v) contribuir para a formação de recursos humanos. Neste contexto, o presente projeto buscará consolidar as coleções de insetos do MHNBA por meio da associação de pesquisa científica com formação de recursos humanos em taxonomia (integrativa em alguns casos, como de Notalina e Phylloicus), estudos filogenéticos e biogeográficos, usando dados morfológicos e moleculares.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Adonney Allan de Oliveira Veras

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolver uma plataforma web para melhorar a montagem e anotação de genomas de procariontos.
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022